terça-feira, 7 de abril de 2015

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.












.
.

INSINUANTÍSSIMAS














.
.

TIA PATINHAS



.
.


GRANDES LIVROS/3

AUTORES PORTUGUESES


2-DELFIM

 
JOSÉ CARDOSO PIRES


video


* Uma extraordinária produção da RTP/2



* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.




.
.

HOJE NO
 "CORREIO DA MANHÃ"

Mais de 120 pessoas morreram 
em acidentes de viação até março

Os dados da ANSR dizem respeito às vítimas mortais cujo óbito ocorreu no local do acidente ou a caminho do hospital. 
.
Os acidentes rodoviários provocaram 121 mortos, nos três primeiros meses do ano, mais 15 do que em igual período de 2014, indicam dados da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR). Segundo a ANSR, que reúne dados da PSP e da GNR, 121 pessoas morreram nas estradas portuguesas, entre 01 de janeiro e 31 de março deste ano, enquanto no mesmo período de 2014 se registaram 106 vítimas mortais.

Os distritos com mais vítimas mortais foram Setúbal (16), Lisboa (14) e Aveiro (12), adiantou esta terça-feira a ANSR, sublinhando que o distrito de Bragança não registou qualquer morto este ano. Os dados da Segurança Rodoviária indicam também que, até março, verificaram-se 28.904 desastres nas estradas, mais 423 do que no mesmo período de 2014, quando ocorreram 28.481 acidentes.

De acordo com a ANSR, os feridos graves também aumentaram ligeiramente este ano, tendo ficado gravemente feridas 455 pessoas, mais 17 do que em 2014. Por sua vez, os feridos ligeiros sofreram uma diminuição nos três primeiros meses do ano, tendo passado para os 7.978, por oposição aos 8.092, registados em período homólogo de 2014. Os dados da ANSR dizem respeito às vítimas mortais cujo óbito ocorreu no local do acidente ou a caminho do hospital. 

* Triste vitória, a dos talibans do asfalto. 40 pessoas por mês!

.
.

 1- BOMBA NUCLEAR

video


.
.
HOJE NO
 "OBSERVADOR"

A doença que está a travar os jihadistas

A Leishmaniose não dá tréguas: esta doença causa o aparecimento de úlceras na pele, provoca o aumento da temperatura corporal, corrói o fígado e pode mesmo levar à morte se não for tratada a tempo. Agora a sua propagação pode ser a melhor arma contra o avanço do terrorismo do Estado Islâmico. Tudo porque a doenças se espalhou rapidamente por entre os jihadistas que estão sediados nos territórios entre a Síria e o Iraque. A notícia é avançada pelo Mirror.
.
São 100 mil os novos casos de infeção por Leishmaniose já detetados. O maior risco está em Raqqa, a proclamada capital do califado islâmico, localizada na Síria. Os parasitas causadores da doença preferem ambientes degradados, sem condições higiénicas ou fustigadas pela poluição, pobreza e desnutrição. E naqueles campos todas estas condições se reúnem.

E a doença é, de facto, uma ameaça para os jihadistas, que tiveram de abrandar o ritmo dos seus avanços. Os militares insistem em não receber acompanhamento médico, o que agrava a situação. Os esforços dos Médicos Sem Fronteiras em eliminar a doença estão a ser inúteis, pelo que os profissionais daquela instituição viram-se mesmo obrigados a retirarem-se dos territórios.

* Uma boa notícia desde que a doença não se propague a comunidades não  jihadistas.
- Oh D. Leishmaniose, faz favor cumpra o seu dever!



.
.


3-JOSÉ MUJICA


video



(CONCLUI  PRÓXIMA TERÇA)
.(SE NÃO VIU OS EPISÓDIOS ANTERIORES VÁ
.À ETIQUETA "PEIDA-LATINO-AMERICANA URUGUAY"

José Alberto Mujica Cordano, conhecido popularmente como Pepe Mujica (Montevidéu, 20 de maio de 1935), é um agricultor e político uruguaio e Presidente da República Oriental do Uruguai entre 2010 e 2015.



Mujica teve importante papel no combate à ditadura civil-militar no Uruguai (1973-1985). Na guerrilha, coparticipou de assaltos, sequestros e do episódio conhecido como Tomada de Pando, ocorrido em 8 de outubro de 1969, quando os tupamaros tomaram a delegacia de polícia, o quartel do corpo de bombeiros, a central telefônica e vários bancos da cidade de Pando, situada a 32 quilômetros de Montevidéu.



