terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.
GRIPE
NÃO ESPIRRE PARA
CIMA DAS PESSOAS 

















 Enviado por: J. COUTO


.
.

O QUE NÓS

"CUSCAMOS"!


MEGACUSCAS/30
 PORQUE OS PIRATAS
USAM PALA NO OLHO



.
.

NÃO ESQUEÇAMOS O MAL
QUE NOS TÊM FEITO 



.
.


LITERATURA PARA

PREGUIÇOSOS/18  


E TUDO O

VENTO LEVOU/1


MARGARET MITCHELL



AUTOR: IGOR ALCÂNTARA


.
.
.
HOJE NO 
  "OBSERVADOR"  


Encontrado mandado de detenção
 em nome da presidente Kirchner, 
na casa do procurador

Documento de 26 páginas continha rascunhos dos mandados de detenção de Kirchner, presidente da Argentina, e do ministro dos Negócios Estrangeiros. Estavam no lixo de Alberto Nisman, encontrado morto.

Foi encontrado um rascunho de um mandado de detenção em nome da presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, na casa do procurador Alberto Nisman, que foi descoberto morto em casa, a 18 de janeiro, com marcas de um tiro na cabeça e uma pistola ao lado. No documento de 26 páginas, o procurador acusa Kirchner de tentar proteger as autoridades iranianas da responsabilidade que detinham num atentado à bomba a um centro judaico, em 1994, avança o The New York Times.
O documento – que também continha um rascunho do mandado de detenção em nome do ministro dos Negócios Estrangeiros argentino Héctor Timerman – foi encontrado no lixo, no apartamento onde Nisman morava. O procurador estava a investigar o envolvimento de Kirchner e Timerman num “acordo secreto com o Irão” sobre o atentado à bomba que matou 85 pessoas, mas as acusações foram negadas repetidamente por ambos.

A notícia foi avançada pelo jornal Clarín no domingo, mas Viviana Fein, responsável pela investigação da morte de Alberto Nisman confirmou a informação. O artigo explicava que os mandados de detenção tinham sido preparados em junho de 2014, seis meses antes de as acusações à presidente da Argentina terem sido tornadas públicas.

O procurador argentino morreu na véspera do dia em que iria revelar detalhes sobre as acusações que detinha contra Kirchner. O analista política Sergio Berensztein explicou que se Nisman tivesse emitido os mandados de detenção teria provocado “uma crise sem precedentes na Argentina”.

A morte do procurador ainda está a ser investigada, pelo que não se sabe se se terá tratado de um suicídio ou assassinato. A presidente da Argentina defende que a morte é parte de um plano de conspiração contra o seu governo.

Entretanto, o jornalista Damián Pachter, que foi o primeiro a revelar a história de Alberto Nisman, fugiu da Argentina no sábado por “temer pela sua segurança”, avançando que está a ser “perseguido” pelas “forças de segurança” do governo argentino.

* Notícias de imbróglios sórdidos com políticos são quase todos para acreditar.


.
.
 4.Os IMPRESSIONISTAS




* Uma história verdadeira, baseada em documentos históricos, produzida pela BBC



* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.



.
.
HOJE NO 
  "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"  


Alemanha quer que camionistas
. portugueses ganhem salário mínimo
. alemão enquanto estão... na Alemanha

Alterações legislativas em França, na Bélgica e na Alemanha podem encarecer exportações.
.
A Alemanha está a debater uma alteração legislativa que significaria que os camionistas estrangeiros teriam que receber o salário mínimo alemão durante as horas que estivessem dentro do país, o que representa uma diferença significativa em relação ao salário mínimo português. Nova legislação já aprovada na Bélgica e em França levanta outro entrave: os camionistas deixam de poder pernoitar dentro dos veículos. São alterações, reveladas pelo Jornal de Notícias, que farão encarecer as exportações.
 .
A alteração legal na Bélgica e em França proíbe que os camionistas façam o seu descanso semanal a bordo dos camiões, sob ameaça de uma multa de 30 mil euros e prisão para o gestor da empresa em caso de transgressão. O presidente da Associação Nacional de Transportes Rodoviários de Mercadorias, Gustavo Paulo Duarte, disse ao Jornal de Notícias que já foram apresentadas queixas junto da Comissão dos Transportes da União Europeia, devido, entre outros motivos, a preocupações com a segurança dos camiões se os motoristas os abandonarem durante a noite.
 .
 A alteração legal que se debate na Alemanha é ainda mais restritiva e poderá afetar ainda mais as transportadoras. Quer-se que as transportadoras sejam obrigadas a comunicar às autoridades alemãs a passagem de camiões pelo território, com a informação do camião, das datas e do motorista, e querem ainda que os camionistas recebam o salário mínimo alemão durante as horas que se encontrarem na Alemanha.

