segunda-feira, 25 de maio de 2015

UMA GRAÇA DO DIA

.

Um tipo vai a uma casa de chá, onde estão senhoras educadíssimas e pergunta:
- "Há aqui algum sítio onde se possa mijar?"
Uma das senhoras responde:
- "O senhor vira à direita naquele corredor, na segunda porta está escrito CAVALHEIROS. Não faça caso e entre!!!!..."

.
.


"O QUE NÓS

ESTIAMOS"!

em 2015




.
.
VIVA A MÚSICA








.
.

BRUNO 
CABRERIZO
E BÁRBARA

S A M B A 


video



CHA CHA CHA


video



BROADWAY


video


* Produção TVI, coordenação de CRISTINA FERREIRA

.

HOJE NO
 "CORREIO DA MANHÃ"

Mais de 100 detidos por 
conduzir com álcool

A GNR efetuou no fim de semana 150 detenções em flagrante delito, na sua grande maioria (114) por condução sob o efeito de álcool, informou esta segunda-feira a Guarda Nacional Republicana. 
.
As restantes detenções ocorreram por condução sem habilitação legal (12), tráfico de droga (6), furto (3), violência doméstica (1), dano (1), incêndio (1) e oito por outros crimes. No total, foram elaborados 150 autos de notícia por detenção em flagrante delito e 1.747 autos de contraordenação a legislação diversa. 

* E o que vai acontecer aos bêbedos do volante e aos traficantes?

.
.


MINUTOS DE


CIÊNCIA/49


O QUE É NÚMERO

PAR E ÍMPAR


video



.
.
HOJE NO
 "OBSERVADOR"

Igreja Maná nega qualquer envolvimento político com partido de Marinho e Pinto

Em comunicado, Igreja Maná esclarece que "em nenhum momento deu instruções" aos seus fiéis para que se deslocassem a reunião do Partido Democrático Republicano de Marinho e Pinto. 
.
A POSE DO APÓSTOLO TADEU
Sobre o artigo Confusão no PDR. Filiados de última hora, confusão, gritos e urnas fechadas, a Maná-Igreja Cristã vem solicitar a publicação do presente comunicado-desmentido:
A Maná-Igreja Cristã vem, ao abrigo do Artigo 24.º da Lei de Imprensa, solicitar a publicação do seguinte direito de resposta:

A Maná-Igreja Cristã desmente categoricamente a notícia do jornal online Observador, publicada na sua edição de domingo, 24 de maio de 2015, com o título “Confusão no PDR. Filiados de última hora, confusão, gritos e urnas fechadas”.

Em nome da verdade, credibilidade, prestígio e confiança da Maná-Igreja Cristã importa esclarecer o seguinte:
1 – A Maná-Igreja Cristã é uma Associação organizada para fins exclusivamente religiosos, de caridade e de educação, que não visa lucro de qualquer natureza. Constituída em 14/07/86, com sede em Lisboa, há quase 30 anos, opera através das suas Igrejas em todo o território nacional e internacional.

2 – Os objetivos desta Associação Religiosa são: conduzir a Igreja local debaixo da direção de Jesus Cristo e da liderança do Espírito Santo de acordo com a Bíblia; louvar a Deus e propagar o Evangelho de Jesus Cristo através de pregações, reuniões, seminários, rádio, televisão, livros, cassetes e outros meios legais; observar uma doutrina e disciplina e forma de louvar de acordo com a “Declaração de Fé”. Assim, em face destes objetivos previstos nos Estatutos da Associação e ao abrigo do disposto no artigo 3.º da Lei da Liberdade Religiosa, a Maná-Igreja Cristã e todas as suas Igrejas estão separadas do Estado e são livres na sua organização e no exercício das suas funções e do culto, não estando associadas a qualquer ideologia e/ou partido político.

