sábado, 8 de outubro de 2016

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

.
.

XIV-SEM VERGONHA


ENTRE QUATRO PAREDES

FABRÍZIA ALMEIDA

video


ATÉ AO PRÓXIMO SÁBADO

A NOSSA FICÇÃO
A MÓNICA MOREIRA LIMA, jornalista de profissão não chegavam as notícias comezinhas do quotidiano, nem que fosse uma bomba de neutrões.
Pensou, pensou, engendrou equipa tão louca como ela, baratinou os maiorais da TV GUARÁ e "amadrinhou"o "SEM VERGONHA" programa despudorado tão ao nosso gosto, cheio de pimenta por todo o lado, sem qualquer grosseria e divertido.
Ela só pode ser inteligente e boa!

O QUE DIZ A AUTORA
O Sem Vergonha é o programa mais polémico e irreverente da TV brasileira. Já rendeu vídeos para os quadros Top Five do CQC e Passou na TV do Agora é Tarde, ambos da BAND. Foi tema de uma matéria de duas páginas na maior revista de circulação nacional, a VEJA. E culminou com uma entrevista antológica ao Rafinha Bastos, no Agora é Tarde. Todos os programas estão disponíveis no blog e no YouTube. Não recomendo sua exibição para menores de 18 (anos ou cm) para evitar traumas futuros. Falo de sexo sem pudor, sem frescuras, sem meias palavras, sem eufemismos e com muito bom humor. Advertimos que o Sem Vergonha pode provocar ereções involuntárias e uma vontade irreprimível de dar, sem restrições de orifícios.


FONTE: TV GUARÁ

... ...
.

6-INTÉRPRETES


.
.

3-Filho da Mãe
1ª Temporada

A fama não é para todos

video


.
.

5-INTÉRPRETES


.
.

ALERGIA ALIMENTAR


4 - BASES IMUNOLÓGICAS

DA ALERGIA ALIMENTAR/II

video

Uma interessante série conduzida pelo  Dr. Aderbaldo Magno Sabrá, Membro Titular Colégio Brasileiro de Cirurgiões, Membro da Academia Nacional de Medicina,Professor de Pediatria, Gasteroenterologia e Alergia Alimentar.

* Uma produção "CANAL MÉDICO"

* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.



4-INTÉRPRETES


.
.

Os computadores
têm alma?

video


FONTE: Nerdologia

.



3-INTÉRPRETES




.

MARIANA DELGADO

.




Jaldi Karo, Dada!

CALCUTÁ, ÍNDIA As viagens ao centro são fundamentais para gerir a vida na Índia. É um lugar onde o tempo voa e onde as memórias ficam para sempre

A primeira expressão que aprendi em hindi foi Jaldi Karo.

Jaldi Karo significa “vamos, rápido” e vem normalmente seguida pela palavra dada, que significa “irmão” ou “pessoa a quem devemos respeito”.

Ainda hoje esta é a expressão que mais uso quando vou de táxi de uma ponta à outra da cidade, sempre com horários apertados e a tentar chegar a horas, furando o mais rapidamente possível pelo meio do trânsito caótico de tuk-tuks, motas, carros, táxis, autocarros, camiões, auto-rickshaws, carros de transportes variados que podem ter desde frutas e vegetais até roupa e sapatos para venda, e pessoas a pé, que vão vivendo o dia-a-dia no meio desta imensa confusão.

No meu segundo mês na Índia decidi mudar de casa para mais longe do centro da cidade. A zona, chamada New Town, é a parte mais nova de Calcutá e é muito diferente do centro de Camac Street, onde fiquei nas primeiras semanas.

Esta zona é moderna, recente e (quase) respirável, porque, mesmo assim, ainda estamos na Índia. Chama-se New Town por ainda estar em crescimento, ficando perto de uma das fronteiras da cidade que continua em expansão. Aqui, localizam-se não só os maiores condomínios de habitação e as grandes empresas de tecnologia, como também várias universidades, recentes hospitais, shoppings e hotéis. É a zona próxima ao aeroporto, pelo que recebe muitos visitantes de negócios, que vêm de outras partes da Índia para reuniões e acabam por marcar hotel aqui. Tem árvores, jardins, passeios, contentores do lixo (alguns!) e é uma zona mais familiar, apesar de durante o dia,atrair muita gente que vem trabalhar nas grandes empresas.

