sexta-feira, 17 de março de 2017

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

.

5-EVACUANDO A TERRA

video

.
.
HOJE  NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Lisboa vai receber a maior feira 
de cruzeiros do mundo

A ministra do Mar anunciou que Lisboa ganhou a organização da Seatrade Cruise Med em 2018.

A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, anunciou esta sexta-feira, 17 de Março, na apresentação da estratégia para o aumento da competitividade portuária em Lisboa, que a capital vai receber o Seatrade Cruise Med, a maior feira de cruzeiros do mundo, em Setembro de 2018.
 .
Um evento que, sublinhou, vai envolver quatro a 5.000 participantes (incluindo armadores e representantes de autoridades portuárias) e 200 expositores, entre os quais algumas das maiores companhias de cruzeiros do mundo.

A candidatura foi apresentada em Novembro do ano passado pela Administração do Porto de Lisboa (APL). De acordo com os sites especializados na área dos transportes, a candidatura foi na altura reforçada com cartas de conforto da ministra do Mar, do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, do presidente do Turismo de Portugal e do presidente da Associação de Turismo de Lisboa.

A Seatrade Cruise Med realiza-se de dois em dois anos, durante três dias, focado naquele que é o segundo destino mundial dos cruzeiros, o Mediterrâneo.

* Notícia mais que excelente.

.
.
2-UMA CASA AMERICANA
BEM DESCRITA POR
UM CIDADÃO BRASILEIRO

video

(ÚLTIMA PARTE)


.
.
HOJE  NO
  "DESTAK"

Semana da Leitura de Leiria chega a
 7.000 alunos e leva a literatura à prisão

Cerca de 7.000 alunos de escolas do concelho de Leiria participam na Semana da Leitura em 2017, uma iniciativa que contempla 321 atividades a partir de terça-feira e que chega até ao Estabelecimento Prisional de Leiria. 
 .
Associada à Feira do Livro e da Leitura de Leiria, a Semana da Leitura é organizada pelo município, Rede de Biblioteca Escolares e Instituto Politécnico, e, este ano, entre as mais de três centenas de atividades programadas, prevê a deslocação ao Estabelecimento Prisional de Leiria de alunos da Escola Secundária Francisco Rodrigues Lobo.

Em conjunto com os reclusos, serão desenvolvidas sessões de escrita, ilustração, declamação de poesia e plantação de árvores. 

* Excelente iniciativa onde milhões não leêm um livro por ano.

.
.

A IRA DE UM ANJO

video



Documenta a história real de uma menina que tinha um ano de idade quando a mãe morreu, foi violada várias vezes pelo pai até ser entregue a uma excelente família de adopção que muito sofreu para a recuperar. O diálogo entre a criança e o terapeuta é chocante.

Legendado por Luiz Ernesto B. Teixeira e Rebeca Braga Lucena para um trabalho de psicologia o documentário sobre o filme A Ira de um Anjo, que estava disponível no YouTube apenas em inglês e que mostra cenas da terapia real da criança que inspirou a personagem do filme. O filme foi produzido em 1992, está disponível no youtube.

FONTE: OK.TUBE

.
.
HOJE  NO
  "i"
Tendência positiva no início do ano

A tendência da economia portuguesa no início de 2017 é de crescimento. De acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) “o indicador de atividade económica, disponível até janeiro e o indicador de clima económico, disponível até fevereiro, aumentaram”.

A atividade económica é um indicador quantitativo que mede de itens como a produção e consumo de energia ou a venda de combustíveis, para além do mercado de trabalho e turismo.
 .
 O clima económico, medido através da análise de inquéritos feitos em vários setores, reflete o sentimento dos empresários e gestores.

Segundo o gabinete de estatísticas, “o indicador de clima económico aumentou em janeiro e fevereiro, depois de ter diminuído nos dois meses anteriores”. Nos dois primeiros meses do ano subiu 1,2% e 1,3%, depois de em novembro e dezembro de 2016 ter diminuído date 1,1%.

Já “o indicador de atividade económica aumentou em dezembro e janeiro, após ter estabilizado no mês precedente”. Em outubro e novembro do ano passado manteve-se em 1%, subindo para 1,2% no último mês de 2016 e para 1,3% no primeiro de 2017.

Dos dados disponibilizados, o INE aponta que o investimento aumentou em janeiro “em todas as componentes, destacando-se a de construção” e que o “consumo privado estabilizou em janeiro”.

