quinta-feira, 12 de maio de 2016

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

.
.
.

90-ACIDEZ
 

FEMININA


ELE É A MULHER


video



A IMPRESCÍNDIVEL TATY FERREIRA

* Uma produção "ACIDEZ FEMININA" - BRASIL

.
.


MATAGAL


video




.
.
HOJE NO
 "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Juiz descreve caso dos vistos gold
 como um "lamaçal"

Carlos Alexandre enviou 21 arguidos para julgamento, entre os quais Miguel Macedo, ex-ministro, António Figueiredo, antigo presidente do IRN, e Manuel Palos, ex-diretor do SEF

Depois de ter utilizado a expressão para descrever o caso dos dois inspetores da Polícia Judiciária suspeitos de corrupção por ligações a traficantes de droga, o juiz Carlos Alexandre também caracterizou o processo dos vistos gold como um "lamaçal". O magistrado judicial decidiu ontem levar a julgamento o ex-ministro Miguel Macedo, o antigo presidente do Instituto dos Registos e Notariado (IRN), António Figueiredo, e o ex-diretor do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), Manuel Palos, e mais 18 arguidos, e considerou que "o mínimo que se poderá dizer é que a prova indiciária já recolhida é arrasadora".
.
7%, OK!
No despacho instrutório, Carlos Alexandre até deixa uma espécie de conselho aos seus colegas que irão fazer o julgamento: para chegar àquela conclusão, "bastará pensar-se numa viagem guiada" pelas escutas e relatórios de diligências externas (vigilâncias), ligando-os aos pedidos de ARI"s (Autorizações de Residência para Investimento), os tais vistos gold.
Segundo a acusação do Ministério Público, António Figueiredo (acusado de 12 crimes, desde corrupção a branqueamento de capitais) era uma espécie de pivô de vários interesses à volta dos vistos gold, procurando através de Manuel Palos (acusado de três crimes) agilizar a emissão de tais vistos. Refira-se que, ao fim de mais de um ano suspenso de funções e sem ordenado, Manuel Palos já pode regressar ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras como inspetor de carreira.

Relativamente a Miguel Macedo, a acusação refere que o ex-ministro da Administração Interna, três crimes de prevaricação de titular de cargo político e um crime de tráfico de influência, forneceu ao seu amigo Jaime Gomes o caderno de encargos de um concurso relacionadas com helicópteros de combate a incêndios, por um lado, e, por outro, moveu influências junto do ministério das Finanças para que uma empresa de Paulo Lalanda de Castro (acusado de dois crimes) obtivesse uma isenção de IVA num negócio relativo à vinda de feridos de guerra líbios para Portugal, para tratamento hospitalar.
Ontem, declarações à Lusa, o antigo ministro afirmou que já se tinha conformado com a ida a julgamento, até porque não pediu a abertura da instrução do processo: "Quando decidi não requer a instrução, não pus em crise nenhuma das coisas que vinha na acusação nesta fase, portanto o resultado só podia ia a julgamento".

Práticas chinesas
Dos 21 acusados (17 pessoas e quatro empresas) pelos procuradores Susana Figueiredo e Manuel das Dores, do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), apenas quatro pediram a abertura de instrução, contestando a acusação pública. António Figueiredo foi um deles. Seguiram-se João Salgado, funcionário do IRN, Fernando Pereira (primo de Figueiredo) e o empresário chinês Xia Baoling, acusado de um crime de corrupção ativa e outro de tráfico de influência. Este, refira-se, defendeu-se em instrução, dizendo que não ter agido com intenção, sendo que deveria ser considerada a sua "diminuta consciência da ilicitude", já que as suas ações tiveram por base "seculares tradições chinesas de generosidade e de práticas de gratificação social".

A este argumento, os procuradores do Ministério Público responderam, afirmando que a China é um país com um sistema económico fortemente estatizado, "onde o conceito de funcionário e de corrupção se encontram fortemente enraizados na consciência coletiva". Aquele crime, continuou o MP, tem sido "objeto de investigações e ações preventivas, ampla e internacionalmente divulgadas".

