sexta-feira, 3 de junho de 2016

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

.




30.O QUE NÓS  

"APRENDEMOS"!






CANOAGEM





Na etiqueta "PEIDA E DESPORTO" estamos a apresentar regras de várias modalidades desportivas e olímpicas desde 13 de Novembro de 2015. .
.

** As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.


.

.

5-De onde nasceu


o Dinheiro?




* Estamos num mundo onde 1% da população mundial detém mais de 40% da riqueza, o dinheiro é a mais tenebrosa das religiões!

.
.
HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"
Utilização do carro individual em Portugal continua "absurdamente elevada"

O ministro do Ambiente elogiou e destacou o bom caminho que o país tem seguido na produção de energia, mas criticou o uso excessivo de transporte individual
 .
Portugal trabalhou bem na produção de energia a partir de renováveis e na qualidade da água da torneira, mas tem uma utilização de carros individuais "absurdamente elevada" e muito lixo depositado em aterro, disse hoje o ministro do Ambiente.

"Há setores onde Portugal tem caminhado bem, na produção de energia por fontes renováveis somos um país que se destaca pela positiva na Europa", e a qualidade da água para consumo humano nas torneiras "atinge valores de excelente qualidade em 99,9% dos casos", afirmou o governante.

"Há outros casos onde isto não só não é tão positivo como é negativo, como a percentagem de deslocações feitas em transporte individual [que] é absurdamente elevada neste país, a intensidade energética dos transportes e dos edifícios é muito elevada e muito mais elevada que nos outros países da Europa", continuou João Matos Fernandes.

A percentagem de resíduos depositados em aterro ronda os 42% e "as nossas metas são muito mais baixas que essas", alertou ainda.

João Matos Fernandes falava aos jornalistas em Lisboa, no final da apresentação do Relatório do Estado do Ambiente (REA) 2015, um documento já disponível no site da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e que reúne informação sobre várias áreas, como águas balneares, ruído, qualidade do ar, biodiversidade ou resíduos, referente a 2014.

* Os tugas são ricos de show off e de comodismo.

.
.


4-NAICA


A Caverna dos Cristais 



.
.
 
HOJE NO
"RECORD"

Piloto espanhol morre nos treinos livres
. do GP Catalunha

O espanhol Luis Salom morreu esta sexta-feira, aos 24 anos, em consequência de um grave acidente sofrido nos treinos livres do Grande Prémio da Catalunha de Moto2, informou o organizador da sétima prova do Mundial de motociclismo de velocidade.
 .
"Na sequência do acidente sofrido durante a segunda sessão de treinos livres de Moto2, no circuito da Catalunha, é com grande pesar que informamos o falecimento de Luis Salom", indica o comunicado publicado no sítio oficial da competição na Internet.

A sessão, na qual participou o piloto português Miguel Oliveira, que obteve o 10.º tempo combinado nos dois treinos, foi suspensa a 24 minutos do fim, depois do acidente de Salom, que foi assistido pelos médicos presentes no circuito, tendo sido também acionado o helicóptero.

"Devido à gravidade do seu estado clínico, foi decidido transportar Salom de ambulância para o Hospital Central da Catalunha. Foi operado de imediato, mas, não obstante todos os esforços realizados pela equipa médica, morreu às 16:55 locais", indica o comunicado.

Salom, que pilotava uma Kalex, estreou-se no Mundial de motociclismo de velocidade em 2009, na categoria de 125cc, tendo como melhor resultado no campeonato de Moto3 o segundo lugar obtido em 2012.

* O risco é a profissão destes novíssimos pilotos, por vezes o pior acontece.

.
.


 EUROPA



O DECLÍNIO

POPULACIONAL



FONTE: EURONEWS

.
.
HOJE NO 
"JORNAL DE NOTÍCIAS"
SIC não se revê 
nos conselhos de taróloga

A estação de Carnaxide reagiu, em comunicado, ao conselho dado pela taróloga Carla Duarte na emissão desta quinta-feira

"A SIC não se revê no comentário feito pela colaboradora do programa "A Vida nas Cartas - O Dilema", Carla Duarte, pelo que esta situação já foi discutida entre a estação e a taróloga em causa e onde foi expresso o desagrado perante tais afirmações", anunciou a estação de Carnaxide em comunicado enviado esta tarde às redações.


