quinta-feira, 3 de julho de 2014

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.




.
.
.


O QUE NÓS


CANTAROLAMOS







.

 VIVE LA FRANCE



















.
.

A N A




Uma mulher apaixonada, uma ideia perfeita e um psicólogo vulnerável.
ANA é uma curta-metragem realizada em 48h em Viseu para a maratona Multi-media 48 Shortmedia.
O tema é "Autopsicografia" de Fernando Pessoa.

ACTORES
Ana Gouveia, Ana Cláudia, Jorge Humberto.

REALIZAÇÃO
Paulo Varela
Rui Costa


.

HOJE NO
  "DIÁRIO ECONÓMICO"

Seguradoras tradicionais batem 
‘low cost’ no seguro do carro 

No que toca aos seguros automóvel, ser ‘low cost’ não é sinónimo de ser mais barato. 

As seguradoras tradicionais oferecem hoje preços mais em conta no seguro automóvel do que aquelas que se apresentam como ‘low cost'. Segundo os dados apresentados pelo E-konomista.pt, duas seguradoras tradicionais ocupam o top 3 das mais baratas na comercialização de seguro contra terceiros. 

O prémio médio dos seguros automóvel caiu mais de 30% na última década, de 319 para 213 euros anualmente. Os dados pertencem à Associação Portuguesa de Seguradores e reflectem a intensa concorrência neste mercado ao longo dos últimos anos. 
A entrada de várias operadoras ‘low cost' no sector abriu uma verdadeira guerra de preços no mercado, com especial impacto nos seguros automóvel. E é precisamente essa realidade que está agora reflectida nos preços das seguradoras tradicionais.

De acordo com os dados reunido em Maio pelo portal - através de simulações nos sites ou solicitadas às seguradoras - a ‘low cost' iPronto é a mais barata no seguro básico contra terceiros, quando considerado um carro de baixo valor, no caso um Renault Twingo a gasolina. Esta seguradora cobra 137 euros o que é, ainda assim, apenas 12 euros mais barato do que a Zurich e 16 euros mais em conta do que a AXA. No entanto, para um automóvel de gama superior, por exemplo o Land Rover Freelander, tanto a AXA como a Zurich conseguem mesmo bater as ofertas das várias seguradoras ‘low cost'. E a diferença para a ‘low cost' mais cara é abismal: enquanto a Axa oferece um seguro por 153 euros, a LOGO cobra 420 euros pela cobertura básica.

O portal E-konomista.com considerou um caso tipo de um homem, com 39 anos, casado e funcionário público, com carta de condução desde 2000. O Rodrigo, como lhe chamou, não tem garagem nem alarme e utiliza o carro diariamente, num total de menos de 10 mil quilómetros anualmente. O portal apresenta também simulações para os restantes pacotes de seguros disponíveis, nomeadamente de danos próprios. No entanto, para esses casos a comparação não é directa uma vez que os pacotes apresentam coberturas diferentes dependendo da seguradora. 

* O barato sai caro.

 .
.
XVII- O UNIVERSO

  4- ASTROBIOLOGIA




.

 HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Encontra cocaína ao 
comprar bananas no Lidl 

Cliente do Lidl de Valença descobriu, ontem, um quilo de cocaína pura em caixa de fruta. PJ recuperou 237 quilos de droga em lojas do Minho até Aveiro. 


Um cliente do Lidl de Valença encontrou, numa caixa de bananas, numa prateleira da zona dos frescos do supermercado, um pacote com um quilo de cocaína pura. Foi o alerta que permitiu à PJ do Porto, ontem, recuperar 237 quilos de cocaína que estavam dissimulados nas caixas de bananas à venda em lojas do Minho até Aveiro. A droga destinava-se a ser introduzida no mercado europeu e chegou a um porto do Norte de Espanha há poucos dias. 

A única palete contendo a droga - de um amplo carregamento que saiu da Colômbia - foi entregue ao fornecedor da multinacional por engano. As caixas foram distribuídas por lojas do Norte do País, como Valença, Famalicão, Amarante, Marco de Canaveses e Arrifana, em Santa Maria da Feira. Nenhum funcionário detetou a situação antes de colocar as caixas nas prateleiras. 

