sábado, 19 de março de 2016

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.















.
.


 II-SEM VERGONHA

 1 - TAMANHO DE ROLA

video

ATÉ AO PRÓXIMO SÁBADO

A NOSSA FICÇÃO
A MÓNICA MOREIRA LIMA, jornalista de profissão não chegavam as notícias comezinhas do quotidiano, nem que fosse uma bomba de neutrões.
Pensou, pensou, engendrou equipa tão louca como ela, baratinou os maiorais da TV GUARÁ e "amadrinhou"o "SEM VERGONHA" programa despudorado tão ao nosso gosto, cheio de pimenta por todo o lado, sem qualquer grosseria e divertido.
Ela só pode ser inteligente e boa!

O QUE DIZ A AUTORA
O Sem Vergonha é o programa mais polémico e irreverente da TV brasileira. Já rendeu vídeos para os quadros Top Five do CQC e Passou na TV do Agora é Tarde, ambos da BAND. Foi tema de uma matéria de duas páginas na maior revista de circulação nacional, a VEJA. E culminou com uma entrevista antológica ao Rafinha Bastos, no Agora é Tarde. Todos os programas estão disponíveis no blog e no YouTube. Não recomendo sua exibição para menores de 18 (anos ou cm) para evitar traumas futuros. Falo de sexo sem pudor, sem frescuras, sem meias palavras, sem eufemismos e com muito bom humor. Advertimos que o Sem Vergonha pode provocar ereções involuntárias e uma vontade irreprimível de dar, sem restrições de orifícios.


FONTE: TV GUARÁ

....
.


6-EROS



.
.



OS TUNEZA

TI MARTINS
ACIDENTALMENTE

video


* Do melhor humor angolano

.
.


5-EROS



.
.


2-ANTICONCEPÇÃO


SEM ESTROGÉNIO


AVANÇOS

video

Uma interessante série conduzida pela Professora CÉLIA REGINA DA SILVA,Mestre em Ginecologia FCMSCMSP, Coordenadora do Planeamento Familiar.
 
* Uma produção "CANAL MÉDICO"


** As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

...
.


4-EROS



.
.

1-QUEM SOMOS  NÓS?

video


.
.


3-EROS




.

RICARDO ARAÚJO PEREIRA

.


 Assim como nós 
não perdoamos 
a quem nos tem ofendido

Gosto da minha liberdade de expressão sem mas. É liberdade de expressão sem mas, e café sem açúcar. Realmente, não fica tão docinho, mas não estraga o verdadeiro sabor.

Depois de uma série de mal-entendidos provocados pelo facto de certas palavras terem vários significados, o rato diz: “Insultas-me com esses disparates todos!” E Alice responde: “Não fiz de propósito! Mas tu ofendes-te tão facilmente…” A conversa decorre no país das maravilhas, mas podia decorrer hoje em Portugal. Num curto espaço de tempo, várias pessoas ofenderam-se com uma música do rapper C4 Pedro, com um cartaz do Bloco de Esquerda e com um livro de Henrique Raposo, cronista do Expresso. Uma pessoa que se tenha ofendido com os três merecia, na minha opinião, ganhar um trem de cozinha. Quem não se deixou ofender por música, desenhos ou palavras devia verificar se possui sistema nervoso central. No século XXI, parece que ser resistente a ofensas não é normal. 

Basicamente, há três grandes perspectivas sobre a liberdade de expressão: há as pessoas que são contra, as pessoas que são a favor, e as pessoas que são a favor desde que a liberdade de expressão sirva apenas para que os outros possam dizer coisas que não ofendam ninguém. Eu pertenço ao segundo grupo, com mais duas ou três pessoas. A maior parte da sociedade, sobretudo aquela parte da sociedade que se manifesta na internet, pertence ao último grupo. Não me custa admitir que essas são as pessoas que mais amam a liberdade de expressão. Para eles, a liberdade de expressão é tão preciosa que deve ser usada com parcimónia, para não estragar. É tão importante que não deve cair nas mãos de qualquer badameco. E é tão nobre que até lhe ficaria mal proteger qualquer discurso. 

