quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.


TAXI E AVIÃO NO BRASIL



 Um avião sofre uma pane e o piloto é obrigado a fazer uma aterrissagem de emergência, mas graças à sua habilidade, consegue pousar em segurança no meio de uma avenida. 

Passado o pânico, os passageiros batem palmas e começam a sair do avião. Tudo parecia resolvido, quando um taxi desgovernado bate no avião.

No interrogatório com o motorista, o  delegado questiona:

- O piloto evita uma catástrofe e o senhor consegue bater no avião parado?
Como é que o senhor não viu esse jato no meio da pista?
- Doutor, eu peguei um casalzinho lá no shopping, eles entraram no táxi e começaram o maior amasso e eu 100% de atenção no trânsito.
- Sim, prossiga...
- Ele tirou a blusa dela e começou a chupar os peitos da moça e eu vendo pelo espelhinho, mas com 90% de atenção no trânsito.
- Continue...
- Ele enfiou a mão nas pernas da moça e puxou a calcinha dela, e eu com 80% de atenção no trânsito.
- E.....
 - Ela abriu o zíper e caiu de boca no bilau do rapaz, daí foi para 50% minha atenção no trânsito!
- Ok! E então?
- Naquele pega-pega e chupa-chupa, ela tirou o bilau da boca e apontou na direção da minha nuca, nisso o rapaz gritou:

- OLHA O JATO!!!
- Abaixei a cabeça na hora e nem vi a cor do avião... Doutor!! Como eu ia saber que era a porra do jato e não o jato da porra?

.
.
.

 O QUE NÓS


  "PAGAMOS"!


.

 Mohamed VI e raínha de Espanha



 Agora o sr. Silva















  Arre porra !  É preciso ter muita falta de jeito. Parece que está a comer uma asa de frango no churrasco...


.
.

EXPORTAÇÕES




CLIQUE EM "Programa OLHOS NOS OLHOS"

Se no dia do programa não teve oportunidade de ficar mais esclarecido sobre o tema, dispense-se tempo para se esclarecer agora, este programa é extenso mas terrívelmente claro e polémico.
Fique atento às declarações do Dr. Miguel Frasquilho.


.
.

HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Economia russa à beira do colapso

Forte pressão sobre o rublo está a tornar-se viral a toda a economia. Preço do petróleo e sansões internacionais por causa da Ucrânia são as causas da crise.
 .
A crise financeira russa teve ontem o seu pior dia em nove meses e a economia do país está a começar a ressentir-se - afundando-se numa crise que resultou da queda de quase 50% do preço do petróleo ao longo do ano nos mercados internacionais.


O ministério das Finanças russo já admitiu que o rublo está muito subvalorizado, dando a entender que está atento à crescente onda de especulação sobre a moeda nacional. Por seu turno, Sergey Shvetsov, vice-presidente do banco central, expressou algum espanto sobre o colapso da moeda: "Não poderíamos imaginar o que está a acontecer, é o nosso pior pesadelo", disse Shvetsov, que supervisiona os mercados financeiros no Banco da Rússia. Aquele responsável disse que o surpreendente aumento da taxa de juro decidido a meio da noite, um movimento de 6,5 pontos percentuais, não conseguiu deter a corrida ao rublo e foi uma escolha entre o "muito mau" e o "muito, muito mau".

A moeda russa afundou para menos de 70 rublos face ao dólar, um recorde de baixa, enquanto que o pânico varria os mercados financeiros de Moscovo. Face a isso, o ministro da Economia, Alexei Ulyukayev, viu-se obrigado a negar os boatos segundo os quais o governo da federação iria impor restrições para parar a conversão de rublos em dólares. A moeda terminou o dia a 67,9 rublos por dólar, uma queda de 5,4% num dia, enquanto títulos e acções também caíam.

A velocidade de recuo do rublo indica que o poder político está a perder o controlo, depois de enfrentar uma queda de seis meses nos preços do petróleo nos mercados internacionais.

O presidente Vladimir Putin precisa de uma moeda forte para sustentar uma economia vacilante sob o peso das sanções internacionais ligadas ao conflito com a Ucrânia. Nesse quadro, o chanceler russo, Sergei Lavrov, disse que vê motivo para algum optimismo na resolução da crise na Ucrânia. Lavrov disse que está a pressionar para que as negociações de paz obtenham resultados sensíveis a curto prazo.

