quarta-feira, 11 de novembro de 2015

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

.

O QUE NÓS

  "PROCURAMOS"!

2-TU ESCOLHESTE NASCER
Françoise Dolto

video


* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.


Manuela Ferreira Leite e

Henrique Medina Carreira

A ANÁLISE POLÍTICA

.
.


HOJE NO
"AÇORIANO ORIENTAL"
Excesso de informação pode pôr 
em risco a 'descoberta' dos Açores

A sensação de novidade e 'descoberta' de um destino é a que os turistas mais apreciam. Esta é uma característica associada aos locais mais remotos e que ajuda a explicar o interesse recente dos turistas por outras ilhas dos Açores menos exploradas que São Miguel, como é o caso do Pico. Mas essa sensação de descoberta também pode ser posta em risco pelo excesso de informação.
  .
"Uma das coisas que os turistas apreciam é o poderem descobrir eles próprios sítios únicos e acho que a informação excessiva e exaustiva sobre os Açores, que cobre praticamente tudo o que existe, não é positiva”, afirmou hoje o presidente do Observatório do Turismo dos Açores (OTA), Carlos Santos, que falava da ‘explosão’ da comunicação online durante a conferência “Crescer com o novo turismo nos Açores”, organizada pela Unicre.

A Unicre é uma empresa especializada na emissão e gestão de cartões de pagamento e na comercialização das mais modernas soluções tecnológicas de aceitação de pagamentos por via eletrónica, através da sua marca, a Redunicre, que ontem apresentou e divulgou os seus produtos aos agentes económicos e financeiros, numa altura em que a facilidade de pagamento pode fazer a diferença entre atrair ou perder turistas.

* Não há informação capaz de impedir que as "Ilhas de Bruma" sejam uma surpresa encantatória.

.
.
.
ELLISABETTA


FRANCHI

FASHION SHOW
OUTONO/INVERNO
2015/2016

video



.
.
HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Vaticano vai investigar dois jornalistas
 por cumplicidade em crime

O Vaticano anunciou esta quarta-feira a abertura de um inquérito para investigar dois jornalistas por suspeita de cumplicidade em crime de "divulgação de documentos confidenciais".
.
Os dois jornalistas, Gianluigi Nuzzi e Emiliano Fittipaldi, publicaram na semana passada dois livros sobre corrupção e despesismo no Vaticano, nos quais descrevem o estilo de vida luxuosa de alguns cardeais, com base em documentos internos daquele Estado.

Há cerca de duas semanas, a polícia do Vaticano deteve um prelado espanhol e uma perita leiga italiana por suspeita de fuga de informações e documentos.

* Como sempre o Vaticano investiga para mascarar qualquer coisa, os jornalistas  não roubaram nada, troxeram-lhes as informações numa bandeja, Francisco I tem de desconfiar da própria sombra.


.
.


I-GENOMA HUMANO


2-DESCODIFICANDO A VIDA

video



* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.
HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

'MacGyver' fazia armas 
com maços de tabaco 

Serralheiro convertia telemóveis ou canetas em pistolas. Por Raquel Machado, Sérgio Pereira Cardoso 

A operação do Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Santo Tirso visava inicialmente o tráfico de droga, mas a apreensão realizada foi além dos estupefacientes. Os militares detiveram três homens, dos 35 aos 45 anos, e, após buscas, encontraram na posse do mais velho vários objetos comuns convertidos para armas, incluindo canetas, um telemóvel e até um maço de tabaco. 
 .

Ao que o Correio da Manhã apurou, o caso trouxe à mente dos militares envolvidos a personagem fictícia MacGyver – que aproveitava bens do dia a dia para solucionar qualquer problema. Neste caso real, o arguido, serralheiro e sem antecedentes, construiu armas de raiz – presumivelmente para venda – e conseguiu mudar um telemóvel para deflagrar três munições, duas canetas para disparo de um projétil cada uma e um maço de tabaco capaz de dar quatro tiros. 

"O que nos surpreendeu foi a forma como dissimulava as armas. Encontrámos material que dava para perceber que planeava a forma como iria construí-las", explicou ao CM o capitão Flávio Sá, comandante do Destacamento de Santo Tirso. As buscas em Santo Tirso e na Trofa resultaram ainda na apreensão de outras armas de fogo, 150 armas brancas e droga. Os suspeitos – de tráfico e posse de arma - foram esta quarta-feira a tribunal. 

