terça-feira, 29 de julho de 2014

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.
OBÓVIO

As calorias são pequenos animais que moram nos roupeiros e que durante a noite apertam a roupa das pessoas.

O trabalho fascina tanto que às vezes ficamos parados a olhar para ele.

O Casamento é um relacionamento a dois, no qual uma das pessoas está sempre certa e a outra é o marido.


A mulher está sempre ao lado do homem, para o que der e vier, o homem está sempre ao lado da mulher que vier e der.

A falta de sexo provoca amnésia e outras merdas que agora não nos lembramos...




.
.


O QUE NÓS

"CUSCAMOS"!


MEGACUSCAS/2
CELEBRIDADES  COM PÉSSIMOS
HÁBITOS DE HIGIENE

video



.
.


CONDOMANIA





.
.
8-TARAS OU OPÇÕES

Oculophilia ou Oculolinctus
Essa é a parafilia que se refere à atração pelos olhos; os que possuem esta condição se excitam sexualmente contemplando, tocando, beijando, lambendo ou até mesmo esfregando seus genitais na área ocular de outra pessoa, podendo chegar a um orgasmo mediante estes atos. O fenómeno é descrito  detalhadamente por Jonathan Coe no  romance de 1997, A Casa do Sono.

10. Menofilia e Hemotigolagnia
 Menofilia é quando existe a excitação por mulheres menstruadas, a Hemotigolagnia também faz parte dessa parafilia, pois é o desejo sexual por absorventes femininos.
Ou seja o Menófilo curte mesmo um ketchup, seja no frasco ou na ...ugh!


Coprofagia
 Coprofagia (assim como a coprofilia, também conhecido como scat), copro em latim significa "fezes" e fagia "ingestão" sendo assim: prática de ingestão de fezes. Isto ocorre naturalmente nalgumas espécies de animais, como cães, gatos, insetos e aves, porém tal prática também é feita por seres humanos, porém sob a categorização de patologia de ordem psíquica, ou desvio sexual. Existe farto material de ordem hedonista a respeito do tema, principalmente proveniente do oriente a quem também Sade dedicoumuito texto e práctica.



Algolagnia
 A algolagnia, patologicamente falando, é uma perversão sexual caraterizada pela obtenção de prazer ao infligir dor em si próprio ou em outras pessoas. Pode-se dizer que faz parte da ampla gama de parafilias.
Todos temos impulsos destrutivos e auto-destrutivos, porém a níveis controláveis, mas nalguns casos esse controle não funciona e a pessoa sente uma incrível excitação ao sentir ou proporcionar dor.
Estudos recentes sugerem que a base da algolagnia é inteiramente biológica, pois há evidências de que a dor nesses casos, assim como o prazer sexual, liberta endorfina, que causa alegria . Além disso, estudos realizados indicam que o cérebro de pessoas com algolagnia responde de forma diferente à dor.

 .
Burusera
Este é um termo japonês para o fetiche por calcinhas usadas. Esse é um fetiche muito comum no Japão. Há lojas burusera no Japão que vendem calcinhas usadas por estudantes , e há até mesmo máquinas de venda automática nas ruas, onde os homens podem comprá-las. Os homens compram para cheirá-las, absolutamente depravados.
Seu valor é proporcional ao tempo de uso, pode variar de cinco à dez mil yens, quanto mais velhas e, consequentemente, com o cheiro mais forte, mais valem, são vendidas embaladas em sacos plásticos para não perderem seu odor facilmente, também é comum embalarem junto as fotos das antigas donas, esse comércio tornou-se uma fonte de renda alternativa muito comum no ocidente.
Desde que foram aprovadas leis que proíbem esta prática com meninas menores de dezoito anos de idade, algumas das meninas ainda têm lucrado ilegalmente, permitindo que os homens paguem simplesmente para cheirar suas calcinhas debaixo das saias, enquanto as usam, terrífico.
 
  .
.
HOJE NO
"RECORD"

Ecclestone quer pagar 25 milhões 
para arquivar processo de corrupção

O patrão da Fórmula 1 Bernie Ecclestone propôs esta terça-feira pagar 25 milhões de euros em indemnizações para conseguir um acordo que ponha um fim ao julgamento por corrupção em que está envolvido na Alemanha. 

