segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

.
5-HISTÓRIA DO 

(PRÓ)




* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.
.
.


 1-D. QUIXOTE





.
.


HOJE NO
"RECORD"

Renault oficializa compra da Lotus
 e regressa ao Mundial

A Renault anunciou esta segunda-feira a aquisição da escuderia Lotus, com o objetivo de regressar ao Mundial de Fórmula 1 enquanto equipa na época de 2016.
.
"O Grupo Renault e a Gravity Motorsports (...) formalizaram a finalização da aquisição de uma participação maioritária no capital da Lotus F1 Team Limited", lê-se num comunicado da construtora francesa de automóveis.

Presente na F1 de maneira quase ininterrupta desde 1977, com uma escuderia ou apenas como fornecedora de motores, a Renault foi campeã do mundo em 2005 e 2006 com o espanhol Fernando Alonso, sob a designação de Renault F1.

Enquanto fornecedora de motores, a Renault conquistou consecutivamente quatro títulos de construtores e outros tantos de pilotos, entre 2010 e 2013, com a Red Bull Racing e o alemão Sebastian Vettel.

* Além de Alonso a Renault enquanto escuderia teve mais grandes pilotos.

.
.


 MINUTOS DE

CIÊNCIA/80


MATEMÁTICA ENEM


INTRODUÇÃO AOS ÂNGULOS


(medidas, paralelas cortadas por transversal e bissetriz)




FONTE: MATEMÁTICA RIO

.
.


HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

França vai investigar património de
. Jean-Marie e Marine Le Pen

A Alta Autoridade para a Transparência da Vida Pública francesa divulgou, esta segunda-feira, que vai investigar o património do líder histórico do partido de extrema-direita Frente Nacional, Jean-Marie Le Pen, e da sua filha e atual presidente do partido, Marine. 
.
A entidade considera que as declarações de património dos dois representantes do Frente Nacional relativas a 2014 são anormalmente baixas.
A Alta Autoridade para a Transparência da Vida Pública (HATVP, na sigla em francês) foi criada em finais de 2013 para garantir o caráter exemplar dos responsáveis públicos franceses e é apresentada como uma instituição contra a corrupção.

Em comunicado, o organismo referiu que existem sérias dúvidas sobre "a integridade, exatidão e sinceridade das declarações" dos dois políticos, mencionando a desvalorização intencional de "certos ativos imobiliários".

A HATVP transmitiu o processo ao Ministério Público francês, por considerar que os factos e a conduta dos dois eurodeputados poderão "constituir infrações penais".

Segundo a estação de televisão iTélé, os dois políticos podem ter intencionalmente reduzido em dois terços o valor de várias propriedades comuns em Saint-Cloud e Rueil-Malmaison, nos arredores de Paris.

No caso concreto da presidente da Frente Nacional, a redução representaria "várias centenas de milhares de euros", de acordo com o canal de televisão.

Já Jean-Marie Le Pen terá subtraído do seu patrónimo cerca de um milhão de euros, bem como não terá declarado uma conta na Suíça e a posse de barras de ouro.

A apresentação de uma falsa declaração de património à Alta Autoridade para a Transparência da Vida Pública é passível de ser punível com uma coima até 45 mil euros, três anos de prisão e uma proibição de ocupar cargos públicos durante 10 anos.

* O costume de gente séria, em Portugal consta que havia um presidente dum clube grande que tinha um atestado de pobreza.

.
.

5-HISTÓRIA DO RACISMO



Um dos mais completos e chocantes sobre a construção dos conceitos de racismo, que justificam as maiores atrocidades cometidas contra os Negros-africanos, e a constante construção de uma ideia de inferioridade e desumanização, para negar direitos e macular a história.

* Uma produção da BBC
.

