sexta-feira, 22 de julho de 2016

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

.


37.O QUE NÓS


"APRENDEMOS"!



FUTSAL


video


.
.


1-O DINHEIRO

 COMO DÍVIDA

O que  banqueiros e políticos não querem
 que se saiba acerca do dinheiro

video


Dinheiro como Dívida é um  documentário animado por Paul Grignon sobre os sistemas monetários praticados pelos serviços bancários modernos. O filme demonstra visualmente o processo da criação de dinheiro por corporações privadas (bancos), ilustra o contexto histórico deste sistema e avisa da sua insustentabilidade subsequente. Instabilidade que o cidadão contribuinte paga, BPN, BPP, Banif, BCP, BES são exemplos em Portugal.

.
.
HOJE

"CORREIO DA MANHÃ"
Luís Meira nomeado para
 o INEM por cinco anos

 Nomeação é renovável por igual período.

Luís Meira, que assumiu em regime de substituição a presidência do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) depois do afastamento do anterior presidente, foi nomeado para liderar aquele instituto por um período de cinco anos, anunciou esta sexta-feira a tutela. 

De acordo com um comunicado do Ministério da Saúde, a nomeação de Luís Meira para presidente do Conselho Diretivo do INEM é renovável por igual período. 
.
Licenciado em Medicina, Luís Meira começou por exercer funções no INEM em 1997, ao integrar a direção da Delegação do Norte como responsável pela área de Socorro não Medicalizado e pelo Serviço de Proteção à Saúde de Altas Individualidades. 

* Finalmente deixou de ser interino.

.
.



2- ICEBERGS


Alerta Global

video



As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.
HOJE NO
"OBSERVADOR"

Costa Andrade eleito presidente
 do Tribunal Constitucional

O jurista Costa Andrade foi eleito presidente do Tribunal Constitucional na primeira reunião deste órgão de soberania após a saída do juiz Joaquim Sousa Ribeiro, anunciou a instituição.

O jurista Costa Andrade foi esta sexta-feira eleito presidente do Tribunal Constitucional na primeira reunião deste órgão de soberania após a saída do juiz Joaquim Sousa Ribeiro, anunciou a instituição.
.
“Reunido a 22 de julho, o Plenário do Tribunal Constitucional elegeu como Presidente o Juiz Conselheiro Manuel da Costa Andrade e como Vice-Presidente o Juiz Conselheiro João Pedro Caupers”, refere a instituição em comunicado colocado no ‘site’.

Manuel da Costa Andrade, professor universitário de direito e antigo deputado constituinte do PSD, foi um dos cinco juízes do Tribunal Constitucional (TC) que hoje tomaram posse, numa cerimónia no Palácio de Belém.

Antes da reunião, imediatamente após a tomada de posse, Costa Andrade recusou assumir-se como favorito para assumir esse cargo: “São 13 juízes, partem em pé de igualdade. A vontade do órgão é soberana, e vamos ver quem os meus colegas elegem”, declarou então.

O antigo deputado constituinte disse ainda que é “o mais velho em idade”, mas “o mais novo em funções” no TC. “Portanto, não tenho uma ideia. O próprio tribunal é que vai decidir”, disse esta tarde, antes da reunião.

* Desejamos ao novo grupo de juízes do  TC o maior  sucesso na defesa de Portugal e dos portugueses.

.
.
POKEMON GO
INSANIDADES
video



FONTE: FATOS DESCONHECIDOS

.
.

HOJE NO 
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Notícia da TVI 
não "determinou" resolução

O relatório preliminar da comissão de inquérito ao Banif, a cargo do deputado do PS Eurico Brilhante Dias, diz que a notícia da TVI de 13 de dezembro sobre o Banif não é verdadeira mas a mesma não "determinou" a resolução do banco.

"A notícia não é verdadeira, criou um 'stress' na liquidez do banco, mas não é possível concluir que a notícia da TVI24, por alguma razão, determinou a resolução do Banif", advoga o texto, a que a agência Lusa teve acesso.