No rol de arguidos que serão julgado, constam ainda Maria Antónia Anes, ex-secretária-geral do Ministério da Justiça, vários funcionários do IRN, acusados de um crime de corrupção passiva, e o empresário angolano Eliseu Bumba, acusado de um crime de corrupção ativa relativo a António Figueiredo.

* Sugerimos aos srs. juízes que vão julgar este caso o uso de galochas e máscara de oxigénio, porque além da lama vão ter que vasculhar  muita porcaria.

.
.
XLII- O UNIVERSO


1-CATÁSTROFES QUE


MUDARAM OS PLANETAS

video


As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.


.
.

HOJE NO 
"DESTAK"

Ukra ajuda homem de muletas
 em tarde de mau tempo

Ukra protagonizou na quarta-feira um gesto de realce para com um homem de muletas que se deslocava em plena rua,  numa tarde muito chuvosa em Vila do Conde, visivelmente encharcado.

O jogador do Rio Ave saiu do treino no seu automóvel e, perante a situação, não hesitou em parar e oferecer boleia à pessoa, tendo para isso a namorada passado para o banco de trás.

O gesto foi presenciado por João Nuno Cabral, funcionário do clube vila-condense que depois contou a história e publicou a fotografia do momento nas redes sociais.

* Um momento de grande humanidade, sigamos-lhe o exemplo.

** NAS REDES SOCIAIS:

João Nuno Cabral feeling proud.
Não sou muito de andar a tirar fotos sem autorização dos intervenientes nem gosto muito de o fazer mas hoje tinha mesmo que partilhar uma situação a que assisti e me deixou com a certeza que ainda existem boas pessoas neste mundo, que dão, sem estarem à espera de receber.
Este carro pertence ao Ukra, jogador do Rio Ave, um dos capitães de equipa e dos grandes símbolos do clube.
.

Pelo que percebi, Ukra estava a sair do treino como o faz diariamente. Estava um fim de tarde bastante chuvoso, e ventoso. Ukra ao chegar à rotunda perto da saída do estádio, depara-se com um senhor com mobilidade bastante reduzida, com muletas, a tentar atravessar a estrada a já bastante molhado visto que chovia "a potes". Sem pensar duas vezes, Ukra pára o carro e rapidamente oferece boleia ao senhor, que nos primeiros segundos nem estava a acreditar no que estava a acontecer. Lá acabou por aceitar e entrou no carro tendo a esposa do Ukra voluntariamente passado para o lugar de trás. Lá seguiram viagem.


.
.

 3-O IMPÉRIO INVISÍVEL

A NOVA ORDEM MUNDIAL
FACTOS OCULTOS
video


JÁ OUVIU FALAR DE "BILDEBERG"?


* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.
HOJE NO
 "JORNAL DE NOTÍCIAS"

Alemanha indemniza 
milhares de homossexuais

O governo alemão vai indemnizar e eliminar os antecedentes de milhares de pessoas condenadas até 1994 por serem homossexuais.

Até 1994, o Código Penal alemão condenava até seis anos de prisão as relações entre pessoas do mesmo sexo.

Cerca de 53500 pessoas foram condenadas à prisão por práticas homossexuais, entre 1949 e 1994, ano em que a lei aplicada em 1871 foi revogada, de acordo com o Ministério da Justiça alemão. O ministro Heiko Maas anunciou que vai pôr em prática um mecanismo legal para reparar as sentenças dos milhares de condenados, colocando um ponto final a um capítulo da história do pós-guerra.
 .
Maas afirmou que vai propor uma lei para revogar as sentenças e criar o "direito à indemnização". A iniciativa do ministro, aplaudida pela Associação de Lésbicas e Gays da Alemanha, teve por base um relatório da Agência Federal Antidiscriminação, que concluía não haver obstáculos à reabilitação das vítimas do artigo 175 do Código Penal.

Em comunicado, o social-democrata disse que não se pode eliminar por completo as atrocidades cometidas pelo Estado, mas que as vítimas podem ser compensadas. "Os homossexuais que foram condenados não devem mais ter que conviver com a sombra da condenação", acrescentou.

