sábado, 4 de março de 2017

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

.

XXIII-SEM VERGONHA


2 - VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

ELIZIANE GAMA



ATÉ AO PRÓXIMO SÁBADO

A NOSSA FICÇÃO
A MÓNICA MOREIRA LIMA, jornalista de profissão não chegavam as notícias comezinhas do quotidiano, nem que fosse uma bomba de neutrões.
Pensou, pensou, engendrou equipa tão louca como ela, baratinou os maiorais da TV GUARÁ e "amadrinhou"o "SEM VERGONHA" programa despudorado tão ao nosso gosto, cheio de pimenta por todo o lado, sem qualquer grosseria e divertido.
Ela só pode ser inteligente e boa!

O QUE DIZ A AUTORA
O Sem Vergonha é o programa mais polémico e irreverente da TV brasileira. Já rendeu vídeos para os quadros Top Five do CQC e Passou na TV do Agora é Tarde, ambos da BAND. Foi tema de uma matéria de duas páginas na maior revista de circulação nacional, a VEJA. E culminou com uma entrevista antológica ao Rafinha Bastos, no Agora é Tarde. Todos os programas estão disponíveis no blog e no YouTube. Não recomendo sua exibição para menores de 18 (anos ou cm) para evitar traumas futuros. Falo de sexo sem pudor, sem frescuras, sem meias palavras, sem eufemismos e com muito bom humor. Advertimos que o Sem Vergonha pode provocar ereções involuntárias e uma vontade irreprimível de dar, sem restrições de orifícios.


FONTE: TV GUARÁ

.
.


12-ESFORÇADAS



.
.
Rita Pereira na Playboy



FONTE: PROGRAMA "ESTADO DE GRAÇA"  RTP/1

.
.


11-ESFORÇADAS


.
.

2-ASSALTO 
AO CASTELO

O GRUPO ESPÍRITO SANTO







FONTE:YoggiDoggy»»GRANDE REPORTAGEM SIC - Notável trabalho de jornalismo de investigação conduzido por PEDRO COELHO. Episódio exibido a 02/03/17.

* Quando nos livraremos destes vigaristas?

.
.

IMUNOLOGIA BÁSICA


CÉLULAS T /3




Uma interessante série conduzida pelo Mestre e Doutor Luiz Werber-Bandeira, Chefe de unidade de Imunologia Santa Casa do RJ

* Uma produção "CANAL MÉDICO"

* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.



10-ESFORÇADAS


.
.
OS PODERES DA MÍSTICA

E O MIMETISMO



FONTE: NERDOLOGIA


.
.


9-ESFORÇADAS


.

JOÃO QUADROS

.







Uma montanha de carácter

Com a carrada de dinheiro que voou daqui, e como Assunção Cristas diz que Portugal deve muito a Núncio, o mínimo é dar o nome do homem ao novo aeroporto. Aeroporto Paulo Núncio, voe para paraísos.

O ex-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio, assumiu a sua "responsabilidade política" pela não publicação de dados relativos às transferências de dinheiro para "offshores", pedindo o abandono das suas funções actuais no CDS-PP. Acho que não chega, e vai em desterro para as ilhas Caimão.

Núncio "quis libertar o partido" a que pertence [CDS-PP] "de quaisquer controvérsias ou polémicas nesta matéria". Se é para libertar o CDS de controvérsias, o melhor é sair do PP e inscrever-se no PSD.

Assunção Cristas veio dizer que Paulo Núncio, ao assumir a sua "responsabilidade política" pela não publicação de dados relativos às transferências de dinheiro para "offshores", revela "uma grande elevação de carácter". Acho que uma elevação com mais de 10 mil milhões já é considerada uma montanha. É pena não haver uma fossa das marianas de lisura para a Assunção mergulhar. Se Paulo Núncio "mostrou uma grande elevação de carácter" ao assumir responsabilidades políticas, como é que fica o carácter de quem disse que foram notícias plantadas?

Recordemos o percurso que nos leva ao topo da elevação de carácter:
1 Núncio diz que é culpa do fisco
2 Cristas diz que são notícias plantadas
3 Fisco desmente Núncio
4 Núncio demite-se do... CDS
5 Cristas diz que Núncio é de grande elevação e que Portugal deve-lhe muito.