3 – Desta forma, a Maná-Igreja Cristã e as suas Igrejas dedicam-se exclusivamente ao seu direito de consciência, de religião e de culto, agindo em conformidade com as normas da Religião Cristã professada, no pleno respeito pelo Direito Internacional, Declaração Universal dos Direitos do Homem, Direitos Humanos, Constituição da República Portuguesa, Lei da Liberdade Religiosa e demais legislação, promovendo o respeito pela boa-fé, pelos bons costumes e a Ordem Pública.

4 – Ora, é completamente falso que tenham sido “hordas da Igreja Maná” a gerar “confusão no PDR”.

5 – A Maná-Igreja Cristã rejeita qualquer “assalto ao partido por uma multidão de uma confissão religiosa” associada com a “Igreja Maná”.

6 – A Maná-Igreja Cristã declina ter dado qualquer instrução no sentido de mobilizar “determinadamente e meticulosamente” uma multidão de fiéis.

7 – A Maná-Igreja Cristã em nenhum momento deu instruções, seja a quem for e a que título for, para que os seus fiéis se deslocassem de autocarro até ao Fórum Lisboa, com o intuito de perturbar a “primeira Assembleia de filiados do Partido Democrático Republicano”, e de se inscreverem para votar a favor de qualquer candidato, seja ele quem for, conforme o Jornal Diário Online Observador, escreveu na sua edição de 24/05/2015.

8 – A Maná-Igreja Cristã esclarece, uma vez mais, que é uma Associação organizada para fins exclusivamente religiosos, que não tem, nunca teve e não pretende ter qualquer ligação ideologias e/ou partidos políticos, não utilizando a sua influência religiosa para instrumentalizar os seus fiéis, seja qual for a sua nacionalidade, em causas desconectadas com os seus objetivos de conduzir a Igreja debaixo da direção de Jesus Cristo e da liderança do Espírito Santo de acordo com a Bíblia, propagando o Evangelho a todo o mundo.

9 – Em face do exposto, a Maná-Igreja Cristã é alheia a toda esta situação e, por motivos que desconhece, viu-se envolvida na notícia do jornal online Observador, publicada na sua edição de domingo, 24 de Maio de 2015, com o título “Confusão no PDR. Filiados de última hora, confusão, gritos e urnas fechadas”, cujo sentido não entende e merece o mais vivo repúdio pela ofensa da credibilidade, prestígio e confiança desta Associação Religiosa, suas Igrejas, Ministros de culto e fiéis em Portugal e nos restantes países do mundo.

* Em primeiro lugar face a tão bons príncipios acima definidos temos que a Maná-Igreja Cristã nunca foi um "maná" para os seus líderes, consta que o sr. Tadeu, andava de helicóptero e limousine.
** Este incidente que atinge o PDR pode servir, se utilizado com inteligência, para um reviralho político, aguardemos.

.
.


VI-HISTÓRIA DAS

RELIGIÕES DO MUNDO


1- RELIGIÕES NATIVAS

DAS AMERICAS


video




* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.


.
.
 
HOJE NO
 "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Avião A320 da Israir arrestado 
no aeroporto de Lisboa por dívida de "vários milhões de euros"

O avião chegou ao aeroporto da Portela esta manhã e deveria regressar ainda hoje com um grupo de turistas israelitas. 

Um avião da companhia aérea israelita Israir foi hoje arrestado no aeroporto de Lisboa, por uma dívida de "vários milhões de euros" à Euroatlantic, confirmou à Lusa o presidente da transportadora portuguesa, Tomaz Metello.
 .

A notícia tinha sido avançada pelo 'site' Presstur, que adiantou que o aparelho chegou ao aeroporto da Portela esta manhã e deveria regressar ainda hoje com um grupo de turistas israelitas, que estava de visita a Portugal.

Tomaz Metello disse à Lusa que há sete anos que a Israir tem uma dívida de "vários milhões de euros" à companhia aérea portuguesa, tendo esta levado o caso para a justiça, até ao Supremo Tribunal, que decidiu a seu favor em dezembro passado.

"Apesar de termos ganho no Supremo, continuavam a não pagar e foi por isso que mandámos arrestar o avião", afirmou o presidente da Euroatlantic.

