quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

.
..

72-ACIDEZ 
FEMININA

MEU CORPO ESCROTO


video



A IMPRESCÍNDIVEL TATY FERREIRA


* Uma produção "ACIDEZ FEMININA" - BRASIL


.
.


8 X 8



video




.
.
HOJE NO   
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Na cidade cercada de Madaya há 
pessoas a comer folhas das árvores

Na cidade síria de Madaya, cercada por tropas do regime de Damasco, existem pessoas a comer folhas das árvores, disse esta quinta-feira o ativista Nasir Ibrahim, no interior da aglomeração.

Em conversação mantida através da internet, Ibrahim afirmou que os mais afortunados conseguem comprar arroz, com dinheiro que os familiares no exterior lhes fazem chegar, nos postos de controlo governamental nos arredores da cidade, cercada desde julho.
.
Segundo este ativista, o preço de um quilo de arroz pode atingir os 200 dólares (183 euros) e o leite em pó tem estatuto de bem de luxo, pelo qual se paga 400 dólares.

Na cidade, os civis suportam o melhor que podem as baixas temperaturas invernosas, uma vez que não há combustível para alimentar os aquecedores, queimando a madeira que encontram.

Por acaso, "há água, porque a cidade está coberta de neve", acrescentou.
Os medicamentos também escasseiam em Madaya, onde apenas resta um hospital de campanha "com muitos poucos aparelhos e recursos", avançou ainda.

Ibrahim assegurou que já faleceram 39 pessoas desde o início do cerco, "20 de fome e 19 quando procuravam sair do cerco".

O governo sírio aprovou hoje a entrada de ajuda humanitária da Organização das Nações Unidas em Madaya, onde estão 42 mil pessoas cercadas, em risco de morrer de fome.

* Como pode o homem ser tão indigno com o seu semelhante.

.
.
XXXVII- O UNIVERSO

3- SONS

video

 * As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.


HOJE NO   
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Salários e pensões até 801 euros/mês dispensados da retenção da sobretaxa. Veja as tabelas

Trabalhadores por conta de outrem e pensionistas já podem saber quanto vão descontar mensalmente a título de sobretaxa extraordinária de IRS. Rendimentos até 801 euros brutos não descontam. Conheça os valores. 
 .
Pensionistas e trabalhadores dependentes com rendimentos brutos mensais até 801 euros por mês não vão precisar de fazer retenção na fonte da sobretaxa de IRS, um patamar de isenção superior ao que se aplicava até aqui. Esta é uma das conclusões que se retira das tabelas com as taxas de retenção na fonte da sobretaxa de IRS para 2016, que foram esta quinta-feira aprovadas pelo secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Fernando Rocha Andrade, e que dão conta de uma redução generalizada das taxas de retenção na fonte mensais. A consequência directa, já expectável, é que o salário e a pensão que a maioria leva para casa no final do mês, irá aumentar.



À luz do novo figurino, as taxas a aplicar mensalmente sobre salários e pensões organizam-se em cinco escalões de rendimento bruto, seguindo os níveis remuneratórios que estão estabelecidos na tabela da sobretaxa propriamente dita.  Com a diferença que as taxas de retenção se aplicam sobre o rendimento bruto, e os valores finais da sobretaxa a pagar se apuram a partir do rendimento colectável (o rendimento bruto subtraído da dedução específica).

Assim, por exemplo quem tem um rendimento bruto até 801 euros (que corresponde a um rendimento colectável até 505 euros mensais), nada reterá, uma vez que está também dispensado da sobretaxa.  Rendimentos brutos até 1.683 euros/mês reterão 1%, uma percentagem que sobe para 1,75%, 3% e 3,5%, respectivamente para rendimentos brutos mensais acima de 3.054 euros, 5.786 euros e deste patamar em diante.

Salário de 1.500 euros poupa 14 euros mensais
As novas taxas de retenção traduzem um duplo alívio previsto para 2016: uma por via da sobretaxa, que baixa para todos os escalões de rendimento, à excepção do último, outra pela subida do salário mínimo, que serve de base ao seu cálculo.

