sábado, 17 de setembro de 2016

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

.
.

XII-SEM VERGONHA


1-PROSTITUTAS DE LUXO



ATÉ AO PRÓXIMO SÁBADO

A NOSSA FICÇÃO
A MÓNICA MOREIRA LIMA, jornalista de profissão não chegavam as notícias comezinhas do quotidiano, nem que fosse uma bomba de neutrões.
Pensou, pensou, engendrou equipa tão louca como ela, baratinou os maiorais da TV GUARÁ e "amadrinhou"o "SEM VERGONHA" programa despudorado tão ao nosso gosto, cheio de pimenta por todo o lado, sem qualquer grosseria e divertido.
Ela só pode ser inteligente e boa!

O QUE DIZ A AUTORA
O Sem Vergonha é o programa mais polémico e irreverente da TV brasileira. Já rendeu vídeos para os quadros Top Five do CQC e Passou na TV do Agora é Tarde, ambos da BAND. Foi tema de uma matéria de duas páginas na maior revista de circulação nacional, a VEJA. E culminou com uma entrevista antológica ao Rafinha Bastos, no Agora é Tarde. Todos os programas estão disponíveis no blog e no YouTube. Não recomendo sua exibição para menores de 18 (anos ou cm) para evitar traumas futuros. Falo de sexo sem pudor, sem frescuras, sem meias palavras, sem eufemismos e com muito bom humor. Advertimos que o Sem Vergonha pode provocar ereções involuntárias e uma vontade irreprimível de dar, sem restrições de orifícios.


FONTE: TV GUARÁ

... ...
.
8.6-FORTALEZAS

.
.

9-Filho da Mãe

Rui Maria Pêgo

The Musical


.
.

8.5-FORTALEZAS


.
.

ALERGIA ALIMENTAR


2 - EPIDEMIOLOGIA/I



Uma interessante série conduzida pelo  Dr. Aderbaldo Magno Sabrá, Membro Titular Colégio Brasileiro de Cirurgiões, Membro da Academia Nacional de Medicina,Professor de Pediatria, Gasteroenterologia e Alergia Alimentar.

* Uma produção "CANAL MÉDICO"

* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.

8.4-FORTALEZAS

.
.
MENSAGENS
SUBLIMINARES



FONTE: Nerdologia

.
.

8.3-FORTALEZAS

.

BERNARDO FERRÃO

.






Mário Sem Tento

Paulo Portas costuma contar uma história sobre os anos de brasa da troika. Em julho de 2011, tinha acabado de chegar ao seu novo gabinete no Palácio das Laranjeiras quando ouviu pela televisão a frase que iria moldar muita da sua ação, e que se tornou num mantra.

Na tv, o então MNE ouvia Barack Obama responder sobre as finanças norte-americanas. Nessa altura, duas das maiores agências de rating ameaçavam os EUA com um downgrade. Mas Obama contra-argumentava: “Ao contrário do que as pessoas dizem, nos não somos a Grécia, nem Portugal”. Portas estremeceu. Naquele momento percebeu que Portugal entrara num filme ainda mais perigoso. Além de toda a carga negativa que chegara com a troika, ainda estávamos a ser colocados no mesmo saco da Grécia.

“Nós não somos a Grécia”, lembram-se?

Nesses anos do “ir além da troika” cometeram-me muitos erros - até o FMI reconhece agora que avaliou mal a crise portuguesa. A perda de rendimentos foi brutal. A sociedade fraturou-se de forma violenta. As reformas prometidas para o Estado nunca se fizeram. E a banca tornou-se, como estamos todos a perceber, numa perigosa bola de neve. 

Apesar desta pesada herança, a direita insiste que uma das grandes conquistas da sua ação governativa passou pelo recuperar da confiança. E que a saída limpa foi o corolário do “reerguer” da nação que voltava aos mercados depois da quase bancarrota. É verdade que não nos tornámos na Irlanda, mas conseguimos (?) saltar do filme grego em que Obama, e o mundo, nos colocaram.

O problema é o caminho que temos trilhado nos últimos meses. Foi a novela do draft do OE no início do ano, foram as reversões, as sanções e as ameaças aos fundos comunitários. Mas tem sido sobretudo a má performance económica e a escalada da dívida e dos juros, associadas às exigências sem descanso da esquerda, que puseram (outra vez!) Portugal no radar internacional. E quem o diz é imprensa internacional especializada – podem não concordar com o que eles escrevem, mas as dúvidas e as interrogações estão estampadas. Preto no branco (esta semana, o Bruno Faria Lopes fez no Negócios o levantamento desses títulos).