De acordo com o mesmo responsável, o presidente da Israir desloca-se a Portugal na terça-feira para tentar resolver a situação.

O aparelho em causa é um Airbus A320 e tinha chegado de Tel Aviv pelas 10:30, devendo partir com outros passageiros ainda hoje, de regresso à cidade israelita, mas foi arrestado e os passageiros transportados para um hotel, confirmou por seu turno uma fonte oficial da ANA, empresa gestora do aeroporto de Lisboa.

* Paga e não bufes!

.

MARIA JOÃO MARQUES

.





Adolescentes à deriva

Além dos maus exemplos dos crescidos, a adolescência é o tempo da vida para se fazer disparates. Eu tenho por princípio nunca confiar em ninguém que tenha tido uma adolescência certinha.

Dentro dos temas de que fujo está a conversa ‘a juventude de hoje está perdida’ e todas as variações de ‘antes o mundo era maravilhoso e agora está um descalabro’.

Ora bem: antes o mundo não era maravilhoso e agora não está um descalabro. Ou, se está um descalabro, pelo menos está menos do que costumava estar. Como o meu objetivo não é provar este ponto (e estou com pressa de chegar aos adolescentes), deixo-vos os argumentos de outros, um de 2012, um de 2013 e outro de 2014. Até britânica e conservadora The Spectator e a americana e esquerdista Slate concordam que o mundo não está condenado. Por isso, caro leitor pessimista, lamento informá-lo, mas não, a humanidade não caminha para o apocalipse. Habitue-se.

É bom recordar os progressos nestes dias em que se tornou mantra nacional declarar que a sociedade está doente, ou, pelo menos, os jovens estão doentes, estamos a criar monstros, levemos as mãos à cabeça que famílias e escolas estão a falhar e o futuro que aguarda os menores é uma distopia que nem Orwell previu.
.
É certo que a realidade espicaçou. Primeiro o bullying de um adolescente por várias raparigas. Houve os que gozaram com o bullying e acham que deve ser à antiga, um rapaz enrijece se levar pancada e quem dá relevância a estes incidentes só incentiva a mariquice nacional. E os que prometeram violências ainda mais atrozes às agressoras – enquanto viam e partilhavam furiosamente o vídeo, expondo as identidades de agredido e agressoras, tornando-se assim participantes e agravando a agressão que tanto repudiavam.
.
Logo a seguir serviram-nos o horrível assassínio de um adolescente de 14 anos por outro de 17. E, para acabar bem a sequência, jovens delinquentes julgaram boa ideia lançar garrafas de vidro para a polícia na festa do Benfica, no meio de milhares de pessoas, incluindo crianças.

Os adolescentes problemáticos têm companhia numerosa. Vejamos a violência policial em Guimarães, vinda de adultos com personalidade formada e obrigação de já terem adquirido autocontrolo. Ou os ladrões dos armazéns de Guimarães, com ar de quem está bem na vida mas se dedica a apropriar-se do alheio nas horas vagas. Se os adultos têm comportamentos imorais e desproporcionados, como podemos exigir perfeição e serenidade aos adolescentes?

Além dos maus exemplos dos crescidos, a adolescência é o tempo da vida para se fazer disparates. Eu tenho por princípio nunca confiar em ninguém que tenha tido uma adolescência certinha. Nunca me entreguei à violência contra terceiros ou contra a propriedade, é verdade, mas fiz imensos disparates que, olhando para trás, podiam ter corrido mal. A mistura de falta de noção das consequências, ideia de que se possui imortalidade e que o perigo é invenção dos adultos para nos estragar a diversão, impulsos e emoções fortes, curiosidade natural e oportunidade para a tolice é uma força a que os adultos deveriam devotar benevolência. Para citar duas semanas seguidas Oscar Wilde, não esqueçamos que ‘experiência é o nome que damos aos nossos erros’. E os adolescentes de agora ainda têm câmaras sempre à espreita que garantem o embaraço à distância de um youtube.