* O povo russo está a sofrer muito, o povo russo vive numa fantochada democrática, mas o povo russo tem de saber derrubar a canalha política que o governa.
** Um chuto no cu de Putin


.
.




VICTORIA'S


   SECRET/2

2014




.
.
HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

José Cid ajuda pai e filho com cancro 

Armando Silva e o filho de 6 anos, Rui, sofrem de cancro e vivem numa casa sem condições. Músico português vai dar um concerto solidário e doar todas as receitas à família.

A empresa que gere a carreira de José Cid, Malpevent, vai organizar um concerto solidário para apoiar Rui Silva, de seis anos, e o pai, Armando Silva, de 69, que padecem de cancro e vivem numa casa sem condições, em Espinho. 
 .

"Mal li a notícia, liguei ao Zé. Ele não hesitou e disse que tínhamos de os ajudar", disse Marco Polónio, agente do cantor, emocionado com a reportagem publicada ontem no Correio da Manhã. 

Durante o dia, vários leitores do CM mostraram-se dispostos a ajudar a família.
A Rui foi diagnosticado um cancro cerebral há um ano e o pai, Armando, há dois anos que luta contra um tumor nos pulmões. Vivem numa casa sem condições e os parcos recursos económicos impedem-nos de mudar. Teresa Silva, mãe e mulher, nunca pensou receber tantas ajudas. 

"Ligaram-me durante todo o dia para saber como podiam ajudar. Estou sem palavras." A Malpevent já contactou a Câmara de Espinho para disponibilizar um espaço para o espetáculo, que deverá realizar-se a 25 de janeiro.

 Os bilhetes podem custar entre 10 e 15 euros e as receitas vão ser doadas à família. --- Leia Sim, podemos, o texto de opinião de Miguel Martins, subchefe de Redação, sobre a solidariedade dos portugueses para com esta história de vida, que se tornou uma causa do Correio da Manhã. Como ajudar 

A família criou uma página no Facebook para dar a conhecer a história de Rui e onde se pode fazer uma contribuição. O NIB para ajudar esta família é: 0010 0000 5145 9460 001 33 Ligue também 760 202 101 para ajudar - uma iniciativa do Correio da Manhã/CMTV. Custo de cada chamada 0,60€ + IVA. A receita líquida das chamadas reverte totalmente para a família da criança. 

* VAMOS AJUDAR!
** José Cid nasceu p'rá música e para a solidariedade, são dezenas os projectos que já apoiou, um exemplo.

.
.


3.OS SEGREDOS


DA MAGIA







.
.
HOJE NO
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

Parlamento discute dia 7 reforço de medidas 
Combate à violência conjugal
 em destaque 

 O Parlamento vai discutir no dia 07 de janeiro um projeto de lei do PS para alterar o Código Penal de forma a reforçar as medidas de afastamento do agressor em casos de violência conjugal. 

 O projeto de lei do PS será discutido na primeira sessão plenária do ano de 2015 da Assembleia da República, conforme informou os jornalistas o porta-voz da conferência de líderes parlamentares, o deputado do PSD Duarte Pacheco. A iniciativa do grupo parlamentar socialista, que está a cargo da deputada Elza Pais, visa "reforçar a medida de afastamento do agressor", implicando a "obrigatoriedade de comunicação à Segurança Social, concomitante com a regulação provisória da pensão de alimentos devidos aos menores, e das responsabilidades parentais, que permitirão um reforço de autonomia da vítima num situação em ela ainda não se conseguiu libertar da agressão". 
 .

Segundo ainda Elza Pais, esta alteração legal tem por objetivo a prevenção da "mais extrema forma de violência conjugal, que é o homicídio conjugal", no quadro do qual já terão morrido 40 mulheres em Portugal durante 2014, segundo números que a deputada cita. Foi também agendada para o dia 14 de janeiro a discussão de uma iniciativa do PS sobre identidade de género e não discriminação no trabalho. A conferência de líderes marcou os agendamentos para as duas primeiras semanas do ano, que terminam com um debate quinzenal com o primeiro-ministro, no dia 16 de janeiro.