E como se não bastasse toda esta atenção que de facto dispensávamos, o ministro das Finanças, logo ele, deu o flanco. Como pode o ministro dizer que a sua “principal tarefa” é evitar um segundo resgate? Mas há algum resgate em cima da mesa?

Sinceramente não percebo como é que Mário Centeno caiu naquela armadilha. Ainda para mais quando a própria agência Moody’s já veio esclarecer que o risco de Portugal precisar de um segundo resgate “é baixo” e que a posição de financiamento do país é “muito confortável”. Se é assim, que raio de “principal tarefa” é essa sr. ministro? Impedir um segundo resgate?

O facto é este: a Moody’s fez mais pela confiança do país do que o próprio Mário Centeno.
Um ministro das Finanças tem de estar preparado para aquelas perguntas. Se bem se lembram, ainda há poucos meses, num episódio estranho de diz-que-disse-mas-não-disse, Schauble também juntou “Portugal” e “novo resgate” na mesma frase. Mas nessa altura as Finanças foram lestas a desmentir o alemão dizendo que “não estava em consideração qualquer novo plano de ajuda financeira a Portugal”. Porque não fez o mesmo agora?

Se a pergunta da jornalista foi má, pior foi aselhice de Centeno. Já tínhamos todos percebido que os ventos não correm de feição no ministério do Terreiro do Paço, infelizmente ficámos com mais uma certeza.

IN "EXPRESSO"
14/09/16

.
.


993.UNIÃO


EUROPEIA



.

8.2-FORTALEZAS

.
.

 A comunidade internacional continua a dizer 
que já não há guerra no Afeganistão



.
.
VII- VIDA SELVAGEM
2- O Grande Tubarão Branco



** As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.

8.1-FORTALEZAS


.
.
RECORDANDO

Léo Ferré

Avec le temps


.
.
HOJE
"RECORD

Ricardinho em mais uma obra de arte... 
(é para ver e rever)

 Ricardinho, melhor jogador do Mundo em 2010 e 2014, continua a mostrar a razão por que é idolatrado... e frente ao Usbequistão voltou a fazer uma jogada que dá gosto ver e rever.



* Só quando se é muito bom e trabalhador é que o talento se evidencia.

.
.
HOJE
"CORREIO DA MANHÃ"

Vítimas de violência doméstica 
recorrem à teleassistência 

Perto de 900 mulheres usam serviço de resposta rápida disponível 24 horas por dia.

Perto de 900 vítimas de violência doméstica estão abrangidas por teleassistência, um serviço que lhes assegura uma resposta rápida em situações de perigo 24 horas por dia e que protege cada vez mais mulheres. 
 .

Dados avançados à agência Lusa pelo Gabinete do Ministro Adjunto, a propósito dos sete anos da criação do Serviço de Teleassistência a Vitimas de Violência Doméstica, assinalados hoje, apontam para um aumento na aplicação desta medida de proteção das vítimas. 

Num ano mais do que duplicou a aplicação das medidas de proteção por teleassistência, passando de 275, em 2014, para 638 no ano seguinte (132%). Nos primeiros oito meses do ano, foram aplicadas 617 medidas de proteção por teleassistência. Os dados revelam também que, até 12 de setembro deste ano, estavam ativas 889 medidas de proteção por teleassistência, explicando que "algumas medidas, dependendo do tempo de aplicação, podem transitar de ano". 

Segundo os dados do Gabinete do Ministro Adjunto Eduardo Cabrita, durante o ano de 2015 foram decretadas 674 medidas de proteção, mais 372 face ao ano anterior (123%), mas algumas não foram aplicadas porque a vítima prescindiu da teleassistência. Quem decide a aplicação da medida é um juiz ou o Ministério Público durante a fase de inquérito, sempre que considerarem que é imprescindível para a proteção da vítima. Após a aplicação da medida, a vítima de violência doméstica passa a ter consigo um pequeno aparelho de alarme ligado à Cruz Vermelha Portuguesa (CVP), que pode acionar em caso de emergência. A CVP recebeu, nos primeiros oito meses do ano, 339 contactos a sinalizar situações de risco que implicaram a intervenção policial. 

No ano de 2015, tinha registado 185 ocorrências que levaram à intervenção da polícia. A teleassistência a vítimas de violência doméstica tem como objetivo fundamental aumentar a proteção e segurança da vítima, garantindo, 24 horas por dia e de forma gratuita, uma resposta adequada quer a situações de emergência, quer em situações de crise. O serviço também proporciona apoio emocional, para atenuar os níveis de ansiedade e reforçar o sentimento de proteção e de segurança das vítimas. 