Há mais. Adolescentes, quando o contexto propicia e as referências familiares e de valores falham, são particularmente capazes de violência e crueldade. É por isto que muitos exércitos questionáveis recrutam soldados adolescentes: não temem nada e perdem facilmente os limites. Ando por estes dias a estudar e a escrever sobre os Guardas Vermelhos da revolução cultural chinesa e ainda pasmo com os requintes de malvadez com que os adolescentes mimoseavam os ‘inimigos de classe’, os ‘revisionistas’, os ‘direitistas’ ou, na linguagem sempre poética da China, os ‘espíritos de serpentes’. Se quiserem um exemplo de espancamento selvático e tortura de um professor (que mal chegou a casa se suicidou) por alunos de escola, podem ler as páginas 166 a 169 de China’s Cultural Revolution, 1966-1976, Not a Dinner Party, editado por Michael Schoenhals. A maldade e a violência adolescentes não foram inventadas minutos antes do twitter.

E isto leva-me ao assassínio. Que fique claro que não procuro atenuantes para o adolescente que matou, nem quero desculpar um crime hediondo com a mãe que não abraçou devidamente o filho em bebé. Um adolescente morto está além destes lirismos.

Mas há que reconhecer que talvez ninguém tenha ensinado àquele adolescente a distinção entre bem e mal. A mãe enviou-o para uma instituição quando era pequeno e, depois da detenção do filho, apressou-se a repudiá-lo no Facebook, afirmar que os pais não têm de pagar pelos erros dos filhos, desejar que fosse o seu filho o morto e mais doses de amor maternal. Como mãe, o comportamento desta pessoa repugna-me. Uma mãe pode estar dilacerada pelos atos de um filho que nunca lhe passa pela cabeça publicamente rejeitá-lo ou prejudicá-lo. (Entretanto veio desdizer-se contrita no mesmo Facebook.)

No caso do jovem assassino, a verdade feia é provavelmente esta: aprendeu com a mãe como destruir pessoas. Mas um e outros são adolescentes copiados dos de ‘antigamente’ – acrescentam-se só as redes sociais a publicitarem os imperdoáveis.

IN "OBSERVADOR"
20/05/15


.



517.UNIÃO


EUROPEIA




.
HOJE NO
 "RECORD"

Sara Moreira e Dulce Félix não estarão 
na maratona do Mundial de Pequim

Sara Moreira e Dulce Félix, as duas melhores maratonistas portuguesas da atualidade, não figuram na pré-seleção dessa distância para o Campeonato do Mundo de atletismo, que se disputa em Pequim na última semana de agosto.
 .
Tanto Sara Moreira como Dulce Félix, com excelentes recordes pessoais recentes, em Praga e Londres, respetivamente, não fazem parte da lista hoje divulgada pela Federação Portuguesa de Atletismo - o que não significa, no entanto, que não estarão em Pequim, só que deverão competir nos 10.000 metros, cuja seleção é anunciada só em agosto.

A ausência esperada de Sara e Dulce, que sempre consideraram que a maratona do mundial não era prioridade, deixa a representação portuguesa reduzida à estreante Filomena Costa, do Jardim da Serra, que correu em 2:28.00 horas em Sevilha (Espanha), a 22 de fevereiro.

Os mínimos na Maratona, razoavelmente exigentes (2:13.00 e 2:32.00), não têm mais ninguém com marca, tanto em femininos como em masculinos.

Também hoje foram conhecidos os pré-selecionados da marcha para Pequim, com um pleno, mais uma vez, nos 20 km femininos (deixando Susana Feitor de fora) e, de forma inesperada, ninguém a ser chamado para os 20 km masculinos.

A ausência dos 20 km marcha masculinos é especialmente marcante, já que Portugal não faltou nos Mundiais nessa especilidade desde 1993. O recordista português João Vieira (com oito presenças consecutivas desde 1999 a 2013) ainda não recuperou de lesão e ficou este ano a mais de dois minutos dos mínimos - mais próximo esteve o seu irmão Sérgio Vieira, que falhou o objetivo por 24 segundos.