A defesa do empresário inglês, de 83 anos, apresentou esta terça-feira no tribunal de Munique uma moção para arquivamento da acusação, em troca do pagamento de 25 milhões de euros ao banco BayernLB, noticiou a agência alemã DPA.

De acordo com a lei alemã, os procuradores podem retirar as acusações - mesmo durante julgamentos em varas criminais - se todas as partes envolvidas aceitarem os termos do acordo. Ecclestone é acusado de ter pago ao banqueiro alemão Gerhard Gribkowsky 33 milhões de euros em 2006 e 2007, para garantir que mantinha o controlo sobre a modalidade automóvel.

Os procuradores alemães consideram que a verba era um suborno para assegurar que o banco BayernLB venderia as suas ações ao investidor que Ecclestone queria: a CVC Capital Partners, do Reino Unido, o atual maior acionista da Fórmula 1.

O empresário inglês, que em tribunal se declarou inocente, enfrenta uma pena máxima de 10 anos de prisão caso venha a ser condenado. Em 2012, Gribkowsky foi condenado a oito anos e meio de prisão por corrupção. Ecclestone admite ter feito o pagamento de 33 milhões, mas diz que não foi uma "luva" e sim o pagamento face a uma tentativa de chantagem. 

* São este tipo de gajos que lideram o desporto mundial, Blatter incluído.
 Quando o dinheiro fala a justiça cala?

.
.


 V- A INCRÍVEL


JORNADA HUMANA




4- AMÉRICAS


video

 ÚLTIMA PARTE DO ÚLTIMO EPISÓDIO


 Neste último episódio a Drª. Roberts irá tentar entender como se deu a colonização das Américas. Mas irá encontrar contratempos relacionados às teorias conhecidas e por ela propostas...

 SUGESTÃO: Reveja esta série fabulosa


.
.
HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Responsáveis de estádio na China 
pintam pista de atletismo retangular

 Os responsáveis de um recinto desportivo do distrito chinês de Tonghe, no nordeste do país, pintaram uma pista de atletismo retangular, pressionados pela iminente visita de inspeção dos seus superiores.

O estádio da Administração das Florestas do distrito de Tonghe, no nordeste do país, tem agora uma pista de atletismo, habitualmente oval, com quatro ângulos retos em volta das marcações de um campo de futebol.

"É particularmente complicado fazer as curvas, é fácil cair", comentou um residente local, Gong Xiaona, ao ser questionado num programa da televisão da província.

A antiga pista estava em avançado estado de degragação, pelo que os responsáveis do estádio decidiram refazer o traçado "de urgência", em antecipação a uma visita de responsáveis provinciais, explicou um empregado do recinto.

Com pouco tempo para concluir os trabalhos, ficou decidido que seria menos complicado medir e pintar ângulos rectos em vez de curvas.

"Achamos que o novo traçado é muito feio, mas quem o poderá mudar agora, se os nossos dirigentes não o pedirem?", questionou o mesmo empregado.

* O resultado evidente da política do medo!


.
.
8-12 MULHERES
PERUANA

video



O programa 12 Mulheres desembarca no Peru. Lá, Maria Cândida conheceu 12 mulheres surpreendentes. Cada uma com sua peculiaridade, mas todas com um traço muito forte em comum: a responsabilidade.

Entre as entrevistadas, conheceu Stella Nadal, de 41 anos, que há muito tempo trabalha numa taberna. Conheceu Maria Velásquez, uma mulher batalhadora que hoje, além de ser dona de uma mecânica e uma pensão, também canta folclore. Entrevistou Wendy Ramos, de 41 anos, que mostrou como a sua alegria de viver é o seu instrumento de trabalho. Ela é palhaça e trabalha em hospitais contagiando as crianças com o seu sorriso.

Maria Cândida teve o privilégio de conversar com Cecilia Barraza, uma cantora, apresentadora conhecidíssima e que, com muita simpatia, falou um pouco sobre sua carreira e suas paixões. Outra grande entrevista foi com a atual Ministra da Mulher do Peru, Nidia Yucra, que pôde comentar o preconceito com as mulheres no país, a independência delas e todos os esforços que ela faz para conciliar a sua agenda de trabalho com sua filha.

Conheceu ainda Sumy Kujon, estilista de 38 anos que contou sobre o início de sua carreira e a influência que a sua descendência chinesa tem no seu trabalho.