** As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.

HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS" 

Telecomunicações: 
Portugal foi o país da UE com
 maior aumento de preços

Os preços das telecomunicações em Portugal aumentaram 4,41% em Novembro face ao mesmo mês do ano anterior. Comparando com o mês anterior não houve alterações. Portugal foi o país da União Europeia com o aumento de preços mais elevado.
 .
Em Novembro o preço das telecomunicações em Portugal aumentou 4,41% face ao mesmo período do ano passado. Em comparação com o mês anterior, Outubro, não se verificou qualquer alteração dos valores, segundo os dados divulgados esta segunda-feira, 20 de Novembro, pela Anacom.
 .
Comparando com os restantes países da União Europeia, em termos médios anuais, Portugal registou o aumento de preços mais elevado, contrariando a tendência de queda dos preços do sector na Europa. "Em média, na União Europeia, os preços das telecomunicações estão a descer (-0,37%)", detalha a Anacom.

Desde Março de 2011 que os preços das telecomunicações crescem mais em Portugal do que na União Europeia.

Analisando a evolução dos preços face ao mês homólogo de 2014, os valores das telecomunicações registados no mês passado foram os quintos mais elevados da economia portuguesa.

"Este aumento de preços resultou das variações ocorridas em Janeiro e Fevereiro de 2015", segundo o regulador do sector.

Já em termos médios anuais, a variação foi de 3,55%, 3,12 pontos percentuais acima da inflação (0,42%), sendo este o maior diferencial desde, pelo menos, 2010. " O aumento de preços verificado foi o sexto mais elevado entre os 43 produtos/serviços considerados", lê-se no mesmo documento.

Os preços das telecomunicações estão a crescer a taxas médias anuais superiores à variação do Índice de Preço do Consumidor desde Janeiro de 2014.

* Um assalto que governo e tribunais autorizam.

.

JOANA PETIZ

.




Brincar com o fogo

Aos 18 meses, Andrew Rios começou a tomar Risperdal, um medicamento usado para tratar adultos com esquizofrenia e doença bipolar. O antipsicótico foi-lhe receitado pelo médico para combater o comportamento agressivo - provocado pelo antiepilético que tomava para aplacar as horríveis convulsões de que sofria desde antes de fazer 6 meses.

A história de Andrew, que vive na Califórnia, é contada pelo The New York Times, mas o seu caso não é único. Nos Estados Unidos, foram passadas no ano passado 20 mil receitas deste tipo de medicamento a bebés de 2 anos ou menos. Por cá, ainda não se chegou a esse extremo, mas o problema existe: há cada vez mais médicos a receitar antipsicóticos a crianças. Não é à toa, são miúdos a quem é diagnosticado défice de atenção e hiperatividade. Mas a própria Direção-Geral da Saúde reconhece que há um excesso de medicamentação e que os médicos são muitas vezes pressionados por pais, psicólogos ou professores para receitarem antipsicóticos aos miúdos. O objetivo é acalmá-los, ajudá-los a concentrar-se - tanto mais quanto evoluem na escola e na exigência de obter bons resultados. Mas estes remédios são feitos para adultos, para casos de saúde mental - imagine-se o que poderão fazer a cérebros ainda em formação. Os efeitos colaterais, esses são conhecidos: insónias, apatia, alucinações, tiques.

No caso de Andrew, mais alguns - ataques de pânico quando adormecia, falar com pessoas que não estavam lá, pegar em objetos que não existiam. A mãe não demorou muito a procurar mais informação sobre o medicamento e a retirar-lho. Em Portugal, no ano passado foram dispensadas 276 mil embalagens de metilfenidato (conhecido como ritalina) - usado em crianças e adolescentes entre os 5 e os 19 anos -, em 2010 não chegavam nem a metade. Estamos mesmo dispostos a arriscar brincar com os cérebros dos nossos filhos desta maneira?

IN "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"
14/12/15


.
.


727.UNIÃO

EUROPEIA


PODEMOS????

.
HOJE NO
"DESTAK"

Banco de Portugal cria Naviget 
para receber ativos do Banif

O Banco de Portugal criou uma sociedade de nome Naviget para ficar com os ativos que não foram comprados pelo Santander Totta, de acordo com uma deliberação tomada pelo supervisor da banca no domingo. 
 .
QUAL A ORIGEM DA NAVIGET?
Segundo o documento oficial, disponibilizado hoje na página da Internet do Banco de Portugal, "foi transferida uma parte muito significativa e substancial dos direitos e obrigações, que constituam ativos, passivos, elementos extrapatrimoniais e ativos sob gestão do Banif para a Naviget, S.A. e para o Banco Santander Totta, S.A.