O cliente encontrou a droga quando procurava bananas menos maduras. Incrédulo, avisou o segurança que chamou a PJ. Contactado pelo CM, o Lidl garante ter descoberto a situação durante o controlo de qualidade dos produtos, diz ter acionado de imediato a polícia e "retirado prontamente todas as embalagens da zona de venda". 

A PJ recuperou 198 pacotes com 1,2 quilos de ‘coca' guardados em embalagens de plástico verdes. Valem dezenas de milhares de euros. Cada caixa tinha a parte inferior com a droga e as bananas por cima. A investigação prossegue com a colaboração da polícia espanhola no sentido de deter os traficantes responsáveis pela carga de droga.

* Os traficantes inventam as mais variadas formas de passar a droga.

.
.

Será a formação vocacional 
meio caminho para um emprego?




.
.
HOJE NO
  "O PRIMEIRO DE JANEIRO"

Fórum de Desenvolvimento Institucional
l da Cáritas Europa 
Aumento da pobreza infantil preocupa 

O aumento da pobreza infantil e as consequências que terá no futuro foi uma das preocupações manifestadas no Fórum de Desenvolvimento Institucional da Cáritas Europa, que durante três dias reuniu 70 participantes de 30 países europeus, em Setúbal.

"Preocupa-nos a ideia de nos começarmos a habituar a que haja cada vez mais pobreza, que comecemos a considerar natural que haja cada vez mais crianças que não estudam porque os pais não têm rendimento suficiente para adquirirem os livros de que necessitam", disse o secretário-geral da Caritas Europa, Jorge Nuno Mayer.

O responsável das Caritas Europa falava no final do encontro a decorrer desde terça-feira em Setúbal, com o objetivo de partilhar experiências e fortalecer o conhecimento de ferramentas disponíveis na Cáritas Europa em matéria de Desenvolvimento Institucional. Durante o encontro, os responsáveis de toda a rede europeia da Cáritas refletiram sobre as potencialidades na área de desenvolvimento institucional, designadamente sobre normas de gestão, captação de recursos e oportunidades de financiamento da União Europeia.

O secretário-geral da Cáritas Europa garantiu total empenhamento na sensibilização da União Europeia para a necessidade de travar o aumento da pobreza provocado pela crise económica, principalmente em países do sul, como Portugal, Espanha e Grécia. "Esta crise económica não é nenhum desastre natural, como um terramoto ou um `tsunami´. É uma crise que foi provocada por decisões económicas e por decisões políticas. E as medidas de austeridade dos últimos anos também estão a ter uma relação direta com o aumento da pobreza", disse, convicto de que há alternativas à política europeia dos últimos anos.

Para este responsável da Cáritas, a Europa precisa de crescimento económico, mas não de um crescimento económico qualquer. "Não nos serve um crescimento económico que não tenha como preocupação a melhoria das condições de vida das pessoas, porque é o futuro das pessoas que está em causa", disse, alertando para os perigos de um crescimento económico que só beneficia os mais ricos.

"Esse tipo de crescimento económico não resolve os problemas das pessoas, apenas agrava as desigualdades", disse, lembrando, como exemplo, que na Alemanha tem havido crescimento económico ao mesmo tempo que se assiste a um agravamento das desigualdades, devido à degradação das condições laborais de muitos trabalhadores.

* A Cáritas é uma ONG com um trabalho muito esforçado na protecção dos mais frágeis e na denúncia das desigualdades, merece muito respeito, não faz caridadezinha.



.

MARIA CONCEIÇÃO BRASIL

.





Sobre o desprezo...

Ponto 1 - Penso que a maioria dos Portugueses está farta de notícias sobre Ricardo Salgado e o BES, quem vai ficar à frente de um Banco que também enriqueceu os seus gestores e proprietários de maneiras pouco claras, da água benta do Banco de Portugal sobre a família fundadora ao longo de anos e anos.