Ainda na mesma nota, a SIC "condena veementemente qualquer ato de violência e sempre contribuiu para a discussão e esclarecimento sobre este problema social nos seus espaços informativos e na sua ficção". "Também os programas de daytime tratam deste tema com a maior seriedade, respeito e repudio por este tipo de crime público. O exemplo mais atual é o programa "E Esse fosse Consigo?", que como já anteriormente anunciado, abordará o tema da violência doméstica, na próxima segunda-feira. Portanto o envolvimento e o empenhamento da SIC nesta matéria são inequívocos", frisou.

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) também já condenou os conselhos dados pela taróloga. "É uma pena o que foi dito. Os meios de comunicação social têm sido uma plataforma de promoção dos direitos das vítimas de violência doméstica e é com muito desagrado que vemos uma situação destas, que pode não representar uma emissora de televisão, mas que para um programa para determinado "target" - sobretudo feminino - vai contra tudo aquilo que tem sido feito", adiantou Daniel Cotrim, assessor técnico da direção da APAV, ao nosso jornal.

* A SIC é o veículo que difunde a opinião de alguns malabaristas do esotérico, também é responsável, não chega demarcar-se e referir como defesa o excelente e honesto programa de Conceição Lino, é um equívoco, a porcaria não se tapa com flores, tem de eliminar estas chachadas da programação, mais vale um filme pornográfico, faz menos mal.

.
.


SOLUCIONANDO O ENIGMA


A cauda e a cabeça medem 3 metros cada. 
O restante do corpo (parte entre a cabeça e a cauda) mede 9 metros.
.


.

MIGUEL GUEDES

.





A procissão ainda vai no adro


A estranheza manifesta-se. Agora que todos já trocaram os argumentos públicos e privados, bem que se acabava com esta exaltação amarela. Mas não. É a cor do dinheiro e a procissão ainda vai no adro. E quando Assunção Cristas e a Conferência Episcopal Portuguesa se juntam à manif, talvez por obra e graça do Espírito Santo se contassem 40 000 pessoas num espaço onde não podiam caber fisicamente metade dos milhares. A organização atira com o número e alguma comunicação social transmite, sem cuidar de olhar para o óbvio. A instrumentalização das pessoas (dos pais, neste caso) é aterradoramente normal nos movimentos ideológicos ou de fé, mas é inaceitável quando "vão a eles as criancinhas". E alguns jornalistas. O presidente da República pode ter feito saber que abriu um sorriso amarelo. Mas o que faz encerrar qualquer sorriso amarelo é ouvir o coro de "Aqui não há misturas, é tudo boa gente". Foi mesmo ensaiado ou só espontaneidade da primeira manifestação da vida?

Não estão em causa os contratos de associação para locais onde não há ensino com cobertura pública, garantindo o acesso constitucional e universal à educação pública e gratuita. Assim foi no passado em muitas geografias do país. Hoje, a realidade é maioritariamente outra e esses convénios estão mais do que pagos. Hoje, parte das escolas públicas que convivem com colégios privados na vizinhança estão subaproveitadas e com poucas crianças, descaracterizadas, vítimas do desinvestimento e dos cortes de Crato na educação. A atual interpretação dos contratos de associação é inaceitável, restando a questão jurídica. E o mesmo raciocínio se aplica aos hospitais privados aos quais o SNS pagou cerca de 100 milhões de euros em vales-cirurgia entre 2013 e 2015, muitos deles em procedimentos discutíveis. A equação é clara: não se trata de saber se há dinheiro, mas antes de saber para onde ele vai.