Nos últimos doze anos foram assassinadas, em média, 36 mulheres por ano, de acordo com dados do Observatório de Mulheres Assassinadas, da União de Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR) Os mesmos dados, divulgados em março, referem que em 2015 foram mortas 29 mulheres, menos 16 do que em 2014, e outras 39 foram vítimas de tentativa de homicídio. 

* Mais do que tenebrosa a vida destas mulheres.

.
.

A PRÓTESE 


  DA LIBERDADE





















 

SÓ QUEM USA UMA PERCEBE A

LIBERDADE QUE PROPORCIONA


.

ESTA SEMANA NO  
"OJE/
JORNAL ECONÓMICO"

Passos preocupado por o país
 “não crescer o que devia”

O ex-primeiro-ministro Pedro Passos Coelho voltou a deixar sinais de crítica à ação do Executivo liderado por António Costa. “Preocupa-me que o país não esteja a crescer aquilo que precisa, devia e nem sequer aquilo que foi projetado pelo atual Governo que tem uma abordagem radicalmente diferente da do anterior”, indicou.
.
De visita a Proença-a-Nova, área recentemente atingida por incêndios, Passos referiu: “As coisas não são por acaso, não caem do céu. O que me preocupa é a previsão do médio e longo prazo, qual é a perspetiva no horizonte do país nos próximos dois, três anos e por aí fora. E essa perspetiva é muito limitada conforme foi realçado pelo Conselho de Finanças Públicas, pois, se tudo continuar como está, se este tipo de abordagem política se mantiver, as perspetivas deste órgão independente são de que andaremos sempre a lutar todos os anos por ter um bocadinho menos de 3% do défice ou talvez um bocadinho mais, muito dependentes do exterior para ter de adotar políticas mais restritivas internamente e, portanto, o país não crescerá mais de 1 ou 1,5%. Esta é uma perspetiva muito limitadora e devemos encarar o futuro com mais ambição.”

Voltando aos seus tempos de governação, o dirigente social-democrata referiu: “Estávamos a crescer a um ritmo maior do que estamos hoje, a recuperar confiança e credibilida no exterior, atraindo mais investimento e tudo isso está, de certa maneira, a perder gás, a andar para trás e isso é mau, porque podíamos estar melhor do que hoje e estamos a desperdiçar oportunidades.”

Passos recusou ainda comentar o Orçamento do Estado para 2017, recordando que “o Governo ainda está a negociar medidas no seio da maioria”. Contudo, acerca de questões relacionadas com o imposto sobre o património que tem sido referido, o líder do PSD defendeu que “é preciso valorizar o património que temos e valorizar o investimento direto estrangeiro no património”.

* Preocupações dum malandro que pôs a economia a minguar como não devia.

.
.

HOJE NO
   "A BOLA"
Idoso morre 45 minutos depois de realizar sonho de conhecer jogadores do Man. United

Paddy Lawler, de 73 anos, tinha um sonho: conhecer os jogadores do Manchester United, o seu clube do coração. A neta conseguiu realizar o sonho do avô e este, 45 minutos após conhecer os seus ídolos, faleceu.

Marcus Rashford, Jesse Lingard, Ashley Young e Timothy Fosu-Mensah foram os jogadores que se deslocaram ao hospital onde se encontrava internado o idoso, depois de a neta ter lançado um apelo no Facebook para que os futebolistas realizassem o sonho do avô doente.

A publicação naquela rede social foi vista por um primo do jogador Jesse Lingard e organizou tudo para que o sonho de Paddy se realizasse. A família do idoso referiu, segundo o Mirror, que apesar da morte foi inesquecível realizar o seu último desejo.

* Um belo gesto dos jogadores.

.
.
 PRECISÃO


.
.
ESTA SEMANA NA
"GERINGONÇA"

Duplicou o número de empresas que pretende contratar neste ano e no próximo


O estudo “Total Compensation 2016“ da consultora Mercer foi hoje 14/09 divulgado e indica que 49% das empresas inquiridas pretende fazer contratações neste ano e no próximo. Em 2015, este valor era apenas de 26%.
.
Este indicador é francamente positivo, uma vez que o inquérito foi conduzido junto de 305 empresas, sobretudo multinacionais, representando um universo de 160 mil trabalhadores.

Outra tendência verificada neste estudo é a evolução salarial. No ano de 2015, 22% das empresas inquiridas optaram por congelar salários de toda a sua estrutura enquanto, para 2016, apenas 5% das empresas admite fazê-lo. A Mercer adianta ainda tratar-se de uma amostra diversificada, estando representadas pequenas, médias e grandes empresas.