 No dia 9 de janeiro os deputados discutirão uma proposta de lei do Governo que a altera a lei dos compromissos, juntamente com a qual serão discutidas iniciativas do PCP e do BE. No dia 7 de janeiro é também discutido um projeto de resolução do PSD sobre a variante à estrada nacional 14, a que se juntaram iniciativas do PS e BE sobre o mesmo tema. O dia 8 de janeiro foi reservado exclusivamente para petições, sobre diversos assuntos, desde o Vale do Tua, a manutenção da calçada portuguesa, o acesso ao ensino superior pelos alunos do ensino artístico, pela construção do centro de saúde de Odivelas, pela redução imediata do IMI, sobre a dupla tributação do trabalho auferido fora de Portugal, contra o encerramento dos serviços de finanças. Relativamente a petições, o porta-voz da conferência de líderes transmitiu aos jornalistas que a presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, disse aos presidentes dos grupos parlamentares que tem uma "interpretação estrita" acerca do cumprimento das 4 mil assinaturas para que sejam discutidas em plenário, como determina a lei. 

PCP e BE defenderam outra posição, considerando que poderiam igualmente ser discutidas em plenário, juntamente com petições que cumprissem as 4 mil assinaturas, outras sobre os mesmos assuntos ou temáticas. 

Em causa estão sobretudo matérias como o encerramento de serviços públicos, em que é mais difícil reunir as 4 mil assinaturas em concelhos pequenos. A conferência de líderes marcou também para o dia 9 de janeiro a discussão de um projeto de resolução do BE pedindo ao Tribunal de Contas uma auditoria aos contratos de emprego e inserção, um projeto de resolução de "Os Verdes" para o acompanhamento médico dos trabalhadores da empresa nacional de urânio e uma apreciação parlamentar acerca da Casa do Douro. 

No dia 15 de janeiro é discutida uma proposta da Assembleia Legislativa dos Açores que altera a lei eleitoral local.

* Violência doméstica um crime que devia ser mais penalizado.

.

JORGE FREITAS SOUSA

.




À espera de um voto

O PSD-Madeira vai a votos na sexta-feira, com seis candidatos à liderança. Os militantes vão receber um boletim com mais caras do que umas eleições presidenciais e com quase tantos quadradinhos para colocar a cruz como nas próximas regionais, esperadas para depois do Carnaval.

As eleições internas de um partido seriam isso mesmo, internas, não fosse o caso de estar em jogo muito mais do que uma simples mudança de líder e comissão política. O que estará em jogo sexta-feira – ou no dia 29 se for necessária segunda volta – é o cenário político regional e as escolhas que serão apresentadas aos madeirenses, dentro de poucos meses.

Mesmo depois de umas humilhantes eleições autárquicas, o PSD-Madeira continua a ser o primeiro partido e será pura fantasia pensar que não estará na luta pela vitória nas próximas eleições regionais e que é, pro agora, o principal favorito a vencer. Sem maioria absoluta, quase de certeza, mas em primeiro lugar.

Por isso, a escolha dos militantes sociais-democratas vai condicionar tudo o que acontecerá depois de 12 de Janeiro, último dia de um ciclo que termina com manifestações de decadência embaraçosas e o primeiro do futuro de uma Região. Para o bem e para o mal.

É por isso que esta eleição interna interessa a todos. Desde logo a quem é do PSD, que se divide entre os que ainda acreditam num modelo que claramente já morreu, os que são totalmente contra e até fazem por esquecer que pertenceram a um grupo que governou durante quase 40 anos e os que não sabem bem onde estão, baralhados com tantas promessas de um admirável futuro.

Mas também interessa aos outros partidos que torcem para que da votação saia um adversário mais acessível, numa expectativa semelhante à dos clubes antes do sorteio da Liga dos Campeões: ‘todos os adversários servem, mas há uns que servem melhor que outros’.

Será a escolha do PSD-Madeira que decidirá, ou não, coligações que definirá estratégias e que até vai ter uma palavra sobre os cartazes de campanha que serão utilizados.

Por tudo isto, nunca umas eleições partidárias justificaram tanta atenção. Ao ponto de até causarem o desespero do ainda líder que se multiplica em esforços para influenciar uma escolha sobre a qual parece evidente que já não tem qualquer influência. Só por isso já valeu a pena.

IN "DIÁRIO DE NOTÍCIAS DA MADEIRA"
14/12/14 

.
.