Através de cada uma dessas entrevistas e de mais outras 6 incríveis, Maria pôde conhecer o potencial de cada uma dessas mulheres, e o orgulho que todas tem por fazer parte desse país.


.
.
HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Há mais de mil candidatos ao curso
 que dá entrada nos quadros 
da Função Pública

Número de candidaturas aumentou 30% este ano. Destes 1.023 candidatos apenas 100 serão seleccionados para as vagas disponíveis no Estado.

Mais de mil pessoas inscreveram-se no curso que dá acesso a um lugar na Função Pública, num aumento de 30% face ao que foi registado no ano passado. Estão por isso dispostas a pagar os cerca de 5 mil euros de propinas cobradas pela frequência do curso. Mas para isso terão de ser seleccionadas.

As candidaturas ao Curso de Estudos Avançados em Gestão (CEAGP) terminaram na quinta-feira passada e, de acordo com os dados solicitados pelo Negócios à Direcção-Geral da Qualificação dos Trabalhadores em Funções Públicas (o INA) houve 1.023 candidatos inscritos.

Trata-se de um aumento de 30% face ao ano passado, altura em que houve 782 candidatos. O aumento do número de vagas (para 100), o "prestígio e o reconhecimento" do curso, a equivalência a parte do grau de Mestrado em várias universidades, o maior prazo de candidatura, ou o aumento da "comunidade de interessados nas redes sociais" são alguns dos motivos que, segundo o INA, justificam a evolução.

O aumento também poderá estar relacionado com "o contexto económico, caracterizado por níveis acentuados de desemprego", explica fonte oficial da Direcção-Geral.

Estes candidatos terão agora que fazer uma prova escrita, marcada para o início de Outubro, sobre temas como a organização do Estado e da Administração Pública, o regime legal de gestão de recursos humanos, contabilidade pública, estatística, língua inglesa ou União Europeia.

Os candidatos que tiverem 12 valores ou mais passarão então à segunda fase de selecção, que é a entrevista.

Este ano foram abertas 100 vagas que garantem acesso à carreira geral de técnico superior e a maioria dos postos de trabalho disponíveis (90) estão em diversas Direcções-Gerais e Institutos sedeados em Lisboa.

Na maioria dos casos, as entidades só disponibilizam uma vaga.Fogem à regra o Instituto da Habilitação e Reabilitação Urbana, a Direcção-Regional de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos, a Agência Portuguesa do Ambiente ou a Direcção-Geral de Energia e Geologia, cada um deles com mais de quatro postos de trabalho.

Todos os candidatos têm de ter licenciatura ou um curso superior. Os dados solicitados pelo Negócios revelam que a maioria são licenciados (557), seguindo-se os candidatos com mestrado (236) pós-graduação (208) e doutoramento (19).

Dos mais de mil candidatos, 164 já têm vínculo à Função Pública. Em causa estarão pessoas que desta forma garantem acesso à carreira de técnico superior. 

* Um concurso ou uma caça?


.

HELENA MATOS

.




Se isto fosse um blogue

Eu fazia um post todos os dias. Ou quando calhasse. Mas isto não é um blogue. Pois não. Mas posso fazer de conta que é. Se fosse esta semana tinha sido assim.


Segunda-feira, 21 de Julho de 1014
António José Seguro cantou, dançou e tocou ferrinhos em Coimbra
 
Finalmente Seguro percebeu que é líder do PS. Deixou de estar sempre a olhar para o lado a pensar no que vai dizer a família Soares, no que vão os jornalistas pensar, no que vai criticar Pacheco Pereira. Acabou. Fosse antes destas primárias e Seguro não tocaria nem deixaria de tocar ferrinhos. Fazia de conta. Agora toca e até ri. Parece aliás sentir-se à vontade nesta deambulação pelo país e pelo PS em busca de apoios. Libertou-se dos galambas, das medeiros, das moreiras… Mas libertou-se tarde. António José Seguro deve ficar para os futuros líderes ou candidatos a tal como o exemplo vivo de que não se pode chefiar quando se leva a vida a olhar para trás. Não é neste momento primeiro-ministro porque não quis desagradar aos soaristas e aos socráticos cujo ódio a Cavaco os levou a rejeitar a antecipação das eleições para 2014 proposta pelo Presidente da República.