Para os 50 km marcha foi selecionado Pedro Isidro, que tinha marca feita em 2014, válida para esta época.

Pré-seleção para a maratona e marcha dos Mundiais de Pequim (com melhores marcas do ano):

50 km marcha masculinos
- Pedro Isidro (Benfica), 3:56.15 horas, em 2014 - (sem marca em 2015).

20 km marcha femininos
- Ana Cabecinha (Pechão), 1:28.28 horas.
- Vera Santos (Sporting), 1:30.23.
- Inês Henriques (CN Rio Maior), 1:29.52.

Maratona feminina
- Filomena Costa (Jardim da Serra), 2:28.00.

* Que tragam bons resultados e honestos.

.
.

 NENHUMA SOCIEDADE
QUER QUE SEJAS SÁBIO!
LIBERTA-TE
video


.
.


 1-MULHERES ATRÁS

DAS GRADES



A LIGA

GRUPO BANDEIRANTES


video



.
.
 
HOJE NO
 "JORNAL DE NOTÍCIAS"


Receita fiscal aumentou 4,1% até abril
. para os 11 500 milhões de euros

O Estado arrecadou 11.482,5 milhões de euros em impostos até abril deste ano, um aumento de 4,1% em termos homólogos, o que se deveu aos impostos indiretos, cuja receita aumentou 7,2%, segundo a Direção-Geral do Orçamento.

De acordo com a síntese da execução orçamental até abril, divulgada, esta segunda-feira, pela Direção-Geral do Orçamento (DGO), a receita fiscal líquida acumulada do Estado cresceu de 4,1% face ao mesmo período do ano passado, e também a receita fiscal cobrada aumentou 449,7 milhões de euros relativamente a abril de 2014, uma evolução que "consolida a tendência de crescimento da receita fiscal iniciada em 2013", segundo a DGO.
.
O ESGAR DE QUEM
DENTRO DA MAIOR LEGALIDADAE
LIDERA O ATAQUE AOS MAIS FRÁGEIS, 
EMPURRANDO-OS PARA A MISÉRIA
Este desempenho da receita fiscal deve-se ao comportamento dos impostos indiretos, cuja receita aumentou 7,2% em termos homólogos, devido sobretudo à receita líquida do IVA (Imposto sobre o Valor Acrescentado), do ISV (Imposto sobre Veículos), do ISP (Imposto sobre Produtos Petrolíferos) e do IUC (Imposto Único de Circulação).

O Estado arrecadou 6.594,4 milhões de euros em impostos indiretos até abril, mais 7,2% do que o verificado no período homólogo, uma evolução que se deve à receita do IVA, que cresceu 9,2% para os 4.845,6 milhões de euros, o que a DGO justifica com "a recuperação da atividade económica e a crescente eficácia das novas medidas de combate à fraude e evasão fiscais".

Ainda nos impostos indiretos, a DGO destaca o crescimento homólogo de 7,2% da receita do ISP (para os 715,6 milhões de euros), de 26,2% do ISV (185,7 milhões) e de 10,4% do IUC (95,1 milhões de euros).

Já nos impostos diretos, a receita manteve-se praticamente inalterada até abril de 2015 face ao mesmo período de 2014, atingindo os 4.888,1 milhões de euros.

Esta evolução é justificada pela queda de 1,5% na receita do IRS (Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Singulares), que contrasta com um crescimento de 4% previsto pelo Governo para este ano, e pelo aumento de 3,6% da receita do IRC (Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Coletivas), que também diverge da queda de 17,7% antecipada pelo Executivo no Orçamento do Estado para 2015.
O Estado arrecadou 4.277,3 milhões de euros em IRS até abril, o que compara com uma receita de 4.340,3 milhões de euros neste imposto entre janeiro e abril do ano passado.

Por oposição, a receita do IRC atingiu os 541,3 milhões de euros nos primeiros quatro meses do ano, mais 3,6% do que no ano passado.

Ainda nos impostos diretos, a DGO indica que foram cobrados 24,9 milhões de euros a título de Contribuição Extraordinária sobre o Setor Bancário e mais 23,9 milhões de euros via Contribuição sobre o Setor Energético.