Agora, fica a faltar a condecoração ao Núncio. Aliás, com a carrada de dinheiro que voou daqui, e como Assunção Cristas diz que Portugal deve muito a Núncio, o mínimo é dar o nome do homem ao novo aeroporto. Aeroporto Paulo Núncio, voe para paraísos.

Eu mandei um e-mail para agradecer ao Doutor Núncio tudo o que fez por nós mas, infelizmente, tenho um "bug" no sistema informático e ele não recebeu a informação. Sendo assim, se a senhora Assunção não levar a mal, se calhar, vou deixar os agradecimentos ao Núncio para a semana, porque agora estou ocupado a agradecer ao Miguel Macedo o negócio dos Vistos Gold. Seja como for, em 2016, Núncio foi considerado personalidade do ano da Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Património. Se calhar, já lhe agradeceram o suficiente.

Em Dezembro, num artigo no jornal online Eco, Paulo Núncio escrevia: "O Natal convoca-nos a perspectivar a nossa vida e a hierarquizar as nossas prioridades" - e passaram quatro quadras natalícias e ele não foi capaz de pôr no topo da hierarquia das suas prioridades as transferências para "offshores". Tem uma desculpa, estava ocupado a sortear uns Audi para premiar os cidadãos que ajudavam a evitar fugas ao fisco.

Conhecendo as prioridades de Núncio, e como o Natal é quando um homem quiser, fica a pergunta: já investigaram o sorteio dos Audi?

top 5

Agradecido

1. SIC: "Técnicos do Banco de Portugal defenderam saída de Salgado nove meses antes da derrocada" - Dava para o Carlos Costa ter um filho.

2. "Arrastão 'pesca' bomba ao largo da Nazaré" - A Nazaré tem bombas e canhões, ponham-se a pau com o Trump, ainda a confunde com a Coreia do Norte.

3. Futebol feminino bate recorde de público num jogo com 9.263 pessoas em Alvalade - Madeira Rodrigues diz que eram só 1.000.

4. "Barack e Michelle Obama vendem publicação de memórias por 60 milhões de dólares" - Rói-te, Aníbal.

5. SIC Notícias, Negócios da semana, Tiago Caiado Guerreiro - "não invistam na GGD que aquilo é para enganar velhinhas" - A seguir, anúncio cogumelo do tempo.

IN "JORNAL DE NEGÓCIOS"
03/03/17

.
.


1160.UNIÃO



EUROPEIA



.


8-ESFORÇADAS



.
.

ABORTO

A LIBERDADE DE ESCOLHA



FONTE: CICLISTASEMDEUS


.
.
XIII-VIDA SELVAGEM
1- URSO POLAR
Predadores Selvagens


.
.


7-ESFORÇADAS



.
.
RECORDANDO


Clementina De Jesus

Na Linha Do Mar


.
.
ESTA SEMANA 
NA  "GERINGONÇA"

Após 9 dias de silêncio, Passos reconhece erro de Núncio mas não retira conclusões

Nove dias. Foram precisos nove dias para o líder do PSD voltar a ter agenda pública após rebentar a polémica dos offshores. Por coincidência, Passos volta a falar no dia em que o Diário de Notícias dá conta da estranheza de Rui Rio por Passos permitir que o PSD seja arrastado para este caso.
.
NÃO HÁ INSUBSTITUÍVEIS
Mas a declaração de hoje não parece esclarecer totalmente a posição do líder do PSD. Passos Coelho assume ter havido um erro de Núncio na ocultação da informação relativa a offshores mas é omisso quanto à responsabilidade de Maria Luís Albuquerque, perante quem Núncio respondia, e omissa também quanto à responsabilidade do próprio Pedro Passos Coelho.

Fica também por esclarecer se Paulo Núncio mentiu a Passos Coelho, dado que foi noticiado que os dois teriam falado logo após a divulgação do caso. Fica também por esclarecer se Passos mantém a confiança política na sua vice-presidente, uma vez que mesmo que não se coloque a situação de conivência, no limite colocar-se-á a questão da competência de Maria Luís Albuquerque para acompanhar semelhante tema.

Assim, na sua declaração, o líder do PSD limitou-se a reiterar que o PSD apresentará uma proposta para publicitação automática com a qual não havia concordado há poucos meses. Passos afirmou ainda que “quanto mais conhecemos o assunto mais percebemos a pouca gravidade das matérias quando comparadas com as acusações”, declaração que causa tanto mais surpresa quanto a Procuradora-Geral da República confirmou hoje estar a recolher elementos que constituam indícios para o início de um processo.