A saúde e a educação são áreas onde o Estado investiu democraticamente e, pesem embora muitas críticas e apontamentos que se possam e devam fazer, dificilmente encontramos outras áreas onde o Estado tenha ganho tantas batalhas pela justiça social. A verdadeira liberdade de escolha dos pais e crianças não é "a-vaga-que-o-Estado-preenche-na-escola-que-o-Estado-escolhe-no-ensino-privado-que-o-Estado-resolve-financiar", tantas vezes por negociatas ou interesses velados. A verdadeira liberdade de escolha é quando o Estado devolve às famílias parte dos impostos que todos pagamos, sustentando opções de ensino público de qualidade e a possibilidade de as famílias (querendo ou podendo) optarem, pagando pelo ensino privado. Não há Estado sem redistribuição de riqueza. Nada me move contra a excelência de ensino em alguns estabelecimentos privados. Não me custa reconhecer que muitas dessas escolas batem aos pontos a qualidade de ensino de muitas escolas públicas. Pois esse é que é verdadeiramente o problema.

* Músico e advogado

IN "JORNAL DE NOTÍCIAS"
01/06/16

.
.


889.UNIÃO


EUROPEIA



.

HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Banco de Portugal impõe sanção de
 4 milhões e Salgado vai recorrer

O papel comercial da ESI colocado no BES resulta na primeira condenação ditada pelo Banco de Portugal. A coima a aplicar por cinco infracções apontadas a Salgado ascende a 4 milhões de euros.
O Banco de Portugal fez a primeira condenação na queda do Banco Espírito Santo. Ricardo Salgado é o principal visado e é-lhe apontada uma coima de 4 milhões de euros, segundo noticia o jornal Expresso e confirmou o Negócios. O histórico líder do BES fica, também, inibido de exercício de cargos na banca por dez anos, o período máximo.
 .
O regulador da banca não responde ao Negócios, dado ser um processo em segredo de justiça. Já a defesa de Ricardo Salgado fez chegar a sua argumentação: "É uma decisão de uma parte interessada, que estava já pré-definida antes do suposto apuramento dos factos. Isto não é um processo, é uma farsa. Iremos, naturalmente, recorrer para os tribunais", indica a assessoria de imprensa por e-mail em nome do advogado Francisco Proença de Carvalho.

Esta é a primeira condenação em relação ao dossiê BES/GES, resultante da primeira investigação (e acusação) do regulador liderado por Carlos Costa, que dizia respeito à má avaliação de risco do papel comercial da Espírito Santo International, investimento de dívida colocada nos clientes de balcões do BES, e também à falsificação de contas daquela empresa de topo do Grupo Espírito Santo (actualmente em insolvência no Luxemburgo, onde era a sede).

Ricardo Salgado era, entre os ex-administradores visados no primeiro processo de contra-ordenação do supervisor, aquele a quem eram apontadas mais infracções, agora confirmadas na acusação: cinco, entre elas a prestação de informação falsa, acto doloso de gestão ruinosa e violação de regras de conflitos de interesse. Na acusação, o regulador acusava mesmo Salgado de mentir.

Além de Ricardo Salgado, há mais condenados, uns por dolo outros por negligência. Segundo o Observador, Amílcar Morais Pires, que era o responsável pelo pelouro financeiro, paga 600 mil euros. O primo de Salgado, José Manuel Espírito Santo, 525 mil euros. José Maria Ricciardi é condenado por negligência, como já constava da acusação, ainda que a coima tenha sido suspensa em parte, apurou o Negócios. Em sentido inverso, Jorge Martins, por exemplo, foi ilibado nesta acusação do Banco de Portugal, não tendo sido condenado.

Agora, restam 15 dias para que a defesa dos visados possa apresentar os respectivos recursos contra o regulador.

Esta é a primeira condenação do Banco de Portugal (há outros processos a recorrer na justiça sobre este tema). Mas há mais acções no regulador: além deste processo sobre o ESI, o BdP já tinha avançado com uma acusação relativamente ao BES Angola. Há ainda outros dossiês de investigações que esperam ainda uma primeira acusação (ou arquivamento). 

