segunda-feira, 9 de maio de 2016

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

.

8-OS SEGREDOS DO
LIVRO DO PRESIDENTE
video

ÚLTIMO EPISÓDIO
 
NA DESPEDIDA DE BARACK OBAMA
 
* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.


5-OUT OF CONTEST

FOR PINA BAUSCH
video



BALLET MODERNO NUMA DAS SUAS MAIS BELAS EXPRESSÕES




* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.
HOJE NO
 "JORNAL DE NEGÓCIOS"

Governo confirma cortes em escolas
 com contrato de associação

Foram identificadas “redundâncias” em escolas com contrato de associação, anunciou o Governo. O que significa que vão mesmo avançar os cortes às escolas privadas. Executivo deu cobertura ao ministro da Educação.

 Vão mesmo avançar os cortes no financiamento de escolas com contratos de associação, confirmou esta segunda-feira a ministra da Presidência. O Governo procedeu a um estudo "rigoroso" da rede de ensino pública para perceber se existiam "redundâncias", isto é, escolas privadas a receber financiamento onde existe oferta estatal. 
.
Maria Manuel Leitão Marques confirmou que o estudo "permitiu a identificação de redundâncias", que não identificou nem detalhou, remetendo mais informações para o final da semana, altura em que o Ministério da Educação deverá "dar detalhes" sobre o estudo levado a cabo, e que permitirá perceber, em concreto, quais as escolas que deixam de receber 80.500 euros de financiamento público por turma.

"Este estudo está a ser feito caso a caso, escola a escola, município a município, de modo a revelar as especificidades de cada situação, que serão devidamente tidas em conta", afiançou ainda. O objectivo é pagar apenas o que é necessário pagar. Será com base no referido estudo que se vai decidir o que financiar, "apenas onde se registe insuficiência ou carência da rede pública", precisou.

Foi Maria Manuel Leitão Marques quem falou aos jornalistas porque a decisão de rever o financiamento "é de todo o Governo". E também para mostrar que o Executivo apoia o ministro da Educação depois das "inaceitáveis as declarações do líder do PSD", Passos Coelho, que "insinuou a existência de outros interesses" por parte de Tiago Brandão Rodrigues. A ministra exigiu que Passos concretize as suspeitas levantadas.

Antes da intervenção da ministra, uma delegação que representava professores e encarregados de educação de alunos de escolas com contratos de associação, em Lisboa para entregar 50 mil cartas ao primeiro-ministro a pedir a manutenção do  actual financiamento, reuniu-se com o assessor para os Assuntos Económicos de António Costa.

Nessa reunião, segundo contou ao Negócios Sandra Gonçalves, que representa os pais da escola Didáxis, em Vila Nova de Famalicão, foi dito à delegação que "o despacho ia levar à avaliação da rede caso a caso para descobrir as redundâncias", mas não foram dadas "nenhumas garantias" sobre o que iria acontecer.

Marcelo Rebelo de Sousa afirmou, também esta segunda-feira, que não compreende a polémica. "De quando em vez tenho dificuldade em perceber afrontamentos menos aparentes, que existem no domínio da educação por exemplo". 

* Nem outra coisa seria de esperar, porque é que os empreendedores do ensino privado querem chupar na teta do Estado de qualquer maneira, quem não é competente não se estabelece. 
Quando é que a  igreja católica  começa a pagar IMI???? Ingrominar as almas é serviço público?

.
.


 MINUTOS DE

CIÊNCIA/100


MATEMÁTICA ENEM

GEOMETRIA ESPACIAL

Esfera

video


.

.
.
HOJE NO
"DESTAK"
Governo dos EUA processa Carolina do
. Norte por lei que viola direitos civis

O governo dos Estados Unidos processou hoje a Carolina do Norte e o seu governador por causa de uma lei contra a comunidade lésbica, gay, bissexual e transexual (LGBT), que viola os direitos civis. 
 .
A lei em causa, aprovada pelo governador republicano da Carolina do Norte, Pat McCrory, obriga a comunidade LGBT a utilizar as casas de banho públicas segundo o sexo indicado no certificado de nascimento.