* Estará a declarar-se inimputável?

.
.
 HOJE NO
  "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"
1.º ano vai perder entre 500 e 
700 turmas até ao fim da década

Marcelo lembrou quebra dos nascimentos ao aprovar vinculação de docentes. Mas número destes até caiu mais depressa

Quando promulgou os diplomas relativos ao novo regime de concursos e à vinculação extraordinária de 3200 professores, o Presidente da República chamou a atenção para a "questão da natalidade". E os dados parecem justificar essa cautela: dependendo das contas, só o 1.º ano de escolaridade deve perder entre 500 e mais de 700 turmas até ao fim da década. Mas escolas e professores defendem que o ajuste, quer de docentes quer da rede de escolas, já está feito. E, no caso dos docentes, até por excesso.

Para estimar o impacto da natalidade no número de alunos que vão entrar na escolaridade obrigatória, o DN considerou a evolução da taxa de natalidade entre 2010 - ano em que nasceram a maioria dos estudantes que entraram neste ano letivo no 1.º ciclo de escolaridade - e 2013, em que nasceram os que chegarão a esse nível de ensino em 2019-20, último ano letivo desta década (ver gráficos). Por esta contabilidade, a diferença é de 18 594 alunos, que representam potencialmente 715 turmas (o limite de alunos por sala é de 26).

O Ministério da Educação não quis comentar quer o alerta de Marcelo Rebelo de Sousa quer estas contas. No entanto, as "previsões de alunos" elaboradas pela Direção-Geral de Estatística da Educação e da Ciência, referentes apenas ao território do continente, apontam para a redução de 12 058 alunos entre o atual ano letivo e 2019-20, o que se traduz, pela mesma lógica, num corte máximo de 464 turmas. Um número que, mesmo com previsões muito conservadoras, superará facilmente as 500 se lhe somarmos os Açores e a Madeira.

A previsão de turmas nunca pode ser mais do que uma aproximação. Há fatores, como o limite de 22 alunos quando existem estudantes com necessidades educativas especiais na sala, e o facto de muitos alunos nascidos entre 31 de setembro e 31 de dezembro não entrarem para o 1.º ano no ano civil em que completam os 6 anos de idade, que facilmente condicionam esta contabilidade. E até do ponto de vista político poderão surgir novidades - está a ser estudada por um grupo de trabalho a redução dos limites máximos de alunos por turma. Em todo o caso, estas contas - que se referem apenas a um ano de escolaridade - servem pelo menos para enquadrar a preocupação de Marcelo.

A questão é se a dúvida implícita nas palavras do Presidente - justifica-se reforçar os quadros da Educação quando o número de estudantes está em quebra? -tem razão de ser.

"Quadros ainda são deficitários"
Do ponto de vista dos sindicatos de professores, a questão já está respondida: há muito que as organizações sindicais vêm alertando para uma quebra do número de docentes, sobretudo na última década, que excede largamente, em termos proporcionais, a natural redução dos estudantes.

E Manuel António Pereira, presidente da Associação Nacional de Diretores Escolares, não tem dúvidas em dar-lhes razão: "Proporcionalmente, há hoje menos professores dos quadros, em relação ao número de alunos, do que havia em 2007", garante. "Reformaram--se nos últimos dez anos mais de 30 mil professores e para os quadros não entraram sequer seis mil."

Tal não significa, ressalva, que a demografia não coloque desafios: "Essa quebra tem sido acentuada, sobretudo no Interior do país. Metade dos 24 concelhos do distrito de Viseu têm menos de 50 crianças a nascer por ano", ilustra.

Mas a constatação desse facto, argumenta, também está muito longe de implicar que as novas entradas nos quadros são injustificadas do ponto de vista das necessidades do sistema. "Há entre 15 e 20 mil professores contratados há muitos anos no sistema. Conheço professores que são contratados há 20 anos. E isto quer dizer que, não obstante a quebra da natalidade, os quadros continuam a ser deficitários", defende.