A lei de 1871 foi endurecida durante o período Nazi, que considerava a homossexualidade uma doença que dava entrada direta nos campos de concentração. A norma foi aplicada de forma severa até 1969, quando a prática foi descriminalizada na Alemanha, mas continuou a condenar pessoas até 1994, quando foi finalmente revogada.

Em 2000, o Parlamento Federal aprovou uma resolução que lamentava que o artigo tivesse continuado em vigor depois do fim da guerra. Dois anos depois, anulou as condenações emitidas durante o regime nazi, mas não as que ocorreram no pós-guerra.

A diretora da Agência Federal Antidiscriminação, Christine Lüders, afirmou que "a legislação não pode continuar a assistir a uma injustiça" e que "a comunidade homossexual ainda continua a suportar as sentenças e julgamentos que não foram revogados".

Heiko Maas apelou à união de todas as correntes políticas para que a lei seja aprovada ainda na atual legislatura.

* Atitudes como esta definem a grandeza de um país, do seu povo. Paradoxalmente a Alemanha serve de exemplo para as maiores  barbaridades  como também para os mais claros arrependimentos.

.

PEDRO MARQUES LOPES

.




Alguém está a mais

1- Passos Coelho ainda não engoliu o facto de Marcelo ser Presidente da República. É normal. O líder do PSD fez tudo para que o professor não se candidatasse e não mexeu uma palha para que ele ganhasse. Pelo seu lado, Marcelo fez questão de mostrar que o apoio de Passos lhe era indiferente, nem o deixou colar-se à sua inevitável vitória.

Há quem defenda que Passos Coelho só tem a perder com a guerra surda que está a mover contra o Presidente da República. Aparentemente, a colagem à principal figura política do centro-direita, ao mais popular político português, a um dos seus antecessores como presidente do PSD, trar-lhe-ia vantagens. Mas para que isso fosse verdade era preciso que Passos não fosse o que é nem Marcelo Rebelo de Sousa defendesse o que defende.

O facto é que Marcelo Presidente era a pior coisa que podia acontecer a Passos: é que, apesar de serem militantes do mesmo partido e em tese pertencerem ao mesmo espaço político, têm perspetivas ideológicas diferentes e uma visão do mundo, em muitos aspetos, opostas. E, cedo ou tarde, a perceção por parte dos cidadãos, nomeadamente do eleitorado tradicional do PSD, pode trazer problemas a Passos Coelho. E ele sabe-o.

A história do cata-vento mediático não foi uma vingança pelo pouco apoio que Marcelo tinha dado ao governo. Foi enunciada em pleno congresso do PSD com um propósito claro: o de pôr as bases do partido indispostas com Marcelo. Correu mal a Passos Coelho. A tentativa não colheu e os militantes do PSD não hesitaram em prestar todo o apoio ao que é agora o Presidente da República.

A guerra de Passos Coelho e do seu grupo mais próximo a Marcelo Rebelo de Sousa não tem que ver, repito, com o pouco amor que tinha pelo anterior governo nem com o aparente apoio ao atual. Tem raízes bem mais profundas. É um conflito ideológico, de opções políticas fundamentais, da visão do lugar que o PSD deve ocupar no nosso panorama político. No fundo, este conflito de Passos Coelho com Marcelo é o conflito que pode marcar o destino do PSD e o do centro-direita português.

É absolutamente evidente, e não é de agora, que há uma vontade clara de tornar o PSD um partido de direita, claramente de direita, algo que o PSD nunca foi. Claro que essa pretensão de Passos Coelho é perfeitamente legítima, mas além de chocar com o passado, choca com muitas figuras relevantes do partido, ex-líderes - Ferreira Leite, por exemplo, diz que não é de direita - e, nomeadamente, com Marcelo Rebelo de Sousa.

