segunda-feira, 20 de outubro de 2014

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.












.
.

 O QUE NÓS

  "ENRICAMOS"!



AS 10 MAIORES ECONOMIAS
DO MUNDO PARA 2015

video


.


.
 SOCORRO


















.
.
.

SAUDADE

  INTÉRPRETES 
MARJOLAYNE ARGER, JULIE-ANNE 
CÔTÉ, KATIA GRUBISIC, LILY LAPIERRE,
SANDRINE MARTEL-LAFERRIÈRE, 
MENKA NAGRANI, JOCELYNE PARR, 
KARINE RATHLE
COREOGRAFIA   

MARJOLAYNE ARGER

video



.
.
HOJE NO
"OBSERVADOR"

Monica Lewinsky: 
“Eu fui a paciente zero”

Monica Lewinsky é a mais recente personalidade a juntar-se ao Twitter, cujo perfil estreou esta segunda-feira com um simples tweet: “#HereWeGo” (“aqui vamos nós”, em português). Uma hora depois, a conta da ex-interna da Casa Branca foi confirmada e seguiu-se uma segunda mensagem onde confirmou presença na cimeira organizada pela Forbes, 3o Under 30. Com apenas dois tweets, Lewinsky angariou 29,4 mil fãs.
 .
Mas é sobretudo pela cimeira, que também aconteceu esta segunda-feira, que a ex-amante de Bill Clinton — quando este era presidente dos Estados Unidos da América — é notícia. Perante uma audiência de mais de 1000 pessoas, Lewinsky quebrou o silêncio de uma década (ou quase) para anunciar uma campanha em que está envolvida e que pretende acabar com o cyberbullying e com a cultura tóxica da humilhação via Internet, escreve a Forbes. Foi o primeiro discurso público de sempre.

“De uma noite para a outra, passei de uma figura completamente privada para ser humilhada publicamente. Eu fui o paciente zero. A primeira pessoa a ter a sua reputação completamente destruída a nível mundial pela Internet”, disse num auditório em Filadélfia. Aos 41 anos, contou o seu lado da história num discurso emocionado e descreveu como o escândalo lhe abalou a autoestima.

“Francamente, quase me desintegrei. Não, não é uma palavra muito forte. Eu gostava que fosse, mas não é. (…) Eu queria morrer”, disse no discurso promovido pela Forbes. Contou que, durante aquele período, percebeu que existiam duas versões de si mesma: a que era real e a pública, construída por fações políticas e pelos media — “construída com poucos factos e muita ficção”. E acrescentou: “Os meus amigos não conheciam essa Monica. A minha família não conhecia essa Monica. E esta Monica, a Monica real que aqui está hoje, não a conhecia também”.

Em maio Lewinsky escreveu para a Vanity Fair e criticou as forças políticas e mediáticas e a forma como estas a afetaram desde os seus 24 anos – “É tempo de queimar a boina e enterrar o vestido azul”.

* Não custa acreditar que Monica foi devorada pela máquina da contra informação norte-americana.

.
.
.

FORÇA AÉREA
PORTUGUESA

RESGATE A16/10/14


AÇORES


video


A Força Aérea Portuguesa realizou no dia 16 de outubro o salvamento de dois tripulantes de uma embarcação que se encontrava à deriva a 455Km das Lajes, Açores.

.
.
HOJE NO
"AÇOREANO ORIENTAL"

Lavoura açoriana reivindica
 mais investimento para 
infraestruturas agrícolas

O presidente da Associação Agrícola de São Miguel, Jorge Rita, pediu hoje mais investimento para as infraestruturas agrícolas numa reunião com o secretário regional da Agricultura.
 .
INFRAESTRUTURA
"Não basta todos nós apregoarmos que a região tem de produzir com qualidade se nós não tivermos as infraestruturas adequadas. Tem de haver um grande reforço e um grande investimento nas áreas das infraestruturas agrícolas para que o objetivo de produzir com qualidade seja aquilo que todos nós pretendemos", afirmou Jorge Rita.