Mujica passou 14 anos na prisão, de onde só saiu no final da ditadura, em 1985



 Já foi deputado, ministro da Pecuária, Agricultura e Pesca e, durante a juventude, militou em atividades de guerrilha, como membro do Movimento de Libertação Nacional-Tupamaros.



 Mujica é ateu. É casado com a também ex-militante Lucía Topolansky, sua companheira há quase 40 anos.



 Mujica recebe 12.500 dólares mensais por seu trabalho à frente do país, mas doa 90% de seu salário para ONGs e pessoas carentes. Mora em sua pequena fazenda nos arredores de Montevidéu e para ele o restante que sobra do seu salário (cerca de R$ 2.800,00 ou 900 €) é o suficiente para se manter. “Este dinheiro me basta, e tem que bastar  porque há outros uruguaios que vivem com bem menos”, diz o presidente..



IN "WIKIPÉDIA"



* Esta entrevista do CANAL LIVRE (BAND) ocorreu no último ano do seu mandato como presidente, consideramo-lo um homem exemplar, a sua filosofia de vida confirma-o.


.
.

HOJE NO
 "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Mandados de captura para 
cinco jihadistas portugueses

O Ministério Público emitiu mandados de captura para cinco cidadãos de nacionalidade portuguesa que saíram do país para se juntarem ao Estado Islâmico.
 .
O Expresso Diário revela hoje que os mandados de captura emitidos pelo Ministério Público têm como alvo cinco jihadistas portugueses que se juntaram ao grupo extremista Estado Islâmico: Celso e Edgar Rodrigues da Costa, Fábio Poças, Nero Saraiva e um outro.

Fonte ligada à investigação garantiu ao jornal online que os mandados foram emitidos apenas aos cidadãos de nacionalidade portuguesa, não incluindo, por isso, os filhos de emigrantes portugueses.

A notícia do Expresso Diário especifica a informação avançada na sexta-feira pelo Público, que revelou a existência de jihadistas portugueses com mandados de captura sem conseguir concretizar o número de mandados emitidos.

* Desconhecemos que efeitos prácticos terá  mas é uma posição assumida.


.

MAMI PEREIRA

.


Crónicas Mexicanas

Hoje não há crónica para ninguém. Ia escrever sobre as praias maravilhosas cá do sítio mas está um calor de fritar batatas que afasta qualquer musa vaidosa destas coordenadas.

São duas da tarde e estou num barzinho à beira-mar, a tentar apanhar as letras certas deste teclado suado. É como tocar Rachmaninov com azeite nos dedos. Um disparate pegajoso e pegado.
Se houvesse um termómetro ao lado daquela ventoinha cansada, ia cozer a 44 graus com 80% de humidade, o que me diz que há quase tanta água no ar como no mar, com a diferença que esta vem com a frescura de uma sopinha. Tomar "banhos" de Sol nunca fez tanto sentido.

O melhor da vida
Um mês neste país e já consigo tratar as águas pelos nomes. Lá em cima está o impossível Caribe, para quem gosta de gastar muitos dólares para ver peixinho às cores; cá em baixo está o pitorescoPacífico, para quem prefere comê-los baratos, acabados de sair das redes dos pescadores, entre tubarões e camarões. Aqui estão as praias dos velhos atlas, intocadas e selvagens. Lá no meio estão os mares secretos dos vulcões de água doce e azul, estão também os grandes lagos a embalar muitas ilhas filhas, três rios bem navegados, centenas de cachoeiras, milhões de duches e banheiras. Não é só nome, neste país há mesmo água por todo o lado.
Ao longe vejo um grupo de "nicas" a chapinhar à beira-mar, todos vestidinhos da Silva. Não percebo como é que há tanta roupa que aquece mas nenhuma que arrefece.

Scooby, Don't!
Divago, enquanto penso no meu suado dinheiro a fugir sob a forma de desodorizantes com aromas tropicais. Desisto! A fonte da criatividade secou. Já eu, escorro tanta água que me vou tornando rio.
"Adeus crónica. Do que eu preciso é de uma boa praia." Sorrio, já imaginando as doçuras de uma costa alentejana, só para depois perceber que playa em "nicaraguës", não é bem a tradução de praia em português.