Penso, também, que o povo que vê notícias já não suporta as complicações dentro do Partido Socialista com o António Seguro a agarrar-se ao cargo de Secretário-Geral e o António Costa a desviar-lhe a cadeira. – Larga essa cadeira! E o Seguro a fazer-se desentendido. – Homem, ainda não compreendeu que o teu tempo acabou? E o outro: nada, a fazer-se de surdo. – Queres que eu soletre como se fosses muito burro? E o Seguro: nada.

Pelos Açores, o mesmo. O Bastonário da Ordem dos médico a elencar os graves erros na área da Saúde do governo regional e este a defender-se com palavrinhas mansas e meio silenciosas porque pouco verdadeiras. Os hospitais açorianos a apresentarem graves carências e o vice do governo a afirmar estar tudo muito bem “arranjadinho”.

A propósito do vice cá do bairro: quem é que manda nesta terra de nove ilhas? Ainda nunca consegui perceber. Desde que Carlos César saiu que só vemos vir a público dar explicações o senhor Sérgio Ávila. O presidente eleito, apesar de muito alto, fisicamente falando, não consegue sobressair por detrás do senhor Sérgio que se põe em bicos de pés e opina, opina, opina…

Apesar destes e outros factos aqui não relatados ainda há cidadãos, como eu, que ouvem notícias, leem jornais, estão atentos a governantes e fazedores de opinião. Com a esperança de melhorias num País destruído por medidas de contenção exageradas para uns e benesses para outros? Talvez. O homem é um ser complexo. Considera sempre que nem tudo está perdido. Vive o hoje esperando que o amanhã seja melhor. Ao deixar de acreditar totalmente, o ser deixa de ter razões para continuar a existir, a caminhar. Cai e morre por dentro, afasta-se da sociedade – que é o seu lugar – e tomba como em campo de batalha. Fica perdido. Exaurido de forças. Não resiste por muito tempo. Desaparece do espaço vivo. Marginaliza-se. E nunca pode ser este o destino do homem. Ele é um ser físico e espiritual. Tem o direito à fé no dia de hoje e no seu futuro pessoal. São os governantes eleitos pelo povo – que também deveriam instruir-se espiritualmente – quem tem o dever de criar as condições para o bem-estar do povo, do trabalhador, do reformado, do jovem, da criança. Sobre os ombros de quem está à frente dos destinos de uma nação cai, naturalmente, a responsabilidade de assegurar um hoje e um amanhã tranquilos para todos. Insegurança, não. Marginalização, nunca. Não é o que se vê nos Açores e no País.

Nos gabinetes ministeriais tomam-se, bastas vezes, decisões a montante dos interesses das pessoas. Não se respeitam idades, percursos, dignidades. Governantes que não se interessam com o que vai à mesa do povo são seres inúteis. Governantes que esquecem sistematicamente, ano após ano, que o número de desempregados aumenta não merecem o ar que respiram. Governantes que não mantêm digno o sistema de saúde das populações enquanto recorrem a clínicas privadas para si e para os seus familiares, não merecem o nosso respeito. Há dias vi, num país da América Latina, o presidente na sala de espera de um hospital público como qualquer cidadão doente. Aqui morre o pobre e sobrevive o poderoso.

Pontos 2 – Vendem-se filhos – mãe da ilha da Madeira parece ter vendido o filho por 50.000 euros. Miséria num local paradisíaco onde João Jardim impera há muitos e muitos anos.

Por que razão o presidente do governo regional daquela linda Terra nunca se preocupou em desenvolver a Região no aspeto humano? Desleixo, desinteresse, egoísmo? Talvez um pouco de todos estes fatores. Nada justifica vender um filho, como é evidente. Mas não seremos todos cúmplices de tragédias como esta?!

IN "AÇOREANO ORIENTAL"
01/07/14

.
.
.


230.UNIÃO


EUROPEIA

















.
.
HOJE NO
  "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Pedido de levantamento de imunidade
 a Ana Gomes

O presidente do Parlamento Europeu anunciou hoje, em Estrasburgo, que recebeu do Ministério Público um pedido de levantamento da imunidade da eurodeputada portuguesa Ana Gomes, na sequência de um processo de difamação movido pelo ministro da Defesa.