O INE lembra ainda que em “janeiro a atividade económica foi positivamente influenciada por um efeito de dias úteis, verificando-se dois dias úteis adicionais comparativamente com igual mês de 2016”.

Quer o volume de negócio, quer a produção da indústria, tal como os serviços, também aceleraram no início do ano. Em janeiro as importações cresceram mais do que as exportações.

* Tomara que cresça.


.

ANA RITA GUERRA

.




Da Google, com inveja

Subimos ao sétimo andar e seguimos Greg, um dos supervisores, até um corredor aparentemente normal. Mas não era. Por detrás da porta, com o nome Broom Room, estava um bar, decorado ao bom estilo boémio de São Francisco, que desembocava noutro corredor cheio de pequenos espaços recatados. Mesas e bancos acolchoados, separados por divisórias como num restaurante romântico preparado para o Dia de São Valentim. Nas paredes, quadros com capas de banda desenhada dos bons velhos tempos, do Capitão América ao Homem-Aranha, e filmes de culto da ficção científica. 

"Olhem para isto!", pediu Greg, à medida que pegava no seu cartão de empregado e o encostava a um quadro da Guerra das Estrelas. O gesto fez abrir uma porta secreta, que mostrou uma sala de póquer com toques de clube londrino no século XIX. O teto de cobre tinha cornucópias esculpidas à mão; havia abre-garrafas alemães e franceses do início do século passado em exposição. As cadeiras eram majestosas. "Temos vários ex-jogadores de póquer na empresa, mas ainda não conseguimos juntá-los para um torneio."

Este Speakeasy é o segredo bem guardado de um dos três escritórios da Google em São Francisco, que estão situados em pontos estratégicos. Dali vê-se uma das pontes da cidade, que toda a gente acha parecida com Lisboa - embora a capital portuguesa seja mais bonita, mais histórica e mais barata. Muitos empregados da Google não conhecem este espaço, muito menos a porta secreta que se abre passando o cartão no quadro Star Wars; Greg garante que nunca viu bebedeiras à sexta-feira à noite, mas não duvida de que haja quem saia dali alegre.

E não era preciso álcool para chegar a esse estado. Este edifício da Google tem cerca de mil colaboradores, mas dá a sensação de ser uma startup estimulante. No segundo piso, há o espaço Zen Garden, para quem quer trabalhar em silêncio e com vista para um jardim minimalista. Ali ao lado, uma sala de cinema com consolas Xbox e PlayStation, onde os empregados vão jogar para descomprimir. A caminho da sala de jogos, onde há máquinas de salão, simuladores de corrida e mesas de bilhar, dou com uma funcionária da Google a arranjar o cabelo, no salão de beleza. Uns passos mais à frente, um megaginásio com personal trainers. Greg explica que há uma minicozinha em todos os pisos, a comida e o café são gratuitos e as plantas que se veem por todo o lado são reais. 

Dão um aspeto de jardim urbano a estes corredores de trabalho em open space, que por vezes se tornam superfrenéticos e cheios de ruído (daí a zona de trabalho Zen). Há também secretárias que em vez de cadeiras têm passadeiras de ginásio, onde os colaboradores podem trabalhar e andar ao mesmo tempo. "Não imaginam quantas pessoas trabalham assim", diz o supervisor.

Ali ao lado, uma sala com o nome apropriado Makers Room, um espaço para Fazedores, onde os colaboradores podem dar asas à imaginação. Está cheia de maquinaria e protótipos e é ali que muitos funcionários passam os seus 20% - o tempo que a Google concede aos empregados para dedicarem a projetos pessoais e inovadores.

Todas as salas de reunião e conferência neste piso têm nomes de filmes em que a cidade de São Francisco aparece. Por exemplo, Godzilla, Hulk e Zodíaco. No sétimo piso, onde está o Speakeasy, as salas têm nomes de super-heroínas. Ao pé do elevador há um aviso: "A TGIT desta semana será nas salas Batgirl e Supergirl." O que é a TGIT? Thank God it"s Thursday. Costumava ser Thank God it"s Friday, o dia em que os fundadores da Google, Larry Page e Sergey Brin, faziam uma sessão de brainstorming e perguntas e respostas com os colaboradores. Mas por causa do fuso horário, em muitos países já era sábado, então mudaram o encontro semanal - que os fundadores mantêm, em Mountain View - para quinta-feira. Toda a gente participa por videoconferência. Uma Google mexicana anui - todas as semanas, de forma religiosa. É a forma que Brin e Page têm de manter o espírito de startup que tornou a Google tão irreverente e diferente nos primeiros anos.

