segunda-feira, 17 de agosto de 2015

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.











.
.

  COMO NÓS 


  "APRENDEMOS"!


A CASA DA MÃE KIKAS
video

PARTE ÚLTIMA

Nem tudo o que não brilha é
opaco, ou de como o duvidoso
pudor, meteu o rabinho entre as pernas 


* Um excelente trabalho dos jornalistas da SIC


.
.
I-ECOS
COMPANHIA FRAGMENTO
DE DANÇA

video


.
.


MINUTOS DE


CIÊNCIA/61


PORQUE FLUTUAM

OS ASTRONAUTAS?

video


.
.

X-HISTÓRIA DAS

RELIGIÕES DO MUNDO


1- O PROTESTANTISMO OU

(O CRISTIANISMO PROTESTANTE)

video



* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.

ANA RITA GUERRA

.



Vem aí o "Uber' 
do estacionamento e 
das bombas de gasolina

Antes que dê um fanico a alguém, não se trata de uma nova empresa que vai enviar estafetas com gasolina a pedido dos utilizadores. Também não é uma equipa de arrumadores que se pode mandar vir através de uma app. É simplesmente uma tecnologia que a empresa alemã SAP está a testar e a que chama "o Uber do estacionamento e do abastecimento." Poder-se-ia também dizer que é uma Via Verde com esteróides, em que não é preciso sequer digitar códigos - o computador de bordo identifica e paga tudo sozinho.

Na semana passada, pude ver como funciona no complexo da empresa em Silicon Valley. A primeira surpresa foi descobrir que a SAP tem bombas de gasolina internas, apesar dos carros eléctricos por todo o lado e de "sustentável" ser o mote na região.

A demonstração foi feita num Ford Mustang encarnado e descapotável. Segundo Gil Perez, que lidera a divisão de carros conectados na empresa, a plataforma é adaptável a qualquer modelo, bastando o fabricante automóvel querer. Na demo, estacionámos o carro ao pé da bomba de gasolina e foi feita a ligação via Wi-Fi, bastando clicar no ecrã do carro para confirmar. Concluído o abastecimento, a conta foi debitada e o recibo apareceu no ecrã do computador de bordo - tal como quando se usa o Uber.

Na bomba, o ecrã oferecia cupões de desconto para serem usados em vários itens, incluindo Snickers. "Imagine o que os donos da bomba podem fazer com esta informação, quantos clientes imprimem os cupões e depois os usam para comprar chocolates!" disse, entusiasmado, mandando imprimir todos os descontos. Claro, esse poder analítico é o pão nosso de cada dia das grandes empresas, que procuram refinar cada vez mais o conhecimento sobre os consumidores.

Mas faz sentido usar um carro para fazer a transacção, quando pagamentos móveis é que estão a dar? "Os regulamentos proíbem a utilização de telemóveis ao pé de bombas de gasolina", apressou-se Perez a explicar. Além disso, nada é mais conveniente que pagar sem tirar a carteira ou o telemóvel do bolso.

A outra situação que a SAP quer revolucionar à la Uber, quiçá ainda mais interessante, é a do estacionamento. Primeiro, o sistema pesquisa e descobre o parque mais adequado ao nosso destino. Com o Mustang, o computador de bordo comunicou com o parque subterrâneo assim que nos aproximámos; apareceu a tarifa no ecrã do carro e um botão para abrir a cancela. Lá dentro, o sistema de navegação indicou o lugar vago mais próximo. À saída, foi igual. Mas a parte mais interessante é que a aplicação podia ter sido usada para reservar um lugar com antecedência, por exemplo se estivéssemos parados no trânsito.

O que é que a SAP tem a ganhar com isto? Fornecer a plataforma e o software de ligação entre os vários intervenientes. A ideia é também ligar a app a restaurantes e cafés, como Pizza Hut e Starbucks, onde o sistema encontra o mais próximo, faz a encomenda e indica onde recolher, fazendo o pagamento de forma automática. Um mix entre Uber, Via Verde e "drive through" - mas sem ter de sair do carro, sem ter de comprar aparelhos nem pagar anuidades, e sem ter de ficar nas filas. É para aí que se caminha, e parece-me que os taxistas não vão ser os únicos a protestar contra os Ubers da vida nos próximos anos.