Que as pessoas se ofendam é bastante natural. Que pretendam calar quem as ofende talvez também seja natural mas, felizmente, é ilegal. No entanto, é possível. A música de C4 Pedro ofendia mulheres. Por isso, houve um movimento para que o rapper se calasse (e ele retirou o videoclip). O cartaz do Bloco ofendia crentes. Por isso, pediu-se uma punição. Francisco Ferreira da Silva, cronista do Diário Económico, escreveu um artigo dirigido a Catarina Martins intitulado “Obviamente, demita-se!”, sugerindo que esse seria o castigo adequado “a menos que Portugal se tenha transformado num Estado onde se é inimputável pelas baboseiras”. (Dizer baboseiras impunemente é capaz de ser das melhores definições de liberdade de expressão que conheço.) O livro de Henrique Raposo ofendia alentejanos. Por isso, recebeu ameaças e foi obrigado a mudar o local do lançamento. Todos aprenderam uma lição: liberdade de expressão, sim – mas sem ofender. Pessoalmente, gosto da minha liberdade de expressão sem mas. É liberdade de expressão sem mas, e café sem açúcar. Realmente, não fica tão docinho, mas não estraga o verdadeiro sabor.


IN "VISÃO"
17/03/16

.
.


813.UNIÃO


EUROPEIA



.


2-EROS


.
.
 Irá a União Europeia 
Sobreviver?

video


Em quase 60 anos de história, há quem considere que a União Europeia enfrenta a pior crise de sempre. Conseguirá sobreviver à ameaça de Brexit e ao perigo contínuo de Grexit? Conseguirá sobreviver à crise de migrantes e ao terrorismo que ameaçam o espaço Schengen e ampliam as diferenças entre os valores europeus? Para agravar, a lenta recuperação económica e a elevada taxa de desemprego têm impulsionado movimentos populistas. Os eleitores questionam a eficácia dos partidos tradicionais. Será que os europeus tomaram por garantidas as conquistas da União Europeia? Ou sentir-se-ão melhores se recuperarem a soberania nacional?
Os nossos convidados no Parlamento Europeu, em Bruxelas, foram: Birgit Sippel#, do grupo da Aliança Progressista dos Socialistas e Democratas, ou S&D, e coordenadora das Liberdades Cívicas, da Justiça e dos Assuntos Internos; William Dartmouth, vice-presidente do partido da Independência do Reino Unido, ou UKIP (na sigla em inglês); e Sophie In’t Veld, deputada holandesa do Parlamento Europeu e vice-presidente da Aliança dos Democratas e Liberais pela Europa, ou ALDE.

FONTE: EURONEWS


.
.

 I-A ASCENÇÃO DOS ANIMAIS

10.TRIUNFO DOS VERTEBRADOS

video

ÚLTIMO EPISÓDIO


* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.


.
.


1-EROS


.
.
RECORDANDO

Nicolau Brayner e

Herman José

Sr.Feliz e Sr.Contente

video

.
.

ESTA SEMANA NO 
"OJE"

Câmaras de Comércio no mundo 
reúnem em Lisboa

A V Reunião Anual das Câmaras de Comércio Portuguesas na qual participarão 25 Câmaras espalhadas pelo mundo, será liderada por Bruno Bobone, Presidente da Câmara de Comércio. 


A fechar o primeiro dia de trabalho, o Secretário de Estado da Internacionalização, Jorge Costa Oliveira, fará uma intervenção.

Ao longo do primeiro dia de reunião será feita a planificação estratégica para 2016 e o balanço do apoio facultado no último ano pelas Câmaras de Comércio Portuguesas a milhares de empresas. A eficácia das estratégias, definidas entre as câmaras portuguesas em todo o mundo, contribuiu para a concretização de um volume de negócios superior a 500 milhões de euros em contratos de exportação e processos de internacionalização de empresas. O segundo dia, será dedicado a visitas a duas empresas portuguesas, a Riberalves e a José Maria da Fonseca.

Presidentes, Vice-presidentes, administradores e representantes de mais de 25 câmaras portuguesas espalhadas pelo mundo participarão neste quinto encontro.

As câmaras de comércio portuguesas espalhadas pelo mundo são uma plataforma da sociedade civil com um papel importante pelo apoio que dão às empresas portugueses que avançam para a internacionalização do seu negócio, para estratégias de exportação e, também a empresários estrangeiros que querem iniciar negócio em Portugal. A rede de Câmaras de Comércio portuguesas tem sido um instrumento estratégico para a Câmara de Comercio e Industria Portuguesa (CCIP) apoiar as empresas nacionais no exterior.

