sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.


.



6.O QUE NÓS

  
"APRENDEMOS"!

REGRAS DA GINÁSTICA


video


* Na etiqueta "PEIDA E DESPORTO" estamos a apresentar regras de várias modalidades desportivas e olímpicas desde 13 de Novembro deste ano.
.
** As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.
.
.
.

7-A VIDA DE BUDA


video


* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.


.
.

HOJE NO
  "JORNAL DE NOTÍCIAS"

PCP e Bloco de Esquerda entram 
para o Conselho de Estado 

Carlos César (PS), Francisco Louçã (BE), Domingos Abrantes (PCP), Pinto Balsemão (PSD) e Adriano Moreira (CDS-PP) foram escolhidos, esta sexta-feira, pelos deputados como os representantes da Assembleia da República no Conselho de Estado. PCP e Bloco de Esquerda entram para o Conselho de Estado Como previsto, na votação de hoje foram escolhidos para o órgão consultivo do Presidente da República três elementos afetos à lista da esquerda e dois propostos pela direita.

Com 226 dos 230 parlamentares presentes, a lista A (PSD/CDS-PP) obteve 104 votos e a lista B (PS, BE, PCP) conseguiu 116, verificando-se ainda um voto nulo e cinco em branco. 

Assim, o líder parlamentar e presidente socialista, Carlos César, o fundador e ex-deputado bloquista Francisco Louçã e o também fundador do PSD e antigo primeiro-ministro Francisco Balsemão foram escolhidos, tal como o "senador" do CDS-PP Adriano Moreira e o "histórico" do PCP Domingos Abrantes, em virtude da aplicação do Método d'Hondt. 

O Conselho de Estado é ainda composto pelo próprio chefe de Estado, o primeiro-ministro, o presidente do Tribunal Constitucional, o Provedor de Justiça, os presidentes dos governos regionais, os antigos presidentes da República e cinco cidadãos designados pelo Presidente da República, pelo período correspondente à duração do seu mandato. 

Segundo a Constituição, o Conselho de Estado pronuncia-se sobre a dissolução da Assembleia da República e das Assembleias Legislativas das regiões autónomas, sobre a demissão do Governo, sobre eventuais declarações de guerra e de paz, sobre os atos de um Presidente da República interino, e, em geral, aconselha o chefe de Estado no seu exercício, em caso de solicitação.

*  Finalmente.

.
.


 1- GEOPORTUGAL


video



* Mais uma produção notável da RTP


.
.

  
HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS" 
Dadores de sangue isentos de taxas em todos os cuidados de saúde hospitalar

O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, anunciou hoje em Coimbra que a isenção de taxas moderadoras para os dadores de sangue vai ser alargada a todos os cuidados de saúde hospitalar do Serviço Nacional de Saúde (SNS).
 .
Os dadores de sangue têm actualmente isenção de pagamento de taxas moderadoras relativas à prestação de cuidados de saúde primários do SNS (centros de saúde e unidades de saúde familiar).

Adalberto Campos Fernandes falava aos jornalistas durante uma visita que decorre durante o dia de hoje ao Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC).

Embora as questões relacionadas com as taxas moderadoras ainda estejam a ser objecto de estudo, o ministro, questionado pelos jornalistas, antecipou que vai ser reparado "algo que foi muito mal feito", do ponto de vista do Governo, que "foi a retirada da isenção [de taxas moderadoras] para os dadores de sangue".

"Nós iremos repor essa isenção para os dadores de sangue para todas as condições de acesso, não apenas [para] cuidados de saúde primários, que já existe, mas também para cuidados de saúde hospitalares", assegurou.

O ministro considerou que o anúncio feito pelo Governo sobre alterações às taxas moderadoras "foi mal interpretado pelos partidos da oposição, porque disseram que estávamos a anunciar coisas que já existiam".

Mas "bastaria que nós reduzíssemos globalmente o valor [das taxas moderadoras] para não estarmos a anunciar coisas que já existem", sustentou Adalberto Campos Fernandes, assegurando que o Governo irá "muito mais longe".