Calcutá conseguiu o que nunca vi em nenhuma outra cidade: juntar no mesmo local as empresas e os bairros familiares, o que acaba por resultar num aglomerado de todas as pessoas que querem fugir do centro caótico, confuso, brulhento e poluído, mas, na minha opinião, mais envolvente e interessante.

Aqui tambem há street food, também há autocarros apinhados de gente, também há tuk-tuks e filas de trânsito e os carros também apitam continuamente. Mas a qualidade de vida acaba por ser diferente. Quando mudei de empresa, também a localização do escritório se tornou mais acessível, vivendo deste lado da cidade.

No entanto, o centro de Calcutá é o centro de Calcutá e é lá que tudo acontece!

Vou de táxi ou de mota pelo menos duas a três vezes por semana até ao coração da cidade. Para jantar, encontrar amigos, reuniões, cinema, compras, tudo se movimenta e existe nesta zona, com uma vida muito mais incrível, quando comparada com o pacato condomínio onde agora moro.
A viagem de táxi desde a minha casa até ao centro demora cerca de 40 minutos, incluído o tempo perdido no trânsito, e custa cerca de 250 rupias, que são aproximadamente três euros (menos do que o taxímetro mínimo em Portugal).

Nem todos os que moram deste lado gostam da viagem. Os condutores de táxis nunca escolhem o mesmo caminho, e podem passar pelos sítios mais estranhos até chegarem onde queremos, como por exemplo, ou por baixo de uma obra em construção (já me aconteceu!). Claro que dizemos sempre que sim, porque temos pressa. E também porque são 40 minutos de carro para ir a locais que também existem a dez minutos, na área de New Town.

Para mim, as viagens ao centro são fundamentais para gerir a vida na Índia. Gosto do movimento, das pessoas a atravessarem as estradas em aglomerados enormes, os carros a apitar e as luzes azuis dos viadutos que cobrem praticamente toda a cidade e que são uma excelente maneira de fugir do trânsito caótico.

O centro de Calcutá consegue proporcionar uma rotina interessante, longe de ser aborrecida. É um lugar onde o tempo voa e onde as memórias ficam para sempre. Quase misterioso, com as luzes amareladas a surgir entre as árvores nas grandes avenidas cheias de tudo e mais alguma coisa, onde a qualquer esquina pode espreitar um templo, quando menos esperamos.

Toda a cultura acontece ali, onde muitos não dormem durante a noite mas descansam à tarde, pela hora do calor, alguns encostados ao alcatrão quente. Nos cafés, restaurantes e lojas, há sempre filas e pessoas a entrar e a sair. Nos passeios, há o hábito de beber o chai quente, mesmo durante o mais rigoroso e escaldante dia de verão.

Os cheiros, tão intensos, mudam de dois em dois segundos do melhor para o pior, do picante para o perfume, da comida para os escapes automóveis. E há sempre uma mistura de cores: os amarelos das luzes e dos táxis, o preto e castanho das estradas, os azuis dos viadutos, os verdes das árvores que rompem em todas as ruas e o vermelho do comércio e da publicidade, chamando toda a gente a entrar, mesmo que já não haja espaço para mais ninguém.

Calcutá também não dorme, como tantas outras metrópoles. Com os mercados a funcionarem 24 horas, os restaurantes de rua, os taxistas que dormem dentro dos carros, com as pernas penduradas para o lado de fora da janela, as ruas tortas e com altos e baixos, algumas delas partidas, que me obrigam a ir por outros caminhos que por vezes não conheço, the city of joy chega a parecer perigosa, mas recebe-te de uma maneira confortável e familiar.

