sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

.
.


11.O QUE NÓS  

"APRENDEMOS"!



REGRAS PARA

JOGAR TÉNIS
 



Na etiqueta "PEIDA E DESPORTO" estamos a apresentar regras de várias modalidades desportivas e olímpicas desde 13 de Novembro de 2015. .
.

** As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.
.

2- VIDA ETERNA




** As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.


.
.
HOJE NO 
"JORNAL DE NOTÍCIAS"
Número de internautas chineses aumentou para 
quase 700 milhões em 2015

O número de chineses ligados à Internet aumentou para quase 700 milhões no ano passado, muito acima da população total da União Europeia, revelou, esta sexta-feira, o China "Internet Network Information Center". 


A população "online" da China aumentou 39,5 milhões, em termos homólogos, para 688 milhões (mais de o dobro de há apenas cinco anos), 90 por cento dos quais acedem à rede através de 'smartphones', segundo o organismo regulador do setor.
Aquela cifra representa mais de metade da população total da China (1.374 milhões) país onde vive cerca de 18% da humanidade.

Redes sociais e ferramentas "online" como o Facebook, Twitter, Google, Youtube ou Dropbox estão banidas na China, mas o comércio eletrónico tem-se revelado vital na transição para um modelo económico mais baseado no consumo.

Só no último dia dos solteiros, que se celebra a 11 de novembro, o gigante do comércio eletrónico chinês Alibaba anunciou um volume de vendas total de 14,3 mil milhões de dólares (13 mil milhões de euros).

Estima-se que a Alibaba, empresa que opera os populares "sites" de compras Taobao e Tmall, fundada por Jack Ma, o segundo homem mais rico do país, controle 90% do comércio eletrónico na China.

* Deseja-se que seja através da net que o regime chinês seja derrubado.

.
.


 6- GEOPORTUGAL



* Mais uma produção notável da RTP

.
.

HOJE NO 
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Vítor Melícias sai da 
Caixa Económica do Montepio

O sacerdote Vítor Melícias, que já foi presidente do Montepio, vai ficar apenas na Associação Mutualista, abandonando a actividade na Caixa Económica. A obrigação advém da separação de funções entre as entidades. 

Vítor Melícias já não está na Caixa Económica Montepio Geral. Por obrigações de independência da instituição, e por ter sido eleito para a Associação Mutualista do Montepio, o padre teve de sair desta participada.
 .
Melícias, que se encontrava na lista de António Tomás Correia (na foto) para a Associação Mutualista, era também o presidente da mesa da Caixa Económica. Mas vai deixar este último cargo porque os estatutos a isso obrigam. Apesar de nos últimos anos ter estado nas mesas das assembleias, Melícias chegou a ser presidente do Montepio entre 1983 e 1988.

"A Caixa Económica Montepio Geral (CEMG) informa das renúncias dos seguintes membros, em cumprimento ao requisito formal e legal de independência face à eleição dos mesmos para órgãos sociais do Montepio Geral Associação Mutualista para o triénio de 2016-2018", assinala a instituição financeira em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Além de Melícias, saem António Dias Sequeira, Virgílio Lima e Fernando Mendes, que estavam em órgãos sociais tanto da Caixa como da Mutualista. A Caixa é detida na totalidade pela Associação Mutualista mas o Banco de Portugal acabou por obrigar a uma separação total das entidades. Tomás Correia era o presidente de ambas, mas acabou por ceder a presidência da instituição financeira a José Félix Morgado e a recandidatar-se à liderança da Mutualista – o que conseguiu.

"A substituição destes membros ocorrerá brevemente em assembleia-geral da CEMG a convocar", assinala também o comunicado à CMVM, onde a Caixa Económica informa ainda que a KPMG foi eleita para auditora até 2018 e Rui Heitor como representante dos trabalhadores.

Apesar da separação, a Mutualista continua a ser a accionista única da Caixa e criou uma comissão para articular a presença nas suas várias sociedades.

* Vitor Melícias um franciscano que meteu o voto de pobreza na gaveta.

.
.
IRÃO
A HISTÓRIA DAS SANÇÕES



* Uma produção "EURONEWS"


.
.


