domingo, 24 de maio de 2015

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.


.
.


 O QUE NÓS


  "FESTEJAMOS"!!!




O primeiro número da ONDA POP explica quase tudo, os primórdios, os conceitos, a paginação e artigos publicados demonstram o trabalho destes rapazolas nos idos de 60.

Ontem sábado foi para o ar o nº32 da edição impressa, e continua  a narrativa sobre Jorge Montenegro,um músico, grande, multifacetado falecido a semana passada.

ERIC CLAPTON em "CALL ME THE BREEZE" com um séquito de convidados de arrepiar.

THE AMEN CORNER gauleses da década de 60 vale apena ouvi-los.

O "1111" monumento da música portuguesa é objecto de reportagem do Tó Valentim e, o João Pedro popeiro à dias entrevistou o José Cid.

Atenção à GALA POP ROCK ANOS 60, dia 30 de Maio no Cartaxo.

A "ÉPOCA DE OURO DO ROCK" continua a desfilar na passerele da "ONDA POP" que em boa hora o João Pedro e o Zé Couto trouxeram para a web,se alguém quiser contribuir com assuntos não se acanhe.

A "ONDA POP" está cheia de informação verdadeira, bem elaborada e metódica, sem folclores, sinceros parabéns.

Neste blogue, na coluna da direita tem um link directo.
OBRIGATÓRIO IR VER!!!
ABJEIAÇOS

.
.


6-DOMINADORAS
  
.


.
.
 SWAAPS



.

MARCELINHO LENDO CONTOS ERÓTICOS

.
 Aviso aos Srs. Visitadores

Esta inserção tem linguagem imprópria  para ouvidos sensíveis ou "pudorentos". Mas como neste blogue quase todas as formas de expressão têm lugar, excluimos a calúnia e a grosseria, decidimos editar esta forma radical de contar estórias.
 .
Oxalá a vossa curiosidade
seja mais forte que o pudor
 


 MARCELINHO LENDO
 CONTOS ERÓTICOS

11-CORNO FELIZ


video


.
.


5-DOMINADORAS
  
.



.
.


A MORTE DE FÉRIAS


video



.
.


4-DOMINADORAS
  
.



.
.

Jedidah Isler


Como me Apaixonei

pelos Quasares, Blazars e

pelo Universo


Jedidah Isler apaixonou-se pelo céu noturno quando era criança. 
Agora ela é uma astrofísica que estuda buracos negros supermaciços e hiperativos.
Numa palestra encantadora, leva-nos a trilhões de quilômetros da Terra para nos apresentar objetos que podem ter de 1 a 10 bilhões de vezes a massa do Sol e que, às vezes, lançam potentes jatos de partículas em nossa direção.

.
.


3-DOMINADORAS
  

.

FILIPE LUÍS








 Eu estive em Guimarães

Se há bairros onde a polícia não entra, também há bancadas onde as autoridades não põem os pés

Eu conheci um estádio com aspetos terceiro-mundistas. Paguei 30 euros para me sentar numa cadeira que não via limpeza há meses. Comprei refrigerantes num bar "de feira", a preços especulativos, sem controlo, pré-pagamento ou organização de filas. Na ausência de polícia ou stewards, levei para a bancada garrafas de litro, com rolha, potenciais projéteis supostamente proibidos. Mantiveram-me fechado num espaço reduzido, mais de uma hora para além do jogo, com mais 5 mil pessoas, em ambiente caótico, sob uma temperatura de quase 30 graus. Os adeptos do clube visitante ficaram todos juntos, famílias com crianças e claques de energúmenos, sem separação física. A simples presença de um adepto pacífico do clube visitante parece estar vedada nas restantes bancadas - os responsáveis do Vitória Sport Clube lá saberão porquê.

