quarta-feira, 5 de novembro de 2014

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

ZUMBA QUE ZUMBA
video



.
.


O QUE NÓS

ENTENDEMOS!


 CRESCIMENTO ECONÓMICO
EUROPEU, REVISTO  
EM BAIXA


video



* Uma informação "EURONEWS"

.
.


A NAU CATRINETA




.
.

O ORÇAMENTO
     DO
ESTADO 




CLIQUE EM "Programa OLHOS NOS OLHOS"

Se no dia do programa não teve oportunidade de ficar mais esclarecido sobre o tema, dispense-se tempo para se esclarecer agora, este programa é extenso mas terrívelmente claro e polémico.
.


.
HOJE NO
"A BOLA"

«Estamos felizes por contar com Nani»
 - Marco Silva

Nani carimbou mais uma excelente exibição de leão ao peito, fazendo o seu primeiro golo em Alvalade, desde o seu regresso de Manchester.
O técnico do Sporting, Marco Silva, apesar de preferir destacar o coletivo fez questão de tecer um comentário sobre as recentes exibições do `camisola 77`.

«Não gosto de estar a individualizar, mas a verdade é que o nível exibicional que o Nani tem vindo a apresentar assume um papel muito importante na nossa equipa», disse o técnico leonino na conferência de imprensa após a vitória (4-2) frente ao Schalke.

«Estamos muito felizes por poder contar com ele na nossa equipa», acrescentou. 


«Não é uma vitória pessoal»
 - Lopetegui
.
Julen Lopetegui recusa olhar para o apuramento do FC Porto para os oitavos de final da Liga dos Campeões como uma vitória pessoal.

«Não é uma vitória pessoal, é uma vitória do FC Porto. Sou treinador do FC Porto, nada mais. Estou encantado com carinho dos adeptos, da cidade e do clube», salientou.
 
*  Parabéns ao FCP por já estar nos oitavos de final  da Champions, parabéns ao técnico e jogadores do Sporting por  ainda poderem sonhar, apesar das "carvalhadas" internas.


.
.



DIOR


PARIS
HAUTE COUTURE
OUTONO/INVERNO
2014/2015

video




.
.
HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS
DA MADEIRA"


Pouco exercício, pouco peixe e
 pouco uso do fio dental

Mau uso do fio dental na higiene oral, pouca ingestão de água e peixe na alimentação diária e pouca prática de exercício físico fora da escola. Esta foram três das falhas que os alunos do curso de enfermagem da Universidade da Madeira encontraram nos dados recolhidos junto de cerca de duas centenas de alunos da Escola Básica do 2.º e 3.º Ciclos de Santo António. 
 .
SIGAM O CHEFE
A informação, que foi divulgada esta tarde, no referido estabelecimento de ensino, faz parte de um projecto de promoção de estilos de vida saudáveis e que numa segunda fase visa intervir junto dos alunos de modo a levá-los a adoptar os melhores hábitos. Em Janeiro, serão apresentados os resultados do impacto da intervenção, segundo adiantou Otília Freitas, do Centro de Competências de Tecnologias da Saúde da Universidade da Madeira.

Eduarda Vieira, a finalista do curso de enfermagem que apresentou os resultados do estudo, revelou que também foram registados “consumos mínimos de tabaco e álcool” entre os alunos do universo analisado, bem como um défice de conhecimento sobre as consequências dos diversos tipos de drogas. “Não sendo dados estatisticamente expressivos não deixam de nos preocupar”, admitiu a estudante.

Presente na divulgação deste projecto, o secretário regional da Educação, Jaime Freitas, elogiou esta parceria entre a UMa e a Escola de Santo António e defendeu que, além de ser um pólo de transmissão de saberes e conhecimentos, a escola deve saber “acolher as tradições e culturas que vêm da sociedade e ser um agente de mudanças na sociedade em que se insere”. 

* E que tal fazer este rastreio a toda a população...


.
.
  
3-VISIONÁRIOS


video



* As nossas séries por episódios são editadas no mesmo dia da semana à mesma hora, assim torna-se fácil se quiser visionar episódios anteriores.

.
.

HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Conselho de Finanças identifica
 “riscos não negligenciáveis”
 no Orçamento

O Conselho de Finanças Públicas está principalmente preocupado com a forma como a meta orçamental será atingida no próximo ano. 

A entidade que monitoriza as contas públicas, o Conselho de Finanças Públicas (CFP), identifica "riscos não negligenciáveis" na proposta de Orçamento do Estado para 2015 (OE/2015), apresentada pelo Governo. O aviso é feito no parecer sobre o documento, publicado hoje e que será amanhã apresentado aos deputados.
 .

As fragilidades do OE/2015 são visíveis "quer no respeitante às previsões macroeconómicas em que se baseia, quer quanto às medidas de política orçamental que lhe estão implícitas", lê-se na nota de imprensa que acompanha o parecer. A entidade liderada por Teodora Cardoso identifica um montante de 421 milhões de euros de medidas permanentes que não se encontram suficientemente especificadas. Este valor corresponde a cerca de 40% do total das medidas permanentes para consolidar o défice.

A este número, acrescentam-se 100 milhões de euros de poupança com prestações sociais que o CFP considera não estarem também devidamente detalhados. Além destas medidas não estarem bem concretizadas, a proposta de Orçamento também não inclui qualquer plano de implementação das mesmas, que permita monitorizar os impactos que serão obtidos ao longo do ano.

A principal preocupação revelada pelo relatório do Conselho é a "constatação de uma inflexão significativa no respeitante à composição do crescimento económico previsto". Esta alteração no modo como a economia vai crescer terá impacto na sustentabilidade do crescimento obtido, como no próprio orçamento e no modo de atingir as metas orçamentais.

* Mais uma vez o Conselho de Finanças Públicas a dar conta da leviandade com que foi elaborado o Orçamento para 2015.


.

FREI BENTO DOMINGUES O.P.

.




Eu já não acredito 
no Papa Francisco (2)

 Um futuro de justiça e de paz para todos não é uma loucura. É uma tarefa!

1. O título da crónica do Domingo passado – Eu já não acredito no Papa Francisco - foi censurado por uma razão óbvia: o título tem de exprimir o conteúdo do texto. Ora, o meu artigo era um elogio do pontificado do papa Bergoglio e uma convocatória para não o deixarmos só, no momento em que é acusado de instalar o “PREC”, na Cúria Romana. Texto e título estão em mútua oposição. Aceito e agradeço o reparo.

Além disso, o emprego corrente da expressão - “eu já não acredito” – revela um desapontamento, uma decepção com o Pontífice romano, observável em diferentes quadrantes: para uns, ele já foi longe demais; para outros, ao ser demorado na reforma da cúria, será ela a tornar impossível continuar a obra começada. Ao espelhar esta situação, visava algo muito diferente que insinuei, na última linha, sem mais explicações.Vamos, então, à substância. Não sou católico por causa do Papa Francisco, cujo projecto e práticas me dão muita alegria, não podendo dizer o mesmo de todos os que conheci, mas nunca poderei esquecer a minha dívida a João XXIII.

Causam-me sempre bastante tristeza os desabafos das pessoas que deixam de “ser católicas” devido a certas posições da hierarquia eclesiástica. Nessas alturas, lembro-me da reacção do Padre Chenu, quando, em meados do século passado, louvaram a sua “obediência”, em vez de revolta contra as condenações romanas a que fora submetido. Escreveu um texto para dizer que não se tratava de obediência: foi e é a fé sobrenatural em Jesus Cristo, que recebi na Igreja, mas que não é propriedade de nenhuma instituição humana ou religiosa, que me sustenta.

Chenu, grande medievalista e renovador do conhecimento histórico de Tomás de Aquino, lembrava que, para este teólogo, o terminal do acto de fé não são os enunciados do Credo, mas a misteriosa realidade divina. Estes são apenas mediações para o encontro com a Verdade (II-II, q.1.a.2 ad 2). Para S. Tomás, a fé teologal refere-se à própria realidade de Deus e não a uma criatura, como por exemplo a Igreja. Por isso, no Credo, quando se diz creio na Santa Igreja Católica, esta expressão deve ser entendida como referida ao Espírito Santo. Daí que seria preferível dizer simplesmente: creio no Espírito Santo que santifica a Igreja (II-II, q.1.a.9).