* Se o génio deste "tuga" estivesse encaminhado para o bem...

.

CAPICUA

.




Néones e souvenirs

O convite apareceu simpático: escrever uma crónica quinzenal na VISÃO. Não hesitei. Padeço de um otimismo militante que beira a inconsciência e tenho a autoestima das infâncias felizes. Acho sempre que é coisa para correr bem e toca de olhar em volta, como quem tem uns óculos novos.
 .
A realidade está sempre lá, nós é que vamos mudando o espetro da atenção e lá estava eu, de olhos gigantes, à procura do tema da minha primeira crónica! Coincidiu esta excitação com a minha quinzena de férias e passei a reparar em tudo com a frescura de uma primeira vez. Logo no avião, na hora da aterragem, ouve-se o aplauso coletivo e dei por mim a avaliar as reações. Os passageiros que batem palmas aliviados e eufóricos, premiando a destreza do piloto; os que aplaudem com escárnio, divertidos; os que não se manifestam e parecem nem reparar no que se passa, e, finalmente, os que com snobismo desdenham à boca pequena dessa "parolice", supostamente "tuga", que não se usa nos "países civilizados". Já eu, que não costumo aplaudir mas gosto sempre mais da espontaneidade do que do snobismo, passei a achar que talvez devesse começar a fazê-lo, porque afinal, quando eu própria faço o meu trabalho, as pessoas também costumam bater palmas...
 .
Outra coisa em que reparei foi no enorme perigo, que os grandes pintores, artistas e escritores correm, de virar nome de loja de souvenirs ou mesmo de snack-bar de centro histórico. É que a banalização das homenagens póstumas, no grande caldeirão do turismo cultural urbano de massas, acaba por transformar o nome dos tais grandes génios em néones de baixa categoria, na fachada de pensões de duas estrelas.
 .
De Picasso a Lorca, tudo serve para vender patatas bravas e ímanes de frigorífico. E sem ponta do tal snobismo, que no parágrafo anterior repudiei, acho que não compensa andar uma vida inteira a brotar genialidade, para ser nome de hostal na Andaluzia.
 .
Passadas as férias, manteve-se a dura realidade: a repressão política em Angola endurece e está prestes a matar Luaty Beirão, em greve de fome há mais de um mês contra uma prisão preventiva ilegal, baseada numa acusação fantasiosa. E foi claro que a crónica tinha de ser sobre isso e que tinha a obrigação moral de escrever sobre a Liberdade. Eu que, tal como o Luaty, sou rapper e faço uso quotidiano do poder do microfone, aproveitando-o como ferramenta de mudança do mundo, na associação sempre poderosa das palavras com a música...
 .
Falar sobre a revolta que me causa ver 15 jovens presos por debater um livro, encarcerados em solitárias, há mais de 3 meses, sob acusação de tentativa de golpe de Estado. Como se fosse possível, num país com um regime tão sólido e blindado como o angolano, que uma quinzena de jovens intelectuais, desarmados, conseguisse derrubar o Presidente. Apeteceu-me escrever em caps lock que sinto vergonha pela postura discreta e conveniente do Estado português perante o caso. Escrever que quem pactua com esta oligarquia milionária e corrupta que governa Angola tem as mãos manchadas de sangue, e nem sequer é por causa da repressão política, é mesmo pela maior taxa de mortalidade infantil do mundo (segundo dados da Unicef) e por muitos outros números gritantes de subdesenvolvimento! 
 .
Ora, tinha eu a crónica mais do que alinhavada e eis que chega Cavaco Silva, insinuando que há partidos com representação parlamentar que são menos legítimos e que não podem fazer parte de soluções governativas! Veio dizer que há uma parte significativa dos eleitores portugueses que têm menos direitos de representação política, apenas porque não gostam da sua cor favorita!?! Fiquei de mau humor. Tinha-me desarrumado a crónica! Foi então que, com o meu melhor sorrisinho maquiavélico, desejei com todas as minhas forças, que, daqui a uns anos, haja uma pensão foleira no Cais do Sodré com um néon fundido a dizer "Hostal Cavaco Silva", mesmo ao lado do "Kebab do Zédú" e dos "Souvenirs Machete", em que se venderão uns belos ímanes do MPLA, por entre capas para a chuva made in China e outros artigos de qualidade.

IN "VISÃO"
05/11/15

.


687.UNIÃO

EUROPEIA



.


