quinta-feira, 20 de outubro de 2016

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

.
.

109-ACIDEZ
 

FEMININA


RESPOSTA A EMAILS

ORGASMO FEMININO



A IMPRESCÍNDIVEL TATY FERREIRA

* Uma produção "ACIDEZ FEMININA" - BRASIL


.
.


Ave Maria






.
.

HOJE  NO
"RECORD"


Sim, é verdade. 
Madonna entra na corrida 
à Casa Branca prometendo sexo oral

Madonna surpreendeu a multidão que assistia quinta-feira à sua atuação no Madison Square Garden, em Nova Iorque, com uma promessa referente às eleições norte-americanas.


 "Se votarem em Hillary Clinton, eu faço-vos sexo oral", disse a rainha da pop, que abria o espetáculo da humorista Amy Schumer. A reação do público diz tudo.

* A família Clinton muito susceptível à ourivesaria.

.
.
XLVI- O UNIVERSO

3- HUBBLE

SEGREDOS DO ESPAÇO



.
.
 
HOJE NO 
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Pedreira diz que derramar pó no rio Ave
 "é normal"

A empresa responsável pelo pó de pedra que na quarta-feira foi parar ao rio Ave disse que o derrame nesta altura do ano "é normal" devido à água das primeiras chuvas.

Ontem, os moradores das freguesias de Donim e Gondomar denunciaram que o rio corria branco e que uma grande descarga de pó de pedra tinha sido feita durante a madrugada. O JN seguiu o curso de poluição inverso, desde o confronto com o rio até à origem, e facilmente se percebia que a origem estava na pedreira Superinertes, de Gondomar.
 .
António Lopes, dono da pedreira, confirmou ao JN que o pó de pedra veio dali mas considerou a situação "normal". O responsável explicou que "foi a água das primeiras chuvas" que limpou as estradas da pedreira atingiu a lagoa de retenção, o que "criou arrastamento" até ao rio.

Como o curso de água vai com o caudal baixo, acrescenta António Lopes, "qualquer coisinha de nada suja logo". Questionado sobre se todos os inícios de Inverno este fenómeno vai acontecer, o responsável assume que "é possível que sim" e que "é natural que isso aconteça".

Ontem de manhã, o Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) da GNR esteve no local e recolheu provas da descarga. O JN sabe que foi levantado um auto de notícia que foi prontamente enviado para a Agência Portuguesa do Ambiente. É a esta entidade que cabe aplicar a multa ou processo criminal, sempre que haja evidências para isso.

A Superinertes é uma das empresas com histórico de descargas poluentes no Ave. O JN sabe que há pelo menos dois processos relativos a esta empresa na Agência Portuguesa do Ambiente, relativos a 2014 e 2015. A empresa foi fiscalizada em setembro do ano passado pela Direção-Geral de Energia e Geologia do Norte, Câmara de Guimarães, GNR, Agência Portuguesa do Ambiente e a Administração Regional de Saúde.

Da fiscalização resultou um "ultimato" onde foram dados 30 dias para corrigir anomalias sob pena de encerramento de atividade. A empresa nunca encerrou e argumentou ter corrigido as anomalias.

* A normalidade dum calhau com olhos.

.
.
 II-HISTÓRIA 
DO TERRORISMO

1-OS ANOS DO PÓ
1970 A 1989



* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.
HOJE NO  
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS
DA MADEIRA"

Máquinas de venda devem passar
 a conter apenas produtos saudáveis

As máquinas de venda de produtos alimentares dos serviços da administração pública devem deixar de comercializar produtos com excesso de sal ou com açúcar. A proposta parte do Secretário da Saúde e será levada em breve a Conselho de Governo.

O objectivo desta medida é claro e pretende melhorar os hábitos alimentares dos madeirenses, oferecendo opções mais saudáveis. O anúncio foi feito na abertura oficial da XIII edição das Jornadas de Diabetes da Madeira, que decorrem até amanhã no Centro de Congressos do Hotel Vidamar.

Faria Nunes referiu que é crucial combater a pandemia da diabetes que, habitualmente, está associada a cenários de excesso de peso ou de obesidade. “Estamos empenhados em fazer mais e melhor”, garantiu o governante.

Por seu lado, Silvestre Abreu, endocrinologista e presidente da organização deste simpósio, afirmou que a prevenção é a chave para o sucesso do combate à diabetes. Assim, é importante que desde cedo se aposte numa alimentação saudável nas escolas e se inclua o exercício físico no currículo das mesmas. “A cada seis segundos morre uma pessoa com diabetes”, afirmou o médico que frisou a importância de se manter uma postura de maior colaboração entre todos os intervenientes no sector da saúde.