"Os portugueses quando conhecerem a nossa proposta legislativa perceberão a diferença entre uma leitura administrativa da regra económica e dificuldade do acesso e confusão entre taxas moderadoras e co-pagamentos e aquilo que é uma leitura de modelação do acesso e da regulação fina dos direitos de acesso", sublinhou.

* Uma medida justa

.
.

ALIMENTAÇÃO
SAUDÁVEL

COMER BEM AO LONGO DA VIDA

video


«Alimentação Saudável...Comer bem ao longo da vida» é o mote para o vídeo de cariz pedagógico, elaborado pelo Gabinete de Nutrição da Administração Regional de Saúde do Algarve IP, co-financiado pelo projeto de cooperação transfronteiriça Portugal -- Espanha (POCTEP) 2007-2013, com o apoio da União Europeia -- FEDER, destinado à população em geral, com vista a promover uma alimentação saudável, ao longo das diferentes fases do ciclo de vida, e desta forma obter ganhos em saúde.
Um vídeo de 2011

.
.
 
HOJE NO
"DESTAK"

BCE recomenda a Portugal que prossiga com reformas no mercado de trabalho

O Banco Central Europeu (BCE) considera que as medidas introduzidas para flexibilizar o mercado de trabalho entre 2011 e 2014 poderão explicar a recuperação do emprego, mas recomenda a Portugal que prossiga a implementação das reformas "a um ritmo acelerado". 
.
O relatório do BCE entretanto divulgado, no qual a instituição faz uma análise das reformas no mercado de trabalho levadas a cabo em Portugal, Espanha e Irlanda, conclui que no conjunto destes três países, "e em particular em Espanha e Portugal, que tinham uma legislação mais rígida que na Irlanda, as reformas foram implementadas para melhorar o funcionamento do mercado de trabalho e promover a empregabilidade a médio prazo".

No entanto, assinala o BCE, "ainda não é possível tirar conclusões, mas estas reformas poderão estar relacionadas com os desenvolvimentos positivos do mercado de trabalho observados nestes três países". 

*  O FMI reconsiderou sobre a reestruturação da dívida portuguesa que a direita recusou, a legislação mais rígida que o BCE refere foi mais desumana que rígida.

 .

FILIPE LUÍS

.






Conto (político) de Natal


I
Nas palhinhas deitado, o Menino Costa era velado pela Virgem Catarina e por São José Jerónimo. Guiados pela estrela fraturante e defensora dos direitos das minorias do Bloco de Esquerda, os três Gays Magos aproximavam-se do estábulo de São Bento...

O caminho tinha sido longo. A 4 de outubro, os eleitores tinham fechado a porta ao PS e a esquerda ficara sem local para poder dar à luz o seu pequeno primeiro-ministro. Perseguida pelos exércitos do Império da Direita, comandados pelo centurião Passus Coelhus e pelo decurião Paulus Portus, a Sagrada Família de esquerda não teve outro remédio senão acoitar-se no estábulo parlamentar, onde, abrigada das tempestades desencadeadas pelas legiões de Coelhus e Portus, podia, finalmente, descansar e velar o Salvador.

A certidão de nascimento do Menino Costa, lavrada em diferentes posições conjuntas, atestava que o filho gerado pela Virgem Catarina não era de São José Jerónimo - que apenas perfilhava a criança. Afinal, eles mal se falavam e nunca tinham vivido como marido e mulher. O Menino Costa era filho de Deus.

Em Roma, o imperador Tibério Cavacus espumava de raiva. Ou talvez os pequenos pontos de saliva acumulados aos cantos da sua boca fossem originados pela ingestão compulsiva de bolo rei. Ele tinha espalhado os seus exércitos, mas o seu consulado estava a chegar ao fim e o Império da Direita corria o risco de desintegração. As hordas de bárbaros anti-Europa e anti-NATO marchavam sobre as suas muralhas e o Messias Costa era a semente da desordem e da anarquia.

