quinta-feira, 19 de novembro de 2015

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA





.
..
..

65-ACIDEZ 
FEMININA

DESAFIO DAS

 POSIÇÕES SEXUAIS



A IMPRESCÍNDIVEL TATY FERREIRA



* Uma produção "ACIDEZ FEMININA" - BRASIL

.
.
FILME SURDO






.
.
HOJE NO
"RECORD"

Comissões de 430 mil euros à empresa 
de Alexandre Pinto da Costa

O portal Football Leaks divulgou esta quinta-feira novos documentos relacionados com o FC Porto, neste caso sobre verbas alegadamente pagas pela SAD à Energy Soccer de Alexandre Pinto da Costa, filho do presidente portista. De acordo com os documentos divulgados, a empresa de representação de jogadores terá recebido cerca de 430 mil euros por serviços de intermediação referentes a quatro negócios distintos.
 .
EQUIPADO DE CONFRADE
Sobre a transferência de Carlos Eduardo, em 2013, a Energy Soccer faturou 123 mil euros aos dragões, além de 84 mil cobrados ao Estoril. Aquando da mudança de Christian Atsu para o Chelsea, no mesmo ano, os serviços ficaram por 184 mil euros. No caso de Rolando, a Energy Soccer participou nos dois empréstimos do central para Itália: pela cedência do central ao Nápoles, em janeiro de 2013, recebeu dos dragões 123 mil euros, e na época seguinte, em que Rolando foi emprestado ao Inter, a SAD pagou 75 mil euros pelos serviços de intermediação – os italianos pagaram 60 mil euros. Os serviços prestados ao FC Porto nestes quatro negócios chegaram aos 430 mil euros.

* É feio dar uma gorgeta tão pequena a um senhor vindo de boas famílias.

.
.
XXXV- O UNIVERSO

4- O FUTURO


SOMBRIO DO SOL



* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.


.
.


HOJE NO
"JORNAL  DE NOTÍCIAS"
Chamou a Polícia porque 
o homem lhe recusou sexo

O caso foi insólito e causou muito alarido durante a madrugada, numa habitação em Oliveira do Douro, Gaia. Uma mulher apanhou o companheiro a ver um filme pornográfico e exigiu ter relações.

Numa noite de sexo com o companheiro de 60 anos, uma mulher, de 48 anos, insatisfeita com a performance sexual do indivíduo, chamou a Polícia e os bombeiros. O homem, casado, vive com a mulher, divorciada, há cerca de um ano.
 .
A fúria da mulher foi tanta que chegou ao ponto de chamar a PSP e os próprios Sapadores de Gaia, porque, segundo ela, o homem não a conseguiu satisfazer sexualmente e por isso ficou irritada com ele.

Fonte policial assegurou ao JN que o insólito da situação foi contado com pormenores sexuais que deixou pasmados os agentes que registaram a ocorrência e os próprios sapadores bombeiros.

Tudo terá começado cerca das 3.30 horas, no passado fim de semana, com a mulher a acordar e a surpreender o homem a ver um filme pornográfico. Depois, terá satisfeito sexualmente o companheiro e solicitado que ele procedesse de igual forma para com ela.

Mas o homem disse estar cansado e não atendeu ao pedido da companheira. Seguiram-se alguns desentendimentos entre o casal, que acabariam com a mulher a ligar para os Sapadores de Gaia e para a PSP a alertar para uma situação de violência doméstica.

Chegada ao local, a equipa dos Sapadores Bombeiros de Gaia verificou que, apesar das desavenças entre os dois, não havia qualquer agressão física e regressou ao quartel.

Já a PSP acabaria por tomar conta da ocorrência, com os respetivos queixumes da mulher e a justificação do homem "cansado" e com sono. O indivíduo confirmou que vive com a mulher há cerca de um ano e que, alegadamente, ela sofre periodicamente de episódios de perturbação mental.