A poupança mensal de cada um depende do nível de rendimento e do perfil do agregado familiar, mas, se tormarmos por referência um solteiro com 1.500 euros brutos, a retenção mensal passará de 19,34 euros para os 5,28 euros, permitindo uma poupança de 14 euros ao mês, como indica a tabela com simulações divulgada pelo Ministério das Finanças.

Será preciso ter em atenção que estas taxas de retenção não correspondem ao valor final da sobretaxa que cada um irá pagar.

Estes são valores indicativos, que incidem apenas sobre pensões e salários. Por exemplo, este figurino não salvaguarda a situação dos contribuintes que saltam de escalão por pouco rendimento - estes terão de esperar pela liquidação final do imposto, em 2017, para fazerem os acertos finais.

O mesmo acontece aos contribuintes que tenham outros rendimentos além de rendimentos do trabalho dependente e pensões.

Vejas as tabelas. Há duas tabelas de retenção na fonte: uma para solteiros e para casados em que os dois elementos do agregado tenham rendimentos; e uma para casados em que só um dos cônjuges tem rendimentos. As tabelas não diferenciam em função do tipo de rendimento: quer sejam pensionistas, quer sejam trabalhadores dependentes, as taxas de retenção são iguais. O que conta é a situação familiar do casal. Também não diferenciam em função do número de filhos: tal como acontecia até aqui, o acerto relativo aos filhos (que valem um desconto de 2,5% do valor do salário mínimo) é feito na liquidação final.

Sujeitos passivos não casados e a sujeitos passivos casados, dois titulares
Remuneração Mensal Bruta (Euros) Taxa (%)
Até 801 0
Até 1.683,00 1
Até 3.054,00 1,75
Até 5.786,00 3
Superior a 5.786,00 3,5




Sujeitos passivos casados, único titular
Remuneração Mensal Bruta (Euros) Taxa (%)
Até 1.205,00 0
Até 2.888,00 1
Até 6.280,00 1,75
Até 10.282,00 3
Superior a 10.282,00 3,5



O que são e para que servem as taxas de retenção na fonte?


Para que são precisas as tabelas de retenção?
Sempre houve retenção na fonte da sobretaxa, para pensionistas e trabalhadores dependentes (70% do universo que paga IRS). Contudo, como a taxa era única, a fórmula emitia um resultado inequívoco. A partir do momento em que a sobretaxa varia com o escalão de rendimento colectável, o cálculo da retenção complica-se um pouco, daí as taxas de retenção.

Estes são os valores definitivos que vou pagar?
Não. Uma coisa é a retenção na fonte, outra a sobretaxa a pagar. Tal como acontece no caso do IRS "normal", a retenção na fonte é uma aproximação aquilo que os contribuintes terão a pagar no conjunto do ano, mediante a assunção de determinadas hipóteses. Mas a sua fórmula é distinta da que dita o apuramento da sobretaxa. Portanto, só por aqui, há sempre lugar a acertos.

Além disso, esta taxa de retenção apenas se aplica aos rendimentos do trabalho dependente e pensões, pelo que, se o contribuinte tiver outros rendimentos, no final, terá de pagar uma sobretaxa superior. Ou seja, é possível que a retenção na fonte seja calculada a partir de um escalão, mas no fim o contribuinte pague uma sobretaxa de um escalão acima. Um terceiro factor a influir nas contas, aquando do apuramento final da sobretaxa, é o do regime de tributação. Agora, a retenção é calculada como se de um solteiro se tratasse (excepto quando o contribuinte é o único titular); contudo, quando entregar a declaração de IRS de 2016 (em 2017) o contribuinte poderá optar pela tributação conjunta, o que pode fazer variar a sobretaxa a pagar.

Como ficam as taxas "normais" de retenção do IRS?
Manter-se-ão as mesmas que até aqui, previsivelmente até que esteja em vigor o Orçamento do Estado para 2016. Contudo, como não se espera que este ano haja grandes mexidas no IRS (elas estarão reservadas para 2017), as futuras taxas de retenção, quando surgirem, não deverão mudar muito face às actuais.

* Explicação bastante clara  da economista ELISABETE MIRANDA


.
.


1-O VENENO ESTÁ NA MESA


AGROTÓXICOS


video


.
.