É verdade que Durão Barroso deu o pontapé de saída para essa viragem. Mas se parece claro que o ex-presidente da Comissão Europeia não enjeitaria esse caminho, bem pelo contrário, também é verdade que algumas das figuras do seu governo não tinham esse enquadramento ideológico - Morais Sarmento é um bom exemplo -, como também é certo que os dois posteriores líderes do PSD, Santana Lopes e Manuela Ferreira Leite, não partilham da visão ideológica do atual presidente dos antigos (?) sociais-democratas.

O que parece claro é que há uma vontade de afastar todos aqueles que não concordam com a referida viragem ideológica do PSD. A barragem que é feita com quem não concorda com esse caminho é constante e violenta. É protagonizada por colunistas e membros do círculo próximo de Passos Coelho que não hesitam em apelidar de bloquista ou pior a quem não alinha no processo de "Tea partidarização do PSD". Não tardará muito para que Marcelo seja denunciado como perigoso esquerdista por esta vanguarda da direita radical.

A questão é saber quem está a mais no PSD.

Será que Marcelo e muitos dos que não subscrevem a guinada violenta à direita do partido ainda se enquadram ou podem vir a enquadrar no PSD? Será que o partido deixará de ser social-democrata ou estamos apenas perante uma deriva radical que terminará quando o ciclo político de Passos Coelho chegar ao fim? Sobretudo, o que importa saber é se o eleitorado que votou no PSD nas últimas eleições quer um novo partido, se concorda com o novo caminho que agora é claramente proposto. Ou seja, se a tal deriva direitista corresponde a uma mudança no perfil de uma parte significativa do eleitorado ou não. 

Das duas uma: ou se enganaram quando votaram em Passos ou se enganaram quando votaram em Marcelo. Algo parece evidente: as pessoas que votaram em Marcelo e Passos não voltarão a votar nos dois. E ambos estão a fazer que isso se torne claro.

2- Sadiq Khan é o novo mayor de Londres. Uma comunidade que consegue dar oportunidades suficientes para que um filho de um condutor de autocarros e de uma doméstica chegue a mayor da mais importante cidade do mundo tem de ser elogiada.

É, por outro lado, uma gigantesca vitória para os nossos valores civilizacionais que um muçulmano seja o responsável por Londres, uma cidade que representa tudo aquilo em que acreditamos.
E é uma estrondosa derrota para os fundamentalistas islâmicos e para todos os que querem destruir a nossa civilização.

IN "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"
08/05/16

.
.


867.UNIÃO


EUROPEIA



NÃO HÁ LUGAR PARA GREGOS 

.
.
HOJE NO
 "JORNAL DE NEGÓCIOS"

Banif avança judicialmente contra a TVI

Era uma antiga intenção de Jorge Tomé. Agora, o presidente da administração do banco "mau" do Banif, Miguel Alçada, vai mesmo para tribunal contra a estação de Queluz de Baixo, escreve o Económico.

O Banif quer mesmo levar a TVI para tribunal. Foi o canal do grupo Media Capital que deu a notícia, no dia 13 de Dezembro, que o banco fundado por Horácio Roque iria fechar. Sete dias depois, a instituição financeira acabou por ser alvo de resolução.

A acção judicial é uma promessa desde o dia da notícia da TVI, feita pela gestão de Jorge Tomé (a que se juntaram, na altura, os sindicatos). Agora, o banco "mau" que resultou da resolução do Banif vai mesmo seguir a via dos tribunais.


Ao Económico, Miguel Alçada – que além de líder do Banif é também membro da administração do BES "mau" – afirmou que a "interposição desta acção judicial crime contra a TVI é crucial para a defesa dos interesses de todos aqueles que sofreram danos materiais com a resolução".

A confirmação de Miguel Alçada segue-se a uma notícia do mesmo jornal que dava conta da contratação do jurista José Lobo Moutinho para preparar o processo. Segundo disse Alçada ao Económico, a sua administração sempre disse que "tudo faria para fazer valer na justiça os danos irreparáveis causados ao Banif, pela forma irresponsável e deontologicamente reprovável como, sem qualquer preocupação pelo apuramento da verdade, publicaram afirmações erradas com graves consequências para a actividade do banco".