* A indignação feminina tem uma extraordinária similitude com as  "indignaçõeszices" dos srs. Passos Coelho e Paulo Portas, que cuidando terem ganho as eleições verificaram que as perderam e não chamando a polícia e bombeiros para registar o acto, chamaram o sr. Presidente, notável estadista,  padrinho emérito de novo  e enviesado regime corporativo.
Quanto ao sr. de 60 anos podia ter disponibilizado à indignada dama ao menos um dedito, evitava-se o escândalo e comparações.

.
.


1-MUITO ALÉM DO PESO

CÚMPLICES DA GORDURA





.
.
HOJE NO
"JORNAL  DE NEGÓCIOS"
O terrorismo global em cinco gráficos

Como evoluiu o número de vítimas mortais do terrorismo, os países com mais casos, qual o grupo mais mortífero e custo económico deste flagelo. Veja o retrato do Institute for Economics and Peace.

O Global Terrorism Index 2015 do Institute for Economics and Peace traça o cenário de um crescimento galopante do terrorismo. O número de vítimas mortais cresceu 80% entre 2013 e 2014 para um total de 32.658. E cresceu nove vezes face a 2010

Os dados mostram que o terrorismo é um fenómeno concentrado sobretudo em cinco países: Iraque, Nigéria, Síria, Afeganistão e Paquistão, que representam 57% dos ataques. Mas o número de países com um elevado número de mortes está a aumentar.

Apesar da visibilidade que têm os atentados nos países ocidentais, estes representam 2,6% das vítimas mortais nos últimos dez anos. A maioria destas mortes (70%) foram provocadas por indivíduos isolados e só em 20% dos casos o fundamentalismo islâmico foi o motivo.

Terrorismo atinge recorde em 2014
O ano passado ocorreram 13.370 atentados terroristas em 93 países, o número mais elevado de sempre. O mapa mostra que os ataques ocorreram sobretudo em cinco países. Afeganistão, Iraque, Nigéria, Paquistão e Síria representaram 57% dos atentados e 78% das mortes. O número de países com mais de 500 vítimas mortais por ano passou de cinco em 2013 para 11 em 2014.

Atentados provocam nove vezes mais vítimas
Registaram-se mais de 61 mil ataques terroristas no mundo desde o ano 2000, que provocaram a morte a mais de 140 mil pessoas.


O número de atentados e vítimas cresceu de forma acelerada a partir de 2011, com o início da guerra civil na Síria e o crescimento da actividade do autodenominado Estado Islâmico e do Boko Haram, na Nigéria.

Boko Haram mais mortífero que o Estado Islâmico em 2014
O grupo extremista islâmico Boko Haram foi responsável por 6.644 mortes em 2014, superando o autodenominado Estado Islâmico e tornando-se o grupo terrorista mais mortífero do ano. .


Estes dois grupos foram responsáveis por 51% das mortes registadas em 2014. A percentagem de vítimas civis é maior no grupo nigeriano (77%) do que no Estado Islâmico (44%).
.

* Situação terrível em que também se sabe que existem nos países do ocidente, grupos interessados na manutenção do terrorismo árabe/religioso.


.

ISABEL CARDOSO

.



Gente de palavra

Vivemos tempos de violência alimentada por preconceitos e sobretudo, por muitas mentiras (as tais que repetidas muitas vezes se tornam “verdade” como dizia o sinistro ministro da propaganda de Hitler). Nas televisões e jornais repete-se, à náusea e em delírio tresloucado, os clichés que, há décadas, se usam para denegrir aqueles que, contra os poderes instituídos, reclamam justiça e liberdade. A irracional onda anticomunista recuperou a sua força, mais ou menos adormecida, perante a possibilidade de se pôr fim a uma era de crescimento, sem precedentes, da pobreza à custa do enriquecimento, igualmente, sem precedentes, da riqueza nas mãos de uma elite que, por deter o poder, se dispensa da repartição fiscal criada pela Democracia.