HOJE NO
 "DESTAK"

Mariano Rajoy declinou convite
 do Rei para iniciar processo 
de formação de governo
.
O presidente do Partido Popular (PP) espanhol, Mariano Rajoy, declinou hoje o convite do Rei de Espanha de se submeter a votação de investidura no Congresso dos Deputados, informou a Casa Real espanhola.

A votação marcaria o início do processo de formação do novo governo espanhol. 

* Rajoy não quer imitar o melodrama de Passos Coelho e Paulo Portas, faz bem.


.

PATRÍCIA MOTTA VEIGA

.



A SACROSSANTA 
DOUTRINA DO MINETE

Os rapazes, assim que aprendem a habilidade de se sentar, conseguem olhar para a sua pilinha, estando por isso, chegando à idade adulta, absolutamente familiarizados com ela. É coisa que anda à vista, quase como o nariz. Olham para ela porque vão fazer xixi, porque se querem armar ao pingarelho, para ver se ela ainda lá está, enfim, uma vida inteira de namoro. Nós não. Eu não sei se isto é culpa da natureza ou se de Deus- nosso-Senhor que é homem, já se sabe, mas nós, até chegarmos à idade de usar um espelho, nunca olhamos para a “abençoada” a não ser aquelas moças que trabalham no circo e têm muita elasticidade desde pequeninas. Nós não a vemos e não a mostramos. E não a mostramos porque, além de não ser anatomicamente fácil andar com ela para a frente ou virada para cima, não é simples mostrar aquilo de que não se conhece muito bem o aspecto… Encerra alguma insegurança. 

Assim, de segredo em segredo, de vergonha em vergonha, vai a mulher fugindo ao dever que tem consigo mesma de escancarar as pernas e dar-se a beijar, e vão os mancebos, tímidos e poltrões, alardeando por aí, que beijos na “culpada” lhes fazem confusão. 

 Uns, bem-intencionados, tentam, vão lá, no escuro ou de olhos fechados, e repenicam uns beijinhos ou com a ajuda didáctica dos filmes para adultos, chegam a passar a língua ferozmente, como um corredor a pano, deixando as suas mais que tudo um bocadinho desconsoladas, assim como quem diz: mas é só isto? São poucos os homens que sabem, na verdade, fazer um minete. Até porque não existe realmente uma técnica infalível ou matemática para a execução de uma coisa tão íntima, quanto pessoal. 

São poucas as mulheres que se entregam ao supremo gozo de serem beijadas, adoradas, sorvidas, numa rendição despudorada e orgulhosa da sua feminilidade. Primeiro, era bom que as mulheres, que agora até se depilam, enfeitam, tatuam e inclusive põem cristais, olhassem muitas vezes para si. Não é para “ela”, é para nós! Porque ali, no meio das pernas, está uma parte tão importante do Ser, que é bem capaz de ser por isso que as antigas lhe chamavam “boca do corpo”. Que percebêssemos que a vulva excitada e húmida é absolutamente apetecível e bonita, uma flor carnuda a pedir para ser mostrada e devidamente enaltecida.

Depois, os homens, eleitos por nós, para a nossa cama, para entrar no nosso corpo, para receber e dar prazer, realizassem que não há melhor maneira de fazer uma mulher sentir-se amada, ali entre quatro paredes, do que querer olhá-la toda, conhecê-la, dedilhá-la e saboreá-la. Que não há técnica perfeita, da mesma maneira que também não o há para degustar uma fruta a não ser a polposidade da própria e a fome de quem come. Que não há glória maior do que levar a sua mulher ao céu, ao infinito e fazê-la derreter- se em si. 

Talvez seja por isso que o sexo entre mulheres é tão diferente e diz, quem sabe, por vezes, mais compensador. As mulheres são, na generalidade, mais atentas aos detalhes e menos centradas no orgasmo próprio. A minha querida Almerinda, mulher versada nas artes do amor, refere muitas vezes a amiga francesa, que rapidamente passou a amante depois de lhe experimentar as artes da boca… Que nenhum homem lhe tinha oferecido tanto prazer ou ensinado tanto sobre o seu próprio corpo, que a alternância com que a lambia com a ponta da língua para depois a abocanhar como se fosse cair. Tinha sido o momento mais surpreendente de uma vida cheia de afectos. 