Nesta altura, apesar de manter o nome Banif, esta entidade está a caminho da liquidação, estando esvaziada de activos (a grande maioria foi vendida ao Santander Totta e outra parte foi integrada na Oitante).

O tema do rodapé da TVI – que começou por falar no fecho do Banif e meia hora depois já mencionava a resolução – tem sido bastante comentado na comissão parlamentar de inquérito, já que na semana que se seguiu à mesma saíram 960 milhões de euros em depósitos do banco. Contudo, já antes disso havia a possibilidade de aplicar a resolução ao Banif.

Notícia com várias versões
Nas primeiras versões do rodapé da TVI, havia indicações como "Banif: A TVI apurou que está tudo preparado para o fecho do Banco"; "A parte boa vai para a Caixa Geral de Depósitos", "Vai haver perdas para os accionistas e depositantes acima dos 100.000 e muitos despedimentos". Depois, com meia hora de diferença, houve uma correcção a partir da qual se falou na resolução e nas perdas para accionistas, protegendo os depositantes.

"O Banif não pode deixar de lamentar profundamente este tipo de jornalismo incendiário e irresponsável, desprovido de fundamento e ao nível do boato, do qual não podem deixar de ser retiradas consequências", escreveu na altura a administração do Banif em comunicado à CMVM a reagir à notícia, que foi desmentida pelo Ministério das Finanças.

SÉRGIO FIGUEIREDO
A PÁSCOA JÁ FOI
QUEREM CRUCIFICÁ-LO?
Miguel Alçada ainda não foi à comissão de inquérito ao Banif, nem mesmo Sérgio Figueiredo, cuja audição esteve marcada para esta quinta-feira, 12 de Maio, mas que teve de ser adiada por impossibilidade de aí estar presente.

Ao contrário do Banif, que promete avançar judicialmente, o Banco de Portugal ainda estuda essa hipótese, segundo afirmou Carlos Costa no Parlamento.

* Não somos simpatizantes do canal TVI, reconhecemos muita qualidade em alguns programas e sórdido valor noutros, se a notícia de que o bafiento PP vai para comentador do canal se confirmar, muito menos vezes apontaremos o comando ao nº4.

Não foi o departamento de  informação da TVI que geriu mal o Banif durante tantos anos, também não foi ele que em nome do regulador teve péssima actuação enquanto tal, não há nenhum jornalista da TVI que tenha qualquer responsabilidade na gestão da banca mal amanhada deste país, está a tentar-se culpar o departamento que tem obrigação de emitir e não omitir informação.
Os srs. Jorge Tomé e Carlos Costa pariram o Banifleaks, em vez disso podiam ter adoptado uma criança. 


.
.
O bem-estar das galinhas 
pode passar pela tecnologia

video


FONTE: EURONEWS


.
.
VII-AMBIENTE FEROZ

4-TSUNAMIS

video



* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.
HOJE NO 
"DESTAK"

Comunistas votarão a favor da PMA
 e contra "barrigas de aluguer"

O PCP vai manter sexta-feira os sentidos de voto expressos no grupo de trabalho sobre Procriação Medicamente Assistida (PMA) e gestação de substituição ("barrigas de aluguer"), a favor da primeira e contra a segunda, segundo fonte da bancada comunista.
.
O PS anunciou hoje ter dado indicação de voto favorável a ambas as iniciativas legislativas na próxima sessão plenária do parlamento, enquanto o PSD indicou liberdade de voto aos seus deputados, embora com orientação de voto contra por parte dos órgãos nacionais sociais-democratas.

No início do mês, o projeto do Bloco de Esquerda para legalização da gestação de substituição foi chumbado no grupo de trabalho parlamentar que esteve a seguir este processo, tendo-se registado votos contra do PSD, CDS-PP e PCP. 

* O conceito "barrigas de aluguer" é intencionalmente perjurativo, "gestação de substituição" é o termo certo. O acto está sujeito a pequenas negociatas, por outro lado o substantivo banqueiro não é perjurativo e está afecto a enormes e vergonhosas negociatas.