Na abertura dos trabalhos, Martin Schulz indicou que o Ministério Público português lhe enviou um pedido de levantamento da imunidade parlamentar da eurodeputada socialista e apontou que, de acordo com os regulamentos da assembleia, remete o mesmo para a comissão parlamentar de Assuntos Jurídicos. 


Em causa está um processo movido pelo ministro da Defesa português, José Pedro Aguiar-Branco, que apresentou em janeiro passado uma queixa por difamação contra Ana Gomes, na sequência de declarações desta sobre alegadas ligações entre o escritório de advogados daquele governante e o grupo Martifer, que venceu o concurso público internacional para a subconcessão dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo.

Em novembro de 2013, em declarações na TVI24, Ana Gomes criticou o processo de subconcessão dos estaleiros e defendeu que "é preciso verificar" eventuais "negócios" entre o escritório de advogados do ministro e o grupo Martifer.

Aguiar-Branco garantiu que o seu escritório de advogados nunca teve negócios com o grupo Martifer e, em janeiro, interpôs no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) um processo contra a eurodeputada Ana Gomes, por considerar que o seu bom nome e honorabilidade foram postos em causa.

"Há limites que não podem ser ultrapassados e na política como na vida não vale tudo", afirmou, na altura, José Pedro Aguiar-Branco.

Segundo fontes parlamentares, será provavelmente necessário aguardar alguns meses até que a comissão de Assuntos Jurídicos do Parlamento Europeu se pronuncie, sendo raro esta aprovar levantamentos de imunidade parlamentar, excetuando em casos de particular gravidade.

* A deputada já nem deve dormir com mais esta preocupação, esta senhora é que devia ser a próxima Secretária-Geral do partido socialista, não se lhe conhecem  medos nem conivências.


.
.

3-A LOJA DO


MECÂNICO




O CARBURADOR




.
.

HOJE NO
  "RECORD"

Patrícia Mamona foi 3.ª 
no triplo salto na Suíça

Patrícia Mamona classificou-se esta quinta-feira em terceiro lugar no triplo salto do meeting de atletismo de Lausana (Suíça), apenas batida pela colombiana Caterine Ibarguen, campeã mundial, e pela russa Ekaterina Koneva, vice-campeã mundial.

A triplo saltadora portuguesa, que há dois anos foi vice-campeã da Europa, chegou aos 14,49 metros, mas com vento irregular, a +2,6 metros por segundo. 


O melhor dos seus saltos com vento regulamentar foi a 14,36 metros, o que a coloca como segunda melhor europeia de 2014. Com dois saltos nulos (segundo e sexto), fez os outros quatro acima de 14 metros: 14,12, 14,36, 14,35 e 14,49, confirmando-se de novo como uma candidata a um bom lugar nos Europeus, que se disputam em agosto em Zurique, na Suíça. 

A colombiana Caterine Ibarguen, campeã do Mundo e vice-campeã olímpica, igualou a sua liderança mundial com 14,87 metros, aproximando-se mais uma vez do seu recorde das Américas, de 14,99. Koneva, este ano campeã mundial em pista coberta, é claramente a europeia mais em forma, saltando a 14,67 metros.

Em plano menos bom está a atual campeã da Europa, a ucraniana Olga Saladukha - ficou em quarto lugar, com 14,33 metros. Patrícia Mamona, que é recordista nacional com 14,52 metros, já tinha este ano 14,36 metros em pista coberta, mas apenas 14,08 ao ar livre, atrás de outra lusa, Susana Costa (14,11). Com este resultado, Patrícia Mamona estreia-se a pontuar para a Liga Diamante de atletismo, com um ponto, o que lhe vai dando o sexto lugar. Comanda Ibarguen, já com 12 pontos. 

* É preciso muito trabalho para conseguir este resultado.

.
.


CARLOS DO CARMO


Um Homem na Cidade



.
.
HOJE NO
  "JORNAL DE NOTÍCIAS"

Sacerdote e funcionário da Ordem
 de S. João de Deus acusados 
de abusos sexuais

O Ministério Público acusou um funcionário e um sacerdote que exerciam funções numa instituição da Ordem Hospitaleira de São João de Deus, por abuso sexual de pessoa internada e de abuso sexual de pessoa incapaz de resistência. 
As vítimas, segundo uma nota do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), são quatro pessoas internadas numa instituição de saúde dirigida pela Ordem Hospiatleira de São João de Deus, através do Instituto de São João de Deus.