A procuradora-geral dos Estados Unidos, Loretta Lynch, salientou que a lei aprovada na Carolina do Norte viola a lei de Direitos Civis de 1964, que proíbe qualquer tipo de discriminação e "dignidade e respeito" com todos os seres humanos. 

* A Procuradora Geral é corajosa, as mulheres em todo o mundo são muito corajosas, mais que os machos.


.
.


III-TERRA SÚOR

E TRABALHO

3-GADO

video


* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.


.
.
HOJE NO
"i"

Portas quis “angolanizar” a justiça
. portuguesa, diz ex-PM angolano

Marcolino Moco coloca Portas entre elite “masoquista” portuguesa que sente que Lisboa deve ser subserviente e aceitar tudo aos angolanos.

Marcolino Moco veio a Lisboa dizer que a relação entre Portugal e Angola há muito que é desigual. Em entrevista à agência Lusa, o antigo primeiro-ministro angolano comentou as declarações de Paulo Portas que, durante um período tenso nas relações entre os dois países e na qualidade de governante português, alertou para o risco da “judicialização” destas relações. 
.
Moco considera “mirabolante” a palavra de Portas e entende que, ao procurar acautelar esse risco, o ex-vice-primeiro-ministro propôs que fosse Portugal a “angolanizar a sua justiça”.

Paulo Portas foi o alvo escolhido pelo primeiro secretário executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (1996/2000), que notou que quando chegam a “Portugal assuntos relacionados com Angola, Portugal abandona a sua regra de diamante, que é a de separação do poder político e judicial”.

Segundo Moco, há uma “manipulação de conceitos” em torno das relações luso--angolanas, sobretudo por parte de Luanda, que “politiza” problemas que existem entre pessoas e empresas, lembrando que, há alguns anos, “alertou” para a “permissão” portuguesa de vender setores estratégicos a empresários angolanos. “Já tinha alertado para que essa permissão de Portugal de vender setores estratégicos a ‘angolanos’ – porque não são uma classe empresarial verdadeira, são homens e mulheres do poder, que se eternizam no poder – havia de custar a Portugal. Acho que não me enganei, porque é justamente isso que está a acontecer hoje”, sublinhou.

“Perguntei, então, se a União Europeia não tinha uma forma de ajudar Portugal a livrar-se desta situação, que iria criar problemas. Ninguém me ouviu na altura. Era a altura do entusiasmo, do maná, mas nunca entendi que se chamasse crescimento económico à valorização, que tinha sempre de ser temporária, de um produto único para um país.”

O “milagre económico” de Angola era, porém, a frase mais destacada de então, acrescentou, o que permitiu que as coisas chegassem ao ponto de qualquer problema de negócios ser logo elevado ao nível de relações entre Estados. “O que é mais curioso, algo masoquista, é que alguma elite portuguesa acha que deve ser assim. Que os tais ‘angolanos’ devem exigir tudo o quiserem perante Portugal, como se Portugal tivesse alguma culpa.”


* Até que enfim que um angolano fala da subserviência do governo Passos/Portas face aos ditadores angolanos.


.

DIANA RALHA

.





Os corpos perfeitos das mães

Quando anunciei a vinda do meu quarto filho, trazendo ainda o terceiro ao colo e pendurado na minha mama, a coisa mais estapafúrdia que ouvi (para além do: “então e vocês lá em casa não têm televisão?”) foi: ‘Vais dar cabo do teu corpo!”

E quem me disse este grande disparate foi a minha mãe.

A verdade é que as mães nem sempre dizem as coisas que os filhos desejam ouvir.
Temo-las como criaturas superiores, com resposta certa na ponta da língua, com solução em contrarrelógio para os mais diabólicos e milenares quebra-cabeças; guardiãs de toda a sabedoria de vida; torniquetes para todas as aflições.

As mães são, realmente, uma amostra do poder e do esplendor da natureza. Mas são humanas. Por isso, erram e, por vezes, atiram para canto, e falham em toda a linha. E fazem-nos a torto e a direito com os filhos. Quando o assunto são eles o coração anda ao lado da boca (quando não está nas palminhas das mãos, em permanente aflição).

Não sei o que passou pela cabeça da minha mãe para me dizer aquilo. Desconcertou-me e indignou-me verdadeiramente.