.
.

JORGE RIVOTTI

Vida de Gaveta

video

.
.
HOJE NO
"i"
Quase 500 idosos 
cometeram suicídio em 2014

Em Portugal, as maiores taxas de suicídio verificam-se na população mais velha. Razões culturais mas também falta de apoio contribuem para o fenómeno.

O risco é mais elevado nos homens com mais de 75 anos e doenças crónicas incapacitantes. Escondido, muitas vezes dentro das próprias famílias, o suicídio de idosos em Portugal atinge números negros: segundo dados do Instituto Nacional de Estatística, em 2014, 491 portugueses com mais de 65 anos puseram termo à vida, mais 42 pessoas do que no ano anterior.
 .
O combate à solidão e maiores redes de apoio social e saúde mental são vistos como determinantes para diminuir o sofrimento dos mais velhos. Em Portugal continuam a faltar respostas.

Segundo os dados mais recentes do Instituto Nacional de Estatística, os suicídios de idosos perfazem 40% do total e a população mais velha apresenta as taxas de mortalidade mais elevadas por esta causa, em particular os homens com mais de 75 anos. Em 2014, 311 pessoas com mais de 75 anos puseram termo à vida, 76 das quais com 85 anos ou mais.

Nos últimos anos, a nível mundial, tem havido um aumento das taxas de suicídio em grupos populacionais mais jovens, um fenómeno ligado ao abuso de bebidas alcoólicas, mas também à crise social e económica. Em Portugal, de 2013 para 2014 registou-se um aumento da taxa de suicídio entre os 55 e os 64 anos para o valor mais elevado desde 2004, mas os números mais elevados persistem na população acima dos 75 anos.

* Mais um legado de impressionante sucesso que Passos e Portas deixaram ao país.


.
.

Filip Timotijevic

video

POSES PARA CATÁLOGO

.
.
HOJE NO 
"A BOLA"

Real Madrid 
é o clube mais valioso do Mundo
 .
O Real Madrid é, pelo quarto ano consecutivo, o clube de futebol mais valioso do Mundo, segundo a lista da revista Forbes. Nas contas entram os contratos de direitos desportivos, prémios por campanhas bem-sucedidas nas provas da UEFA e a faturação com a venda de bilhetes.

A equipa da capital espanhola está avaliada em 3,65 mil milhões de dólares, deixando assim o Barcelona na segunda posição, com 3,55 milhões de dólares. No entanto, ambos os clubes viram o seu valor aumentar em 12 por cento relativamente ao ano anterior

Apesar das equipas espanholas liderarem a tabela, os ingleses são aqueles que têm uma maior presença no top-10, colocando seis equipas na lista. Dentro destes, o Manchester United é mais valioso, fechando o pódio, com 3.32 milhões de dólares.

De sublinhar que há apenas uma equipa desportiva no mundo que consegue bater os dois clubes espanhóis: o Dallas Cowboys, uma das equipas mais populares no futebol americano, que é avaliada em quatro mil milhões de dólares pela Forbes.


Top-10 dos clubes mais valiosos do mundo

1. Real Madrid | 3.645 milhões de dólares | 12 % mais que o ano passado| 694 milhões de ingressos

2. Barcelona | 3.549 milhões de dólares | 12 % mais | 675 milhões de ingressos

3. Man. United | 3.317 milhões de dólares | 7 % mais | 625 milhões de ingressos

4. Bayern Munique | 2.678 milhões de dólares | 14 % mais | 570 milhões de ingressos

5. Arsenal | 2.017 milhões de dólares | 54 % mais | 524 milhões de ingressos

6. Man. City | 1.921 milhões de dólares | 40 % mais | 558 milhões de ingressos

7. Chelsea | 1.661 milhões de dólares | 21 % mais | 505 milhões de ingressos

8. Liverpool | 1.548 milhões de dólares | 58 % mais | 471 milhões de ingressos

9. Juventus | 1.299 milhões de dólares | 55 % mais | 390 milhões de ingressos

10. Tottenham | 1.017 milhões de dólares | 69 % mais | 310 milhões de ingressos

* O Real Madrid é uma espécie de "slot machine" do futebol, repare-se que nos dez primeiros clubes do mundo estão 6 clubes ingleses.


