terça-feira, 11 de novembro de 2014

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.
















.
.


O QUE NÓS

"CUSCAMOS"!


MEGACUSCAS/17
NOVE CURIOSIDADES POLÉMICAS
SOBRE MAMILOS

video




.
.


LITERATURA PARA
PREGUIÇOSOS/6
O VELHO E O MAR
HEMINGWAY

video


AUTOR: IGOR ALCÂNTARA
.
.
HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Juiz timorense alerta para falta de
. segurança após expulsão de portugueses

Um magistrado timorense alertou, esta terça-feira, colegas portugueses, recentemente expulsos de Timor-Leste, que os juízes daquele território estão "em perigo de vida" e temem pela sua segurança, revelou à agência Lusa a procuradora portuguesa Glória Alves. 

Glória Alves confirmou à Lusa ter recebido um email de um juiz timorense "neste termos", adiantando que já tentou falar para Timor-Leste para "saber o que se está a passar".
 
O GUSMÃO IN LOVE
A magistrada portuguesa referiu que obteve a informação de Timor-Leste que o primeiro-ministro timorense, Xanana Gusmão, se o havia reunido com os "veteranos" ou "ex-combatentes", o que a deixou preocupada.
No email enviado pelo juiz timorense, o magistrado local diz ser necessário "denunciar o plano traiçoeiro contra juízes timorenses" após a expulsão dos cooperantes portugueses, adiantando que "todos os juízes timorenses já estão a par da situação".

"Estamos em perigo de vida", diz o juiz timorense na mensagem, pedindo aos colegas portugueses que apelam à Comunidade Internacional pela "segurança" e pelas vidas dos juízes timorenses.
"De momento, não há sinais que irão respeitar as nossas vidas. As campanhas anti-jiuzes e anti tribunais quer nacionais quer internacionais junto dos timorenses continuam sem tréguas", diz a missiva vinda de Timor-Leste.

Entretanto, Glória Alves reuniu-se na segunda-feira com a Procuradora-geral da República, pondo-a ao "corrente da situação", tendo recebido a "solidariedade" de Joana Marques Vidal.

O Governo de Timor-Leste ordenou a semana passada a expulsão, no prazo de 48 horas, de oito funcionários judiciais, cinco juízes e uma procuradora portugueses, um procurador cabo-verdiano, e um antigo oficial da PSP, depois de, a 24 de outubro, o parlamento local ter aprovado uma resolução a suspender os contratos com funcionários judiciais internacionais "invocando motivos de força maior e a necessidade de proteger de forma intransigente o interesse nacional".

Os motivos de "força maior" e de "interesse nacional" invocados pelas autoridades timorenses nas resoluções, segundo Xanana Gusmão, referem-se a 51 processos no tribunal no valor de 378 milhões de dólares de impostos e deduções ilícitas que as petrolíferas devem ao país, que o Estado timorense perdeu.
 .
A SINISTRA DAS FINANÇAS
 Na altura, em declarações à Lusa em Díli, Glória Alves salientou que "nenhuns destes juízes que foram expulsos tiveram qualquer interferência nos processos do petróleo" e que o procurador cabo-verdiano que foi também expulso teve uma interferência nos processos do petróleo apenas como parte acessória.

A procuradora concluiu que a expulsão daqueles magistrados "não terá nada a ver com os processos do petróleo", mas com uma "tentativa do Governo timorense de impedir o normal funcionamento dos tribunais".

Para Glória Alves, é preciso também analisar outro dado, que são os muitos processos que existem em tribunal contra elementos do Governo e altos funcionários. Mencionou a propósito que o julgamento da ministra das Finanças de Timor-Leste, Emília Pires, por alegada participação económica em negócio foi adiado "sine die" a 27 de outubro último, porque o parlamento timorense ainda não levantou a imunidade à ministra.

* Já se calculava...


.
.
 I-INSTINTOS HUMANOS
2-DESEJOS PROFUNDOS

video


.
.

HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Governo acompanha situação
. "preocupante" da Fundação
 Ricardo Espírito Santo Silva

O secretário de Estado da Cultura afirmou esta terça-feira, no parlamento, que a situação na Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva (FRESS) "é preocupante", e está a tentar "encontrar caminhos" que salvaguardem o património e o funcionamento da instituição.
 .
Jorge Barreto Xavier respondia a perguntas de deputados do PCP e do Bloco de Esquerda (BE) sobre a posição da tutela relativamente à situação da FRESS, que enfrenta dificuldades financeiras, depois do corte do apoio do seu principal mecenas, o antigo Banco Espírito Santo.

"É uma situação preocupante, na sequência do caso lamentável que todos conhecemos, e que pode ter um efeito muito negativo na instituição", disse o secretário de Estado aos deputados.

O responsável pela tutela da cultura disse que está a acompanhar a situação em duas vertentes: na do património e no funcionamento. "A Direcção-Geral do Património Cultural está a conferir o património [da FRESS] para avaliar qual deve ser sujeito a classificação, e também está a ser estudado o funcionamento da entidade", disse o governante.

No final de Setembro, o conselho de curadores da FRESS emitiu um comunicado anunciando que iria procurar medidas para garantir a sustentabilidade financeira da fundação, na sequência da crise que atingiu os mecenas principais, do Grupo Espírito Santo.

Na altura, um grupo de vinte ex-mestres e de outros, que estão ainda a trabalhar nas oficinas, divulgou um comunicado, pedindo a intervenção do Governo, da Câmara Municipal de Lisboa e de mecenas.

"Não queremos limitar-nos a compensar os erros feitos no passado. Estamos preocupados e a acompanhar, para tentar encontrar caminhos, mas não se pode pensar que o Estado resolve tudo", comentou Barreto Xavier.

Ainda questionado pela deputada bloquista Catarina Martins sobre outro património, cujo futuro se desconhece devido à crise financeira, no Banco Espírito Santo e no Banco Privado Português (BPP), Barreto Xavier insistiu no acompanhamento das situações. "Estamos atentos e a acompanhar a matéria, assim como as situações de risco", disse o secretário de Estado, acrescentando que a SEC pediu uma lista das obras de arte na posse do BPP, instituição bancária fundada por João Rendeiro, em liquidação.

A FRESS foi criada pelo banqueiro e coleccionador Ricardo Espírito Santo Silva (1900-1955), que doou o Palácio Azurara, em Lisboa, e parte da sua colecção privada ao Estado português, para criar um museu-escola que divulgasse as artes decorativas portuguesas e os ofícios relacionados.

Actualmente, a fundação detém o Museu de Artes Decorativas e mais 18 oficinas de artes e ofícios tradicionais portugueses que ensinam intervenção especializada no património, nas vertentes de conservação e restauro. A FRESS tutela ainda duas escolas para ensino das Artes: a Escola Superior de Artes Decorativas (ESAD) e o Instituto de Artes e Ofícios (IAO).

* Um imbróglio, esta fundação desempenha um importante papel na formação de especialistas em restauro e conservação do património.



.
.
 I - A CIÊNCIA E O ISLÃO


6-A LINGUAGEM
DA CIÊNCIA

video



FONTE: BLEOGEO


.
.

HOJE NO
"DESTAK"

Companhia Vortice Dance prepara espetáculo para centenário 
das aparições de Fátima 

A companhia Vortice Dance, de Fátima, dos coreógrafos Cláudia Martins e Rafael Carriço, vai estrear, em maio de 2016, um espetáculo no âmbito do centenário dos acontecimentos da Cova da Iria, anunciou hoje o Santuário de Fátima. 
 .

Numa nota de imprensa, o santuário, que fez o convite à companhia, adianta que se trata de "uma obra coreográfica multidisciplinar, alusiva à temática das aparições e da Mensagem de Fátima, para apresentação em três espetáculos, em maio de 2016, no anfiteatro do Centro Pastoral de Paulo VI, em Fátima, no contexto do programa celebrativo do Centenário das Aparições". 