Não conheço a amiga francesa da Almerinda, confesso com alguma amargura. Mas já tenho tido momentos felizes nesta coisa da felação. E vos garanto, quando lhe chamam trombada, nada fazem pela aclaração do procedimento, porque remetem muito mais para uma colisão e o que se quer é encostar devagarinho. Um arrulho, como os pombos. 

 A coisa não é complicada, pelo menos daquilo que sei. E tenho para mim, que o que eu gosto não há-de ser muito diferente do que faz as minhas amigas felizes, lá está, com as pequenas e particulares variações. 

Nós gostamos que nos olhem para a “abençoada”, é meio caminho andado para que a mostremos bem. Gostamos que a explorem. Sentir a língua a passear corpo a baixo, ou a cima, parando onde sente a pele eriçar-se, recolhendo-se, para deixar que a boca chupe e sorva até aos centímetros seguintes. Gostamos de a sentir afastar os lábios. Primeiro os grandes, depois os pequenos, tal como nos cá de cima, e que curiosa e frenética lhes faça pequenas cócegas que nos preparam, que nos entesam para lá do que a bíblia aceitaria. Gostamos que ela nos açoitem o clitóris até que ele cresça o suficiente para ser sugado, mordido, tragado e mesmo ali, antes do orgasmo, abandonado para que a pequena vilã nos penetre hirta a preparar caminho. Nos adentre onde bem lhe e nos apetecer, reconhecendo todos os nossos buracos e deixando os anfitriões felizes. Isto feito, nós não nos vimos… Vamo-nos! Para o paraíso e acompanhadas por quem para lá nos enviou.

É claro que isto não é para meninos. É coisa de homem! Ou de mulher! Dos crescidos. Com tesão e apaixonados. De um adulto que goste realmente de uma mulher. Do cheiro da mulher, do sabor da mulher. Quem quer uma coisa inodora e insípida pode sempre treinar naquelas de borracha que até podem ser desinfectadas com lixivia. 

E convém não ir lá directo, como quem arranca a fruta da árvore sem querer trepar, lá porque a vulva é importante o resto da pele não deixa de o ser e já diziam as nossas mães que não se entra em lado nenhum sem pedir licença. Passeiem por nós, abram caminhos… E percebam que cada mulher é única, que o que funcionou com a ex, não tem que necessariamente correr bem aqui. Olhem para a nossa cara, para os nossos mamilos, para a barriga que se contrai e apreciem, não fiquem lá enfiados como um cão com sede, a ignorar o resto do mundo… Já que por acaso, nós também estamos ali.

 E gostamos de vocês ou não vos daríamos o privilégio de olhar e tocar tão profundamente em nós! 


IN "CAPAZES.PT"

.


759.UNIÃO

EUROPEIA



.
HOJE NO 
"i"
Eutanásia entra em força na agenda
. política após as presidenciais 

Um tema eticamente difícil e recorrente: a eutanásia poderá voltar em breve à agenda política
Há temas em que as opiniões não estão hermeticamente contidas pelos tanques da religião ou da orientação política. A eutanásia é um deles.
 .
O i sabe que o movimento “Direito a morrer com dignidade” já escreveu um manifesto a favor da legalização da eutanásia - que pretende publicar na íntegra em pelo menos dois jornais de grande tiragem depois das presidenciais - e se encontra neste momento na fase de recolha de “assinaturas de notáveis da sociedade portuguesa”.

O manifesto prevê “tanto a eutanásia como o suicídio medicamente assistido para pessoas lúcidas”. Os proponentes do manifesto dizem que é “óbvio que haja um direito inviolável à vida, o que não quer dizer que haja um direito irrenunciável a viver. Ninguém pode obrigar ninguém a viver com sofrimento”, defendem.

 O movimento “Direito a morrer com dignidade”, criado em novembro pela antiga professora Laura Ferreira dos Santos e pelo médico nefrologista João Ribeiro Santos, foi desde logo apoiado por nomes como o cientista e deputado Alexandre Quintanilha e o jornalista José Júdice.

 A lista de apoiantes aumentou e já aderiram o cineasta António-Pedro Vasconcelos, a pediatra Isabel Ruivo, a jornalista Lucília Galha e a investigadora Tatiana Marques, além dos dois fundadores do “Direito a morrer com dignidade”.