O deputado responsável pelo relatório final da comissão esteve hoje mais de 30 minutos a apresentar aos jornalistas a versão provisória do texto, em conferência de imprensa na Assembleia da República, sendo que o tema da TVI foi apenas superficialmente abordado.
 .

O texto, de mais de 400 páginas, dedica todavia amplo espaço à matéria: "A notícia da TVI24, mesmo considerando as atualizações que sofreu durante a noite, não encontrava adesão àquilo que podemos denominar de verdade aristotélica: quer isto dizer, que o afirmado não tinha correspondência com o estado das coisas que procurava descrever", advoga o deputado relator.

Apesar de "ter sido reiterado" pelo diretor de informação da TVI, Sérgio Figueiredo, "que os visados na notícia foram contactados previamente, essa ação não foi confirmada pelos representantes do Banco de Portugal, e do Ministério das Finanças", frisa ainda Eurico Brilhante Dias.

A estação de Queluz de Baixo noticiou a 13 de dezembro de 2015 (um domingo à noite) que o Banif ia ser alvo de uma medida de resolução, e tal notícia terá precipitado a corrida aos depósitos, cuja fuga foi próxima de mil milhões de euros na semana seguinte, segundo revelaram no parlamento vários responsáveis.

Ao longo da noite houve vários rodapés a passar na TVI24, e o diretor de informação revelou no parlamento que uma carta enviada pelo Banco de Portugal (BdP) para o Ministério das Finanças foi a "peça mais importante" para a elaboração e publicação da notícia sobre a resolução do Banif.

Eurico Brilhante Dias começou por referir na conferência de imprensa de hoje que procurou encontrar respostas para três grandes temas: a injeção pública de 1,1 mil milhões de euros em janeiro de 2013, o prazo de então até dezembro de 2015 onde não foi aprovado um plano de reestruturação do Banif em Bruxelas, e a resolução do banco e as decisões que levaram a nova injeção financeira, desta vez no total de três mil milhões de euros.

Na segunda-feira haverá uma reunião da comissão para a apresentação do relatório e depois haverá um dia para serem apresentadas as propostas de alteração antes da reunião de 28 de julho para a votação final do texto.

As audições da comissão de inquérito terminaram a 21 de junho com a presença no parlamento do ministro das Finanças, Mário Centeno.

Em 20 de dezembro de 2015, domingo ao final da noite, Banco de Portugal e Governo anunciaram a resolução do Banif, a venda de alguns ativos ao Santander Totta e a transferência de outros (muitos deles 'tóxicos') para a sociedade-veículo Oitante.

A operação surpreendeu pela dimensão do dinheiro estatal envolvido, que no imediato foi de 2.255 milhões de euros, o que obrigou a um orçamento retificativo.

A este valor há ainda que somar a prestação de garantias de 746 milhões de euros e a perda dos cerca de 800 milhões de euros que o Estado tinha emprestado em 2012 e que não tinham sido devolvidos.

* Há banqueiros ridículos! As únicas causas da resolução dum banco são a gestão incompetente ou criminosa, Portugal tem exemplos para dar e vender.

.

ANA RITA GUERRA

.



Pokémon Go é mais 
que uma brincadeira

Suspira-se pelos jogos de rua de antigamente, como a sirumba e o mata, como se o Pokémon Go fosse uma regressão.

No meio da loucura instalada com o Pokémon Go, que chegou a Portugal no final da semana passada, muitas pessoas manifestaram a sua perplexidade com o sucesso do jogo. 

Há quem goze com a amálgama de gente que se tem juntado ao pé de “ginásios” e PokéStops um pouco por todo o lado. Há quem questione porque é que adultos andam de cara no smartphone, à procura das pequenas criaturas que foram criadas nos anos noventa e eram coisa reservada à miudagem. O papel afixado algures no Canadá por alguém que diz aos jogadores para irem fazer qualquer coisa da vida tornou-se viral. Suspira-se pelos jogos de rua de antigamente, como a sirumba e o mata, como se o Pokémon Go fosse uma regressão.

