sábado, 25 de fevereiro de 2017

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

.

XXIII-SEM VERGONHA


1 - VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

video


ATÉ AO PRÓXIMO SÁBADO

A NOSSA FICÇÃO
A MÓNICA MOREIRA LIMA, jornalista de profissão não chegavam as notícias comezinhas do quotidiano, nem que fosse uma bomba de neutrões.
Pensou, pensou, engendrou equipa tão louca como ela, baratinou os maiorais da TV GUARÁ e "amadrinhou"o "SEM VERGONHA" programa despudorado tão ao nosso gosto, cheio de pimenta por todo o lado, sem qualquer grosseria e divertido.
Ela só pode ser inteligente e boa!

O QUE DIZ A AUTORA
O Sem Vergonha é o programa mais polémico e irreverente da TV brasileira. Já rendeu vídeos para os quadros Top Five do CQC e Passou na TV do Agora é Tarde, ambos da BAND. Foi tema de uma matéria de duas páginas na maior revista de circulação nacional, a VEJA. E culminou com uma entrevista antológica ao Rafinha Bastos, no Agora é Tarde. Todos os programas estão disponíveis no blog e no YouTube. Não recomendo sua exibição para menores de 18 (anos ou cm) para evitar traumas futuros. Falo de sexo sem pudor, sem frescuras, sem meias palavras, sem eufemismos e com muito bom humor. Advertimos que o Sem Vergonha pode provocar ereções involuntárias e uma vontade irreprimível de dar, sem restrições de orifícios.


FONTE: TV GUARÁ

.


6-TINTUREZAS


.
.
TATUAGEM
video


FONTE: PROGRAMA "ESTADO DE GRAÇA"  RTP/1

.


5-TINTUREZAS


.
.

IMUNOLOGIA BÁSICA


FORMAÇÃO DO SISTEMA IMUNE/2


video


Uma interessante série conduzida pelo Mestre e Doutor Luiz Werber-Bandeira, Chefe de unidade de Imunologia Santa Casa do RJ

* Uma produção "CANAL MÉDICO"

* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.


4-TINTUREZAS


.
.


2-CHERNOBIL

TERRÍVEIS CONSEQUÊNCIAS

video


FONTE: NERDOLOGIA


.


3-TINTUREZAS







.

CRISTINA AZEVEDO

.




Picante Malcriado

É o nome da empresa que Joana e mais três amigos criaram em Vila Real. Produz e comercializa picantes naturais que registam sinais de franca aceitação por parte de distribuidores e chefs nacionais. Foi já distinguida com dois prémios enquanto "projeto inovador". 

Como "Uma chapada na cara" - o efeito anunciado dos picantes à mesa - o discurso desta jovem empresária acordou a assembleia que em Vila Real, esta segunda-feira se reuniu para discutir o problema do interior genericamente apelidado de "despovoamento".

Joana disse tudo com a voz fresca de quem ainda tem a certeza de que podemos fazer coisas boas e novas, apesar do interior e dos políticos:
1. Os governantes escusam de pedir investimento de fora enquanto não conhecerem o que está à porta a querer entrar.
2. As empresas, estejam aonde estiverem, têm de comunicar. Ora em Vila Real, segundo Joana, por cada mil euros uma empresa investe 65 cêntimos, no Porto 1,75 e em Lisboa 4 euros. Ou seja, não há milagres.
3. Por último quem tem centralmente ou regionalmente a responsabilidade de promover o território, ajudando assim a projetar o que de bom lá se faz, tem de ter consciência do que realmente é esse território. E deu como exemplo o genérico que promovia aquele "Prós e contras": "Idosos e gado não são tudo o que há por cá. Quando é que se lembram que também há gente nova e que a par da agricultura tradicional por aqui se faz agroindústria moderna e rentável?".

Do lado dos participantes convidados, só lhe encontrei igual no moderador, que imprimiu um excelente ritmo ao programa, e no presidente da Câmara da Guarda.