HOJE NO
"DESTAK"
Atividade gripal baixa, mas 
com tendência para aumentar

A atividade gripal continuou baixa, na semana de 28 de dezembro a 03 de janeiro, mas com tendência para crescer, revela o Boletim da Vigilância Epidemiológica da Gripe, hoje divulgado pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge. 
.
De acordo com o boletim, publicado semanalmente, às quintas-feiras, a taxa de incidência da síndrome gripal aumentou para 51,4 casos por 100.000 habitantes, o que indica "provável início do período epidémico".

Na semana anterior, de 21 a 27 de dezembro, a taxa de incidência gripal foi de 21,6 casos por 100.000 habitantes. 

* Ainda não se vacinou?

.

NUNO DELGADO

.






Treino fora do corpo 
para sucesso em 2016

Nesta época é comum todos fazermos promessas de como queremos transformar o nosso eu para que o ano novo seja tudo aquilo que desejamos. Perder peso, deixar de fumar, poupar dinheiro, mais tempo para os nossos entes queridos, sucesso profissional e pessoal estão entre os desejos mais solicitados! No dia 31, ao som das badaladas ou num outro qualquer ritual, é feito este primeiro passo de desejo de um melhor futuro, completamente inovador.

Contudo, quase sempre ainda antes do primeiro mês, esbarramos com o insucesso anunciado, verificando que esta epifania era uma mera visão de um oásis comportamental quase inatingível.

Caro leitor, é exatamente esse fenómeno de superação comportamental que está presente em todas as transformações humanas e chama-se processo de Treino. Processo esse que é amplamente dominado no mundo de alta competição, bem como por todos aqueles que preparam pessoas para hábitos de sucesso no dia à dia do mundo empresarial, artísco e pessoal. Permitam-me que levante um pouco o véu desse domínio e partilhe cinco dicas operacionais que desenvolvi ao longo da vida, através do meu percurso Olímpico, contacto e observação atenta com empresários, artistas ou mesmo com as crianças e famílias com as quais desenvolvo esta metodologia a que chamei Performance Global.

Procure sempre que possível a ajuda de um "treinador" à altura do desafio delineado - ninguém consegue treinar sozinho. E compreenda que todos os fenómenos de mundança comportamental estão associados às leis da epigenética e neuroplasticidade, sendo que hoje em dia está demonstrado que a meditação diária tem um impacto potenciador na nossa intenção e atenção para o que queremos mudar em nós. Lembre-se ainda que este processo começa fora do corpo, no nosso espírito, e que deve ser adquirido por automatismos consolidados em atos quotidianos do nosso "corpo".

Perfomance Global, seis dicas:

1. Definir os Objetivos- tudo começa por escrever de forma intencional e clara o que pretende atingir, qual o prazo necessário e quais as consequências do fracasso desta missão. O Impossivel é o que nós não desejamos.

2. Planear o Método- organize do fim para o início como pretende lá chegar, focando-se sempre no primeiro e próximo passo. Lembre-se que o passo não pode ser maior que a sua "perna". Sonhar grande, concretizar pequeno.
3. Respeitar a Disciplina - o Treino alimenta-se de rotinas, todos os dias, sem exceção, dar um passo rumo ao nosso objetivo. Mais vale um pequeno que nenhum passo. A rotina faz a performance.

4. Aceitar a Paciência - o erro e tempo fazem parte do processo de Treino, são testes à sua persistência, esteja preparado para abraçar a adversidade e aguarde, pois as mundanças comportamentais só são observáveis a médio/longo prazo. Não desespere acredite e cumpra o planeado.

5. Usar positivamente a Motivação - a superação nunca acontece sem acesso a esta energia potencialmente infinita. Use-a de forma inteligente, presenteando o seu ego com cada pequena vitória quotidiana. Todos dias temos de saber vencer uma pequena conquista, esse é o segredo!

6. Desfrutar o Presente - a tensão, ou bloqueio físico/mental, ou seja, o stress, é o maior limitador de um programa de Treino de sucesso. Não fique obecado com o futuro, ele chegará como o planeou ou melhor que o previsto. Por enquanto, viva o que faz com prazer.