As claques do Benfica e do Guimarães comportaram-se como todas: de forma criminosa. Calhou à primeira a tarefa de destruir boa parte do interior do recinto. E o presidente do Benfica, em vez de condenar este comportamento, deslocar-se ao local, pedir publicamente desculpa e mostrar-se envergonhado, diz, arrogantemente, que paga tudo. Incentivando a reincidência impune. Porque o clube paga.

No ínterim, onde estava a polícia quando precisávamos dela? As imagens do CM TV mostram-nos onde: a espancar uma família inocente que tentava fugir do perigo. Porque se há bairros onde a polícia não entra, também há bancadas onde as autoridades não põem os pés.

Os contactos que, na qualidade de cidadão, tenho tido com a PSP, revelam uma polícia moderna, civilizada e competente. A imagem do agente barrigudo e prepotente deu lugar à do jovem profissional solícito, sereno e elegante. Fico perplexo com os números da Amnistia Internacional e de outros organismos independentes, quando denunciam uma polícia pouco respeitadora dos direitos humanos e ainda mais quando esse "pouco respeito" se reflete em violência operada, sobretudo, a coberto das quatro paredes das esquadras, onde funciona uma espécie de "omertà". Devemos ter tido uma amostra disso, domingo, ao ar livre. E precisamos de uma resposta política, não de um processo disciplinar, para aplacar a opinião pública, só porque "a televisão apanhou".

O que pode acontecer, agora, ao agente que perdeu a cabeça? É suspenso, expulso, responderá, ao menos, perante um inquérito disciplinar? E depois? Quando os seus camaradas forem chamados para intervir em situações de crise, onde o músculo seja requerido, como reagirão? Terão tempo para ajuizar se estão ou não a ultrapassar o emprego da "força necessária"? Pedirão aos "bandidos" que esperem um bocadinho, para que possam solicitar instruções ao chefe, "bato, não bato"? Mas alguém sabe o que é dispersar um motim?

Já vimos um pelotão da Polícia de Intervenção a aguentar duas horas de pedrada na escadaria do Parlamento. Conhecemos o discurso desculpabilizante do politicamente correto, quando os manifestantes são os chamados "indignados", mesmo que apedrejem os agentes ou destruam propriedade. Pressionamos a polícia, retiramos-lhe a autoridade, escrutinamos o alegado abuso. Não temos a mesma tolerância para com os adeptos de futebol. É o ambiente ideal para aplicar os conhecimentos aprendidos na instrução: "Bate na zona dos rins, ou na boca do estômago; isso quebra a resistência e não deixa marcas." Um hooligan com farda ofereceu-nos uma demonstração. Foi você que pediu? 


IN "VISÃO"
 21/05/15 


.



516.UNIÃO


EUROPEIA



.
.


2-DOMINADORAS
  
.

.
.

 OCUPAÇÃO NAZI

ATENAS PEDE A BERLIM
O PAGAMENTO DE COMPENSAÇÕES

video


* Uma produção "EURONEWS"

.
.


1-EI-LOS QUE 


PARTEM



EMIGRAÇÃO PORTUGUESA


video



Para melhor compreender a história do povo português


* Uma notável produção da "RTP2"


.
.


1-DOMINADORAS
  


.
.

Alexandra Schmiedel

Klavierkonzert a-moll Op.16

video
Grieg
.
.
ESTA SEMANA NO
"DINHEIRO VIVO"

Conhece A Gaja? 
Nós apresentamos

No Facebook A Gaja, a versão ficcional de Raquel Costa, tem cerca de 40 mil seguidores que recebem doses (quase sempre) diárias de uma visão humorada da vida e das relações homem-mulher.

Agora A Gaja chega em livro, com edição da Marcador, oportunidade para dar a conhecer a Raquel, a 'gaja', por trás de A Gaja. 
 .

Depois de conquistar as redes sociais e o mundo editorial (munida apenas de um rolo de massa, um vibrador - os símbolos da página no Facebook - e muito humor) já tem um objetivo: São Bento.

