sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

.
.


12.O QUE NÓS  


"APRENDEMOS"!



REGRAS PARA O BADMINTON
 
video



Na etiqueta "PEIDA E DESPORTO" estamos a apresentar regras de várias modalidades desportivas e olímpicas desde 13 de Novembro de 2015. .
.

** As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.
.

3- VIDA ETERNA


video



** As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.


.
.
HOJE NO 
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Insolvências decretadas nos 
tribunais subiram 28,5% no 
terceiro trimestre de 2015

O número de insolvências decretadas nos tribunais judiciais de primeira instância aumentou 28,5%, no terceiro trimestre de 2015, em relação ao mesmo período de 2014, divulgou hoje a Direcção-Geral da Política de Justiça (DGPJ).
 .
O boletim estatístico trimestral da DGPJ adianta que, no terceiro trimestre de 2015, foram decretadas 3.267 insolvências, mais 725 que no mesmo período de 2014, quando foram determinadas 2.542 falências.

A DGPJ indica que há "uma tendência acentuada para o crescimento" das insolvências, registando, o terceiro trimestre de 2015, "seis vezes o valor" do terceiro trimestre de 2007, apesar de ter registado uma diminuição de 11 por cento nos meses de Julho, Agosto e Setembro do ano passado, face ao mesmo período de 2013.

Das 3.267 falências decretadas no terceiro trimestre de 2015, 70,7% corresponderam a pessoas singulares e 29,1%, a empresas.

Segundo o documento, o número de particulares declarados insolventes diminuiu 2,1 pontos percentuais, no terceiro trimestre desse ano, em relação ao mesmo período de 2014, enquanto as empresas aumentaram 2,1 pontos percentuais.

As estatísticas daquele organismo do Ministério da Justiça sublinham que mais de um quarto das empresas que decretaram falência, no terceiro trimestre do ano passado, pertencia à categoria de comércio por grosso, retalho e reparação de veículos, e 18,7% era referente ao setor da construção.
A DGPJ refere também que os processos de falência, insolvência e recuperação de empresas, que entraram nos tribunais judiciais de primeira instância, nos meses de julho, agosto e setembro, diminuíram mais de metade em relação ao mesmo período de 2014, tendo dado entrada um total de 3.973.

No entanto, o mesmo organismo refere que se verificou, entre os terceiros trimestres dos anos de 2007 a 2015, "um aumento acentuado do número de processos de falência, insolvência e recuperação de empresas entrados nos tribunais judiciais de primeira instância", tendo-se registado um aumento de cerca de 369,6%, subida acompanhada por um aumento dos processos findos (370,0%).

Em 2015, o número de processos pendentes no final do terceiro trimestre apresenta uma diminuição de 22,4% face ao valor registado no final do terceiro trimestre de 2014, descida também verificada nos inquéritos findos.

As estatísticas indicam ainda que a duração média dos processos findos registou uma tendência de decréscimo acentuado, entre 2007 e 2015, que passou de uma média de sete meses, no terceiro trimestre de 2007, para três meses, em 2015.

* O terceiro trimestre corresponde ao período em que os "pàfes" exarcebaram nas aldrabices. estavam em pré-campanha.

.
.


 7- GEOPORTUGAL

video


* Mais uma produção notável da RTP.

.
.
HOJE NO 
"CORREIO DA MANHÃ"

Polícia europeia lança lista dos
 "mais procurados"

As forças policiais europeias lançaram esta sexta-feira uma página na internet com os "mais procurados" na Europa, uma lista de 45 suspeitos que inclui o alegado autor dos atentados de novembro em Paris Salah Abdeslam. 
 .

"O 'site' vai permitir partilhar informações sobre criminosos procurados, que foram condenados ou são suspeitos de crimes graves ou de atos terroristas na Europa", lê-se num comunicado da agência de polícia europeia, Europol. 

A lista inclui para já 45 suspeitos, mas vai ser atualizada regularmente, segundo o comunicado, que sublinha ser "a primeira iniciativa europeia para apresentar uma lista de fugitivos procurados numa plataforma comum". 

O 'site', disponível em www.eumostwanted.eu, apresenta uma fotografia de cada um dos suspeitos, uma descrição das alegações de que são objeto e o contacto da força policial que o procura. 

"Informações úteis" "
A partir de hoje, os cidadãos da União Europeia e de outros países podem dar informações úteis através do 'site'", nomeadamente de forma anónima, acrescenta o comunicado da agência sedeada em Haia. Salah Abdeslam, 1,75 m, olhos castanhos, procurado por terrorismo, é descrito como um "indivíduo armado e muito perigoso". 
.