Nunca chegou à AR
Em 2009, o então líder do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã, defendeu publicamente num debate na Ordem dos Médicos, em Lisboa, a “legalização da morte assistida”, pedindo “acesso livre e informado” para os cidadãos. Embora tivesse afirmado que o seu partido iria apoiar esta posição, não houve iniciativa legislativa.

João Semedo, que ajudou a constituir o movimento “Direito a morrer com dignidade”, admitiu ao i que “o Bloco venha a apresentar a sua própria iniciativa”, provavelmente mais para a frente, “em virtude do calendário político dos próximos tempos”.

Tal como o aborto, é possível que um referendo à eutanásia venha a ser agendado, entregando a decisão aos portugueses. Em entrevista à Renascença, Assunção Cristas admitiu na quarta-feira esta possibilidade, para além de prometer que o CDS irá “tomar uma posição sobre a matéria nos próximos tempos”. Enquanto a posição do partido não chega, a antiga ministra deixou a sua visão pessoal: “Os cuidados paliativos são a resposta civilizada para o sofrimento em fim de vida. ”

Liberdade de escolha
Laura Ferreira dos Santos, 56 anos, é uma professora reformada da Universidade do Minho ao lado de João Ribeiro Santos, que lançou as primeiras sementes da iniciativa.

A aposentação antecipada deveu--se a problemas oncológicos, e foram dois cancros - o seu, na mama; e o da mãe, no pâncreas - que a fizeram estudar o tema desde 2001.

Estas situações levaram-na a contactar com realidades de sofrimento profundo e a refletir sobre os meandros do direito de pôr termo à vida. “A minha mãe morreu nove meses depois do diagnóstico, nos meus braços”, conta. “É que nem toda a gente tem a sorte de morrer como o dr. Almeida Santos, ou como o meu irmão, que morreu repentinamente”, considera.

 Já escreveu três livros sobre o tema: “Ajudas-me a Morrer?”, “Testamento Vital” e, mais recentemente, “A Morte Assistida e Outras Questões de Fim-de-Vida”.

É a favor da eutanásia e do suicídio assistido (realidade que desconhecia quando começou a pesquisar sobre o tema) e acredita que estas questões não se resolvem em referendo. “Os direitos fundamentais das pessoas não devem estar sujeitos a uma maioria. É uma questão íntima e uma decisão de cada pessoa.”

Assim, Laura acredita que este não só é um direito como “deve ser legislado pela Assembleia da República”. “As leis servem para que não haja abusos e a liberdade de consciência também é um direito constitucional”, lembra.

Por outro lado, para a antiga professora, “é um abuso da parte do Estado interferir nas convicções íntimas das pessoas. Só quem sabe o que sofre é o próprio”.

Uma questão transversal 
Para a antiga professora, a questão da eutanásia é transversal à sociedade. “Há pessoas de direita e de esquerda, religiosas ou não, que acreditam que as pessoas devem ter a liberdade de escolher morrer, desde que estejam lúcidas e não estejam deprimidas”, alerta.

Sobre a ideia de que uma rede de cuidados paliativos bem construída é uma alternativa ao problema, diz não estar contra o ramo da medicina, mas não o considera uma solução. “Nenhum defensor da morte assistida é contra os cuidados paliativos. O que dizemos apenas é que, se numa situação de fim de vida a pessoa não quiser viver mais, deve poder escolher não o fazer.”

* A eutanásia é uma questão com muita sensibilidade, implica muita ética e humanização, nós somos pelo fim do sofrimento inútil.


.
.

2-CHEGAR TARDE

À VELHICE




** As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.
13-HUMAN

.
.
HOJE NO
"A BOLA"

Encarnados explicam transferência
 de Bernardo Silva

O Benfica emitiu, esta sexta-feira, um comunicado a explicar a transferência de Bernardo Silva para o Mónaco, isto após o «Football Leaks» ter revelado que a equipa francesa estava a pagar o passe do jogador à XXXIII Capital Limited e não aos encarnados.Comunicado:

«Face ao ruído gerado por precipitação e total desconhecimento de quem tem responsabilidades editoriais em Portugal, mas desconhece em absoluto o funcionamento do sistema financeiro, a Benfica SAD vem esclarecer que os documentos divulgados durante o dia de hoje em relação ao contrato e pagamento do jogador Bernardo Silva são verdadeiros e ilustram apenas uma vulgar operação financeira à semelhança de outras já feitas por esta e muitas outras sociedades desportivas, em Portugal e no estrangeiro.
.
Bastava alguma prudência e uma análise menos tosca dos documentos e ter-se-ia evitado escrever barbaridades como “os milhões de Bernardo Silva não foram para a Luz” e outras semelhantes que encarnam um jornalismo tabloide sem qualquer preocupação com o rigor da informação e, pior, sem o cuidado de sequer tentar um contacto para esclarecimento dos factos.

