quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

.

..

76-ACIDEZ 
FEMININA

"MULHERZICES"



A IMPRESCÍNDIVEL TATY FERREIRA


* Uma produção "ACIDEZ FEMININA" - BRASIL

.
.


O PRÓXIMO PASSO





.
.
HOJE NO 
"DESTAK"

OMS considera "adequado" 
restringir doações de sangue 
de viajantes em países de risco
.
A Organização Mundial de Saúde (OMS) considerou hoje "adequado" restringir as doações de sangue de viajantes oriundos de países de risco, de modo a evitar uma eventual propagação do vírus Zika, que atinge a América Latina.

"Com o risco de novas infeções pelo vírus Zika em diversos países, e a possível ligação entre (...) o vírus e a microcefalia, além de outras consequências clínicas, restringir as doações de sangue por parte daqueles que regressam de regiões onde há a epidemia é uma medida de precaução adequada", segundo a OMS. 
 .
* Apenas bom senso.

.
.
XXXVIII- O UNIVERSO

3- O CLIMA

NO ESPAÇO




As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.


.
.
HOJE NO 
"i"

IMI. 
Regressa cláusula de salvaguarda

Esta cláusula tinha terminado no ano anterior.

O governo prepara-se para reintroduzir uma cláusula de salvaguarda para impedir subidas abruptas do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), de acordo com a versão preliminar da proposta do Orçamento de Estado para 2016.
 .
Recorde-se que, esta cláusula tinha terminado no ano anterior, mas agora impõe um travão às subidas de IMI que não pode ultrapassar o maior de dois valores: 75 euros ou um terço do aumento face à situação que se verificava antes da reavaliação.
No entanto, de acordo com esta proposta, esta medida travão “não é aplicável aos prédios em que se verifique uma alteração do sujeito passivo do IMI no ano a que respeita o imposto, salvo nas transmissões gratuitas de que forem beneficiários o cônjuge, descendentes e ascendentes".

* Uma justa medida.

.
.



5-O VENENO ESTÁ NA MESA


AGROTÓXICOS




As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.
HOJE NO 
"A BOLA"

Futsal
Portugal vence Eslovénia na estreia
 no Europeu (6-2)

A Seleção Nacional entrou da melhor forma no Europeu de futsal, que se disputa em Belgrado (Sérvia), depois de vencer a Eslovénia, por 6-2, num encontro do Grupo A da competição.
.
Ricardinho (3), Fábio Cecílio (2) e Pedro Cary deram expressão no marcador à supremacia de Portugal, enquanto Cujec e Vrhovec marcaram para os eslovenos, que já haviam perdido na primeira jornada frente à anfitriã Sérvia, por 5-1.

Assim, Portugal e Sérvia partilham o primeiro lugar do grupo, com um triunfo cada, sendo que as duas seleções vão agora medir forças, no próximo sábado, às 20 horas. 
 
* FORÇA TUGAS


.

LEONÍDIO PAULO FERREIRA

.



Em defesa da estátua

Oxford, onde há uma polémica estátua de Cecil Rhodes, é uma das melhores universidades do mundo. E gente do mundo inteiro quer lá estudar. Mas, para o bem e para o mal, a excelência académica conquistada em mil anos de tradição é resultado da história da Grã-Bretanha, e essa tem tanto de construção democrática como de afirmação imperialista. Sobre isto, sabem-no bem os mais de 50 países suas ex--colónias e, no entanto, mandam alunos para lá.

Então porquê um movimento, organizado por estudantes da própria Oxford, para retirar do campus a estátua de Rhodes? O argumento é que o fundador da De Beers foi um imperialista, sem escrúpulos na hora de explorar os africanos nas minas. Terá feito o trabalho tão bem que os contemporâneos brancos batizaram de Rodésia dois territórios, que mal se tornaram independentes preferiram outro nome, Zâmbia e Zimbabwe, o que faz todo o sentido.

Mas uma coisa é derrotar os colonizadores e tentar construir um país a partir das velhas raízes (não esquecendo o novo legado), outra é apagar a história. Mais uma vez para o bem e para o mal, foi gente como Rhodes que encheu o Museu Britânico, tão admirado e visitado. Os gregos ainda hoje tentam recuperar os frisos do Parthenon que um tal de Lord Elgin levou para Londres. E foi também gente como Rhodes que inspirou milhares de estudantes a querer saber mais do mundo. Mesmo depois da morte continuou a fazê-lo, graças a uma doação que pagou já bolsas a jovens tão brilhantes como Bill Clinton.