Fui a correr para a as suas saias, tão aflita (deixei o meu marido sozinho em casa a mastigar a notícia, abandonei-o à sua sorte, sem querer saber), à espera de ser reconfortada e tranquilizada como só uma mãe sabe fazer, e ela, que é a pessoa mais despojada de vaidades que conheço, opta por disparar argumentos sobre o efeito de mais uma gravidez no meu corpo.

Penso muito nesta tirada infeliz, no efeito que ela teve em mim.

Qualquer corpo que se mexe, que tem frio e tem calor, que se eriça e que se esfola, que dança e que vibra, que emagrece e que engorda conta uma história.

O meu corpo não é excepção.
E ficou amolgado com esta bujarda maternal.
Mas como qualquer boa marretada inesperada e a sangue frio, naquele dia tive uma epifania.
Ninguém acredita o que este corpo já passou para gerar uma vida: alargou, arredondou-se, desafiou as mais elementares leis da gravidade e da física, multiplicou-se, e a certa altura transbordou.
Este corpo incrível foi a primeira morada dos meus quatro filhos.

Foi o seu templo e esconderijo solitário, escuro e morno, durante nove meses.

Este corpo extraordinário rearranjou-se por dentro e por fora para concebê-los, e acarinhá-los na primeira e solitária viagem das suas vidas.

Também por quatro vezes, esta máquina perfeita recusou-se a expulsar os seus inquilinos e, por isso, um cirurgião incrível, golpeou-me o ventre, resgatou-me os filhos, perfeitos, das entranhas, e entregou-mos nos braços para que a história pudesse continuar comigo sempre perto.

E, das quatro vezes, este meu corpo retalhado e costurado recuperou na perfeição, ajeitando-se para repetir uma e outra vez a façanha descomunal de gerar uma vida.

Dizem-e que não é bonito. Que está flácido, que não posso ir à praia de biquini, que está desfeito, pendurado.

E eu rejeito que tentem envergonhar-me pelo meu incrível corpo.

Tenho um corpo que é um monumento, que está cheio de marcas de amor, tatuagens de feitos incríveis, meus e dos meus quatro filhos. O meu corpo desvenda toda uma epopeia que continua a ser escrita fora das suas fronteiras, que começa em cada sulco de estrias que o percorrem de alto a baixo.
Eu nem sempre soube que o meu corpo era tudo isto.

E eu nem percebia como é que alguém o podia achar bonito e objecto de admiração.
Quem mo explicou - nas entrelinhas, da forma mais atabalhoada possível - foi a minha mãe.
“Vais dar cabo do teu corpo!”

Foi assim que eu descobri que ela não tinha medo que eu deixasse de caber nas calças, que voltasse perigosamente aos 100 quilos. Ela quis dizer-me que o meu corpo é um santuário, que eu tenho um corpo perfeito de mãe que tenho que acarinhar.

Às vezes, é preciso uma ajuda para abrir os olhos, para ver para lá do espelho. Por isso, obrigada, VISÃO, por lembrares às Mães o quão incríveis e belos são os seus corpos, nas suas infinitas formas e imperfeições desenhadas a cizel por mãos e pezinhos de bebé.


* Diana Leiria-Ralha, 37 anos, é mãe de quatro filhos e autora do blog A Família Numerosa. Estudou Publicidade, porque tinha jeito para escrever e fazer bonecos, mas nunca exerceu. Tropeçou várias vezes nos soluços do destino, que a levaram a territórios inesperados: foi jornalista de Economia e de Política Local e é, actualmente, consultora de comunicação. É deslumbrada pelos pequenos grandes milagres da vida, e tem um magneto para atrair eventos extraordinários. Depois de muitos desaires, atinou e dedica esta vida a ser feliz.

IN "VISÃO"
06/05/16


.
.


864.UNIÃO


EUROPEIA


THERESA MAY

.
HOJE NO
"A BOLA"

Comitiva recebida em Lisboa por cerca
 de duas centenas de adeptos

A comitiva do Benfica chegou a Lisboa depois das 2 horas da madrugada, tendo sido recebida em festa no aeroporto por cerca de duas centenas de adeptos.
.
Também no estádio da Luz, onde o autocarro com jogadores e equipa técnica já chegou perto das 3 horas, havia alguns adeptos para uma recepção cheia de entisiasmo, muitos esperaram que os jogadores saíssem nos seus carros.