Agora só falta entender que com este poder poderá ser causador do seu futuro. Futuro esse que começa a acontecer quando o desejar, do espírito para o corpo. Um campeão é quem vê o futuro e começa a Treinar para ele, AGORA!

Bons treinos em 2016!

*Judoca português. Participou nos Jogos Olímpicos de Sydney em 2000, conquistando o 3.º lugar e primeira medalha para Portugal na disciplina de judo e a 16.ª medalha olímpica portuguesa da história. Foi também campeão da Europa, em 1999, vice-campeão europeu em 2003 e medalha de bronze nas Universíadas de 1998. Figura de destaque no desporto nacional, foi o atleta escolhido como porta-estandarte da delegação portuguesa nos Jogos Olímpicos de Atenas em 2004.


IN "VISÃO"
04/06/16

.
.


744.UNIÃO

EUROPEIA



.


HOJE NO
"i"

Este é o problema responsável 
por muitos cancros orais

Sabemos que fumar, mascar tabaco ou beber muitas bebidas alcoólicas podem provocar cancro oral, mas existe um outro problema que pode ajudar a desenvolver esta doença.





Segundo estudos citados pelo Huffington Post, 72% dos cancros da orofaringe (aqueles que se desenvolvem no fundo da boca) são causados pelo vírus do papiloma humano, uma doença sexualmente transmissível.
.
PRATICAMENTE VIRGEM


Casos destes têm uma probabilidade seis vezes maior de atingir os homens do que as mulheres. No entanto, começam a surgir cada vez mais casos de pessoas do sexo feminino com este problema.
 
Segundo a Oral Cancer Foundation, existe uma taxa de sobrevivência neste tipo de cancros de 80 a 90% (no caso da doença ser detectada cedo, algo que nem sempre acontece).

Keith Arbeitman, dentista na Arbeitman & Shein, afirma que existem algumas coisas que pode fazer em casa para perceber se pode estar a desenvolver um problema destes ou não:
- Ver se existe algo de estranho na pele à volta dos lábios e na face, incluindo marcas assimétricas ou que mudam de cor;
- Cortes ou feridas que estão a demorar muito tempo a sarar;
- Rouquidão que não melhora;
- Altos no pescoço ou por baixo do maxilar.


* É melhor gargarejar com água e sal.

.
.
IRLANDA
ELAS NÃO SÃO CRIMINOSAS

video



.
.
III-AMBIENTE FEROZ

2-RAIO


video


* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.
HOJE NO 
"A BOLA"
FC Porto melhor clube português de 2015,
. Benfica atrás de Sporting e SC Braga

O FC Porto terminou o ano de 2015 como melhor clube português para a Federação Internacional de História e Estatística do Futebol (IFFHS), surgindo no 32.º lugar da lista liderada pelo Barcelona.
.

No que respeita aos restantes representantes lusos, o Sporting ocupa o lugar número 45, seguido do SC Braga (86.º) e do Benfica, 100.º da classificação. O Belenenses surge na 142.ª posição.

Atrás do Barcelona no topo da lista estão dois clubes italianos: Juventus e Nápoles.

Classificação dos 10 primeiros:

1. Barcelona, 379 pontos
2. Juventus, 286
3. Nápoles, 268
4. Bayern, 263
5. Paris Saint-Germain, 257
6. Real Madrid, 241
7. Club Independiente Santa Fé, 240
8. Fiorentina, 236
9. River Plate, 234
10. Wolfsburg, 232
(…)
32. FC Porto, 182
45. Sporting, 169
86. SC Braga, 137,5
100. Benfica, 130
142. Belenenses, 108 
 .
* Esta avaliação tem critérios diferentes, avalia a história dos clubes nos últimos anos mas é bizarro, Benfica foi Campeão Nacional, Sporting ganhou a Taça de Portugal, o FCP não ganhou nada e é o melhor clube português???


.
.

Neil Diamond

Sweet Caroline

video

.
.