* É estranho que os melhores escritórios de advogados defendam os maiores vígaros e os que têm minuciosas amnésias, porque será?

.
.


ECDPM
European Centre for 
Development Policy Management
3-Como é que a U.E. financia
a sua parceria com África




* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.
2.A GUERRA DA
DEMOCRACIA


DENÚNCIA DE COMO SOB A MÁSCARA DA DEMOCRACIA SE EXERCE A ESCRAVATURA MODERNA

* Na nossa procura sobre o tema, só encontrámos esta série subtitulada em espanhol.

.
.
HOJE NO
"DESTAK"
Finanças consideram que estimativa 
da UTAO "confirma execução rigorosa"

O Ministério das Finanças defendeu hoje que a recente estimativa da UTAO para o primeiro trimestre de 2016 "confirma uma execução rigorosa", afirmando que ela demonstra uma "redução muito significativa" do défice em termos homólogos. 
 .
Numa nota sobre a execução orçamental até abril, a que a agência Lusa teve acesso, a Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) estima que o défice tenha atingido os 3,3% do PIB no primeiro trimestre deste ano em contas nacionais, as que contam para Bruxelas, considerando que essa previsão "coloca desafios" ao Governo para o resto do ano.

"A recente estimativa da UTAO sobre a execução orçamental confirma a execução rigorosa das finanças públicas por parte do Governo", contrapõe o ministério liderado por Mário Centeno, numa reação enviada à Lusa. 

* Como não somos experts nesta área, eis a nossa básica interpretação: 3,3 % de défice no 1º trimestre pode significar que existem mais três períodos para o corrigir, ou no pior dos casos, para o agravar, Mário Centeno merece o benefício da dúvida.

.
.

Andrés De León

Y Llegaste Tú



.
.
 
HOJE NO
"i"

Ceder lugar aos mais velhos 
passa a fazer parte da lei

Era apenas uma regra de civismo. Agora passou a consta na lei.

O Governo aprovou ontem a obrigatoriedade de ceder o lugar aos mais velhos, grávidas, deficientes e pessoas com crianças ao colo na fila de supermercado ou nos transportes e outros estabelecimentos públicos, “sendo estabelecido um quadro contraordenacional em caso de incumprimento”, refere a nota do gabinete da Presidência do Conselho de Ministros.


Para além disso, foram também aprovadas medidas para simplificar a renovação da carta de condução – deixa de haver a necessidade de constar a morada do condutor, passa a ter uma validade de 15 anos e o atestado médico só passa a ser necessário a partir dos 60 anos.

O atestado médico poderá ser transmitido eletronicamente através do Ministério da Saúde e a morada na carta de condução passa a estar integrada com a informação constante no Cartão de Cidadão.

* Quando as regras de civismo têm de ser convertidas em lei é porque se vive num país mal educado.  Já agora mais um reparo, são muito mais os jovens a ceder o lugar nos transportes públicos do que os adultos.

.
.

SURFISTAS TEMERÁRIOS


.
.
HOJE NO  
"A BOLA"

Equipa de atletas refugiados 
pela primeira vez na competição

Um grupo de 10 atletas refugiados vão participar nos Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro integrados na delegação de refugiados, anunciou esta sexta-feira o Comité Olímpico Internacional (COI).

A delegação é a primeira de refugiados a participar em Jogos Olímpicos e integra um atleta originário da Etiópia, dois da Síria, dois da República Democrática do Congo e cinco do Sudão do Sul, que vivem em campos de refugiados ou países de acolhimento.

Os 10 atletas, selecionados segundo os critérios definidos pelas federações internacionais de modalidade, vão competir sob a bandeira olímpica, nas modalidades de atletismo, judo e natação.

«Estes atletas não têm casa, equipa, bandeira e hino. O nosso objetivo é dar-lhes uma casa e a companhia dos outros atletas», afirmou Thomas Bach, presidente do COI.

* Atitude solidária e respeitadora de quem já sofreu muito sem ter culpa.

.
.