HOJE NO
"OBSERVADOR"
Operação Marquês: 
Relação de Lisboa 
rejeitou recurso de Sócrates

O Tribunal da Relação de Lisboa rejeitou um recurso de José Sócrates, que remonta ao período de prisão preventiva, mas o acórdão em “nada interfere” na atual situação do arguido, disse hoje à Lusa fonte judicial.
 .
Segundo a mesma fonte, o Tribunal da Relação de Lisboa (TRL) decidiu, na terça-feira, julgar improcedente o recurso do ex-primeiro-ministro José Sócrates, que contestava a sua manutenção em prisão preventiva, depois de, em junho passado, ter recusado ficar em prisão domiciliária mediante a utilização de pulseira eletrónica.

O acórdão do TRL, decidido pelos desembargadores Simões de Carvalho (relator) e Margarida Bacelar, validou, assim, a decisão então tomada pelo juiz Carlos Alexandre, do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC), de manter o ex-líder do PS em prisão preventiva, após a recusa deste em usar a pulseira eletrónica, na obrigação de permanência na residência.

O ex-primeiro-ministro foi detido a 21 de novembro de 2014, no aeroporto de Lisboa, indiciado pelos crimes de fraude fiscal qualificada, branqueamento de capitais e corrupção passiva para ato ilícito, e esteve preso preventivamente no Estabelecimento Prisional de Évora mais de nove meses, tendo esta medida de coação sido alterada para prisão domiciliária, com vigilância policial, a 04 de setembro.

José Sócrates, que reclama estar inocente, foi libertado a 16 de outubro, estando contudo proibido de se ausentar de Portugal e de contactar com outros arguidos do processo da “Operação Marquês”, assim como com administradores, gerentes ou outros colaboradores de sociedades da esfera jurídica do arguido Carlos Santos Silva, do Grupo Vale do Lobo, Lena ou Caixa Geral de Depósitos (CGD).
Também Armando Vara, antigo administrador da CGD, e a filha Bárbara Vara são arguidos no processo “Operação Marquês”, estando o ex-ministro socialista a ser investigado por alegadas ligações ao empreendimento turístico de Vale de Lobo (Algarve).

Além de Sócrates e de Armando e Bárbara Vara, são apontados como arguidos, no mesmo processo, Carlos Santos Silva, empresário e amigo do ex-primeiro-ministro, Joaquim Barroca, empresário do grupo Lena, João Perna, antigo motorista do ex-líder do PS, Paulo Lalanda de Castro, do grupo Octapharma, Inês do Rosário (mulher de Carlos Santos Silva), o advogado Gonçalo Trindade Ferreira e os empresários Diogo Gaspar Ferreira e Rui Mão de Ferro.

Os investigadores pretendem também ouvir e constituir arguido o empresário Helder Bataglia, ligado ao empreendimento turístico de Vale de Lobo (Algarve), que supostamente se encontra em Angola.

Caso BES. 
Relação de Lisboa considera 
legal prisão domiciliária de Salgado

Ricardo Salgado queria que o Tribunal da Relação de Lisboa declarasse que a sua prisão domiciliária tinha contrariado a lei mas os desembargadores não lhe fizeram a vontade.

Segundo a TVI, o coletivo que julgou improcedente o recurso apresentado pela equipa liderada pelo advogado Francisco Proença de Carvalho considera que os indícios que foram recolhidos pelo Ministério Público eram suficientemente fortes para a medida de coação que foi aplicada pelo Tribunal Central de Instrução Criminal.
 .

Esta decisão agora conhecida da Relação de Lisboa não terá, contudo, qualquer efeito prático. Isto porque o juiz Carlos Alexandre, titular dos autos do caso BES no Tribunal Central de Instrução Criminal, já tinha decidido em outubro libertar Ricardo Salgado de prisão domiciliária desde que fosse efetuado um depósito de três milhões de euros.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) informou mais tarde, a 5 de novembro, de que Alexandre tinha decidido reduzir o valor da caução para metade: 1,5 milhões de euros. Na origem da decisão estarão dificuldades económicas alegadas por Salgado para pagar o valor inicialmente decretado.
Segundo a PGR, o ex-líder do BES já tinha sido notificado da decisão para depositar esse novo montante mas, ao que o Observador apurou, isso ainda não aconteceu. Enquanto o juiz Carlos Alexandre não receber a indicação de que o valor foi depositado, a libertação de Salgado não será efetiva.
Ainda de acordo com o comunicado da PGR, Salgado foi notificado na mesma altura de que tinha sido igualmente reduzida de três para 1,5 milhões de euros outra caução depositada à ordem de um segundo processo onde foi constituído arguido por fraude fiscal qualificada e branqueamento de capitais: a Operação Monte Branco.