*  Uma mais-valia para Portugal.

.
.

CORRIDA MILIONÁRIA

video

.
.

HOJE NO
"A BOLA"

Jogos Olímpicos
João Vieira alcança mínimos 
nos 50 km marcha

O marchador João Vieira (Sporting) alcançou este sábado os mínimos para a prova de 50 km de marcha dos Jogos Olímpicos do Rio 2016, no Brasil, ao terminar o Challenge de Dudince, na Eslováquia, na oitava posição.

João Vieira, de 40 anos, recorde-se, já esteve presente em três edições dos Jogos Olímpicos, tendo como melhor resultado o 10.º lugar nos 20 km de marcha em Atenas 2004. Em Londres 2012, depois de ter sido 11.º na mesma distância, desistiu nos 50 km.

Este sábado, em Dudince, João Vieira, que já tinha mínimos para os 20 km, assegurou a marca para a distância mais longa, ao gastar 3.49,05 horas na prova vencida pelo polaco Rafal Augustyn (3.43,22).

* Damos muita importância às modalidades menos apoiadas, os seus atletas são uns valentes.


.
.
É TUDO BOA GENTE



.
.
 
HOJE NO 
"OBSERVADOR"


“O ‘call center’ deu-me cabo da vida”

O que fazem não é reconhecido como profissão. Mas o trabalho em "call centers", apesar de precário, não é mais ocasional; há quem o faça há décadas. Com que consequências na saúde? Muitas. E graves.
  1. Proibiam-nos de ir à casa de banho”  
  2. Síndrome de burnout: “O tratamento começa na chefia”  
  3. Mas quem são, afinal, os “donos disto tudo” nos call centers em Portugal?
  4. O que há a fazer por uma profissão que não o é? Tudo
  5. Sim, sou precário. Mas prefiro sê-lo num call center do que na minha área. É menos humilhante”
— Estás logada!

Mal escuta a frase, o seu corpo curva-se na cadeira. Uma cadeira ruça no assento, bamboleante nas rodas, a ranger no encosto. Aproxima-se do ecrã. A visão de Alice já não é o que era. Encaixa o headset no melhor dos ouvidos. 
 .

No começo “era cada um melhor que o outro”, garante. Aproxima o microfone à boca — nos ouvidos há escolha, nas cordas vocais não, está rouca. Cai uma chamada, depois outra. Chegam a ser dezenas por hora. Ora se vende um cartão de crédito – e quando não se vende, não há comissão ao fim do mês –, ora se resolve em três tempos o problema de um cliente de telecomunicações ou eletricidade. O supervisor, lá de longe, diz que há mais chamadas em espera e é tempo daquela acabar.
 Do outro lado da linha ouve-se de tudo, desde agradecimentos mil a impropérios de fazer corar o mais despudorado dos poemas de Bocage.

Alice Caetano tem hoje 50 anos e é operadora em call centers desde 2002. No começo deste ano, deslogou-se de vez. A expressão “logar” (aportuguesada do inglês login) é usada nos call centers para que o operador saiba que está pronto a atender. A decisão tomou-a para preservar a saúde, a mental e a física, que se deteriorou com tantos anos na mesma rotina: sentar, atender, desligar; atender, desligar; atender; desligar; respirar; atender, desligar. Horas a fio. Anos a fio.

Formou-se em gestão bancária, mas nunca trabalhou na área. O mais próximo que Alice esteve de o fazer foi num call center do Banco Espírito Santo. Estávamos em 2008. E o ordenado que trazia para casa estava longe de ser o de um gestor bancário: 550 euros. Foi em 1986 que teve o primeiro emprego como administrativa. Chegou a ter uma papelaria sua, na Penha de França, que abriu em 1996 e fechou, anos depois, em 2002, “por causa da crise”. 
Mas antes mesmo de a fechar, e com os jornais à mão de semear, foi folheando os classificados à procura de emprego. Foi a dezenas de entrevistas, em bancos, seguradoras, tudo o que aparecesse. Entre a precariedade do call center e o desemprego, não hesitou.
“Precária? Precária eu sempre fui. Mas se soubesse o que sei hoje, não tinha aceitado. Arrependo-me”, confessa Alice.