O Banco de Portugal e o Governo optaram pela venda do Banif ao Banco Santander Totta, por 150 milhões de euros, no âmbito da medida de resolução aplicada ao banco cuja maioria do capital pertencia ao Estado português, de forma a impedir a sua liquidação. 

* Os brasileiros têm a "piriguete".

.
.

 NENHUMA SOCIEDADE
QUER QUE SEJAS SÁBIO!
LIBERTA-TE


. .
.

I-Engenharia Extrema


1- CIDADE SUBTERRÂNEA




 .
.
HOJE NO
"i"

Funchal. 
Bruno de Carvalho expulso de discoteca

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, foi expulso de uma discoteca no Funchal na madrugada de sábado para domingo, depois de alegadamente ter estado envolvido numa altercação no estabelecimento, lê-se no site do Diário de Notícias (DN).
 .
VESPAS OU SANGUESSUGAS?
As autoridades confirmaram ao DN que Bruno de Carvalho e dez pessoas que estavam com o presidente do Sporting foram expulsas pelos seguranças “por estarem a criar mau ambiente” na discoteca Vespas, lê-se no site da publicação.

O presidente leonino pressionou os seguranças para voltar a entrar no estabelecimento noturno, mas sem sucesso. A polícia foi chamada ao local, mas não houve detenções.

Contactada pelo DN, fonte do Sporting negou esta versão, dizendo que o presidente do clube reagiu a frases proferidas por um grupo de pessoas já quando estava a sair da discoteca.


* A ser verdade mais se compreende a razão da boçalidade das claques, de todos os clubes.



.
.

The Corrs

So This is Christmas


.
.
HOJE NO
"A BOLA"

Karaté
Jorge Monteiro, 
primeiro português com 8.º Dan

Jorge Monteiro foi homenageado no decorrer do estágio nacional de natal promovido pela Associação Portuguesa de Okinawa Goju-Ryu Karaté-Do (APOGK), que terminou ontem, ao final de três dias, na Maia.
.
O mestre, que também dirigiu a concentração, recebeu os aplausos de cerca dos 1.500 participantes nesta concentração por ter passado no exame de graduação para 8.º Dan, realizado no último mês de novembro na ilha de Okinawa (Japão), berço da modalidade. Jorge Monteiro é, por conseguinte, o primeiro e único português com este título.

* Quanto mais "Dan" melhor pessoa e pacífico.

.
.

 FIFA
Suspende Blatter e Platini por oito anos



NOTÍCIA "AFP"


.
.
HOJE NO
"AÇORIANO ORIENTAL"
Modelo matemático ajuda a combater
. coinfecções do HIV e tuberculose

Uma equipa de investigadores da Universidade de Aveiro (UA) desenvolveu um modelo matemático para ajudar a combater coinfeções do vírus HIV e da Tuberculose, anunciou hoje fonte académica.
.
O algoritmo, que faz previsões sobre a influência dos tratamentos na evolução do estado de saúde dos pacientes, a médio e longo prazo, permite aos médicos traçar prioridades e decidir quem deve ser tratado, como e durante quanto tempo, de forma a reduzir ao mínimo o número dos coinfetados a desenvolver ativamente as duas doenças.

Desenvolvido por Delfim Torres e Cristiana Silva, do Departamento de Matemática (DMat), o modelo divide a população em classes, de acordo com o estado de saúde de cada indivíduo em relação à infeção pelo Mycobacterium tuberculosis, a bactéria causadora da maioria dos casos de tuberculose, e pelo Vírus da Imunodeficiência Humana, o qual, numa fase avançada da infeção, provoca a SIDA.

O trabalho, segundo Delfim Torres, “para além de propor um modelo populacional para a coinfecção da Tuberculose-SIDA, aplica a teoria do controlo ótimo, de forma a determinar qual a fração de indivíduos coinfetados que deve fazer o tratamento para ambas as doenças ou apenas uma delas, considerando situações de escassez de meios para o tratamento de toda a população infetada”.