Ainda que essa empresa tenha sido há muito perdida, estar dentro de um escritório Google relembra-nos o porquê do fascínio que exerce em Silicon Valley. Há um misticismo dentro destas paredes que vai além dos benefícios materiais. A Google compreende que o sítio onde as pessoas passam mais tempo, o escritório, deve ser o mais excitante possível. Os extras não distraem as pessoas, relaxam-nas. E, quando se faz aquilo de que se gosta, não parece tanto um emprego como uma missão. Esta busca da felicidade dentro do escritório é um exemplo a seguir - ainda que não se esqueçam os defeitos de Silicon Valley.

 IN "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"
14/03/17

.

.


1173.UNIÃO



EUROPEIA



.
HOJE  NO
  "A  BOLA"

FADEUP organiza formação 
destinada a treinadores

No próximo dia 12 de Maio, a Faculdade de Desporto da Universidade do Porto (FADEUP) organiza uma formação destinada a treinadores e devidamente acreditada pelo Instituto Português do Desporto e Juventude.
 .
Subordinada ao tema «Tomada de decisão e comportamentos de busca visual - aplicações práticas com recurso a eye-tracking», o objetivo dessa ação, coordenada pelos professores Fernando Tavares, Filipe Casanova e José Afonso, é dar «a conhecer aos treinadores as potencialidades da utilização de eye-tracking no desporto, como veículo de estudo dos comportamentos visuais», exportando «a importância da busca visual como porta para o estudo da tomada de decisão dos atletas» e perspetivando aplicações práticas, «nomeadamente recorrendo aos exemplos do basquetebol, futebol e voleibol».

As inscrições para a formação estão abertas até dia 5 de maio, com uma propina de 25 euros para atuais estudantes da FADEUP e de 50 euros para pessoas externas à faculdade.

* Aprender enquanto se pode.

.
.

VI-HISTÓRIA DO SÉC.XX
2- A LENTA RECUPERAÇÃO
DE 1990 a 2003
video

* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.
NISHIJIN-ORI
UM TECIDO PARA A VIDA

video


FONTE: EURONEWS

.
.
HOJE NO
 "AÇORIANO ORIENTAL"

Cerca de 84 mil pessoas observaram cetáceos no mar dos Açores em 2016

Cerca de 84 mil pessoas observaram cetáceos no mar dos Açores o ano passado através das 24 empresas licenciadas para este fim, representando um crescimento na ordem dos 8% face a 2015, foi hoje anunciado.
  .
“Com os dados que temos à data de 31 de dezembro de 2016, verifica-se um crescimento no número de visitantes e turistas que fizeram observação de cetáceos. Estamos a falar num crescimento de quase 8%”, afirmou à agência Lusa o diretor regional do Turismo dos Açores, Filipe Macedo.

Segundo o responsável, em 2016 as empresas licenciadas para observação de cetáceos no arquipélago registaram 83.621 clientes, enquanto no período homólogo anterior foram 77.699.

Filipe Macedo revelou, também, que são os turistas nacionais e os alemães que nos últimos anos têm demonstrado “maior apetência pela observação de cetáceos no mar dos Açores, totalizando ambos no conjunto 43%” em 2016.

No entanto, o responsável destacou que o maior crescimento verificado em 2016 comparativamente ao ano anterior ocorreu com turistas provenientes dos Estados Unidos da América (57%) e Itália (42%), ultrapassando, anualmente, os 3.600 clientes de cada uma destas nacionalidades.

Holandeses (7.511), ingleses (6.249), franceses (5.604) e espanhóis (4.153) são outras das nacionalidades indicadas pelas empresas licenciadas para esta área de negócio na região, iniciada em 1992, após o fim da caça à baleia, na década de 80 do século XX.

Garantindo que a importância do bem-estar animal no seu ecossistema é fundamental para o Governo Regional, Filipe Macedo explicou que nos Açores a observação de cetáceos está dividida em três áreas, que englobam as ilhas de São Miguel e Santa Maria, o denominado ‘triângulo’ (Pico, Faial e São Jorge) e as ilhas da Terceira e Graciosa.