Da lista consta também o italiano Matteo Messina Denaro, da máfia italiana da 'Cosa Nostra', procurado pelo homicídio de um rapaz, filho de um membro de uma organização rival, ou o francês Jean-Claude Lacote, condenado à revelia na Bélgica pelo homicídio de um britânico e procurado desde que se evadiu de uma prisão sul-africana com a ajuda de dois guardas e da namorada belga, considerado "violento e muito perigoso". 

Uma mulher, Marina Cecilia Kettunen, 29 anos, finlandesa, consta da lista pela acusação de "fraude agravada envolvendo uma quantia significativa de dinheiro". Outro fugitivo na lista é o italiano Ernesto Fazzalari, 45, procurado pela polícia por ser uma "figura-chave do clã mafioso Avignone-Zagari-Viola", acusado de três homicídios e descrito como um "assassino sem escrúpulos". 
.

O 'site', disponível em 17 línguas, foi lançado pela ENFAST1 (European Network of Fugitive Active Search Teams), uma rede europeia de polícias especializados na localização e detenção de fugitivos, com a colaboração da Europol. 

O lançamento da lista dos "mais procurados" ocorre menos de três meses depois dos atentados de 13 de novembro em Paris, que fizeram 130 mortos, na sequência dos quais as autoridades europeias foram fortemente criticadas por alguns dos autores dos ataques terem conseguido entrar em França apesar de serem procurados pelas autoridades. 

* Criminosos não podem andar à solta, temos o dever de os denunciar às autoridades.


.
.
NOS BASTIDORES DA
 ONU 

video

* Uma produção ONU


.
.
HOJE NO
 "OBSERVADOR"

Urgências de aneurismas e AVC 
na Grande Lisboa asseguradas 
por escalas rotativas

Os quatro grandes centros hospitalares da Área Metropolitana de Lisboa vão passar a assegurar ao fim de semana as urgências de aneurismas e AVC através de escalas rotativas, a partir de segunda-feira, anunciou o Ministério da Saúde. 
 .
Durante a semana as equipas serão fixas em cada centro hospitalar e ao fim de semana as equipas funcionarão rotativamente entre os Centros Hospitalares de Lisboa Norte, Lisboa Central, Lisboa Ocidental e Garcia de Orta.

O anúncio foi feito pelo secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, e o coordenador nacional para a reforma do Serviço Nacional de Saúde (SNS) na área dos Cuidados de Saúde Hospitalares, António Ferreira, que explicaram que o pagamento previsto não implica mais encargos para a tutela.

Os profissionais terão um pagamento base de prevenção. Se forem chamados deixam de receber o valor de prevenção e pagam a ser pagos por ato, para toda a equipa.

Fernando Araújo explicou que esta solução foi encontrada pelos próprios profissionais e teve a supervisão do Ministério da Saúde.

* Medida acertada.


.

JOÃO MIGUEL TAVARES

.





Sobre a adopção gay 

É uma pena que as crianças portuguesas não tenham associações e deputados a lutar pelos seus direitos.

Eu tenho um sonho: que um dia, ao tratarmos de assuntos tão importantes e complexos quanto o aborto ou a adopção de crianças por casais homossexuais, consigamos elevar o debate público dois ou três patamares acima do nível cavernícola. O “nível cavernícola” é simples de detectar: por regra, qualquer posição que considere estas matérias como óbvias e naturalmente evidentes – seja para as acolher de braços abertos, seja para as rejeitar de olhos fechados – tem boas possibilidades de padecer de cavernicolismo. As reacções ao veto de Cavaco do diploma da adopção gay vieram demonstrá-lo mais uma vez 

Seja qual for a nossa posição em relação à adopção de crianças por casais homossexuais, é muito difícil negar razão a Cavaco em dois pontos. Primeiro, quando ele afirma que, “independentemente de um juízo de fundo sobre as soluções legislativas”, seria importante “assegurar que uma alteração tão relevante numa matéria de grande sensibilidade social não entre em vigor sem ser precedida de um amplo e esclarecedor debate público”. Cavaco tem inteira razão: esse debate, de facto, não existiu, o que é tanto mais incompreensível quanto a questão da co-adopção, muito mais restrita e consensual, deu origem a inúmeras polémicas e trocas de argumentos.