HOJE NO 
"AÇORIANO ORIENTAL"

Pescadores açorianos exigem que FundoPesca pague um salário mínimo devido ao mau tempo

Os pescadores açorianos reivindicam do FundoPesca o pagamento de um salário mínimo a todos os profissionais do setor, por não poderem exercer a atividade devido ao mau tempo que se tem feito sentir no arquipélago.
 
A reivindicação será apresentada pela Federação de Pescas dos Açores e pelo Sindicato Livre dos Pescadores na reunião do conselho administrativo do FundoPesca, um fundo de compensação salarial criado para apoiar o setor, marcada para sexta-feira na cidade da Horta, ilha do Faial.
 .

"O setor das pescas está a atravessar uma calamidade, porque muitos marítimos estiveram impedidos de exercer a sua atividade devido às condições climatéricas adversas e agrestes", afirmou Luís Carlos Brum, do Sindicato Livre dos Pescadores.

Segundo explicou, "toda a frota" de pesca dos Açores "esteve imobilizada" durante o mês de dezembro, mais de 15 dias", razão que justifica, no seu entender, "que seja ativada a compensação salarial prevista na legislação regional".

"O FundoPesca existe para estas circunstâncias e, dessa maneira, achamos que deve ser ativado o mais depressa possível, para socorrer os pescadores e as suas famílias, que estão a passar grandes necessidades", salientou o dirigente sindical.

Para Luís Carlos Brum, o apoio a conceder no âmbito do FundoPesca deve ser, "no mínimo, o equivalente ao ordenado mínimo".

"O inverno tem sido bastante agreste e não vão ser 200 e tal euros que vão resolver o problema económico-financeiro dessas famílias", insistiu.

Opinião idêntica tem Gualberto Rita, presidente da Federação de Pescas dos Açores, que exige também que o fundo de compensação salarial seja ativado "o mais urgente possível".

"Não esperamos outra medida que não seja a aplicação do FundoPesca o mais urgente possível, na sua totalidade, ou seja, um ordenado mínimo regional, a todos os profissionais da pesca, do Corvo a Santa Maria", sublinhou.

Gualberto Rita sustentou que "a maior parte" dos pescadores açorianos "estão impedidos de sair para o mar" desde 13 de dezembro passado, devido à forte agitação marítima que se tem feito sentir nas últimas semanas no arquipélago.

Para aquele responsável, o "inverno rigoroso" penalizou muitas famílias açorianas que vivem da atividade da pesca, mas disse que não tem ainda "uma estimativa" dos prejuízos causados no setor, devido a esta paralisação forçada da faina nas ilhas.

"O que nós sabemos é que houve uma enorme quebra de rendimentos no setor das pescas, desde essa altura para cá, porque os pescadores não puderam sair para o mar", adiantou Gualberto Rita.

Por via disso, o Governo dos Açores, através da Direção Regional das Pescas, decidiu, na passada semana, convocar para sexta-feira uma reunião do conselho administrativo do FundoPesca, para avaliar a evolução das descargas de pescado nas lotas do arquipélago durante o mês de dezembro de 2015.

O conselho administrativo do FundoPesca é um órgão consultivo em que estão representados pescadores, armadores, a Lotaçor (empresa pública que gere as lotas nos Açores) e as secretarias regionais da Solidariedade Social e do Mar, Ciência e Tecnologia.

Este fundo foi criado em 2002, com o objetivo de atribuir uma compensação aos pescadores açorianos em situações de paralisação devido ao mau tempo ou de perda de rendimento.

Em 2015, o FundoPesca foi acionado apenas para os pescadores das ilhas do grupo ocidental (Flores e Corvo) e num valor equivalente a 50 por cento de um salário mínimo mensal.

* Subsídiodependentes.


.
.

MELHOR QUE MÁQUINA

video

.
.

HOJE NO 
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Agora sem mãos. 
O futuro em que automóveis 
nos conduzem já arrancou

Carros que se auto-estacionam em garagens, “falam” entre si na estrada, e até dispensam o volante não são argumento construído para a Guerra das Estrelas. Estão no CES 2016.

Autonomia, conectividade, telemática. Estas são algumas das palavras que ficarão como marca de 2016 na indústria automóvel, e que se dispersam por vários modelos com que nos cruzaremos no curto prazo nas estradas. Alguns podem ser já antecipados no salão tecnológico de Las Vegas, Consumer Electronics Show (CES 2016).

