segunda-feira, 11 de abril de 2016

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

.
  
4-OS SEGREDOS DO
LIVRO DO PRESIDENTE

video


NA DESPEDIDA DE BARACK OBAMA



* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.


.
..


1- OUT OF CONTEST

FOR PINA BAUSCH

video


BALLET MODERNO NUMA DAS SUAS MAIS BELAS EXPRESSÕES


.
.

HOJE NO 
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Estudantes avisadas: saias curtas
. "distraem rapazes e professores"

Foi pedido a raparigas adolescentes num liceu neozelandês que usassem saias mais compridas para não causarem distrações na escola

Um liceu neozelandês pediu às suas alunas que usassem saias mais compridas para não "distraírem" os colegas e os professores do sexo masculino. De acordo com o jornal The Guardian, 40 alunas do 11.º ano no liceu de Henderson, em Auckland, foram chamadas a uma reunião onde lhes foi dito que as bainhas das saias teriam de descer.
 .
A diretora do liceu, Cherith Telford, terá dito às alunas nessa reunião que a mudança no comprimento das saias, até ao nível do joelho, tinha a intenção de "manter as raparigas seguras, impedir os rapazes de ficar com ideias, e criar um bom ambiente de trabalho para os funcionários e professores do sexo masculino".
Pais, estudantes e personalidades públicas criticaram a decisão do liceu de Auckland. Uma estudante do liceu citada pelo The Guardian afirmou não ter problema com um código de vestuário, mas que era o raciocínio a justificá-lo que a preocupava. Para Sade Tuttle, o problema está no facto de o código de vestuário ser dirigido apenas às raparigas, responsabilizando-as por distraírem os rapazes.

"Estou muito irritada com isto", disse a comentadora feminista Deborah Russell, professora universitária. "Passa a mensagem de que as mulheres são responsáveis pelo comportamento sexual dos homens, e também envia uma mensagem desagradável aos jovens rapazes de que o seu comportamento sexual não é controlável".

* A culpa é sempre do sexo feminino, será a directora da escola uma pessoa mal resolvida?

.
.


 MINUTOS DE

CIÊNCIA/96


MATEMÁTICA ENEM

GEOMETRIA ESPACIAL

PRISMAS

video


.
.
HOJE NO
"RECORD"
Leões sobem ao 6.º lugar do ranking 
dos clubes com mais sócios

O Sporting anunciou, no seu site oficial, ter subido uma posição no ranking dos clubes com mais sócios no Mundo, ocupando agora o sexto posto, com 138 mil associados, após ultrapassar o Internacional de Porto Alegre. Um momento que ficou para a posteridade também pelo facto de o sócio número 138 mil ser Marcelo, um jovem brasileiro que em 2013 criou um site de apoio ao Sporting e que esteve em Alvalade no último encontro dos leões.
.
"Fico contente que o Marcelo tenha contribuído para este marco histórico no Sporting, ainda por cima ultrapassando um clube que também é rival dele no Brasil (o Marcelo é do Palmeiras lá). É uma dupla alegria para o Marcelo e para nós é exactamente aquilo que queremos melhorar e os adeptos do Sporting têm aderido a esta vontade de subirmos na escala. Vamos em sexto e estamos a aproximar-nos do Top-3. Havemos de cumprir esse objetivo", afirmou Bruno de Carvalho ao site do clube verde e branco.

Recorde-se que o presidente do Sporting estabeleceu, numa recente entrevista à Sporting TV, que pretende mais 35 mil sócios na próxima temporada.

* Como sportinguistas ficamos contentes mas queremos o campeonato que Bruno Carvalho prometeu e para o conseguir despediu Marco Silva que já é campeão nacional da Grécia, país que derrotou Portugal na final do Campeonato Europeu 2004.

.
.
.

II-TERRA SÚOR 

E TRABALHO

4- TRIGO

video



* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.
HOJE NO 
"JORNAL DE NOTÍCIAS"
Deputado do Bloco 
impedido de entrar em escola

O deputado do BE Luís Monteiro foi impedido de entrar na Escola Básica 2,3 de Santa Comba Dão, onde iria reunir com a associação local de pais, mesmo após se ter identificado como parlamentar. Após o Governo ter sido alertado para o caso, o estabelecimento pediu desculpas.
.
O incidente ocorreu na última sexta-feira, dia 8, pelas 18 horas, tendo o deputado eleito pelo círculo do Porto questionado o Governo, esta segunda-feira, pela decisão da direção do estabelecimento.