Álvaro Amaro tentou desencadear uma discussão em cima de questões concretas. Propôs numerus clausus que discriminassem positivamente as escolas superiores do interior, uma política fiscal verdadeiramente ousada, ou seja, 0% de IRC durante um período para quem se quisesse instalar de novo nestas zonas "de baixa densidade e alto potencial", como gosta de lhes chamar e ainda uma análise cuidada da implantação da administração do estado no território.

Esta lucidez de quem, do lado público, percebe a urgência em atacar o problema e, sobretudo, em encontrar a ponta do novelo por onde começar é imperiosa sob pena de o peso ser demasiado para todos os jovens empresários que tentam fazer o seu trabalho fora do Porto e de Lisboa.
Nem à força de malaguetas!

*ANALISTA FINANCEIRA

IN "JORNAL DE NOTÍCIAS"
23/02/17

.
.


1153.UNIÃO



EUROPEIA





2-TINTUREZAS


.
.
FILHOS DAS ESTRELAS

video


FONTE: CICLISTASEMDEUS


.
.
XII-VIDA SELVAGEM
5- URSO PARDO
Predadores Selvagens
video


.


1-TINTUREZAS


.
.
RECORDANDO


Gilbert Bécaud

Et maintenant

video

.
.
 HOJE NO
  "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"


Hospital da Guarda perdeu registo
.cardíaco do bebé que morreu

Hospital informou Ministério Público que se extraviou o exame feito nas urgências à grávida que acabou por perder o bebé às 37 semanas de gestação.

O exame a que se se submeteu Cláudia Costa, que perdeu o bebé às 37 semanas de gravidez por alegada falta de assistência no Hospital da Guarda, quando recorreu às urgências devido a uma hemorragia, está desaparecido.

A notícia é avançada este sábado pelo Jornal de Notícias: a administração da Unidade Local de Saúde da Guarda terá informado o Ministério Público, que entretanto determinou a abertura de uma investigação, que os registos cardiotocográficos feitos à grávida se extraviaram.

Os resultados deste exame, que foi feito quatro minutos depois de Cláudia Costa ter dado entrada na urgência pediátrica daquela unidade de saúde, seriam fundamentais para perceber se o bebé estava ainda vivo quando a mãe deu entrada no hospital e se houve negligência, já que a grávida terá sido deixada uma hora e meia em compasso de espera.

Terá desaparecido também o registo do mesmo exame a que Cláudia Costa, de 39 anos, se submetera no dia anterior.

Segundo o JN, os inspetores da PJ encarregues da investigação pediram acesso às imagens de videovigilância do dia em que a grávida se deslocou às urgências, mas ainda nada foi entregue devido a alegados problemas técnicos.

Entretanto, demitiu-se António Mendes, o pediatra que dirigia o departamento de saúde materno-infantil do Hospital da Guarda: o responsável terá resignado 48 horas depois de ser interrogado pelos instrutores internos que conduzem o inquérito que foi entretanto aberto pela Inspeção-Geral das Atividades em Saúde.

* Ele há extravios que vêm mesmo a calhar...

.
.
HOJE NO
"RECORD"

Carlos Severino apupado em Alvalade

Carlos Severino foi alvo de algumas críticas e insultos durante o jogo do futebol feminino entre o Sporting e o Sp. Braga, esta tarde, no Estádio José Alvalade. A maior parte das 'bocas' que o candidato ao Conselho Leonino na lista de Pedro Madeira Rodrigues prendem-se com o facto de ter ficado de fora dos cadernos eleitorais.
 .
Contatado pelo Record, Severino confirmou o episódio, mas desvalorizou-o: "Não aconteceu nada de especial. Entrei na bancada à procura de uns amigos e houve algumas pessoas que estavam lá a ver o jogo e mandaram umas bocas por causa dessa notícia dos cadernos eleitorais", contou.

"Mandaram-me pagar as quotas, que é uma coisa que eu já tinha feito atempadamente.  Houve inclusivamente um que me disse 'Tu tens de convencer-te que o Bruno de Carvalho é o Sporting' e eu respondi-lhe 'O Sporting é o Sporting, é de todos os sportinguistas e de mais ninguém'. Como tive de subir a bancada toda, porque já estava cheia, houve alguma agitação, mas nada de especial. Ninguém me ofereceu pancada".