A inovação nos automóveis irá para lá da já de si futurística perspectiva de automóveis autónomos, passando para os “veículos cognitivos”, segundo antecipou a vice-presidente da IBM para as áreas automóvel, aeroespacial e da defesa. Donna Satterfield assegura que os veículos “vão pensar por si” e que “num futuro não muito distante, não será aceitável que o automóvel não conheça o condutor, conheça o contexto em que está, o que se passa no ambiente e ajude a tomar decisões informadas sobre a sua condução”.

No CES 2016, aberto desde esta quarta-feira, ao contrário da expressão que os norte-americanos popularizaram como sinal de sigilo, o que se passa em Vegas não fica em Vegas.

Entre tecnológicas e construtores automóveis, a Microsoft revela o que tem andado a desenvolver. Num estilo “Knight Rider” (série que por cá se designou de “O Justiceiro”), a tecnológica norte-americana conjuga a pulseira electrónica “Band 2” com uma aplicação que a Volvo conectará aos seus automóveis a partir da Primavera. Falando para o pulso, o condutor ordena a ligação do aquecimento do carro, o arranque do motor, a ligação dos faróis, ou o toque da buzina, entre outros tipos possíveis de comandos de voz. “Juntamente com a Volvo, estamos apenas a começar a perceber o potencial que a tecnologia tem para melhorar a segurança e produtividade do condutor”, diz Peggy Johnson, vice-presidente da Microsoft. A cooperação entre ambas as companhias teve em Novembro um desenvolvimento, com a tecnologia que permite ao personalizar um modelo da Volvo e vê-lo num holograma.

Outro dos parceiros da tecnológica norte-americana no CES 2016 é a Harman, detentora das marcas de hi-fi  Harman Kardon, Infinity e JBL. Com acesso a serviços do Office 365, os clientes da Harman poderão, enquanto conduzem e, teoricamente, sem se distraírem, marcar reuniões, ouvir e responder a emails, participar em ‘conference calls’ dispensando introdução de números de telefone e códigos de acesso.
 .
video

CES 2016: NVIDIA DRIVENet Demo - Visualizing a Self-Driving Future


A forte presença da mobilidade rodoviária na CES é mesmo um dos maiores focos de atenção da edição de 2016. Um estudo revelado na feira de tecnologia indica, após análise das patentes já apresentadas no campo da condução autónoma, que são os construtores automóveis e não tanto as companhias tecnológicas que lideram o caminho da condução autónoma.

À cabeça, a Toyota, com 1.400 patentes para condução autónoma, seguida da Bosch, Denso, do grupo Hyundai-Kia e da General Motors. Um porta-voz do maior construtor automóvel do mundo diz que este vê um carro que se conduz sozinho como um objectivo de longo prazo, dependentes de sistemas de condução que nunca cometam erros.

Até lá, a Toyota vai-se preparando e desenvolvendo sistemas de prevenção de acidentes, como a travagem automática, planeando investir 1.000 milhões de dólares até 2020 no estudo de inteligência artificial na Universidade de Stanford e no MIT. Os japoneses foram ao pentágono e de lá levaram Gill Pratt, um investigador, para coordenar o seu programa de robótica.

O dobro do investimento em tecnologia está nos planos dos coreanos Hyundai/Kia para os próximos três anos, com a companhia a prever a venda de carros totalmente autónomos em 2030. Uma década antes já veremos nos seus carros sistemas sofisticados de piloto automático.

A revolução da autonomia, a busca por motores sem combustíveis fósseis, a ligação dos carros à internet e aos outros que consigo partilham a estrada são os desafios que, em simultâneo, se vive nesta indústria.

Uma das marcas “da casa” neste CES, a norte-americana Ford mostra o Fusion (“gémeo” do europeu Focus) com condução autónoma, modelo que terá 30 unidades nas ruas da Califórnia, Arizona e Michigan. No salão tecnológico, a marca revelou uma nova geração de sensores que visam acelerar a entrada em acção desta tecnologia, que a Ford garante já ter em testes há mais de uma década. Os sensores Velodyne LiDAR emitem luz laser em milhões de impulsos por segundo, para rastrear o que rodeia o automóveis, permitindo ao computador criar imagens reais tridimensionais e em alta definição. A nova geração é mais leve e pequena, logo, mais fácil de arrumar no veículo.