ENIGMAS PARA RESOLVER


A BALEIA

Uma baleia tem 15 metros de comprimento. 
Sua cabeça é tão grande quanto sua cauda. 
Se a cabeça fosse duas vezes mais comprida do que realmente é, a cauda e a cabeça, juntas, seriam tão compridas quanto o resto do corpo da baleia (ou seja, a parte que está entre a cauda e a cabeça). 
Qual é o comprimento de cada parte do corpo da baleia?

.
.

HOJE NO 
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS 
DA MADEIRA"

Psicólogo da APAV lamenta que seja necessário dias para lembrar crianças vítimas de agressão

O psicólogo da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) Daniel Cotrim lamentou hoje que seja necessário haver um dia internacional para lembrar as crianças que são vítimas de agressão.
 .
Daniel Cotrim falava à agência Lusa a propósito do Dia Internacional das Crianças Inocentes Vítimas de Agressão, que se assinala no sábado.

Daniel Cotrim referiu, porém, que se não fosse estas efemérides "provavelmente as crianças vítimas de agressão ainda seriam mais esquecidas".

"Estas datas só são importantes na medida em que acabam por ser uma forma de alertar a sociedade para as questões associadas a estes problemas. No entanto, é de lamentar que ainda seja necessário que existam dias internacionais para que se fale destes temas", frisou Daniel Cotrim.

Em 2015, a APAV apoiou uma média de três crianças e jovens por dia vítimas de crime, num total de 1.084, mais 92 do que em 2014, segundo dados divulgados em março pela associação.

O relatório anual 2015 da APAV referia que 54,6% das vítimas são meninas, com uma média de idade de 9,9 anos, das quais 23,8% frequentam o pré-escolar e 23,6% o primeiro ciclo.

Os dados da APAV apontam 102 casos de crianças menores de 14 anos que foram abusadas sexualmente e um caso de pornografia de menores.

A maioria das vítimas vivia em famílias nucleares com filhos (49,6%).

Despertar as pessoas para o sofrimento das crianças de todo o mundo que são vítimas de agressão física, mental e emocional e afirmar o compromisso das Nações Unidas em proteger os direitos das crianças são objetivos deste dia internacional.

Outro dos objetivos da efeméride é reconhecer e encorajar o trabalho de todos os indivíduos e organizações que se dedicam à causa.

As Nações Unidas estimam que dois milhões de crianças foram mortas em conflitos nas duas últimas décadas e que 10 milhões de crianças se refugiaram através da Agência das Nações Unidas para os refugiados.

Por seu turno, a Unicef afirma que mais de um bilião de crianças sofre pelo menos um tipo de privação, o que representa cerca da metade das crianças no mundo que vivem diariamente em situação de pobreza.

O Dia Internacional das Crianças Inocentes Vítimas de Agressão foi criado na Assembleia-Geral Extraordinária das Nações Unidas a 19 de Agosto de 1982 e celebra-se a 04 de junho de cada ano.
A par deste dia, as Nações Unidas também criaram um documento -- Convenção dos Direitos das Crianças -- com o propósito de promover os direitos das crianças em todo o mundo.

* A maneira de refrear as agressões é a legislação contemplar penas mais pesadas. O "tuga" é batoteiro por natureza, só ameaçado é que se refreia.

.
.

OMS descarta cancelar ou mudar
 sede dos Jogos Olímpicos



FONTE: AFPBr

.
.

HOJE NO    
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Dirigentes da FIFA atribuíram a si próprios
 . 80 milhões de dólares em bónus

O ex-líder da FIFA, Joseph Blatter, o antigo secretário-geral, Jérôme Valcke, e o ex-director financeiro, Markus Kattner, atribuíram a si próprios bónus no valor de 80 milhões de dólares, segundo dados revelados após buscas da polícia suíça realizadas ontem ao quartel-geral da entidade que tutela o futebol mundial.
 .
A própria FIFA divulgou pormenores sobre o assunto no seu site oficial, admitindo que entregou às autoridades helvéticas diversos documentos, além de mostrar disponibilidade para informar os investigadores norte-americanos sobre o tema.