A diferença de salários é significativa, visto que o salário mínimo nacional é de 505 euros mensais, enquanto o alemão, pago à hora, é de 8,5 euros, totalizando 1309 euros por mês.

* Colonialismo germanófilo, no século passado a Europa esteve sob a bota pesada do nazismo, agora estamos sob a bota pesada do merkelismo, a violência económica dá azo ao extremismo miltar.


.
.
III - A CIÊNCIA E O ISLÃO


6-O PODER
DA DÚVIDA

ÚLTIMO EPISÓDIO


FONTE: BLEOGEO
 



* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.


.
.
 HOJE NO 
"RECORD"

Ana Cabecinha começa bem
 nos Campeonatos de Santarém

Ana Cabecinha esteve em foco nos Campeonatos de Santarém, em Rio Maior, nos quais competiu como extra, ao fazer 1:31.11 h aos 20 km marcha, o melhor tempo mundial deste ano, embora este facto não seja muito relevante, uma vez que os primeiros planos mundiais ainda não competiram na distância.
 .
Atrás da algarvia ficou Inês Henriques, 2.ª com 1:33.29, e Daniela Cardoso, 3.ª com 1:40.12. Mara Ribeiro melhorou o recorde pessoal e, com 1:40.12, obteve mínimos para o Europeu de sub-23.

Numa prova de 35 km de preparação/seleção para os 50 km da Taça da Europa, Pedro Isidro ganhou com 2:40.55, à frente de Miguel Carvalho (2:43.25) e de Pedro Martins (2:49.53), que também fizeram mínimos para essa competição.

Em Espanha, vários atletas do Benfica estiveram em dois meetings de velocidade, em Sabadell. João Almeida, com 7,93 aos 60 m barreiras, obteve a melhor marca do ano. Yazaldes Nascimento (6,77) e Diogo Antunes (duas vezes 6,83) foram os melhores nos 60 m, distância na qual Arnaldo Abrantes gastou 7,00. Teresa Carvalho obteve 7,79 nos 60 m e 5,91 no comprimento.

Em Leiria, Sandy Martins (1.49,67 nos 800 m) e Cátia Azevedo (25,12 nos 200 m) obtiveram melhores marcas nacionais do ano.

* A bem do atletismo nacional é bom que os nossos melhores atletas comecem a apresentar resultados cedo.

.

FILIPE LUÍS

.


Mon ami' Tsipras

Os socialistas gregos são uma espécie de parentes pelintras da província que o nosso PS quer esconder

Em duas penadas, António Costa "matou" o Pasok - partido socialista grego, seu camarada na Internacional Socialista e companheiro de bancada no Parlamento Europeu - e reivindicou para o PS uma afinidade de circunstância que permite cavalgar a onda da "mudança". Com efeito, para Costa, a vitória do Syriza "é mais um sinal da mudança da orientação política que está em curso na Europa". Portanto, os vencedores das eleições gregas - que se coligaram, não aos esquerdistas do Tu Potami, que são rivais, não aos socialistas do Pasok, que cheiram mal dos pés, não aos comunistas do KKE, que são ameaçadores, mas à direita nacionalista dos Gregos Independentes, numa eloquente demonstração de como os extremos se tocam - são os improváveis parceiros de mudança dos socialistas portugueses. 