O acordo parlamentar, nos termos da Constituição, estabelecido entre o PCP, o BE e o PS faz tremer os que há anos gozam de impunidade no saque ao nosso país. Aquelas poucas linhas de acordo causam-lhes pânico porque comprometem a muito bem sucedida política de espoliação do país, de compadrio e assalto a tudo o que dá lucro. Eles sabem que qualquer alívio, por menor que seja, da canga da inútil austeridade pode despertar a esperança nas vítimas das suas malfeitorias. Daí a campanha de terrorismo assente, sobretudo, na desinformação: “aqui d’el rei” vêm aí os comunistas “roubar” o povo! Mas o que é isto?! Quais comunistas?! Os mesmos que durante 48 anos de fascismo morreram em defesa da liberdade nas mãos dos algozes da ditadura?! Os mesmos que, já em Democracia, ergueram os pilares do trabalho com direitos, da saúde e educação para todos, da segurança social?! Quais comunistas?! Aqueles que sempre foram ao encontro das populações para saber dos seus problemas e nos lugares próprios lhes dão voz?! Aqueles que param na rua quando interpelados por gente em aflição?! Quais comunistas?! Aqueles que combatem a pobreza, a exclusão e defendem a dignidade com propostas bem concretas?! Mas afinal a quem metem medo estes comunistas?! O ódio que tem explodido por aí é muito perigoso e impõe a todos bom-senso, lucidez, discernimento e coragem. O compromisso dos comunistas portugueses é só uma: fazer tudo para que todas as pessoas vivam melhor, incluindo as de direita, com empenho e sem violência, nem mesmo a das palavras.

Nota: Aos que, sob a capa do anonimato, me insultam, volto a afirmar: eu dou a cara e assino cada palavra!)

IN "DIÁRIO DE NOTÍCIAS DA MADEIRA"
17/11/15

.



695.UNIÃO

EUROPEIA











NÃO HÁ TERRORISMO QUE VENÇA

.
.
.

HOJE NO
"DESTAK"

PS viabiliza com a abstenção resolução
 do PSD e CDS sobre 
compromissos europeus

O projeto de resolução do PSD e CDS sobre a afirmação dos principais compromissos europeus de Portugal, que esteve hoje em discussão no parlamento, deverá ser aprovado na sexta-feira com a abstenção da bancada socialista. 
.
Esta posição do PS foi transmitida à agência Lusa por fonte da direção da bancada socialista e vai permitir a viabilização desta resolução conjunta de sociais-democratas e centristas, que deverá ter os votos contra do Bloco de Esquerda, PCP e "Os Verdes".

A mesma fonte adiantou que a bancada socialista votará a favor de um segundo projeto de resolução apresentado pelo PSD e CDS, este sobre orientações fundamentais da política externa portuguesa (NATO, relações transatlânticas e Comunidade de Países de Língua Portuguesa), que será discutido e votado em plenário também na sexta-feira.

* Uma abstenção lógica e consonante os objectivos partidários.


.
.


ACNUR


UM MUNDO EM CRISE
 



.
.

I-AMBIENTE FEROZ

3-DOS MAIORES
DESASTRES NATURAIS





* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.



.
.
 
HOJE NO

"i"


Vem aí o remimbi chinês e o dólar
 parece ter os dias contados

Especialista acredita que a moeda chinesa poderá vir a substituir a americana nas transacções comerciais daqui a cinco, dez anos.


Num futuro muito próximo, o remimbi (yuan) chinês poderá substituir o dólar americano como principal moeda de transacção global? A resposta de muitos especialistas é sim e a China trabalha afincadamente há muito tempo para alcançar esse objectivo. .
.






A saída de cena do dólar como principal moeda global não será instantânea, mas o seu definhamento parece inexorável. “Em termos gerais, não parece que o dólar possa vir a ser derrubado de imediato”, considerou num estudo Dick Bove, vice-presidente da Rafferty Capital Markets. “Mas vai ser, e isso pode ocorrer num curto período de cinco a dez anos”, antevê.
 
Talvez por isso, o Fundo Monetário Internacional (FMI) admita apoiar a inclusão do remimbi no seu cabaz de direitos de saque especial – SDR na sigla inglesa –, de títulos emitidos pela instituição que funcionam como um activo de reserva internacional para complementar reservas oficiais dos países membros. Actualmente, os SDR são compostos por quatro moedas – dólar, euro, libra e yen. Não sendo em si mesmos uma moeda, os SDR são um direito, junto do FMI, de um país obter outra moeda com baixo risco de flutuação e a juro baixo.