Citados na mesma nota de imprensa, os coreógrafos consideram que se trata de uma "oportunidade de criar uma obra sobre Fátima, à luz de uma visão atual".

* Está prevista a ressureição dos três pastorinhos que irão interpretar em palco a versão moderna de "Eu vi um sapo", seguindo-se a venda de bijouteria da igreja.


.

PAULO FARINHA

.





A tua namorada de 16 anos
 não é ciumenta, 
é manipuladora

EXIGIR QUE TU RESPONDAS IMEDIATAMENTE às mensa­gens dela, questionar-te sobre os minutos que passaram até que tu «finalmente» envias um sms de resposta ou escrever «Se não me respondes é porque não queres sa­ber de mim» não revelam que ela se preocupa. E telefo­nar-te se tu não respondes logo não é um sinal de que ela gosta de ti. Não é uma manifestação de afeto. É apenas a prova de que ela é manipuladora e quer controlar os teus passos todos. Aliás, é por essa mesma razão que ela quer saber o que fizeste, porque o fizeste, com quem falaste e quanto tempo demoraste em cada sítio por onde passas­te antes de ir ter com ela.
 .
VIGIAR PERMANENTEMENTE a tua conta no Facebook e pedir-te satisfações sobre os «gostos» que colocas nas fo­tografias de outros, sobre as amizades novas que pedes ou aceitas ou sobre os comentários que outras pessoas – sobretudo raparigas – fazem às tuas imagens não é uma atitude normal. Nem saudável. E escusas de pensar que tu fazes o mesmo, por isso ela pode fazê-lo. Isso é errado.
 .
MEXER NO TEU TELEMÓVEL sem a tua autorização é tão grave como vasculhar a tua carteira, a tua mochila ou as tuas gavetas. É uma invasão de privacidade. E não há nada que o justifique. Pensa nisso quando ela te pedir a password do e-mail, alegando que não deve haver segre­dos entre vocês.
 .
RESPONDER-TE, QUANDO FALAS SOBRE A PRESSÃO QUE SENTES  da parte dela, que as amigas também fazem o mesmo e que os namorados delas não se queixam não é uma resposta muito inteligente. Lá porque outros o fa­zem, isso não significa que esteja certo. E lá porque os namorados das amigas não se queixam, não quer dizer que se sintam bem com isso.
 .
GOZAR CONTIGO – muitas vezes à frente de outras pes­soas – não significa que ela é «apenas brincalhona». Fazer isso ou chamar-te nomes, por exemplo, é um tí­pico ato de violência. Ao contrário do que ela ou outra pessoa qualquer te diga, a violência não ocorre apenas quando deixa marca física. Quando magoa. Quando deixa nódoas negras. A violência psicológica existe e é grave. Se tiveres dúvidas sobre isto, vai ao Google. Ve­rás como a lei é clara quanto a isto. E olha que as pesso­as que fazem as leis percebem alguma coisa do assunto.
 .
ADMITIRES QUE PRECISAS DE AJUDA não é vergonha ne­nhuma. O facto de ela ser rapariga e tu rapaz não faz de ti menos do que os teus amigos. Aliás, ficarias es­pantado com a quantidade deles que recebem ordens das namoradas abusadoras. Elas não são o «sexo fra­co» – isso não existe, por muito que ouças o teu pai di­zer o contrário. Por isso não tens de te sentir mal por te sentires desconfortável. Por muito que custe admitir, é bem possível que tu sejas uma vítima e a tua namora­da uma agressora. Quanto mais depressa encaixares isso na tua cabeça, melhor para ti. O género é apenas um pormenor.
.
A 23 de junho de 2013, uma crónica publicada nesta página tornou-se viral nas redes sociais. Com 130 mil partilhas no Facebook e mais de duzentas mil visualizações, «O teu namorado de 16 anos não é nervoso, é uma besta» alertava para a violência de género no namoro, exercida pelos rapazes em relação às raparigas. Esta é uma possível versão para eles.


IN "NOTÍCIAS MAGAZINE"
09/11/14

.
.