É sobretudo injusto avaliar alguém do passado à luz dos valores atuais. Augusto tolerava que a mulher envenenasse os rivais, Vasco da Gama mandava cortar narizes e orelhas, George Washington teve escravos até ao fim da vida, o imperador Qianlong mandou exterminar os dzungares. Deixemos a estátua de Rhodes em paz, senão quantas estátuas teríamos de derrubar mundo fora? Estudemos antes o que fez, como era o seu mundo, para aprendermos. Afinal é esse espírito que é suposto Oxford promover.

Devemos admirar quem foi contra a corrente do seu tempo, como frei Bartolomeu de Las Casas, que denunciou a escravatura no século XVI. Os outros foram o que foram, mas não vamos destruir o que deixaram de bom. Sabe aquelas escolas Conde de Ferreira espalhadas por Portugal? Foram obra de um benemérito que fez fortuna no Brasil a traficar escravos.

Significa isto que devemos ser complacentes com os abusos do passado? Não. Há ditadores que têm de ser julgados, estátuas questionáveis, avenidas que a justiça e a decência obrigam a renomear. Mas para não tornar o debate absurdo, que tal a regra dos cem anos? Rhodes morreu em 1902, deixemos a estátua onde está e que as bolsas continuem a ser atribuídas.

IN "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"
01/02/16

.
.


772.UNIÃO

EUROPEIA



.
HOJE NO  
"AÇORIANO ORIENTAL"

Liga Portuguesa Contra o Cancro entrega
. hoje na AR petição com 25 mil assinaturas

Uma petição com 25.000 assinaturas para acabar com as desigualdades no acesso ao rastreio, diagnóstico e tratamento do cancro da mama vai ser entregue hoje na Parlamento, disse à Lusa o secretário-geral da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC).
  .
Lançada pela LPCC a 19 de novembro do ano passado, a petição “Pela Equidade no Acesso ao Rastreio, Diagnóstico e Tratamento das mulheres com Cancro da Mama” vai ser entregue simbolicamente no Dia Mundial de Luta Contra o Cancro, numa sessão com o vice-presidente da Assembleia da República, José Manuel Pureza.

O objetivo é assinalar a data de “uma forma positiva, mas também reivindicativa em relação aos doentes oncológicos e, sobretudo, chamar a atenção dos nossos representantes na Assembleia da República, que são os que fazem as leis e que podem pressionar os governos para que haja uma determinação no que diz respeito à oncologia”, disse o secretário-geral da LPCC.

A oncologia tem sido “um parente pobre” dos últimos governos, na medida em que está subfinanciada, têm sido tomadas poucas medidas e “os direitos dos doentes oncológicos são constantemente atropelados”, sublinhou Vítor Veloso.

A petição reuniu 25 mil assinaturas, mas o processo vai continuar no sítio da internet www.ligacontracancro.pt: “É uma petição que toca toda a população portuguesa e pensamos que deverá atingir dentro de pouco tempo 40 a 50 mil assinaturas”, disse o oncologista.

Vítor Veloso explicou que é uma petição fundamentalmente dirigida a uma situação de desigualdade que existe no país: “Nós não queremos desigualdades, queremos equidade” no rastreio de base populacional do cancro da mama.

Na região centro todas as mulheres estão rastreadas, no norte já estão 82% e no sul ainda "falta muito para atingir metade das mulheres”, uma situação que cabe ao Governo resolver, salientou.

Por outro lado, a petição pretende que os responsáveis políticos tenham consciência de todas estas situações e da necessidade dos doentes com cancro terem “uma acessibilidade adequada” ao diagnóstico, ao tratamento e a terapêuticas inovadoras, “muitas vezes determinantes” para a cura do cancro ou para melhorar a qualidade de vida dos doentes e garantir uma "sobrevivência muito grande".

Visa também criar junto da Comissão Parlamentar de Saúde um grupo de reflexão que avalie a situação da oncologia e que a Assembleia da República coloque “o cancro na agenda”, uma vez que é “o principal problema de saúde pública a nível nacional”.