Estas primárias estão a ser o seu prémio de consolação: Seguro pode ser derrotado mas só é derrotado quem luta e lutar era coisa que até agora não se tinha visto Seguro fazer. Infelizmente para ele em política às vezes é tarde para começar.

Terça-feira, 22 de Julho de 1014  
António Costa e Rui Rio em clima de felicitações e entendimentos

Estes dois homens têm em comum o facto de se considerarem muito acima daqueles que dirigem os respectivos partidos. Mas não é apenas isso que os une. Ambos consideraram que uma espécie de vaga de fundo os havia de levar até ao lugar que acham que lhes é devido. E quando perceberam que a vaga não existia caso eles não se chegassem à frente e se expusessem então avançaram. Ou mais propriamente Costa avançou enquanto Rio se vai mexendo nos bastidores. Mas é óbvio para ambos que já o deviam ter feito antes. Estes dois homens, Rio e Costa, têm de facto muito em comum se por ter muito em comum se entender apostar na mesma estratégia que no caso foi esperar que o tempo desgastasse Passos e reduzisse Seguro ao papel de personagem de transição. Enganaram-se e agora são eles, os que majestaticamente se deixaram ficar quietos, que, frenéticos, querem que o tempo corra e que as legislativas sejam antecipadas. Rio e Costa contavam que os erros e o azar de Passos e Seguro lhes estendessem uma passadeira até ao poder. Mas para isso teriam tido de avançar eles mesmos muito antes. Agora Seguro dá luta e Passos tem o tempo a seu favor. Em resumo quem espera sempre alcança. Pode é não alcançar aquilo para que se achava predestinado ou ter de amargar muito mais para lá chegar.

Terça-feira, 22 de Julho de 1014
Professores invadem escola no Porto durante a prova

Esta imagem vale mil palavras. Foi a isto que Mário Nogueira conduziu a FENPROF: professores contra professores ou, mais propriamente dito, pessoas que se apresentam como professores tentando impedir por todos meios que outros que querem ser professores não façam a prova de acesso à profissão. Se houvesse provas para se ser sindicalista, e entendendo por sindicalista alguém que tem como objectivo defender os interesses dos trabalhadores, Mário Nogueira tinha chumbado rotundamente.

Pode dizer-se que a afinidade entre a FENPROF e o PCP leva a que os objectivos deste tipo de performances seja mais político que sindical. É certo. Mas não é só isso. O que temos aqui nesta imagem é muito mais social do que ideológico: de um lado, com apito e megafone na mão, estão pessoas com ordenado e progressão na carreira garantidos. A maior parte deles foram professores há muitos, muitos anos. Depois tornaram-se sindicalistas, uma espécie de emprego vitalício em Portugal numa corporação que tem garantido pela Constituição o monopólio da representação dos trabalhadores. Tanto se lhes dá que aquilo que fazem seja ou não adequado: eles não precisam que os trabalhadores os apoiem. Os trabalhadores são apenas uma figura de estilo no seu discurso. Do outro estão pessoas que não têm emprego ou temem perdê-lo e que muito menos têm quem as represente. No acesso à profissão terão de enfrentar vários obstáculos e a milícia sindical protegendo sempre os mais protegidos não será o menor.

Quinta-feira, 24 de Julho de 1014 
Ricardo Salgado foi detido esta quinta-feira para interrogatório

Nunca percebi como treinam os banqueiros o olhar para a câmara. Mas deve haver um sítio onde isso se aprende porque mais ninguém consegue que as objectivas os captem assim: políticos, empresários e jornalistas bem tentam mas não conseguem. Mas esse olhar quase florentino que nos outros talvez seja uma técnica no caso de Ricardo Salgado parecia um dom tão geneticamente natural quanto os apelidos que carrega.

É claro que esta fotografia é prévia a essa quinta-feira, 24 de Julho de 2014, em que o Correio da Manhã escreveu no seu site “Ricardo Salgado foi detido” e os jornalistas correram em busca da imagem e das palavras que mostrassem a descida aos infernos de um poderoso. Era apenas o começo. Simbolicamente, e o mundo do dinheiro vive de símbolos (o que é esta foto senão um símbolo?), na página institucional do BES não consta Ricardo Salgado.