Mas eis porque não é: este jogo para smartphones é muito mais que um jogo para smartphones. A componente de realidade aumentada é a verdadeira chave para o impacto que já está a ter no mercado – a capacidade de sobrepor elementos digitais no mundo real. Vemos os Pokémon a surgirem no meio de um jardim que existe, é palpável, através do ecrã do telemóvel. Somos levados a andar quilómetros até uma PokéStop para ir buscar mais bolas de ataque aos monstrinhos ou outros “bens”, como poções e ovos, porque o telemóvel tem GPS. 

 É certo que nada disto é novo. Em 2007, a YDreams já implementava projetos de realidade aumentada dentro e fora de Portugal. E nem é particularmente fascinante, pelo menos quando comparado com óculos de realidade virtual ou com os óculos de 3000 dólares que a Microsoft está a desenvolver para realidade aumentada “a sério”, os HoloLens. 

No entanto, nunca houve uma experiência tão coletiva, popular e barata como esta. O jogo é quase secundário. A experiência é que conta: ter de andar de um lado para o outro, socializar com outros jogadores, pertencer a uma equipa e desenvolver estratégias para vencer as batalhas. Melhor, ficar com o gostinho de uma forma de interagir que se vai espalhar como fogo.

Há qualquer coisa no sucesso que cria anti-corpos nas pessoas – se toda a gente vê Guerra dos Tronos, vou ser aquele que nunca tocou num episódio. Se agora há dezenas de milhões de jogadores de Pokémon Go a tentarem “apanhá-los a todos”, vou lamentar ao que isto chegou e fazer umas piadas com esses tontos. Mas se formos ver a casa de muitos críticos, se calhar há lá uma consola por baixo da televisão. Ou o Candy Crush instalado no telemóvel. Não se fala tanto de gamificação na educação e nas estratégias empresariais? Alguns jogos são melhores que outros; este é simplesmente diferente. Pensemos no Pokémon Go em versão visita de estudo para descobrir poetas portugueses ou estilos de arquitetura. Pensemos além deste jogo específico.

É que realidade aumentada é a forma como vamos interagir com aplicações e outros gadgets no futuro – e próximo. Não é à toa que se fala do mundo pós-apps e pós-smartphones, mas ninguém sabe bem como isso se vai processar. Será pela invasão de wearables? Será com hologramas? Ambos? O certo é que estamos cada vez mais próximos de viver numa realidade em que o físico e o digital se misturam. E o Pokémon Go é um vislumbre disso. 

IN "DINHEIRO VIVO"
19/07/16


.
.


936.UNIÃO


EUROPEIA


THERESA MAY



.
.
HOJE NO 
"RECORD"

Liga Diamante: 
Bolt voa nos 200 metros em Londres

Aparentemente recuperado em pleno da lesão que sofreu recentemente, o jamaicano Usain Bolt venceu esta sexta-feira a prova dos 200 metros da etapa de Londres da Liga Diamante, ao fazer a distância num respeitosos 19,89 segundos.
 .
Em busca do seu terceiro triplo ouro em olímpicos (100, 200 e 4x100 metros), o jamaicano mostrou-se em boa forma e, com alguma tranquilidade, conseguiu o triunfo à frente do panamiano Edward Alonso (20,04) e o britânico Adam Gemili (20,07). Em quarto ficou o espanhol Bruno Hortelano, que com 20,18 fixou o novo recorde de Espanha.

"Tentei manter-me em forma. Não estou totalmente a 100%, tenho de trabalhar mais, mas estarei bem. Sinto-me bem e feliz por ter conseguido correr e acabar a corrida sem lesões", admitiu o jamaicano, após a corrida.

* Atleta magnífico.

.
.

5-PROJECTO VÉNUS
 2016
A ESCOLHA É NOSSA

video


As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.


.
.
9.A GUERRA DA
DEMOCRACIA

video

DENÚNCIA DE COMO SOB A MÁSCARA DA DEMOCRACIA SE EXERCE A ESCRAVATURA MODERNA

* Na nossa procura sobre o tema, só encontrámos esta série subtitulada em espanhol.

* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.
HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Três anos de prisão por 
divulgar vídeo sexual com namorada

Coletivo de juízes diz que Bruno Frederico divulgou imagens para se vingar de traição da jovem.

Pela primeira vez em Portugal há uma punição com pena de prisão efetiva em tribunal para quem publica na Internet vídeos pornográfico caseiros realizados com a pessoa com quem partilhava casa. 
 .
A decisão foi proferida na passada quarta-feira, no Palácio da Justiça de Setúbal, com o coletivo de juízes a condenar a três anos e nove meses de prisão efetiva Bruno Frederico, de Setúbal, que, em 2014, publicou dois vídeos caseiros que fez com a sua namorada a terem relações sexuais. 

O tribunal decidiu ainda que terá de a indemnizar em 75 mil euros.

* Fez-se justiça, o acto que foi cometido é terrorismo social.

.
.


BERLIN

TAKE MY BREATH AWAY

video

.
.
 
HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"
Sanções: 
A multa é certa e não deverá ser zero

Já não há dúvidas de que haverá multas, as apostas agora são sobre o seu valor. O máximo está afastado, mas também sobem as pressões para que não seja de zero. 

A saga das sanções promete manter-se viva até, pelo menos, às vésperas do Orçamento do Estado para 2017 e deverá ter novos episódios emocionantes já na próxima semana. Na quarta-feira, os comissários europeus voltam a reunir-se sob a presidência de Jean-Claude Juncker para decidir o valor da multa a aplicar a Portugal e Espanha.
 .
Nesta fase, já não há dúvidas de que haverá lugar a multa. Tudo indica que seja simbólica, mas falta saber o grau do simbolismo. E segundo informações recolhidas pelo Negócios e também outros jornais, começa a perder força um cenário de multa zero.

Fonte próxima do Governo admitiu ao Negócios que espera uma multa simbólica de alguns milhões de euros. Já o Público e o Expresso citam fonte comunitária que apenas exclui o cenário da multa máxima – 0,2% do PIB, ou seja 370 milhões de euros -, mantendo as outras hipóteses em aberto.

A questão, segundo estes dois jornais, é que a pressão para que a multa não seja de zero euros é bastante grande por parte de alguns comissários, em particular, especifica o Expresso, os comissários alemão, finlandês e a comissária sueca.

Para estes responsáveis, é imprescindível que a Comissão dê um sinal forte de que as regras são para cumprir. Por outro lado, o argumento do governo português de que as sanções não seriam compreendidas em Portugal e aumentariam os sentimentos anti-europeus da população não colhem junto da Comissão.

Segundo apurou o Negócios, Bruxelas mostra-se muito mais preocupada com a pulsão eurocéptica manifestada nos países do centro e norte da Europa, onde o crescimento de partidos de extrema-direita causa crescente preocupação.

Além do valor da multa a aplicar a Portugal e Espanha, os comissários deverão definir, também na próxima quarta-feira, a trajectória orçamental que estes países devem seguir. No fundo, trata-se de definir as metas que os países devem atingir, tanto ao nível do défice orçamental, como o défice estrutural. Em Maio, altura em que foram feitas as recomendações actualmente em vigor, a Comissão Europeia recomendou – sem que o Conselho Europeu o tenha validado até ao momento – que Portugal atingisse um défice orçamental de 2,3% do PIB este ano, acompanhado de uma redução do défice estrutural (que ignora os efeitos da conjuntura económica) de 0,25% do PIB. Este ajustamento subia para 0,6% em 2017.

Na carta enviada a Bruxelas, onde faz a argumentação contra as sanções, o Governo reafirma o objectivo de alcançar um défice nominal de 2,2% do PIB, que pode chegar aos 2,3% caso a economia cresça apenas 1,4%. Quanto ao saldo estrutural, o Ministério das Finanças aponta para uma correcção de 0,4%, já contando com a flexibilidade prevista nos tratados, que permite que seja ignorada a despesa associada a reformas estruturais devidamente validadas por Bruxelas.