* A decisão é muito boa, quando é posta em práctica?

.

ANA RITA GUERRA

.




O inferno da Samsung

Quem diz que “toda a publicidade é boa publicidade” não está bem a ver o inferno em que a Samsung está metida. Literalmente.

Ao entrar no aeroporto de Los Angeles às seis da manhã, a caminho do Texas, encarei mais uma restrição a adicionar a todos os outros regulamentos de segurança para quem voa: passou a ser proibido embarcar com um Galaxy Note 7, tanto na mala de mão como na bagagem de porão. Quem diz que “toda a publicidade é boa publicidade” não está bem a ver o inferno em que a Samsung está metida por causa do novo smartphone. Literalmente.

Quase 100 exemplares do dispositivo explodiram, incendiaram-se ou deitaram fumo nas últimas semanas, vários dos quais já versões novas, que não deviam ter o mesmo problema na bateria que levou à recolha inicial. Não basta que a Samsung tenha parado a produção do smartphone e decidido descontinuá-lo, nem que a T-Mobile ofereça vouchers de 25 dólares como compensação aos utilizadores que forem lá entregar o seu Note 7 em troca de outro. 

Quantos irão escolher um Samsung? O impacto deste desastre na reputação da empresa sul-coreana não pode ser subestimado. É um golpe duro na maior fabricante mundial de telemóveis e um golpe de sorte para a Apple e para a Google, que acabam de lançar os mais recentes topos de gama (iPhone 7 e Pixel).

Ontem, soube-se que a Samsung usou um laboratório interno para testar a conformidade das baterias usadas no Note 7, que estão na origem dos incêndios. É uma prática incomum – praticamente todas as outras fabricantes recorrem a laboratórios independentes para certificar a segurança das baterias. 

São vendidos perto de dois mil milhões de telemóveis por ano e é muito rara que este tipo de problemas ocorra. Estatisticamente, o número de Note 7 que pegaram fogo é pouco significativo, tendo em conta o total. Mas esta é uma indústria em que o risco de incidentes tem de ser zero. 

 O smartphone anda na mala, no bolso, no carro. Fica a carregar na mesa-de-cabeceira durante a noite (já agora, não faça isso. Dá cabo da bateria). Encosta-se ao ouvido, põe-se na secretária de trabalho. Não pode explodir. Não pode sequer deitar fumo ou queimar as mãos depois de acabar de carregar. O smartphone tem de ter risco zero de incêndio. 

A ironia é que as baterias de ião de lítio usadas nos smartphones de hoje são altamente inflamáveis. A camada de plástico que separa o lado negativo do positivo é muito fina, e qualquer pequena disrupção pode causar um curto-circuito. O líquido inflamável aquece e uma explosão é quase inevitável.

Pode olhar-se para isto como um problema da Samsung, que permitiu um erro de produção, um erro de testes ou um erro de conceção. Mas eis a questão maior, que deve preocupar toda a indústria: os utilizadores andam há anos a queixarem-se que as baterias dos smartphones não duram nada. 

Ao mesmo tempo, pedem mais potência e maior capacidade de processamento em carcaças mais finas e elegantes. As fabricantes entraram numa batalha de engenharia para melhorarem a performance das baterias nos novos modelos, que obviamente são mais finos e têm melhor performance. De cada vez que se comprime muita potência num espaço muito pequeno, corre-se o risco de criar uma pequena bomba-relógio. É o que andamos a pedir às fabricantes, basicamente: “Dêem-me uma bateria quase invisível que dure dois dias enquanto faço três horas de vídeos ao vivo para o Facebook em LTE.” 

A Samsung não é a primeira fabricante a passar pela humilhação de uma recolha mundial de telemóveis por questões de segurança, e provavelmente não será a última. Em vez de os fãs da Apple se rirem da desgraça da rival, apontando que a pressa que a Samsung teve em lançar um smartphone antes do iPhone 7 deu para o torto, o ideal era repensar o frenesim com as baterias destes mini-computadores que usamos 12 horas por dia. 

Que nunca desligamos. Que puxamos freneticamente do bolso a qualquer vislumbre de minuto morto. Repensar a tecnologia, ou o que esperamos dela. É difícil ter performance, segurança e durabilidade ao mesmo tempo. Das três, duas. Quais é que queremos?