Mais grave ainda, porque profundamente desonesto, é o segundo ponto para que Cavaco chama a atenção: a adopção gay não tem a ver com o superior interesse da criança. O diploma combate uma discriminação existente entre casais homossexuais e heterossexuais e esse combate é, sem dúvida, legítimo. Mas é de uma total desonestidade intelectual confundir isso com o direito de os miúdos a serem adoptados. A co-adopção por casais homossexuais é uma luta pelo interesse superior da criança, na medida em que já existem laços afectivos estabelecidos. A adopção por casais homossexuais é uma luta pelos direitos da comunidade LGBT. Não quer dizer que essa luta não seja justa, mas é uma vergonhosa instrumentalização da criança invocar o seu “superior interesse” a propósito desta alteração à lei, como ouvi em Novembro e como voltei a ouvir agora, após o veto presidencial. Se não há falta mas excesso de candidatos à adopção (a não ser para miúdos com graves problemas de saúde), o que é que os direitos das crianças têm a ver com isto?

É uma pena que as crianças portuguesas não tenham associações e deputados a lutar pelos seus direitos com o mesmo empenho que o PS e o Bloco colocaram na luta pelos direitos da comunidade LGBT ao longo dos últimos anos. Eu sou a favor da adopção por casais homossexuais, porque entendo que é no terreno que se deve avaliar cada família e concluir se ela tem, ou não, condições para acolher uma criança. Acredito que num mundo ideal qualquer miúdo deve crescer com uma figura materna e uma figura paterna ao seu lado, mas penso que a dinâmica mimo-autoridade pode ser perfeitamente alcançada dentro de um casal homossexual. Mais do que isso, existem casos terríveis, envolvendo crianças abusadas, em que a figura paterna adquire uma dimensão de tal forma ameaçadora que a criança poderá crescer muito mais feliz e equilibrada num ambiente exclusivamente feminino. O mundo é um lugar complicado e a sua diversidade deve ser vista como uma riqueza, e não como uma ameaça. Mas até por isso, deveríamos estar todos a discutir com argumentos uns bons furos acima do nível cavernícola, jamais utilizando as crianças como armas de arremesso nas lutas de cada um.

IN "PÚBLICO"
28/01/16

.
.


766.UNIÃO

EUROPEIA



.

HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

A solução para as dores menstruais 
pode ser um tampão de canábis

Segundo os especialistas, os efeitos desta droga no alívio de dores já foram comprovados e este produto demora entre 15 a 30 minutos para atuar

Foi lançado o primeiro tampão feminino com canábis para combater as dores menstruais. O tampão, feito apenas com ingredientes naturais, como manteiga de cacau orgânica, dióxido de carbono extraído do azeite de canábis e canabidiol (CBD), uma das substâncias principais da planta, promete amenizar as dores das mulheres que sofrem de dismenorreia, ou cólicas menstruais.
.
As cápsulas estão a ser produzidas pela Foria, um coletivo formado por pacientes que recorrem a tratamentos à base de canábis e operadores de saúde, segundo o blog de moda do El País, na Carolina do Norte, Estados Unidos.

Morton Bake, diretor de um centro médico de canábis em Califórnia, afirmou que os efeitos positivos da erva no alívio da dor já são conhecidos e que há "uma grande quantidade de pacientes que sofrem de dismenorreia". "É uma forma fantástica de ajudar as doentes", afirmou o ginecologista, numa entrevista à publicação Racked.

O produto, que demora entre 15 a 30 minutos para fazer efeito, só está disponível para quem viver na Califórnia e tiver o cartão que permite comprar marijuana para uso medicinal. A Foria, no entanto, garante que ajuda os novos clientes a fazer o cartão necessário.

A empresa norte-americana ficou conhecida por ter lançado, no ano passado, um lubrificante à base de óleo de coco e canábis que prometia prolongar o orgasmo feminino até 15 minutos.

* Um justo alívio para as abençoadas, oxalá delirem.


.
.


3-CHEGAR TARDE

À VELHICE


video


** As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.


.
.




1-PORTUGAL

1975 E AGORA

POPULAÇÃO

video


NASCIMENTOS

video


INDÍCE SINTÉTICO 
DE FECUNDIDADE

video


IDADE MÉDIA DA MULHER AO
  NASCIMENTO DO 1º FILHO

video


Como era Portugal em 1975? E como é nos dias de hoje? Uma série de episódios, numa cooperação entre a Pordata e a RTP, explicam como é que o país mudou ao longo dos últimos 40 anos.

.
.
HOJE NO
 "RECORD"
Pedalar com diabetes

Novo Nordisk é a primeira equipa apenas composta por ciclistas com esta patologia

Phil Southerland tinha apenas 7 meses quando os médicos norte-americanos informaram os seus pais que tinham uma criança com diabetes tipo 1. Pior que isso, disseram-lhes que Phil muito dificilmente viveria após os 25 anos. 