A festa, depois da vitória sobre o Marítimo por 2-0, já tinha começado no aeroporto do Funchal, para onde muita gente de deslocou após a partida.

* Não temos nada contra festejos  e a vitória teve mérito, mas os adeptos não trabalham segunda de manhã?

.
.

1-OS PRISIONEIROS
 DA MAGREZA

video


ANOREXIA E BULIMIA EM DESTAQUE


.
.

VII-Engenharia Extrema

2-PLATAFORMA
DE GÁS TROLL

video


* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.

HOJE NO 
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS
 DA MADEIRA"
Europa já deu mais de 4 mil milhões 
a fundo perdido à Madeira

Incluindo as verbas que já estão alocadas à Região até 2020, desde 1989 que a Madeira beneficiou de "mais de 4 mil milhões de euros a fundo perdido de fundos estruturais", revelou esta tarde o secretário regional dos Assuntos Parlamentares e Europeus, à margem do 'Café Europa', a iniciativa que decorre no Museu de Imprensa da Madeira, para assinalar o Dia da Europa que hoje se comemora.
.
O DIA DA EUROPA
Sérgio Marques fez as contas dos muitos milhões que reflectem a "solidariedade europeia", quer os montantes já recebidos, quer aqueles que estão previstos no actual quadro de programação dos fundos estruturais, e a soma, como reconheceu, traduz-se de facto num "volume de recursos muito significativo que permitiu a transformação da Região, que está à vista de todos", apontou.

Para o governante que já foi eurodeputado, "isto é bem a prova de quão importante foi para a Madeira ter, desde início do processo de adesão, tomado uma opção pela adesão plena ao projecto europeu", sublinhou.

'30 Anos de Ultraperiferia Europeia: o que mudou?' foi de resto o tema em debate. Antes de falar aos presentes, numa palestra que contou também com as intervenções de Marco Teles, Centro de Informação Europe Direct Madeira, e Pedro Coelho, presidente da Câmara Municipal de Câmara de Lobos, Sérgio Marques lembrou que a ultraperiferia é um“conceito que em sido muito proveitoso” para a Madeira por assumir-se com de integração no projecto europeu . 

"É um conceito que faz todo o sentido, porque reconhece de certa forma o nosso direito à diferença no âmbito da União Europeia", ou seja, tratar-nos de maneira diferente aquilo que é diferente. É assim que faz sentido aplicar o princípio da igualdade”, defendeu.

* O direito à diferença quer dizer o direito à mama.

.
.

Rogério Charraz

Grito Vagabundo

video

.
.

HOJE NO 
  "DIÁRIO ECONÓMICO"
Cáritas apoiou mais de 
13 mil pessoas por mês em 2015

A Cáritas Portuguesa garantiu apoio a mais 771 pessoas por mês do que em 2014. Na Europa, a instituição estima que existam cerca de 123 milhões de pessoas em situação de pobreza. 
.
A Cáritas Portuguesas apoiou, em média, 13.448 pessoas carenciadas por mês em 2015, ano em que registou 161.379 atendimentos, mais 771 face ao ano anterior (um aumento de 0,5%), segundo dados do Núcleo de Observação Social, divulgados pela Lusa.

Os problemas relacionados com o baixo rendimento, as dívidas com água, gás, alimentação, entre outros, continuam a motivar o maior número de pedidos de ajuda - 9% dos atendimentos destinaram-se a ajudar problemas relacionados com a família e outros 9% para apoiar casos relacionados com a habitação.

Os problemas relacionados com a saúde e a escolaridade têm valores inferiores, com 6 a 8%, assim como a integração social e o grupo sócio-cultural, com 2 a 3% do total dos atendimentos.
Contrariamente ao que aconteceu em 2014, em que os atendimentos tiveram um "crescimento muito significativo" face ao ano anterior (mais 19% de famílias e 15,5% de pessoas), em 2015 os valores mantiveram-se próximos dos do ano anterior, refere o relatório publicado no 'site' da organização da igreja católica.

"Tal constatação permite concluir que em 2015 houve uma estabilização nos valores dos atendimentos reportados após o grande crescimento verificado em 2014 face a 2013", sublinha a organização da igreja católica.