*  O "assalto" perfeito em perfeita legalidade

.
.

José Mário Branco

Eu vim de Longe

video

.
.
HOJE NO
 "JORNAL DE NEGÓCIOS"

Solução para Fundação Ricardo 
Espírito Santo Silva está nas 
mãos de três entidades

A Secretaria de Estado da Cultura, a Câmara Municipal de Lisboa e a Santa Casa da Misericórdia estão a negociar uma solução para a Fundação criada pelo avô de Ricardo Salgado. Reuniões das equipas técnicas começam esta semana. 
 .
A Secretaria de Estado da Cultura, a Câmara Municipal de Lisboa e a Santa Casa da Misericórdia estão a negociar um acordo de salvação para a Fundação Ricardo Espírito Santo Silva (FRESS). A notícia foi avançada pelo jornal electrónico Observador.

"Há dois meses que havia contactos (das três entidades) ao mais alto nível", disse fonte da Santa Casa da Misericórdia ao Negócios. Nesses encontros ficou definido que "a partir desta semana começariam as reuniões técnicas regulares entre as três partes", acrescentou a mesma fonte.

Neste momento a Santa Casa está apenas a "avaliar" a situação "para perceber como pode ajudar" a fundação criada pelo avô do banqueiro Ricardo Salgado, e não existe uma data definida para a decisão final, sublinha a mesma fonte.

O Negócios contactou a Fundação Ricardo Espírito Santo Silva que "não confirma nem desmente a notícia". A FRESS está uma situação financeira frágil desde o colapso do seu principal mecenas, o Banco Espírito Santo. E procura desesperadamente novos mecenas.

* Desejamos o melhor futuro para a fundação, mas que aquela escola de saber fique bem longe das aves de rapina da trapaça.

.
.
.

TÉCNICA DE FURTO

video

.
.
HOJE NO
 "DESTAK"

Marco António Costa defende "escrutínio
. total" dos servidores públicos

O vice-presidente do PSD, Marco António Costa, afirmou hoje que "quem está na vida pública tem de estar sujeito ao escrutínio total e permanente por parte de todas as entidades", reportando-se ao inquérito que recai sobre si. 
 .
AMIGALHAÇOS
"Seria muito estranho que a Procuradoria-Geral da República, perante uma denúncia desse tipo, não tomasse a iniciativa imediatamente de abrir uma averiguação", declarou, à margem de um encontro com a União Geral de Trabalhadores (UGT), em Lisboa.

O dirigente social-democrata comentava a investigação de que é alvo pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) do Porto, após denúncia de um outro antigo responsável do PSD, Paulo Vieira da Silva, alegadamente por crimes de tráfico de influências durante os seus mandatos na Câmara Municipal de Gaia. 

* Tão delicodoce e impoluto, falta pouco para ser virginal.

.
.


HOJE NO
 "i"

Mota Soares contraria 
ministra das Finanças

Assegurou que não está nenhuma proposta em debate.
O ministro Mota Soares afirmou esta segunda-feira que “qualquer alteração” nos sistemas públicos da Segurança Social deve ser debatida com “amplo consenso político” e também com o PS, assegurando que não está nenhuma proposta em debate.
.
O ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, Pedro Mota Soares, comentava desta forma as declarações da ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, que afirmou, no sábado, que o processo de garantia da sustentabilidade da Segurança Social pode passar por reduções nas atuais pensões, se tal significar uma melhor redistribuição do esforço.
 .
A ministra afirmou que “é honesto dizer aos portugueses que vai ser preciso fazer alguma coisa sobre as pensões para garantir a sustentabilidade da Segurança Social”, explicando que “essa alguma coisa pode passar, se for essa a opção, por alguma redução mesmo nos atuais pensionistas”.

Em declarações aos jornalistas à margem da conferência do Instituto de Apoio à Criança (IAC) “Crianças Desaparecidas e Exploradas Sexualmente”, Mota Soares assegurou que “não há neste momento nenhuma medida a ser discutida”, nem “nenhuma proposta a ser apresentada”.