Feliz pelas duas vitórias

Sobre o jogo em si, Carlos Severino ficou agradado com o que viu em Alvalade, com a vitória por 1-0 do Sporting frente ao Sp. Braga a chegar nos instantes finais.

"Sou do Sporting e gosto de ver o Sporting ganhar. Gostei do jogo, especialmente porque ganhou, foi um belíssimo jogo. Foi um espectáculo que as jovens do Sporting e do Sp. Braga deram e que merecia ter ainda mais público", afirmou Carlos Severino, apontando algumas críticas à forma como o evento foi organizado. "Parecia uma situação que não é bonita para ninguém quando se promove um espectáculo e depois não se criam as condições necessárias".

Já sobre o jogo na Amoreira, que o Sporting também venceu por 2-0, Carlos Severino gostou do resultado, mas diz que a exibição deixou algo a desejar.

"Sou declaradamente oposição ao Bruno de Carvalho, mas sou uma pessoa do Sporting e não me coíbo de ir aos sítios. Acabei de sair do Estádio António Coimbra da Mota, onde estive ao lado de Pedro Madeira Rodrigues. Não me coíbo porque, ao contrário do que muitas pessoas estavam a dizer em Alvalade, eu não devo nada a ninguém", prossegue.

"O Sporting ganhou bem, foi superior ao Estoril, mas não fez um jogo à medida do Sporting. Há alguma apatia dos próprios jogadores. Vi Jorge Jesus a dizer, num lançamento de linha lateral, que se escondiam da bola", aponta. "A bola queima, nota-se que o ambiente não é bom... O Estoril está diferente do ano passado, portanto o Sporting por ganhar bem, mas com uma exibição muito apagada".

* Trauliteiradas tanto no desporto como na política.

 .
.

TRÁFICO DE 
SERES HUMANOS

PREOCUPE-SE

video


* Reportagem efectuada em 2014 mas infelizmente actual.

FONTE: ONU BRASIL

.
.
HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Casal de polícias filma sexo
 no carro-patrulha

Dois agentes da polícia da localidade de Rosario, na Argentina, foram suspensos depois de ser divulgado um vídeo dos dois a fazerem sexo durante o serviço, dentro de um carro-patrulha. 

video

O ministro da Segurança da província de Santa Fe, Maximiliano Pullaro, confirmou que os dois polícias pertencem à esquadra número 19 e que estavam em funções naquele momento. Sem revelar a identidade dos envolvidos, Pullaro afirmou que os dois já estavam identificados e seriam alvo de um processo disciplinar, que os irá punir com um corte de 70% do salário nos próximos dois anos e de 50% nos dois anos seguintes. 

As imagens mostram a mulher a fazer sexo oral ao homem, enquanto se ouvem os colegas no rádio a dar conta das ocorrências. Os dois depois sorriem para o telemóvel que gravava as imagens. 

Entretanto, o portal TodoNoticias assegura que o vídeo foi divulgado pela mulher do polícia que aparece no vídeo. A mulher seria vítima de violência doméstica recorrentemente e sabia das traições recorrentes do marido. 

No dia dos namorados o marido tê-la-á ameaçado de morte e agredido os próprios filhos. A mulher chamou a polícia e, quando prestava declarações às autoridades, referiu as traições do marido e apresentou o vídeo como prova. Entretanto, a mulher já pediu o divórcio. As autoridades investigam agora o caso, podendo o polícia ser mesmo expulso. 

* Em casa fome e porrada, o cabrão!

.
.
ESTA SEMANA NO 
"O JORNAL ECONÓMICO"

Offshores: 
Paulo Núncio assume “responsabilidade
.política” e abandona funções no CDS

O antigo secretário de Estado dos Assuntos Fiscais Paulo Núncio assumiu hoje a "responsabilidade política" pela não publicação de dados relativos às transferências de dinheiro para offshore, pedindo o abandono das suas funções atuais no CDS-PP.