Suspensão de fundos chutada para Setembro 
A multa é apenas a primeira parte das sanções. A segunda parte chama-se suspensão de fundos estruturais e deverá ser decidida, na melhor das hipóteses, em Setembro. Isto porque o Parlamento Europeu pediu à Comissão Europeia para intervir neste processo, algo que está previsto nos regulamentos.

"Acabámos de saber esta manhã que o Parlamento Europeu solicitou um diálogo estruturado sobre esta questão, pelo que provavelmente vamos lidar apenas depois das férias de Verão com esta questão da suspensão parcial de fundos estruturais e de investimento europeus", afirmou o vice-presidente Maros Sefcovic, na quarta-feira passada. 

* Terrorismo financeiro, apenas.

.
.
Erik Mukhametshin

video

Red Bull Art of Motion Submission 2016
.
.
HOJE NO
"DESTAK"

Angela Merkel convoca 
Conselho de Segurança Federal

A chanceler alemã, Angela Merkel, convocou uma reunião para sábado do Conselho de Segurança federal, após o tiroteio em Munique que provocou pelo menos oito mortos, informou hoje o seu porta-voz. 
.
"Os ministros em causa estão a caminho de Berlim e vamos analisar a situação no Conselho de Segurança Federal" no sábado, escreveu no Twitter o porta-voz de Angela Merkel, Steffen Seibert.

Pelo menos nove pessoas morreram hoje num tiroteio num centro comercial de Munique, sul da Alemanha. 

* Uma tragédia para a paz europeia cujos  autores não estão identificados.
É necessário ser-se rigoroso na divulgação de imagens pois a  sua difusão pode constituir publicidade aos assassinos.
.
.


RESOLVA


O PUZZLE


Pintainhos



.
.
HOJE NO
  "i"

DGS alerta para temperaturas elevadas
 no fim de semana

Noites tropicais não ajudam a arrefecer as casas. Idosos e crianças mais vulneráveis

A Direção-Geral da Saúde (DGS) reforçou hoje o alerta à população para as elevadas temperaturas que se preveem para os próximos dias, aconselhando as pessoas a manterem o corpo fresco e hidratado e a procurarem zonas de sombra ou climatizadas.

.
video

De acordo com Andreia Silva, diretora do Serviço de prevenção da doença e promoção da saúde da DGS, este alerta serve sobretudo para a população de risco, mas também para a população em geral, tendo em conta a subida brusca das temperaturas, a manutenção durante alguns dias do tempo muito quente e ao facto de as temperaturas mínimas se manterem igualmente elevadas, levando às chamadas “noites tropicais”, o que não permite o arrefecimento natural das casas.

“Devemos estar atentos a nós, mas também aos que nos rodeiam, a quem sabemos que pode ter mais suscetibilidade aos efeitos do calor, a idosos que vivam isolados, familiares ou vizinhos que sabemos estar dentro deste grupo de risco”, acrescentou.

A DGS aconselha a população a manter o corpo fresco e hidratado, usar roupas largas, procurar sombras e locais frescos ou climatizados com recurso a ar condicionado, usar protetor solar, óculos de sol e chapéus de aba larga.

O tempo quente e seco estará de regresso no fim de semana, com previsão de temperaturas máximas de 39/40 graus e mínimas a rondar os 20, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Segundo o IPMA, as temperaturas mínimas vão subir no sábado e no domingo, ficando próximas dos 20 graus, podendo em algumas regiões ser superiores.

* FIQUE ALERTA!

.
.
OS TANSOS
Cheeseburger do Mcdonalds vs 
cheeseburger do Mcdonalds

video


FONTE:NIT Newintown


. .
.
HOJE NO  
"A BOLA"

Aeroporto da Madeira adota o nome de
. Cristiano Ronaldo

O presidente do governo regional da Madeira, Miguel Albuquerque, decidiu homenagear o capitão da Seleção Nacional ao chamar o Aeroporto da Madeira para Aeroporto da Madeira Cristiano Ronaldo.

O goleador português está na Madeira para a inauguração do Hotel Pestana CR7 no Funchal e durante o evento o presidente Miguel Albuquerque oficializou a mudança de nome do aeroporto, que tinha sido tomada em conselho, tendo Ronaldo ficado emocionado.