Recorde-se que o ex-líder do BES e do Grupo Espírito Santo (GES) foi interrogado no dia 20 de julho no âmbito do caso BES, tendo sido constituído arguido por diversos crimes, como falsificação de documento, falsificação informática e burla qualificada, entre outros. Saiu em liberdade nesse dia mas voltaria a ser ouvido quatro dias depois, tendo conhecido a decisão do juiz Carlos Alexandre de impor-lhe a medida de coação de obrigação de permanência na habitação (vulgo prisão domiciliária) com vigilância policial. O magistrado baseou a sua decisão no perigo de fuga e perigo de perturbação de inquérito e de destruição de prova.

A PGR informou a 24 de julho que os inquéritos ao caso BES já tinham, além de Ricardo Salgado, mais cinco arguidos, tendo sido abertas cinco investigações que, além dos crimes que são imputados a Salgado, investigam corrupção no setor privado, branqueamento de capitais, abuso de confiança, fraude fiscal e branqueamento de capitais.

Um desses inquéritos está relacionado apenas com as queixas dos clientes do BES e de aforradores que investiram em papel comercial de empresas do GES, tendo apensos, à data do comunicado da PGR, 73 inquéritos pendentes em diferentes comarcas.

* Socrates e Salgado são pares do mesmo ofício, a vigarice!

.
.


5- OS NÚMEROS POR

OUTRAS PALAVRAS
HANS ROSLING

video



video


A Pordata fez cinco anos, e celebrou-os em grande, no Teatro Nacional D. Maria II, Lisboa. Intervenção de Hans Rosling, um médico e académico sueco da Fundação Gapminder, internacionalmente conhecido pelas suas apresentações criativas e didáticas de estatísticas variadas.



* Cada episódio desta extraordinária palestra foi subdividido em dois vídeos porque continha demasiado peso em bites não suportável pelo nosso programa de conversão. Pedimos um pouco de paciência, ao fim de visionar o filme de cima, não perca o vídeo de baixo.


* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.
.


3- S N I P E R S


ATIRADORES DE ELITE


video



* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.
.
.

HOJE NO
  "DIÁRIO  DE NOTÍCIAS"

Discussão entre eurodeputados portugueses domina Parlamento Europeu

"Todos os esforços, tão prometedores" do povo português postos em risco pela esquerda, acusou Paulo Rangel

Os deputados portugueses, no Parlamento Europeu, em Bruxelas, protagonizaram hoje um momento de discussão acesa, sobre a rejeição do programa do governo. O social-democrata Paulo Rangel lançou o tema e ouviu as críticas das deputadas do Partido Socialista, Elisa Ferreira e Ana Gomes e da deputada do Bloco de Esquerda, Marisa Matias.
.
O debate tinha como tema a governação económica da zona euro, e contava com a presença do vice-presidente da Comissão Europeia, Valdis Dombrovskis, o qual acumula a pasta do Euro. Mas, Paulo Rangel aproveitou a presença do comissário para lembrar que "foi feito um acordo pelas forças da extrema esquerda, com o Partido Socialista, que põe em causa o equilíbrio, em Portugal", considerando ainda que "todos os esforços, tão prometedores e instigadores, feitos pelo povo português, podem estar em risco".

Mas, a eurodeputada socialista Elisa Ferreira quis esclarecer que o acordo "não põe minimamente em risco nem os compromissos relativos ao pacto de estabilidade e crescimento, nem os objectivos orçamentais de médio prazo". Elisa Ferreira disse que "todas as propostas", do programa socialista, "foram trabalhadas com um detalhe que não existe no programa da PaF".

Antes data intervenção, a deputada do Bloco de Esquerda, Marisa Matias tinha perguntado a Paulo Rangel "se ele não sabe que o problema de Portugal é mesmo o desemprego, a falta de procura, a pobreza e a situação miserável a que o governo trouxe o país, com a ajuda das reformas estruturais".
"Qual é a contradição entre melhorar o mercado de trabalho, melhorar os salários, a procura e o crescimento económico e o desenvolvimento", questionou ainda Marisa Matias.