E agora perguntam, o que me faz dizer “Jaldi Karo” ao Dada que conduz o táxi? É que há sempre uma grande pressa de chegar ao centro, onde nos fica sempre a sensação de que não estamos a perder nada, mas sim a ganhar tudo, só por estar ali!

VISTO DE FORA

Dias sem ir a Portugal: 101 dias
Nas notícias por aqui: Extremistas atacaram uma brigada do exército localizada na região de Kashmir (norte da India) matando, pelo menos, 17 soldados e ferindo 18. As notícias confirmam a morte dos quatro atacantes suicida que irromperam pela base militar.
Sabia que por cá… A Índia e o único país onde o BIG MAC é feito de forma diferente, sendo servido com frango em vez de carne de vaca, porque a maioria da população não come carne bovina. A vaca é considerado o animal sagrado no hinduísmo.
Um número surpreendente: um copo de chai indiano custa 10 rupias o que equivale a 13 cêntimos.


* CALCUTÁ, ÍNDIA Chamo-me Mariana Delgado, nasci e cresci em Riachos e lá vivi até aos 18 anos. Tenho 25 e estou a viver em Calcutá, uma cidade do estado de Bengala Ocidental, na Índia. Estudei Ciências da Comunicação em Lisboa e estou neste momento a completar o mestrado em Gestão e Administração de Negócios, numa universidade Indiana. Neste momento trabalho como gestora de comunicação. Já morei e trabalhei em Portugal, Itália, Inglaterra e Bélgica, mas foi a Índia que mais me atraiu e devido a isso por cá fiquei. Adoro viajar e explorar o mundo!

IN "VISÃO"
21/09/16

.
.


1014.UNIÃO


EUROPEIA

ALREPTILCOOL


.


2-INTÉRPRETES



.
.
UNESCO
O acesso aberto à informação científica

video



.
.
VIII-VIDA SELVAGEM
1- Os suricatas do Namibe

video



** As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.



1-INTÉRPRETES



.
.
RECORDANDO

RAFFAELLA CARRA

FIESTA

video


.
.
HOJE NO 

"A BOLA"
Surf
Irmãos Pedro e Carol Henrique
sagram-se campeões nacionais

Pedro Henrique sagrou-se este sábado campeão nacional de surf, beneficiando da derrota de José Ferreira na final da última etapa da liga, que decorreu na praia do Guincho.
.

Eliminado nas meias-finais, Pedro Henrique estava dependente da derrota de José Ferreira na final, o que veio a acontecer com o português a perder para o espanhol Gony Zubizarreta por 0-41 pontos.

Na prova feminina, Carol Henrique, irmã de Pedro, foi igualmente eliminada mas meias-finais mas também acabou por conquistar o título.

* PARABÉNS AOS MANOS

.
.

ESTA SEMANA NA   
"GERINGONÇA"

Quem defendia em 2005 
o levantamento total do sigilo bancário?

A 17 de novembro de 2005, o PSD sovietizado e radical apresentou na Assembleia uma alteração à proposta de Orçamento do Estado  para 2006 que propunha o levantamento TOTAL do sigilo bancário.

De recordar que o PSD de então era liderado por um Marques Mendes inspirado em Rosa Luxemburgo e tinha como vice um Passos Coelho inspirado em Engels.

Na exposição de motivos do diploma pode ler-se que o PSD mais não quer que enquadrar a legislação portuguesa com as “melhores práticas já assumidas noutros países da OCDE, com destaque, entre outros, para a Espanha, a Finlândia, a Alemanha e os EUA”. Todos países alinhados com a Internacional Comunista.

A proposta de alteração ao Orçamento do Estado seria submetida uma segunda vez, desta feita na forma de projeto de lei que seria debatida em outubro de 2006. No texto, exatamente igual, o PSD propõe:


A administração tributária tem o poder de aceder a todas as informações ou documentos bancários sem dependência do consentimento do titular dos elementos protegidos, sempre que o solicite para combater a evasão ou fraude fiscais.