O presidente da Associação Agrícola de São Miguel reivindica melhores acessos, redes de distribuição de água e de energia elétrica para as explorações numa altura em que se prepara o plano e orçamento regional do próximo ano.

"Cerca de 12 ou 13% de explorações de produção de leite é que têm eletrificação, ou seja, ainda existe aqui alguma margem de crescimento que é importante que seja colmatado rapidamente. Que o próximo quadro comunitário e esses planos anuais com a coparticipação da região venham colmatar de uma vez por todas essa lacuna que nós temos na região e, concretamente, a nível de São Miguel, também", afirmou.

Segundo Luís Neto Viveiros, secretário regional da Agricultura, está reservada uma verba para 2015, na ordem dos 7 milhões de euros, apenas para a área das infraestruturas agrícolas, que se traduz num aumento de cerca de 3 milhões de euros em relação a este ano.

"Naturalmente que queremos sempre ter mais e fazer melhor, mas também temos as nossas limitações orçamentais. Dentro do orçamento da Secretaria Regional de Agricultura e Ambiente estes foram os pontos mais sensíveis e onde houve mais reforço e por isso estou convencido que não sendo aquilo que todos ambicionamos, porque queremos sempre ter mais, é aquilo que é possível fazer", sublinhou.

Apesar do aumento, os agricultores de São Miguel manifestaram-se insatisfeitos com a verba alocada para esta área e Neto Viveiros admitiu fazer alguns ajustamentos até novembro, altura em que o plano e orçamento dos Açores para 2015 chegará ao parlamento açoriano.

"Há sempre alguma margem, mas quando nós retiramos de uma ação, naturalmente teremos de prejudicar outras. É possível sempre fazer ajustamentos. Neste momento é apenas um documento base que espelha de facto um esforço acrescido relativamente ao que foi feito nos anos anteriores nestas áreas", acrescentou.

* Para que o exercício de qualquer actividade torna-se necessário a instalação de infraestruturas adequadas, tanto bilhões  que já vieram de Bruxelas desde 1985 e ainda falta fazer coisas comezinhas como redes de água e postos de energia eléctrica, para onde foi o dinheiro?


.
.
.

 MINUTOS DE


CIÊNCIA/18


VIDA DESCOBERTA EM LAGO 
ISOLADO DA ANTÁRTIDA

video



.
.
HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Durão avisa Cameron que Londres 
está a cometer um "erro histórico"

O presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, deixou um aviso esta manhã, em Londres, ao primeiro-ministro David Cameron: o Reino Unido arrisca-se a cometer “um erro histórico” ao afastar os aliados da Europa.
 .
Durão Barroso voltou hoje a atacar a política britânica, depois de ter criticado ontem a intenção de David Cameron de apertar o controlo aos imigrantes do Leste da Europa.

Segundo o jornal Guardian, o discurso de Durão Barroso proferido hoje em Londres é "o mais forte ataque de Bruxelas aos conservadores".

"Parece-me que qualquer tipo de limite arbitrário é contra um princípio fundamental dos tratados, que é a liberdade de circulação, e que eu tenho certeza que não será aceite", afirmou Barroso.

O presidente da Comissão Europeia avisou que não há espaço para discutir medidas como esta e questiona como vai o Reino Unido sobreviver sem ajuda dos amigos europeus.

"Têm a certeza que estarão melhor fora (da UE) do que dentro? Só os britânicos podem medir os prós e contras e tomar uma decisão. Pela nossa parte, a porta sempre esteve e sempre estará aberta", sublinhou Barroso.

* Terá sido Merkel a encomendar-lhe o sermão?


.

VICENTE JORGE SILVA

.