Avisados por um sonho contra o Rei Socrates Herodes, que ameaçava cortar a cabeça a todos os primogénitos socialistas que tivessem dito "à política o que é da política, à justiça o que é da Justiça", os socialistas encetaram a fuga para o deserto das presidenciais, sem apoiarem ninguém. E foram sobrevivendo.

Mas não por muito tempo. Meses depois, as mesmas multidões que celebraram o nascimento do Messias, reivindicariam a sua crucificação. Os pretores de Bruxelas cobravam implacavelmente o imposto, reprimindo a pregação anti-austeridade do Messias. E os discípulos comunistas e bloquistas três vezes o negaram. No seu lugar de representante do Império da Direita, Marcelo Pilatos lavava as mãos. Levando a cruz ao seu Calvário, o Messias Costa suava, suava...

II
Neste ponto, António Costa, encharcado em suor, acordou do pesadelo. Num impulso, telefonou para o seu ministro das Finanças, Mário Centeno e perguntou-lhe: "Está tudo bem?". Do outro lado, uma voz ensonada respondia-lhe: «Ó António, desculpa lá, mas porque é que me acordas às três da manhã para me perguntar isso? Estive há bocado na consoada, deitei-me tarde e estava no primeiro sono..."

Em décimos de segundo, o primeiro-ministro reviveu todo o filme, numa sequência de planos fechados: o fim da austeridade, as exigências do Tratado Orçamental, a rutura com os parceiros à esquerda... as eleições antecipadas. Sim, era isso! Eleições antecipadas podia ser a ressurreição ao terceiro dia! Só tinha que garantir que 2016 fosse um ano dedicado a medidas populares, folgando as costas do povo antes da volta do pau!

António Costa voltou a adormecer e, dessa vez, teve sonhos da cor da sua área política. Tudo o que precisava era de fazer alguns milagres. Afinal, há dois mil anos, o outro Messias também recorrera ao mesmo truque. E ainda hoje é venerado.

IN "VISÃO"
17/12/15

.
.


724.UNIÃO

EUROPEIA



.
HOJE NO
"i"

Pobreza em Portugal continua elevada

A taxa total de risco de pobreza não se alterou em relação a 2013, mas houve evoluções diferentes nos escalões etários, revelam os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).
.
De acordo com o mesmo estudo, nos mais velhos, o risco de pobreza voltou a aumentar, sobretudo entre os reformados. Em 2014, a taxa de risco de pobreza nos idosos subiu dois pontos percentuais para os 17,1% e nas crianças fixou-se nos 24,8%.


Quanto à população desempregada continua a ver o risco de pobreza a aumentar . A taxa era de 30,3% em 2011, passou depois para 40, 3% no ano seguinte e para 40, 5% em 2013. O ano passado ficou nos 42%.

* O resultado da governação  PàF.

.
.


2-A FUGA DE PENICHE


video


O FIASCO DA DITADURA


.
.
8-HUMAN
video



.
.

HOJE NO
"A BOLA"

Tribunal ordena suspensão das obras de remodelação de Roland Garros

Um tribunal, em Paris, ordenou a suspensão das obras de ampliação do recinto que alberga o torneio de Roland Garros, informou esta sexta-feira a Federação Francesa de Ténis (FTT).

De acordo com um comunicado da FFT, a ordem de suspensão dos trabalhos foi tomada até que um juiz se pronuncie sobre o recurso da Associação Jean-Camille Formigé, por as obras atingirem parte da área do Jardim de Inverno.

No entanto, a federação lamentou ter de parar um projeto que considera «vital para o futuro de Roland Garros, do ténis francês e da imagem de Paris e de França, no âmbito desportivo e económico».

O projeto prevê cobrir os `courts` principais e ampliar todo o espaço que acolhe anualmente mais de 460.000 adeptos, para além de um novo `court` com capacidade para 5.000 espetadores.

* Prurido ambiental ou antropofagia da raquete?

.
.