Numa história de índios e cowboys
Poneloya, Penitas, Popoyo, Maderas, Mahahual ou Hermosa... Aqui, quando o mar enrola na areia (negra como quadro da primária), quem desmaia sou eu. Na Nicarágua aprendi a tomar banho na pré-rebentação, já que a dita rebentação fica muito à frente do nome. Quando o Fernão de Magalhães chamou Pacífico a este oceano, esqueceu-se de juntar o asterisco a dizer - "Olhem que estou a ser irónico, rapaziada."

O guia avisa-me que a Nicarágua é conhecida pelas "praias surfistas".  
O que ele se esquece de decifrar é que isso significa "ou entras de prancha ou sais de ambulância". Mas acreditem que a visão de corpos esculturais em loiros oxigenados não compensa as esfoladelas que se ganham, ao abraçar com paixão as rochas timidamente escondidas num mar rebelde sem causa.
"Mas quem é que precisa de ir à água? Posso perfeitamente bronzear-me neste negrume em pó." -, pensa aqui a desgraçada banhista, pingando óleo de coco. "Se ao menos corresse uma brisazinha." E é nessa altura que eu descubro outro intraduzível desta magnifica margem Norte: el viento (não confundir com o vento português).

Quem-é-quem?
O vento aqui não corre, voa à velocidade da luz. O que se sente numa tarde ventosa de Guincho, são cócegas de pai, ao pé dos 3409 micro-mísseis por segundo destas tempestades de areia. Não há pele que resista nem amaciador que resolva.
E é então que aqui a sereia, metade mulher, metade escaldão, com um vestido de areia dos pés aos cabelos, decide que afinal já não precisa de praia. Há umas piscinas de plástico tão jeitosas ali no mercado.... Ficavam mesmo bem, ao sabor do ar condicionado, ali no meio do meu quarto.
Aposto que conseguia escrever uma bela crónica sobre as magníficas praias deste sítio. Obrigada musas!

IN "DINHEIRO VIVO"
06/04/15


* Mami Pereira decidiu viajar durante seis meses, do México ao Panamá. Lá para Junho está de regresso a Portugal. Entretanto, escreve todas as semanas no Dinheiro Vivo.

.



475.UNIÃO


EUROPEIA




 .
.

HOJE NO
"RECORD"

Dois portugueses no top-10 do 
ranking mundial dos 200m estilos

Os nadadores Diogo Carvalho e Alexis Santos, ambos com mínimos A para os Jogos Olímpicos'2016, no Rio de Janeiro (Brasil), entraram esta terça-feira no top 10 da classificação mundial dos 200 metros estilos, anunciou a Federação Portuguesa de Natação.
.
DIOGO
Diogo Carvalho, que deverá cumprir no Brasil a terceira participação em Jogos Olímpicos, saltou do 25.º para o 7.º lugar do ranking mundial, depois de ter conseguido o tempo de 2.00,00 minutos.

Alexis Santos, com o tempo de 2.00,22 minutos, ascendeu do 12.º para o 8.º lugar, que partilha com o norte-americano Andrew Seliskar.
.
ALEXIS
A tabela do ranking mundial de 2015 dos 200 metros estilos é liderada pelo japonês Daiya Seto, com 1.58,27 minutos, seguido do húngaro Laszlo Cseh, com 1.58,31, e do norte-americano Ryan Lochte, com 1.58,57.

Nos Jogos Olímpicos'2016, Portugal deverá ter dois atletas a nadar os 200 metros estilos.

* Isto só se consegue com muita transpiração e alguma inspiração, são um orgulho nacional


.
.
28-BEBERICANDO

video

LICOR DE LARANJA


* Uma produção "COCKTAIL CHANNEL"


.
.


II-A ERA DAS 

UTOPIAS


2. UTOPIA 

CAPITALISTA


2.1-O LADO B 

DA AMÉRICA


video


* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.


.
.

HOJE NO
 "JORNAL DE NOTÍCIAS"

Lista de alimentos perigosos
 disponível na Net

Alimentos potencialmente contaminados com químicos, aditivos e resíduos de pesticidas vão estar disponíveis numa base de dados.

O protocolo referente à criação do sistema nacional de gestão de dados do controlo oficial de alimentos é assinado, esta quarta-feira, entre o Instituto Ricardo Jorge, a Direção-Geral de Alimentação e Veterinária, a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), o Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária e o Instituto Português do Mar e da Atmosfera. 
 .

Estes organismos participam no projeto-piloto do SSD2, uma plataforma de dados do controlo oficial de alimentos que "será uma ferramenta adequada e eficaz na harmonização da comunicação de dados entre Portugal e a Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA).

