sábado, 24 de outubro de 2015

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

.


O QUE NÓS

"VIAJAMOS"


6-NADA TENHO DE MEU
UM DIÁRIO DE VIAGEM NO
EXTREMO ORIENTE


HO CHÍ MINH


VIETNAME


video



* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.

6-GAULOISES

CATHERINE DENEUVE


.
.

AntiCrise

Os portugueses 

que vivem no estrangeiro

video

.

5-GAULOISES

JULIETE BINOCHE


.
.

4-DISTÚRBIO ANDROGÉNICO


DO ENVELHECIMENTO MASCULINO


video

FISIOPATOLOGIA/2

Uma interessante série conduzida pelo Prof. Dr. João Luiz Schiavini, professor catedrático em Urologia 

* Uma produção "CANAL MÉDICO"

** As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

..



4-GAULOISES

DALIDA



.
.
V-ATRAVESSANDO A AMAZÓNIA

2-TRÁFICO
DE FÓSSEIS


video


* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.


.



3-GAULOISES

ANOUK AIMEE


.

MARTA DIAS BARCELOS

.






Bioética na sociedade atual

Se a emergência da bioética se deve à necessidade de ponderar o impacto da ciência na vida em comunidade, a evolução da sociedade beneficia em larga escala da crescente difusão do debate bioético na esfera pública

No passado dia 15 de outubro realizou-se nos Açores, na cidade de Ponta Delgada, a conferência “Ciência e Sociedade: a bioética em debate”, inserida num conjunto de iniciativas que marcam os 30 anos da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento.

A bioética tem vindo a assumir, desde a sua origem na década de 70, um enorme impacto no diálogo entre ciência e sociedade, ao abordar as implicações éticas decorrentes da aplicação das biotecnologias ao bios – a vida em si mesma –, que engloba a humana, a animal e a ambiental.

Pretende esta transdisciplina, cujo saber se constrói com os contributos de diferentes áreas, tais como a Filosofia, o Direito, a Teologia, a Medicina e a Biologia, considerar as questões éticas que emergem juntamente com a evolução científica.

Após o seu surgimento nos Estados Unidos da América, a bioética afirmou-se sobretudo numa dimensão biomédica. Os temas a que inicialmente se dedicou ainda hoje não perderam a sua atualidade, destacando-se, neste campo, a investigação científica com seres humanos, o consentimento livre e esclarecido, a alocação de recursos na saúde, a transplantação de órgãos e tecidos, as técnicas de procriação medicamente assistida e a relação médico-doente e de profissionais de saúde entre si.

Com o evoluir dos anos, e sem abandonar esta perspetiva interpessoal, a reflexão bioética foi-se abrindo a outras expressões de vida, integrando a relação moral do homem para com a biosfera, onde se incluem os animais e o ambiente. Assiste-se assim a uma visão mais alargada do que se entende por comunidade moral, isto é, aquela que merece ser eticamente respeitada.

Desta forma, é reforçada a responsabilidade do homem para com “a nossa casa comum”, na expressão do Papa Francisco, e para com o “outro” que coabita esse mesmo espaço. É por essa razão que a experimentação animal, a indústria agrícola e pecuária, a extinção de espécies e a gestão dos meios naturais se encontram na agenda dos mais recentes discursos da bioética de âmbito nacional e internacional.

Hoje, a bioética mantém-se fiel àquele que sempre foi a seu propósito inaugural, a saber, o de abordar o desenvolvimento científico sob uma perspetiva ética e, neste quadro, servir de base conceptual e fundamentadora de uma melhor regulamentação das práticas. Esta tarefa, embora à primeira vista complexa, pretende evitar, por um lado, a instrumentalização do homem tendo em vista os fins científicos e, por outro, que o próprio homem seja protagonista de uma ação instrumentalizadora dos recursos não humanos que estão ao seu alcance e por isso fáceis de explorar.

Se a emergência da bioética se deve à necessidade de ponderar o impacto da ciência na polis, no sentido da vida em comunidade, então a evolução da sociedade beneficia em larga escala da crescente difusão do debate bioético na esfera pública. Recorde-se, a título de exemplo, a importância de ver esclarecidos os vários argumentos que suportam questões tão discutidas na atualidade como a maternidade de substituição, a investigação com embriões, o melhoramento genético humano e, ainda, as directivas antecipadas da vontade ou testamento vital.