Trazer para aqui estas subtilezas parece uma tentativa para ignorar os debates actuais em torno da fé cristã e dos seus problemas, num contexto que oscila entre o ateísmo, o fideísmo e as espiritualidades à la carte, mais ou menos bem adocicadas.

2. A seguir à 2.ª Guerra Mundial, certas correntes teológicas tentaram responder à seguinte questão: que sentido tem, para a construção do Reino de Deus, o trabalho e o lazer em que gastamos a maior parte do nosso tempo? Desenvolvia-se, então, a teologia das realidades terrestres e do sentido da construção da História Humana. Desejava-se viver o Cristo todo na vida toda. Os próprios padres deixavam a sacristia e iam para as fábricas aprender o que custava a vida dos trabalhadores. Dizia-se que estava mal, porque mãos consagradas e dedicadas a levantar a Hóstia na missa não se podiam manchar no óleo e na ferrugem. Nenhum trabalho, porém, era incompatível com as mãos daqueles e daquelas que o Baptismo consagrou. A “teologia do laicado” foi superando os limites da teologia da Acção Católica. O Vaticano II, na Gaudium et Spes, assumiu as dimensões incarnacionistas da fé cristã: um futuro de justiça e de paz para todos não é uma loucura. É uma tarefa! A fé é uma esperança que revela uma dimensão que a razão esquece e reprime: o horizonte dos seres humanos não se limita à sua condição mortal. O futuro não é apenas o resultado das nossas acções e do sacrifício de gerações inteiras, para que aconteça um mundo em que se possa viver. Este futuro seria um engano para todas aquelas e aqueles que foram escravos da construção daquilo que nunca poderão ver nem gozar. Só a memória infinita do Amor por cada ser humano pode vencer a vala comum.

3. No dia consagrado a não esquecer aqueles que já encontraram a Casa da Alegria, lembro o poema de Frei J. Augusto Mourão, escrito para uma música muito bela que se canta no Convento de S. Domingos:
Não pode a morte reter-me na cruz. Não pode o mundo arrancar-me à raíz. Ao pé de Deus hei-de sempre viver. Com Deus cheguei e com Ele vou partir.
Não poderá corromper-se a alegria. Não pode o fogo extinguir-se no céu. Meu ser demanda a morada do Deus que guarda os nomes no livro da vida.

Não pode a morte apagar o desejo de ver a Deus face a face e viver. A Deus busquei toda a vida e vivi de acreditar no infinito da vida. Não nos reduz o escuro da noite.

Não pode o amor esquecer o que o altera. Já ouço a voz do Senhor, Deus dos vivos. Já ouço a voz do amigo que vem.

Não pode o mar esquecer o que o salga. Não pode a areia esquecer-se do mar.
Meu Deus, meu Deus, vem buscar-me ao deserto. Que em tuas mãos entreguei a minha sede. A Tua vida me toma e transporta. Teu sangue inunda meu corpo de paz. Eu vejo as mãos do Senhor glorioso. Nas minhas mãos a memória de Deus.
A Ti, Senhor, meus desejos regressam. Findo o andar, disponíveis as mãos. Abre meu corpo ao devir que não sei. Eu chamo a esperança pelo nome de Deus.

IN "PÚBLICO"
02/11/14


.
.
.


324.UNIÃO


EUROPEIA





.
HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Traficantes usam batedores na A1
 
Recebiam as ‘mulas’ na Portela e seguiam com a droga para a Galiza pela autoestrada.

Um grupo de traficantes galegos, que usava o aeroporto de Lisboa para fazer entrar na Europa cocaína proveniente do Brasil, foi apanhado numa operação conjunta da Polícia Judiciária e das autoridades espanholas. Foram detidas doze pessoas, duas delas em Lisboa.
.
Segundo apurou o CM, o grupo utilizou em várias ocasiões carros batedores, com a função de seguirem à frente das viaturas que levavam a droga, em esconderijos na carroçaria, de Lisboa para a Galiza através da A1. O objetivo era fazerem segurança e verificar se a via estava sem polícia.