E, no entanto, o Pasok tem mais afinidades com o PS do que António Costa quer assumir. Neste momento, os socialistas gregos são uma espécie de parentes pelintras da província que o nosso PS quer esconder. Mas lá, como cá, os socialistas estão identificados, justa ou injustamente, com o espectro da bancarrota e do pedido de ajuda externa. Foram os deles, como os nossos, que tiveram de chamar a troika. Lá, pelo menos por agora, desenhou-se uma alternativa à esquerda. Os radicais gregos cumprem, assim, o sonho histórico do nosso Bloco de Esquerda, substituindo o PS. Mas as comparações acabam aqui. Porque nem o PS é o Pasok (apesar do caso Sócrates, não se identifica com a corrupção larvar que medrou no tempo da família Papandreou...) nem o BE tem a estaleca ou, sobretudo, a liderança do Syriza. Ou, mais importante, a coragem de dar o salto da esfera do protesto para o arco da governação.

Ainda assim, a viragem grega pode influenciar outras eleições, noutros países, e sobretudo as de outubro, em Portugal. O desempenho de Aléxis Tsipras, os resultados que consiga ou os desastres que provoque serão determinantes para a decisão de outros eleitorados. Mais uma vez, e depois de ter sido laboratório da troika, o povo grego será experimentado numa forma de Governo completamente "fora da caixa". O protesto chegou ao Poder, veremos como se comporta por lá.

Percebe-se António Costa: ao "apropriar-se" da "mudança" protagonizada pelo Syriza, impede uma eventual ressurreição do Bloco de Esquerda e cola o PS a outros movimentos emergentes de esquerda, retirando-lhes capacidade de crescimento eleitoral. Mas o líder do PS dificilmente irá mais longe. Por exemplo: advoga ou não, como o Syriza, uma renegociação da dívida? ?O próprio sucesso ou insucesso de Aléxis Tsipras há de condicionar o discurso político em Portugal. Ou ele consegue melhores condições para o reajustamento grego, e, com isso, dá mais expressão aos argumentos da oposição em Portugal, ou espalha-se ao comprido, sendo o seu exemplo usado como uma vacina, no argumentário da coligação PSD/CDS. 

De uma certa forma, Passos Coelho é o único que fica sempre a ganhar com a vitória dos radicais, na Grécia. Se eles se afundarem, dirá que qualquer política alternativa à do seu governo é "aventureirismo irresponsável" - e muitos eleitores hesitantes acreditarão. Se os gregos obtiverem um alívio da austeridade, Portugal apanhará a boleia e o Governo reivindicará os louros. Irónico, não? A frase recuperada por estes dias terá vindo para ficar: "Portugal não é a Grécia." Não? Estamos para ver.

IN "VISÃO"
02/02/15


.
; .


412.UNIÃO


EUROPEIA




 .
.
 HOJE NO 
  "JORNAL DE NOTÍCIAS" 

PSD considera bastonário da Ordem dos Médicos "força de bloqueio permanente"

O deputado do PSD Miguel Santos considerou, esta terça-feira, que o bastonário da Ordem dos Médicos perdeu a independência e a credibilidade, acusando José Manuel Silva de confundir "a sua agenda política" com as funções que exerce.

"José Manuel Silva não apresenta uma crítica construtiva, uma proposta", lamentou o deputado social-democrata em declarações à Lusa.

Sem se referir a nenhuma posição em concreto tomada pelo bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Santos condenou a forma como José Manuel Silva age como "força de bloqueio permanente", considerando que chega a "disputar o palco com a esquerda mais radical".

"Lamentamos profundamente a forma como o bastonário da Ordem dos Médicos exerce as suas funções, não adotando uma posição institucional respeitável. Devia procurar os consensos em vez de optar por uma linguagem panfletária", declarou.

Miguel Santos considerou ainda que José Manuel Silva utiliza o cargo de bastonário da Ordem dos Médicos para prosseguir "um projeto pessoal" e fazer "propaganda política".

As posições que o bastonário da Ordem dos Médicos tem assumido são bastante críticas para o Governo. Num artigo de opinião, publicado no JN, enunciou as 10 razões da congestão das urgências.
Recentemente, em Angola, durante o X Congresso Internacional dos Médicos, José Manuel Silva disse que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) português já "não cumpre" o estipulado pela Constituição, consequência dos cortes no financiamento do setor.

Já esta semana, o bastonário da Ordem dos Médicos insurgiu-se contra a decisão do ministério da Saúde de dar aos enfermeiros a possibilidade de virem a pedir exames nos serviços de urgência de alguns hospitais, medida que classificou como "demagógica, inútil e prejudicial".