Estão lá José Maria do Espírito Santo e Silva (1869-1915), José Ribeiro do Espírito Santo e Silva (1916-1932), Ricardo Ribeiro do Espírito Santo e Silva (1933-1945), Manuel Espírito Santo Silva (1955-1972), Manuel Ricardo Espírito Santo e Silva (1973-1990). Sobre ele, Ricardo Espírito Santo Silva Salgado, bisneto, neto e sobrinho desses homens não consta nada.
Quando na sua página na wikipedia se carrega na Nota Biográfica de Ricardo Salgado que constava no site do BES surge agora Vítor Bento numa nota assinada a 21 de Julho afirmando “Estimado Cliente, Os Clientes são a razão de ser do BES. A sua confiança é a base de todo o valor que geramos. Ao tomar posse como presidente da Comissão Executiva sinto, com orgulho e responsabilidade, o peso da valorosa confiança que em nós está depositada.”

Se há momentos em que um banqueiro pode em Portugal ter saudades do PREC este é um deles: na prisão esqueceram-se azedumes familiares, o mundo dava-lhes razão e sobretudo ele, Ricardo, era novo. Agora é tarde. Muito tarde. Já não haverá tempo para recuperar este olhar diante das câmaras e inscrever o seu nome nessa dinastia familiar que na página institucional do BES nos contempla e o contempla sob o lema “Um percurso a criar valor”.

IN "OBSERVADOR"
27/07/14


 
.

.


256.UNIÃO


EUROPEIA
















.
.

HOJE NO
"DESTAK"

Hospital Garcia de Orta considera "alarmismo desnecessário" denúncia
 de situações graves

 O Conselho de Administração do Hospital Garcia de Orta considerou hoje que está a gerar um "alarmismo desnecessário" o documento de 40 diretores de serviço, sobre situações graves na unidade hospitalar de Almada.


 Em nota enviada à agência Lusa, a direção do hospital diz que as "situações ou problemas graves não correspondem à realidade" da instituição, causando "alarmismo desnecessário". 

A administração refere que o Hospital Garcia de Orta, "mercê de todo o esforço dos profissionais, fez um grande esforço nos últimos anos para melhorar a eficiência e a qualidade". 

* Óbvio, os 40 directores de serviço foram fumar uma "ganza" e para reinar escreveram o documento, porque os 40 directores de serviço são uns velhacos e uns ingratos.


.
.
 III-FILOSOFIA SOCIAL
  2- PLATÃO
 "A REPÚBLICA"

video


.

.
HOJE NO
"i"


Gestão ruinosa. 
PPP custa à câmara de Braga 
129 milhões de euros

Auditoria às contas da anterior gestão liderada por Mesquita Machado descobriu mais 100 milhões de euros de dívida: passivo já está acima dos 252 milhões de euros. Parte deste valor vem do divida encapotada da parceria público-privada que o presidente Ricardo Rio diz ser “criminosa”

A Câmara Municipal de Braga aprovou em Setembro de 2007 uma parceria público-privada (ppp) da qual resultaria a Sociedade Gestora de Equipamentos de Braga (SGEB). O objectivo era construir, financiar e conservar equipamentos de "manifesto interesse municipal", mas a parceria estava longe de ser benéfica para a autarquia. 

A auditoria à anterior gestão municipal, liderada durante 37 anos por Mesquita Machado, e ontem divulgada pelo actual executivo, revela que a PPP trará uma "responsabilidade futura" à autarquia no valor de cerca de 129 milhões de euros. Todos os anos, a câmara é responsável pelo pagamento de 5,8 milhões de euros em rendas devido aos contornos dos contratos. 

* Mesquita Machado o feudalismo em pessoa.


.
.

Ney Matogrosso


Peito vazio

video


.
.
HOJE NO
  "A BOLA"

Rui Costa segundo no
 Critério Natour Roeselare

Rui Costa regressou esta terça-feira à competição depois da desistência na Volta a França e fez segundo lugar no Critério Natour Roeselare, prova de um dia na Bélgica.
O português campeão do mundo, apenas perdeu para o polaco Rafal Majka, rei da montanha no Tour. Os dois chegaram isolados, à frente de um grupo onde o sprinter alemão Marcel Kittel foi mais forte.