Entre os objetivos da petição estão também a “garantia de que, em casos de suspeita clinicamente demonstrada, exista acesso em tempo útil a um serviço hospitalar com capacidade de diagnosticar e tratar os doentes”.

Atualmente, surgem 6.000 novos casos de cancro da mama por ano, 16 novos casos por dia. Em 2014, foram realizadas mais de 279 mil mamografias a nível nacional, através do programa de rastreio da LPCC.

* É luta comum de homens e mulheres.

.
.
Mercedes lança modelo 
capaz de comunicar com outros carros



* Uma produção "EURONEWS"

.
.

IV-AMBIENTE FEROZ

2-TORNADO




* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.


.
.

HOJE NO  
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Trump nomeado para Nobel da Paz

O excêntrico candidato à presidência dos EUA, Donald Trump, foi nomeado para Nobel da Paz. Entre os argumentos a justificar esta nomeação está a "sua forte ideologia" na guerra contra o Daesh, o Irão e a China.
 .

Antes que estranhe esta nomeação, tenha em conta que para ser nomeado não é necessária a aprovação do Instituto Nobel. Milhares de pessoas em todo o mundo podem propor nomes, incluindo altos funcionários do governo, actuais e antigos membros do Comité Nobel, antigos laureados com o Nobel da Paz, professores, membros de tribunais internacionais e líderes de 'think thanks'.

Trump foi nomeado “pela sua forte ideologia em defesa da paz, usada como arma ameaça de dissuasão contra o Islã radical, o ISIS, o Irão nuclear e a China comunista”, segundo a carta de nomeação recebida pelo Instituto em Oslo, que está a ser divulgada por alguns media internacionais. Segundo o Peace Research Institute de Oslo (PRIO) norueguês,Trump foi nomeado por um americano.

O Papa Francisco, Edward Snowden e a chanceler Angela Merkel são outros dos nomeados para o Nobel da Paz deste ano.

O director do PRIO, Kristian Berg Harpviken, admitu que poderá ser Snowden a levar o prémio este ano. “Outros, incluindo Julian Assange e Bradley (now Chelsea) Manning, já foram nomeados antes, mas Snowden é o [candidato] mais forte, dada a sua importância para trazer para a discussão as preocupações com a segurança privada e as questões da vigilância versus segurança”, escreveu Harpviken.

O vencedor será anunciado em Outubro, apenas um mês antes das eleições presidenciais nos EUA, e seguir-se-á ao Quarteto para a Paz na Tunísia, que foi o vencedor em 2015.

* O mundo está em coma, induzido. É melhor morrer...

.
.

Rui Veloso

Jura


.
.



HOJE NO 
"CORREIO DA MANHÃ"
Barril de lubrificante 
em promoção agita net 

Promoção insólita na Amazon para 189 litros.  

O preço do barril de petróleo está em baixo, ainda assim os combustíveis vão aumentar em Portugal, devido aos impostos extra. 
 .
Já o barril de lubrificante íntimo nunca esteve tão barato… No site Amazon.com pode adquirir 189 litros de lubrificante por ‘apenas’ 1053 euros (1175 dólares), numa promoção que está a dar que falar na Internet. 

Com um desconto de 66% face ao preço habitual (3120 euros), no site de vendas norte-americano, os barris de lubrificante têm "escorregado" das prateleiras e já existem poucas unidades disponíveis para venda, depois de a promoção se ter tornado viral na Internet e de centenas de clientes terem adquirido o insólito produto. 

A utilização que pode ser dada aos 189 litros de lubrificante íntimo fica, claro, à imaginação de cada um. 

*  "PROSTIBULAR"


.
.
MOCHILA CANINA


.
.


HOJE NO
 "OBSERVADOR"

Arbitragem da ONU considera
 ilegal detenção de Assange

O grupo de trabalho da ONU sobre detenção arbitrária determinou que a reclusão do fundador do WikiLeaks Julian Assange na embaixada do Equador em Londres representa uma detenção ilegal, anunciou a diplomacia sueca. 
.
“Apenas podemos constatar que o grupo de trabalho chegou a uma conclusão diferente da das autoridades judiciárias suecas”, declarou uma porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros sueco à agência France Presse, um dia antes do previsto para o painel das Nações Unidas divulgar o seu relatório.

Assange, de 44 anos, encontra-se recluso na embaixada do Equador desde 2012, quando esse país lhe concedeu asilo, após um longo processo legal no Reino Unido, que terminou com a decisão da sua entrega às autoridades da Suécia, onde é suspeito de crimes sexuais.