O relatório da Caritas Europa - 'End Poverty in Europe: Our solutions to make it happen' -, lançado no passado dia 14 de Abril, na Holanda, refere que existem actualmente, na Europa, cerca de 123 milhões de pessoas em situação de pobreza.

* Uma obra fenomenal de solidariedade !

.
.
À BEIRA DO PRECIPÍCIO

video


.
.
HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Cantora detida em hotel 
com 1kg de cocaina 

Estrangeira de 32 anos ia distribuir droga para Espanha. 

A Polícia Judicária deteve uma cantora de 32 anos num hotel do Porto por tráfico internacional de droga. A Diretoria do Norte daquele organismo identificou a mulher e conseguiu proceder à detenção numa altura em que a mesma se preparava para receber mais de um quilo de cocaína que iria colocar em circulação. 
 .

A droga estaria acondicionada em 40 embalagens transportadas e dissimuladas no interior do corpo de outro homem, que já tinha sido detido, com o objetivo chegarem até Espanha. A detida é, segundo comunicado da PJ, uma cantora estrangeira com 32 anos, "fortemente indiciada pela prática de um crime de tráfico internacional de estupefacientes". 

*E além da  cocaína o que é que ela canta?

.
.
L E R D Õ E S


.
.
HOJE NO
"OBSERVADOR"

Sindika Dokolo, marido de Isabel dos Santos, comprou o maior diamante encontrado em Angola

O empresário angolano comprou um diamante de 404 quilates, o maior encontrado em Angola até ao momento. A compra foi feita através de uma empresa suíça detida a 70% por Isabel dos Santos. 
.
O TAREFEIRO/CONJUGE DA 
"ZEDUZITA" QUE VESTE UM MODELO
"ROSA PAQUIDERME"
O empresário angolano Sindika Dokolo comprou o maior diamante encontrado até ao momento em Angola, com 404 quilates. A aquisição foi feita através da empresa de joalharia suíça De Grisogono S.A. detida pelo empresário, refere o Jornal de Negócios.

Os direitos de polimento da pedra preciosa foram comprados à empresa Nemesis International DMCC, do Dubai, segundo noticiou a agência Bloomberg no domingo passado. A venda dos direitos foi anunciada em conferência de imprensa por Nickolas Polak, da Nemesis Internacional, mas o valor envolvido na transação não foi divulgado.

Em fevereiro, quando o diamante em bruto foi descoberto na mina do Lulo, na província angolana de Lunda Norte, pela australiana Lucapa Diamond Company, a empresa comunicou a venda do maior diamante encontrado em Angola (de 404, 2 quilates) por 16 milhões de dólares (cerca de 14 milhões de euros). Segundo a Bloomberg, a pedra terá agora custado cerca de 22,5 milhões de dólares (cerca de 20 milhões de euros).

A pedra preciosa é o 27º maior do mundo e vai demorar seis meses a ser lapidada segundo Omar Chaoui, director-geral da De Grisogono para o Médio Oriente e Índia.

Em declarações ao Jornal de Negócios, Sindika Dokolo afirmou que o negócio foi realizado “em parceria entre a Sodiam (a sociedade de diamentes do Estado angolano) e a De Grisogono”. O objetivo é transformar a empresa suíça conhecida por vender “as melhores pedras do mundo ao melhor preço, com o melhor design”, disse o empresário que é casado com Isabel dos Santos, proprietária de mais de 70% da De Grisogono.

* Enquanto este brilhante negócio de "Da o kolo" se realiza milhões de angolanos não têm dinheiro para comprar uma aspirina


.
.
Pais falam para padrastos, 
o que pensam deles!

video



.
.
HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Líder interino da Câmara dos Deputados anula tramitação do impeachment de Dilma

Waldir Maranhão, substituto de Eduardo Cunha na presidência da Câmara, assinou decisão para anular tramitação do processo

A decisão de Waldir Maranhão anula as sessões da Câmara dos Deputados que trataram do processo de impeachment de Dilma na Câmara dos Deputados. O líder interino da casa, que substituiu Eduardo Cunha após o afastamento deste pelo Supremo Tribunal Federal, faz com que o processo de destituição, que já está no Senado, volte à Câmara.
 .
O motivo para esta decisão seria a interpretação de que a votação ultrapassou os limites da denúncia feita contra Dilma por crimes de responsabilidade - tratando da questão da Lava-Jato e não só das supostas irregularidades orçamentais.