As soluções encontradas pelo algoritmo, garantem os matemáticos da UA, podem auxiliar profissionais de saúde, na medida em que “ajustando o valor dos parâmetros que estão associados à transição dos indivíduos de umas classes para as outras a uma realidade concreta, podem-se de seguida fazer previsões sobre a evolução da coinfeção a médio e longo prazo”.

O modelo do DMat pode fazer previsões sobre a influência do sucesso dos tratamentos no número de pessoas infetadas e que desenvolvem uma ou ambas doenças ativas e com isso reduzir-se o número de indivíduos que desenvolve SIDA e/ou tuberculose ativa com o mínimo de recursos possíveis.

Na construção do modelo matemático os investigadores da UA deram como assumido que os indivíduos com tuberculose ativa ou latente têm acesso a tratamento. Quanto aos indivíduos infetados pelo VIH que iniciam o tratamento antirretroviral atempadamente, respeitando os protocolos de tratamento, o algoritmo de Delfim Torres e Cristiana Silva colocam-nos numa classe designada por crónica uma vez que, de acordo com a literatura médica, estas pessoas, após infeção, podem viver mais de 20 ou 30 anos, com uma qualidade de vida razoável e comparável à de outras doenças designadas crónicas.

* A ciência portuguesa milhares de vezes melhor que a política.

.
.


 O QUE NÓS


  "FESTEJAMOS"!!!




O primeiro número da ONDA POP explica quase tudo, os primórdios, os conceitos, a paginação e artigos publicados demonstram o trabalho destes rapazolas nos idos de 60.

Ontem foi  publicado o nº62 da edição impressa abrindo a página com  BOBBIE GENTRY, uma história bem explicada de uma intérprete que ainda tem no sangue plaquetas lusitanas.

RITA PAVONE, "ídola" da canção europeia nascida em 1945 mas que ainda mexe.

De seguida uma história de espionagem que não envolve desta vez "maçónicos" ou "opus" portugueses

No concurso "SCHWEPPS" um dos galãs de serviço da altura, partiu corações, uma razia.


THE BATS, THE DELLS, THE BONGO DOG DOO DAH BAND, 3 bandas com percursos diferentes e êxitos assinaláveis, aumente o seu conhecimento musical com as narrativas.

Já pouca gente se lembra dos FLUIDO, banda portuguesa de vida curta, um dos  poetas de serviço chamava-se DÓRDIO GUIMARÃES que muito mais tarde casou com a notável NATÁLIA CORREIA.
 
EDITH PIAFF teria feito cem anos a semana passada, FILIPE LA FÉRIA construiu um belíssimo musical com base na vida atribulada desta estrela.

GIRA DISCOS de capas bonitas e bem feitas de acordo com a tecnologia da época, quase todas desconhecidas.

Cantem com a "ONDA POP"  com os BEATLES, HUMBLE PIE e CLIFF RICHARD e HANK MARVIN. 

JOSÉ FELICIANO, porto riquenhoinesquecível, gostamos mais do tema "NO DOGS ALLOWED".

A "ONDA POP" continua cheia de informação verdadeira, bem elaborada e metódica, sem folclores, mantém a corência da sua génese.Na net e em português tem o condão de informar e trazer ao presente um passado glorioso de música como ninguém faz. Temos o orgulho de dizer que os autores são nossos amigos mas não é por isso que estão na "PEIDA", é pelo valor e inteligência que demonstram.
 
Neste blogue, na coluna da direita tem um link directo.
OBRIGATÓRIO IR VER!!!
ABJEIAÇOS

.
.
 
HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"
Eleições deixam Espanha à deriva
 sem maioria para governar

O presidente do governo espanhol, Mariano Rajoy, tem hoje à sua frente a tarefa quase impossível de formar um executivo estável, depois dos resultados eleitorais de ontem não terem dado a maioria a nenhuma formação política.
.
“Após uma legislatura muito difícil, é claro que o PP continua a ser a força política preferida dos espanhóis. Fomos o partido mais votado”, afirmou à imprensa o vice-secretário para a comunicação do PP, Pablo Casado.