IN "DINHEIRO VIVO"
11/08/15

.
.
.

601.UNIÃO


EUROPEIA



.

 NENHUMA SOCIEDADE
QUER QUE SEJAS SÁBIO!
LIBERTA-TE
video


. .
.

 5- 101 FAST FOODS

QUE MUDARAM O MUNDO


video




* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.


.
.

Edith Piaf

Padam Padam

video

.
.
PARKOUR

video

.
.



AINTREE


AINTREE é uma aldeia sossegada a cerca de 10 km de Liverpool, que se transforma por completo desde o século XIX, para a competição de steeplechase (corrida de cavalos com obstáculos), e é das mais tradicionais e antigas do turfe inglês nesta modalidade.
Sem o conservadorismo e "finesse" de Ascot, AINTREE é marcada pela qualidade do binómio equestre e também pela alegria e exuberância de alguma assistência feminina, ficam as fotos.





















.
,

 TODO-O-TERRENO

video

.
. .
 SABE O QUE É?


Cafés suspensos"

Entramos num pequeno café na Bélgica com um amigo meu e fizemos o nosso pedido. Enquanto estamos a aproximar-nos da nossa mesa duas pessoas chegam e vão para o balcão:
- "Cinco cafés, por favor. Dois deles para nós e três suspensos."
Eles pagaram a sua conta, pegaram em dois e saíram.
Perguntei ao meu amigo:
- "O que são esses cafés suspensos?"
O meu amigo respondeu-me:
- "Espera e vais ver."
Algumas pessoas mais entraram. Duas meninas pediram um café cada, pagaram e foram embora. A ordem seguinte foi para sete cafés e foi feita por três advogados - três para eles e quatro "suspensos". Enquanto eu ainda me pergunto qual é o significado dos "suspensos" eles saem. De repente, um homem vestido com roupas gastas que parece um mendigo chega na porta e pede cordialmente:
- "Você tem um café suspenso?"
Resumindo, as pessoas pagam com antecedência um café que servirá para quem não pode pagar uma bebida quente. Esta tradição começou em Nápoles, mas espalhou-se por todo o mundo e em alguns lugares é possível encomendar não só cafés "suspensos" mas também um sanduíche ou refeição inteira.
Devíamos divulgar esta bela idéia!

OBRIGADA AO ANÓNIMO QUE NOS ENVIOU ESTA INFORMAÇÃO

.
MERGULHANDO

video

.
.


617
Senso dhoje
   JOANA RAMOS
JUDOCA 
9º LUGAR DO RANKING MUNDIAL
  SOBRE SI

ESCOLHA DO CURSO DE DIREITO
Porque sempre lutei muito contra as injustiças e pela igualdade. Os acontecimentos que ensombraram as gerações dos meus avós e dos meus pais fizeram com que criasse, desde pequena, uma consciência cívica, igualitária, socialista. Cresci num Portugal que ainda estava a desagarrar-se de preconceitos machistas...

ESCOLHA DA MODALIDADE 
Aos 12 anos um amigo disse-me que ia para o judo e eu não sabia o que era. Resolvi ir com ele para ver. Achei estranho porque aquilo tinha muitos abracinhos...[risos] Mas assim que experimentei adorei: era igual a andar à bulha com o meu irmão, mas sem ninguém ficar magoado. Achei a melhor receita para descarregar o stress.

TREINO
Treino seis horas por dia e sou ainda treinadora no Sporting duas horas por dia.

* Excertos de entrevista à "J".

** É nossa intenção, quando editamos pequenos excertos de entrevistas, suscitar a curiosidade de quem os leu de modo a procurar o site do orgão de comunicação social, onde poderá ler ou ver a entrevista por inteiro. 

.
.

BOM DIA


.
.

14-CINEMA
FORA "D'ORAS" 

XI-BOCA DO LIXO


video


Com REGINALDO FARIAS, ALEXANDRE FROTA, SÍLVIA PFEIFER e STÉNIO GARCIA entre outros, uma série produzida pela GLOBO.

.