O fundador do portal WikiLeaks disse hoje que esperava ser tratado como um homem livre se o grupo de trabalho das Nações Unidas decidisse em seu favor e que iria entregar-se à polícia britânica se o painel da ONU concluísse que não tinha sido arbitrariamente detido.

O australiano apresentou em setembro de 2014 uma queixa aquele painel da ONU contra a Suécia e o Reino Unido, alegando que a sua reclusão na embaixada representava uma detenção ilegal.

“Caso eu leve a melhor e se conclua que os Estados atuaram ilegalmente, eu espero a devolução imediata do meu passaporte e o fim de eventuais futuras tentativas para me prenderem”, disse Assange em comunicado.

Depois de ter sido divulgado o comunicado do fundador do WikiLeaks, o governo britânico recordou que continuava a ter “a obrigação legal” de deter e extraditar Assange se este sair da embaixada onde se refugiou.

“Julian Assange continua a ser alvo de um mandado de detenção europeu por violação e o Reino Unido continua a ter a obrigação legal de o extraditar para a Suécia”, sublinhou hoje um porta-voz do governo.

As decisões do painel da ONU não são juridicamente vinculativas, mas terão influenciado a libertação de personalidades como a birmanesa Aung San Suu Kyi e o jornalista do Washington Post Jason Rezaian.

O advogado sueco de Assange, Per Samuelsson, disse à AFP que uma decisão a favor do seu cliente teria de levar a procuradora Marianne Ny a pedir a um tribunal para levantar o mandato de detenção emitido contra o fundador do WikiLeaks.

* A justiça europeia é assim, enquanto o parlamento dinamarquês aprova jurisprudência que permite roubar os parcos haveres dos refugiados, Assange está recluso em Inglaterra mas protegido pelo Equador, porque duas gajas suecas, sabe-se lá a soldo de quem, abriram as pernas ao Julian e depois inventaram a cenaça da violação.


.
.
SEMPRE A APRENDER



.
.


HOJE NO  
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"
Escritório quatro vezes maior do que o do assistente. É assim em Hong Kong

Em Sidney, os escritórios dos chefes e dos assistentes têm a mesma área. Onde é que o ego e o poder continuam a determinar o tamanho dos escritórios?

Em Hong Kong, o escritório do chefe é quatro vezes maior do que o do assistente. Em Sidney, os escritórios têm a mesma área. Entre uma e outra, o relatório Global Cities 2016, da consultora Knight Frank, mostra as diferenças de proporções nos escritórios de acordo com a hierarquia em outras 18 cidades mundiais, para ilustrar como "umas cidades são mais iguais do que outras" no que toca ao tamanho dos espaços de trabalho.
.
No seu relatório de 2016, a Knight Frank inclui uma análise da forma como o espaço de trabalho urbano mudou nas últimas décadas. O escritório está a mudar "de uma despesa empresarial para um lugar que as empresas usam para inspirar e dar energia aos seus funcionários", escreve James Roberts, o principal economista da consultora, no relatório.

Através de medições feitas em escritórios de empresas de publicidade em 20 cidades mundiais, a Knight Frank descobriu que é em Hong Kong que a diferença hierárquica é mais sentida nos metros quadrados de espaço de trabalho. O escritório do chefe é quatro vezes maior do que o escritório do seu assistente pessoal.

Em segundo lugar ficou a capital norte-americana Washington DC, onde os chefes têm direito a 3,67 vezes mais espaço do que os seus assistentes pessoais, e em terceiro e quarto ficam as cidades indianas de Mumbai, antiga Bombaim, e Bangalore. São Francisco completa o Top 5 de maior diferença entre os escritórios dos chefes e dos assistentes pessoais, com escritórios 2,25 vezes maiores para os superiores hierárquicos.
.

No final da lista surge Sidney, onde os escritórios são iguais independentemente da posição hierárquica. Também Pequim, São Paulo, Paris, Madrid e Nova Iorque estão na parte inferior da lista da Knight Frank.
À revista australiana Financial Review, o líder de uma rede que liga assistentes pessoais, Jonathan McIlroy, explicou que na Austrália se sente um maior desejo de proximidade por parte dos executivos. "Os diretores executivos querem trabalhar com os seus assistentes e não acima deles", disse McIlroy.