* Cristiano Ronaldo é um  grande português, já demonstrou patriotismo em variadas ocasiões e é um homem muito solidário, defendeu sempre o seu país, nunca governou mal nem vigarizou o Estado Português, nunca falsificou documentos e não consta que tenha recebido comissões dos vistos gold.
Representa bem Portugal, muito melhor que  a  enormíssima maioria dos políticos nacionais. 
Por tudo isso merece que o seu nome seja  colocado em muito lado, não merece é que usem o seu nome por oportunismo político.

.
.
HOJE NO 
"AÇORIANO ORIENTAL"

Quase três mil refugiados mortos no Mediterrâneo desde o início do ano

Quase três mil migrantes morreram no Mediterrâneo desde o início do ano, o número mais elevado de mortes registado num período tão curto, indicou a Organização Internacional para as Migrações (OIM).
  .
"Este é o terceiro ano consecutivo em que as vítimas mortais ultrapassam as três mil, mas nunca tinha sido registado antes do final de julho, o que é muito alarmante", disse o porta-voz da OIM em Genebra, Joel Millman.

Cerca de 90% destas mortes ocorreram na zona central do mar Mediterrâneo, entre a Líbia e Itália.
Em quase todos os casos, os migrantes eram oriundos de países da África subsaariana.

A crise dos refugiados na Europa começou há quatro anos.

* Uma tragédia humana, há que apurar  se existem responsabilidades de governantes europeus.

.
.

LEI DE MURPHY

video

"Se alguma coisa puder correr mal, ela correrá"
.
.
HOJE NO 
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Bruxelas quer informação de Portugal sobre inspecção de navios

A Comissão Europeia instou hoje Portugal a comunicar os resultados das actividades de acompanhamento realizadas pela autoridade marítima nacional.

Existe uma directiva comunitária, a 2009/15/CE, que estabelece as medidas relativas às relações dos Estados-Membros com as organizações encarregadas da inspecção, vistoria e certificação de navios, a fim de assegurar a conformidade com as convenções internacionais sobre a segurança marítima e a prevenção da poluição marinha.
.
Essa directiva prevê que cada Estado-Membro deve controlar as organizações reconhecidas que actuam em seu nome, para garantir que executam de forma eficaz as funções confiadas.

Nesse sentido, cada Estado-Membro deve facultar aos outros Estados-Membros e à Comissão Europeia, de dois em dois anos, um relatório sobre os resultados desse controlo.

Ora, Bruxelas queixa-se de que, até à data, Portugal não apresentou os relatórios à Comissão.

“Como a inspecção, vistoria e certificação são cruciais para a segurança marítima e a prevenção da poluição marinha, a Comissão decidiu dirigir um parecer fundamentado a Portugal. As autoridades portuguesas dispõem de dois meses para notificar a Comissão das medidas tomadas para aplicar a obrigação de supervisão e correspondente apresentação de relatórios ao abrigo da directiva”, alerta um comunicado hoje divulgado pela representação permanente da Comissão Europeia em Portugal.

Caso contrário, a Comissão Europeia poderá decidir instaurar uma acção contra o Estado português no Tribunal de Justiça da União Europeia (EU).

No seu pacote mensal de decisões relativas a processos por infracção, a Comissão Europeia instaurou ainda acções judiciais contra vários Estados-Membros por não terem cumprido as obrigações que lhes são impostas pelo direito da UE.

As principais decisões tomadas pela Comissão Europeia, incluem uma carta de notificação para cumprir, 20 pareceres fundamentados e oito acções instauradas no Tribunal de Justiça da União Europeia, abrangendo países como a Grécia, Luxemburgo, Bulgária, Itália, França, República Checa, Finlândia, Croácia, Áustria, Bélgica, Roménia ou Eslovénia.

A Comissão Europeia decidiu ainda proceder ao encerramento de 86 processos em que os problemas suscitados junto dos Estados-Membros em questão foram resolvidos sem que a Comissão tivesse necessidade de avançar com o processo.

* O mar é de todos nós, há que obrigar a boas prácticas.

.