“Nas ilhas das Flores e do Corvo neste momento não existem empresas de observação de cetáceos licenciadas, mas poderá surgir em 2017 nas Flores”, revelou Filipe Macedo, esclarecendo que “não há limitação para o número de empresas a operar nesta área, porque ainda não houve necessidade de restringir”.

De acordo com o diretor regional, a fiscalização da atividade está a cargo da Inspeção Regional do Turismo e Autoridade Marítima, notando que, “até ao momento, não há registo de incidentes de maior”.

Filipe Macedo considerou que a observação das 28 espécies de mamíferos que frequentam as águas dos Açores ao longo do ano são um “ótimo exemplo de reconversão pacífica" entre duas atividades económicas, com âmbitos diferentes.

O responsável adiantou que há 25 anos, quando começou a observação de cetáceos, após o fim da caça à baleia, alcançou-se um modelo sustentável.

"As baleias deixaram de ser fonte industrial e passaram para uma utilização ambientalmente sustentável”, referiu o diretor regional do Turismo.

* Há alguns anos, mais de 10, partimos das Lajes do Pico fazer esta observação, inesquecível.


.
.


Nate Ruess

Some Nights

video
.
.
HOJE  NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Burla 15 milhões de euros a 
13 mil pessoas através de 
aplicação para telemóvel

A Polícia Judiciária de Setúbal deteve um homem suspeito de ter burlado 13.000 pessoas em 15 milhões de euros, através de uma plataforma na internet em que comercializava aplicações para telemóveis e outros produtos informáticos, foi esta sexta-feira anunciado. 
 .

Segundo um comunicado da PJ, o arguido, de 46 anos, "simulava dedicar-se à comercialização, através da internet, de aplicações para telemóveis e outros produtos informáticos", num esquema de pirâmide, em que os aderentes poderiam obter rendimento através da entrada de novos clientes. 

"O autor, inserido numa rede internacional, constituiu em território nacional uma sociedade comercial que, em sete meses, entre 2013 e 2014, simulando dedicar-se à comercialização, através da internet, de aplicações para telemóveis e outros produtos informáticos, mais não fez do que angariar pessoas, a quem propôs rendimentos em função de novos clientes angariados", refere o comunicado. 

De acordo com a PJ, os aderentes tinham ainda a "possibilidade de assumir idêntico papel, numa suposta escala piramidal de ganhos", mas foi o arguido quem ganhou com o negócio, apropriando-se de 15 milhões de euros. 

O comunicado da PJ refere ainda que "averiguações desencadeadas pelas autoridades dos Estados Unidos da América, sobre a atividade da plataforma internacional utilizada pelo detido, conduziram em 2014 ao encerramento dos espaços de internet utilizados por essa entidade". 

O detido, que está indiciado pela prática dos crimes de burla qualificada, fraude fiscal qualificada e branqueamento, já foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicadas as medidas de coação de apresentações diárias, proibição de contactos com outros intervenientes processuais e de se ausentar do país, com entrega do passaporte.

* Uma burla que outros grandes burlões portugueses não desdenhariam. Só uma observação, o vígaro para saír de Portugal não precisa de passaporte e depois noutro país da UE compra um passaporte falso. Isto até nós sabemos que não somos vígaros.

.
.
HOJE  NO 
"OBSERVADOR"

Conflito israelo-palestiniano 
provoca primeira baixa 
na equipa de Guterres na ONU

A secretária-executiva da Comissão Económica e Social da ONU acusou Israel de criar um estado de apartheid em relação aos palestinianos. Guterres pediu que isso fosse retirado, mas acabou em demissão. 
 .
A secretária-executiva da Comissão Económica e Social para a Ásia e o Pacífico (ESCAP) da ONU demitiu-se esta sexta-feira depois de o secretário-geral lhe pedir que retirasse um relatório em que acusava Israel de cometer “apartheid” contra os palestinianos.

O relatório, publicado na quarta-feira, foi elaborado pelo ESCAP, que inclui 18 países árabes, e constitui a primeira vez em que uma organização da ONU acusa Israel de criar um estado de “apartheid”. “Israel estabeleceu um regime de ‘apartheid’ que domina o povo palestiniano como um todo”, lê-se no relatório.