“Tendo em conta o tempo que decorreu entre os factos e o presente e tendo tido agora a oportunidade de revisitar os documentos que têm sido noticiados, nomeadamente os apresentados pelos serviços para publicação de informação estatística das transferências transfronteiriças, considero legitima a interpretação dos serviços que levou à não publicação das estatísticas no portal das Finanças.
 .
ASSUNÇÃO QUEIXINHAS
Assumo, por isso, a responsabilidade política pela não publicação das referidas estatísticas”, sublinha Núncio, em texto enviado à agência Lusa.

E continua: “Querendo libertar o partido a que pertenço [CDS-PP] de quaisquer controvérsias ou polémicas nesta matéria, solicitei à presidente do partido que aceitasse a cessação das minhas funções nos órgãos nacionais”.

Na noite de sexta-feira, o antigo diretor-geral do fisco Azevedo Pereira garantiu ter solicitado, por duas vezes, ao ex-secretário de Estado Paulo Núncio autorização para publicar dados relativos às transferências dinheiro para ‘offshore’, mas “em nenhum dos casos” esta lhe foi concedida.

Em causa estão transferências de dinheiro para paraísos fiscais concretizadas entre 2011 e 2014, durante a governação PSD-CDS/PP, sem qualquer controlo estatístico por parte da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT), como a lei obriga, e que levaram já os partidos com assento parlamentar a solicitar uma audição urgente do atual e do anterior secretário de Estado dos Assuntos Fiscais.

Paulo Núncio, no texto endereçado à Lusa, lembra que a AT “tem, desde 2012, a possibilidade de liquidar todos os impostos devidos nestas situações no prazo alargado de 12 anos (anteriormente este prazo era de 4 anos)” e, “nestes termos, quaisquer impostos que sejam devidos nestas situações poderão ser cobrados pela AT até 2024, evitando-se assim o risco de perda da receita do Estado”.

“Reafirmo o meu total desconhecimento, à data e até hoje, relativamente à noticiada discrepância entre os dados entregues pelas instituições financeiras e os dados processados pela AT. Tenho confiança, no entanto, que a inspeção não deixará de realizar todos os cruzamentos e procedimentos inspetivos necessários para o apuramento da verdade”, diz também o antigo governante centrista.

A publicação estatística de dados no portal das Finanças, adverte ainda Núncio, “não interfere com a ação efetiva da inspeção tributária no tratamento, análise e fiscalização das referidas transferências”.

“O reforço do combate à fraude e à evasão fiscais foi um objetivo prioritário nos últimos anos, com resultados muito significativos. Tenho confiança que a AT irá continuar a desenvolver todos os esforços para combater de forma eficaz a utilização de paraísos fiscais”, concretiza Paulo Núncio, que garante que irá no parlamento, na quarta-feira, prestar os “esclarecimentos complementares” tidos como “necessários” sobre o tema.

Na nota com nove pontos enviada na sexta-feira às redações, o antigo diretor do Fisco Azevedo Pereira admitiu poderem ter existido “erros de perceção” na troca de informação com o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais do governo PSD-CDS, com vista à publicitação dos dados das transferências para as ‘offshore’.

No entanto, considera que esses “erros de perceção” “nunca demoram quatro anos a resolver” e conclui que, se Paulo Núncio tivesse a intenção de os fazer publicar, teria tido oportunidade de o fazer ao longo dos quatro anos seguintes, até à sua saída do governo, em novembro de 2015.

Na justificação enviada aos jornais, Azevedo Pereira começa por esclarecer que, “em tempo”, a AT propôs ao secretário de Estado a publicitação dos dados das transferências para paraísos fiscais.

“Tal proposta de publicação foi solicitada por duas vezes (na prática, como veremos, três vezes), através do envio de processos contendo, no primeiro caso, a informação relativa 2010 (reportada pelas instituições financeiras em meados de 2011) e, no segundo, a informação relativa a 2011 (reportada pelas instituições financeiras em meados de 2012)”, afiança. Só que – prossegue -, “em nenhum dos casos, a correspondente autorização foi concedida”.

“No primeiro caso, o despacho do SEAF [secretário de Estado dos Assuntos Fiscais] solicitou uma alteração na estrutura da informação a divulgar. Tal alteração foi levada a cabo tendo a proposta de publicação sido apresentado de novo à Secretaria de Estado dos Assuntos Fiscais. Tanto quanto me é dado lembrar – encontramo-nos neste momento a mais de cinco anos de distância destes factos – tal solicitação nunca terá merecido resposta da Secretaria de Estado dos Assuntos Fiscais”, justifica.