"As provas parecem revelar um esforço coordenado dos três principais ex-dirigentes da FIFA para enriquecerem através de aumentos anuais de salários, bónus do Mundial e outros incentivos, totalizando mais de 80 milhões de dólares somente nos últimos cinco anos", disse o promotor Bill Burck.

Blatter está suspenso por seis anos de qualquer ligação ao futebol por pagamento de 1,8 milhões de euros ao ex-vice-presidente da FIFA e ex-líder da UEFA, Michel Platini. Valcke foi demitido ainda antes de Kattner por envolvimento em escândalos e irregularidades, tendo sido punido com 12 anos de afastamento pelo Comité de Ética.

A FIFA negou, entretanto, a notícia do jornal "Die Welt" sobre a investigação a Gianni Infantino, sucessor de Blatter no cargo presidencial

* Exemplos de seriedade desportiva, punem-se jogadores por vezes de forma injusta e estes energúmeros coçam a micose com notas de 500€.

.
.

LIBERDADE

 INTELECTUAL

.
.
HOJE NO 
"CORREIO DA MANHÃ"

Assinada declaração conjunta 
no 'Oceans Meeting 2016' 

Delegações foram unânimes sobre preservação do mar. 

Os representantes dos mais de 50 países presentes no Encontro Internacional 'Oceans Meeting 2016' subscreveram por unanimidade uma declaração conjunta para a preservação dos recursos do mar.

"Tivemos cerca de 60 delegações todas de acordo relativamente a estas matérias", disse Ana Paula Vitorino, reforçando a "noção conjunta e a necessidade aceite de que todos têm de colaborar uns com os outros". A governante portuguesa disse que foram assumidos três grupos de compromissos ao nível da literacia oceânica e cultura, ciência e inovação e economia azul e afirmou que o consenso esta sexta-feira alcançado servirá como "arranque para grandes decisões que serão tomadas no próximo ano". 
.
EMPRESA AMIGA DOS RIOS, DO AMBIENTE, DO MAR 
E DOS TRABALHADORES, MATA-OS DEVAGARZINHO

Ana Paula Vitorino referia-se à Cimeira das Nações Unidas, que decorrerá nas ilhas Fiji e à iniciativa da Comissão Europeia sobre governação internacional dos oceanos. O evento, promovido pelo Ministério do Mar, termina esta sexta-feira e reúne mais de 50 delegações compostas por representantes de alto nível governamental, mas também cientistas de referência internacional no conhecimento dos oceanos. 

As delegações integram ainda altos quadros de sete organizações internacionais - Organização das Nações Unidas (ONU), Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), Organização Marítima Internacional (IMO), Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA - UNEP), Conselho Internacional para a Exploração do Mar (CIEM - ICES), Secretaria Geral Ibero-americana (SEGIB).

* Sempre nos chocou o "patuá" politiqueiro, com muitas reuniões sensacionais e almoçaradas a condizer em torno de uma ideia protectora de qualquer coisa, agora é o mar! 
Depois temos a dura realidade, o actual governo português não tem "tomates" para fechar a Fábrica Silicália que anda a matar lentamente os seus trabalhadores e também a poluir cursos de água próximos.

.
.
 DESENRASCADO


.
.
HOJE NO   
"OBSERVADOR"
Juncker criticado por dizer que França
. não foi sancionada por “ser a França”

O presidente do Eurogrupo, o holandês Jeroen Dijsselbloem, criticou duramente Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia, por este ter dito no início da semana em Paris que França gozou de maior condescendência, nas regras orçamentais, “por ser a França“.
.
 O holandês Dijsselbloem diz que a Comissão Europeia deve ter um “especial cuidado” com questões relacionadas com “credibilidade”.

A poucas semanas do referendo britânico sobre a permanência na União Europeia, o presidente do órgão executivo do bloco, Jean-Claude Juncker, proferiu um comentário que está a causar controvérsia.