Cresceu habituado à doença e à insulina, mas chegou a rejeitar o tratamento até perceber que poderia ficar cego. Esta era a mensagem que a mãe lhe transmitia, pois só aos 26 anos é que Phil descobriu o que realmente os médicos tinham sentenciado. "A minha mãe teve a missão de me manter vivo", atira.
 .

A motivação de querer lidar com a diabetes sem abdicar das suas paixões levou-o a criar, em 2005 e ao lado do seu amigo diabético Joel Eldridge, uma equipa de ciclismo com elementos doentes e outros saudáveis. Alguns bons resultados nos Estados Unidos despertaram o desejo de profissionalizar a estrutura, então com o nome ‘Team Type 1’.A equipa cresceu, conquistou o seu espaço na modalidade, recebeu ilustres ciclistas não diabéticos - Vladimir e Alexander Efimkin, entre outros - e somou várias vitórias.

A ambição de Phil querer seguir em frente e lutar pelos seus sonhos inspirou a Novo Nordisk, empresa dinamarquesa líder no tratamento da doença, a apostar no desporto. 
Em dezembro de 2012 foi selado o acordo com a equipa de Phil e a ‘Team Type 1’ deu lugar à ‘Team Novo Nordisk’, a primeira a ser constituída exclusivamente por ciclistas com diabetes (tipo 1). É caso único entre as equipas profissionais da modalidade, à escala mundial, e a estreia nas estradas foi em 2013. "Ser um grupo de atletas diabéticos faz com que a mensagem para a comunidade seja mais forte", justifica Phil Southerland.

Com o passar dos anos, juntaram-se ciclistas de todo o Mundo. Atualmente são 18, uns mais jovens que outros e com histórias de vida diferentes . Mas todas inspiradoras. Afinal, estas pessoas não desistiram perante a adversidade e hoje vivem normalmente com a patologia que afeta 415 milhões de cidadãos. "Os médicos disseram a 12 dos nossos 18 elementos, na altura do diagnóstico, que nunca poderiam ser ciclistas profissionais. Mas são", resume Phil Southerland, hoje CEO e cofundador da ‘Team Novo Nordisk’.

Quando injetar insulina é como "estar num sofá"
Em Alicante, onde a equipa cumpriu um plano de treinos e abriu as portas à imprensa internacional, uma das curiosidades foi perceber as rotinas dos ciclistas diabéticos, pois precisam de cuidados extras antes, durante e após qualquer treino ou competição. 
.

Os ciclistas recorrem a um medidor de glicose antes e depois das provas, mas durante a corrida transportam um monitor contínuo de glicose, geralmente no bolso da camisola. O aparelho fornece um gráfico com os níveis de glicose do sangue, através de um sensor colado ao corpo do corredor.

Segundo Rafael Castol, diretor clínico da equipa, o ideal é ter os níveis de açúcar entre os 120 e os 180 mg/dl de sangue. Mas cada caso é um caso e é importante para o ciclista conhecer o seu corpo e saber interpretar as sensações, por forma a conseguir um bom ajustamento da glicose através da alimentação e da insulina. "Fazemos tanta coisa sobre a bicicleta que injetar insulina é só mais uma, é como estar no sofá de casa. Há que encontrar um momento ideal da corrida para o fazer", explica David Lozano. Javier Megias também nos fala sobre o assunto: "Meto a insulina onde melhor puder naquele momento, é indiferente a parte do corpo onde a aplico. Mas tentamos fazê-lo numa altura mais calma da corrida."

Há ainda um plano rigoroso de alimentação, com diferentes recomendações nas diversas fases da corrida, mas que começa bem antes, com um pequeno-almoço rico em hidratos de carbono, composto por sementes ou cereais e ainda alguma proteína, e termina com um jantar muito menos carregado em hidratos de carbono e mais centrado na proteína. 

* Merecem respeito, admiração e muitas saborosas vitórias.

.
.

The Rolling Stones e Ana Moura

No Expectations

video


.
.
HOJE NO  
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Parlamento unânime no "repúdio" ao
. confisco de bens dos refugiados

O parlamento aprovou, por unanimidade, uma deliberação da Comissão de Negócios Estrangeiros que manifesta "veemente repúdio" pela aprovação de legislação na Dinamarca que permite o confisco de bens a refugiados no valor excedente a 1340 euros.
 .
Neste voto de condenação, subscrito por todas as bancadas parlamentares, considera-se que a legislação aprovada recentemente pelo parlamento dinamarquês constitui "um chocante precedente" do ponto de vista humanitário e em relação "ao mais elementar respeito pelos direitos consagrados na Convenção Europeia dos Direitos do Homem".
"Aquela que é já internacionalmente apelidada de 'lei das joias', além de se prestar a comparações históricas que repugnam a consciência universal e europeia em particular, sinaliza um evidente retrocesso político, jurídico, social e civilizacional, onde a ponderação equilibrada das soluções e a solidariedade humana cedem lugar a um populismo contrários aos valores da humanidade e da civilização", refere-se ainda no mesmo voto.