Quem é a gaja por trás de A Gaja?
A Gaja é uma versão hiperbolizada de mim. E eu, Raquel Costa, sou jornalista, tenho 32 anos. Sou do Norte (de Oliveira de Azeméis, mais concretamente) e vivo em Lisboa há catorze anos. A Gaja não é, para ser sincera, muito diferente de mim. Embora eu não ande todos os dias maquilhada nem de vibrador e rolo da massa nas mãos (que são, para os que não conhecem a página de Facebook, os objetos que estão no logótipo).

Este não é um livro de autoajuda, porque, como dizes, tem palavrões. Aprende-se aqui alguma coisa ou nem por isso?
Embora não seja um livro de autoajuda, acho que esses livros só beneficiariam em ter palavrões. A questão da aprendizagem é relativa, tudo depende da forma como a leitura é utilizada no dia-a-dia. Acho que - e sem querer ser pretensiosa - o que se aprende com A Gaja (não só com o livro mas também com a página de Facebook) é a rirmos de nós mesmos e das nossas idiossincrasias (este "nós" refere-se a homens, mulheres e derivados).

Este é o famoso livro que os 'gajos' têm de comprar para 'compreender' as gajas? Ou é para o menino e para a menina?
Este é o livro que destrói aquele mito ó-tão-anos-90 "as mulheres são de Vénus os homens são de Marte". Homens e mulheres querem a mesma coisa: amor, sexo, dinheiro, felicidade. A forma pode mudar, a maneira como se deseja e como se conquistam esses quatro itens também, mas o objetivo é comum.

Sentes que A Gaja é uma espécie de Sexo e a Cidade, mas sem Nova Iorque e as roupinhas de marca?
O meu objetivo é que a Gaja esteja para a segunda década do século XXI como "O Sexo e a Cidade" esteve para os anos 90-2000. Sem roupas, sem maquilhagem, sem tretas. De volta ao essencial. Porque acho que as mulheres estão cansadas de serem olhadas como cabides e como galinhas histéricas que ficam malucas só de ver um par de Louboutin ou uma mala Louis Vuitton. Já chega. Essa época já foi chão que deu uvas.

Falas com grande (parece) conhecimento sobre como reconhecer um potencial serial killer ou mulheres piranhas. Tudo baseado em factos reais?
Muita experiência, muita observação, muita imaginação...

Os amigos(as) que lerem A Gaja vão reconhecer ali as suas histórias com 'outros nomes'?
Este livro é um manual. Em cada capítulo é apresentado um tema e depois as soluções para alcançar esse objetivo. Como não há short stories nem é um romance não corro esse risco. Mas, na minha página, quando isso acontece, nunca coloco amigos em cheque. Agora "ex"... já não garanto nada.

Quais são os principais receios de uma 'gaja' moderna, solteira e desimpedida'? Ser a baby sitter dos filhos dos amigos...
És tu que estás a dizer isso, não sou eu. Eu, pessoalmente, não faço baby sitting porque não quero ter a responsabilidade de ficar sozinha com uma criança que não é minha. Há quem o faça e respeito isso. Eu não nasci com aquele tal "dom natural" (como se isso existisse... mas isso é outra conversa...) para saber cuidar de infantes. Os principais receios de uma 'gaja moderna, solteira e desimpedida' é que os outros não a vejam assim. Infelizmente, para a maioria, "gaja moderna, solteira e desimpedida" significa "gaja desesperada à procura de gajo que engata no Tinder". Mentalidades...

Depois do Facebook, um livro. Qual o próximo passo?
São Bento.

* Oh GAJA, votaremos em ti incondicionalmente!

.
.
COMPARANDO

video

Capacete ‘Made in Japan‘ vs ‘Made in China‘
 nunca poupes em segurança!
.
.