Segundo as sondagens à boca das urnas disponíveis à hora de fecho desta edição, o Partido Popular (PP) de Rajoy foi o vencedor das eleições com 26,8% dos votos, um resultado muito inferior aos 44,6% que havia obtido nas eleições de 2011.

Mas os 36,5 milhões de eleitores espanhóis confirmaram as expectativas de que o bipartidarismo PP-PSOE já não domina o país, já que quatro partidos ficaram acima da fasquia dos 15%, a maior divisão desde a restauração da democracia espanhola, em 1978.

A irromper em força no parlamento encontra-se o partido de esquerda radical Podemos de Pablo Iglesias, que acabou por ficar em situação de empate técnico acima dos 20% com os socialistas do PSOE de Pedro Sánchez, os quais registaram o pior resultado de sempre. Já o partido centrista Ciudadanos, liderado por Albert Rivera, acabou por não estar à altura das expectativas, tendo ficado em quarto lugar com 15,2%, quando as sondagens o colocavam sempre entre o segundo e terceiro lugares. A afluência às urnas atingiu os 72,4%, contra os 70% de 2011.

Este resultado significa não só que nenhum partido conseguiu uma maioria clara para governar, mas também que as combinações mais prováveis para governar, como o PP com o Ciudadanos ou o PSOE com o Podemos, também não conseguiram obter os 176 deputados necessários para obter uma maioria parlamentar.

Como líder do partido mais votado, Rajoy irá obter o mandato para formar governo, mas é pouco provável que consiga apoios junto das outras formações. O Ciudadanos já havia anunciado que só se coligaria com o PP se Rajoy deixasse a liderança do PP, por considerar que ele está demasiado comprometido com o escândalo de ‘contabilidade B’ que abalou esta formação, ao passo que a defesa intransigente da nação espanhola pelo PP face aos movimentos separatistas alienam todos os partidos nacionalistas, que poderão ter até 20 deputados no parlamento.

Neste cenário, que era esperado pelas sondagens, Rajoy havia dado a entender que não excluía a possibilidade de uma ‘Grande Coligação’ com os socialistas, à semelhança do que acontece na Alemanha entre os Conservadores e os Sociais-democratas, mas o PSOE disse várias vezes que esta solução não é aceitável.

“A questão é saber se Rajoy tem condições para voltar a ser presidente do governo, ou se a ascensão do Podemos abre a porta a um governo alternativo de Esquerda”, afirmou Antonio Barroso, analista político da Teneo Intelligence, citado pela Bloomberg. A Espanha pode assim estar a caminho de um cenário semelhante ao português, onde os partidos que não foram os mais votados podem acabar por formar governo. Esta solução poderá ocorrer se o executivo for formado entre o Podemos e o PSOE, com o apoio tácito do Ciudadanos e dos partidos nacionalistas catalães e bascos, que se convertem assim nas forças que decidem o poder em Espanha.

“Vai ser preciso que cheguemos a acordo em muitíssimas coisas, embora discordemos”, afirmou o líder do Ciudadanos, Albert Rivera, indicando que está disposto a trabalhar com qualquer um dos grandes partidos. Já os nacionalistas vêem com olhos favoráveis a formação de um governo de esquerda, uma vez que tanto o Podemos como o PSOE defendem reformas constitucionais para permitir mais expressão aos movimentos separatistas. O partido de Pablo Iglesias vai mesmo mais além e afirma que deve ser permitido aos catalães realizarem um referendo sobre a sua permanência na Espanha.

* Onde é que nós já vimos modelo semelhante?

.
.



 ENERGIAS RENOVÁVEIS



Uma produção "AFP"


.
.


HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"
Mais 5 mil acidentes na estrada 

Homem foi este domingo atropelado mortalmente na A1. 

Loures, Penacova e Grândola. Estes foram apenas três dos locais onde, este domingo, se registaram acidentes graves. Um número que não pára de subir. Em comparação com o ano passado, as estradas portuguesas registaram, entre o primeiro dia do ano e 15 de dezembro, quase mais cinco mil acidentes. Na A1, junto a Santa Iria de Azoia, Loures, sentido Sul-Norte, há a registar o caso mais grave de ontem: um homem foi atropelado mortalmente. 
 .