Por estas razões, a Assembleia da República salienta que não poderia ficar indiferente, expressando depois "o seu veemente repúdio pela aprovação de legislação pelo Reino da Dinamarca que consente à autoridades deste país o confisco de propriedade de refugiados de guerra, em flagrante desrespeito por valores fundamentais inerentes à dignidade humana".

Antes da votação, a deputada social-democrata Teresa Leal Coelho pediu ao presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, que a expressão "direitos do homem" constante no texto, por "não se inclusiva", fosse substituída pela expressão "direitos humanos, tal como é recomendação do próprio parlamento".

* Revemo-nos nesta votação, é humilhante o que a Dinamarca vai fazer aos refugiados.

.
.
CONDUZINDO NO EGIPTO

video

.
.

HOJE NO 
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Autoridade da Concorrência realiza buscas 
a 13 empresas de crédito especializado

A Autoridade da Concorrência e o Ministério Público estão a efectuar buscas em 13 empresas de crédito especializado.

A SIC Notícias avançou, esta sexta-feira, que a Autoridade da Concorrência (AdC) estaria a efectuar buscas a empresas de crédito especializado, por suspeitas de práticas anti-concorrenciais. Uma informação que foi confirmada ao Negócios pela AdC.
 .
"A Autoridade da Concorrência está desde ontem [quinta-feira] a realizar buscas em empresas de crédito especializado localizadas na Grande Lisboa", adiantou fonte oficial da Autoridade da Concorrência ao Negócios. A mesma fonte acrescentou que os técnicos da entidade liderada por António Ferreira Gomes  "são acompanhados por magistrados".

O segredo de justiça impede a Autoridade da Concorrência de divulgar os nomes das empresas, mas "as buscas decorreram em 13 instalações de várias empresas", acrescentou a mesma fonte.

Ainda esta tarde deverá ser emitido um comunicado sobre este processo.

* Não há fumo sem fogo e quem mexe com muito dinheiro...


.
.


RESOLVA


O PUZZLE


African wedding



.
.
HOJE NO 
"DESTAK"

IAVE está a desenhar provas nacionais
. para alunos fazerem em computador

O presidente do Instituto de Avaliação Educativa (IAVE) revelou hoje que está a ser estudado um novo modelo para que os alunos passem a usar computadores nas provas de aferição e exames nacionais. 
.
"Neste momento já é possível realizar uma avaliação eletrónica. E esse é o futuro", revelou à agência Lusa o presidente do Conselho Diretivo do IAVE, Hélder de Sousa, à margem da conferência "Avaliar para aprender: Contributos para uma cultura de avaliação" que está a decorrer em Lisboa.

Segundo Hélder de Sousa, o IAVE está a trabalhar em articulação com a Direção Geral de Educação e com a Direção Geral de Estatísticas da Educação e Ciência (DGEEC) para que, no futuro, os alunos possam fazer as provas nacionais em formato digital.

* Somos inteiramente a favor da inovação tecnológica mas temos uma pergunta: quem fornece os equipamentos para os alunos fazerem exame.?


.
.
Hollande e Cameron são alvos
em novo vídeo do Daesh

video


* Uma produção "EURONEWS"

.
.
HOJE NO 
"i"

Violência na Escola.
Morreu criança agredida em Monte Abraão

A menina de 11 anos que estava internada desde o início da semana após ter sido agredida na escola, morreu esta sexta-feira.
 .


A criança foi agredida na escola D. Pedro IV, em Monte Abraão, Sintra, terá batido com a cabeça nos cacifos e perdeu os sentidos, segundo o Correio da Manhã.

A vítima foi levada para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa, onde ficou internada na unidade de cuidados intensivos.
Os meios de emergência (bombeiros e INEM) foram acusados de ter demorado muito tempo a chegar à escola.

* Há pais a criar monstros em casa tal é o vazio de afectos em que lançam os filhos. 
Não foram os bombeiros nem o pessoal do INEM que agrediram a menina.
 
** Soubemos hoje 30/01, que a menina da notícia não foi alvo de violência, mas o primeiro parágrafo do  comentário anterior  continua válido, lamentamos que quem difunde as notícias não seja mais criterioso para não induzir em erro os seus leitores.

.