Os novos sonâmbulos

Li há pouco a tradução portuguesa (infelizmente tardia, apressada e com revisão muito descuidada) de Os Sonâmbulos, do historiador australiano Christopher Clark, talvez a obra mais completa e esclarecedora sobre as origens da I Grande Guerra, mas que tem passado quase despercebida entre nós.
"De Sócrates a Passos, o que vemos é um pequeno exército de sonâmbulos perdidos nos seus enredos fatais"
Clark mostra como os dirigentes europeus de há um século se deixaram arrastar, sem se darem conta das consequências dos seus actos irreflectidos e suicidas, para o conflito mais devastador da história europeia, apenas superado, trinta anos depois, pela II Guerra Mundial (cujas origens remontam, porém, às tremendas convulsões provocadas pelo morticínio de 1914-18).

Apesar de algumas aparentes contradições na descrição do enredo dos acontecimentos que conduziram à catástrofe, a metáfora do sonambulismo no comportamento dos dirigentes europeus revela-se inteiramente apropriada: não há um culpado solitário mas uma conjugação de culpas múltiplas que se encaixam umas nas outras como num puzzle construído por uma entidade invisível e maléfica.

O livro de Clark tem sido evocado a propósito da recente crise na Ucrânia e dos riscos de um confronto armado entre a Rússia e o Ocidente. No entanto, o alcance contemporâneo de Os Sonâmbulos é ainda mais vasto e assustador quando observamos o mapa dos conflitos internacionais, nomeadamente desde o 11 de Setembro e os efeitos perversos da intervenção americana no Iraque, culminando no actual surto do fanatismo islâmico que ninguém foi capaz de prever - e prevenir.

Mas o estado de sonambulismo descrito por Clark em relação a 1914 não se reduz hoje à esfera dos comportamentos que proporcionam subrepticiamente - e irresistivelmente - o desencadear das guerras. Veja-se, por exemplo, o que vem acontecendo na União Europeia ou até, a uma escala bem mais modesta mas não menos reveladora, em Portugal. Não estaremos perante outras formas de sonambulismo - embora pacífico, digamos - que conduzem a situações críticas de ruptura financeira, económica e social?

Foi isso, aliás, que esteve também na raiz do grande terramoto financeiro de 2008, com a falência seminal do Lehman Brothers, propagando-se um pouco por todo o mundo até atingir o seu epicentro na Europa. Enfrentamos agora uma aguda crise de crescimento e deflação prolongada para a qual não se vislumbra ainda uma saída, apesar dos alertas (e remédios) lançados por Mario Draghi, presidente do BCE, ou alguns dirigentes do FMI (organismo que é, de resto, um caso agudo de sonambulismo e esquizofrenia, com as suas recomendações de sinal contrário sobre a austeridade e o crescimento).

Será compatível o combate à recessão e à deflação com o dogma integrista dos 3% do défice do PIB que penaliza especialmente os países mais afectados pela austeridade e pelo agravamento imparável da dívida externa, como acontece com Portugal? Haverá sonâmbulo mais consumado do que o alemão Schäuble, ministro das Finanças de um país cujo fundamentalismo doutrinário não o impediu de ser já atingido pelo agudizar da crise europeia?

Ao  justificar  a  meta  do  défice de 2,7% do PIB no Orçamento do Estado de 2015, em vez dos 2,5% combinados com a troika, Passos Coelho  manifestou-se  contra  o “fanatismo orçamental” de Bruxelas - que insiste, além disso, numa dose renovada de austeridade. Eis uma interessante reconversão pré-eleitoral de duas décimas por parte de quem não só parecera acomodar-se a esse fanatismo como se propusera ir ainda para além da troika.

O sonambulismo tornou-se uma espécie de estado vegetativo dos dois parceiros da coligação, constrangidos a manter a sobretaxa do IRS e condicionando a sua descida em 2016 a um aumento mágico da receita fiscal. Um expediente eleitoralista pouco convincente - e muito questionável no plano fiscal e constitucional - mas que mostra o colete-de-forças em que se debate o Governo depois de ter exercitado até ao limite a postura de 'bom aluno' europeu.