Na quinta-feira, António Guterres pediu à responsável, Rima Khala, que retirasse o relatório, algo que a jordana recusou fazer. “O secretário-geral pediu-me ontem [quinta-feira] de manhã que retirasse [o relatório]. Pedi-lhe que reconsiderasse a sua decisão, ele insistiu, por isso entreguei a minha demissão da ONU”, explicou Rima Khala em conferência de imprensa.

Esta sexta-feira, quando o relatório já não estava disponível na página na Internet do ESCAP, o porta-voz da ONU, Stephane Dujarric, disse aos jornalistas que o documento tinha sido publicado sem consultar o secretariado.

Na quinta-feira, os EUA exigiram que a ONU retirasse o relatório, algo que os autores já esperavam. “Era expectável que Israel e os seus aliados colocassem enorme pressão sob o secretário-geral para que renunciasse o relatório”, disse Rima Khala.

A responsável disse ainda que o documento era o primeiro relatório da ONU que destaca “os crimes que Israel continua a cometer contra o povo palestiniano, o que representa crimes contra a humanidade.” O conflito israelo-palestiniano tem sido um dos temas mais sensíveis do mandato de António Guterres.

Logo em dezembro, o Conselho de Segurança aprovou uma resolução condenando colonatos israelitas o que levou o então Presidente eleito dos EUA, Donald Trump, a prometer que “as coisas seriam diferentes” em relação à ONU quando tomasse posse.

No mês passado, a Casa Branca disse que os Estados Unidos não vão forçar uma solução de dois estados como forma de alcançar a paz na região, algo que tem sido a posição oficial da ONU nas últimas décadas. “Não há uma solução alternativa para a situação entre Israelitas e Palestinianos, a não ser a solução de estabelecer dois estados, e devemos fazer tudo o que pudermos para manter isso”, explicou António Guterres na altura.

* O Secretário-geral da ONU trabalha sempre na corda bamba, tem de gerir  muito bem susceptibilidades e furtar-se a relatórios agressivos sobretudo quando é assinado por uma jordana.
A verdade é que Israel criou mesmo um regime de apartheid” e Rima Khala demonstrou coragem e personalidade. António Guterres não foi corajoso, vai ficar refém desta atitude.

.
.
MANIPULAÇÃO

A ARTE DOS POLÍTICOS

video


FONTE: REFÚGIO MENTAL

* Psicologia é uma ciência humana e o seu objectivo não é manipular pessoas como errada ou maliciosamente se refere no início do vídeo, há que saber separar o trigo do joio.


.
.
HOJE NO
  "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Empresa brasileira tentou exportar produtos com salmonela para a Europa

A bactéria foi identificada nos contentores da BRF, mas a fábrica da empresa de onde as carnes exportadas eram oriundas continuou a funcionar normalmente graças a subornos

A empresa brasileira BRF tentou exportar produtos contaminados com a bactéria salmonela para a Europa, segundo conversas intercetadas no âmbito da operação "Carne Fraca" sobre a venda ilegal de carne, divulgaram hoje as autoridades judiciais.
 .
Segundo informações do delegado Maurício Moscardi Grillo, da Polícia Federal, um alto funcionário da BRF foi gravado a tentar libertar contentores de produtos contaminados que foram barrados em Itália.
"Um alto executivo desta companhia [BRF], inconformado com a fiscalização em sete contentores que aparentemente tinham produtos com salmonela, que estavam a ser enviados para Itália e Espanha, tentou desviar este carregamento para o porto de Roterdão, na Holanda, porque estava a ter dificuldade em entrar com esta mercadoria contaminada na Europa", contou o delegado, em conferência de imprensa sobre a operação "Carne Fraca".

Segundo a mesma fonte, a bactéria salmonela foi identificada nos contentores da BRF, mas a fábrica da empresa de onde as carnes exportadas eram oriundas continuou a funcionar normalmente por interferência de fiscais do Ministério da Agricultura, que recebiam 'luvas' para proteger a empresa.

Numa conversa gravada pela polícia brasileira, um diretor da BRF chamado André Baldissera e um interlocutor não identificado falam sobre infrações repetitivas identificadas pela fiscalização italiana, que poderiam suspender as exportações do grupo para a Europa.

Hoje de manhã, a polícia federal do Brasil deu início à operação "Carne Fraca" para recolher provas contra uma organização criminosa liderada por fiscais, executivos e intermediários que estariam a vender carne ilegal e até mesmo produtos estragados no país e para o exterior.