ESTA SEMANA NA
"LUX WOMAN"

Louis Vuitton premeia designers portugueses
. Marta Marques e Paulo Almeida

Louis Vuitton premiou os designers portugueses Marques e Almeida que  receberão 300 mil euros e acompanhamento técnico de um dos maiores grupos de luxo do mundo.
 .
Escolhidos por um júri que inclui Lagerfeld, Marc Jacobs ou Phoebe Philo, Paulo Almeida e Marta Marques são os vencedores da 2.ª edição do LVMH Prize, que lhes vai permitir trabalhar a partir de Londres, durante um ano.

Incrédulos e gratos, reflectiram sobre “uma enorme honra, vinda deste painel de jurados”. “São pessoas que sempre admirámos. É ainda mais especial saber que foram eles que nos escolheram”, disse Marta Marques, citada pela imprensa internacional, depois de receber o galardão das mãos da actriz Natalie Portman.

Marques Almeida foram sempre os únicos portugueses no rol de seleccionados. De cerca de mil candidaturas, foram escolhidos 25 semifinalistas e, depois, oito finalistas.

* Têm de  ser  profissionais de excelência, embora o luxo não nos atraia.

.


ESCRITO POR REGINA BRETT,
60 ANOS.....
Para celebrar a vida escrevi 45 lições que a vida me ensinou. 

1. A vida não é justa, mas ainda é boa.

2. Quando estiveres em dúvida, apenas dá o próximo pequeno passo.
3. A vida é muito curta para perdermos tempo odiando alguém.


4. O teu trabalho não vai cuidar de ti quando adoeceres, os teus pais e amigos vão, mantém contacto.
5. Paga as tuas facturas do cartão de crédito todos os meses.
6. Tu não tens que vencer todos os argumentos. Concorda para discordar.


7. Chora com alguém. É mais curativo do que chorar sozinho.

8. Está tudo bem se ficares danado com Deus. Ele aguenta.

9. Poupa para a reforma começando com o teu primeiro salário.


10. Quando se trata de chocolate, a resistência é em vão.

11. Sela a paz com o teu passado para que ele não estrague o teu presente.
12. Está tudo bem se os teus filhos te vêem chorar.


13. Não compares a tua vida com a dos outros. Tu não tens ideia do que se passa na vida deles.
14. Se um relacionamento tem que ser um segredo, tu não deverias estar nele.

15. Tudo pode mudar num piscar de olhos; mas não te preocupes, Deus nunca pisca.


16. Respira bem fundo. Isso acalma a mente.

17. Desfaz-te de tudo o que não é útil, bonito e prazenteiro.

18. O que não te mata, realmente te torna mais forte.


19. Nunca é tarde demais para se ter uma infância feliz. Mas a segunda só depende de ti e de mais ninguém.
 
20. Quando se trata de ir atrás do que tu amas na vida, não aceites NÃO como resposta.  
21. Acende velas, coloca lençóis bonitos, usa lingerie elegante. Não guardes para uma ocasião especial. Hoje é especial.

22. Prepara-te bastante, depois deixa-te levar pela maré...

23. Sê excêntrico agora, não esperes ficar velho para usar roxo.

24. O órgão sexual mais importante é o cérebro.


25. Ninguém é responsável pela tua felicidade além de ti.

26. Encara cada "chamado desastre" com essas palavras: Em cinco anos, vai importar?

27. Escolhe sempre a vida.


28. Perdoa tudo de todos.

29. O que as outras pessoas pensam de ti não é da tua conta.

30. O tempo cura quase tudo. Dá tempo.


31. Independentemente se a situação é boa ou má, irá mudar.

32. Não te leves tão a sério. Ninguém mais leva...
33. Acredita em milagres.


34. Deus Ama-te por causa de quem Deus é, não pelo o que tu fizeste ou deixaste de fazer.
35. Não faças auditorias da tua vida. Aparece e faz o melhor dela agora.
36. Envelhecer é melhor do que a alternativa: morrer jovem.