A Comissão Europeia deu a França mais dois anos para reduzir o défice orçamental para menos de 3%, evitando aplicar sanções económicas a Paris. Questionado sobre essa decisão numa entrevista a uma televisão francesa, Juncker afirmou, tranquilamente, que essa tolerância às infrações orçamentais francesas se explica pelo facto de “França ser a França”, ou seja, um dos membros mais poderosos da UE.

Juncker acrescentou, na mesma resposta, que conhece bem a França, “os seus reflexos, as suas reações internas e as suas múltiplas facetas”, numa indicação clara de que a Comissão Europeia terá baseado o cumprimento das regras em considerações especiais. As regras europeias não devem ser aplicadas de forma “cega”.

Comissão deve ter “mais cuidado” com a “credibilidade” 
O presidente da Comissão Europeia foi muito criticado nos últimos dias pelas declarações. O último a pronunciar-se sobre as declarações de Juncker foi o presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem:
“Se a Comissão diz que as coisas são diferentes para França, isso é algo que danifica a credibilidade da Comissão como guardiã do pacto — essa é a minha preocupação”, afirmou Dijsselbloem, citado pelo jornal alemão Suddeutsche Zeitung.

O holandês acrescentou que “seria sensato que a Comissão Europeia prestasse um pouco mais de cuidado a aspetos relacionados com a credibilidade”.

O presidente do Eurogrupo apela ainda à Comissão Europeia para manter e proteger as regras do pacto, “seja qual for a dimensão do Estado-membro ou a realização de eleições, seja onde for”.
A 18 de maio passado, a Comissão Europeia decidiu adiar para julho uma decisão sobre eventuais sanções a Portugal e Espanha no quadro dos Procedimentos por Défice Excessivo (PDE), admitindo que se tratava de uma decisão também política, que tinha em conta, entre outros aspetos, a realização de eleições em Espanha no corrente mês de junho.

O adiamento de eventuais (e inéditas) sanções suscitou criticas de alguns Estados-membros em sede de Ecofin (ministros das Finanças da União Europeia), designadamente do ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schauble, que considerou que “aliviar as regras não ajuda a aumentar a confiança”.

Em resposta às críticas, o executivo comunitário alegou que os serviços jurídicos da Comissão consideraram que o adiamento de uma decisão sobre os PDE tinha toda a legitimidade e validade legal, pois as regras preveem “assegurar que as especificidades de cada situação são tidas em conta, assegurando ao mesmo tempo igualdade de tratamento”.

A regra europeia do défice abaixo dos 3,0% do PIB já foi violada em 114 ocasiões pelos Estados-membros, sendo Portugal um dos países com mais infrações (10), indica um estudo divulgado a 23 de maio passado pelo Instituto de Investigação Económica alemão Ifo.

De acordo com o instituto, que procedeu aos seus cálculos com base em dados da Comissão Europeia entre 1999 e 2015, os Estados-membros da UE já quebraram por 165 vezes a ‘fasquia’ para o défice e, em apenas 51 ocasiões tal era permitido, dado os países estarem em recessão, o que não se verificou nos restantes 114 casos, 10 dos quais protagonizados por Portugal, número apenas superado por França (11).

Os Estados-membros com mais violações da regra do défice inscrita no Pacto de Estabilidade e Crescimento são a França, com 11, Grécia, Portugal e Polónia, todos com 10, Reino Unido (9), Itália (8), Hungria (7), Irlanda e Alemanha (5, em ambos os casos).

* São as mais altas autoridades desta mistela  europeia a confirmar que a U.E., é um embuste! Foi criada para que países pobres enriquecessem os já de si ricos.

.
.
EM DIA NÃO!



.
.

901
Senso d'hoje

CLARA 

FERREIRA ALVES
ESCRITORA E 
 COMENTADORA POLÍTICA
"SOBRE BOLSONARO"



FONTE:  O Eixo do Mal - 14 Maio 2016/ SICNOTÍCIAS


.

NOTÍCIAS PARA HOJE

.
COMPRE JORNAIS












.