Bernardo Silva foi vendido ao AS Monaco Football Club em janeiro de 2015 por 15.750.000 euros, em pagamentos fracionados até junho de 2016.

Considerando os prazos de liquidação previstos no contrato de alienação dos direitos do atleta, a Benfica SAD cedeu por antecipação a totalidade dos créditos junto de uma entidade financeira com sede em Londres (XXIII Capital Limited), recebendo, dessa forma e antecipadamente, a totalidade do valor acordado (15.750.000 euros).

Tendo antecipado a totalidade dos créditos e tendo comunicado ao AS Monaco essa mesma cedência de créditos, à medida que se vencem as prestações acordadas, o clube monegasco vai, naturalmente, pagar à XXIII Capital Limited.

Trata-se de uma simples operação financeira, que é habitualmente realizada por inúmeros clubes ou sociedades desportivas por toda a Europa que pretendem descontar os valores por receber dos contratos celebrados, no âmbito da política de gestão de tesouraria de qualquer empresa.

Lamenta-se o ruído gerado e aconselha-se, de futuro, maior prudência na abordagem de matéria que, pela amostra do que foi publicado, desconhecem em absoluto.» 
 
* Sem comentários.

.
.

Joana Ferreira

Take me to church


The Voice Portugal Season 3
.
.
HOJE NO 
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS
 DA MADEIRA"

Governo e parceiros sociais assinam
. acordo sobre salário mínimo sem CGTP
.
O Governo e os parceiros sociais assinaram hoje o acordo para a subida do salário mínimo nacional para os 530 euros este ano, mas sem a CGTP.
 .
O acordo foi assinado numa reunião de concertação social que decorreu esta tarde em Lisboa e prevê um algumas compensações para as empresas, nomeadamente, manter em vigor, com a duração de um ano e até 31 de Dezembro de 2017, a diminuição de 0,75 pontos percentuais na Taxa Social Única (TSU).


* Não beneficia a CGTP  radicalizar posições, o PCP tem um acordo político com o PS ao qual será leal, a organização dos trabalhadores pode ser considerada como a má da fita  ou, ainda pior, fazer cedências noutras ocasiões, por ordem do partido.

.
.

LOUCAS DIVERSÕES


.
.
HOJE NO 
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Mais de mil milhões devolvidos a famílias

A reposição de rendimentos é um dos factores que está na base dos cálculos do Executivo que apontam para uma taxa de crescimento da economia de 2,1% em 2016.

No esboço do OE/16 que foi hoje enviado a Bruxelas, o Executivo reafirma a "reversão faseada dos cortes salariais na Administração Pública", num total de 446 milhões de euros, a "eliminação parcial da sobretaxa do IRS" com um peso de 430 milhões de euros, seguindo-se a "reposição de mínimos sociais nas prestações do Rendimento Mínimo Garantido, do Complemento Solidário para Idosos e do Abono de Família" (135 milhões de euros). Contas feitas são 1.031 milhões de euros que são devolvidos às famílias portuguesas.
.
A reposição de rendimentos é um dos factores que está na base dos cálculos do Executivo que apontam para uma taxa de crescimento da economia de 2,1% em 2016, contra uma aceleração da actividade de 1,6% estimada para 2015 pelo Banco de Portugal.

Governo prevê que salários cresçam 2,1% este ano
No esboço orçamental apresentado pelo Ministério das Finanças, o Governo refere que, no total da economia, a remuneração por trabalhador vai subir, em média, 2,1% no próximo ano. Esta percentagem reflecte, segundo o documento, a reposição salarial na administração pública e o aumento do salário mínimo de 505 para os 530 euros.

"No sector privado, a moderação salarial e a evolução positiva da produtividade, permitirão que os custos unitários do trabalho evoluam em linha com os dos principais parceiros comerciais, mantendo a competitividade das exportações nacionais", lê-se no documento.