Katia Guerreiro

Mentiras

video

.
.
HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS
 DA MADEIRA"

Um vinho madeirense entre os melhores
. do mundo para revista dos EUA

A revista norte-americana "Wine Enthusiast", uma das publicações referência mundial de vinhos, colocou cinco vinhos portugueses na sua lista dos 100 melhores de 2015.

A lista foi publicada na edição de dezembro e o vinho português mais bem colocado é o Quinta de Foz de Arouce 2011, um tinto da região Beira Atlântico, que surge em 9.º lugar.
 .
Segue-se, em 22.º lugar, o Monte dos Cabaços 2007 Reserva, do Alentejo; o Blandy's 2002 Colheita Bual, da Madeira, em 39.º; o Herdade do Esporão 2011 Reserva, do Alentejo, em 44.º; e, por fim, em 62.º lugar, o Aveleda 2013 Reserva da Família, da Bairrada.

Apenas os EUA, França, Itália e Espanha têm mais vinhos do que Portugal na lista.

Já em outubro, a revista tinha colocado o verde branco de 2014, da Quinta da Aveleda, e o Pedra Cancela Seleção do Enólogo, do Dão, entre os sete melhores vinhos do mundo vendidos em 2015 por menos de 15 dólares.

Na lista de 100 marcas, designada "Top 100 Best Buys", os críticos da revista colocaram mais sete vinhos portugueses, de várias regiões, que apresentam uma boa relação entre a qualidade e o preço.
Nos primeiros meses do ano, excluindo os vinhos do Porto e Madeira, as exportações de vinhos portugueses para os EUA cresceu 30,3%, para 28,8 milhões de euros, com o preço médio por litro a subir 14,6%.

Para 2016, a Viniportugal, associação interprofissional do sector vitivinícola e entidade gestora da marca Wines of Portugal, dedica um quarto do seu orçamento de promoção, oito milhões de euros, para os Estados Unidos.

A organização tem planeadas ações de promoção em Nova Iorque, São Francisco, Chicago, Boston, Houston, Austin e Seattle.

* Somos um país de grande qualidade de produção, de excelentes vinicultores e enólogos, mas também ainda de grandes aldrabões.

.
.
TÉNIS PERSONALIZÁVEIS

video

.
.
HOJE NO

"DIÁRIO ECONÓMICO"
Nunca mais se vai esquecer 
da lista de compras em casa

Esqueceu-se da lista de compras em casa? O folheto com as promoções que queria aproveitar voou à porta do supermercado? Recusa-se a andar com dezenas de cartões de fidelização na carteira? Então, esta aplicação pode ser para si.
 .
NO PENICO
Chama-se Quoty e permite agregar todas estas informações no telemóvel. Há mais de um mês em Portugal, a plataforma ultrapassou os três mil ‘downloads’.

A aplicação, desenvolvida na Bélgica, chega a Portugal pelas mãos da Mediapost, empresa detida pelos correios franceses que detém a licença para vários países da Europa, e surge da necessidade de encontrar uma alternativa digital ao tradicional folheto de promoções em papel.

Filipe Nery, responsável gestão da aplicação em Portugal, explica que é uma solução para ajudar no dia-a-dia dos consumidores, facilitando a experiência de compra em várias cadeias de retalho alimentar e ‘fast-moving consumer goods’ (FMCG).

Além de poder ser consultada num dispositivo móvel e conter informação sobre produtos específicos em promoção num determinado ponto de venda, a lista pode ser partilhada com outro utilizador. A aplicação disponibiliza ainda um localizador de lojas – para que o cliente possa obter direcções por GPS e informação sobre os horários de funcionamento – e permite digitalizar todos os cartões de fidelização. O utilizador pode também receber alertas sobre promoções, através de ‘push notifications’.

Para as marcas, é um canal directo de comunicação, quer genérica, quer de campanhas específicas, além de que torna a distribuição de folhetos mais alargada e barata (sem os custos de papel e de transporte).