Para os mais otimistas, a redução de alunos até pode ser vista como uma hipótese de melhorar a qualidade da oferta educativa. É o caso de David Rodrigues, professor do Instituto de Educação da Universidade de Lisboa e presidente da Pró-Inclusão, Associação de Professores de Educação Especial. "A quebra demográfica, sendo um problema em si próprio, é também uma oportunidade para nós", defende. "Os melhores sistemas educativos têm um equilíbrio muito bom entre professores e alunos. Não podemos ter o enquadramento que tínhamos de uma escola de massas, um professor para 30 alunos. Precisamos de mais meios, ainda que sejam para menos alunos", considera.

Redução de escolas está feita
No que respeita ao impacto do número de alunos no número de escolas, também não são de esperar mudanças dramáticas. Pelo menos no curto prazo. Isto porque estas alterações já aconteceram. Desde o início do século, por via do fecho de escolas do 1.º ciclo com poucos alunos - transferidos para centros escolares de maior dimensão - e da agregação de escolas isoladas nos chamados mega-agrupamentos, o número de estabelecimentos de ensino da rede pública baixou de mais de 14 500 para pouco mais de seis mil.

* Oh portugueses fecundai-vos!


.
.
Ex-muçulmanos escapam da morte



.
.
HOJE NO
  "RECORD"

ATLETISMO
Europeus de pista coberta:

Tsanko Arnaudov garante presença
 na final do peso
.
Tsanko Arnaudov qualificou-se este sábado para a final do peso nos Europeus de pista coberta, a decorrer em Belgrado, com um lançamento de 20,52 metros.

Já o outro português em prova, Francisco Belo, que no seu melhor lançamento conseguiu 19.55 metros, não vai marcar presença na final, agendada para as 18h20 deste sábado.


Ancuiam Lopes garante meias-finais
 dos 60 metros masculinos
.
Ancuiam Lopes apurou-se este sábado para as meias-finais dos 60 metros masculinos nos Europeus de pista coberta, que estão a decorrer em Belgrado.

O velocista português garantiu um lugar nas 'meias' ao terminar a sua série na 4.ª posição, com o tempo de 6.74 segundos. Ancuiam Lopes volta a competir ainda este sábado, às 17h35, procurando um lugar na final, agendada para domingo.

Lorene Bazolo apurada para as 'meias' dos 60 metros femininos
.
Lorene Bazolo apura-se este sábado para as meias-finais dos 60 metros femininos, nos Europeus de pista coberta, a decorrer até domingo em Belgrado.

A velocista portuguesa concluiu a sua série na 4.ª posição, com o tempo de 7,49 segundos, garantindo um lugar nas meias-finais, agendadas para as 15 horas de domingo.

* Força portugueses!


.
.
HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Mulher rapa cabelo e finge que 
tem cancro para faltar ao trabalho

Uma mulher inventou que sofria de cancro na garganta para poder faltar ao trabalho sem justificação, e desta forma, enganar o patrão, segundo avança a imprensa portuguesa. 
 .

A mentira, que acabou por ser descoberta, valeu-lhe um despedimento e uma indemnização por parte da empregadora, contra a qual interpôs um processo por despedimento ilícito. Esta decisão já foi revertida pelo Tribunal da Relação do Porto que acabou por dar razão ao patrão e condenou a mulher por violar o dever da lealdade. 

Tudo começou em novembro de 2013, quando a mulher foi contratada para ser aprendiz de pastelaria numa fábrica em Vila Nova de Gaia. Rapidamente, a empregada começou a chegar atrasada ao serviço e a faltar sem qualquer tipo de justificação. Aos colegas começou por dizer que sofria de um cancro na garganta e que faltava ao trabalho por se sentir mal por causa dos tratamentos. Para compôr o quadro, rapou o cabelo e surgiu várias vezes de lenço na cabeça e no pescoço. As faltas e os atrasos constantes foram sendo perdoados pela 'boa-fé' dos patrões, até ao dia em que os colegas começaram a desconfiar da veracidade da suposta doença que a mulher alegava ter. 

Um dos empregados da fábrica decidiu contactar a unidade de saúde onde a colega dizia ser 'acompanhada', onde lhe foi dito que tal situação era falsa e que nem sequer faziam tratamentos a doentes oncológicos. Em agosto de 2015, a mulher foi despedida e moveu um processo contra a entidade empregadora, exigindo uma indemnização no valor de 5000 euros por despedimento ilícito. 