Em Los Angeles
 .
IN "DINHEIRO VIVO"
18/10/16


.
.


1026.UNIÃO


EUROPEIA




.

HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

PS, BE e PCP de acordo para 
congelar actualização de rendas

PS, BE e PCP mostraram-se hoje de acordo sobre um projecto de lei dos comunistas para prolongar de cinco para 10 anos o período de transição para actualização das rendas urbanas.

A votação na generalidade da iniciativa, que estende até 2022 a aplicação do novo regime de arrendamento urbano, criado em 2012 pelo Governo PSD/CDS-PP, que prevê a actualização de rendas de contratos anteriores a 1990 pela negociação entre proprietários e inquilinos ou o cálculo de 1/15 do valor patrimonial fiscal do imóvel, ficou adiada para a reunião plenária de sexta-feira.
 .
Socialistas, bloquistas e comunistas, que vão garantir a aprovação do documento, manifestaram já disponibilidade para proceder a alterações e aprofundar a discussão sobre o projecto de lei em causa em sede de especialidade.

O PCP defende aquele prolongamento para todos os inquilinos com rendimento anual bruto corrigido inferior a cinco vezes as retribuições mínimas garantidas anuais (37.100 euros) e a redução do valor máximo de renda de 1/15 do valor da propriedade para 1/25, bem como para as pessoas com mais de 65 anos ou com graus de incapacidade de mais de 60%, incluindo ainda imóveis arrendados para outros fins (comércio, colectividades desportivas e culturais, entre outros).

O PS tinha apresentado um projecto de lei semelhante, em Abril, contemplando também "lojas e entidades com interesse histórico-cultural" e o próprio Governo socialista incluíra a iniciativa nas Grandes Opções do Plano para 2017.

* Mais um ataque de micose nas virilhas à direita.

.
.
Uma nova esperança de vida 
para os bebés prematuros



Os pacientes de uma unidade de cuidados intensivos de um hospital de Milão estão entre os mais vulneráveis. São bebés prematuros. Para melhorar a gestão dos seus cuidados este hospital de Milão está a testar uma nova ferramenta para reduzir o risco de lesões cerebrais.


.
.
V-CAÇADORES 

DE TEMPESTADES

2- UM ADEUS


* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.
HOJE  NO 
"DESTAK"

As canções de Dylan são lidas 
como poemas, em mestrado da
. Universidade de Coimbra

O docente irlandês Stephen Wilson ensina a obra de Bob Dylan, há cerca de 20 anos, na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, num currículo que também aborda Shakespeare. 
 .
Muito antes de o músico receber o Nobel, já os alunos de Stephen Wilson liam as canções do artista norte-americano como poemas.

Stephen Wilson era uma criança quando começou a ouvir Bob Dylan, com o lançamento do "Blonde on Blonde", em 1966 e, na altura, entendeu-o logo como um poeta. 

* Fantástico e só talvez pela atribuição do Nobel é que acontece a notícia.

.
.

Bob Dylan

Knockin' On Heaven's Door


.
.
HOJE  NO  
"i"

Alerta da DECO. 
Fraude no Facebook

Em causa estão os concursos que pedem às pessoas que coloquem ‘gosto’ na publicação, a partilhem e comentem.

A DECO alertou para os “novos perigos” para os utilizadores da rede social Facebook – em causa está o “fenómeno de esquemas fraudulentos online”, como concursos nesta rede social que recolhem dados pessoais.
.
"Trata-se de concursos atrativos que, utilizam páginas com o nome de marcas conhecidas como chamariz, cativando os utilizadores com a promessa/oferta de ganhos fáceis, como por exemplo: carros, 'smartphones' [telefones inteligentes], vales de desconto, entre outros", revelou esta quinta-feira a associação.

Em causa estão os concursos que pedem às pessoas que coloquem ‘gosto’ na publicação, a partilhem e comentem.

"Vários utilizadores participam nestes anúncios publicitários falsos, sem se aperceberem que estão a ser enganados". A DECO aconselha assim os consumidores a desconfiarem destes concursos e promoções, principalmente se não forem publicados na página da própria marca.

Quando o "endereço não é fidedigno não forneça qualquer dado pessoal ou contacto, especialmente, o número de telemóvel ou cartão de crédito. (…) Salvaguarde os seus dados pessoais destas falsas páginas na internet, uma vez que a cedência dos mesmos poderá ter custos e despesas inesperadas", refere o comunicado da associação.