A Quoty, que pode ser descarregada de forma gratuita, está disponível com informação recolhida pelos gestores da aplicação, mas o objectivo é que os retalhistas venham a aderir e a pagar pela sua presença na plataforma, seja através do agregador de folhetos ou mesmo de patrocínios. “O nosso objectivo é, até final de 2016, ter todos os retalhistas a nível alimentar e cerca de 60% a 70% da distribuição moderna”, aponta Filipe Nery. Os contactos com estes clientes já estão em curso. Em termos de utilizadores, a meta é alcançar os 100 mil até ao fim do próximo ano.

Se cumprir estes objectivos, o grupo prevê obter 100 mil euros de receita, no primeiro ano. “Achamos que é um valor baixo, mas é um valor para o arranque que têm em conta o investimento feito. Acreditamos que ao fim de dois a três anos teremos retorno”, admite o gestor do projecto.

O grupo, que tem uma facturação anual global de 600 milhões de euros, já disponibilizou a aplicação em oito países (incluindo Portugal) com um total de cinco milhões de utilizadores regulares. 

* Com tantas " ajudas técnicas" qualquer dia olha-se para um bacio e se não houver uma aplicação a identificá-lo vai para a mesa do pequeno almoço.

.
.


RESOLVA


O PUZZLE

christmas-decorations


.
.


HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"
GNR da Guarda entrega 
artigos apreendidos a várias
 instituições da região 

A GNR entregou artigos de vestuário e de calçado a nove instituições do distrito da Guarda. 
 .

A GNR da Guarda entregou esta sexta-feira mais de mil peças de vestuário e de calçado a dez instituições sociais da região que apoiam crianças e jovens e agregados familiares desfavorecidos. 

Segundo o tenente-coronel Cunha Rasteiro, chefe da secção de operações, informações e relações públicas do Comando Territorial da GNR da Guarda, as instituições receberam artigos que foram apreendidos por contrafação em ações de fiscalização realizadas em 2013 e 2014 em vários locais do distrito. As peças, por decisão judicial "foram declaradas perdidas a favor do Estado" e destinadas a "entrega a instituições sociais", sendo que, antes da distribuição, foi "retirada a marca, a simbologia ou o logótipo". 

Aproveitando a quadra natalícia, a GNR entregou artigos de vestuário e de calçado a nove instituições do distrito da Guarda e a uma do concelho da Covilhã, distrito de Castelo Branco, sendo as mesmas selecionadas de acordo com o tipo de roupa para entrega, neste caso "mais para jovens", indicou o responsável. 

"É o terceiro ano consecutivo que nós [GNR da Guarda] fazemos entregas, não só nesta época, mas ao longo do ano", referiu Cunha Rasteiro. O tenente-coronel adiantou que durante o ano de 2015 o Comando Territorial da GNR da Guarda já apreendeu cerca de seis mil peças de calçado e de vestuário alegadamente contrafeitas, "no valor de meio milhão de euros", durante a realização de cerca de 20 ações de fiscalização em feiras e em vias rodoviárias da região. 

A ação da GNR contemplou, no concelho da Guarda, a Fundação João Bento Raimundo, o Núcleo Desportivo e Social - NDS, o Abrigo Infantil da Sagrada Família/Outeiro de São Miguel e a Fundação José Carlos Godinho Ferreira de Almeida/Refúgio Ana Luísa. 

* Exemplar!

.
.
2-COP21

TERRA EXISTE UM FUTURO


video


A propósito da conferência de Paris


.
.
HOJE NO
"OBSERVADOR"

Adoção por casais do mesmo sexo aprovada. 
17 do PSD a favor, Passos não

A Assembleia da República aprovou hoje a adoção por casais do mesmo sexo com os votos favoráveis da maioria de esquerda e de 17 deputados do PSD, tendo o líder social-democrata votado contra.