Em suma, a bioética é um contributo indispensável para a boa ciência e não um fator impeditivo ou proibitivo ao seu progresso. Os amplos horizontes que o desenvolvimento técnico-científico nos faz hoje vislumbrar obrigam impreterivelmente a um olhar bioético que seja capaz de adequar a ciência das potencialidades incalculáveis numa ciência de possibilidades eticamente aceitáveis.

* Investigadora do Centro de História d’Aquém e d’Além-Mar, da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, onde está a realizar o doutoramento em Filosofia Moral e Política, com uma bolsa atribuída pela Fundação para a Ciência e Tecnologia. Foi coordenadora científica do programa da conferência “Ciência e Sociedade: a bioética em debate”, inserida no ciclo ‘30 Anos FLAD’

IN "I"
19/10/15

.
.
.

669.UNIÃO


EUROPEIA






2-GAULOISES

JANE BIRKIN
.
.

 OS QUE NÃO ENTRAM NA ALEMANHA
PORQUE FOGEM DA MISÉRIA

video

* Uma produção "EURONEWS"


.
.

8-PROSPERAR
video


Num período tão conturbado como o actual FOSTER GAMBLE propõe-nos uma viagem de esperança, pensamos que nos faz bem.


.
.

1-GAULOISES

ANNIE GIRARDOT


.
.
RECORDANDO

Adriano Correia de Oliveira

Trova do Vento que Passa


video

.
.
ONTEM NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Bloco abre legislatura com as caras 
dos presos políticos de Angola

Deputados vestem t-shirts com os rostos de Luaty Beirão e dos outros 14 ativistas. Catarina Martins diz que "o silêncio é cúmplice"

Em nome da liberdade e da defesa dos direitos dos presos políticos em Angola, o Bloco de Esquerda (BE) reuniu os seus 19 deputados nos Passos Perdidos, no Parlamento, logo após a sessão de instalação do Parlamento. De t-shirts brancas no corpo, apenas com os rostos de Luaty Beirão e dos outros 14 presos políticos estampados, o novo elenco parlamentar bloquista mereceu até os aplausos da socialista Isabel Moreira.
.
Após as fotografias, a porta-voz do BE, Catarina Martins, falou aos jornalistas para lembrar que Luaty Beirão já contabiliza 33 dias de greve de fome e que, tal como os restantes ativistas, cometeu um "único crime: liberdade de pensamento".

"Quem calar é cúmplice pelo que está a acontecer, pelos atentados aos direitos humanos, pela violência policial e pelo desfecho que isto possa ter", disse a líder do BE, reforçando de forma mais sintética: "O silêncio é cúmplice."

A rematar, e sublinhando que o partido que lidera "leva a liberdade muito a sério", defendeu que é importante saber o estado de Luaty Beirão, dos restantes ativistas acusados de preparação de um golpe de Estado por "estarem a ler um livro" e também dos presos angolanos que são torturados. Por isso, adensou que o início dos trabalhos na casa da democracia foram a oportunidade certa para alertar para a importância de algo "temos por adquirido no nosso país": a liberdade.

* Abaixo as ditaduras em todo o mundo, a do dinheiro também!

.
.

 Will dance troupe UDI

video

Este grupo de dançarinos da Sibéria dirige uma escola de dança para crianças desprotegidas

.
.
HOJE NO
"RECORD"

Site "Ser benfiquista" 
pede desculpa a Jesus e aos leões

A administração do site "Ser Benfiquista" lamentou este sábado a divulgação dos contactos telefónicos de Jorge Jesus, Rui Patrício, Adrien Silva e William Carvalho por parte de um utilizador do Fórum, que fez com que técnico leonino e os três capitães de equipa tenham sido inundados com chamadas e mensagens de texto de teor extremamente ofensivo e, em alguns casos, de índole racista.
 .
O site apagou a mensagem na qual os contactos foram divulgados, trancou o tópico do Fórum e baniu o utilizador. "Pedimos, desde já, desculpa aos elementos visados do Sporting Clube de Portugal pelo sucedido. Dos Benfiquistas, esperamos um comportamento bem mais contido e consciente daquilo que deve ser o desporto", pode ler-se no comunicado enviado a Record.