365.UNIÃO


EUROPEIA






CATÁLOGO DE TINTAS DUMA FÁBRICA ALEMÃ

.
.

HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS/
/DINHEIRO VIVO"

Mendigos de Barcelona usados
 em esquema de fraude fiscal

Uma organização não governamental identificou 12 casos de pessoas sem-abrigo que foram aliciados a assinar alguns papéis a troco de um simples café quente, uma noite numa pensão ou uma ida ao cabeleireiro.

Mendigam pelas ruas de Barcelona, não têm nada e devem milhões sem saber como. É o caso de uma dúzia de pessoas que dormem nas praças da capital da Catalunha e que foram envolvidos num esquema de fraude fiscal.
 .
O jornal espanhol El Mundo relata um desses casos: o de Antonio Vicente Aranda, que descobriu há poucos meses que tem sete empresas em seu nome e uma dívida de cinco milhões de euros. E, quando menos esperava, a sua vida transformou-se num pesadelo de contas para pagar, reclamações às Finanças e envolvimento em processos judiciais.

Mas António é apenas um dos 12 desfavorecidos que já foram identificadas pela Fundação Arrels.
Esta organização não governamental conseguiu vencer alguns dos processos, demonstrando que estas pessoas não têm meios económicos e que foram vítimas de um alegado esquema fraudulento.
Estes casos têm todos em comum a assinatura de alguns papéis a troco de um café quente, uma noite numa pensão, uma ida ao cabeleireiro ou pequenas quantias de dinheiro, como os 50 euros que prometeram a Antonio e que nunca recebeu.

"Quando os afetados se encontravam num momento de máxima vulnerabilidade, aproximaram-se para oferecer a participação num negócio ou um emprego e pediram-lhes que assinassem uns documentos", explicou ao El Mundo a advogada da fundação catalã.

* A vigarice não tem limites.


.
.

AQUELES QUE VIVEM NO ESPAÇO



* Uma produção "EURONEWS"


.
.


50.O MELHOR
 DA ARTE

01.GRANDES PINTORES

PORTUGUESES



JÚLIO POMAR


O RISCO/2





"Júlio Pomar - O Risco" é um documentário biográfico sobre um dos mais importantes pintores portugueses contemporâneos. Ao longo de 59 minutos acompanhamos o percurso do artista através do seu testemunho na primeira pessoa e com depoimentos de pessoas de vários quadrantes da sociedade, entre eles António Lobo Antunes, Siza Vieira, Mário Soares, Vasco Graça Moura, vários críticos de arte, galeristas, entre outros.




FONTE:Panavideo Produções

.

.
HOJE NO
"RECORD"

Rio'2016: 
Usain Bolt só depois da novela da noite 
INFLUÊNCIA DA TV GLOBO JÁ SE FAZ SENTIR

As transmissões televisivas há muito influenciam a marcação de eventos desportivos e os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro não são exceção. De tal forma que as finais dos 100 metros apenas serão disputadas depois da transmissão da habitual telenovela da noite da TV Globo.
 .

Assim, segundo calendário divulgado pela Federação Internacional de Atletismo (IAAF), a prova que colocará frente a frente os mais velozes do Mundo, onde o mais certo é figurar Usain Bolt, será apenas corrida pelas 22.25 locais (2.25 de Portugal), por influência daquilo que a estação televisiva carioca pretendia.

* O dinheiro manda muito,  sabiam?

.
.

Ronda dos Quatro Caminhos


Almocreve



.
.



HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Vírus da gripe mais violento põe autoridades portuguesas em alerta 

Altas hospitalares ao fim de semana e a transferência para lares de "casos sociais" internados são as principais medidas previstas para libertar camas, caso haja um surto gripal mais violento. Vírus oriundo dos EUA é mais forte e motiva cuidados extra. 

A Direção-Geral da Saúde (DGS) apresenta, esta quarta-feira, um "Plano de Prevenção e Resposta para o Outono/Inverno - Infeções Respiratórias" que sistematiza várias medidas com vista a uma resposta rápida e eficaz em caso de aumento de atividade gripal.
.
Segundo a subdiretora-geral da Saúde, Graça Freitas, este plano surge agora porque a atividade gripal começou há cerca de duas semanas, ainda com poucos casos, esperando-se agora o aparecimento das infeções respiratórias.