A investigação, que durava há meses, apurou que o grupo trazia a cocaína do Brasil, por avião, através de ‘mulas’ (correios) de droga. No fim de semana, a PJ apanhou no aeroporto de Lisboa uma dessas ‘mulas’, um homem de 51 anos que tinha 2,4 quilos de cocaína escondidos numa mala de viagem, e um outro de 32 que o aguardava para fazer a recolha e o transporte da droga para a Galiza.

Ao mesmo tempo, na Corunha, a polícia espanhola prendia dez outros espanhóis e fazia sete buscas domiciliárias. Apreendeu produto de corte da droga e vários carros. Os doze detidos ficaram em prisão preventiva. O grupo controlava boa parte do tráfico de cocaína naquela região.

* O traficante é o indivíduo que condena o consumidor a uma morte lenta e desesperada, em vez de ficar preso e a gastar dinheiro ao país devia tomar uma overdose, isto somos nós a reinar, pois claro.
Excelente trabalho conjunto das polícias.


.
.


 O MONDEGO

video




.
.


44.O MELHOR
 DA ARTE 

O SONHO DA

DIAGONAL/2

  
PIERO DELLA

FRANCESCA


video

Da tela ao tipo de pincel usado pelo artista, do contexto político, histórico ou individual do pintor e da época de seu trabalho, Palhetas desvenda os inúmeros segredos que um quadro pode esconder. Usando finas técnicas como raio-X e infra-vermelho, o programa disseca pinturas ao seu nível mais íntimo fazendo uma astuta investigação.



.
.

HOJE NO
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

Moção de estratégia ao congresso 
apresentada em Coimbra 
António Costa formaliza candidatura 

 O presidente da Câmara de Lisboa formaliza amanhã (quinta-feira) a sua candidatura ao cargo de secretário-geral do PS. A apresentação por António Costa da moção de orientação política estratégica para o congresso nacional do PS, que se realiza em Lisboa nos dias 29 e 30 deste mês, está marcada para sexta-feira, pelas 18h00, no auditório da Fundação Bissaya Barreto, em Coimbra. 

 Até às eleições diretas para o cargo de secretário-geral do PS, agendadas para a semana anterior ao congresso (dias 21 e 22 de novembro), o candidato socialista a primeiro-ministro vai percorrer o país, tendo já reuniões marcadas com militantes de todas as federações do país - um périplo que foi coordenado pela vice-presidente da bancada socialista e líder da federação de Setúbal, Ana Catarina Mendes. 
 .

Ao contrário do que aconteceu no processo das eleições primárias de 28 de setembro, em que estes encontros eram totalmente abertos à comunicação social, agora a equipa do candidato socialista a primeiro-ministro apenas abrirá à comunicação social a intervenção inicial de António Costa. Depois de apresentar a moção de estratégia em Coimbra, o presidente da Câmara de Lisboa desloca-se no sábado a Bragança, tendo uma sessão pelas 15:00 horas no auditório Paulo Quintela desta cidade. No domingo, o provável futuro líder do PS estará em Castelo Branco, tendo um encontro com militantes no auditório da NERCAB também ao início da tarde. Já no que respeita à moção de estratégia de António Costa, que definirá a linha política do PS nos próximos dois anos (período que inclui eleições legislativas e presidenciais), será balizada pelo programa "Agenda para a Década" - documento de médio prazo coordenado pela ex-secretária de Estado Maria Manuel Leitão Marques e que deverá incluir contributos provenientes de estruturas de reflexão política lançadas pela anterior direção socialista, casos do Laboratório de Ideias e Proposta para Portugal (LIPP) e da Convenção Novo Rumo. 

Além da moção de estratégia, a equipa de António Costa entregará em breve um projeto de revisão dos estatutos do PS, o qual terá dois objetivos centrais: A consagração de eleições primárias nacionais abertas a simpatizantes quando se verificar a existência de mais do que um candidato; e o fim de parte substancial das alterações estatutárias aprovadas em março de 2012 pela anterior direção de António José Seguro. 