Mais ou menos convictos (o PSD) ou relutantes (o CDS, grande derrotado na baixa dos impostos), os aliados da maioria perseguiram o objectivo impossível do programa da troika - ou só possível aos olhos dos sonâmbulos de Lisboa e Bruxelas. Agora, nem os 4% do défice de 2014 estão seguros. Os nossos vigilantes europeus já prevêem a hipótese sombria de 7,5% por causa do buraco do BES.

Por causa do BES - e não só - caiu  entretanto  a  mítica  PT, arrastando o quase eterno sobrevivente Granadeiro e o genial Bava. Aliás, desde Sócrates a Passos, passando pelo dono-disto-tudo Ricardo Salgado, entre o despesismo iluminado e a austeridade redentora, entre capitães da banca e da indústria ou sargentos políticos, o que vemos é um pequeno exército de sonâmbulos perdidos nos seus enredos fatais.

IN "SOL"

.
.
.


308.UNIÃO


EUROPEIA



.
HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

GNR transmitiu conselho de segurança
 a mais de 30.000 idosos 

A operação "Idosos em Segurança 2014" foi realizada em todo o país.

Mais de 30.000 idosos receberam da GNR conselhos sobre os procedimentos que devem adotar para evitar situações de burla e furto em residências, indicou esta segunda-feira a corporação.


A operação "Idosos em Segurança 2014", realizada em todo o país entre 22 de setembro e 19 de outubro, envolveu os militares da GNR das Secções de Programas Especiais (SPE), que realizaram 2.614 ações de sensibilização junto de 30.883 idosos.

Em comunicado, a Guarda Nacional Republicana refere que os idosos foram contactados pelos militares da GNR pessoalmente e em ações de sala, onde foram "transmitidos conselhos sobre procedimentos de segurança, no sentido de prevenir situações de burla e furto em residências, com o objetivo de potenciar o sentimento de segurança".

Durante as ações de sensibilização, os militares transmitiram e distribuíram folhetos com conselhos de segurança e cartões magnéticos com o contacto dos militares responsáveis pela sua área de residência.

* Entre confiar num ministro ou num militar da GNR, não há qualquer dúvida, GNR! Se um militar da GNR mentisse aos superiores 10% do que um ministro mente aos cidadãos, seria expulso da corporação.


.
.

DESENVOLVIMENTO
SUSTENTÁVEL
O CULTIVO DE CACAU ORGÂNICO
NA ILHA DE S. TOMÉ

video


* Uma produção ONU


.
.


19- A HISTÓRIA



DO AUTOMÓVEL



MAIS HISTÓRIAS NA HISTÓRIA


video


ATENÇÃO SRS./AS VISITADORES/AS


Esta série foi difundida pela TVE, Rede Minas, em 1986, é portanto muito datada. No entanto até à data indicada, o seu conteúdo tem rigor histórico.


.
.
HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Mulheres juristas contestam vida
 sexual limitada aos 50 anos

A Associação Portuguesa de Mulheres Juristas (APMJ) considera inconstitucional o acórdão que defende que "aos 50 anos a vida sexual não tem tanta importância" 
"A APMJ não pode deixar de apelar a que este acórdão possa ser revisto em sede de apreciação da sua constitucionalidade, o que entende ser processualmente admissível", explica a associação, em comunicado divulgado no site da Ordem dos Advogados. 
 .

Em causa uma decisão do Supremo Tribunal Administrativo (STA) em que os juízes conselheiros consideraram que a sexualidade aos 50 anos já não "tem a mesma importância que assume em idades mais novas". Juízo de valor que pesou na decisão final do Supremo Tribunal Administrativo em baixar a indemnização a pagar a uma doente da Maternidade Alfredo da Costa, na sequência de uma intervenção cirúrgica mal sucedida - de 172 mil euros para 111 mil. 

A APMJ assume que "não pode deixar de manifestar a sua estranheza pela circunstância de o acórdão entender que a idade da autora do pedido indemnizatório, aliada ao facto de já ter sido mãe de dois filhos, constitui uma circunstância que diminui de forma relevante o seu direito a uma vida sexual activa. Sendo certo que a prática sexual se não esgota ou se reconduz de modo exclusivo à procriação". 