Comunicado completo:
Após termos conhecimento que um utilizador do nosso site Ser Benfiquista colocou uma mensagem com os contactos de alguns elementos do Sporting Clube de Portugal, vimos, por este meio, lamentar o sucedido.

O Ser Benfiquista foi criado em 2001 com o intuito de servir o Sport Lisboa e Benfica e os seus simpatizantes, sendo regido por regras que visam obter um ambiente de salutar e de respeito. Deste modo, assim que a mensagem foi detetada por um moderador, esta foi prontamente eliminada, o tópico foi trancado e o utilizador em questão banido do fórum.

Em momento algum, o Ser Benfiquista e todo o seu Staff estiveram de acordo com a publicação de mensagens com aquele conteúdo, repudiando inclusive a publicação do mesmo.

Além da atitude do utilizador ser condenável, acaba por colocar também em causa o bom nome do Ser Benfiquista. Apesar da pequena influência no mundo Benfica, em consequência da sua grandeza, entendemos que este espaço é já uma referência na comunidade cibernauta.

A Administração e restante Staff fazem de tudo para que os Benfiquistas possam ter à sua disposição o melhor fórum, com melhores conteúdos e com um nível elevado de civismo. Posto isto, não vamos colaborar nem admitir, em momento algum, que se tornem a repetir os eventos de hoje ou algo semelhante.

Lamentamos que as repercussões tenham chegado aos media e esta é publicidade que o Ser Benfiquista dispensa, condenando-a veementemente.

Pedimos, desde já, desculpa aos elementos visados do Sporting Clube de Portugal pelo sucedido. Dos Benfiquistas, esperamos um comportamento bem mais contido e consciente daquilo que deve ser o desporto.

Sem outro assunto, com os mais respeitosos cumprimentos,

A Administração do Ser Benfiquista

* Uma atitude exemplar para dirigentes e adeptos de ambos os clubes

.
.


 22- NOIVAS



SOFISTICADAS














.
.
HOJE NO 
"CORREIO DA MANHÃ"

14 pescadores salvos em naufrágio 

Ondulação atira barco contra rochas a três milhas de Sesimbra. 

A forte ondulação arrastou e atirou com violência o barco ‘Segredos do Mar’ contra as rochas a cerca de 5 km de Sesimbra, junto à praia dos Penedos. Os 14 pescadores, entre os 40 e os 70 anos, temeram o pior, mas escaparam todos com vida, sem ferimentos. Tinham acabado de sair para a faina, pouco antes antes das 02h00 desta sexta-feira, quando o barco foi atirado contra as rochas e encalhou, junto à praia. 
 .

O rápido alerta, às 02h04, o socorro, as condições atmosféricas favoráveis e o facto de os pescadores, da zona de Setúbal, terem coletes salva-vidas evitaram a tragédia. "Não sabíamos em que condições íamos encontrá-los. Felizmente, apesar de nervosos, estavam bem. Tivemos de entrar na água para os salvar", contou ao CM Joaquim Pinto da estação salva-vidas de Sesimbra. "O alerta chegou através do mestre de outra embarcação [Jonas David], que sabia que estavam em apuros.

 O mestre do ‘Segredos do Mar’ disse que perdeu o leme e que não conseguiu evitar ir contra as rochas. Quando chegámos, a balsa já estava dentro de água e aberta. Salvámos todos, é o mais importante", disse o agente Ricardo Almeida, da Polícia Marítima. Na operação, um elemento do Instituto de Socorros a Náufragos sofreu ferimentos; o mestre foi transportado para o hospital "num quadro de ansiedade", assim como elementos da tripulação por precaução; quatro recusaram tratamento. Esta sexta-feira durante o dia, decorreram operações para remover o barco do local.

* Uma quase tragédia que acaba bem.

.
.

V O L V O
LIFE PAINT
video

SEM PALAVRAS


.
.
ONTEM NO
"i"

China. 
Sexo, gula e… golfe: pecados mortais
. para o Partido Comunista

Ser comunista em território chinês é cada vez mais difícil. Foram divulgadas ontem novas proibições para os membros do Partido Comunista da China.
Álcool, comida, sexo e até golfe são algumas práticas que, a partir de agora, passam a ser vigiadas pelo PCC.

Governação limpa/1

As mais recentes proibições aos quase 88 milhões de membros do maior partido político do mundo, o Partido Comunista da China (PCC), são, no mínimo, insólitas.