Os apoiantes de António Costa estão contra a indexação dos congressos nacionais e das eleições diretas para a liderança partidária à duração das legislaturas no país, mas também contra a realização de eleições concelhias apenas depois de eleições autárquicas. Desta forma, os mandatos dos dirigentes nacionais, federativos e concelhios do PS deverão voltar a ser de dois anos, tal como acontecia antes de 2012. 

* Está para chegar SOCRATES II, o PS merecia melhor.


.
.

Sara Tavares

Balancê

video

.
.

HOJE NO
"DIÁRIO  DE NOTÍCIAS"

Taxa de desemprego cai para 13,1%
 no terceiro trimestre de 2014

Valor é inferior em 0,8 pontos percentuais ao do trimestre anterior, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística. 
 .
A taxa de desemprego caiu para os 13,1% no terceiro trimestre deste ano, uma queda homóloga de 2,4 pontos percentuais e um recuo de 0,8 pontos face ao trimestre anterior, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE).

De acordo com as estatísticas do emprego relativas ao terceiro trimestre de 2014, hoje divulgadas pelo INE, neste período, a população desempregada foi de 688,9 mil pessoas, o que representa uma diminuição trimestral de 5,5% e uma queda homóloga de 16%, ou seja, menos 40 mil e menos 131 mil pessoas, respetivamente. 

A taxa de desemprego estimada pelo INE para o período entre julho e setembro caiu, assim, mais do que o esperado pela generalidade dos analistas contactados pela agência Lusa, que antecipavam uma pequena descida para os 13,8%, justificada por uma melhoria ligeira da economia, do mercado de trabalho e da confiança dos agentes económicos e também pelo "recuo da população ativa". 

* Os funcionários do INE não são mentirosos, aldrabados são os números que lhes chegam às mãos.

.
.
RETRIBUINDO
video


.
.

HOJE NO
"RECORD"

Cristiano Ronaldo: 
«Em janeiro há Bola de Ouro e 
não vou entrar em polémicas»

Cristiano Ronaldo foi confrontado, durante a conferência de imprensa que assinalou a conquista da sua terceira Bota de Ouro, com a ideia de que tem de fazer mais do que outros futebolistas para conquistar prémios individuais e com as reações de Joseph Blatter e Platini, que afirmaram que deveria ser um alemão (o presidente da FIFA falou mesmo em Neuer) a ser eleito melhor do Mundo em 2014.

Bem-disposto, o craque do Real Madrid brincou com a situação. "Não quero ir por aí. Em janeiro há Bola de Ouro e está tudo a correr bem (risos), não quero entrar em polémicas (riso). Tento dar a resposta dentro de campo, é o mais adequado para quem opina, para quem manda, para quem dá prémios. Cabe-me dar sempre a resposta dentro de campo. Este não é o momento exato. Daqui a alguns anos talvez tenha uma resposta diferente", contou o capitão da Seleção.

"Não estou obcecado com isso [conquista da Bola de Ouro]. Sou sério no tabalho, sempre demonstrei isso aqui no Real Madrid. Isso vê-se nos números. Nos últimos cinco anos os meus núemros são muito bons", acrescentou.

* A terceira "Bota de Ouro" de Cristiano Ronaldo é uma espécie de cenoura no orifício traseiro de Blatter e Platini como documenta a imagem. 
Os políticos, banqueiros e analistas inventam os números que lhes apetece, os números de Ronaldo são reais.


.
.


RAIOS PARTAM
ESTAS MÃES!

NÃO SABEMOS EM NOME DE QUE ARTE, ALGUMAS MÃES CONVENCEM OS FILHOS A IMITAR UM MORTO E ELAS TIRAM FOTOGRAFIAS, HÁ PACHORRA?



















.
.
HOJE NO
"JORNAL  DE NOTÍCIAS"

Expulsão de juízes 
"não é nada contra os portugueses", 
diz Xanana 

O primeiro-ministro de Timor-Leste, Xanana Gusmão, disse esta quarta-feira que não tem nada contra os portugueses nem contra Portugal e que a expulsão de funcionários internacionais, a maioria portugueses, visou defender o seu país. 
 .
"Não permitiremos que a nossa soberania seja violada. Entendam que não é nada contra Portugal, não é nada contra os portugueses que estão aqui e não só portugueses, porque não são só portugueses" visados na resolução, disse o primeiro-ministro timorense, em entrevista exclusiva à agência Lusa.