Segundo o MP, os factos foram praticados em 2004, 2005 e 2010.
A 20 de dezembro de 2012, o Ministério Público anunciara a abertura de três inquéritos sobre alegados abusos sexuais de incapazes e de pessoa internada e crimes patrimoniais e fiscais, após denúncias contra a Ordem Hospitaleira de São João de Deus.
Uma nota então emitida pela Procuradoria-Geral da República referia que tais denúncias foram remetidas para o DCIAP, dando origem a três inquéritos-crime.

"Tal como denunciados, e face às informações até ao momento recolhidas, os factos ocorreram com dispersão territorial, designadamente no Telhal - Sintra, Montemor-o-Novo, Portalegre e Açores, adiantava a nota de 2012.

A nota da PGR mencionava que, na sequência das declarações prestadas a alguns órgãos de comunicação social pela ex-provedora da Casa Pia Catalina Pestana, foi ordenada a abertura de inquérito para investigação da eventual prática de crimes contra as pessoas, designadamente abusos sexuais.

Quanto ao inquérito que correu termos nos serviços do Ministério Público de Ponta Delgada, por factos reportados ao Ministério Público pelo Instituto S. João de Deus, a PGR anuncia que foi arquivado por "insuficiência de indícios", sendo passível de reabertura se novos elementos probatórios que o justifiquem forem carreados.

* A regular frequência com que membros da igreja católica são acusados de violação  tem particular semelhança com a fábula da multiplicação dos pães que a biblia conta, é que são muitos.


.
.
 Superfície elástica insuflável


.
.
HOJE NO
  "JORNAL DE NEGÓCIOS

Mercedes do regime de Mao Tse-Tung
 vai a leilão na Alemanha

A leiloeira Bonhams irá vender em Estugarda na próxima semana uma limusina de 1965 que serviu durante vários anos uma das mais destacadas figuras da revolução comunista chinesa, o general Chen Yi.
 .
O leilão de automóveis que a Bonhams vai realizar em Estugarda no dia 12 de Julho contará com uma peça especial: será licitada uma limusina Mercedes-Benz 600 Pullman de 1965 que foi durante vários anos a viatura de Chen Yi, um dos generais de topo da revolução comunista chinesa de Mao Tse-Tung.

Importado da Alemanha pelo Governo chinês em 1965, o Mercedes que agora vai a leilão pertence a uma série de apenas 428 limusinas Pullman fabricadas de entre um conjunto de 2.677 Mercedes-Benz 600, segundo informou a Bonhams em comunicado.

A leiloeira estima que a viatura do regime maoísta valha entre 150 e 250 mil euros. "Nunca restaurado, este carro histórico está ainda nas excelentes e funcionais condições de origem. Proporciona um vislumbrar fascinante de uma era significativa da história da República Popular da China", nota Philip Kantor, director da European Motorcars.

O veículo que será leiloado em Estugarda na próxima semana foi utilizado até Chen Yi cessar as funções de ministro dos Negócios Estrangeiros, em 1972. Nessa altura a limusina foi entregue a uma fábrica de automóveis estatal em Xangai para servir como modelo para uma versão chinesa, projecto que acabou por não se concretizar.

Até à década de 1980 o Mercedes-Benz 600 Pullman ficou em armazém, vindo a ser descoberto por Hans Luwich, um engenheiro alemão que trabalhava na Volkswagen em Xangai. Em 1993 Hans Luwich enviou o automóvel de volta para a Alemanha. Em Fevereiro de 2014 o carro foi vendido a um comprador da Holanda.

* São assim os regimes comunistas, sempre apostaram em carros económicos.