A Assembleia da República aprovou hoje a adoção por casais do mesmo sexo com os votos favoráveis da maioria de esquerda e de 17 deputados do PSD, tendo o líder social-democrata, Pedro Passos Coelho, votado contra.
.
O texto de substituição que congrega os projetos de lei de PS, BE, PEV e PAN foi aprovado em votação final global com os votos contra das bancadas do PSD e do CDS-PP – numa altura em que o presidente centrista, Paulo Portas, não se encontrava na sala -, com a abstenção das deputadas do CDS-PP Ana Rita Bessa e Teresa Caeiro e dos deputados do PSD Berta Cabral, Duarte Marques, Teresa Morais e Odete Silva, e do deputado do PS António Cardoso.

PS, BE, PCP, PEV e PAN votaram a favor, bem como 17 deputados do PSD: José Pedro Aguiar-Branco, Jorge Moreira da Silva, António Leitão Amaro, Paula Teixeira da Cruz, Pedro Pinto, Teresa Leal Coelho, Emídio Guerreiro, Sérgio Azevedo, José Carlos Barros, Margarida Balseiro Lopes, Rubina Brado, Margarida Mano, António Lima Costa, Inês Domingos, Firmino Pereira, Joana Barata Lopes e Cristóvão Norte.

Após o presidente da Assembleia da República anunciar a votação, as bancadas da esquerda aplaudiram de pé, no que foram acompanhadas pelas deputadas Teresa Leal Coelho e Paula Teixeira da Cruz, que também se levantaram e bateram palmas.

* A liberdade venceu a xenofobia, ao sr. Paulo Portas sempre de forma irrevogável, faltou coragem para se afirmar em momentos cruciais de nobreza de atitudes.

.
.

NEM MAIS...






.
.
HOJE NO  
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Alerta do Infarmed: 
Produtos com cálcio não servem 
para prevenir ou tratar doenças

Infarmed realça que esses produtos "não são medicamentos" e não "previnem, tratam ou diagnosticam doenças ou os seus sintomas"

A autoridade que regula o setor do medicamento recomendou hoje que não sejam utilizados produtos contendo cálcio para a prevenção ou tratamento de doenças e anunciou que decorrem ações de fiscalização à conformidade destes produtos no mercado.

Em comunicado a propósito de "intensas campanhas publicitárias sobre produtos contendo cálcio", o Infarmed esclarece que estes "não são medicamentos".

Por esta razão, quem comercializa estes produtos não pode "reivindicar que previnem, tratam ou diagnosticam doenças ou os seus sintomas".

Sublinhando que estes produtos "não estão sujeitos aos mesmos requisitos dos medicamentos, no que respeita à comprovação da sua qualidade, segurança e eficácia", o Infarmed refere que os mesmos "não são isentos de riscos para a saúde, quando utilizados em quantidades excessivas, ou, por exemplo, em indivíduos com doenças renais ou a tomar outros medicamentos".

"A prevenção ou o tratamento de doenças deve ser precedida de aconselhamento médico ou farmacêutico e, quando necessário, com a utilização de medicamentos", prossegue o comunicado.

O Infarmed, em conjunto com a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), está a "desenvolver ações conjuntas, no sentido de verificar a conformidade destes produtos no mercado", e garante que "acionará todos os mecanismos ao seu alcance para proteger a saúde dos cidadãos".
.
VEJAM QUEM PARTICIPA NO ENGODO
Também hoje, a Ordem dos Farmacêuticos entregou uma providência cautelar para travar os anúncios publicitários do suplemento alimentar Calcitrin MD Rapid em todos os órgãos de comunicação social, alegando que lesam o direito dos cidadãos à saúde.

"Apenas a suspensão da emissão dos suportes publicitários nos diversos órgãos de comunicação social será adequada a prevenir a lesão do direito à saúde dos cidadãos", lê-se na providência cautelar contra a empresa Proactivar-Viva Melhor Sempre, Lda., interposta no tribunal da Comarca de Lisboa, a que a agência Lusa teve acesso.