Xanana Gusmão garantiu também que não há "intenção nenhuma de esfriar as relações com Portugal" e lembrou que todos têm problemas e que às vezes é preciso tomar decisões.
"Só peço para reduzirem um bocado a emoção com que se expressam", disse.
"Posso aceitar que a surpresa que causámos foi elevada a uma dimensão maior do que queríamos, o nosso desejo foi só o de interromper o ambiente viciado em que nós perdemos dinheiro quando exigimos às companhias (petrolíferas) para nos pagar o que deduziram por fraude", salientou, pedindo a todos os portugueses para compreenderem que são questões de soberania e interesse nacional.

O Governo de Timor-Leste ordenou na segunda-feira a expulsão, no prazo de 48 horas, de oito funcionários judiciais, sete portugueses e um cabo-verdiano.

No dia 24 de outubro, o parlamento timorense tinha aprovado uma resolução a determinar uma auditoria ao sistema judicial do país e a suspender os contratos com funcionários judiciais internacionais "invocando motivos de força maior e a necessidade de proteger de forma intransigente o interesse nacional".

"Tentámos sobretudo colocar os interesses da Nação em primeiro lugar e, se me permitem, [mando] um abraço a todos os portugueses", concluiu.

* Xanana tem razão, não tem nada contra os portugueses em geral, mas contra os portugueses que estavam a investigar as mais altas instâncias do poder político timorense, incluindo a ministra das Finanças, de casos gravosos de muita corrupção. Quem visita Timor sabe que dá um pontapé numa pedra e descobre um funcionário corrupto.
E se o aburguesado Gusmão também na massa meteu a mão?


.
.

TALVEZ A MELHOR
video


.
.
HOJE NO
"JORNAL  DE NEGÓCIOS"

Conheça os números da discórdia 
entre Governo, FMI e Bruxelas

O Governo não tem a mesma projecção para os indicadores portugueses para 2015 que a Comissão Europeia e o FMI. Veja os números que estão no centro da discórdia.

As projecções para 2015 do Governo não coincidem com as de Bruxelas e do FMI. Há vários indicadores que têm projecções diferentes. Mas é no défice que a discussão se tem centrado. Portugal prevê para 2015 um défice orçamental de 2,7%. Já Bruxelas e FMI não acreditam que fique abaixo dos 3%, como pretende o Governo.

* Os números que preocupam a sério são outros:
- Dívida Externa 234% do PIB
- Já vamos em 3 milhões de pessoas em estado de pobreza
- Menos de 83 mil nascimentos
- 4 mulheres assassinadas pelos conjugues em cada mês.



.
.

Há gente na psiquiatria 
por bem menos! 













.
.
 HOJE NO
"DESTAK"

Elementos da PJ constituídos arguidos por sabotagem informática agravada 

Os dois elementos da PJ que trabalharam na plataforma informática Citius e que foram alvo da participação de sabotagem informática foram hoje inquiridos, como arguidos, no inquérito-crime aberto pelo Ministério Público, revelou à Lusa a advogada de defesa. 
 .

Isabel Duarte adiantou que a participação resultante do relatório do Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos de Justiça (IGFEJ) sobre as falhas ocorridas no Citius invoca a prática pelos arguidos (Hugo Tavares e Paulo Queirós) de um crime de sabotagem informática agravada. 

A advogada referiu que aqueles dois elementos que trabalharam, em comissão de serviço, no IGFEJ, quiseram prestar declarações em sede de inquérito, ao procurador Pedro Verdelho, realçando que, depois da forma negativa como foram "publicamente tratados", dar esclarecimentos ao Ministério Público era um "ponto de honra" e uma exigência. 

* Ontem a "pensionista de serviço" às notícias referiu não acreditar na culpabilidade dos dois agentes, hoje temos dúvidas, mas estamos longe de acusar alguém.



.