* Quando um partido do governo aponta baterias contra uma Ordem profissional é porque pensa muito pequenino.


.
.

19-BEBERICANDO



Cosmopolitan - Deite Cointreau, sumo de arando, sumo de lima e Vodka de limão num shaker de cocktails e encha com gelo.
Agite bem e verta para um copo de cocktail, guarneça com tiras de limão ou de lima e sirva. Pode também gelar o copo e/ou barrar o rebordo do copo com açúcar.

.
.
.


2-DINHEIRO






* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.


.
.
  HOJE NO 
  "JORNAL DE NEGÓCIOS"

Empresa de origem portuguesa
 assina acordo para combater 
cibercrime a nível internacional

A AnubisNetworks, uma empresa de origem portuguesa, assinou um memorando de entendimento com o Centro Europeu da Cibercriminalidade. A Vodafone e a BT são alguns dos clientes da empresa de segurança informática.
 .
A AnubisNetworks, subsidiária da empresa BitSight Technologies, anunciou esta terça-feira, 3 de Fevereiro, a assinatura de um Memorando de Entendimento (MoU) com o Centro Europeu da Cibercriminalidade (Ec3), da Europol.
.
Este acordo visa fortalecer a cooperação, combater a ameaça global do cibercrime e permitir intercâmbio de conhecimentos, dados estatísticos e outras informações estratégicas entre a AnubisNetworks e a EC3, segundo um comunicado enviado pela tecnológica.

A empresa de origem portuguesa, que em 2014 foi comprada pela norte-americana BitSight,  tem outras parcerias com agências governamentais como o FBI.

A Cyberfeed, solução de segurança online desenvolvida pela  AnubisNetworks, é um serviço baseado em feeds de dados que tem como principal missão fornecer às empresas e organizações informação sobre ameaças de segurança que ocorram a nível mundial e com relevância para a sua organização.

"O EC3 e a AnubisNetworks deram um passo importante na luta contra a crescente ameaça de malware que atinge tanto empresas como utilizadores", afirma Paul Gillen, head of operations da EC3.

"Esta cooperação irá melhorar ainda mais a nossa capacidade de identificar os criminosos mais activos que estão por trás do desenvolvimento e distribuição de malware e, por meio dos nossos estados-membros e parceiros, punir criminalmente essas redes criminosas" , acrescenta o responsável.

Francisco Fonseca, CEO da AnubisNetworks, sublinha ainda que "esta parceria permite a criação de uma frente entre entidades governamentais e privadas no combate às atuais ciber-ameaças, com recurso aos nossos dados em tempo real e à inteligência gerada pelo Cyberfeed a nível global".

Fundada em 2006, a AnubisNetworks é actualmente uma das empresas líderes em Threat Intelligence na Europa e líder na área de segurança de email em Portugal.

Alguns dos maiores operadores de telecomunicações mundiais, como a Vodafone e a BT, fazem parte da lista de clientes que utilizam a tecnologia da AnubisNetworks. 

* Empreendedorismo  com seriedade.


.
.


Penicos de Prata

"Balofas Carnes"


Letra de: António Botto


Penicos de Prata surge na necessidade de valorizar a poesia Portuguesa sendo fonte de criação de uma estética musical refinada fortemente ligada à música Tradicional Portuguesa em cruzamentos com música de câmara. 
Este quarteto existe desde 2005 e desde então tem alegrado tertúlias e concertos, levando a poesia Portuguesa de uma forma divertida a todos os que se deixam envolver por estas duas artes.
 
OS POETAS:
José Anselmo Correia Henriques, João Vicente Pimentel Maldonado, António Maria Eusébio (O Calafate), António Botto, Carlos Queirós, Francisco Eugénio dos Santos Tavares, Fernando Pessoa, Liberto Cruz, E. M. de Melo e Castro, Ana Abel Paúl, Adília Lopes, Antonino Solmer.