«Fiz 2.º hoje no Critério Natour Roeselare atrás de Rafal Majka e à frente de Kittel. Foi um dia bonito, com bom tempo e rodeado de gente fantástica. Aqui o desporto-rei é o ciclismo... que sonho! Sinto-me bastante melhor, quase recuperado. Aos poucos vamos lá. Amanhã é dia de descanso e o próximo critério que faço é no dia 31, também aqui na Bélgica», afirmou Rui Costa no Facebook. 

* Um valente.


.
.
 BIKE DE GUETO
video


.
.
HOJE NO
  "AÇORIANO ORIENTAL"

Compotas e refrigerante dos Açores 
vão ser exportados para a Rússia

Compotas e um refrigerante fabricados nos Açores vão começar a ser exportados para a Rússia, na sequência de uma iniciativa de um empresário deste país.
 
Os produtos em causa são as compotas Quintal dos Açores e o refrigerante é a Kima, da centenária Fábrica Melo Abreu.

“O dono da empresa veio cá de férias com a família e gostou muito do produto, tendo resolvido importar também para os mercados de Moscovo e São Petersburgo”, explicou à agência Lusa o gerente da Melo Abreu, Leite Gomes.

Leite Gomes, que referiu que o primeiro contentor já seguiu para a Rússia, está agora expetante para ver a reação do mercado à Kima e convicto de que a unidade fabril tem capacidade para exportar em grandes quantidades.

O gerente da Melo Abreu explicou que apenas contabilizando Moscovo e São Petersburgo, o mercado representa 40 milhões de potenciais consumidores.

“Capacidade temos nós, haja encomendas”, declarou o gerente da Melo Abreu, unidade fabril centenária que, para além da Kima, produz um outro refrigerante (a Laranjada) e várias cervejas.
De acordo com as informações fornecidas pelo empresário russo à unidade fabril, para já, o produto vai chegar apenas a Moscovo e São Petersburgo, mas, eventualmente, se a operação comercial correr bem, a Kima vai ser vendida em outras zonas, incluindo outros ex-países da União Soviética.

Leite Gomes referiu que os produtos da Melo Abreu são exportados neste momento para os EUA e Canadá, para o denominado "mercado da saudade", constituído pelas comunidades de emigrantes, havendo outros negócios em perspetiva no mercado norte-americano.

Fernando Sousa, proprietário da empresa Quintal dos Açores, localizada na ilha de São Miguel, que produz mais de uma dezena de compotas com base em produção local, declarou que o negócio surgiu após uma proposta do empresário russo, que resultou de uma visita à unidade de produção.
“Ficamos satisfeitos porque gostaríamos de ver o nosso produto lá fora e porque temos cada vez maior oferta nos últimos anos”, declarou.

O empresário acrescentou que, em setembro, as compotas da ilha de São Miguel também vão estar presentes no âmbito de uma feira que se irá realizar na Rússia.

Os produtos da empresa Quintal dos Açores são exportados atualmente para os EUA e Canadá.
Para além das compotas, o empresário também produz mel, geleias, marmeladas, pimentas e temperos regionais.

* Boas notícias, os produtos açorianos têm grande qualidade.


.
.
 LIMOUSINES

Harley Davidson



.

Toyota Prius


 

Porsche



.

Mini Cooper






.

Chevrolet Corvette



.

H2 Hummer




.

VW Beetle



  .

Lamborghini



  .

Chrysler Prowler


 

Grand Prix



  .

Armored



.

Ferrari







.
.
HOJE NO
  "DIÁRIO ECONÓMICO"

Estradas de Portugal adjudica túnel
 do Marão à Teixeira Duarte

A Estradas de Portugal adjudicou ao consórcio liderado pela Teixeira Duarte o contrato de empreitada para a construção da secção central do Túnel do Marão, anunciou hoje a empresa.
Em comunicado enviado à CMVM, a construtora refere que foi hoje informada da adjudicação da empreitada, no valor de 88.099.873,47 euros, e que o prazo previsto para execução da obra é de 518 dias.
.
A vitória do consórcio Teixeira Duarte/EPOS no concurso lançado pela Estradas de Portugal (EP) já tinha sido noticiado pelo Económico no início deste mês. A concurso tinham-se apresentado sete propostas de construtoras e consórcios.

Os trabalhos da autoestrada do Marão, entre Vila Real e Amarante - que inclui o túnel - pararam devido a dificuldades financeiras do consórcio construtor, liderado pela Somague.

 * Bastante previsível.


.