O presidente do INSA, Fernando de Almeida, explicou à agência Lusa que a grande vantagem deste projeto é a possibilidade de "todos [os organismos dos vários países europeus] poderem saber ao mesmo tempo e online através de uma comunicação estandardizada e por todos percetível, qualquer problema que surja com alimentos".

"Antes, cada um comunicava à sua maneira, mas esta plataforma vai permitir que os vários organismos estejam em comunicação permanente com tudo o que se passa nos países europeus, nomeadamente ao nível dos problemas que envolvam químicos, aditivos alimentares e pesticidas", explicou Fernando de Almeida.

O protocolo é assinado no âmbito das celebrações do Dia Mundial da Saúde, que se assinala esta terça-feira e é este ano dedicado ao tema da segurança alimentar.

A primeira reunião entre os representantes dos organismos que assinam o protocolo realiza-se na quarta-feira, após a assinatura do protocolo.

* Demora muito?

.
.
GNR
Dunas

video

.
.

HOJE NO
 "JORNAL DE NEGÓCIOS"

Turismo de Portugal: 
“A maior campanha [de promoção turística] feita para Portugal foi a da troika”

Para a promoção de Portugal, a aposta no canal “online” e nas histórias será a chave. O Turismo de Portugal recusa assim a política de campanhas levada a cabo em anos anteriores.
 .
As campanhas de promoção turística não são o caminho para promover o destino Portugal. Essa é a convicção de Luís Matoso do Turismo de Portugal.

"A maior campanha [de promoção turística] feita para Portugal foi a da troika", afirmou o responsável durante um encontro com hoteleiros esta terça-feira, 7 de Abril, em Lisboa.

Durante a apresentação do plano de marketing do organismo para 2015, Matoso defendeu que a "comunicação só é relevante se tiver diferenciação". Em Portugal, o golfe e o surf surgem como os grandes destaques.

É preciso evitar "erros do passado" e chamar a atenção dos empresários para uma comunicação assente nas histórias, no canal "online" e nas relações com a imprensa. "É um mito a história da campanha", reforçou.

Para Luís Matoso, Portugal não deverá ambicionar concorrer com países dez vezes maiores. "O cão pequeno não se mete com o cão grande", exemplifica. Tendo em conta as alterações nos hábitos dos turistas europeus, o foco nacional não terá de passar pelo turismo de luxo, defendeu.
TURISTAS

O orçamento do Turismo de Portugal para 2015 prevê 47 milhões de euros para a actividades de promoção e comercialização externa, com pesos a distribuir-se de uma forma quase semelhante. A este valor, acresce o montante fixado no recente protocolo entre a entidade e a ANA Aeroportos.

"Poupemos esse dinheiro [ao despertar os turistas estrangeiros para a existência de Portugal] e organizemos a casa", apelou o responsável do Turismo de Portugal. Os hoteleiros dizem-se dispostos a abraçar a causa.

Ainda assim, "há um longo caminho a percorrer para a estabilização económica das empresas", conta Luís Veiga, presidente da Associação da Hotelaria de Portugal. 

Nesta semana, foi tornado público um relatório da Comissão Europeia que dá conta que 60% das empresas nacionais de hotelaria e restauração encontram-se em alto risco de falência.

* A verborreia cheira pior que a diarreia.

.
.
ADORMECIDA

video

.
.
HOJE NO
 "DESTAK"


Cristas garante revisão de números
 da pesca da sardinha assim que
 haja mais espécimes

A ministra da Agricultura e do Mar garantiu hoje em Braga que havendo mais sardinha os números da quantidade daquele peixe que pode ser pescada "serão revistos". 
.

- OLHA ALI UMA SARDINHA, 
FUZILEM-NA!
À margem da entrega de viaturas e equipamentos aos sapadores florestais do distrito de Braga, Assunção Cristas afirmou ainda que "não há quotas" para a pesca daquele peixe mas sim um "plano conjunto" entre Portugal e Espanha que tem "limitações". 

Portugal tem disponível para pesca 4 mil toneladas de sardinha sendo que a autorização para pescar sardinha recomeçou na segunda-feira, depois de cinco meses de pausa forçada, devido à proibição de captura por esgotamento da quota, imposta a 20 de setembro de 2014, seguida de um período de defesa biológico. 

* A sra. ministra não garante nada, tudo o que vem de Bruxelas é mendigado e acordos com Espanha só através da Comissão.


..
.