Quanto ao segundo caso, Azevedo Pereira diz que “a informação em causa foi preparada de raiz para acomodar a solicitação efetuada pelo SEAF na resposta ao primeiro pedido de publicação, tendo sido remetida à Secretaria de Estado no início de novembro de 2012”.

* Oh doutora Assunção! Que tal voltar a fazer queixinhas ao sr. Presidente?

.
.


JAPÃO

ACOMPANHANTES DE LUXO

video


FONTE: AFPBr

.
.
HOJE  NO
"A BOLA"

Futsal
Fundão junta-se ao Sporting 
na final da Taça da Liga
 .

O Fundão venceu o Belenenses, por 5-4, e marcou encontro com o Sporting, detentor do troféu, na final da Taça da Liga de futsal, que decorre no Pavilhão Multiusos de Gondomar.

O jogo decisivo está marcado para domingo, a partir das 17.30 horas.

Na outra meia-final, o Sporting bateu o Modicus, por 5-2.

* Há festa na Beira Interior.

.
.
ESTA SEMANA 
NA  "GERINGONÇA"

Offshores: 
Diretor do Público acusa Núncio de fugir
 a perguntas “durante anos”

O diretor do Público David Dinis explica hoje num artigo intitulado Quando um político não gosta de uma notícia o processo que levou à elaboração da notícia publicada na edição de quarta-feira. “Os jornalistas, todos os jornais, andaram anos (repito, anos) a perguntar ao anterior secretário de Estado dos Assuntos Fiscais” Paulo Núncio, do CDS-PP, a razão de ter “deixado de publicar dados sobre as transferências de dinheiro para territórios offshore”. E acrescenta: “Nenhum [jornalista] obteve resposta.”
 .
David Dinis esclarece que a notícia surgiu na sequência de uma notícia do jornal Le Monde na semana passada sobre a Zona Franca da Madeira, que levou o jornalista Pedro Crisóstomo a ir ver ao portal das finanças se as estatísticas de 2015 sobre transferências para offshores já teriam sido publicadas. E dá-se ao pormenor de esclarecer mentes mais inquietas: “o Ministério das Finanças nunca lhe disse que esses dados já estavam publicados, mas já estavam”.

A partir desse momento o jornalista “começa a fazer contas”. E faz também perguntas: “oficiais” e “por escrito”. E as As Finanças responderam logo na terça-feira da semana passada. As discrepâncias “resultavam de ter havido dados não tratados”. O jornalista tratou os dados e fez mais perguntas às Finanças que responderam na segunda-feira desta semana com a “explicação de que aquele valor das transferências não registadas também não tinha passado pelo tratamento da Autoridade Tributária”.

E assim se fez a notícia publicada na terça-feira que tanto preocupação causou nos partidos da direita. Estranho é que a direita se queixe dos jornalistas e não se queixe de Núncio que, confrontado com estas questões, se negou sempre a responder, não permitindo esclarecer a falta de escrutínio destas transferências para offshores.

* APOCRISIARIUS INUTILIS


.
.



É CHICO(A)



ESPERTO(A)??
















.
.


1169
Senso d'hoje
CATARINA
ALMEIDA PEREIRA
JORNALISTA DE ECONOMIA 
JORNAL DE NEGÓCIOS  
"As alterações que estão  
a ser estudadas nas pensões" 

video


FONTE: "JORNAL DE NEGÓCIOS" -  25/02/17
.
.

ESCOLHAS DE SÁBADO

.
COMPRE JORNAIS








.
.
A DANÇA DOS ESTORNINHOS

video

.
.

BOM DIA


.
.
.
46-CINEMA
FORA "D'ORAS"

X-TERRA SELVAGEM


video

* Somos mesmo muito desconfiados sobre as prácticas "evangelizadoras" dos séculos XV ao XX, depois de vermos o filme recém exibido "SILÊNCIO" já não desconfiamos, evangelizar é mesmo tiranizar em nome de Deus.

..