* É muito simples, quem não se importa de ser vítima ou conivente inconsciente de vários tipos de crime, chafurda no facebook.

.
.
HOJE  NO 
"A BOLA"

Novo sintético inaugurado esta sexta-feira

O relvado sintético do Cova da Piedade vai ser inaugurado esta sexta-feira, pelas 8.45 horas, pelo presidente da Câmara Municipal de Almada, Joaquim Judas, e pelo presidente da direção dos piedenses, Paulo Veiga.
.

O jogo de estreia será o Cova da Piedade-Costa da Caparica, em infantis.

Há cerca de três semanas que o piso sintético começou a ser instalado. A relva colocada no campo secundário do Cova da Piedade foi reciclada do principal, que agora tem relva natural. 
*  É nos  clubes chamados pequenos ou satélites que se forjam grandes jogadores, a modernização é importante.

.
.

 NÃO ESQUEÇA
LAVE AS MÃOS!



.
.

HOJE  NO  
"AÇORIANO ORIENTAL"

Laboratório de Engenharia Civil 
promove curso sobre a construção
. bioclimática de edifícios

O Laboratório Regional de Engenharia Civil (LREC) organiza de 24 a 26 de outubro, em Ponta Delgada, nos Açores, um curso que visa, entre outras coisas, transmitir conhecimentos sobre a construção bioclimática de edifícios
  .
ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA NA MALÁSIA
A iniciativa, a decorrer na ilha de São Miguel, pretende também dar a conhecer o algoritmo de cálculo – balanço térmico – pelo conceito 'Passive House' e desenvolver um caso de estudo acompanhado para consolidar os conhecimentos adquiridos no âmbito desta ação.

A investigação sobre os edifícios de consumo de energia e emissões de carbono zero ou quase zero intensificou-se, tendo a União Europeia publicado, em 2010, a reformulação da diretiva relativa ao Desempenho Energético dos Edifícios (EPBD).

O objetivo passa por garantir que, em todos os Estados-membros, até ao final de 2020, todos os novos edifícios tenham necessidades quase nulas de energia.

* O conceito é positivo e importante, fica-nos a dúvida se os edifícios antigos sem possibilidade de reformulação bioclimática serão demolidos, alguns são património das localidades onde existem. 

.
.
HOJE NO  
"CORREIO DA MANHÃ"

Apropriam-se de contas bancárias
 de idosos

Começou esta quarta-feira a primeira sessão do julgamento do ex-provedor da Santa Casa da Misericórdia de Tavira, Manuel Martins, e Maria Silva, funcionária da câmara local, com quem tinha uma relação de amizade. São suspeitos de se apropriarem de contas bancárias de idosos inscritos na instituição para proveito próprio. 
 
OS ARGUIDOS
Os crimes, segundo a acusação, ocorreram entre 2007 e 2013, ano em que a Polícia Judiciária fez buscas na Santa Casa por suspeitas de peculato, abuso de poder e fraude na obtenção de subsídio. Em causa está a inscrição suspeita de três idosos naquela instituição: Luísa Ricardo - diagnosticada com Alzheimer -, Albertino Ferreira e Rita Daniel. 

Os dois primeiros ficaram com as contas bancárias controladas por Maria Silva. Manuel Martins chegou a aprovar a compra de aparelhos de ar condicionado para a instituição com dinheiro de Rita Daniel, alegando que se tratava de uma doação por parte da idosa. 

Ontem, os arguidos negaram as acusações, referindo que os três idosos autorizaram o uso das contas bancárias e que o dinheiro, que iam levantando, apenas serviu para comprar bens de que os próprios necessitavam, como comida, produtos de higiene, roupa, medicamentos e combustível. 

* Vergonhoso, mas bandidos de colarinho branco abundam em Portugal e estes de Tavira são pindéricos.

.
.

 Como um engenheiro joga basketball



.
.
HOJE NO  
"OBSERVADOR"

Mais uma atualização, menos uma “batota”. 
Pokémon desaparecem acima dos 50 km/h

Uma nova atualização lançada pela Niantic coloca fim aos problemas criados por quem joga Pokémon Go a conduzir. Acima dos 50 km/h os Pokémon deixam de aparecer no mapa.
 .
Desde o lançamento do jogo de realidade aumentada Pokémon Go surgiram vários acidentes devido a jogadores que arriscam demasiado, quebrando até algumas regras elementares. A princípio a ideia da companhia foi lançar um aviso a alertar que o treinador estava a circular demasiado depressa (assumindo que seria de carro), mas bastava carregar no botão e indicar que é se tratava de um passageiro para continuar a jogar sem problemas.