Segundo dados da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, 117 014 acidentes ‘mancharam’ as estradas portuguesas este ano, contra os 112 151 ocorridos no mesmo período do ano passado. Destes, há a lamentar 455 mortos, 2093 feridos graves e 36 060 ligeiros. Lisboa, Porto e Aveiro são os distritos mais mortíferos: cada um registou 50 vítimas mortais. Realce para Aveiro, que teve um aumento substancial. De 17 mortos em 2014, passou para meia centena já este ano. 

Analisando os dados estatísticos revelados pela ANSR, há um dado a destacar. Apenas três distritos não registaram um aumento do número de acidentes rodoviários – Évora, Portalegre e Guarda. 

Este domingo, pelas 07h20 da manhã, um pequeno toque na traseira do Ford Fiesta conduzido por Armando Gaspar fez a viatura embater no separador central da A1, imobilizando-se na faixa de rodagem mais à esquerda. Quando o homem de 71 anos saiu do carro e vestia o colete refletor, para assinalar a sua presença, acabou colhido mortalmente por uma outra viatura, de marca Ford. Um acidente ao km 7,9, que envolveu um total de quatro carros – e que não registou mais vítimas, nem sequer feridos. 

O corpo do condutor acabou por ser retirado do local por uma equipa de automacas da PSP, pelas 09h15, e foi transportado para o Instituto de Medicina Legal de Lisboa. Durante esse período, o trânsito naquele sentido da A1 esteve limitado a uma faixa de rodagem, com a extensão da fila a acentuar-se. Só às 09h50 os meios de socorro abandonaram aquele local, tendo a circulação ficado restabelecida. 

* Os portugueses são os valorosos "talibans" do asfalto, deve ser um prazer brutal morrer por causa dum automóvel ou moto, cheios de fé.

.
.
REALIDADE



.
.
HOJE NO
"OBSERVADOR"

Lista única para direção do partido Livre
. eleita em congresso hoje em Lisboa

A lista única ao órgão executivo do partido Livre foi hoje eleita no segundo congresso eletivo da formação, tendo Rui Tavares sido eleito para a assembleia.
 .

Rui Tavares, que foi cabeça de lista por Lisboa nas últimas eleições legislativas, já tinha dito que não integrava a lista para o órgão executivo, o Grupo de Contacto, composta por 15 pessoas.

“Rui Tavares foi o elemento mais votado para a assembleia”, disse fonte do partido à Lusa no fim dos trabalhos, que decorreram hoje no Conservatório de Música de Lisboa e com cerca de uma centena de participantes.

A fonte explicou que segundo o regimento a assembleia é paritária, com 25 homens e 25 mulheres, mas porque algumas mulheres integraram outros órgãos do partido acabou por ser eleita uma lista com 25 homens e 22 mulheres, podendo as outras três ser eleitas em próximo congresso.

A próxima reunião magna do partido não ficou marcada, mas deverá ocorrer dentro de dois anos.
O Livre já tinha declarado o apoio a António Sampaio da Nóvoa nas eleições presidenciais de 24 de janeiro. “Findo este processo estaremos mais presentes na campanha, a título individual”, admitiu a fonte.

A lista A apresentou a moção de estratégia “Ser Livre” e foi subscrita por 15 pessoas: Carlos Pestana, Carlos Teixeira, Eduardo Viana, Florbela Carmo, Isabel Mendes Lopes, Jorge Morais, Jorge Pinto, Mariana Topa, Mariana Santos, Marta Loja Neves, Miguel Dias, Patrícia Gonçalves, Paulo Velez Muacho, Pedro Mendonça e Safaa Dib.

O Livre assinalou em novembro dois anos desde a reunião que formalizou a sua declaração de princípios.

Nas europeias de 2014 – o primeiro sufrágio a que a força política concorreu – não conseguiu representação no Parlamento Europeu, mas foi a sexta força mais votada, somando 71.522 votos (2,18%).