Os membros do partido comunista chinês, liderado pelo presidente Xi Jinping, receberam um conjunto de regras para assegurar uma “governação limpa”.

As novas medidas, aprovadas no passado dia 12, foram ontem veiculadas através da agência noticiosa Xinhua.

Segundo a agência, “os membros do partido devem separar os interesses públicos dos privados, colocar o bem público em primeiro lugar e trabalhar desinteressadamente”, bem como “defender a simplicidade e evitar extravagâncias”.

Portanto, a partir de agora, os membros do partido estão totalmente proibidos de cometer “extravagâncias a comer e a beber”, de terem “relações sexuais impróprias” e também de jogar golfe.

Apesar de já ser hábito o partido comunista impor vários tipos de impedimentos aos seus membros, desde que Xi Jinping assumiu o governo, em 2012, foi lançada uma campanha de “limpeza” para tentar impedir os excessos e acabar com a corrupção.
.

Governação limpa/2

O presidente Xi Jinping, que também é o líder do partido, considerou desde sempre que a corrupção é uma ameaça à supremacia do PCC e, para tentar erradicá-la, criou duras regras para os seus membros. Devido ao “estilo de vida decadente” que muitos membros levavam, o PCC já multiplicou o número de expulsões e, inclusivamente, deu início a várias investigações.

Para se ser membro do PCC é preciso deixar de ter liberdade? Quase. Para se ser comunista na China, tem de se aceitar um código de conduta. E, se esse código não for aceite ou for violado, as consequências podem ser graves e, no pior dos casos, levar à expulsão do partido.

 Os termos “adultério” e “relação com amante” já estavam presentes na versão anterior do regulamento, de 2013, mas foram agora substituídos por uma expressão mais vaga: “Relação sexual inapropriada com alguém”, avança Xie Chuntao, director do Departamento de História da Escola Central do PCC. Apesar de o nome ter mudado, as mudanças não são muitas e vai dar tudo ao mesmo. No fundo, as relações extraconjugais são totalmente proibidas.

“Estas relações sexuais são, em alguns casos, apenas questões de moralidade que não são ilegais”, disse Chuntao, “mas as formulações anteriores, muito precisas, permitiam que algumas pessoas se aproveitassem das lacunas regulamentares”, conclui.

A prática de golfe, que foi também proibida para os membros do PCC, é a nova medida que mais polémica tem causado. Este mês, um político chinês foi demitido por estar a jogar golfe enquanto deveria estar a trabalhar e parece ser essa uma das principais causas que levaram à tomada da medida, bem como o facto de ser um desporto associado à riqueza.

“Noutros países, a prática de golfe faz--se pelo prazer do desporto. Aqui [na China] é mais pela interacção social. É ridículo um funcionário do governo não poder jogar com o chefe de uma empresa”, disse aos media locais um funcionário de uma loja de equipamentos de golfe, que revela estar “descontente com a medida”. “Sem o apoio do governo vai ser difícil manter este desporto de elite”, concluiu.
.

Governação limpa/3
E o golfe já viu melhores dias na China. Só este ano, em Março, o governo fechou 66 campos.
Quanto aos restaurantes, é certo que também vão sofrer uma queda nas vendas. Os membros do PCC estão proibidos de fazer gastos astronómicos e muitos deles passam pela “extravagância” na comida e na bebida. As regras impedem que se beba álcool às refeições ou que estas sejam consideradas extravagantes.

As punições para quem não cumprir as medidas impostas pelo partido comunista chinês não foram divulgadas, mas claramente podem levar ao abandono do partido.

* Aldrabices ditatoriais:
- “relações sexuais impróprias” significa aumento da xenofobia, 
-“extravagâncias a comer e a beber” significa em público, em privado até orgias têm feito, 
-"jogar golfe" deve ser porque os lideres desta modalidade não contribuem generosamente para o partido,
- “os membros do partido devem separar os interesses públicos dos privados, colocar o bem público em primeiro lugar e trabalhar desinteressadamente” nem no tempo de Mao isso acontecia.

