sábado, 30 de agosto de 2014

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.
















.
.
.

O QUE NÓS

REPUDIAMOS!

O NAVIO NEGREIRO CONTEMPORÂNEO


video




.
.

5inco Minutos


Flappy Bird, Jogo Demoníaco!




.
.
.

 7-SIDA - HISTÓRIA

DA EPIDEMIA


video
PREVENÇÃO E ESTUDO

(ÚLTIMO EPISÓDIO)

Uma interessante série conduzida pelo Prof. Dra. Marcia Rachid, especialista em doenças infecciosas e parasitárias.

.
.
.


 V-VOZES CONTRA


A GLOBALIZAÇÃO



5- O CAMINHO PARA
A EXTINÇÃO

video



A Série Vozes Contra a Globalização combina as filmagens em diferentes lugares do mundo, com arquivos documentais, crônicas de informativos, trabalhos cinematográficos de diretores como WinWin Wenders, Avi Lewis, Pino Solanas, Jorge Drexler, poemas de Mário Benedetti e a atuação de Loucas de Pedra, de Pernambuco/Brasil.


Outras das vozes da série são os economistas Jeremy Rifikin (EEUU), ecologistas como o espanhol Ramon Fernandez Duran, o relator das Nações Unidas para a Fome no Mundo, Jean Ziegler, o ex-portavoz do Fórum Social de Gênova, Vitório Agnolletto, o Prêmio Príncipe de Astúrias, de Ciências Sociais, Giovanni Sartori, o especialista em Química Atmosférica, James Lovelock, o Analista Social José Vidal Beneyto, entre outros.

O caminho para a extinção


Enquanto nos preocupamos com as vígaras incidências dos banqueiros portugueses, esta aldeia global suicida-se dia a dia...




NR: Muito procurámos para tentar obter o visionamento desta série em língua portuguesa, a voz off está em francês e as legendas em espanhol, foi o que conseguimos.


.

EVA GASPAR

.




Bem-digo 

Muito se maldiz. Dá gozo, rende aplausos, não compromete e, acima de tudo, é muito fácil maldizer. Mais ainda quando feito em matilha - todos a ladrar e a morder sem correr riscos demasiados.

Para não destoar, vou maldizer – os maldizentes. O que me move é ajudar a esclarecer. E começo por esclarecer que nunca estive com ela. Nunca sequer respirei o mesmo ar que ela. Conheço-a basicamente a partir do que me mostram os seis écrans de tv que rodeiam o ponto em que me sento neste momento (lá em casa, tv é quase só para mostrar futebol).

Há uma mentira que se lhe cola há mais de um ano por causa dos contratos swap.  Diz-se  que mentiu porque disse que tinha "começado do zero" quando, afinal, o anterior Governo já tinha reunido e entregue ao actual alguma informação sobre o assunto.

Bem sei que, nestes tempos de redes sociais, o que está a dar é ter opiniões rápidas e impiedosas. Não consegui ter opiniões rápidas (embora não tão lentas que demorassem um ano a formar) nem tirar conclusões definitivas pelo que ouvi e li (ainda na semana passada, o Expresso escrevia que as suas contradições levaram à instauração de uma comissão de inquérito pela Assembleia da República). Na dúvida, acabei a ler as longas actas da comissão parlamentar de inquérito que, de facto, existiu: a Comissão Eventual de Inquérito à celebração de contratos de gestão de risco financeiro por empresas do sector público. E, na longínqua página 76, o que está lá é isto:

"O Sr. Paulo Sá (PCP): - A Sr.a Secretária de Estado quase que disse que teve de começar o trabalho do nada, que não vinha do anterior Governo nenhum trabalho feito nesta área. É isto que quer dizer?

A Sr.a Secretária de Estado do Tesouro: - Sr. Presidente, Sr. Deputado, de facto, relativamente a esta matéria e para lidar com o problema, não havia nenhum trabalho feito e ele começou do zero, sim. Confirmo isso. Tirando o reporte da informação, que tinha já sido estabelecido na vigência do Governo anterior, tirando o reporte da informação nos relatórios da DGTF, de facto, nada mais estava feito."

Omitir parte do que é dito para, com a restante, alimentar acusações de mentira pode ser má-fé, preguiça, distração, vai-na-onda, ou tudo junto. Bom serviço público, é que não é.

Sobra o sentido de Estado de Maria Luís Albuquerque.
Bem-digo, portanto.

IN "JORNAL DE NEGÓCIOS"
20/08/14


.
.

 Aprenda a fazer
um vestido

video




.
.

Crosby Stills Nash Young



.
.


The Banker

video

"O Banqueiro" poema de Craig-James Moncur, dito por Mike Daviot.

.
.

TÊM A BELEZA
DE PRINCESA...














MAS SÃO MODELOS DE SITES ERÓTICOS!


.
.
.


268.
Senso d'hoje


  RICARDO GONÇALVES
 MILITANTE SOCIALISTA
ÀCERCA DE ANTÓNIO JOSÉ SEGURO
E ANTÓNIO COSTA


(SEGURO)
É mais lúcido e domina melhor os temas europeus.

É honesto sem ligações a lóbis,  até já lhe disseram que é honesto demais e, por isso, não serve.

Lidera o PS num momento difícil e não há milagres. Está subvalorizado na opinião pública e vai enfrentar o Costa, sobrevalorizado.

(COSTA)
Aparece como o salvador da pátria e consegue estar sempre do lado do establishement, mas sem ser considerado parte dele.

É uma espécie de Cavaco do PS, pois pôs-se naquela postura de quem só entra na política para resolver um problema, mas nunca mais sai. 

A partir do poder somos todos muito agregadores. O Guterres também agregou o orçamento do queijo. Eu queria ver o Costa agregar a partir da oposição.

Grande parte do que o Socrates fez foi a conselho do Costa. A maioria dos indivíduos que estavam com o Socrates eram tropas do Costa, estavam lá emprestadas.

* Excertos duma entrevista à "VISÃO"

.
.


BOM DIA


.