Segundo as investigações, os agentes públicos, utilizando-se do poder de fiscalização do cargo, recebiam 'luvas' para facilitar a produção de alimentos adulterados, emitindo certificados sanitários sem qualquer fiscalização efetiva.

Aproximadamente 1.100 policiais federais cumpriram 309 mandados judiciais, sendo 27 de prisão preventiva (sem tempo para a libertação do acusado), 11 de prisão temporária, 77 de condução coercitiva (quando o acusado é preso e obrigado a depor para depois ser libertado) e 194 de busca e apreensão em residências e locais de trabalho dos investigados e em empresas alegadamente ligadas ao suposto grupo criminoso.

* Em Portugal também há trambiqueiros, consta que existem habilidosos capazes de alterar os prazos de validade dos produtos alimentares.

.
.
HOJE NO  
"RECORD"

Meia-maratona de Lisboa 
com elenco de luxo

A 27.ª edição da meia-maratona de Lisboa, agendada para domingo, vai contar com 19 atletas olímpicos no setor masculino e com "grandes estrelas" na prova feminina, garantiu esta sexta-feira o presidente do Maratona Clube de Portugal, Carlos Móia.
 .
"Vai ser uma grande corrida em termos de estrelas. Temos um lote excelente de atletas tanto no setor masculino como no feminino" disse, acrescentando que vão marcar presença em Lisboa "sete homens que já baixaram dos 61 minutos e oito mulheres que já correram abaixo dos 69".

Na prova feminina marcarão presença, entre outras, a queniana Vivian Cheruiyot, campeã olímpica dos 5.000 metros e vice-campeã olímpica dos 10.000, e a etíope Mare Dibaba, campeã mundial da maratona em 2015.

Ambas as atletas têm marcas abaixo dos 68 minutos, tal como a queniana Mary Wacera, vice-campeã mundial da maratona em 2014, que também marcará presença em Lisboa.

A prova de elite, que partirá de Algés, contará também com a presença da etíope Rui Aga, vencedora da última edição, e com as principais figuras do atletismo feminino português, como Sara Moreira, campeã europeia da meia-maratona, Dulce Félix, atual vice-campeã europeia dos 10.000 metros, e Jéssica Augusto, bronze na meia-maratona dos europeus do ano passado.

Na prova, marcarão também presença as estónias Leila e Lily Luik, que, em agosto, juntamente com a irmã Liina, se tornaram, no Rio de Janeiro, no Brasil, as primeiras trigémeas a participar em Jogos Olímpicos.

A prova masculina contará com sete atletas com tempos abaixo dos 61 minutos, dos quais quatro abaixo da hora, entre eles o eritreu Nguse Amloson, vencedor da última edição meia-maratona de Portugal e que tem com melhor marca pessoal 59.39 minutos.

Na lista de inscritos da meia-maratona, que atravessará a ponte 25 de Abril, figuram também os quenianos Wangari Mwangi e Simon Cheprot, ambos com marcas pessoais abaixo da hora.

Portugal estará representado na prova de elite por nomes como Hermano Ferreira, José Moreira, Ricardo Ribas e Rui Teixeira.

Segundo Carlos Móia, a mini e a meia-maratona contam com 35.000 inscritos - número máximo definido pela organização -, oriundos de 64 países.

No domingo, vai disputar-se também a prova em cadeira de rodas, que contará com a presença de 32 atletas de elite, de 10 nacionalidades, considerada pelo Comité Paralímpico Internacional a mais rápida meia-maratona do mundo.

* Uma festa colorida na capital

.
.
Jovem com síndrome de Down 
apresenta a meteorologia

video


FONTE: EURONEWS


.
.
HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Papa recomenda exorcistas em
casos de grande inquietação

O Papa Francisco recomendou, esta sexta-feira, aos sacerdotes que não hesitem em recorrer a exorcistas quando testemunharem uma grande inquietação espiritual durante o ato da confissão.

Um bom confessor deve ser "um homem de discernimento", especialmente quando é confrontado com "verdadeiras perturbações espirituais", sublinhou o pontífice durante uma formação para sacerdotes promovido pela Penitenciaria Apostólica, um dos três tribunais do Vaticano.
.
O Papa recordou que uma grande parte destes transtornos tem uma natureza "psicológica" e, como tal, tais casos devem ser acompanhados "através de uma colaboração saudável com as ciências humanas".