.
.
SIMPLES E FUNCIONA
















.
.
HOJE NO
"A BOLA"

Derby com dispositivo policial 
superior ao habitual

A Polícia de Segurança Pública garante ter preparada operação adequada para o derby do próximo domingo no Estádio da Luz, entre Benfica e Sporting. O subintendente Pedro Pinho, comandante da 3.ª Divisão da PSP, garantiu mesmo que o dispositivo policial será superior ao habitual.
.
O responsável reconheceu que o ambiente criado em torno do jogo, nomeadamente com declarações prestadas pelos dirigentes dos clubes, contribuiu também a avaliação de risco feita pela PSP.

«O dispositivo será ligeiramente superior ao habitual», referiu Pedro Pinho, garantindo número de efetivos destacados como adequado às circunstâncias.

De resto, as habituais recomendações para um jogo considerado de risco elevado, com lotação esgotada, tais como chegada com a devida antecedência (as portas abrem do recinto abrem às 15 horas), utilização dos transportes públicos, e, no caso de serem utilizadas viaturas próprias, parqueá-las nos parques de estacionamento vigiados.

* O jogo é muito mais notícia pela violência verbal e física que já se observa ou prevê, do que pela possibilidade de ser uma boa partida de futebol.

.
.

BRINCADEIRAS PARVAS

video

.
.
HOJE NO
"OBSERVADOR"
Limiar da pobreza 
Um em cada cinco trabalhadores portugueses no 
Luxemburgo abaixodo limiar da pobreza

Os trabalhadores portugueses no Luxemburgo são os mais expostos ao risco de cair na miséria, com um quinto a ganhar menos que o limiar de pobreza, segundo o último relatório “Coesão Social e Emprego”, do instituto de Estatísticas.

De acordo com o instituto de estatísticas do Luxemburgo (Statec), no ano passado 20,7% dos trabalhadores portugueses viviam com menos de 1.716 euros por mês, considerado o limiar da pobreza, num país onde as rendas podem ultrapassar os mil euros.
 .
A taxa de risco de pobreza dos portugueses, calculada com base em dados de 2014, diminuiu ligeiramente em relação ao ano anterior, quando era de 22,1%, mas continua a ser superior ao risco da população em geral (16,4%).

Esta ligeira diminuição “não tem relevância a nível estatístico, continuando a representar um valor elevado”, explicou à Lusa um dos responsáveis do relatório, Paul Zahlen, recordando que desde 2012 a taxa de risco de pobreza dos portugueses tem sido superior a 20%.

O relatório indica que a maioria dos portugueses trabalha em setores em que a mão-de-obra não é qualificada, auferindo por isso salários mais baixos e estando mais expostos ao risco de pobreza.
Com rendimentos médios de 1.989 euros por mês (contra 3.280 no caso dos luxemburgueses), os portugueses têm mais dificuldades para chegar ao fim do mês do que os imigrantes alemães no país (3.232 euros/mês), franceses (3.031 euros), belgas (2.926 euros) e italianos (2.823 euros), segundo dados do relatório.

Para o responsável do estudo, o risco de cair em situação de pobreza depende “em grande parte” do custo da habitação no Luxemburgo, um dos mais elevados da Europa.

“Sem resolver este problema, as pessoas com baixos rendimentos correm o risco de cair na pobreza”, disse.

Em abril deste ano, o caso de uma família portuguesa a viver em condições insalubres na capital luxemburguesa, denunciado pela televisão alemã ZDF, levou dois deputados socialistas a questionar o Governo sobre a escassez de habitação social no país.

A reportagem mostrava uma mãe portuguesa com três filhos, a viver num apartamento com infiltrações e bolores e apenas um quarto para os quatro, pelo qual a imigrante pagava 850 euros por mês, um caso que os deputados consideraram um exemplo “do problema de alojamento” no país.
Na altura, o deputado Franz Fayot disse à Lusa que a reportagem se limitava a mostrar “uma realidade que as estatísticas confirmam”.

“A situação de pobreza em que vive parte da população estrangeira, sobretudo portuguesa e maioritariamente em famílias monoparentais, é real, mas às vezes passa ao lado dos políticos, porque afeta mais os estrangeiros do que os luxemburgueses”, lamentou então o deputado do partido socialista luxemburguês.

* O sr. Claude Junker, presidente da Comissão Europeia, devia ter vergonha de como o  seu país trata cidadãos europeus, a maioria dos portugueses tem vergonha do governo que acabou funções e do que aí vem.

.