A existência de um vírus da gripe mais agressivo nos Estados Unidos está a deixar também a DGS em alerta e prevenção.

Apesar de não ser possível antecipar que este vírus chegue a Portugal, a possibilidade é suficiente para colocar os serviços de saúde em prevenção e preparados para responder atempada e eficazmente, explicou a responsável.

"Não sabemos [se haverá este ano um surto mais violento], mas os dados dos Estados Unidos mostram-nos que o vírus [da gripe] que vai dominar é o H3N2, que é um vírus mais agressivo", disse Graça Freitas.

A novidade é a existência de recomendações para que haja altas hospitalares ao fim de semana, para disponibilizar camas necessárias e melhorar os serviços de urgência.

Com o mesmo objetivo de libertar camas, a DGS está também a apostar numa maior articulação com os serviços da segurança social para permitir a transferência para lares de pessoas que continuam internadas após as altas, por não terem quem as vá buscar.

Uma maior rotatividade das macas é uma das apostas no âmbito dos cuidados em ambulatório dos serviços de urgência, a par de um reforço das equipas e um aumento do número de espaços de atendimento.

Estas medidas serão ativadas "num ano particularmente agressivo" em termos de atividade gripal e infeções respiratórias.

* PREVINA-SE


.
.
Isto é arte!


.
.
 
HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Fisco bate hoje à porta de 10 mil empresas

Em causa estão empresas suspeitas de estarem a declarar vendas abaixo do seu valor real. As existências estarão, por isso, no centro das inspecções em curso. 
 .
A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) foi esta quarta-feira bater à porta de cerca de 10 mil empresas que se suspeita estarem a manipular a facturação para baixarem a factura de IRC e de IVA. A acção está a ser desenvolvida a nível nacional, e na mira dos inspectores do Fisco está o controlo das existências destas empresas.

Ao todo, foram 2.034 os técnicos da AT que estiveram esta quarta-feira no terreno a efectuar esta mega-operação de controlo de inventários.

O universo de 10 mil empresas chamou a atenção das autoridades através do confronto entre a quantidade de matérias-primas que compram e a quantidade de bens que posteriormente vendem. Uma empresa que tenha adquirido muita matéria-prima mas que tenha vendido pouco, ou tem muitas existências em armazém, ou então estão a subdeclarar as vendas. É por isso que no centro da inspecção dos funcionários do Fisco estará o controlo das existências, adianta ao Negócios fonte da secretaria de Estado dos Assuntos Fiscais.

A verificação dos inventários das empresas é uma preocupação antiga do Fisco, dado tratar-se de uma área propensa à manipulação de resultados (seja empolando, se por exemplo a empresa precisar de mostrar melhores resultados do que os que tem, seja reduzindo-os). Contudo, nos últimos anos, os instrumentos de controlo ampliaram-se, após a adopção do e-factura.

Através da obrigatoriedade de comunicação mensal de todas as facturas emitidas, a AT sabe agora quais as aquisições que uma empresa fez, bem como as vendas a que procedeu. Do mesmo modo, através da obrigatoriedade de comunicação prévia do transporte de mercadorias, é possível saber o que foi expedido em direcção a uma empresa, e o que saiu dos seus armazéns, para venda.

Fonte da secretaria de Estado dos Assuntos Fiscais explica que esta mega-operação pretende, por um lado, verificar a razão de ser das discrepâncias detectadas, e, por outro, dar uma oportunidade às empresas para regularizarem voluntariamente a situação, antes das novas regras entrarem em vigor.

Em 2013, num procedimento análogo, foram acompanhadas 8.958 empresas, em relação às quais já há resultados visíveis. Segundo as Finanças, foram recuperados 43 milhões de euros em impostos através da cobrança coerciva e que levaram a descida do valor dos inventários a um valor de 497 milhões de euros entre 2012 e 2013, o que equivale a uma variação de 18%.

A partir de 2015, as empresas passarão a ser obrigadas a comunicar os seus stocks ao Fisco, através de ficheiro electrónico.  A medida é obrigatória para todos os empresários, quer estejam colectados em IRC quer em IRS, desde que facturem mais de 100 mil euros por ano e tenham contabilidade organizada, e obriga a que a comunicação seja feita até 31 de Janeiro de cada ano, a começar já em 2015 relativamente aos "stocks" do final de 2014.