“Proibiam-nos de ir à casa de banho”
 Mas afinal, do que se arrepende Alice? O que a desiludiu? “Nos últimos anos estive no call center da PT – se não é o pior call center onde trabalhei, é certamente um dos piores. O ordenado é o mínimo nacional. Estive lá quatro. Fazia a retenção de clientes que queriam desistir do serviço da Meo. O primeiro ano até correu bem: havia formação para quem chegava ao call center, havia um supervisor que se deslocava de lugar em lugar para nos ajudar se preciso fosse, era tudo um mar de rosas”, lembra.

* Escravatura "de ponta"

.
.


5 COISAS QUE

ACONTECEM NA PRISÃO


video



.
.
HOJE NO 
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"
Encontrou crucifixo por acaso 
e arrisca-se a mudar a História

Detetor de metais amador encontrou objeto que pode ter 1100 anos e provar que cristianismo chegou mais cedo ao país

Dennis Fabricius Holm saiu mais cedo do trabalho há uma semana, dia 11 de março. Resolveu aproveitar o tempo extra para procurar objetos perdidos na ilha de Funen, na Dinamarca. Pegou no seu detetor de metais e acabou por encontrar uma peça que pode mudar a História da Dinamarca. 
.

Trata-se de um pequeno crucifixo (com 4,1 centímetros) onde está representada uma figura que se presume seja Jesus. A grande novidade é que esta peça pode provar que o cristianismo apareceu mais cedo na Dinamarca do que se pensava.
Num primeiro momento, Dennis Fabricius Holm limitou-se a limpar o objeto e a publicar a sua fotografia nas redes sociais, conforme explicou à televisão nacional DR . "Desde que tirei a lama que a cobria e vi a joia, não consegui pensar em mais nada", referiu.
Quando a descoberta apareceu no feed de notícias dos amigos, estes encorajaram-no a procurar um museu para descobrir a origem do artefacto. A tarefa coube a Malene Refshauge Beck, curadora e arqueóloga dos Museus Este de Funen (Østfyns Museer), que acredita estar perante uma descoberta marcante.
"Esta é uma descoberta sensacional da primeira metade do século X", indicou Malene Refshauge Beck à DR, lembrando que uma figura idêntica descoberta na Suécia foi datada nesse período. "Nos últimos anos tem havido mais e mais sinais de que o cristianismo se espalhou mais cedo do que se pensava - e esta é a prova mais clara até agora", defendeu a responsável do museu dinamarquês.
A descoberta do pequeno crucifixo pode assim obrigar a rever os livros de História da Dinamarca. "Tem sido esmagador. Ainda não percebi a influência desta descoberta para a História da Dinamarca", confessou o seu autor.

A cristianização dos vikings
As primeiras indicações apontam para que esta peça seja anterior a 950, quando até agora a prova mais antiga da presença do cristianismo no país datava de 965. Trata-se da Pedra de Jelling, uma pedra gigante esculpida com uma representação de Jesus na cruz. "A descoberta deste crucifixo pode levar à conclusão que os dinamarqueses se tornaram cristãos mais cedo do que se pensava", aponta a arqueóloga. "A pessoa que usou este colar tinha com certeza aderido à fé cristã".
Durante séculos os missionários cristãos tentaram converter os dinamarqueses, mas estes resistiram. Acabaram por ceder devido às pressões dos parceiros com quem mantinham trocas comerciais, em particular da Alemanha. A maioria da população adotou o cristianismo em 1050, no fim da era viking.
Agora a peça descoberta por Dennis Fabricius Holm está a ser analisada no museu e vai ser exposta no Museu Ladby Viking, no verão. Para já, é tida como uma das mais bem preservadas que retratam o início do período cristão no país.
Ao mesmo tempo que se têm descoberto artefactos de um período cristão mais antigo - embora se tratem de pedaços de objetos e gravuras não em tão bom estado como este crucifixo - têm sido encontrados outros símbolos da cultura viking, como um martelo que lembra aquele com que é representado o deus Thor. Acreditava-se que o deus nórdico usava o martelo para controlar os raios e trovões.

* Na Feira das Novidades Religiosas...

.
.

PHILOS...




.
.

HOJE NO 
"RECORD"

Pedro Martins e Telma Santos nas "meias" do Internacional da Jamaica

Os portugueses Pedro Martins e Telma Santos, quarta cabeça de série, continuam em bom plano e qualificaram-se esta sexta-feira para as meias-finais do II Internacional da Jamaica de badminton.
.