O grupo de mulheres juristas considera que o direito a uma vida sexual activa "se insere na esfera dos direitos sexuais e reprodutivos, que são direitos fundamentais pessoais, protegidos e tutelados pela Constituição da República, nomeadamente no seu artigo 26º nº1, e pelo Direito Internacional dos Direitos Humanos". 

* A importância da inconstitucionalidade é relativa, preocupante  é o acordão humilhante do STA sobre aquela mulher alvo de erro grosseiro duma equipa de médicos da MAC.
A APMJ devia preocupar-se, não com a inconstitucionalidade mas com a humilhação de que a mulher sofreu.


.
.

Blake Shelton


Over You

video
.
.
HOJE NO
"RECORD"

Luís Duque aceita convite e
 avança para a Liga

Tal como Record avançou esta manhã, o nome de Luís Duque reuniu o consenso entre os líderes dos clubes da Primeira e da Segunda Ligas que esta segunda-feira se reuniram em Coimbra para avançar para a presidência da Liga. O candidato à presidência da Mesa da Assembleia Geral é José Mendes e o candidato para o Conselho Fiscal é Carlos Carvalho. 

O antigo dirigente do Sporting vai avançar para as eleições agendadas para o próximo dia 27.
O nome de Luís Duque para a presidência da Liga foi avançao pelo Benfica e pelo FC Porto, como sublinhou Tiago Ribeiro no final do encontro.

"O nome foi apresentado durante a reunião. FC Porto e Benfica trabalharam nesse sentido. É um homem com uma vasta experiência no futebol profissional. Tem todas as condições para conduzir este processo", afirmou o dirigente do Estoril.

Leões dizem que escolha de Luís Duque mostra "desnorte dos intervenientes"

A SAD do Sporting considerou esta segunda-feira, em comunicado, que a escolha de Luís Duque para candidato à presidência da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) demonstra o desnorte de alguns dos intervenientes. 

"Os nomes vindos a publico nas últimas semanas, afetos ao universo 'leonino', como possibilidades para presidirem à LPFP e o nome que se veio a confirmar hoje demonstram bem o estado do futebol português e o desnorte de alguns dos seus intervenientes", lê-se num comunicado dos leões.

No mesmo documento, o clube lisboeta considera que "uma candidatura nunca poderia ser consensual, sendo personificada por alguém que é alvo de três ações de responsabilidade civil por atos de gestão danosa de um clube associado da Liga e que conta, ainda, no seu historial, com outros processos".

Luís Duque, antigo administrador da SAD do Sporting, foi processado pelo clube, assim como como o ex-presidente Godinho Lopes e Carlos Freitas, antigo dirigente, por alegados danos causados nas contratações de Jeffren e Rodriguez e na renovação com Izmailov. A Sporting SAD relembrou que apresentou propostas para a "regeneração do futebol português", que, "se implementadas, permitiriam a melhoria do futebol nacional".

"Pese as propostas apresentadas serem suscetíveis de serem discutidas e melhoradas, verifica-se que alguns clubes continuam preocupados apenas com jogos de influência, em colocar as suas peças no tabuleiro de um jogo opaco, com o qual o Sporting não se identifica, e onde não participa", afirmou.

O Sporting revela ainda que "não se fez representar na reunião de hoje da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) nem justificou a sua ausência, à semelhança de outros clubes". "Este é mais um triste episódio do estado a que chegou o futebol Português, pelo que o anunciado hoje em nada nos surpreende - é apenas a continuação da política do vale tudo que alguns persistem em seguir e manter, impedindo a urgente e necessária regeneração do futebol nacional", refere o comunicado.

Os "leões" garantem ainda a "indisponibilidade para participar no órgão de Direção da Liga", enquanto "a verdadeira mudança estruturante" que ambiciona, para o futebol português não for posta em prática, criticando ainda a alteração estatutária que lhes foi apresentada e recordando que já apresentaram uma nova proposta.

