segunda-feira, 3 de abril de 2017

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.
 .
.

4-CONHEÇA OS TRUMP


ÚLTIMO EPISÓDIO

FONTE: SIC NOTÍCIAS

.

6 - CRAZY HORSE CABARET

.



FONTE: Canal ARTE - 31 Dec 2011 

.
.

MINUTOS DE

CIÊNCIA/132


Questão de Raciocínio
Lógico ou Conjuntos



.
.
 VIII-MEGA MÁQUINAS

2 - Aviões Espaciais



*Interessante série reveladora da quase perfeição mecânica, notável produção da NG.

**  As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores. 

.

RICARDO ARAÚJO PEREIRA

.




Então mas o que é isto?

O fenómeno da multiplicação de entões costuma verificar-se principalmente em directos informativos. Funciona assim: “Estamos então aqui onde foi então cometido o homicídio, eram então duas e meia da tarde. Tenho então junto a mim o sargento Fernandes, que é então o comandante do posto da GNR que fica então mais próximo deste local”

Receio que o fenómeno das modas linguísticas, de que sou dedicado estudioso, não desperte mais do que desinteresse e aborrecimento nos meus leitores. Como costuma suceder com todos os chatos, essa consciência não me impede de falar sobre o assunto sempre que posso. Certas modas linguísticas ficam circunscritas a determinados meios (por exemplo, 
a expressão “quando assim é” quase não é usada fora do âmbito das entrevistas rápidas que ocorrem após um jogo de futebol), outras estão limitadas a uma faixa etária (é raro ouvirmos um maior de quarenta anos dizer que determinada coisa é “top”), mas há algumas que ultrapassam as barreiras da idade e da origem social, e infectam uma sociedade inteira. Foi assim com o “portanto”, muito frequente sobretudo durante os anos 80 e 90 (embora ainda hoje protagonize pequenos surtos), e parece acontecer cada vez mais o mesmo com uma moda que já aqui examinei, a da utilização dos verbos no infinitivo (refiro-me à razoavelmente popular formulação “antes de mais nada, cumprimentar todos os presentes”, ou “em primeiro lugar, dizer que é um prazer estar aqui”). 

A moda que trago hoje à consideração de todos permanece confinada a uma classe profissional, mas talvez tenha potencial para contagiar uma fatia mais larga da população. Falo da multiplicação de entões (confesso que não sei se o plural de então é entões ou entãos. Optei por entões, mas sem grande firmeza. Ocorre-me agora, além disso, que não cheguei sequer a ponderar um possível entães.) 
O fenómeno da multiplicação de entões costuma verificar-se principalmente em directos informativos. O jornalista semeia entões no discurso com o duplo objectivo de ocupar tempo mas também de conferir alguma noção de urgência à matéria relatada. Funciona assim: “Estamos então aqui onde foi então cometido o homicídio, eram então duas e meia da tarde. Tenho então junto a mim o sargento Fernandes, que é então o comandante do posto da GNR que fica então mais próximo deste local.” Um passatempo divertido consiste em apostar no número de entões que determinada intervenção em directo vai ter. Estou disponível para discutir direitos de autor com a Santa Casa, na eventualidade de o Toto-Então começar a ser comercializado. 
O jogo pode ser bem-sucedido porque, na verdade, a multiplicação de entões não ocorre apenas em reportagens, mas em qualquer espécie de improviso, por pequeno que seja. Por exemplo, na meteorologia (“na Guarda vão estar então 18 graus”), quando alguma coisa não corre de acordo com o previsto (“perdemos então o contacto com o nosso enviado especial”) e até nas despedidas (“desejo-lhe então um bom fim-de-semana”). Fica então a sugestão para podermos então jogar então.

IN "VISÃO"
30/03/17

.
.


1190.UNIÃO



EUROPEIA



.

7-ACESSO SECRETO

 O Vaticano

ÚLTIMO EPISÓDIO 

Além da sua enorme riqueza monetária e artística, o sempre inquietante Vaticano esconde segredos proibidos para o resto do mundo... até agora. Através deste video  irá percorrer as cúpulas abertas e as escavações deste patrimônio religioso e cultural do mundo, focar o olhar em documentos sigilosos da Guarda Suíça, livros que guardam conhecimentos não revelados, e até percorrer um misterioso cemitério onde dizem estar os ossos do próprio fundador da Igreja, São Pedro. Além disso,  conhecerá alguns dos  rígidos sistemas de segurança que protegem este legado incalculável da cultura e da tirania religiosa ocidental.

* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

FONTE: GUSTAVO RAMOS

..
.

9-CAPITALISMO

UMA HISTÓRIA DE AMOR


* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

..
.

Fábia Rebordão

Falem Agora


.
.
"O 1º ABRILEIRO"



FONTE: LUÍS VARGAS - Título orginal  "Portugal não pode mais"

.
.
 Negociações do Brexit 
 Complexas e confusas



FONTE: EURONEWS


.
.
66-NO GINÁSIO
"PILATOS"




.
.


1205
Senso d'hoje
GARY TURK
REALIZADOR DE CINEMA
"LOOK UP"



Leitura de um poema sobre a forma de interação da sociedade após as redes sociais e de como estamos deixando de viver alguns aspectos bons da vida, fora destas redes.

.
.

Seriema


Um par de Seriemas cantando em dueto

.
.

BOM DIA


.
.

2-DEBATE

FORA "D'ORAS"

VII- EM NOME DA FILHA


ÚLTIMO EPISÓDIO
PRÓXIMO "FORA-DE-HORAS A 07/04/17


*Manuel Luís Goucha, Elisabete Brasil (UMAR) e a autora, Carla Maia de Almeida, juntaram-se para debater o livro "Em nome da filha". Ana Brandão fez a leitura de excertos da obra.

Uma obra maioritariamente composta por testemunhos de mulheres vítimas de violência doméstica. Entrevistadas em vários pontos do país, acederam a contar as suas histórias sob anonimato, por razões compreensíveis. A essa urgência de partilha correspondeu a vontade de contribuir para a mesma causa: lutar contra um problema que não é «doméstico», mas de toda a sociedade. De todos nós, mulheres e homens.

O RETRATO:
Há mais de 20 anos, Filipa presenciou o assassinato da mãe às mãos do pai e viveu para contar a história. Hoje, tanto tempo depois, estes crimes continuam a acontecer com demasiada frequência. Ao contrário de Filipa, vamos continuar a olhar para o lado? Sabia que em mais de metade do total dos casos de violência doméstica, o grau de parentesco entre vítima e denunciado é de matrimónio, união de facto ou namoro? E que em 2015 registou‑se o mais elevado número de sempre de detenções por violência doméstica? Este é um retrato na primeira pessoa de mulheres vítimas de violência doméstica e das suas relações familiares, histórias vívidas, terríveis, com personagens de carne e osso, intercaladas por testemunhos de especialistas na matéria e enquadramentos teóricos que tentam ajudar a explicar um fenómeno que é tragicamente uma das imagens de marca do nosso país.

FONTE: ffms

. ..
.