OS MÚSICOS:
André Louro: composição, guitarra e voz
João Lima: guitarra portuguesa e voz
Catarina Santana: ukulélé e voz
Eduardo Jordão: contrabaixo e voz 


.
.
HOJE NO
"DESTAK"

Fábrica que transforma resíduos 
de navios em combustível naval 
abre em Sines 

Uma fábrica para produzir combustível naval, a partir dos óleos residuais recolhidos nos navios de carga, abre até ao final deste mês em Sines, num investimento de 17 milhões de euros de uma empresa francesa. 


 A unidade, instalada no Porto de Sines, no distrito de Setúbal, "é a primeira" a nível mundial com esta tecnologia "única", garantiu hoje à agência Lusa o presidente e fundador da Ecoslops, Michel Pingeot. 

Por lei, para evitar que os resíduos sejam despejados no mar, os navios têm de os entregar nos portos, mas o seu destino tem sido, no geral, a incineração, processo que a nova tecnologia permite dispensar, com ganhos para o ambiente, explicou o empresário francês.

*  Excelente notícia


.
.

Castelo Takeda
Como foi construído no topo da montanha, devido ao nevoeiro que o cerca, também é conhecido como o "Castelo Flutuante".É uma das dez maravilhas do Japão cujas visitas são aconselhadas aos turistas.

.
.

 HOJE NO
"i"

Grupo de generais e almirantes 
lança grupo de reflexão contra
. “definhamento” do país

"Não podemos estar passivos numa situação em que de facto temos Portugal a definhar. Este é um contributo que parte não só de insatisfação, mas no sentido de encontrar e propor soluções"

O presidente do Grupo de Reflexão Estratégica Independente (GREI), almirante Melo Gomes, afirmou hoje que o objectivo desta nova organização é contrariar o "definhamento" de Portugal com propostas sobre segurança, mas também a nível económico e social. 
 .

Em declarações à agência Lusa, o antigo chefe do Estado-Maior da Armada disse que este grupo formado por 23 generais e almirantes na reforma tem realizado desde "há dois ou três anos" vários almoços/debate de carácter reservado com a participação de figuras nacionais e decidiu agora institucionalizar-se.
"Não podemos estar passivos numa situação em que de facto temos Portugal a definhar. Este é um contributo que parte não só de insatisfação, mas no sentido de encontrar e propor soluções", disse.
A ideia, segundo Fernando Melo Gomes, é elaborar "estudos de carácter estratégico a nível económico e social sobre a situação portuguesa, com uma perspectiva do seu desenvolvimento, sobre a defesa, a segurança e as questões relacionadas com a cidadania". 

"[Este grupo] vai muito para além das questões militares", afirmou, referindo que os membros do GREI são pessoas "com mais de trinta anos de serviço ao país" e "qualificadas para poder dar um contributo no sentido dessa reflexão, de debater ideias e contribuir para que o país saia de uma situação que é muito complexa em todos os sentidos". 

O antigo chefe da Armada disse que a iniciativa "ainda está muito início", mas que brevemente será lançada "uma página na internet com ‘newsletters' periódicas". 

Melo Gomes adiantou que o presidente da Assembleia Geral desta nova organização, já constituída juridicamente, é o general Pinto Ramalho, antigo chefe do Estado-Maior do Exército, e que o presidente do Conselho do GREI é o ex-chefe da Força Aérea, general Taveira Martins. 

Entre os membros do GREI estão os almirantes Teles Palhinha ou Conde Baguinho, ambos ex-vice-chefes da Armada, ou os generais Formeiro Monteiro, Oliveira Cardoso (ex-vice-chefes do Exército), Mourato Nunes (ex-comandante da GNR), Silvestre dos Santos e Oliveira Simões (antigos vice-chefes da Força Aérea). 

* Sempre tivemos mais generais que índios, quanto a definhar o país, têm dado uma valorosa ajudinha.


.
.


 QUE TAL UM

CORTA UNHAS?

.














.
.
HOJE NO  "A BOLA" 

«Terei de falar com Figo e Van Praag»
 - Ali bin Al-Hussein

O príncipe Ali bin Al-Hussein, candidato às próximas eleições presidenciais na FIFA, revelou que espera unir-se a Luís Figo e ao holandês Michael van Praag na corrida para derrubar Sepp Blatter da liderança do organismo para o futebol mundial.
.
«Acho que todos concordamos que chegou o momento de uma mudança e de termos uma FIFA transparente. Terei de falar com Van Praag e Figo para saber quais são as suas ideias. Afinal de contas, serão as federações de todo o mundo a votar. Venho de fora da Europa. Entendo as necessidades para desenvolver o futebol nos países em desenvolvimento. O importante é que é preciso mudança, e eu fico contente que estes candidatos tenham avançado», disse Ali bin Al-Hussein ao site Goal.com.