Paulo Rangel pediu para responder, dizendo que todos sabem que "o Bloco é um partido da esquerda radical, que está contra a União Europeia, tal como nós a concebemos e contra o euro, tal como nós o concebemos. Por isso, é natural que para um partido que não está preocupado com o défice (...) e que acha que deve haver um perdão unilateral de dívida de 50 ou 60%, nada disto faça sentido".

Por seu lado, a deputada socialista, Ana Gomes, na presença do comissário Dombrovskis, acusou a comissão de "não ver o esquema de benefícios e isenções fiscais, que em total opacidade, o governo português prosseguiu nestes quatro anos, favorecendo as grandes empresas e o grande capital, enquanto sobrecarregava de impostos quem trabalha".

Ao início da tarde, o vice-presidente da Comissão Europeia, Valdis Dombrovskis escusou-se hoje a comentar a situação política em Portugal, mas defende que o país deve seguir "o pacto de estabilidade, "como todos os outros países". O comissário, que acumula ainda a pasta do Euro, lembrou que o país tem "compromissos".

Questionado pelo DN, durante a conferência de imprensa da Comissão Europeia, sobre se vê margem de manobra para o futuro executivo aliviar austeridade, o comissário disse esperar que Portugal se "mantenha no caminho das reformas".

* O sr. Paulo Rangel já se definiu há muito tempo quando inúmeras vezes elogiou o sr. José Barroso,  desertor emérito de compromissos para com o povo português. Só diz baboseiras.

.
.
JAZZLAND

Elisa Rodrigues

Chega de Saudade

video

Hot Club

.
.
HOJE NO
"RECORD"

Ronaldo:
 «Raúl, para mim sempre
 foste o número um»

video


Domingo, pelas 22 horas, o NY Cosmos defronta o Ottawa Fury, na final da NASL, no encontro que marcará o encontro de despedida de Raúl González dos relvados. Ora, para assinalar esse facto, alguns ex-colegas do jogador decidiram deixar uma mensagem ao veterano, de 38 anos, que foi uma das grandes figuras dos merengues. Ronaldo e Pepe foram dois deles...

* Isto é pouco provável acontecer entre políticos ou dirigentes desportivos.

.
.

ESCOLTA HUMANA

video

.
.
HOJE NO
"JORNAL  DE NOTÍCIAS"

Morreu o vereador da Cultura do Porto,
Paulo Cunha e Silva

Paulo Cunha e Silva não resistiu a um enfarte de miocárdio, na madrugada desta quarta-feira. O vereador da Cultura da Câmara do Porto tinha 53 anos. Autarquia decretou três dias de luto. 
 .
Ao que o JN apurou, Paulo Cunha e Silva morreu devido a problemas cardíacos. A Câmara do Porto anunciou, em comunicado, três dias de luto municipal pela morte do vereador.

O corpo do vereador estará em câmara ardente no palco do Auditório Manoel de Oliveira do Teatro Municipal Rivoli a partir das 17 horas. Sairá em cortejo fúnebre amanhã, pelas 14 horas, para a Igreja da Lapa, onde será celebrada missa de corpo presente.

O Teatro Municipal Rivoli estará aberto, durante toda a noite, a todos os que queiram prestar homenagem ao vereador Paulo Cunha e Silva.

Personalidade conhecida na Invicta, o vereador da Câmara era, também, muito ativo nas redes sociais. No Facebook pessoal de Paulo Cunha e Silva começaram as mensagem de pesar.
Em resposta ao último "post" do vereador, cerca das 21 horas de terça-feira, os seguidores de Paulo Cunha e Silva dizem estar "em choque" com uma "notícia tão triste" e lamentam a morte de um homem que "deixa um notável trabalho" na cultura do Porto e do país.

Ainda esta semana, decorreu no Porto, com salas esgotadas, o "Fórum do Futuro", comissariado por Paulo Cunha e Silva. Sob o signo da "Felicidade", juntou meia centena de personalidades nacionais e internacionais, como o filósofo francês Gilles Lipovetsky ou o arquiteto Eduardo Souto Moura.
O fórum do Futuro já estava na agenda municipal do próximo ano, sob o tema "Ligações". Uma iniciativa de grande sucesso que Paulo Cunha e Silva ambicionava transformar no "fórum Davos do Pensamento", em alusão ao encontro de líderes da economia mundial que ocorre, anualmente, naquela localidade Suíça.