O FMI promete agora o estatuto de reserva à moeda chinesa, depois de ter rejeitado essa inclusão em 2010, o que permitirá a entrada do yuan no cabaz de divisas. O FMI reconhece que a moeda chinesa “é a única actualmente fora do cabaz que cumpre o critério de exportação”. A inclusão da moeda chinesa no cabaz do FMI visa prevenir eventuais efeitos de um inesperado colapso da zona euro e atenuar os problemas da desvalorização do dólar devido ao desequilíbrio fiscal dos Estados Unidos.

O porta-voz do FMI, Gerry Rice, confirmou que o assunto está na agenda da organização e que uma decisão deverá ser tomada ainda este mês.

Por seu lado, o secretário do Tesouro norte-americano, Jack Lew, já disse que apoiaria a inclusão do yuan no cabaz de divisas do FMI, se a moeda chinesa cumprir os critérios exigidos.

O último relatório do Banco da China sobre a internacionalização do remimbi refere que esta moeda é o quinto meio de pagamento mais utilizado internacionalmente e foi a sexta moeda mais transaccionada em 2014.

Se dúvidas houvesse sobre a ascensão fulgurante da moeda chinesa, no passado dia 21, o remimbi chinês ocupou o tradicional lugar do yen japonês como quarta moeda mais utilizada em pagamentos globais.

Actualmente, o remimbi não é uma divisa de reserva internacional e também não é totalmente convertível em transacções de capital e no comércio global, mas na última década, graças a acordos de swap, a China já usa a sua moeda como meio de pagamento em trocas comerciais bilaterais com alguns dos seus parceiros.

Com efeito, Pequim já rubricou mais de quatro dezenas de acordos de swap de moeda com vários países desde 2008, perfazendo esses acordos movimentações que equivalem actualmente a 1,13 triliões de dólares. Contudo, o montante desses swaps ainda é relativamente baixo face às gigantescas reservas que a China detém noutras moedas, nomeadamente dólares e ouro.

Os incentivos da China para que os seus parceiros comerciais utilizem a sua moeda começam a dar resultados. A aceitação do remimbi como reserva de valor pelos bancos centrais espalhados pelo mundo foi uma primeira e importante etapa no processo de internacionalização da moeda chinesa. Actualmente, mais de mil instituições financeiras internacionais negoceiam em yuan.

Um dos países que já manifestou interesse na utilização do remimbi nas suas trocas comerciais foi Angola, no âmbito de uma estratégia de “fuga ao dólar”.

Diogo Gomes Araújo, da Porto Business School, considera que o acordo permitirá adequar a economia angolana ao yuan. “Com a assinatura desse acordo monetário, as trocas comerciais entre os dois países passariam a ser reflectidas na moeda chinesa, que teria livre circulação em Angola. Por outro lado, os futuros empréstimos que a China conceder a Angola deixam de ser feitos em dólares americanos, passando directamente para a moeda chinesa”, sublinha. Os bancos centrais de Angola e da China estão a acertar os pormenores de um acordo que permita o uso das suas moedas nacionais nas trocas comerciais bilaterais. “O uso das moedas de ambos os países parece-me mais interessante, uma vez que significa que a China poderá ter de aceitar kwanzas quando quiser vender bens a Angola (se o fará, na realidade, será outra história)”, sublinha.

* O capitalismo chinês não dá ponto sem nó.

.
.

Zaz

Paris sera toujours Paris


.
.
HOJE NO
"A BOLA"

Dez casos de doping 
confirmados em Portugal 

A Autoridade de Antidopagem de Portugal (ADop) está em alerta com onze casos de doping, em que se registaram alterações do perfil no passaporte biológico de atletas portugueses.
 .

Na investigação do jornal A BOLA, publicada na edição desta quinta-feira, dá-se conta da existência de seis casos no ciclismo (um dos quais encontra-se por confirmar), três no atletismo, um na natação e um outro na canoagem.