* Sabemos que o país não está bem, sabemos que a economia cresce nos mínimos, sabemos que o défice pode não descer muito, mas não gostamos dos profetas da desgraça.

.
.
HOJE NO 
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Colesterol ajuda cérebro 
a proteger memórias

Estudo espanhol usou medicamento para travar a redução de colesterol em ratinhos mais velhos. A memória melhorou.

É o colesterol um dos nossos maiores inimigos? Sim e não. Se falarmos do coração, a resposta é positiva por causa do risco aumentado que traz de enfarte. Mas quando falamos do cérebro, então a resposta é outra. Um estudo realizado em Espanha, feito em ratinhos, mostra que o colesterol produzido pelo cérebro pode ser um importante aliado para manter e recuperar a memória que se perde ao longo dos anos com o envelhecimento e outras alterações como as doenças neurodegenerativas. Em Portugal há 180 mil pessoas diagnosticadas com demência. A mais comum é a doença de Alzheimer, com 70% a 80% dos casos.
 .

A investigação desenvolvida pelo Centro de Biologia Molecular Severo Ochoa, em Madrid, e publicada na revista científica Cell Reports, mostrou que o colesterol produzido pelo cérebro tem um papel muito importante para se manter a memória. Os testes foram realizados em ratos de laboratório e com um medicamento que já existe para combater infeções provocadas por cogumelos em pessoas com as defesas mais debilitadas.

O cérebro recorre aos neurónios que ativam determinados genes para fixar uma memória. Para que isso aconteça é preciso que exista colesterol na membrana que envolve o cérebro. Mas à medida que a idade avança, o nível deste tipo de colesterol diminui. O que a equipa, liderada pelo investigador Carlos Dotti, mostrou foi que ao usar um medicamento que impede a redução de colesterol no cérebro a memória da maioria dos ratinhos mais velhos melhorou. A equipa acabou também por perceber inadvertidamente, refere o jornal El País, que o mesmo medicamento trava uma enzima responsável por eliminar o colesterol do cérebro que com a idade fica mais ativo. Agora será preciso testar em animais próximos dos humanos para ver se os resultados se mantêm.

Álvaro Machado, neurologista e responsável da consulta na área das demências do Hospital de Braga, explica ao DN que já se sabia que o colesterol é uma parte integrante das membranas do cérebro e que nada tem que ver com o colesterol que circula no sangue e que aumenta o risco de problemas cardíacos. "O colesterol do cérebro é impedido de sair por uma barreira macroencefálica. A importância do colesterol do cérebro investiga-se há anos. Já era previsível a sua importância, mas o que ainda não tem resposta clara é a forma como este interage com as membranas cognitivas e o impacto que tem", refere o especialista.

O estudo espanhol traz a novidade de permitir perceber alguma da interação e com um outro medicamento que não as estatinas, usadas para reduzir o colesterol mau do sangue. "O colesterol do sangue na meia-idade aumenta o risco de desenvolvimento de Alzheimer. Algumas estatinas podem ultrapassar a barreira macroencefálica e afetar o colesterol do cérebro. Mas o maior estudo que está a ser feito internacionalmente é com a sinvastatina [um destes remédios]. O estudo espanhol é muito inicial, com limitações por ser em ratinhos, mas interessante porque traz de volta um tema muito discutido. É preciso fazer mais investigação para replicação dos dados", aponta, lembrando que Portugal participa em alguns ensaios clínicos com sinvastatina.


* As pessoas não estão bem informadas sobre as qualidades do colesterol, são inúmeras, nos valores correctos, não há papões em saúde.

.
.

ANTES, DURANTE E DEPOIS DA GUERRA



.
.


1007
Senso d'hoje
CLARA 
FERREIRA ALVES 
ANALISTA POLÍTICA
O AUTO-INTITULADO
SALOIO DE MAÇÃO" 


*Afirmações que a analista política e escritora Clara Ferreira Alves proferiu no debate "EIXO DO MAL" de 10/09/16, SIC NOTÍCIAS. Todo o programa está disponível no youtube.

.

ESCOLHAS DE SÁBADO

.
COMPRE JORNAIS








.
.


SALVAMENTO


Um elefante traz de volta uma cria que foi arrastada pela corrente durante o banho

.
.

BOM DIA


.
.


41-CINEMA
FORA "D'ORAS"

III- Q DESIRE



IMAGENS COM NÚ INTEGRAL


...