Deste escrutínio o PSD exclui apenas “as informações prestadas para justificar o recurso ao crédito, e que sejam irrelevantes para o combate à fraude e evasão fiscais.”
.
video

Não espanta pois que alguns partidos tenham designado esta iniciativa legislativa como um “levantamento total” do sigilo bancário e chegando mesmo a acusar o PSD de radicalismo.

O que surpreende, sim, é que Leitão Amaro tenha vindo recentemente classificar a cedência da informação do saldo de contas superiores a 50 mil euros como exemplo de “verdadeira radicalização”.

O decreto vetado por Marcelo está a anos-luz da proposta do PSD que Passos Coelho subscreveu. E que muitos dos ainda deputados do PSD votaram favoravelmente.

Fica pois a interrogação: como classificaria hoje Passos a iniciativa legislativa que subscreveu em 2005?

* Marques Mendes, Passos Coelho e o delirante tribuno Paulo Rangel dignos de figurarem numa foto ao lado  do grande educador da classe  operária, Arnaldo Matos.

.
.
Há venezuelanos a morrer
 por falta de medicamentos

video




.
.

HOJE  
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Berlim paga 30 milhões para 
compensar prisão de 5 mil homossexuais
. entre 1945 e 1969

Cerca de cinco mil homens foram condenados por serem homossexuais entre 1945 e 1969

O governo alemão vai pagar 30 milhões de euros a cerca de 5 mil homens como compensação por terem sido condenados por serem homossexuais, entre 1945 e 1969, anunciou o ministro da justiça alemão, Heiko Maas, em entrevista ao "Süddeutsche Zeitung".
 .
Na edição de hoje, o jornal alemão dá conta de que a coligação democrata-cristã e social-democrata no poder no país concordaram em indemnizar as vítimas através de um projeto-lei que deverá ir a Conselho de Ministros durante o mês de outubro.

De acordo com Heiko Maas, as compensações serão dadas a título individual, depois se serem estudados caso a caso e terão em conta "a duração da pena de prisão".

O projeto-lei prevê ainda assim uma compensação coletiva "para assumir e documentar o prejuízo e a injustiça que sofreram os indivíduos".

As relações homossexuais entre homens eram consideradas crime na República Democrática Alemã até 1968 e na República Federal Alemã até um ano depois. Na verdade, o artigo correspondente no Código Penal só foi totalmente eliminado em 1994.

O governo alemão anunciou, no ano passado, que pretende aumentar os direitos das pessoas homossexuais durante a presente legislatura - que termina em setembro de 2017 - mas recusou a equiparação absoluta aos casais heterossexuais, incluindo no casamento.
Na altura, o Ministério da Justiça adiantou que estava a preparar um pacote legal para reformar cerca de 23 leis e normas, algo que "pressupõe um passo em frente" no reconhecimento e equiparação de direitos para gays e lésbicas.

* A desumanidade infligida a 5 mil homens não  tem dinheiro que a absolva, o princípio de reconhecer e reparar o mal feito é bom.

.
.
HOJE 
"RECORD"

Carlos Pereira sem papas na língua a avaliar presidentes dos três grandes

O presidente do Marítimo classificou este sábado Pinto da Costa como o "papa do futebol", Luis Filipe Vieira como não percebendo "muito de futebol" e Bruno de Carvalho como... um "barril de pólvora".
 .
Em entrevista ao site "Tribuna" do semanário "Expresso", o dirigente maritimista teceu elogios a Pinto da Costa. "A experiência, a credibilidade e a maturidade de Jorge Nuno Pinto da Costa, quer se queira, quer não, pode estar num momento menos bom, mas é o Papa do futebol", disse o dirigente.

E prosseguiu, avaliando Luís Filipe Vieira: "Luís Filipe Vieira é uma personagem que apareceu e que eu conheci ainda como empresário dos pneus, que depois foi para o Alverca e tem uma visão mais larga, que fez a transformação que se vê no Benfica. Não sei se ele conhece muito de futebol, mas conhece muito de negócio e soube rodear-se de uma figura que não se conhece que é o Domingos Soares de Oliveira e de uma outra figura que é o Paulo Gonçalves, que têm feito de Luís Filipe Vieira um grande presidente", afirmou.