330.UNIÃO


EUROPEIA



 PAUVRE JEAN MARIE




.
.
HOJE NO
"i"

Lisboa diz não conseguir garantir que
. portugueses não pagarão taxa turística

O também responsável pelas Finanças da Câmara minimizou o valor cobrado, indicando que equivale a “pouco mais de um café diário”

O vice-presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, admitiu hoje que o município não consegue garantir que os portugueses não serão afectados pela nova taxa turística, que prevê a cobrança de um euro pelas dormidas e pelas chegadas à capital.

“Não consigo garantir de todo que não possa haver cidadãos portugueses a pagar esse euro, é algo que nunca poderei garantir, que nunca conseguirei garantir, porque não podemos simplesmente fazer um inquérito a cada português e indagar os motivos por que cá estão”, disse hoje o vice-presidente da autarquia, de maioria socialista, numa curta conferência de imprensa à entrada da Assembleia Municipal. 
 .

Porém, salientou que a taxa foi desenhada para que “seja um contributo de turistas, obviamente de não residentes na cidade de Lisboa”, pelo que os munícipes farão parte das excepções.

O também responsável pelas Finanças da Câmara minimizou o valor cobrado, indicando que equivale a “pouco mais de um café diário”.

O autarca referia-se à Taxa Municipal Turística, anunciada pela Câmara de Lisboa na segunda-feira, para figurar no orçamento da cidade do próximo ano. Segundo a autarquia, será criado um fundo de desenvolvimento turístico de Lisboa a ser financiado poe esta taxa e gerido “em processo de co-decisão por parceiros” do sector.

Com esta medida, passará a ser cobrada, a partir de 2015, uma taxa de um euro pelas chegadas ao aeroporto e ao porto de Lisboa e, a partir de 2016, uma taxa do mesmo valor sobre as dormidas.
Segundo Fernando Medina, o município espera que cada taxa gere, em cada ano, oito milhões de euros, o que significa que a partir de 2016 a previsão é de um total de 16 milhões de euros. O dinheiro arrecadado será canalizado para um fundo de desenvolvimento turístico.

O responsável afirmou que “a decisão da Câmara de Lisboa para avançar com taxa turística é precisamente para apoiar sector do turismo”.

A questão com que “Lisboa se encontra confrontada neste momento é como arranjamos recursos para continuar a investir para melhorar o turismo. Tínhamos verdadeiramente duas opções. Uma era aumentar os impostos sobre os munícipes e outra era criar uma taxa turística moderada e muito limitada, que pudéssemos alocar exclusivamente ao desenvolvimento do turismo”, sustentou.

Questionado pelos jornalistas sobre se o município realizou um estudo de impacto da taxa, o número dois do município disse: “Claro que fizemos […] e fomos procurar e ver como tinham feito as melhores cidades da Europa em matérias de turismo”, como Paris, Roma, Barcelona e Berlim.

Quanto às críticas de juristas que dizem que a Câmara não tem competência para aplicar esta taxa por ter carácter de imposto, Fernando Medina afirmou que a opinião do município é contrária e apontou os relatórios da fiscalidade verde, em que está “sustentada a criação de uma taxa turística pelos municípios”.

“O argumento fundamental que permite a criação desta taxa é simples: os serviços que a Câmara presta aos turistas são os mesmos que presta a todos os cidadãos”, tais como ter uma via pública, arruamentos e jardins arranjados e dispor da Protecção Civil, enumerou.

Na segunda-feira, a Câmara informou que as crianças e as pessoas que estão na cidade sem ser em turismo não pagarão esta contribuição. 

A agência Lusa questionou a autarquia para tentar perceber como funcionavam estas excepções e como podiam ser controladas, sem resposta até ao momento.

* O sr. Presidente da Câmara, provável futuro primeiro-ministro, já anda nos treinos. Ensaia nos turistas que visitam Lisboa  para depois atacar em força no contribuinte nacional.

** Em relação ao sr. Fernando Medina que desvaloriza o roubo, apraz-nos dizer-lhe que existem pessoas que parecem mal paridas, dada a absoluta  proximidade do outro orifício.