.
.
DOUTRO SÉCULO
(DIVERTEM-SE NESTE)

  MANEIRA CURIOSA DE 



IDOSOS SE SENTAREM

















German artist/director/choreographer Angie Hiesl has been presenting her performance art piece x-times people chair in various cities and festivals throughout Europe and South America since 1995. Senior citizens (both from the original ensemble and locals) are perched on white chairs bolted to the façades of buildings, 20 feet or so up from the ground. They perform uneventful tasks such as reading the paper, knitting, and folding laundry, unfazed by the surprised passers-by staring up at them. Most recently, x-times people chair was performed in Montreal as part of the Festival Transmeriques last May, where two fire trucks showed up at one of the fixed chair locations not aware of the performance and thinking the actor a little nuts. Very goofy and fun.




.
.
HOJE NO
  "DESTAK"

Vaticano reconhece juridicamente
. associação de exorcistas

 O Vaticano reconheceu a Associação Internacional de Exorcistas (AIE), dando o seu apoio a uma prática que não é aceite ou apreciada por muitos na Igreja Católica, revelou hoje o jornal Osservatore Romano. 


O jornal do Vaticano revelou que a congregação para o clero assinou, a 13 de junho, um decreto aprovando os estatutos jurídicos da associação. 

O papa Francisco tem evocado, mais frequentemente do que os seus antecessores, a presença nociva do "diabo", do "demónio", de "satã" no mundo e a necessidade de lutar por diferentes meios contra ele. 

* Consta que o papa Francisco virá a Portugal por altura do festival dos bruxos em Vilar de Perdizes, seguindo depois para Salvador da Baía consultar uma mãe-de-santo.


.
.

TOMBOS




.
.
HOJE NO
  "i"

Empresas usam indevidamente apoios à
. contratação de pessoas com deficiência

Este e outros dados constam do relatório preliminar "Monitorização dos Direitos Humanos das Pessoas com Deficiência em Portugal"

Muitas das empresas que contratam pessoas com deficiência, ao abrigo de apoios estatais, usam indevidamente esses apoios, obrigando estes trabalhadores a saltar de estágio em estágio e a uma situação de precaridade, concluíram investigadores nacionais. 


Este e outros dados constam do relatório preliminar "Monitorização dos Direitos Humanos das Pessoas com Deficiência em Portugal", que é apresentado hoje, em Lisboa, no âmbito da terceira conferência anual da Associação Europeia de Estudos da Deficiência, que decorre nos dias 03 e 04 de julho no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas. 

Em declarações à agência Lusa, uma das autoras do relatório, Paula Campos Pinto, que teve por base 60 entrevistas a pessoas com deficiência, com idades entre os 12 e os 70 anos, disse ter concluído que "há uma utilização indevida dos apoios existentes" dados pelo Estado para incentivar a contratação destas pessoas. 

"Os incentivos que existem, que o Estado tem vindo a desenvolver, de medidas de apoio ao emprego para as pessoas com deficiências, são muitas vezes portas de entrada das pessoas para o mercado de trabalho, mas assim que esses incentivos terminam, não existe muitas vezes a vontade, por parte das entidades, empregadoras de manter esses postos de trabalho", apontou Paula Campos Pinto. 

Como consequência, estas pessoas "acabam por ter uma situação muito precária no mercado de trabalho", considerou a investigadora. 


"Saltam de estágio em estágio, de curso de formação em curso de formação, sem nunca conseguirem uma inclusão económica plena, uma estabilidade profissional na carreira, como é ambição de qualquer um de nós", sublinhou Paula Campos Pinto. 

Nesse sentido, a investigadora entende ser importante que o Estado repense a forma como estes apoios estão a ser disponibilizados às empresas, crie medidas mais restritivas que obriguem a algum grau de compromisso por parte dos empregadores e fiscalize a sua aplicação. 

Entende também que é obrigação do Estado dar o exemplo, ativando a lei das quotas e criando o número de lugares disponíveis para pessoas com deficiência também na função pública. 

No que diz respeito à função pública, a investigadora apontou que há também bons exemplos, nomeadamente ao nível das autarquias, "que têm feito um trabalho importante na inclusão social e na criação de postos de trabalho para pessoas com deficiência", admitindo, no entanto, que no Estado central "às vezes há mais dificuldades". 