Ao JN, Luís Monteiro explicou que a visita destinava-se a conhecer o "grave" problema de aquecimento que se verifica no estabelecimento. "Tive de reunir depois com os pais numa esplanada", contou, denunciado a violação "de um direito constitucional".

"Tinha enviado, duas semanas antes, emails com pedidos de reunião à Associação de Pais e à direção da escola. Os pais responderam que estariam disponíveis. Mas da escola não recebi qualquer resposta, até ao próprio dia em que iria a Santa Comba Dão, em que mostraram indisponibilidade de agenda", explicou.

Apesar da insistência do parlamentar, o funcionário da escola não permitiu a sua entrada no estabelecimento.

Segundo o bloquista, já esta segunda-feira, após a pergunta enviada ao Ministério da Educação, chegou um pedido de desculpas dos responsáveis escolares - que antes tinham mostrado indisponibilidade em receber o político. "Alegam uma falha de comunicação", revelou.

* Ainda há gente salazarenta naquela terra!

.

MARGARIDA FONSECA

.




 palavras


1. A promessa de duas bofetadas fez cair um ministro. Já caído nas bocas do Mundo, defendido e atacado na rede social que escolheu para tal "desabafo", João Soares explicou, no seu pedido de demissão, não aceitar "prescindir do direito à liberdade e à palavra".

2. A artista plástica Joana Vasconcelos deu a conhecer o que levaria numa mochila se fosse refugiada. Joias, óculos de sol, phones e o ipad foram palavras que levaram a críticas tão fortes como uma tonelada de panelas Silampos.

3. António Grilo, subdiretor do Colégio Militar, admitiu que os alunos homossexuais são convidados a sair daquela instituição. A vergonha por tais palavras terá levado o chefe do Estado-Maior do Exército, general Carlos Jerónimo, a pedir a demissão. Marcelo aceitou de rajada.

4. Francisco, o Papa que eu gostava de conhecer (e a quem tentaria não perguntar "porquê tanto branco?"), conseguiu mais alguns pontos a favor da Igreja Católica. Defende maior integração para os católicos divorciados e em uniões de facto e pede maior tolerância para os homossexuais.

Moral da história: quando Eugénio de Andrade escreveu, em 1972, o poema "As Palavras" não imaginava que elas puxassem para a reflexão com tanta força como nesta semana. "São como um cristal, as palavras. Algumas, um punhal, um incêndio. Outras, orvalho apenas". E foram: cristal, punhal, incêndio e orvalho.

JORNALISTA

IN "JORNAL DE NOTÍCIAS"
 09/04/16

.
.


836.UNIÃO


EUROPEIA



.
HOJE NO  
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Negociação de PPP rodoviárias reduziu
. encargos para o Estado em 11,8%

A Unidade Técnica de Apoio Orçamental alerta que há custos e perda de receita potencial que falta contabilizar na renegociação de nove contratos.

A renegociação de nove concessões rodoviárias, iniciada em Dezembro de 2012, permitiu uma poupança líquida de 11,8% nos encargos para o Estado, em termos actualizados, ou seja, de 1.176 milhões de euros, aponta a Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) numa nota sobre a revisão destes contratos de parceria público-privada (PPP).
 .
De acordo com esta entidade, o processo de renegociação permitiu uma poupança de encargos brutos de 1.668 milhões de euros (o que representa uma diminuição de 16,7%), em valor actualizado para 2013.

No entanto, sublinha a UTAO, tendo em consideração o impacto financeiro do novo modelo de pagamento das grandes reparações e a transferência de titularidade da receita com portagens da Beira Interior para o parceiro privado – cujas estimativas ascendem a 356 milhões de euros (414 milhões considerando o IVA) e a 495 milhões respectivamente –  "a poupança líquida estimada é de 1.176 milhões de euros, em valores actualizados para 2013, correspondendo a uma redução de encargos de 11,8%".

O anterior Governo tinha determinado como objectivo uma redução dos encargos brutos com a totalidade das PPP rodoviárias de 30%.