.
.

7-BEBERICANDO

















Blue Hawaiian é uma bebida de férias muito popular. 
É feita com Creme de Côco, Curaçau Blue, Sumo de Ananas e Rum branco. 
Refrigere um copo alto com gelo e na altura  de enche-lo com os ingredientes deite o gelo fora. Misture todos os ingredientes com gelo picado numa misturadora, use uma velocidade alta, até ficar um creme. Verta no copo refrigerado e guarneça com uma rodela de ananas e uma cereja de marrasquino.


.
.



2-O MARTELO



DAS BRUXAS


video


Pela primeira vez na história, uma equipe internacional de investigação tenta desvendar os mistérios do Malleus Maleficarum, ou "O Martelo das Bruxas", um famoso manual escrito em 1485 e que mudou a maneira como o mundo concebia o mal.
Com instruções detalhadas de como encontrar, perseguir e castigar as bruxas, o Malleus inspirou séculos de acusações e derramamentos de sangue em todo o mundo.
Através de recriações e entrevistas com estudiosos, o NatGeo analisa a autoria, a legitimidade e a história do "Martelo das Bruxas"
FONTE: CALDEIRÃO DA SABEDORIA


.
.
HOJE NO
"A BOLA"

Líder do ranking mundial suspenso
. preventivamente por doping

Lee Chong Wei, atual número um do mundo, foi suspenso preventivamente pela Federação Internacional de Badminton, devido a aparente violação do regulamento antidopagem, anunciou esta terça-feira o organismo.

O atleta, de 32 anos, terá acusado positivo durante os Campeonatos do Mundo realizados em agosto, em Copenhaga, competição na qual foi finalista vencido.

Chong Wei incorre numa suspensão até dois anos, podendo representar o fim da carreira.

* De tão frequente já se torna corriqueiro.



.
.


MARCO RODRIGUES

AUSÊNCIA

video


.
.

HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS
DA MADEIRA"

Papa cria comissão para acelerar análise
. de recursos de condenados por pedofilia

O papa Francisco decretou hoje a criação de uma comissão para acelerar a análise dos recursos de padres e outros religiosos condenados por crimes graves, como a pedofilia, anunciou o Vaticano.
.
 A comissão, que será constituída por sete cardeais e bispos, funcionará na Congregação para a Doutrina da Fé (CDF), onde já chegam atualmente todos os recursos de padres e outros religiosos relativos a condenações pelas jurisdições diocesanas.

"Os numerosos recursos criaram uma acumulação de trabalho", explicou o padre Federico Lombardi, porta-voz da Santa Sé, sem revelar quantos processos de recurso estão atualmente a ser analisados.
Lombardi explicou que os recursos, sobretudo nos casos de abuso sexual de menores, "são um trabalho árduo" e "há casos acumulados" que estão a absorver todo o tempo da sessão ordinária da CDF, que se reúne uma vez por mês.

Segundo o porta-voz do Vaticano, atualmente são apresentados "quatro a cinco recursos por mês", pois "muitos membros do clero" recorrem das sentenças.

Segundo o padre Lombardi, tratam-se essencialmente de processos de abusos sexuais contra menores.
O presidente e os sete membros deste novo organismo, que podem ser externos à congregação, serão nomeados pelo Papa Francisco, adianta o Vaticano.

Segundo Federico Lombardi, a decisão de criar a comissão "foi bem acolhida e considerada uma boa solução" pela Congregação.
 .
 O Vaticano tinha anunciado em maio que os seus tribunais eclesiásticos tinham condenado pelo menos 3.420 padres e outros religiosos nos últimos 10 anos.
O padre Lombardi não adiantou se é frequente a CDF, que deve pronunciar-se durante o processo diocesano, anular condenações.
O papa ainda não nomeou os sete membros da nova comissão, que serão responsáveis por julgar os delitos contra a fé, os sacramentos e a moral.

As decisões da comissão aplicam-se apenas aos padres, deixando de fora os bispos e "alguns casos particulares" determinados pelo papa, cujos recursos continuarão a ser examinados pela sessão ordinária da CDF.
 .