Além da área laboral, também a participação social e do acesso aos serviços de apoio revelaram ser os principais domínios onde as pessoas com deficiência sentem "experiências de negação ou violação de direitos" de forma mais frequente. 

Relativamente à participação social, 83% das 60 pessoas inquiridas disseram que a sua vida "é fortemente marcada por experiências de segregação e isolamento social", muito por conta das dificuldades de acesso aos edifícios, via pública ou sistemas de transporte. 

Por outro lado, em matéria de serviços de apoio, as pessoas inquiridas apontaram que os apoios a uma vida independente são insuficientes, o que "contribui para o isolamento e exclusão social". 

* Aqui fica registado a qualidade e seriedade dos nossos empreendedores tão elogiados pelos  governantes, convém não olvidar aqueles que a bem da nação proíbem as suas empregadas de engravidar.


.
.
TANTO PARA 
SABOREAR
COMO PARA

ENSAIAR
















.
.

HOJE NO
  "A BOLA"

Novo abre-garrafas de Suárez

A polémica dentada de Luís Suárez ao italiano Giorgio Chiellini está a ser aproveitada para a comercialização de produtos.

O mais recente é o abre-garrafas de Suárez, onde o consumidor abre as garrafas com a boca do goleador uruguaio.

* Ora toma! 


.
.
 A CULPA É DOS SALTOS


.
.

HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS 
DA MADEIRA"

Há ainda 15% das crianças que viaja
 sem cadeirinha no automóvel

Mais de 85% das crianças viajam no automóvel com cadeirinha, mas apenas metade são transportadas corretamente, segundo um estudo da Associação para a Promoção da Segurança Infantil (APSI), hoje divulgado. 


Desde 1996 que a APSI realiza um estudo de observação sobre a forma como as crianças até aos 12 anos são transportadas em veículos ligeiros de passageiros nas autoestradas, com o objetivo de avaliar a evolução da taxa de utilização de sistemas de retenção (cadeirinha) e a taxa de utilização correta destes sistemas.

Segundo o estudo, 14% do total das crianças observadas viaja sem qualquer proteção (ao colo ou à solta), sendo que, no grupo das crianças mais velhas, dos quatro aos 12 anos, esta percentagem é mais elevada.

Das crianças que utilizam cadeirinha (86%), apenas 51% são transportadas corretamente.
A utilização da cadeirinha é mais elevada entre os zero e os três anos (91% contra 85%, no grupo dos quatro aos 12 anos).

Face a 2012, o estudo verificou um aumento ligeiro da taxa de utilização de sistemas de retenção para crianças no grupo etário dos quatro aos 12 anos (82,1% em 2012, 84,5% em 2013).

 Nas crianças mais pequenas, a taxa de utilização de cadeirinhas baixou cerca de dois por cento (de 92,8% para 90,8%).

A associação sublinha que, ao longo dos 17 anos, foi verificada "uma subida progressiva da utilização" dos sistemas de retenção, que se acentuou entre 2004 e 2005, sobretudo no grupo das crianças entre os quatro e os 12 anos.

"Desde então, tem havido algumas flutuações muito ligeiras, mas com uma tendência constante de crescimento", salienta.

No que diz respeito à utilização correta da cadeirinha, esta tem-se mantido mais ou menos estável desde 2005, com algumas flutuações anuais não muito relevantes.

"Infelizmente, apenas metade das famílias que transportam as suas crianças com sistemas de retenção, o fazem de forma aparentemente correta", sublinha
a APSI.

O estudo de observação da APSI foi realizado a 01 de setembro do ano passado, em Lisboa, Pinhal Novo e Porto, com a colaboração da Brisa Auto-Estradas de Portugal, do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

* É tão difícil aprender como se pode preservar a vida de uma criança que o melhor é deixá-la à solta.


.
.
CABEÇAS DE OURO

BALOTELLI

KEVIN KAMPL

RAHEEM STERLING

DJIBRIL CISSE

JAVIER MARGAS

JASON LEE

TARIBO WEST

ALEXI LALAS

PITBULL

CHAOUCHI

NEYMAR

ANDERSON

CRISTIANO RONALDO


.