Já sobre o presidente do Sporting, Carlos Pereira diz que o dirigente leonino é um "barril de pólvora". "Bruno de Carvalho alterna o bom com o mau com uma facilidade enorme, dá o dito pelo não dito com uma facilidade enorme. Foi assim nas reuniões da Liga, nas Assembleias da Liga e tem sido assim no relacionamento com as pessoas. A surpresa para mim é que, sendo um barril de pólvora, como é que ainda não explodiu", concluiu.

* Se considerarmos que o vaticano é o cerne de 50% dos crimes que se praticam no mundo, que vistas largas proporcionam grandes tombos e barris de pólvora seca são uma inutilidade, que se explodirem cheiram a "pum", estamos de acordo com o presidente do Marítimo.

.


BILHETE PREMIADO

video

.
.
HOJE
"CORREIO DA MANHÃ"

ASAE apreende 7 toneladas de bacalhau

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu mais de 7 toneladas de bacalhau e deteve uma pessoa, na sequência de uma operação de fiscalização às condições de venda a retalho de bacalhau salgado seco, em Lisboa. 
 .
Em comunicado, a ASAE dá conta de que realizou uma ação de fiscalização na região da Grande Lisboa, tendo instaurado um processo-crime por fraude sobre mercadorias e suspeita de género alimentício anormal, sem especificar quando realizou a operação ou em quantos estabelecimentos. 

"Após exame pericial, efetuado ao produto apreendido num estabelecimento retalhista (cerca de 830 quilos), confirmou-se tratar-se de um produto corrupto impróprio para consumo, tendo sido determinada a recolha imediata, a nível nacional, dos lotes em causa e respetiva apreensão", lê-se no comunicado. 

Consequentemente, a ASAE apreendeu 7.166 quilos de bacalhau, no valor total aproximado de 44 mil euros, e deteve o responsável pelo sistema de qualidade da empresa, que não é identificada.

* Uma chamada de atenção para as autoridades da ASAE. O homem preso cometeu não sabemos quantos crimes de Saúde Pública, o cidadão tem o direito de estar informado do nome das empresas dirigidas por pessoas que cometem estes crimes, é apenas uma questão de justiça de informação ao consumidor.

.
.
ESTA SEMANA NO
  "OJE/JORNAL ECONÓMICO"

Afinal a Turquia 
já não quer ser membro da UE

Depois da saída do Reino Unido da União monetária, Turquia não ambiciona mais fazer parte da UE mas pertencer ao mercado livre.
 .

Fazer parte da União Europeia enquanto membro de pleno direito já não é uma das pretensões da Turquia, disse o ministro da economia turco, Nihat Zeybecki, de acordo com o antigo eurodeputado britânico Andrew Duff.

Ao invés disso, a Turquia quer “pertencer à família europeia, como a Noruega ou a Suíça”, que têm acesso ao mercado livre, escreve o britânico no Twitter, citando as declarações de Zeybecki durante um encontro sobre as consequências do Brexit do Centro de Estudos Políticos Europeus.

* Comparar a Noruega com a Turquia é mesmo que comparar Pão de Ló de Ovar com diarreia de hiena. Se a Noruega quisesse pertencer à UE seria uma enorme mais valia, o rei Harald é exemplo de grande humanidade, a Turquia não quer integrar a UE também é uma enorme mais valia, Erdogan é um filho da puta, com todas as letras.

.
.

COM JANTES E OUTROS

 MATERIAIS DE FERRO VELHO 


PTOLEMY ELRINGTON 


PTOLEMY ELRINGTON, é um designer britânico residente em Brighton



O artista escolheu há alguns anos trabalhar com jantes e outros materiais de qualidade
mas postos para reciclar, de marcas de automóveis topo de gama.




Com muito trabalho e imaginação esculpe peças de vários tamanhos, chegando algumas a atingir 10 metros de altura.


Atente-se ao movimento aparente das peças esculpidas, que parecem ter vida.




O artista faz primeiramente um modelo em barro passando depois à fase de corte e montagem das peças metálicas.

















.