De acordo com a Ordem dos Farmacêuticos, o incentivo para a aquisição do Calcitrim (produto que reforça a densidade óssea e as articulações) durante a quadra do Natal "irá com certeza originar o consumo deste produto de forma indiscriminada e poderá ter como consequência danos na saúde e bem-estar de muitos cidadãos, causando lesões sérias e de difícil reparação".

* Estranha-se que só agora o Infarmed  tenha acordado para a publicidade enganosa de determinados "produtos naturais",  parece que não são feitos em laboratório, com a conivência de figuras públicas que deviam ter mais atenção às coisas que promovem.

.
.
ACIDENTES

video

.
.
HOJE NO
"RECORD"

São Silvestre de Lisboa 
vai ter competição de equipas

A oitava edição da corrida São Silvestre de Lisboa, que se realiza a 26 de dezembro, vai atingir este ano os 12.000 participantes e terá, pela primeira vez, uma competição de equipas mistas.

Neste particular, cada equipa deverá ter um mínimo de seis atletas (pelo menos, três homens e três mulheres), sendo a classificação final apurada através do somatório dos tempos dos três primeiros homens e das três primeiras mulheres de cada formação.
.
Por outro lado, a São Silvestre, que tem início marcado para as 17h30 do dia seguinte ao Natal, terá mais 2.000 participantes que no ano passado, mantendo o crescimento registado desde a primeira edição, em 2008, que contou com 3.200.

"Ao fim de sete anos, fomos galardoados com o prémio de maior evento desportivo, atribuído na Gala dos Eventos. O aumento de participações é sempre um objetivo. Veremos se é possível continuar a crescer", afirmou o diretor da prova, Hugo Sousa, durante a apresentação, que teve lugar na Câmara Municipal de Lisboa.

A São Silvestre de Lisboa, que tem uma distância de 10 quilómetros, continua a promover a competição 'Homens vs Mulheres', que após seis anos é liderada pelas mulheres, vencedoras de quatro edições contra duas dos homens.

Dulce Félix, totalista da prova e vencedora de quatro edições, entre as quais a de 2014, admitiu não estar "nas melhores condições", mas, ainda assim, frisou que vai "à luta".

A elite feminina parte com 2.23 minutos de vantagem em relação à masculina - a diferença com que terminou a última edição - tempo que, para Jéssica Augusto, "é curto, mas não é impossível".

"No ano passado também diziam que era impossível e a Dulce acabou por ganhar. Já tinha saudades desta adrenalina e do confronto com os homens", disse a atleta, vencedora em 2008 e 2010.

Do lado masculino também impera a confiança, com Rui Silva a assegurar que quer repetir o êxito de 2012.

"Todos querem ganhar e eu serei mais um. A prova terá de ser feita desde o início. É preciso gerir bem o esforço, para termos disponibilidade física para a parte final", referiu.

Já Hermano Ferreira, vencedor em 2011, revelou que gosta de "desafios" e que "é possível" anular os 2.23 minutos de vantagem das mulheres, enquanto Ricardo Ribas deixou conselhos à concorrência.

"Gostava de ganhar. Aconselho-vos a comer muitas rabanadas no Natal, porque estou farto de ser segundo e terceiro", brincou o atleta do Benfica.

O presidente da Federação Portuguesa de Atletismo, Jorge Vieira, considerou que "a participação é o mais importante" e destacou o facto de a edição deste ano contar com 3.500 mulheres.

À semelhança do ano passado, a organização promove o prémio 'Campeões do último quilómetro', que, como a própria designação indica, irá premiar os atletas mais rápidos a cumprir os 1.000 metros finais da prova, disputados na íntegra na Avenida da Liberdade.

Antes da corrida principal, e com partida às 16 horas, realizar-se-á a São Silvestre da Pequenada, para crianças entre os cinco e os 13 anos.

A São Silvestre de Lisboa, que vai passar pela Praça dos Restauradores, Praça do Comércio, mercado da Ribeira, Santos, Cais do Sodré, Rossio e Marquês de Pombal, vai provocar alguns cortes de trânsito na baixa lisboeta.

* É sobretudo uma festa da vida.


.