Já nas eleições legislativas de outubro deste ano, o Livre, que concorreu como Livre/Tempo de Avançar, agregando outros movimentos, caiu para cerca de 39 mil votos, o que se traduziu em 0,72% das intenções de voto, mas que não permitiu a eleição de um deputado – Rui Tavares era o cabeça de lista por Lisboa.

* Não ousando sequer pôr em causa a seriedade de Rui Tavares e dos seus propósitos, o Livre lembra-nos mais uma tertúlia de amigos dissidentes do que um partido,  não se vislumbra uma coluna vertebral, parece uma amiba.

.
.

DEIXEM PASSAR!!



.
. 
HOJE NO  
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

"Banco de Portugal 
assegurou viabilidade do Banif"

Ex-ministra das Finanças garantiu que injeção de fundos públicos "foi precedida de uma rigorosa e profunda análise prévia" do BdP

Junho de 2014. Questionada pelos deputados do Bloco de Esquerda Ana Drago e Pedro Filipe Soares - "O Ministério das Finanças efetuou algum estudo sobre as perdas potenciais do Banif?" antes de injetar capital público no banco - a então ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque respondeu, empurrando toda a responsabilidade para o supervisor: "A injeção de fundos públicos no Banif foi precedida de uma rigorosa e profunda análise prévia da viabilidade pelo Banco de Portugal, ao montante do investimento público necessário".

Mais de um ano depois, o supervisor bancário acabou por avançar para uma medida de resolução do banco com a venda da parte boa ao Santander Totta. "A venda tem um custo muito elevado. Mas foi a solução menos má." Foi desta forma que o primeiro-ministro António Costa anunciou ontem à noite a solução encontrada para o Banif, depois de no dia anterior o governo ter desistido de vender a participação de 60,53%. Salvar a atividade do Banif exigiu o avanço de mais 2,25 mil milhões de euros, dos quais 1,76 mil milhões chegam "diretamente pelo Estado", e elevando para 2,4 mil milhões de euros a fatura total passada aos contribuintes.

No tal mês de junho de 2014, a perspetiva apresentada por Maria Luís Albuquerque apontava, porém, em sentido diverso, dizendo aos deputado do BE que o "Banco de Portugal comunicou fundamentadamente ao ministério das Finanças que o plano de recapitalização apresentado pelo Banif, mesmo em contextos macroeconómicos adversos, é adequado e permite concluir pela viabilidade de longo prazo da instituição e pelo reembolso do investimento público devidamente remunerado".
 .

Carlos Costa garantiu que Banif daria 10% de lucro ao Estado

No mesmo sentido se pronunciou, em 2013, Carlos Costa, governador do Banco de Portugal, garantindo aos deputados que a injeção de capital no Banif, que ascendeu aos 1100 milhões de euros, seria recuperada e chegaria mesmo a valorizar. Carlos Costa falara, no dia 1 de fevereiro de 2013, numa rentabilidade de 10% para a posição do estado após o período de apoio público.

"O Estado terá o resultado da valorização da sua posição e do facto de ter entrado a um preço de desconto", disse Carlos Costa aos deputados da comissão parlamentar de Orçamento e Finanças, em fevereiro.
.
Resolução não "agrava" as metas orçamentais, diz PS
A secretária-geral adjunta do PS garantiu que a resolução sobre o Banif, anunciada pelo primeiro-ministro, António Costa, não vai "agravar" as metas orçamentais acordadas com a comissão europeia. Ana Cataria Mendes sublinhou que "portugueses continuam a pagar a fatura da irresponsabilidade" do anterior executivo, liderado por Pedro Passos Coelho. "Mantém-se intactos os compromissos do PS para iniciar uma trajetória de recuperação

É culpa do anterior governo? PSD e CDS não comentam
O PSD anunciou hoje que está disponível para uma comissão parlamentar de inquérito ao Banif, que permita averiguar as razões que justificaram a capitalização do banco, em 2012, até à decisão anunciada no domingo pelo primeiro-ministro, António Costa.