Durante este ano de 2015, a ADoP já superou o total de análises de anos anteriores nas diversas modalidades, com mais de quatro mil análises realizadas.

* Uma tristeza.

.
.

PELAS ALTURAS


.
.
HOJE NO
"AÇORIANO ORIENTAL"

Papa afirma que num mundo em guerra 
as festividades de Natal soam a falso

O papa Francisco afirmou, numa homília no Vaticano, que as festividades de Natal soam a falso perante um mundo que escolheu "a guerra e o ódio".
  .
“Estamos perto do Natal: haverá luzes, festas, árvores iluminadas, presépios, (…) mas é tudo falso. O mundo continua em guerra, a fazer as guerras, não compreendeu o caminho da paz”, lamentou o pontífice, na homília da missa matinal, no dia em que foi instalado na praça de São Pedro um grande pinheiro para as festividades de Natal.

“Existem hoje guerras em toda a parte e ódio. (…) E o que resta? Ruínas, milhares de crianças sem educação, tantos mortos inocentes, tantos. E tanto dinheiro nos bolsos dos traficantes de armas”, denunciou o papa.

Para Francisco, a guerra é a escolha de quem prefere as “riquezas” ao ser humano.
“Os que lançam a guerra, que fazem as guerras, são malditos, são delinquentes”, reforçou o pontífice, defendendo que a atual situação do mundo não tem justificação.

“Devemos pedir a graça de chorar por este mundo, que não reconhece o caminho para a paz. Para chorar por aqueles que vivem para a guerra e que têm o cinismo de o negar”, acrescentou.
O pinheiro com 25 metros de altura instalado na praça de São Pedro é oriundo da terra natal do anterior papa e atual papa emérito Bento XVI, o estado da Baviera, no sul da Alemanha.

A árvore, que estará pronta a tempo do início do ano santo (Jubileu da Misericórdia) a 08 de dezembro, será enfeitada com ornamentos feitos por crianças com cancro que estão internadas em vários hospitais italianos.

Este ano, o presépio do Vaticano será composto por 24 figuras em tamanho natural, esculpidas em madeira e pintadas à mão.

No seguimento do estilo simples e fraterno do papa Francisco, ao lado das figuras habituais da história do nascimento de Jesus, a composição terá também esculturas de pessoas comuns, como um homem a ajudar uma pessoa idosa.

* O  papa Francisco esqueceu-se de acrescentar que o próprio natal é uma burla, não houve manjedoura em Belém, nem burro e vaquinha ou pastores, muito menos reis magos, múltiplas mentiras que os pais contam aos filhos apesar de  lhes exigirem que sejam verdadeiros.

.
.

SNOWBOARDING URBANO



.
.
HOJE NO  
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Salário igual para homens e mulheres?
 Só daqui a 118 anos

As mulheres recebem hoje em dia salários que, em média, equivalem ao que os homens ganhavam há uma década atrás. E serão precisos mais 118 anos para que os dois géneros tenham remunerações iguais, de acordo com um estudo do Fórum Económico Mundial.
.
Segundo o Relatório de Desigualdade Global de Género 2015, cerca de 250 milhões de mulheres entraram no mercado de trabalho desde 2006.

“Mais mulheres que homens entraram em universidades em cerca de cem países, mas as mulheres só são maioria em cargos de chefia em muito poucos países”, afirmou Saadia Zahidi, uma das responsáveis pelo estudo, em comunicado. “Empresas e governos precisam implementar novas políticas para evitar essa perda contínua de talento e, em vez disso, utilizá-la para aumentar o crescimento e a competitividade.”

O relatório consideou as lacunas entre géneros em 145 países medindo factores que incluem oportunidades económicas, avanços na educação, presença política e saúde. Os países nórdicos concentaram as quatro pimeiras posições, tal como no ano passado. Os EUA ficaram com o 28º lugar, oito posições abaixo da marca de 2014, com uma “suave percepção de igualdades para trabalhos similares e mudanças em posições ministeriais”.