Na partida dos quartos de final, Pedro Martins derrotou o jamaicano Gareth Henry por 2-0, depois de nas rondas anteriores ter afastado o também jamaicano Joel Angus (2-0, na primeira ronda) e o austríaco Luka Wraber, quarto pré-designado (2-1).

No quadro feminino, Telma Santos, que ficou isenta da primeira eliminatória, assegurou as meias-finais ao derrotar a jamaicana Iesha Gordon por 2-0, já depois de ter derrotado na ronda anterior outra jamaicana, Shezelle McTyson, igualmente por 2-0.

Ambos os atletas portugueses estão em zona de qualificação para os Jogos Olímpicos Rio2016, com Pedro Martins a ser 33.º de uma lista de 36 em zona de apuramento e Telma Santos a ser 27.ª.

* VALENTES

.
.
RESSALTOS NO RIO

video

.
.

HOJE NO  
"CORREIO DA MANHÃ"

Tribunal solta burlão que ia fugir do País 

Faltou a julgamento e está indiciado por centenas de crimes. 

Era procurado por centenas de crimes que cometeu, muitos deles com o irmão Valdemar Castro, conhecido como ‘burlão das notas de 50’ e detido pela PSP do Porto a 9 de março. Nelson Castro, 29 anos, estava a preparar a fuga para o Brasil e assim escapar à justiça. Porém, na quinta-feira, foi ao Jumbo, na Maia, e tentou furtar um computador portátil. Foi detido pelo Núcleo de Investigação Criminal da GNR da Feira - com apoio da GNR da Maia -, que andava no seu encalço. Levado a tribunal, ficou em liberdade sob apresentações diárias. 
 .

Nelson era o condutor do carro usado pelo irmão para fugir depois de consumar as burlas. É também perito em informática e deveria ter começado a ser julgado, no Porto, a 29 de fevereiro, mas não compareceu. Neste caso, furtou o cartão de crédito a um casal de médicos e apoderou-se de quase 100 mil euros em transações online. Pendente tem outro processo semelhante, em que o alvo foi um casal vizinho dos pais, que ficou sem 90 mil euros. 

Se o esquema de Valdemar passava por entrar em estabelecimentos e pedir para trocar uma nota de 50 euros, que nunca entregava, Nelson, quando atuava, usava outra ‘fórmula’. Pagava pequenos montantes usando notas de valor elevado. Quando recebia o troco, sugeria pagar com uma nota de valor mais pequeno, conseguindo de forma ardilosa ficar com a nota de valor elevado e o respetivo troco. Nelson vivia em pensões e nunca dormia duas noites no mesmo local.

* Se Ricardo Salgado, Dias Loureiro, Arlindo Carvalho, o padre pedófilo do Fundão entre outros não estão presos, porque havia este "info-vígaro" de ir para o cárcere?

.
.

 TROLLANDO OS PAIS



.

.
829
Senso d'hoje

JEREMY IRONS
ACTOR INGLÊS
"ADEUS A NICOLAU BREYNER"
 
PRIMEIRO CONTACTO
"Imediatamente reconheci nele um ator consumado e um homem que era maravilhosamente cheio de espírito e calor humano, imbuído de um talento inato que falava da sua longa carreira como performer. Em poucos minutos, e para consternação do realizador, já nos ríamos como crianças de escola e sentia que o conhecia há anos"

"Recomendou-me os seus restaurantes favoritos, apresentou-me a sua adorável mulher e os seus melhores amigos. Estar com o Nicolau, dentro e fora do set, fez-me perceber que ele era claramente um homem adorado pelo seu público graças ao seu trabalho no teatro, na televisão e no cinema. Será sempre um dos mais gloriosos segredos que Lisboa me ofereceu. Para todos nós que pudemos, durante algum tempo, sentir o brilho da sua presença, o palco parece-nos hoje um bocadinho menos iluminado, mas sabemos que a memória dele perdurará"

 "Descansa, Nicolau... E obrigado pelo que nos deste"

* Nota de homenagem que enviou a Sérgio Carlos, assistente de realização e amigo de ambos. Contracenaram no filme de 2013 Comboio Noturno para Lisboa

FONTE: "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"


.

ESCOLHAS DE SÁBADO

.
COMPRE JORNAIS








.
.
A MINHA FAMÍLIA
video

A macaca mais pequena do mundo e os seus filhotes
.