No entanto, segundo referiu Francisco, o confessor "não deve hesitar em consultar", no seio da respetiva diocese, "exorcistas (...) escolhidos com muito cuidado e prudência".

O exorcismo, que Jesus terá realizado segundo a tradição dos Evangelhos, consiste em orações e cerimónias do prelado ou do sacerdote para ordenar ao demónio que deixe a pessoa "possuída".
A prática não é reconhecida e nem apreciada por todos no seio da Igreja Católica.

Com mais frequência do que os seus antecessores, o Papa Francisco tem referido a presença "nociva" do "demónio", do "Satanás" no mundo, bem como tem salientado a necessidade de lutar contra esta presença através de diferentes meios.

Numa missa em memória do padre Jacques Hamel, o padre francês de 85 anos que foi degolado em 2016 por dois extremistas islâmicos no interior de uma igreja, Francisco sublinhou que matar em nome de Deus era uma prática "satânica".

Todos os anos, a Penitenciaria Apostólica organiza uma semana de formação para padres sobre o ato da confissão. Esta instância permite, em particular, que os confessores assinalem pecados graves como profanações ou crimes.

* É melhor ir ao bruxo.

.
.
HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS
DA MADEIRA"

Supremo confirma pena de 
padre condenado por abusos 
sexuais de menores

O Supremo Tribunal de Justiça decidiu negar o recurso do padre do Fundão Luís Mendes e confirmar a condenação do pároco a uma pena de dez anos de prisão por abusos sexuais de menores.
.
O PEDÓFILO

No acórdão a que a agência Lusa teve hoje acesso, o Supremo decidiu “rejeitar o recurso interposto pelo arguido”, mantendo-se na “íntegra o acórdão recorrido”, que sentenciava o padre do Fundão a dez anos de prisão pela prática de abusos sexuais de menores e de crianças.

O Supremo sustenta que os vícios alegados pela defesa não podem servir de fundamento de recurso, considerando “definitivamente assente” os factos apurados no processo, refere o acórdão, proferido no dia 15, cujo relator é Raul Borges.

A defesa do padre e ex-vice reitor do Seminário do Fundão alegava que a prova em que o Tribunal se alicerçava para a condenação do arguido resumia-se “à palavra das alegadas vítimas e às perícias médico forenses”, às quais colocava “sérias reservas”, invocando a utilização do princípio ‘in dubio pro reo’ (em caso de dúvida, favorece-se o arguido).

Sobre alegados erros de valoração da prova, o Supremo Tribunal de Justiça recorda, no acórdão, que a defesa esquece-se do artigo do código do processo penal sobre a livre apreciação da prova, que pressupõe que esta seja apreciada segundo as regras da experiência e a livre convicção da entidade competente, sublinhando que “o recurso é de rejeitar”.

O padre Luís Mendes, de 42 anos, tinha sido condenado em 2013 a uma pena de dez anos pela prática de seis crimes de abuso sexual de menores dependentes, 11 crimes de abuso sexual de crianças e um crime de coação sexual.

O ex-vice reitor do Seminário do Fundão acabou por avançar com um recurso para a Relação de Coimbra, que, em 2014, negou provimento, mas pediu à primeira instância para corrigir omissões da sentença, nomeadamente um dos crimes de abuso sexual de que o arguido era acusado e que não era pronunciado pelo Tribunal do Fundão.

Em 2015, a primeira instância acabou por confirmar que os crimes cometidos pelo arguido a uma das vítimas eram quatro e não cinco, visto que a própria acusação do Ministério Público não justificava porque tinha entendido que os factos levariam à prática de cinco crimes.

O padre Luís Mendes voltou a recorrer à Relação de Coimbra, que julgou “integralmente improcedente” o recurso.

De acordo com o que ficou provado, Luís Mendes, de 37 anos, abusou de seis crianças com idades entre os 11 e os 15 anos, cinco das quais alunos em regime de internato no Seminário do Fundão.
Os cinco seminaristas foram abusados entre 2011 e 2012 e a sexta vítima - aluno do padre num colégio no concelho da Covilhã - foi abusada em 2008.

* Até que enfim este malandro vai preso.

.
.
ERRO DE CÁLCULO












.