37. Os teus filhos só têm uma infância.

38. Tudo o que realmente importa no final é que tu amaste.

39. Vai para a rua o dia todo. Milagres estão esperando em todos os lugares.


40. Se todos jogássemos os nossos problemas numa pilha e víssemos os de todo o mundo, pegaríamos os nossos de volta.

41. Inveja é perda de tempo. Tu já tens tudo o que precisas.

42. O melhor está para vir.

43. Não importa como tu te sintas, levanta-te, veste-te e aparece.

44. Produz.

45. A vida não vem embrulhada num laço, mas ainda é um presente!!!


 * Circula na web a informação de que Regina tem 90 anos, é falso, a idade que referimos está correcta.


 .
.

ESTA SEMANA NA
"SÁBADO"

Autorizadas mais de 6 mil promoções
 nas forças armadas

O ministro da Defesa, José Pedro Aguiar Branco, anunciou este domingo que o despacho que autoriza as promoções nas forças armadas para 2015 já foi assinado, com um total de 6.088 militares a serem promovidos."Esta semana tive oportunidade de assinar o despacho conjunto com a senhor ministra de Estado e das Finanças que autoriza as promoções para 2015", afirmou o ministro da Defesa, numa intervenção na cerimónia militar do Dia da Marinha, que decorreu no Terreiro do Paço, em Lisboa.
 .

Recordando que a decisão de descongelar as promoções nas forças armadas foi tomada em 2011 pelo atual Governo, Aguiar Branco sublinhou que a decisão se manteve ao longo de todo o mandato, "no escrupuloso cumprimento dos requisitos estabelecidos na lei do Orçamento do Estado".Fonte do gabinete de Aguiar Branco especificou que foram autorizadas um total de 6.088 promoções: 1.259 na Marinha, 3.304 no Exército e 1.525 na Força Aérea.Segundo a mesma fonte, as promoções nas forças armadas irão representar uma despesa de 6,8 milhões de euros, conforme previsto no Orçamento do Estado para 2015.Na sua intervenção, onde enalteceu a Marinha, sublinhando que "todas ou grande parte das suas missões são missões de serviço público", Aguiar Branco fez ainda um balanço do mandato, nomeadamente ao nível de aquisição de novos meios.

Falando minutos depois da intervenção do Chefe do Estado-Maior da Armada, que alertou para falta de investimento na Marinha, o ministro da Defesa recordou que estão já dois novos navios patrulha oceânicos a navegar e que os outros dois já encomendados deverão ter a sua construção concluída em 2018.

Além disso, acrescentou, o Estado adquiriu à Dinamarca quatro navios de fiscalização costeira "em excelentes condições", que serão agora modernizados e adaptados no Arsenal do Alfeite."Há décadas que estavam prometidos", sublinhou, considerando que os novos equipamentos são "meios valiosos para o reforço da capacidade de vigilância oceânica, mas também para a busca e salvamento marítimo".

Por outro lado, referiu, a sua aquisição terá como consequência direta "um maior dinamismo nas atividades de construção e reparação naval em Portugal [de] que muitos duvidavam".

* Continuamos a ter forças armadas desiquilibradas, mais generais que índios, equipamentos inaadequados a que o ministro devia dar mais atenção. 
Os militares são funcionários públicos com características especiais, são absolutamente voluntários, trabalham menos horas, se não quiserem integrar as forças armadas podem saír e até emigrar,  é uma injustiça os funcionários civis estarem a ser trucidados.

.
.

COMO FOTOGRAFAR NASCAR

video


.
.


ESTA SEMANA NA
"VISÃO"


Sexting e bullying alimentam 
depressão nos adolescentes 

A depressão na adolescência não pára de aumentar e os psiquiatras apontam o dedo às mensagens de teor sexual e ao bullying

De acordo com dados do Priory Group - a maior Organização, em Inglaterra, de hospitais e clínicas de saúde mental - o "sexting", partilhar fotografias explícitas de si mesmo, e o "bullying", repetidos atos de violência física e psicológica sobre o mesmo indivíduo, estão a alimentar uma onda de transtornos de ansiedade e depressão grave nas gerações mais novas.  O problema é ainda mais grave quando se trata de humilhar "meninas" que "são vítimas de constantes comentários cruéis sobre a sua aparência e peso", cita o Daily Mail.
 .