Recordando o que “o Governo já disse várias vezes”, Mota Soares defendeu que “qualquer alteração a uma matéria dos sistemas públicos da Segurança Social deve ser discutida com um amplo consenso político e também com o maior partido da oposição [PS]”.

“Dissemo-lo há um ano, dissemo-lo há dois meses quando escrevemos o programa de estabilidade e volto a dizê-lo hoje”, comentou o ministro, sublinhando que é preciso esclarecer os pensionistas de que não há nenhuma proposta a ser debatida.

“Quando falamos para pensionistas valores como a previsibilidade, como a confiança e a estabilidade são muito importantes”, frisou.

Considerou ainda ser “importante lembrar” que as pensões que estavam sujeitas a CES [Contribuição Extraordinária de Solidariedade] estão, neste momento, todas repostas com exceção das pensões com valores superiores a 4.611 euros por mês.

Mota Soares explicou que esta reposição, ao contrário do que algumas pessoas dizem, não se deve só à decisão do Tribunal Constitucional”.

“A proposta que o Governo enviou repunha as pensões entre 45 e 75% havendo uma recuperação muito grande do rendimento destes mesmos pensionistas”, frisou.

Na semana passada, a ministra das Finanças remeteu para depois das eleições o desenho da reforma de pensões, que o Governo pretende que traga poupanças de 600 milhões de euros, voltando a chamar o PS para o debate.

“O Governo tem dito repetidamente que ainda não há um desenho da medida e na verdade o que temos é um impacto positivo sobre o sistema de pensões em medidas que terão ainda de ser desenhadas, de preferência num diálogo com o PS, que temos esperança de que possa ser mais intenso e profícuo depois das eleições”, afirmou Maria Luís Albuquerque na última audição regimental da legislatura na comissão parlamentar de Orçamento, Finanças e Administração Pública.

No Programa de Estabilidade 2015-2019, o Governo prevê poupar 600 milhões de euros em 2016 com uma reforma do sistema de pensões, mas não adianta como pretende fazê-lo. Como "hipótese meramente técnica", o Governo manteve a proposta que estava no Documento de Estratégia Orçamental (DEO) do ano passado relativamente à reforma de pensões, embora ela tenha sido chumbada pelo Tribunal Constitucional em Agosto do ano passado.

* Não desengraçamos com a prosápia do sr. ministro mas na verdade quem  manda é Maria Luís Albuquerque, o ministro Mota da lambreta está a pôr-se em bicos de pés porque é baixinho e tem pouco peso.


.
.

 POR FAVOR

RECICLE

video

.
.
HOJE  NO
  "A BOLA"


Vela 
Volvo Ocean Race esperada em Lisboa 
na madrugada de quarta-feira

A sétima etapa da Volvo Ocean Race deverá chegar a Lisboa na madrugada de quarta-feira à Doca de Pedrouços, que hoje foi inaugurada oficialmente para a acolher a paragem da maior competição de vela oceânica do Mundo.
.

O diretor de operações da prova, Tom Touber, afirmou que «o primeiro barco deve chegar a Lisboa na quarta-feira de madrugada», numa altura em que a frota se encontra a cerca de 750 milhas náuticas de Lisboa.

«Esta é uma afirmação de Lisboa como capital do mar», considerou Fernando Medina, presidente da câmara municipal de Lisboa, garantindo que a autarquia está apostada em demonstrar que «Lisboa tem condições para continuar a fazer parte da prova».

De Lisboa, a Volvo Ocean Race parte a 7 de junho para Lorient, França. 

* É a festa do mar que vem à cidade!

.
.
PALAVRAS INTRADUZÍVEIS


 Cada língua nacional tem palavras ou expressões intraduzíveis existindo conceitos inexistentes da país para país. A notável  ilustradora MARIA TIURINA teve a ideia brilhante de ultrapassar algumas dificuldades.


















FONTE: com todo o respeito por  ZUPI.COM.BR


.