O Reino Unido subiu da 26ª para a 18ª posição, embora ainda não tenha retomado a posição que ocupava em 2006 (9º), primeiro ano em que o estudo sobre desigualdades de gênero foi publicado.
Mais de 80% dos países estudados registaram um progresso na participação na força de trabalho, com o Nepal a conseguir a melhoria mais significativa.

Os países com maior crescimento incluem Botswana, Nigeria, Espanha, Nicaragua e África do Sul. Os maiores avanços das mulheres em posições de gestão e liderança política foram verificados na Colômbia, no Gana e em França.

* Daqui a 118 anos celebraremos a paridade salarial se a espécie humana ainda existir.


.
.
 O QUE NÓS RELEMOS















.
.
HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Acidente mata motorista da Carris 

Acidente em Lisboa faz ainda seis feridos. Um morto e seis feridos ligeiros resultaram de um acidente de viação que envolveu um autocarro da Carris e um veículo ligeiro no cruzamentro da Avenida da República com a Avenida de Berna, em Lisboa. 


O desastre ocorreu pelas 4h50 desta quinta-feira. "A vítima mortal [com 54 anos] é o condutor do autocarro, que foi projetado para a via pública. Os seis feridos ligeiros são passageiros do autocarro", referiu uma fonte da PSP. 

O condutor, que abandonou o veículo ligeiro após ter chocado com o autocarro, entregou-se mais tarde às autoridades. Segundo fonte do Comando Metropolitano da PSP, o homem entregou-se na Divisão de Trânsito de Lisboa, cerca das 08h15, sem avançar mais pormenores acerca da idade do mesmo ou se este conduzia ou não sobre efeito de álcool. 

Os feridos foram transportados para os hospitais de Santa Maria e de São José. 

O Regimento de Sapadores Bombeiros fez deslocar ao local do acidente 20 homens e quatro viaturas. 
O trânsito no sentido Entrecampos-Saldanha, no túnel da Avenida da República, foi restabelecido pelas 7h45, depois da limpeza das faixas de rodagem. 

A Transportes de Lisboa adianta que vai abrir um inquérito para apurar as razões do acidente. 

* Existem talibans  nas estradas portuguesas, o condutor pirou-se, fugiu, não prestou assistência, porque dirá o advogado, entrou em pânico mas é boa pessoa.

.
.

É O QUE FALTA!


















.
.
HOJE NO
"OBSERVADOR"
Secretas: 
“Modus operandi” é 
“90 por cento ilegal”, diz Silva Carvalho

O ex-diretor do Serviço de Informações Estratégicas de Defesa (SIED), Jorge Silva Carvalho, afirmou que o segredo de Estado serve para proteger o 'modus operandi´ das secretas.

O ex-diretor do Serviço de Informações Estratégicas de Defesa (SIED) Jorge Silva Carvalho afirmou que o segredo de Estado serve para proteger o ‘modus operandi´ das secretas, que é “90 por cento ilegal”.
 .

Ouvido como arguido no julgamento do ‘caso das Secretas’, relacionado, entre outras questões, com a interceção da faturação telefónia do jornalista Nuno Simas, Silva Carvalho sublinhou que o segredo de Estado serve, na prática, para proteger as informações e “evitar que se fale sobre o ‘modus operandi'” dos serviços.

Como exemplo e, em tese, para suportar as afirmações, o ex-diretor do SIED apontou os “meios claramente ilegais”, como sejam “vigiar, fotografar e filmar pessoas” que nem sequer são alvo de qualquer investigação criminal.

Em tese, disse também ter conhecimento de “histórias de manipulação de jornalistas”, de como se dominam e controlam órgãos de comunicação social e até como países estrangeiros recrutam jornalistas portugueses, observando que “um país africano comprou jornalistas portugueses”.

O arguido disse pretender falar “desse mundo em que foi criado” e não se escudar no segredo de Estado, tendo a juíza presidente Rosa Brandão interrompido-o algumas vezes, pedindo-lhe para “não se dispersar” e se centrar no objeto do processo.