Em 2014 um total de 262 jovens, de ambos os sexos e com idades compreendidas entre os 12 e 17 anos de idade, foram admitidos num dos centros Priory, comparativamente com os 178 em 2010. Mas estes números são apenas uma estimativa, pois existem centenas de outros adolescentes em lista de espera.

Outro dado preocupante do gabinete de estatítistas britânico revela que um quinto dos adolescentes e jovens adultos sofreram, só  ano passado, algum grau de depressão e ansiedade - uma percentagem maior do que noutras gerações passadas. 

A questão do anonimato
 Os psiquiatras culpam sobretudo o "sexting", um ato que os jovens vêem "como uma forma de namorar"  e a "chance de serem notados pelo sexo oposto". Mas as fotografias enviadas ou partilhadas podem provocar comentários extremamente desagradáveis. Além disso, nestes casos é habitual "partilhar as fotografias com outros sem que a pessoa que as enviou saiba". 

O bullying online, nas redes sociais, também é algo que preocupa os especialistas.

O anonimato encobre as maiores crueldades e, por exemplo, sabe-se que em 2012-2013 o site Ask.fm foi diretamente responsabilizado pela morte de quatro adolescentes na Inglaterra e Irlanda. O caso de Hannah Smith é um deles: aos 14 anos, a jovem enforcou-se depois ter sido durante meses provocada por utilizadores anónimos, com questões relacionadas com o peso.

Os psiquiatras não traçam um cenário otimista: O sexting "juntamente com o bullying online, vai fazer disparar o número de pessoas que sofre com questões de confiança, vergonha e auto-aversão" e, consequentemente aumentarão os casos de "auto-mutilação", avança o doutor Natasha Bijlani, psiquiatra no Hospital Priory Roehampton, ao Daily Mail.

"É necessário educar os jovens sobre os riscos de enviar imagens comprometedoras, de comunicar com desconhecidos online e lidar com o bullying", acrescentou. Até porque mais de metade dos adultos com graves problemas mentais, foram diagnosticados pela primeira vez quando crianças.

* É preciso ir ao cerne da questão, o sexting dá dinheiro e não são os jovens que o arrecadam, quem lucra com estas imagens são empresários adultos proprietários dos meios de difusão, de conivência com o poder político que assobia para o lado. 
O bom trabalho é dos especialistas que trabalham sem cessar para recuperar gente frágil, massacrada pelos donos dos meios.


.
.

E X I S T E M



O MAIS ALTO E O MAIS BAIXO

O HOMEM COM MAIS PIERCINGS

A MAIS BARBIE

O MAIS PELUDO

O MAIOR AVANÇADO

A MAIS TATUADA

O MAIS TATUADO

A MAIOR ANCA

EFEITO DE ANABOLIZANTES ESTERÓIDES

EFEITO DE ANABOLIZANTES ESTERÓIDES

O CABELO MAIS COMPRIDO

Mas não sabemos se são felizes


.
.
ESTA SEMANA NO
"SOL"

Taxistas querem €10 no Natal e Ano Novo

Afinal não é só uma tarifa especial de 20 euros para os serviços de táxi nos aeroportos e portos nacionais (Lisboa, Funchal, Leixões, Portimão e Ponta Delgada). As associações de taxistas também propuseram ao Governo a criação de uma tarifa única de 10 euros para todos os serviços na noite de Natal e na passagem de ano.

Estas propostas foram apresentadas em Outubro do ano passado pela Associação Nacional de Transportadores Rodoviários em Automóveis Ligeiros (Antral) e pela Federação Portuguesa do Táxi, no âmbito da convenção negociada todos os anos com a Direcção-Geral das Actividades Económicas (DGAE) - que serve para fixar os preços do sector para todo o país (incluindo bandeirada e suplementos).
 .