Paulo Cunha e Silva, licenciado em Medicina, Mestre e Doutor pela Universidade do Porto, onde foi Professor de Anatomia. Segundo o perfil que consta da página oficial da Câmara do Porto, era atualmente professor Associado de Pensamento Contemporâneo na Faculdade de Desporto da Universidade do Porto.

Paulo Cunha e Silva foi um dos responsáveis por uma das áreas importantes da programação do Porto 2001, Capital da Cultura. Foi presidente do Instituto da Artes do Ministério da Cultura, Conselheiro Cultural da Embaixada de Portugal em Roma e Comissário na Guimarães 2012.

Presidente da Comissão de Cultura do Comité Olímpico Português, Paulo Cunha e Silva colaborou durante muitos anos com a Fundação de Serralves, com a Fundação Gulbenkian.

No passado dia 20, o vereador recebeu as insígnias de Cavaleiro da Ordem das Artes e Letras, uma das mais importantes condecorações honoríficas da república Francesa. A distinção assinalou o seu papel ao serviço da cultura.

* Partiu um homem sério, competente e bom e tanto FdP cheio de saúde.

.
.

TANTO PARA EXIBIR
COMO
PERSEGUIR












.
.
 
HOJE NO
"JORNAL  DE NEGÓCIOS"

Bruxelas "seriamente preocupada" com
. falta de plano orçamental português

O comissário europeu para o Euro, Valdis Dombrovskis, está "seriamente preocupado" por Portugal ainda não ter entregado um ante-projecto de Orçamento do Estado, referindo que os dos outros países da zona euro foram hoje debatidos.
 .
"Esta é uma preocupação séria, porque não pudemos debater hoje o plano português juntamente com os outros", disse Drombovskis, em conferência de imprensa.
 .
A reunião do Colégio de Comissários, salientou, "não pôde debater hoje o plano orçamental português por não o ter recebido", tendo feito uma primeira análise de todos os outros 18 países da moeda única.

Dia 23 há uma reunião extraordinária dos ministros das Finanças da zona euro (Eurogrupo) para discutir os ante-projectos orçamentais.

De acordo com as regras do "semestre europeu" de coordenação das políticas económicas, Portugal deveria ter enviado até 15 de Outubro um plano orçamental provisório (baseado num cenário de políticas inalteradas) para 2016, tendo Bruxelas desenvolvido já várias formas de contactos com o Ministério das Finanças, que justificou o adiamento na entrega do documento com a realização de eleições legislativas a 4 de Outubro.

A 21 de Outubro, o comissário Dombrovskis, disse que a Comissão admitiu tomar medidas caso Portugal não apresentasse em breve um plano orçamental para 2016, e aconselhou o Governo a seguir a "prática estabelecida" quando o calendário de entrega dos ante-projectos de orçamento coincidem com eleições, ou seja, submeter um documento provisório a ser actualizado e completado pelo executivo que entrar em funções.

Portugal foi o primeiro país a falhar o prazo de entrega do plano orçamental para o ano seguinte desde a entrada em vigor do duplo pacote legislativo de reforço da supervisão orçamental na área euro (o chamado "two pack"), em 2013, e continua sem remeter o documento a Bruxelas.

* É melhor o sr. comissário  pedir contas aos subvertores das regras, Passos Coelho e Paulo Portas.

.
.

PREVENÇÃO 

DE DESASTRES


video


FONTE: "PNUD"

.
.
HOJE NO
"DESTAK"
Câmara de Aveiro responsabiliza 
Ministério do Ambiente 
por "praga" de jacintos

A Câmara de Aveiro responsabilizou hoje o Ministério do Ambiente pelo alastramento dos jacintos de água na Pateira de Requeixo, que praticamente cobrem o leito e põem em perigo a sobrevivência dos peixes, por falta de oxigénio. 
 .

Mais conhecido por Pateira de Fermentelos, que no Município de Aveiro toma o nome de Pateira de Requeixo, trata-se do maior lago natural da Península Ibérica e, embora os jacintos de água não sejam autóctones, o fenómeno não é novo.

Águeda possui uma ceifeira aquática que tem permitido fazer a limpeza da Pateira na área daquele município, mas em Requeixo os jacintos de água têm-se reproduzido e atingido dimensões consideráveis, cobrindo agora praticamente a toalha de água. 

* O CDS não tinha um financeiro benemérito chamado Jacinto Leite Ca pelo Rego???

.