Esta tarde, o presidente do Senado, Renan Calheiros, convocou uma reunião de emergência com os líderes partidários, na sua residência oficial em Brasília, para discutir que medidas deverão ser tomadas após esta decisão do líder interino da câmara baixa, noticia a Folha de S.Paulo.

A presidente Dilma Rousseff, que falava à imprensa no momento em que a notícia da decisão se tornou pública, assumiu não ter ainda confirmação oficial. "Mas não podia fingir não saber" aquilo que aqueles os presentes também sabiam, afirmou, assumindo: "Não sei quais são as consequências". Admitiu, no entanto, que o processo de impugnação esteja, assim, "suspenso".

O jornal brasileiro A Folha de São Paulo escreve que a decisão de Waldir Maranhão ainda não é conhecida na íntegra, visto que só será publicada amanhã, terça-feira, em Diário da Câmara.

Em nota divulgada à imprensa, Maranhão afirma que tomou a decisão após ter tomado conhecimento de um ofício enviado pela Advocacia Geral da União (AGU) à Câmara, que pedia a anulação da sessão realizada nos dias 15, 16 e 17 de abril. Nesta sessão, houve a votação em plenário do parecer dos deputados que recomendava a continuação do processo de destituição contra a Presidente Dilma Rousseff, enviada posteriormente para o Senado (câmara alta).

Os advogados da chefe de Estado pediram a anulação desta sessão apontado que os parlamentares haviam justificado o voto com argumentos diferentes dos usados na denúncia, questionando também que não poderia ter havido interferência dos partidos no dia da votação.

Waldir Maranhão negou o argumento sobre justificativas apresentadas pelos deputados para dar o voto, mas aceitou outras alegações e anulou a votação do processo.

"Acolhi as demais arguições, por entender que efetivamente ocorreram vícios que tornaram nula de pleito de direito a sessão em questão. Não poderiam os partidos políticos ter fechado questão ou firmado orientação para que os parlamentares votassem de um modo ou de outro, uma vez que, no caso deveriam votar de acordo com as suas convicções pessoais livremente", diz o comunicado.

Ele também considerou que o resultado da votação deveria ter sido formalizado por uma Resolução, seguindo a tramitação que aconteceu no caso do impeachment do ex-Presidente Fernando Collor de Mello, em 1992. "Por estas razões, anulei a sessão realizada nos dias 15, 16 e 17 e determinei que uma nova sessão seja realizada para deliberar sobre matéria no prazo de cinco sessões contados da data em que o processo for devolvido pelo Senado à Câmara dos Deputados", concluiu.

* Depois das barbaridades que se ouviram na Câmara dos Deputados quando da votação do impeachment, só resta dizer que  Waldir Maranhão é corajoso, ao contrário do antecessor que é corrupto.


.
.

PATRIMÓNIO DA HUMANIDADE
















.
.
 
HOJE NO
"RECORD"

Pedro Venâncio: 
«O Benfica tem uma equipa muito adulta»


Os jogadores do Sporting, que passaram o testemunho ao Benfica no que diz respeito ao título de iniciados, ainda estiveram em campo uns minutos após o final do jogo mas apenas para agradecer aos seus adeptos, retirando-se de seguida. 
 .
Já de banho tomado, cabisbaixos, foram saindo enquanto ainda se ouviam os cânticos da festa no balneário do rival. No final saiu Pedro Venâncio, técnico dos leões.


Abordado por Record, foi curto e rápido: "Parabéns ao Benfica, é o novo campeão. Sempre me guiei pela ética desportiva, por isso dou-lhes os parabéns pelo título", começou por dizer, antes de lançar a farpa: "Ganharam, apesar de terem um infantil a jogar nos sub-15, mas mesmo assim têm uma equipa muito adulta..." Quando lhe pedimos para concretizar, limitou-se dizer: "Investiguem, sei o que estou a dizer." 

 
* Alguém vai investigar? Valia a pena.

.