Vinte e sete clubes da I e II Ligas, que se reuniram em Coimbra, decidiram esta segunda-feira por unanimidade escolher Luís Duque para a presidência da Liga Portuguesa de Futebol Profissional. 

* É raro apoiarmos as opiniões dos presidentes dos clubes, mas considerarmos que o presidente do SCP tem razão.

.
.

Anthony Howe

KWEEBE

video


.
.
HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Suécia intensifica procura 
por submarino mistério

Navios, tropas e helicópteros intensificaram esta segunda-feira as buscas por um submarino, alegadamente russo, junto ao arquipélago de Estocolmo. 
 .
As suspeitas de uma entrada não autorizada em território sueco surgiram na sexta-feira, depois de uma comunicação em russo ter sido detetada num canal rádio de emergência, garante o jornal sueco "Svenska Dagbladet", que cita fontes militares não identificadas. 

As autoridades militares suecas estenderam esta segunda-feira a área de busca de forma a incluir mais ilhas para além de Estocolmo, já na região Báltica.

Já depois das buscas terem começado, foram detetadas outras comunicações encriptadas com origem na região e direcionadas a Kalininegrado, um enclave russo onde está baseada a frota do Báltico da Rússia.

Ainda assim, a Suécia não especula oficialmente sobre a origem da incursão, afirmando apenas que recebeu informação credível sobre uma incursão não autorizada. "Ainda consideramos a informação que recebemos como credível", afirma o Capitão Jonas Wikstrom, comandante da operações, para justificar o aumento de meios no terrenos.

A Rússia nega qualquer envolvimento no caso, afirmando não ter existido nenhuma emergência com navios russos na região. "Navios e submarinos russos cumprem as suas missões nas águas do mundo de acordo com o plano", afirma o Ministério da Defesa em comunicado. 

Em setembro, dois aviões russos invadiram o espaço aéreo sueco, num incidente que o país nórdico considerou "uma séria violação".

* Putinices


.
.

COLOR RUN

Floyd Bennet Field em Brooklyn foi o cenário para o terceiro NYC Color Run de  2014, onde cerca de duas mil pessoas correram os 5 Kms da corrida de solidariedade e a desculpa para arruinar uma perfeita T-shirt branca. Fotografias de Jena Cumbo para a  Village Voice.
















.
.


HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Novo Banco fica com 9,9% do BESA e
. recupera parte do empréstimo após
. recapitalização do banco angolano

O Banco Nacional de Angola aprovou o plano de recapitalização do BES Angola, que passa pela diluição total das participações dos actuais accionistas, sendo que o Novo Banco ficará com uma posição de 9,9% depois da conversão de parte do empréstimo à instituição financeira angolana. O banco português recupera cerca de 20% do empréstimo de 3,3 mil milhões.
.
O Novo Banco vai passar a deter uma posição de 9,9% do capital do Banco Espírito Santo Angola depois do plano de recapitalização da instituição financeira angolana, que foi esta segunda-feira, 20 de Outubro, aprovada pelo Banco Nacional de Angola.

O BES concedeu um empréstimo de 3,3 mil milhões de euros ao BESA, o que à actual cotação corresponde a 413,4 mil milhões de kwanzas (Kz). O plano revelado esta segunda-feira garante que o Novo Banco recupere 83,18 mil milhões de kwanzas, através da conversão de dois empréstimos.
.
Assim, explica o Banco Nacional de Angola, haverá a "conversão do montante de Kz 41.596 milhões do empréstimo interbancário sénior num empréstimo comum em dólares norte-americanos e a taxas de mercado, reembolsável em 18 meses, com garantia prestada pelo BESA sobre 50% do seu valor, mediante a entrega de um penhor sobre títulos de dívida pública".