Mas o Ministério da Economia rejeitou todas as propostas, inclusive a pretensão de aumentar o tarifário geral em 8%. “Era manifestamente excessivo, tendo em conta a taxa mínima de inflação que se regista actualmente, a estabilização do consumo privado e dos preços do petróleo”, explicou ao SOL o secretário de Estado Adjunto e da Economia, Leonardo Mathias, sublinhando que aguarda uma contra-proposta das associações.

“A negociação continua. Estamos dispostos a rever o modelo, mas este assunto tem de ser visto como um todo e deve reflectir a situação económica do país e a oferta turística”, esclarece o governante.

A discussão continua
Foi criado um grupo de trabalho só para discutir estas tarifas especiais. A de 20 euros seria aplicada a todos os que viajassem a partir da zona de chegadas da Portela, por exemplo, dando direito a um percurso até 14,8 quilómetros. 

Os taxistas vão continuar a bater-se pela aprovação destas tarifas especiais. “Há situações que não podem continuar nos aeroportos, como as sucessivas especulações. E este modelo já existe em Madrid, Barcelona, Itália e Grécia”, nota Carlos Ramos, presidente da Federação Portuguesa do Táxi, lembrando que o Governo mostrou abertura para adoptar estas tarifas de serviço mínimo.

“Não há objecções de princípio à sua fixação”, lê-se na acta de uma reunião em Janeiro passado, entre a DGAE e os representantes do sector. Nessa altura, os valores concretos ainda não tinham sido decididos nem analisados.

A verdade é que, a serem implementadas, estas taxas vão implicar uma série de obrigações por parte dos taxistas que serão estabelecidas em regulamento próprio. Segundo o projecto de regulamento, a que o SOL teve acesso, o taxista que prestar serviço nas praças que vierem a ser abrangidas por esta convenção terão, por exemplo, de “actuar com zelo, isenção, correcção e urbanidade no trato com passageiros”, “zelar e cuidar da sua higiene e apresentação pessoal” e “observar as orientações que o passageiro fornecer quanto ao itinerário e à velocidade, devendo, na falta de orientações expressas, adoptar o percurso mais curto”. Não está previsto qualquer fardamento específico como chegou a ser noticiado.

Já os carros que forem licenciados para este regime devem dispor de ar condicionado, bom sistema de iluminação interior e terminal de pagamento com cartões de débito e crédito, devendo apresentar-se em bom estado de conservação e limpeza.

Até que os preços e tarifas para 2015 sejam decididos, mantêm-se em vigor os valores da convenção do ano passado. “Não há instabilidade nem vazio legal nesta matéria”, sublinha o secretário de Estado Leonardo Mathias.

ANA quer taxar acesso 
Mas outras alterações estão em marcha, como o acesso condicionado de táxis e particulares aos terminais dos aeroportos, através da introdução de cancelas e de  uma taxa de um euro, por parte da ANA - Aeroportos de Portugal. “Mas este assunto é entre privados, nada tem que ver com o Governo nem com a convenção universal de preços”, sublinha Leonardo Mathias.

O SOL sabe que a Câmara de Lisboa está a preparar, em conjunto com as associações de taxistas, o Instituto da Mobilidade e Transportes, a Polícia e outras entidades, um regulamento de estacionamento para o aeroporto e para o terminal de cruzeiros na capital.

* Está tudo louco, então e todos os outros trabalhadores que são obrigados a trabalhar naqueles dias, que fazem muito mais falta que taxistas "voluntários", ganham o quê?
As associações de táxis deviam estar mais atentas às condições de higiene dos automóveis e de mecânica, existem bastantes que mal se entra sai-se de imediato tal é o mau cheiro e outros com a suspensão completamente fanada. .


.