A UTAO assinala ainda a existência de uma diferença entre o valor da poupança líquida apresentada no relatório do Orçamento do Estado para 2016, de 722 milhões de euros em valor actualizado, e o valor acima referido apurado com base na informação divulgada pela  Unidade Técnica de Acompanhamento de Projectos (UTAP).

Já o anterior Governo referiu sempre que a revisão destas nove PPP significariam uma poupança bruta de 2,9 mil milhões de euros, mas em termos nominais. 

Para esta entidade, o processo de renegociação agora concluído alterou o modelo de pagamento das grandes reparações e conclui-se que reduziu significativamente o valor estimado para os seus encargos. "No entanto, o novo modelo de pagamento das grandes reparações rodoviárias exige do sector público uma fiscalização eficaz, cujos custos não se encontram discriminados", avisa.

Outra das alterações relevantes acordada no âmbito da renegociação de alguns dos contratos, sublinha ainda, é a possibilidade de prorrogação do prazo de algumas concessões rodoviárias por três anos.

"Embora o período de prorrogação dos contratos não implique pagamentos por parte do sector público, existirá um custo de oportunidade para o Estado na medida em que abdicará de receita de portagem a que teria direito", avisa esta unidade técnica na mesma nota, dando conta que o valor de perda de receita não se encontra ainda estimado.

Segundo refere a UTAO, a entidade tutelada pelo Ministério das Finanças que acompanha estes contratos, a UTAP, "encetou contactos no sentido de obter informação relacionada com as previsões para os cenários de prorrogação dos contratos de concessão, não tendo ainda obtido a informação necessária para esse efeito".

Na mesma nota, a UTAP recorda também que o processo de renegociação das sete subconcessões rodoviárias ainda não se encontra concluído, estando apenas consensualizadas as alterações contratuais com duas subconcessionárias.

* A negociação das PPP's efectuada pelo governo de Passos/Portas é um sucesso aparente, o Estado ficou com o ónus das grande obras de reparação e entrega receitas.

.
.
7-OPERAÇÃO CONDOR
TERRORISMO DE ESTADO

NA AMÉRICA LATINA

ANOS 70 

video


.
.

VI-Engenharia Extrema

1-ENGENHARIA
DE GUERRA

video

* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.
 
HOJE NO
"DESTAK"

António Guterres inicia em Nova Iorque
. campanha para secretário-geral da ONU

António Guterres participa esta terça-feira num diálogo informal na Assembleia Geral da ONU, em Nova Iorque, uma iniciativa organizada pela organização para tornar mais transparente o processo de escolha do seu próximo secretário-geral. 
 .
Esta é a primeira vez que a ONU abre as portas ao processo de seleção do novo secretário-geral, respondendo a pressões internas e externas para tornar o processo mais aberto ao escrutínio do publico.

Oficialmente, o processo de escolha continuará o mesmo: numa reunião à porta fechada, o Conselho de Segurança aprovará um nome, tendo os cinco membros permanentes (Estados Unidos da América, Reino Unido, Rússia, França e China) direito a veto; esse nome será depois submetido para aprovação à Assembleia Geral. 

* OXALÁ!

.
.
Buraka Som Sistema

KALEMBA WEGUE WEGUE

video

.
.
HOJE NO  
"i"
Luís Castro Mendes. 
Uma estreia no governo

Luís Castro Mendes é o novo ministro da Cultura. Os amigos do PS garantem que não lhe faltam qualidades. É poeta e diplomata.
.
Quarenta e oito horas depois de João Soares ter apresentado a demissão, o primeiro-ministro escolheu para ministro da Cultura Luís Filipe Castro Mendes. “Recebo este convite com muita honra e como um grande desafio, e uma tarefa à qual darei o melhor de mim”, disse à SIC numa das primeiras intervenções públicas que fez após o convite para ser ministro da Cultura.

Ao contrário de João Soares, o novo ministro não tem experiência política e não é uma figura conhecida da maioria dos portugueses. Luís Filipe Castro Mendes, que irá tomar posse na próxima quinta-feira, é diplomata, poeta e o atual representante de Portugal junto do Conselho da Europa, em Estrasburgo. O novo governante é natural de Idanha-a-Nova e licenciou-se em Direito pela Universidade de Lisboa em 1974. No ano seguinte ingressou na carreira diplomática e exerceu funções em Nova Deli, Rio de Janeiro, Paris e Madrid.