Com esta acção massiva de fiscalização, as Finanças pretendem também dar um sinal de que as autoridades estão alerta e continuarão actuantes no próximo ano, quando as novas regras entrarem em vigor.

Através de um comunicado enviado às redacções ao final da tarde, a secretaria de Estado dos Assuntos Fiscais informa que esta "operação constitui a primeira fase de um vasto plano de combate a este tipo de evasão e fraude fiscais, que continuará já nos meses de Janeiro e Fevereiro com as contagens físicas das mercadorias em stock, nas instalações das empresas, através de acções de inspecção externas".

* Vão investigar os grandes impérios económicos, são os que mais fogem?

.
.


 UNS QUERIDOS













.
.
HOJE NO
"DESTAK"

Quase metade das prostitutas em
 Portugal sofre de doença mental 

Quase metade das prostitutas em Portugal (49%) sofre de doença mental, sendo que 16% dessas mulheres não teve qualquer tipo de acompanhamento, conclui um projeto de doutoramento, divulgado hoje em Coimbra.

Cerca de 25% das prostitutas diagnosticadas necessitaram de internamento e "apenas 38% mantém acompanhamento" por parte de um técnico de saúde, disse Alexandre Teixeira, doutorando da Faculdade de Psicologia do Porto, que está a realizar um estudo sobre saúde mental em mulheres que se prostituem em Portugal. 
 .

Das mulheres diagnosticadas, foi identificada depressão a quase 60%, ansiedade a 20% e doença bipolar a cerca de 5% das prostitutas, divulgou o investigador, que falava durante as I Jornadas Científicas sobre Trabalho Sexual, que decorrem hoje no Centro de Estudos Sociais, em Coimbra. 

 "O acompanhamento é um fator protetor", salientou, referindo que quase 20% dos diagnósticos da doença mental foram feitos "nos últimos 12 meses" e 27,4% feitos há mais de dez anos. 

* Prostituição, o negócio onde os homens são patrões e clientes, as prostitutas serventes e também doentes.

.
.

SUPER PAI


.
.
HOJE NO
"i"

Anuncia aberturta de uma embaixada
. norte-americana em Havana

Barack Obama afirmou esta quarta-feira que está aberto um novo capítulo nas relações com Cuba: "Hoje os EUA vão mudar a sua relação com o povo de Cuba". 

O presidente dos Estados Unidos referiu que John Kerry vai dialogar com Cuba para restabelecer as relações entre os dois países. Obama disse ainda que vai lançar o debate para levantar o embargo económico a Cuba e o restabelecimento de relações diplomáticas. 
 .

Uma das primeiras medidas será a aberturta de uma embaixada norte-americana em Havana.
O presidente dos Estados Unidos disse ainda que um dos mais importantes agentes norte-americanos que esteve preso em Cuba durante duas décadas foi libertado. Em troca, os Estados Unidos libertaram 3 agentes cubanos. 

Obama confirmou que o Papa Francisco teve um papel na troca dos detidos. 

Os Estados Unidos pretendem também Cuba da lista de países que apoiam o terrorismo.
Será mais fácil viajar dos Estados Unidos para Cuba e vice-versa e as transacções monetárias também sofrerão uma abertura. Embargo em vigor há cinco décadas “falhou em todos os seus objectivos”, disse ainda Obama. 

Estas medidas surgem no âmbito de uma aproximação histórica entre os dois países, que não têm relações diplomáticas oficiais desde 1961. 

* Um acto histórico que todos os presidentes dos EUA foram incapazes de concretizar.

.
.
E PARA DECORAR...












.
.
HOJE NO
"A BOLA"

«Novas tecnologias serão uma realidade»
. - Bruno de Carvalho

O presidente do Sporting falou no final do 1.º Congresso Internacional “O Futuro do Futebol”, organizado pelo clube, reafirmando que a introdução das novas tecnologias deve ser uma das prioridades do futebol português.
.

«Ainda há muito para decidir sobre as novas tecnologias, mas não tenho dúvida de que, mais tarde ou mais cedo, serão uma realidade. É um avanço que o Sporting defende na medida que, entre outras coisas, aumenta o sentimento de justiça para as pessoas que assistem ao futebol», defendeu o líder, que viu muitas ideias por si defendidas serem abordadas no congresso.