Na linha do seu antecessor Bento XVI, o papa Francisco quer tolerância zero contra a pedofilia, um flagelo que terá feito dezenas de milhares de vítimas e que tem contribuído para desacreditar a Igreja Católica.

Os casos de pedofilia na Igreja Católica remontam, na sua maior parte, aos anos de 1960 a 1980, e o escândalo foi ampliado pelo facto de alguns dos padres envolvidos em casos de abuso sexual de menores terem beneficiado da tolerância da hierarquia.

* Atenção que esta comissão é só para avaliar recursos de padres, bispos e cardeais têm avaliação especial.



.
.

 O MAIS ALTO EDIFÍCIO

DO OCIDENTE

video

Esta é a vista da penthouse de 95 milhões de dólares em N.Y.

.
.
HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Países da UE podem recusar 
apoios sociais a imigrantes

Decisão do Tribunal Europeu de Justiça agrada a Estados como Alemanha e Reino Unido.
.
Os países-membros da União Europeia podem excluir dos apoios sociais os imigrantes, europeus ou não europeus, que tenham entrado no país especificamente à procura desse tipo de benefícios.
 .

A decisão é do Tribunal Europeu de Justiça, que hoje declarou que os Estados devem ter a possibilidade de recusar subsídios aos imigrantes "economicamente inactivos".

A decisão, que estabelece um precedente para situações futuras, remonta a um caso denunciado por uma cidadã romena que entrou na Alemanha grávida, dando à luz em Leipzig. Recebeu subsídio de maternidade no valor de 317 euros por mês, mas viu ser-lhe negado o subsídio de desemprego, porque as autoridades alemãs consideraram que não estava à procura de emprego de forma activa. O Tribunal Europeu decidiu hoje que a mulher não poderá requerer para ela e o seu filho a residência alemã, porque não tem meios para se sustentar no país.

A decisão interessa a países como Alemanha e Reino Unido, onde os movimentos anti-imigração têm crescido e os governos têm vindo a equacionar cortar os apoios sociais a imigrantes e até mesmo a pensar em formas de os expulsar do país. No caso de Berlim, por exemplo, apesar de atacar Londres por considerar limites ao direito à livre circulação de pessoas na UE, a intenção do governo alemão é poder expulsar imigrantes a receber rendimento social de integração que não tenham emprego há mais de seis meses - algo que poderia afectar até 11 mil portugueses.

* Uma lei polémica que se deseja não redundar em xenofobia.


.

.
 2-É MESMO MUIT
 MALDADE














.
.
 
HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Empresa Adubos de Portugal
 é foco de legionella

A empresa Adubos de Portugal, em Alverca, é a fonte provável do surto de legionella, que já deixou 264 pessoas doentes e matou outras cinco. O surto da bactéria estará relacionado com as torres de refrigeração da empresa, anunciou o ministro do Ambiente.
 .
A inspeção vai decorrer "nas próximas horas" e servirá para averiguar "eventual crime ambiental por libertação de microrganismos para o meio ambiente", disse Jorge Moreira da Silva.
 .
Número de infetados com legionella aumenta
O número de pessoas infetadas com legionella subiu para 264 esta terça-feira, segundo os últimos dados avançados pela Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo. Já o número de vítimas mortais, quatro no Hospital de Vila Franca de Xira e um no Centro Hospitalar Lisboa Norte, mantém-se em cinco.

Das 264 pessoas infetadas pela bactéria, 40 estão nos cuidados intensivos. Ao todo, 48 doentes estão a ser acompanhados no Hospital de Vila Franca de Xira, 76 no Centro Hospitalar Lisboa Central, 73 no Centro Hospitalar Lisboa Norte e 67 distribuídos por diversos Hospitais da Região da Lisboa.

* Importa definir se a empresa tem responsabilidades ou não, para crucificações já chega a dra. Paula da Cruz.