Segundo o Android Headlines, com a nova atualização da aplicação, que começou a ser disponibilizada esta quinta-feira, a Niantic tomou medidas mais drásticas: agora, quem circular acima dos 50 km/h, não vai poder visualizar nenhum Pokémon no mapa do jogo.

Até agora eram vários os utilizadores que utilizavam o carro e a mota para poderem percorrer grandes distâncias atrás dos monstros. Não era o método ideal para aqueles que pretendiam eclodir um ovo, uma vez que a distância não era contada quando a velocidade excedia os 20 km/h, mas ajudava a chegar mais depressa ao local exato do Pokémon desejado e permitia recolher mais alguns durante o percurso.

Com esta medida, a companhia espera conseguir evitar ou prevenir comportamentos de risco por parte dos jogadores.

* Os acidentes na estrada não são culpa dos pokemon, a falta de educação dos condutores é responsável por  95% dos acidentes.

.
.
HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Mudança de hora traz 
"mais riscos que benefícios"

Na madrugada de 29 para 30 de outubro os relógios vão atrasar uma hora

A alteração dos ponteiros do relógio para a hora de inverno traz "mais riscos que benefícios" devido à "súbita exigência de mudança" do "tempo interno" das pessoas, advertiu hoje presidente da Associação Portuguesa de Cronobiologia e Medicina do Sono
 .
Na madrugada de 29 para 30 de outubro, os relógios vão atrasar uma hora, dando início ao horário de inverno, uma mudança que, segundo Miguel Meira Cruz, tem impactos negativos na saúde.

"Apesar de o impacto ser claramente maior no recuo que exigimos ao tempo em meados de março, qualquer das direções em que se proceda uma mudança súbita num relógio de adaptação lenta como o que temos no cérebro, tem prejuízos significativos e potencialmente graves", adverte Miguel Meira Cruz num comunicado enviado à agência Lusa.

O especialista afirma que uma hora a mais de sono pode, em teoria, promover o bem-estar de quem se encontra privado desta necessidade, sendo o impacto deste benefício maior nas pessoas que se deitam mais tarde e tendencialmente se levantam mais tarde ou naqueles que atrasam a sua hora de deitar, como acontece com adolescentes.

Porém, na prática, verifica-se que "as atitudes não acompanham as intenções e este ganho tem provavelmente uma influência menor", sublinha.

Além disso, acrescenta, "os matutinos privados de sono, podem sofrer mais nos dias subsequentes à mudança para a hora de inverno", dado que para "além da menor flexibilidade na resposta a mudanças, as condicionantes impostas pelo novo horário afetam o humor".

Meira da Cruz aponta alguns sintomas causados pela alteração da hora, como prevalência de alguns tipos de dores de cabeça, nomeadamente a cefaleia hípnica (surge durante o sono) e a cefaleia em salvas (dor muito forte só num lado da cabeça).

Segundo o especialista em medicina de sono, "estas condições são frequentemente desencadeadas por alterações nos ritmos circadiários estabelecidos naturalmente".

Uma vez que a "capacidade de alerta" da pessoa oscila com o "caráter circadiário" e com o aumento do tempo na escuridão, o risco de acidentes é também aumentado, alerta.

Para o especialista, a mudança da hora "é mais um exemplo do predomínio de interesses económico-financeiros, que vigora no mundo, em detrimento daqueles dirigidos à promoção da saúde".

"Efetivamente a alteração proposta originalmente por Benjamim Franklin, perspetivava a rentabilização de energia luminosa poupando gastos", mas "em rigor, não só não se confirmaram os ganhos teorizados, como se tem vindo a descobrir perdas importantes associadas à alteração brusca da hora", sustenta.

* Mais um assunto que desconhecíamos, é bom aprender.

.
.

49- JARDINAGEM E

HORTICULTURA

3 hábeis maneiras,


para as flores durarem mais 




FONTE: Carol Costa


.
.


1039
Senso d'hoje
RITA FARIA
REDACTORA 
JORNAL DE NEGÓCIOS 
“O Orçamento para 2017
em cinco minutos"







.

NOTÍCIAS PARA HOJE

.
COMPRE JORNAIS













.
.

E VIVA O 'MERENGUE'


.
.

BOM DIA

.
.
.

43-CINEMA
FORA "D'ORAS"

VIII-INNOCENCE



* O filme está dobrado em espanhol, não conseguimos cópia com legendas em português.

..