Considerando que “foi apanhado a meio” de um conflito empresarial entre o grupo empresarial de Pinto Balsemão e a Ongoing, de Nuno Vasconcellos, Silva Carvalho manifestou-se revoltado com a acusação do Ministério Público, classificando-a como “uma falácia pura e dura”.

“Dentro da falácia, é ainda um sofisma”, adiantou, alegando que também houve a intenção de “descredibilizar totalmente” os implicados no processo.

Indicou que apresentou queixas contra terceiros, uma delas por violação dos seus emails, que estão na origem do processo, mas que não houve resultados.

Silva Carvalho manifestou desagrado pela atitude de Júlio Pereira, secretário-geral do Sistema de Informação da República Portuguesa (SIRP), já ouvido em julgamento, acusando-o de ter revelado “falta de sentido de Estado”.

“Defender os serviços não é procurar o caminho mais simples e encontrar bodes expiatórios”, declarou o ex-diretor do SIED, que, em dado momento, disse ser “uma vergonha” que o funcionário dos serviços de informação João Luís tenha sido arrastado para o processo.

O caso envolve suspeitas de acesso ilegal à faturação detalhada do telefone do jornalista Nuno Simas e Jorge Silva Carvalho e João Luís estão acusados por acesso ilegítimo agravado, em concurso com um crime de acesso indevido a dados pessoais e por abuso de poder.

Nuno Simas escreveu, na altura, no jornal Público sobre problemas internos do SIED, tendo hoje Silva Carvalho assegurado que sabia que a notícia esteve inicialmente para ser divulgada na revista Sábado.
Disse, contudo, não poder mencionar alguns aspetos relacionados com o caso Nuno Simas, invocando para o efeito o segredo de Estado.

O “ex-espião” foi ainda pronunciado por um crime de violação de segredo de Estado e por um de corrupção passiva para acto ilícito. Nuno Vasconcellos está acusado por um crime de corrupção ativa para acto ilícito.

Nuno Dias, está acusado por acesso ilegítimo agravado e a sua companheira Gisela Fernandes Teixeira por acesso indevido a dados pessoais e um crime de violação do segredo profissional.

No processo, o MP sustenta que Nuno Vasconcellos decidiu contratar Jorge Silva Carvalho para os quadros da Ongoing, para que este último obtivesse informação relevante para aquele grupo empresarial, através das secretas.

* Preto no branco, tudo muito claro acerca das ilegalidades.
Gostaríamos saber a opinião da sra. Prcuradora Geral da República, pessoa por quem sempre demostrámos o maior respeito.

.
.
QUANDO MENOS SE ESPERA


.
.
HOJE NO
"DIÁRIO  DE NOTÍCIAS"

Casais do mesmo sexo vão poder adotar

Deputados discutem e votam amanhã projetos rejeitados na anterior legislatura. Instituições estão prontas para cumprir a lei
 .
A adoção por casais do mesmo sexo volta à discussão no Parlamento pela mão da maioria da esquerda, o que à partida permite antecipar que as alterações à lei vão ser aprovadas. Depois de a iniciativa ter sido chumbada na legislatura passada - tanto a adoção como a coadoção -, PS, Bloco de Esquerda, Verdes e PAN apresentaram projetos de lei para reconhecer a adoção, coadoção e apadrinhamento civil por casais do mesmo sexo.
 .
Esta é uma alteração há muito aguardada pelas famílias homoparentais, que mais uma vez vão marcar presença, amanhã, nas galerias da Assembleia da República para assistir à discussão dos vários projetos de lei. A ILGA Portugal - Intervenção Lésbica, Gay, Bissexual e Transgénero, que também vai estar na assembleia, já se congratulou com o regresso à agenda política deste tema. Pedindo ao Parlamento que aprove "o fim da discriminação no acesso à candidatura à adoção e no acesso à procriação medicamente assistida (ver texto ao lado).