.
.
 PECAMINOSAS












.
.

HOJE NO 
"AÇORIANO ORIENTAL"
Chuva afasta peregrinos de negócios
 que rodeiam Santuário de Fátima

A chuva parece estar a afastar a clientela dos inúmeros negócios que rodeiam o Santuário de Fátima, mas a visita do papa Francisco, agendada para 2017, anima os empresários locais, confiantes em melhores dias.
  .
Por volta das 10:30, as lojas nas laterais do Santuário, que recebe hoje e na sexta-feira a peregrinação internacional, 99 anos depois das aparições, registavam poucos clientes e as queixas dos proprietários iam avolumando-se, apesar da crença em negócios mais lucrativos para 2017.

Há 25 anos numa das lojas de artigos religiosos e outros, Lúcia Silva contou à agência Lusa que os clientes, como passam “apressados”, por “causa da chuva”, não têm permitido grande negócio.
“Está fraquinho. A chuva atrapalha muito o negócio”, disse a comerciante, que garante que a visita do papa Francisco vai animar a cidade de Fátima em 2017.

O papa Francisco “preenche muito as pessoas e tem superado todas as expectativas”, argumentou.
Florinda Neves, que também se dedica à venda de artigos religiosos, lamentou o “tempo mau” e a “pouca gente que tem aparecido”.

“Muitos já vieram, pagaram a promessa e foram embora. E a crise está cada vez mais acentuada”, disse à Lusa Florinda Neves, também esperançada na recuperação económica com a visita do papa Francisco.
A comerciante diz ainda que as pessoas “só compram ‘coisitas’ de um euro, 50 cêntimos”.
“Coisas para cima de cinco euros já são consideradas caras”, lamentou.

Mais animado estava José Gonçalves, que assume que o seu restaurante/café regista uma melhoria de “500%” em comparação com um “dia normal”.

“Está a correr bem, acaba por ser sempre igual. Apesar disso, este ano, como a peregrinação se cola ao fim de semana, as pessoas acabam por vir mais repartidas”.

E para o ano, com o papa Francisco? “Vai ser o fim do mundo”.
O cardeal patriarca de Lisboa, Manuel Clemente, preside hoje e na sexta-feira à peregrinação internacional que decorre no Santuário de Fátima e que celebra o 99.º aniversário das aparições.
Em 2017, ano em que se comemora o centenário das aparições, é esperada a presença em Fátima do papa Francisco.

"O meu espírito alegra-se em Deus, meu Salvador" é o tema desta peregrinação que, além das habituais cerimónias litúrgicas, inclui o acolhimento da imagem da Virgem Peregrina - que viajou ao longo de um ano pelas 21 dioceses portuguesas do continente e ilhas, conventos e mosteiros de clausura - e a consagração dessas mesmas dioceses a Nossa Senhora de Fátima.

A peregrinação abre oficialmente hoje na Capelinha das Aparições, com uma saudação a Nossa Senhora e aos peregrinos, agendada para as 18:30. Pelas 21:30, no recinto do Santuário, decorre o rosário, seguido da Procissão das Velas, após a qual o cardeal patriarca de Lisboa, Manuel Clemente, preside à missa no novo altar.

Na sexta-feira, 13 de maio, a celebração final começa às 09:00, com o rosário na Capelinha das Aparições. Segue-se, às 10:00, a procissão para o altar, missa, a tradicional bênção dos doentes, consagração e procissão do adeus.

* Fátima é o maior shopping do mundo, as caixas das esmolas do recinto deviam ser esculpidas com cabeças de moreia, passam por lá milhões de euros sem que se pague IRC ou IVA e IMI muito menos, uma pouca vergonha.


.
.
DOUTRO SÉCULO
III - ARMAS, GERMES E AÇO
AS RAÍZES DO PODER
4- ENTRE OS TRÓPICOS

video


* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.


.