«É muito importante para nós quando temos um pouco de eco em Portugal daquilo que são os nossos valores. Muitas das ideias aqui partilhadas, verificamos que são questões que já tinham sido abordadas por nós. E é bom perceber que há muitas pessoas que estão de acordo», referiu.

Bruno de Carvalho fez um balanço positivo da iniciativa:

«Tivemos aqui um conjunto de oradores magníficos, clubes de todo o Mundo e especialistas em diversas áreas importantes do futebol. (...) Ficamos muito contentes e honrados por dar mais este passo no futebol português. Este tipo de eventos são muito importantes, não só para nós como clube, mas também para Portugal. Muitas vezes pensa-se que o nosso País não é moderno e que não consegue organizar este tipo de iniciativas pioneiras.»

* O futuro do futebol não passa por Bruno de Carvalho.

.
.


Oculus Rift


.
.
HOJE NO
"AÇORIANO ORIENTAL"

Caso dos submarinos arquivado

A Procuradoria-Geral da República confirmou o arquivamento do caso dos submarinos, um processo com oito anos e ao qual sempre esteve ligado o nome do então ministro da Defesa e atual vice-primeiro-ministro, Paulo Portas.
  .
 A informação foi hoje avançada pela revista Visão, na qual se explica que o Ministério Público decidiu não levar a julgamento nem deduzir acusações contra os arguidos. O despacho de arquivamento, adianta, já é do conhecimento de Amadeu Guerra, diretor do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) e foi redigido pelos magistrados Josefina Escolástica e Júlio Braga.

“Os principais envolvidos - Hélder Bataglia, Luís e Miguel Horta e Costa, Pedro Ferreira Neto (únicos quatro arguidos), Ana Gomes e uma jornalista (ambas assistentes do processo) já todos deverão ter conhecimento da decisão. Paulo Portas não. O ministro que durante dez anos esteve no centro do caso mediático, nem sequer será notificado”, avança a revista semanal.

A eurodeputada Ana Gomes, que é assistente no processo, disse à agência Lusa que ainda não foi notificada do arquivamento mas que a confirmar-se fica surpreendida porque, justificou, estavam a surgir novos factos relacionados com o caso e que tinham a ver com depósitos efetuadas na Suíça que levantam suspeitas sobre branqueamento de capitais.

Ana Gomes disse que logo que seja notificada do arquivamento espera falar sobre factos que até agora não pode abordar por o caso estar em segredo de justiça.

A Visão diz que nas conclusões do despacho se sugere que não terá havido intenção clara de beneficiar o consórcio alemão fabricante dos submarinos, e que se conclui que se tivesse havido corrupção, prevaricação ou outro ato criminal precedente relacionado com a assinatura do contrato de aquisição dos submersíveis, esse facto já estaria prescrito desde junho de 2014.

* Provavelmente existiram procedimentos na investigação que levaram ao arquivamento, lamentamos haver criminosos que vão ficar impunes.


.
.


A ARTE DA DENÚNCIA



Chama-se Luis Quiles, é um artista espanhol, e sem medo utiliza a paixão pela arte para criticar a sociedade. No fundo, "desenha para denunciar". 

Com nome artistítico de Gunsmithcat, Luis Quiles, marca a diferença pela forma como retrata a sociedade contemporânea nos seus trabalhos. Com sarcasmo, frieza e sem rodeios, Gunsmithcat, denuncia temas como a prostituição, a homofobia, a exploração, a fome, as drogas e as redes sociais.

Numa entrevista ao jornal italiano Il Fatto Quotidiano, o artista diz que "a tecnologia mudou a forma como comunicamos. Não quer isto dizer que seja pior do que no passado. É simplesmente diferente. Por um lado, com a Internet, é mais simples. Por outro, é também mais fácil de nos isolarmos da realidade". 
.
Quanto às críticas, Luis Quiles diz que apesar de haver pessoas que agradeçam e que valorizem o trabalho que faz, e como o faz, há também "quem não concorde e que o escreva publicamente". Contudo, "é difícil silenciarem-me". 

Para o futuro, o artista espanhol está a pensar recorrer ao crowdfunding (angariar fundos para o projecto através da Internet) para publicar um artbook com todo o seu trabalho. Até lá, vai continuar a "desenhar e denunciar". 

TEXTO: "DIÁRIO DE NOTÍCIAS" 16/12/14
















.