No Tribunal de Trabalho de Vila Nova de Gaia, a mulher alegou ter rapado o cabelo por questões religiosas, justificando pertencer à religião brasileira 'Umbanda'. O patrão foi condenado a pagar 1515 euros à mulher. Entretanto, a situação foi revertida, depois de a fábrica ter recorrido ao Tribunal da Relação do Porto, que condenou a mulher por violar 'de forma grave os deveres de boa-fé e de lealdade'.

* Apesar da estupidez desta palerma, desejamos que nunca sofra de cancro.

.
.
O potencial dos drones e  
das redes 5G, na feira de 
aparelhos móveis de Barcelona



FONTE: EURONEWS

.
.

ESTA SEMANA NO 
"O JORNAL ECONÓMICO"

Mil milhões de pessoas em risco
 de surdez por ouvir música alto

No Dia Mundial da Audição, que a 03/03 se assinalou, a OMS lembra que a perda de capacidade auditiva, que afeta milhões de pessoas, “tem um enorme impacto na comunicação, educação, emprego, bem como nas relações sociais e emocionais”

Mais de mil milhões de pessoas em todo o mundo estão em risco de perder a audição devido ao hábito constante de ouvir música em alto volume durante longos períodos de tempo, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).
 .

Calcula-se que, em todo o mundo, cerca de 360 milhões de pessoas vivam com uma perda de audição que é considerada incapacitante e que 330 milhões de pessoas sofram de infeções crónicas nos ouvidos.

A OMS revela também que cinco em cada mil crianças nascem com surdez ou dificuldades auditivas, enquanto um terço dos adultos com mais de 65 anos apresentam perda de audição.

Contudo, a Organização Mundial da Saúde sublinha que a perda auditiva pode ser prevenida e que cerca de 60% das perdas de audição na infância podem ser evitadas através de estratégias de saúde pública.

A grande maioria das pessoas com perda de audição vive nos países com médios e baixos rendimentos, segundo informação da OMS que foi divulgada no site da Direção-geral da Saúde.

* - Oh irracionais e promitentes surdos, bem vindos ao mundo do silêncio.

.
. 
HOJE  NO
"A BOLA"

«Bruno de Carvalho não tem dignidade para ser presidente do Sporting»
 - Vítor Espadinha

Crítico da gestão de Bruno de Carvalho, Vítor Espadinha voltou este sábado a apontar o dedo ao presidente dos leões. 
 .
«Não sou capaz de ficar calado. O Pedro Madeira Rodrigues não quis mandar para o DIAP uma grande bronca que anda aí. Se não ganhar de certeza que vai enviar o documento que eu li sobre o Bruno de Carvalho com o primo», disse o ator e apresentador, um dos muitos milhares de adeptos do clube que exerceram o seu direito de voto nas eleições deste sábado.

Para Vítor Espadinha, «Bruno de Carvalho não tem dignidade para ser presidente do Sporting». «É uma vergonha. Pelo menos, Madeira Rodrigues é um homem com um passado limpo e é sportinguista», referiu.

* Apesar de não gostarmos de Bruno de Carvalho não somos capazes de caluniar seja quem for, Vitor Espadinha  tem de ter a certeza do que diz ou a honestidade esboroa-se.

.
.

A OCASIÃO...


CRIA ILUSÃO!

.
.


1175
Senso d'hoje
PEDRO
MADEIRA RODRIGUES
CANDIDATO À PRESIDÊNCIA DO 
SPORTING CLUBE DE PORTUGAL 
"Ataca JOSÉ M.RICCIARDI e diz que
BRUNO de CARVALHO é uma Marionete"



FONTE: A BOLA TV

O VÍDEO DA DISCÓRDIA


José Maria Ricciardi apanhado em gravação sobre a venda da SAD do Sporting aos investidores

FONTE: CMTV

* Se é sportinguista e vai participar no acto eleitoral sugerimos que leia a carta do Dr. Eduardo Barroso endereçada ao "RECORD" ontem sexta-feira, que foi editada AQUI

.

ESCOLHAS DE SÁBADO

.
COMPRE JORNAIS









.
.
CABRITINHOS



.
.

BOM DIA


.
.

8-TEATRO
FORA "D'ORAS"

III-PORTUGAL 
À GARGALHADA



* Mais uma super produção/encenação de FILIPE LA FÉRIA, um elenco de luxo, textos e música de excelência. Se viu este espectáculo ao vivo no Politeama eis uma oportunidade para o rever, se não assistiu pode acreditar que lhe oferecemos um valioso brinde.

.