O príncipe da Jordânia defendeu que poderá vir a vencer as próximas eleições pois existe «um consenso» sobre a necessidade de a FIFA vir a ser um organismo mais transparente, na sequência das recentes polémicas.

«Tenho fé nas federações, e acho que há um consenso no mundo inteiro sobre a necessidade de uma mudança. Farei o que puder para alcançar isso. Esta é uma corrida à presidência, pelo que serão 209 federações a votar. No passado houve uma cultura de intimidação. O importante é visitar todas as federações, ouvi-las e perceber quais são as suas esperanças e aspirações», comentou.
 
 
* Nós sabemos que a Jordãnia não é o Qatar, mas o príncipe Ali é melhor não vir p'r "Aqui".


.
.


O MEU GELADO


.
.


HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS 
DA MADEIRA"

Galp multada em 9 milhões por 
práticas contra a concorrência 
no mercado do gás engarrafado

A Autoridade da Concorrência (AdC) condenou as empresas Petrogal, Galp Açores e Galp Madeira, do grupo Galp Energia, ao pagamento de 9,29 milhões de euros por práticas anticoncorrenciais no mercado do gás engarrafado.
 .
A investigação revelou que as empresas do grupo Galp Energia proíbem os seus distribuidores de botijas de gás de vender fora de uma área geográfica definida no contrato, impedindo-os assim de concorrer com outros distribuidores situados em territórios vizinhos ou próximos.

Para a Autoridade da Concorrência, esta restrição concorrencial é suscetível de penalizar os consumidores com preços mais elevados, já que os distribuidores de gás engarrafado da Galp Energia podem praticar preços e condições comerciais sem qualquer pressão concorrencial por parte de outros distribuidores concorrentes.

De acordo com o organismo, a infração cometida pela Petrogal teve uma duração de pelo menos quinze anos, tendo-se mantido, de forma permanente e nesses precisos termos, até hoje.

Já a infração cometida pela Galp Açores teve uma duração de treze anos, enquanto a infração cometida pela Galp Madeira teve uma duração de três anos.

Estima-se que mais de dois milhões de famílias portuguesas adquirem gás em garrafa, suportando uma fatura que ronda os 250 euros por ano, adianta em comunicado o organismo.

* Mas o feudo existe.

.
.
3-BARRIGAS

MALUCAS













.
.
HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Lisboa vai recrutar para 
embaixadas britânicas em 50 países

Centro de Recursos Humanos emprega 18 pessoas e já abriu na embaixada portuguesa. É por Lisboa que vai passar, a partir de agora, todo o recrutamento para 85 missões diplomáticas britânicas espalhadas pela Europa e Ásia Central, num total de 50 países, que se estende até à fronteira da China. O projecto, que dá emprego a 18 pessoas em Lisboa e que além do recrutamento vai também prestar apoio ao nível dos recursos humanos, é dirigido pela espanhola Beatriz Perez e está já em funcionamento com 15 profissionais desta área, curiosamente todas elas mulheres, ficando a faltar entrar apenas três pessoas.

"A escolha foi feita por competência. Esse foi o critério que seguimos e acabámos por contratar só mulheres", explica Beatriz Perez.

A competição pela localização do centro era grande, mas Portugal acabou por ser o país escolhido. A razão é explicada pela própria embaixadora britânica em Lisboa: "Escolhemos Portugal por causa da qualidade das pessoas e porque o nível de inglês dos portugueses é muito bom. Neste momento, em que há muitas preocupações com a questão da imigração de jovens talentos, a nossa experiência é que continua a haver muitas pessoas com talento em Portugal. A oferta do país é muito competitiva", disse ao U&E Kirsty Hayes.
 .
A inauguração do centro, a semana passada, trouxe a Lisboa o Chefe do Serviço Diplomático britânico, Simon Fraser, para quem a opção por Portugal "demonstra a qualidade e capacidade de quem aqui trabalha".