Castro Mendes foi ainda assessor de Melo Antunes no Ministério dos Negócios Estrangeiros e, mais tarde, do Presidente Ramalho Eanes. Antes disso, Luís Castro Mendes esteve envolvido na criação do MES (Movimento Esquerda Socialista) e do Grupo de Intervenção Socialista, sendo próximo do ex-presidente da República Jorge Sampaio. Outra faceta do novo ministro é a de poeta. Entre as obras mais conhecidas estão a “Viagem de Inverno”, “O Jogo de Fazer Versos”, “Modos de Música” e “Os Dias Inventados”.

 O socialista José Lello é, há muitos anos, amigo do novo ministro e considera que António Costa “não podia ter escolhido melhor”, porque “é uma pessoa com uma obra muito relevante no plano da poesia e com uma grande sensibilidade”. Já Francisco Seixas da Costa, ex-embaixador de Portugal no Brasil e em França, diz que o novo ministro tem “um percurso interessante e foi um excelente cônsul-geral no Rio de Janeiro. Deixou uma grande memória pela ação cultural que desenvolveu no Rio de Janeiro”.

Um nome respeitado

Nas reações à escolha de António Costa, a porta-voz do Bloco de Esquerda disse que “é um nome respeitado”, mas o que “interessa é o concreto das políticas públicas” porque “será preciso fazer muito para estar à altura do que o país precisa”. Para Catarina Martins, “um país não será qualificado nem terá uma democracia exigente e uma cidadania ativa se não tiver a cultura presente no centro da política”.

Do lado do PCP, Jorge Cordeiro defendeu que o que importa é “a necessidade de, seja qual for o titular da pasta da Cultura, poder haver uma resposta ao conjunto de problemas que afetam todo o setor de que estamos a falar, que foi conduzido ao longo de anos, e particularmente nos últimos quatro anos, a um subfinanciamento crónico que prejudica a criação cultural e a proteção do nosso património e que deixa sem resposta milhares de produtores”.


* Ao contrário do que a notícia refere  Castro Mendes tem carreira política como diplomata e como assessor de Melo Antunes e Ramalho Eanes entre outros e ultimamente na U.E.. 
Desejamos-lhe muito sucesso na difícil missão que assumiu.

.
.

TINTA E SURF

video

.
.
HOJE NO
  "A BOLA"
Justiça
PSP que agrediu adepto do Benfica
. acusado de seis crimes
 .
O subcomissário Filipe Silva, da PSP de Guimarães, foi acusado pelo Ministério Público de seis crimes, por ofensa à integridade física, falsificação de documentos, denegação de justiça e prevaricação.

Em causa estão os incidentes ocorridos a 17 de maio do ano passado, após o final da partida entre entre Vitória de Guimarães e Benfica, no Estádio Afonso Henriques.

O subcomissário da PSP agrediu dois adeptos do Benfica de forma que o Ministério Público considera excessiva e sem justificação. Além das agressões, o agente da autoridade ainda está acusado de ter feito constar factos falsos sobre a ocorrência, imputando-se por isso ao subcomissário os crimes de falsificação de documento e de denegação de justiça e prevaricação.

* Para bem da PSP este senhor devia ser expulso da corporação para além do processo que decorre no tribunal.

.

bullying

.













.
.


HOJE NO 
"AÇORIANO ORIENTAL"
BE quer proibir financiamento público 
de touradas e circos nos Açores

O Bloco de Esquerda/Açores anunciou hoje que apresentou uma proposta na Assembleia Legislativa para proibir o financiamento público de espetáculos que inflijam sofrimento a animais, como touradas de praça e circos.
  .
"O que nós pretendemos neste momento é vedar o financiamento público ou outros apoios públicos indiretos a espetáculos que impliquem o sofrimento ou a morte de animais", frisou o colíder do BE/Açores Paulo Mendes, numa conferência de imprensa, em Angra do Heroísmo, ilha Terceira.

O projeto de decreto legislativo regional do BE já deu entrada na Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores e será discutida na Comissão de Assuntos Sociais antes de ser debatido em plenário.

Segundo Paulo Mendes, o objetivo da proposta não é proibir a realização de espetáculos com animais, como as touradas, mas canalizar as verbas públicas para outras áreas.