Com a ajuda da Amazon, a Ford está ainda a desenvolver um ‘software’ de reconhecimento de voz, para que possamos destrancar as portas, ligar a ignição, verificar o nível de combustível, e outras tarefas falando com o carro. A interacção permitida estende-se à “internet das coisas”, e enquanto se conduz pode-se, por exemplo, “mandá-lo” ligar o aquecimento em casa ou desligar o alarme.

Não por voz, mas por gestos, a comunicação com o automóvel é também estrela no stand da BMW. Com o AirTouch, aplicado na nova geração do Série 7, os alemães estendem as capacidades do sistema de controlo por gestos, permitindo ao condutor e ao passageiro controlar vários dos dispositivos do topo de gama de Munique sem terem de tocar no ecrã. Imagine operar os sistemas de navegação e entertenimento, o telefone ou outros dispositivos bastando para tal mover a mão no espaço entre a consola central e o espelho retrovisor. O AirTouch adiciona botões de confirmação no interior do volante (onde habitualmente repousa o polegar esquerdo) e no apoio de braço da porta do passageiro.

Outra forma inovadora de dar ordens aos sistemas dos automóveis é a revelada pela alemã Bosch, que mostra um novo tipo de ecrã por toque (‘touchscreen’), no qual existem várias texturas de superfície. “Este ‘feedback’ torna mais fácil operar as aplicações de info-entretenimento como a navegação, rádio e funções de ‘smartphone’”, indica a fabricante de componentes no comunicado em que explica como o seu ‘touchscreen’ parece que tem mesmo botões.

Mais disruptivo é o sistema que a companhia de Robert Bosch pretende lançar em breve: um arrumador automático do carro na garagem. Em 2018, em Estugarda, numa garagem especial, o condutor poderá deixar o carro à entrada e este irá à procura de um espaço para se encaixar. Depois, bastará chamá-lo de volta à entrada da garagem e este virá pelos seus próprios meios, diz a Bosch, que fornecerá os sensores que anunciarão ao automóvel a presença de um lugar disponível.

O CEO da Bosch, Volkmar Denner, na conferência de imprensa em Las Vegas, anunciou ainda que a companhia está a trabalhar com a criadora de mapeamento de estradas TomTom para desenvolver um mapa dinâmico que integrará dados obtidos em tempo real a partir de outros carros equipados com sistemas de GPS. “O trânsito está congestionado”, ou “há gelo na estrada”, são duas das informações úteis possíveis. Útil poderá ser também ter o ‘smartphone’ a avisar-nos que vem outro veículo em sentido contrário na nossa rota, ou que a alertar-nos que nós próprios entrámos em contramão.

* O vídeo é uma demonstração de "self-driving future" da empresa NVIDIA DRIVEN, exibido na CES 2016.


.
.


É MUITA MÁGOA



.
.
HOJE NO 
"CORREIO DA MANHÃ"

Piada com atriz porno causa polémica 

Restaurante comparou Érica Fontes a uma vaca. 

"Podia perfeitamente ser um pedaço de Érica Fontes... Mas é de uma outra vaca." Esta foi a legenda de uma foto com um pedaço de carne que o restaurante Tascö, no Porto, publicou no Facebook para promover o espaço e que está a provocar polémica. 
.
A BOÇALIDADE PODE ACOMPANHAR O BIFE
Os responsáveis pelo restaurante já retiraram a mensagem, mas foram criticados. A pedido do agente da atriz pornográfica, o Tascö retirou a publicação e apresentou um pedido de desculpa. Contactada pelo CM, Érica Fontes não quis comentar. 

* Esta notícia esclarece de como o "tuga" é machista e labrego, o epíteto melhor para uma mulher é vaca, no entanto se o retratado fosse um actor masculino não era titulado como boi mas  como "garanhão". Será que ainda há mulheres a frequentar este restaurante, a remunerar esta boçalidade?

.