O Conselho das Finanças Públicas (CFP), no parecer que acompanha o esboço orçamental, alerta para o crescimento das remunerações acima da produtividade que, de acordo com o Governo, irá aumentar 1,1% em 2016.

* Se a economia global "espirrar" a portuguesa agarra uma "pneumonia" mas este governo ainda goza do benefício da dúvida.

.
.


RESOLVA


O PUZZLE


Lenten Rose


.
.
HOJE NO  
"CORREIO DA MANHÃ"

Juiz proíbe jovens de voltar à escola 
.
Ladrões obrigados a ficar a 1 km da secundária. 

Três estudantes da secundária de Vizela foram proibidos pelo tribunal de Guimarães de regressarem ao estabelecimento de ensino, depois de serem detidos pela GNR por furtos e roubos no interior das instalações daquela escola. 
 .

Aliás, o juiz de instrução criminal decretou que os suspeitos, dois de 16 e um de 17 anos, têm mesmo de se manter a uma distância mínima de um quilómetro da secundária. Estão ainda proibidos de contactar entre si e obrigados a apresentações semanais na GNR. 

O trio de supostos ladrões foi detido durante a manhã da passada segunda-feira pelos militares do posto de Vizela. São suspeitos de diversos furtos e roubos aos colegas de escola. Preferencialmente, apropriavam-se de dinheiro, mas também de telemóveis, provocando o medo na escola. 

Há suspeitas - a investigação prossegue - de que alguns dos crimes tenham sido praticados com recurso a ameaça de arma branca, nomeadamente uma navalha. Um dos jovens foi detido no interior do estabelecimento de ensino, os outros foram-no nas proximidades. 

Ao que o Correio da Manhã apurou, a direção da secundária de Vizela já foi informada pelo tribunal de que teria de ser realizada a transferência dos alunos, seja por iniciativa dos próprios encarregados de educação ou, em caso de tal não se verificar, por ordem da escola. 

Tal como o CM noticiou, os três rapazes atacavam os colegas de escola no interior do recinto, mas também em locais próximos da secundária. 

* Este assunto é notícia não só para Vizela como para todo o país, infelizmente há muitos delinquentes jovens a "tramar" o funcionamento das escolas, talvez com esta sentença se perca o medo de denunciar. Lamentamos que os papás destes coiros não sejam igualmente punidos.


.
.
7-COP21

TERRA, EXISTE UM FUTURO



A propósito da conferência de Paris


.
.
HOJE NO 
"OBSERVADOR"
Deco
Um néctar de pêssego ou lata de refrigerante 
contêm quase 5 saquetas de açúcar 

Um néctar de pêssego ou uma lata de refrigerante contêm açúcar equivalente a quase cinco pacotes, um leite achocolatado pode conter mais de três euma gelatina equivale a mais de duas saquetas.

Um néctar de pêssego ou uma lata de refrigerante contêm açúcar equivalente a quase cinco pacotes, um leite achocolatado pode corresponder a mais de três pacotes e até uma gelatina equivale a mais de duas saquetas de açúcar.
 .
Um estudo hoje divulgado pela associação de defesa do consumidor Deco revela que uma embalagem de 330 mililitros de néctar de pêssego contém o equivalente a 4,8 pacotinhos de açúcar e quase o mesmo acontece a uma lata de refrigerante.

“Ainda assim, parte do açúcar contido no néctar de pêssego é natural, pois provém da fruta. Logo, esta bebida será melhor opção que o refrigerante, em que a maioria dos açucares é adicionada”, refere o estudo da Deco.

A associação de defesa do consumidor analisou 84 amostras de 28 alimentos pertencentes a 13 categorias, como marmelada, cereais de pequeno-almoço, néctares e refrigerantes, leites achocolatados, pão de forma, barras de cereais, fruta em calda e iogurtes.

Segundo a análise, um terço de uma barra de cereais é açúcar e até um copo de gelatina de morango tem açúcar equivalente a duas saquetas.

A Deco recorda que um adulto necessita em média de 2.000 calorias por dia e não deve consumir mais de 50 gramas de açúcares, o que equivale a sete pacotes.