"Numa altura em que escasseiam meios públicos para reanimar a economia e criar emprego, sem que esse emprego seja precário ou mal pago, e quando falta mesmo apoio público para, por exemplo, promover atividades culturais que não façam sofrer animais, não podemos consentir que simultaneamente se esbanje financiamento público num espetáculo tão dispendioso como é a tourada de praça", frisou.

Se for aprovado, o decreto legislativo regional vai limitar apenas os apoios concedidos pelo Governo Regional, uma vez que a Assembleia Legislativa não tem competência para vedar o financiamento público das autarquias.

O documento propõe a proibição da atribuição de subsídios e a isenção de taxas e licenças para espetáculos com fins comerciais, beneméritos ou desportivos que impliquem sofrimento físico ou psíquico de animais.

Nesse sentido, são abrangidos por esta legislação espetáculos como os circos e as touradas de praça, mas não as touradas à corda, que não cobram bilhetes.

"As touradas de praça requerem muitos meios. É um espetáculo muito caro e só é sustentável, neste momento, graças ao financiamento público", salientou Paulo Mendes.

O dirigente bloquista disse acreditar na aprovação da proposta, tendo em conta que a iniciativa é consonante com a declaração universal dos direitos dos animais, que defende que nenhum animal seja "submetido a maus-tratos e atos cruéis".

"Eu penso que faz todo o sentido que haja um consenso generalizado, porque afinal de contas ninguém quer contrariar uma declaração universal dos direitos dos animais, aprovada pela UNESCO [Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura] em janeiro de 1978", frisou.

Segundo Paulo Mendes, esta proposta faz parte de um pacote de iniciativas que procura cumprir o compromisso eleitoral do BE de 2012 e uma moção setorial sobre o bem-estar animal aprovada na última convenção regional do partido.

* As touradas não nos agradam tal como não nos agrada o governo dinamarquês gamar refugiados ou ainda ver uma jornalista rasteirar alguém que foge da morte.

.
.
Bielorrússia dá cartas na tecnologia

video


FONTE: EURONEWS


.
.

HOJE NO 
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Banco Mundial
Procura de empréstimos próxima
 dos níveis da crise

Os níveis da procura de empréstimos junto do Banco Mundial estão próximos do período de crise, sobretudo devido às dificuldades sentidas pelos países em desenvolvimento para contrariarem a debilidade da economia à escala global.
.

Segundo revela o diário britânico "The Guardian", antes da reunião da Primavera marcada para Washington, no final desta semana, a instituição revela que espera superar os 150 mil milhões de dólares em empréstimos no período de quatro anos iniciado em 2013.

A sua estimativa de crescimento de 2,9% para este ano está mesmo ameaçada, após uma deterioração do clima económico registada desde o início do ano, aumentando a sua ajuda financeira quer aos países de classe média, quer aos menos desenvolvidos.

Dados do Banco Mundial revelam que os países em desenvolvimento, cujas economias se baseiam na exportação de matérias-primas, foram mais atingidos nos últimos dois anos devido à desaceleração chinesa, daqui resultando uma queda nos preços do petróleo e na indústria metalúrgica.

"Estamos numa economia global em que o nível de crescimento deve manter-se fraco, pelo que é de uma importância crítica que o Banco Mundial desempenhe o seu papel tradicional de ajudar os países em vias de desenvolvimento para que o crescimento seja acelerado", confessou Jim Yong Kim, líder da instituição bancária, citado pela publicação britânica.

"Temos uma oportunidade histórica de acabar com a pobreza extrema no mundo em 2030, mas a única forma de consegui-lo é se os países em desenvolvimento, com rendimentos baixos e médios, forem capazes de voltar ao caminho de crescimento mais rápido, contribuindo assim para ajudar os mais pobres e mais vulneráveis", acrescentou.

Lembra o diário "The Guardian" que "a crise global de 2008/09 levou à subida de empréstimos por parte do Banco Mundial junto de países com rendimentos médios e em dificuldades face à situação de queda do comércio e da produção industrial para níveis próximos dos que se registaram durante a Grande Depressão".

A procura de empréstimos registou queda dos 44 mil milhões em 2010 para os 15 mil milhões de dólares em 2013, embora o Banco Mundial revelasse uma subida para 23,5 mil milhões no ano passado e a chegada aos 25 mil milhões de dólares durante o curso deste ano.

* Quantos destes empréstimos não estarão em off-shores!!!

.