* Os chefes na feira de vaidades.

.
.
DOUTRO SÉCULO
4 - CARAVELAS NAUS E
GALEÕES PORTUGUESES
UM CHOQUE TECNOLÓGICO
 NA ÉPOCA DOS DESCOBRIMENTOS


ÚLTIMO EPISÓDIO


* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.
HOJE NO
 "RECORD"
Montezemolo: 
«Infelizmente as notícias sobre
. Schumacher não são boas»

Michael Schumacher continua a recuperar do acidente de esqui sofrido em dezembro de 2013 que deixou o alemão entre a vida e a morte. O ex-presidente da Ferrari e amigo do antigo piloto, Luca di Montezemolo, está a par da situação e mostrou-se desiludido pelas novidades a que teve acesso, ainda que não se tenha alongado.
 .
"Tenho-me informado, mas infelizmente as notícias que me chegam não são boas", referiu à revista "Quattroruote".

"Schumacher foi um grande piloto, partilhámos uma grande relação humana e profissional. Tive o prazer de ter filhos quase ao mesmo tempo do que ele. Mas a vida é estranha. É o piloto de maior sucesso da Ferrari e teve apenas um sério acidente na sua carreira, em 1999, e nem foi por culpa dele. Infelizmente, teve aquela queda quando esquiava", lamentou Montezemolo.

Schumacher, sete vezes campeão do Mundo de Fórmula 1, prossegue a recuperação na sua casa na Suíça, e os valores dos tratamentos ascendem aos 140 mil euros por semana.

* Um piloto como poucos, pouco mais que um vegetal.

.
.
 LIBERTÁRIA
















.
.
HOJE NO   
"JORNAL DE NOTÍCIAS"
Ministra suspendeu aplicação de pena a subcomissário que agrediu adepto

A ministra da Administração Interna suspendeu a aplicação da pena de 200 dias aplicada ao subcomissário Filipe Silva, envolvido nos incidentes de Guimarães em maio de 2015.

A mesma fonte acrescentou que a aplicação da pena está suspensa a aguardar um parecer solicitado pela ministra Constança Urbano de Sousa ao conselho consultivo da Procuradoria-Geral da República, disse à Lusa fonte do Ministério. 
 .

O regimento da Polícia de Segurança Pública (PSP) não é claro se o tempo de suspensão preventiva deve ou não contar para o tempo total da pena, pelo que a ministra solicitou um parecer àquele conselho consultivo, determinando a suspensão da aplicação da pena enquanto não tiver o parecer.

O subcomissário Filipe Silva foi suspenso por 200 dias na sequência de uma proposta da Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI), uma decisão com a qual a ministra da tutela concordou, segundo despacho enviado à IGAI a 30 de dezembro último.

O subcomissário Filipe Silva regressou ao serviço a 5 de janeiro passado, uma vez que a suspensão provisória de 180 dias que lhe tinha sido aplicada terminara na véspera e só no dia 5 de janeiro chegou ao advogado do subcomissário e à direção nacional da PSP a notificação da IGAI.

Até ao momento, o subcomissário Filipe Silva cumpriu 183 dias de suspensão, disse a fonte do Ministério da Administração Interna.

Em maio de 2015, Filipe Silva foi filmado a agredir um adepto de futebol, que estava acompanhado de dois filhos, no exterior do estádio de Guimarães no dia em que o Benfica se sagrou campeão nacional 2014/2015.

Em janeiro, o presidente do Sindicato Nacional dos Oficiais de Polícia (SNOP), Henrique Figueiredo, disse à Lusa que o subcomissário vai recorrer da decisão para o Supremo Tribunal Administrativo, tal como está previsto no regulamento disciplinar da PSP.

Na altura, Henrique Figueiredo afirmou que, apesar de faltarem 20 dias para cumprir o processo disciplinar, o subcomissário vai recorrer da pena porque estão em causa efeitos na progressão da carreira e remuneratórios.

Durante os 180 dias da suspensão provisória o salário do oficial foi parcialmente cortado. Com a decisão agora conhecida deixará de o receber totalmente.

O presidente do SNOP considerou a suspensão de 200 dias aplicada pela IGAI "uma pena exagerada".