Acresce a esta conversão uma outra, no "montante de Kz 41.595 milhões do empréstimo interbancário sénior num empréstimo subordinado em dólares norte-americanos e a taxas de mercado, reembolsável em 10 anos, com a possibilidade de conversão futura em capital social, até ao final do prazo de reembolso, desde que a participação do titular do empréstimo se mantenha abaixo dos 19,99%".

Estas duas operações garantem 83,18 mil milhões de kwanzas, ou seja, 20% do empréstimo concedido pelo BES ao BESA.

O plano de recapitalização passa pela "conversão do montante de 7.000 milhões de kwanzas do empréstimo interbancário senior em capital social do BESA, representando uma participação social de 9,9% na instituição, conversão que fica dependente da autorização a obter por parte do titular do empréstimo interbancário senior junto das entidades competentes para a subscrição do referido capital social", lê-se no comunicado do banco central angolano, emitido esta segunda-feira.

Contudo, se não se confirmar a conversão deste dinheiro em capital, os sete mil milhões serão acrescidos ao empréstimo em dólares, reembolsável em 10 anos e acima mencionado.

Actualmente o BES detém 55,71% do BESA, uma participação que ficou no banco "mau" quando houve o resgate do BES e que, de acordo com o que é referido no comunicado ficará reduzido a zero.

O plano de recapitalização dita que haja um "aumento do capital por conversão de parte do empréstimo interbancário sénior, no montante de 360.768 milhões de kwanzas, seguido de uma redução dos capitais próprios dos accionistas por absorção da totalidade dos prejuízos acumulados". Após esta primeira etapa, "os actuais accionistas do banco vêm as suas participações no capital social, completamente diluídas". O que significa que os actuais accionistas deixam de ter qualquer posição no capital do BESA.

Já o Novo Banco ficará dono de quase 10% do BESA e garante parte do empréstimo concedido.

No comunicado, o Banco Nacional de Angola recorda que o BESA beneficiou de uma garantia soberana de curto prazo, "enquanto se clarificavam as observações que permitissem conhecer a dimensão real das limitações e desenvolver soluções mais definitivas de normalização financeira da instituição."

"Contudo, a insuficiência das medidas internas de correcção adoptadas e a incapacidade ou indisposição de reforço de capitais pela maioria do capital accionista do BESA, conforme determinado pelo Banco Nacional de Angola em Julho de 2014, bem como o contínuo agravamento do quadro operacional e financeiro desse banco comercial, resultaram na aplicação de medidas extraordinárias de saneamento pelo supervisor", justificando assim as decisões tomadas e reveladas esta segunda-feira.

* Uma quimera que pode tornar-se pesadelo. Basta ao ZEDU  rebentar-lhe um "capilar salobro" e o Novo Banco fica sem nada em Angola. As autoridades angolanas não sabem o que é respeito negocial, quando cumprem algum contrato até ao fim é porque lhes é muito conveniente ou por medo.


.
.
 LOS ANGELES
DESAFIANDO A POLÍCIA

video


.
.
HOJE NO
"DESTAK"

Delta entra na China e espera que
. mercado entre no "top 5" dentro 
de 3 a 5 anos 

O Grupo Delta Cafés entrou na China há quase um ano e espera que este mercado, que vale cerca de 1% das suas exportações, faça parte do "top 5" dentro de cinco anos, disse hoje à Lusa um dos administradores. 
.
 
- TOMAS UM CAFÉ FILHO DA...?
"Estamos presentes em Macau há muitos anos, através de distribuidores, e entrámos em Xangai no final do ano passado, também através de um acordo de distribuição dos nossos produtos", explicou à Lusa o administrador do Grupo Delta Cafés, João Manuel Nabeiro. 

 "A entrada foi através de uma parceria com uma empresa do grupo Bright Foods, que é um dos maiores distribuidores de produtos alimentares na China", adiantou João Manuel Nabeiro, que disse que a oportunidade "surgiu na sequência da prospeção de potenciais parceiros" que o grupo andou a fazer naquele país.

* A  China é um mercado enorme de consumo, é tudo enorme, até a ditadura.


.
.
PATÓS















.