TADINHAS, TADINHAS
DAS PORTAGENZINHAS















.
.
HOJE NO
 "i"

Morreu Tolentino de Nóbrega, jornalista
 de um "heroísmo quase quixotesco"

Foi jornalista na Madeira 40 anos, quase tantos como aqueles que Alberto João Jardim esteve no poder. Viu-o cair, mas já não como jornalista 
.
Tolentino de Nóbrega morreu na madrugada desta terça-feira, vítima de cancro, aos 62 anos. Morreu “o jornalista sem medo”, como escreve o “Público”, jornal para o qual trabalhou como correspondente na Madeira desde a fundação. 

O funeral realiza -se quarta-feira às 15 horas, em Machico, com uma missa às 13h30 na Igreja Velha de São Martinho, no Funchal. 

Tolentino, madeirense, foi jornalista durante 40 anos, quase tantos como aqueles que Alberto João Jardim esteve no poder na Madeira. Mas ao fim de todos esses anos, a doença já não o deixou acompanhar como jornalista as primeiras eleições para o governo regional a que Jardim não se candidatou. 

Vicente Jorge Silva, fundador e director do “Público” até 1996, lembra, em declarações a esse jornal, que Tolentino era portador de um “heroísmo quase quixotesco” numa ilha em que quase todos se curvavam perante um “ditadorzeco”. Era “um exemplo absolutamente admirável de resistência ao regime para-ditatorial que existiu durante 40 anos na Madeira”, sublinhou. 

No “Expresso”, o jornalista José Pedro Castanheira escreveu que “Portugal perdeu hoje um dos seus melhores jornalistas”. Tolentino de Nóbrega, prossegue, era “exemplar na coragem, na independência, na credibilidade, numa terra em que provou que era possível ser Jornalista com letra grande”. 

“Como jornalista, ele presenciou tudo: o 25 de Abril, o início da autonomia, toda a história recente da Madeira”, disse ao mesmo jornal Lília Bernardes, colega e amiga de Tolentino de Nóbrega e a jornalista que fez para o “Público” a cobertura destas eleições regionais, que a doença já não o deixou acompanhar. “Não tinha medo de denunciar nada”, sublinha a jornalista para quem “sem Tolentino de Nóbrega o jornalismo não faz sentido na Madeira”. 

Em 2006, o jornalista foi condecorado por Jorge Sampaio, então Presidente da República, com o grau de comendador da Ordem do Infanta D. Henrique. 

Anos antes, em 1998, tinha recebido o Prémio Gazeta, o mais reconhecido prémio de jornalismo em Portugal. Numa entrevista que deu ao “Record” por essa ocasião, Tolentino disse que não era crítico de Alberto João Jardim mas de “todas as formas de autoritarismo e de todas as formas de governo que desrespeitem as liberdades”. 

“Sem imprensa livre não há democracia”, disse na entrevista que o “Público” agora recupera. “Se há, numa região de Portugal, pressões e coacções contra jornalistas, restrições ao acesso às fontes de informação, não há democracia plena, há défice democrático.” 

* Mais um bom português que parte, nem um merdoso dum político ou dum banqueiro bate a bota!


.
.
 
BOMBEIROS!!

video

.
.

HOJE NO
 "A BOLA"

Martina Hingis regressa à Fed Cup,
 17 anos depois

A tenista Martina Hingis é o grande “reforço” da seleção da Suíça para defrontar a Polónia, num play-off de acesso ao Grupo Mundial.
.
Trata-se de um regresso da tenista de 34 anos, que tinha representado a seleção pela última vez na final da Fed Cup de 1998, na qual a Suíça foi derrotada pela Espanha.

Hingis, que liderou o ranking WTA durante 209 semanas, regressou aos “courts” em 2013 para disputar competições de pares mistos e assim cumprir o sonho de participar nos Jogos Olímpicos de 2016. Tem vindo a somar triunfos, sendo que ano conquistou a variante de pares mistos do Open da Austrália ao lado do indiano Leander Paes.

Depois do anunciado abandono em 2003, Hingis regressou três anos depois mas acabou por se retirar de novo na temporada seguinte devido a um controlo positivo a cocaína.

Além de Hingis, a seleção da Suíça conta ainda com Timea Bacsinszky, Stefanie Vögele e Viktorija Golubic para lutar pelo regresso ao Grupo Mundial da Fed Cup.

* Foi uma tenista de força e excepcional qualidade, cremos que ganhou tudo o que havia em disputa.

.

ESTRATOSFERA
RECORDANDO A LOUCURA


































.