Ainda segundo o presidente do SNOP, a pena disciplinar tem de ser aplicada em ordem de serviço da direção nacional da PSP, cuja publicação está condicionada à apresentação de recurso pelo que o oficial deverá manter-se em funções.

Na altura dos incidentes em Guimarães, o subcomissário Filipe Silva utilizou "de forma excessiva os meios coercivos" e violou os "deveres de obediência, aprumo e zelo", segundo despacho da ministra da Administração Interna.

* Com o respeito que manifestamos pela PSP, não gostaríamos que  se abrisse um precedente de modo a justificar o abuso de agressividade por parte de agentes desrespeitadores da lei.
O agente em causa estava tão entretido a dar porrada que "permitiu" a vandalização por adeptos do Benfica de lojas do estádio.

.
.

 TRABALHO DE EQUIPA


.
.

HOJE NO 
"JORNAL DE NEGÓCIOS"
Mapa: 
Portugal volta a crescer abaixo da Zona Euro até 2017

A economia portuguesa deverá registar o sétimo pior desempenho da Zona Euro em 2016 e continuar a registar uma taxa de crescimento inferior à média da região até 2017. Conheça as previsões de Bruxelas para todos os países do euro.

Em 2014, pela primeira vez durante muito tempo, a economia portuguesa deixou de divergir da Zona Euro, já que o crescimento do PIB foi o mesmo em Portugal e na média dos países do euro (0,9%).
.

 

Previsões recentes da Comissão Europeia apontavam para que em 2015 e nos anos seguintes a economia portuguesa iria conseguir retomar o processo de convergência, mas as projecções publicadas por Bruxelas esta quinta-feira, 4 de Fevereiro, voltam a colocar Portugal com um crescimento do PIB inferior ao da média da Zona Euro.

Bruxelas projecta que a economia portuguesa tenha crescido 1,5% no ano passado, acelere ligeiramente para 1,6% este ano e registe uma expansão de 1,8% em 2017. Já a Zona Euro terá crescido 1,6% em 2015, e deverá crescer 1,7% em 2016 e 1,9% em 2017.

A previsão de crescimento de 1,6% para a economia portuguesa este ano representa uma revisão em baixa de uma décima face às estimativas avançadas no ano passado, sendo que Bruxelas também baixou as suas projecções para a Zona Euro.

Não é só no crescimento do PIB que o desempenho de Portugal vai ser inferior ao da Zona Euro entre 2015 e 2017. O desemprego em Portugal em 2016 (11,7%) continuará a ser superior ao da média da Zona Euro (10,5%) e o défice orçamental também será superior (3,4% em Portugal contra 1,9% na Zona Euro).

Sétimo crescimento mais baixo na Zona Euro
A confirmarem-se as previsões da Comissão Europeia, a economia portuguesa apresentará este ano o sétimo pior desempenho entre os 19 países do Euro. Chipre, Itália, Bélgica e França deverão crescer mais de 1% este ano, mas abaixo de Portugal.

Já a Finlândia vai crescer menos de 1% e a Grécia será o único país do Euro em recessão.

No topo oposto está a Irlanda, que de acordo com Bruxelas deverá crescer 4,5% este ano, ainda assim abaixo da expansão de 6,9% verificada em 2015. Segue-se Malta, Luxemburgo, Eslováquia e Letónia, que deverão crescer acima de 3%.

A Espanha continua no lote dos países com maior crescimento (2,8%) enquanto a Alemanha permanece a meio da tabela, com uma projecção de crescimento do PIB de 1,8% este ano.

* Vítimas da "pàfada" de Coelho e Portas.

.
.

17- JARDINAGEM E

HORTICULTURA

MINHA HORTA E

 MEU POMAR EM VASO



.
.


786
Senso d'hoje

NIKOS XYDAKIS
VICE MINISTRO GREGO DOS
NEGÓCIOS ESTRANGEIROS
SOBRE A CRISE MIGRATÓRIA





O vice-ministro grego dos Negócios Estrangeiros, Nikos Xydakis, comentou, em entrevista à Euronews, os últimos desenvolvimentos no braço de ferro entre Bruxelas e Atenas por causa da crise migratória.

Efi Koutsokosta, euronews - Como comenta o ultimato da Comissão Europeia à Grécia referindo que o país tem três meses para controlar as fronteiras, sob risco de ser excluído de Schengen?

.

NOTÍCIAS PARA HOJE

.
COMPRE JORNAIS













 .