A associação lembra que "o debate da coadoção na última legislatura trouxe para o espaço público as realidades das muitas famílias que já existem em Portugal: famílias compostas por casais do mesmo sexo que já são mães ou pais, embora não tenham esse reconhecimento na lei". Casos como o do ator Diogo Infante, que adotou um menino antes de se casar. "Penso que até aqui houve falta de coerência e coragem política nesta matéria", defende o ator e encenador. Lembrando que Portugal permite que uma pessoa sozinha possa adotar, que duas pessoas do mesmo sexo possam casar-se, mas as duas em conjunto não podem adotar. "A coadoção não só protege a criança pelo facto de esta ter duas pessoas que são responsáveis por ela como não descrimina nenhum dos pais nas muitas situações diárias em que têm de assumir legalmente o seu papel de pai, seja na escola, no médico ou simplesmente em viagem. Esta lei permite que famílias como a minha sejam plenamente reconhecidas, com todos os direitos inerentes, que se esperam numa sociedade plural, moderna e evoluída."
 .

É também com o bem-estar das crianças em mente que a Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS), que integra instituições de acolhimento de crianças com vista à adoção, garante que dará cumprimento à lei e confia que a decisão da Segurança Social ao decretar uma adoção é "a melhor para a criança". "A nossa questão no fundo é de que a adoção deve ser um direito do adotado e não dos adotantes. O mais importante para as nossas instituições é o crescimento saudável das crianças", sublinha o padre Lino Maia, presidente da CNIS.

A questão do desenvolvimento e dos riscos para as crianças que vivem em famílias homoparentais foi abordada pela Ordem dos Psicólogos, aquando da discussão da coadoção, em 2013. No "Relatório de evidência científica psicológica sobre relações familiares e desenvolvimento infantil nas famílias homoparentais" que apresentou na Assembleia da República, a Ordem conclui que "não existem diferenças entre as crianças provenientes de famílias homoparentais e as crianças provenientes de famílias heteroparentais no que diz respeito a aspetos desenvolvimentais, cognitivos, emocionais, sociais e educacionais".

* Para acabar de vez com a hipocrisia homofóbica e religiosa.
Gostávamos que nos explicassem, no PSD e CDS militam figuras destacadas que são homossexuais, nunca estas criaturas falaram pela positiva sobre este tema, será por não se sentirem capazes de ser pais ou mães ou por mera vergonha social??? Assumam-se carago!

.
.

6- JARDINAGEM E

HORTICULTURA

JARDIM VERTICAL TRAZ O VERDE

PARA A PAREDE DA SALA



* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.


.


 710

Senso d'hoje

  JOSÉ LUÍS PEIXOTO
ESCRITOR
Publicou recentemente
"EM TEU VENTRE"

“O ateísmo total e absoluto é desinteressante e contranatura”

Aparições de Fátima, porque decidiu tratar este tema?
Pelos constrangimentos que o próprio tema oferece. Entendi-o como um desafio e a delicadeza do tema requereu uma atenção redobrada e estratégias para conseguir construir o livro que queria fazer, sem sucumbir a questões que a meu ver desvirtuavam a minha proposta. Ao mesmo tempo é a atracção por uma história fascinante, que tem uma repercussão imensa não só no século xx português, mas dentro de uma certa vivência católica no quotidiano de milhares de pessoas. Pareceu-me que é uma história em relação à qual existe uma versão, que é a mais disseminada apesar de bastante imperfeita, e que muitas vezes ignora uma série de circunstâncias e dados reveladores, porque para lá do seu aspecto de crença e fé também tem uma dimensão histórica que é muitíssimo importante e que hoje em dia, na maior parte dos aspectos, é inequívoca. Foi esse lado que me seduziu. Ao mesmo tempo também senti que toda esta história me dava condições interessantes para tratar uma questão que está entre as grandes questões da natureza humana e que é a maternidade.E aí as questões da nossa origem, da nossa identidade mais profunda. 

* Excertos de entrevista ao "i"
.
** É nossa intenção, quando editamos pequenos excertos de entrevistas, suscitar a curiosidade de quem os leu de modo a procurar o site do orgão de comunicação social, onde poderá ler ou ver a entrevista por inteiro. 
.