Simon Fraser explicou ainda que "este centro é parte de um processo" que está a ser implementado pelo Foreign Office do primeiro-ministro David Cameron para profissionalizar a prestação de serviços de recursos humanos globais. "Estamos a colocar os profissionais de recursos humanos todos numa equipa a trabalhar com as diferentes embaixadas. Os resultados vão, de certeza, melhorar", sublinhou.

Para António Rodrigues, o presidente do grupo parlamentar de Amizade Portugal-Reino Unido, que também esteve presente na cerimónia de inauguração do centro na embaixada britânica, este investimento "demonstra confiança do governo britânico no nossos pais e reconhecimento da qualidade e capacidade dos nossos recursos humanos, além do bom domínio do inglês. E pode focar aqui um conjunto de atenções de outros países".

* Todos os dias lemos notícias de portugueses que se destacam nas mais variadas profissões e actividades, mas os políticos, coitados...


.
.


REAGINDO


Bebés atravessando túneis
.
.
HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Tribunal anula prova de docentes 

Ministério da Educação vai recorrer da decisão. 

O Tribunal de Coimbra considerou nulo o diploma que criou a prova de avaliação de professores, mas o Ministério da Educação já anunciou que irá recorrer da decisão. 

Em 2013, quando foi publicado o despacho do calendário da realização da Prova de Avaliação de Conhecimentos e Capacidades (PACC), a Federação Nacional de Professores (Fenprof) avançou com várias ações em tribunal, sendo que algumas conseguiram suspender provisoriamente a realização da prova. 
 .

No final da semana passada, o Tribunal Administrativo e Fiscal de Coimbra proferiu uma nova sentença: anular o despacho com que o ministério lançou a aplicação da PACC. Provas de avaliação sem efeito Esta decisão significa que as provas até agora realizadas já "não podem produzir os efeitos que o ministério pretendeu", disse à Lusa João Louceiro, do secretariado nacional da Fenprof, sublinhando que a "sentença representa uma enorme derrota de quem continua a insistir na aplicação da uma prova que o tribunal vem assinalar que enferma de ilegalidade". 

No acórdão, o TAF considera que o diploma "ofende o princípio da segurança jurídica imanente da ideia de Estado de Direito Democrático, bem como a liberdade de escolha da profissão prevista na Constituição da República Portuguesa e é com base nestes vícios que o Tribunal anula o despacho em causa", revela a Fenprof. João Louceiro lembra que agora "não se trata de mais uma providência cautelar que suspende provisoriamente a prova" e que os professores prejudicados pelo despacho devem ser indemnizados: "Há professores no meio disto, por insistência do ministério em sujeitá-los a uma prova que é ilegal, há prejuízos que terão de ser avaliados e os professores ressarcidos". 

Ministério da Educação recorre Questionado pela Lusa, fonte do gabinete do Ministério da Educação e Ciência (MEC) revelou que "irá interpor recurso para o Tribunal Central Administrativo Norte no respetivo prazo legal, ato que tem efeitos suspensivos da decisão". 

A PACC é obrigatória para todos os professores com menos de cinco anos de serviço que se queiram candidatar a dar aulas e a reprovação na prova impede o acesso à carreira. Na última PACC, realizada em dezembro, um terço dos 2490 professores que a realizou chumbou, o que significa que ficaram impedidos de realizar a componente especifica da prova. 

Os professores têm contestado esta medida desde que o MEC anunciou a decisão de a implementar, com a marcação de greves e ações judiciais interpostas em vários tribunais do país. 

* O sr. Crato perdeu todo o crédito de que vinha aureolado quando entrou para o governo, mas continua sem vergonha.



.
.


AVISO

Desde ontem à noite persiste uma avaria no nosso blogue que impede os vídeos de correr e que estamos a tentar dar solução. Mesmo sem ter responsabilidade nesta situação apresentamos as nossas desculpas por este transtorno.
Se algum visitador tiver conhecimentos técnicos para nos ajudar, solicitamos que deixe um comentário nesta inserção.

A REDACÇÃO



.
.

O QUE LHES FALTA


PARA SEREM PARVOS?

















.