A associação aconselha os consumidores a estarem atentos à rotulagem dos alimentos e terem em conta que, quando adicionado, o açúcar figura na lista dos ingredientes, mas pode “surgir mascarado” com palavras como sacarose, glucose ou dextrose.

A Deco sugere que a lei da rotulagem devia ser melhorada, nomeadamente com a criação de um sistema de cores — tipo semáforo — para o consumidor perceber de forma rápida se um produto tem ou não teores elevados de alguns nutrientes.

* De tanto açúcar ingerido pode ter-se um sintomático amargo de boca.

.
TINO


























.
.
HOJE NO 

"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

O estranho caso da mandatária nacional
. que nunca o foi

Marcelo Rebelo de Sousa apresentou uma mandatária nacional que não desempenha essas funções nem ocupa esse cargo a título oficial. Mandatário é ex-dirigente do Benfica
INTELIGENTE E LINDA NÃO MERECIA ESTAR NESTA EMBRULHADA
É jovem? É. É cientista? É. É mandatária nacional de Marcelo? Não. Afinal, Maria Pereira - que tem sido apresentada como mandatária nacional de Marcelo Rebelo de Sousa - não é oficialmente a mandatária nacional. O cargo é ocupado por um antigo presidente do Conselho Fiscal do Benfica, Fernando Fonseca Santos.

Na candidatura dos afetos, Maria Pereira, a cientista de 29 anos, é assim apenas uma espécie de mandatária no domínio espiritual, pois quem assume as funções - na prática - é um amigo de Marcelo, Fernando Fonseca Santos. 

O caso foi ontem divulgado nas redes sociais e aproveitado por críticos de Marcelo, para denunciarem as incoerências do candidato. O comentador político Daniel Oliveira, no Facebook, aproveitou também para criticar a postura da imprensa: "É tão relaxado o escrutínio da comunicação social sobre a campanha de Marcelo que ninguém deu por nada".

Marcelo disse, quando apresentou Maria Pereira como mandatária nacional que a cientista "representa tudo o que eu quero para a minha candidatura."

Fernando Fonseca Santos é advogado e tem uma extensa atividade de gestão, tendo sido administrador da Reditus e de empresas como a Global Vida, a Estoril-Sol, o Banco Crédito Predial Português, entre vários outros cargos de gestão, incluindo de sociedades macaenses. 

* Há dias um dos pensionistas escreveu que Marcelo Rebelo de Sousa seria um clone para pior do presidente cessante, esta notícia é exemplar.
A maneira como a cientista foi apresentada e depois "abafada"  revela o modo como o candidato se presta a tratar a ciência se fôr eleito.

.
.

TRABALHO EM ALTO MAR


Sistema de estabilização duma rampa com ondas altas

.
.


HOJE NO 
"RECORD"

Leões aplaudem introdução 
da tecnologia da linha de golo

Através da página oficial de Facebook, o Sporting aplaudiu a decisão da UEFA em aprovar a utilização da tecnologia da linha de golo nos encontros do Europeu de 2016 e, posteriormente, na Liga dos Campeões.

Comunicado sobre a introdução da tecnologia de linha de golo

O Sporting Clube de Portugal congratula-se com o anúncio oficial de hoje, no final da reunião do Comité Executivo da UEFA, por parte de Gianni Infantino, secretário geral da UEFA, da decisão de introdução da tecnologia de linha de golo no Campeonato da Europa de futebol de 2016 e em todos os jogos da Liga dos Campeões já a partir da próxima temporada de 2016/17.
 .

Esta é mais uma decisão histórica no futebol mundial que irá ajudar a classe dos árbitros, os clubes e todos os milhões de amantes do desporto. Ao mesmo tempo, é uma medida que mostra valer sempre a pena lutar em nome da verdade desportiva porque o tempo acaba por premiar aqueles que têm razão na forma como pensam o futebol.

Depois do anúncio do International Board sobre a recomendação, em fase experimental, da introdução de tecnologia vídeo, o futebol mundial continua a dar passos seguros para um futuro moderno, digno e credível como todos merecem.

* Importa primeiro que tudo a seriedade de todos os intervenientes em campo.

.
.
COMIDA E FILOSOFIA



.
.

773
Senso d'hoje

MARCELO

REBELO DE SOUSA
CANDIDATO À
PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA
 SOBRE A SUA CANDIDATURA



FONTE: EURONEWS

.