.
.
 SIDNEY
video

.
.
HOJE NO
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

Jorge Miranda e a mudança nas
 condições meteorológicas 
Podem ter alterado desenvolvimento 
do surto da bactéria legionella 

O presidente do Instituto Português do Mar e da Atmosfera disse que a mudança das condições meteorológicas dos últimos dias, com chuva e descida das temperaturas, "provavelmente alterou" o desenvolvimento do surto de legionella, que prefere temperaturas tépidas. "A alteração das condições meteorológicas que se têm verificado nos últimos dias provavelmente alterou significativamente as condições de desenvolvimento e transporte da bactéria legionella", referiu Jorge Miranda, apontando "a chuva e o abaixamento de temperatura". 

 Entre os fatores que favorecem o desenvolvimento da bactéria legionella está a temperatura da água entre 20°C e 45°C, sendo a ótima entre os 35ºC e 45ºC, conforme refere um documento da Comissão Setorial para a Água. O surto de legionella já causou 235 doentes e cinco mortos, estimando-se que todos têm relação com a região de Vila Franca de Xira. 
 .
O IPMA é uma das entidades que faz parte do grupo de trabalho que está a acompanhar as ações relacionadas o surto de legionella, bactéria que provoca pneumonias graves e pode sermortal, e tem fornecido informação sobre as condições meteorológicas registadas desde o início de outubro, nomeadamente naquela região. 

A tarefa do IPMA, desenvolvida em coordenação com a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), é "fornecer estimativas da velocidade do vento em superfície e em altitude, para as regiões que têm sido potencialmente estudadas pelo grupo de trabalho de forma a ser possível identificar indirectamente qual a possível fonte da emissão das partículas que contêm legionella", esclareceu o presidente do Instituto. 

"Temos fornecido informação relacionada com as condições meteorológicas, com a temperatura, fator também relacionado com a multiplicação das batérias em meio aquoso", acrescentou Jorge Miranda. 

O responsável do IPMA explicou que é importante saber qual a direção do vento "porque permite relacionar cada caso com a direção de onde poderá ter havido o transporte da legionella", mas também a intensidade "porque permite saber a distância entre a fonte e as pessoas que são afetadas" e a variação em altitude, "porque condiciona a forma como o transporte é feito".

 Jorge Miranda disse ainda que, à medida que são transportadas, as gotículas podem cair, descer na atmosfera, e atingir a superfície, ou podem evaporar-se, situações em que a legionella deixa de representar perigo. A Doença do Legionário transmite-se por inalação de gotículas de vapor de água contaminada (aerossóis) de dimensões tão pequenas que transportam a bactéria para os pulmões, depositando-a nos alvéolos pulmonares. 

264 CASOS CONFIRMADOS NA REGIÃO DE LISBOA E VALE DO TEJO 
O surto de legionella provocou, até ao momento, 264 casos na Região de Lisboa e Vale do Tejo, dos quais 40 estão a ser tratados em unidades de cuidados intensivos, segundo fonte oficial. 

Em comunicado, a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) indica que, dos 264 casos registados nesta região, 48 doentes foram acompanhados no Hospital de Vila Franca de Xira, 76 no Centro Hospitalar Lisboa Central, 73 no Centro Hospitalar Lisboa Norte e 67 distribuídos por diversos hospitais da região de Lisboa. 

Os cinco mortos registados ocorreram no Hospital de Vila Franca de Xira (quatro) e no Centro Hospitalar Lisboa Norte (um). A ARSLVT assegura que o plano de contingência hospitalar em curso “tem permitido uma resposta adequada e imediata a todos os casos que vão surgindo”. “Procurou-se, com a resposta dada, permitir que todos os doentes tenham um nível de cuidados adequado à sua situação clínica, garantindo ainda que cada uma das Unidades Hospitalares mantém margem na sua capacidade de resposta, sem prejudicar o [seu] normal funcionamento”, pode ainda ler-se no comunicado. 

* Para além de toda a informação científica é importante estarmos atentos ao que diz o sr. Director Geral de Saúde, em várias situações críticas  de maior  alarme, soube  inteligentemente tranquilizar a população.



.