"O PSD apoia e é favorável a um inquérito parlamentar, que permita averiguar desde as razões que justificaram a capitalização do Banif, em final de 2012, até à decisão ontem [domingo] tomada e conhecida, as alternativas existentes e as razoes que a justificaram, bem como a implementação dessa decisão", afirmou o deputado António Leitão Amaro, no parlamento.
Fim do Banif custa 2,4 mil milhões aos contribuintes
António Leitão Amaro não quis comentar as eventuais responsabilidades do anterior governo PSD/CDS-PP num arrastar da situação que tivesse prejudicado a solução que foi concretizada pelo atual executivo, mas disse que "na anterior resolução", do BES, optou-se "por uma participação muito mais significativa das instituições financeiras, enquanto neste caso doBanif o Governo e Banco de Portugal optaram por chamar a uma participação direta e muito elevada os contribuintes".

O deputado social-democrata reiterou duas ideias: a de que não existe ainda informação suficiente e a de que o Estado e o banco tentaram vender o banco para evitar uma resolução.

 Leitão Amaro repetiu também que "desde há muito que o Estado e o próprio banco procuravam concretizar a venda do banco evitando a resolução e perdas para os contribuintes".

CDS também não quer comentar responsabilidades do anterior governo
O CDS-PP anunciou hoje que é "natural e absolutamente a favor de uma comissão de inquérito sobre o processo do Banif", considerando que "quanto mais se souber e mais depressa se souber, melhor".
"O CDS é natural e absolutamente a favor de uma comissão de inquérito sobre o processo do Banif. Quanto mais se souber e mais depressa se souber, melhor", disse fonte da direção do grupo parlamentar centrista, sem acrescentar mais nenhum comentário ou esclarecimento quer sobre a decisão anunciada no domingo pelo primeiro-ministro, António Costa, quer sobre o âmbito da eventual comissão de inquérito.
.
"Esta venda tem um custo muito elevado para os contribuintes
O Governo e o Banco de Portugal decidiram no domingo a venda da atividade do Banif e da maior parte dos seus ativos e passivos ao Banco Santander Totta por 150 milhões de euros, anunciou o Banco de Portugal em comunicado.
A alienação foi tomada "no contexto de uma medida de resolução" pelas "imposições das instituições europeias e inviabilização da venda voluntária do Banif", segundo o comunicado.
.
Bruxelas aprova apoios até três mil milhões para 'buraco' do Banif
A operação "envolve um apoio público estimado em 2.255 milhões de euros que visam cobrir contingências futuras, dos quais 489 milhões de euros pelo Fundo de Resolução e 1.766 milhões diretamente do Estado", disse o banco central, garantindo que esta solução "é a que melhor protege a estabilidade do sistema financeiro português" elevando para 2,4 mil milhões de euros a fatura total passada aos contribuintes. Decisão obriga a um orçamento retificativo.
Os bloquistas pedem a demissão do governador do Banco de Portugal e acusam PSD/CDS de "encenar" a saída limpa do programa de ajustamento.
.
"Ato criminoso" do anterior governo, acusa BE
Tudo normal para os clientes
De salientar ainda que de acordo com o BdP o fecho do negócio nestes contornos significa que "manter-se-á o normal funcionamento", já hoje, do Banif. Os clientes podem estar descansados já que, sendo bons ativos, "passam a ser clientes do Totta e as agências do Banif passam a ser daquela instituição".

* RESUMINDO:
1- Está evidente que a incompetência do governador do BdP é medonha como medonha é também a sua indisponibilidade para se demitir, o "tacho" é bom.
2- Quando o PSD e o CDS não comentam a responsabilidade de três anos de inépcia no que respeita ao BANIF,  é porque a culpa é monumental.
3- Os pacóvios que votaram na PàF devem estar contentíssimos com a prenda de um buraco de  mais 2,4 milhões de euros que Passos e Portas oferecem neste natal aos portugueses.
4- A miss SWAPP Albuquerque não sabe garantir nada, só tem paleio. 
5- O quase ex-Presidente da República tal como no BES pôs-se ao lado de quem falha. 
6- Será que os principais responsáveis do governo anterior vão ficar inimputáveis mais uma vez???


.