terça-feira, 1 de julho de 2014

UMA (DES)GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.














.
.
.
O QUE NÓS

NÃO VEMOS!



MULHERES INVISÍVEIS


video



.
.


O PRESÉPIO




















.
.
4-TARAS OU OPÇÕES

Exophilia
Exophilia é uma atração, geralmente de natureza sexual, a coisas novas, estranhas, ou de outro, como formas de vida extraterrestres, seres sobrenaturais, robôs e outros seres não-humanos. 

Numa altura em que a humanidade tem uma enorme apetência pela inovação, nada se estranha, os telemoveis, por exemplo, contêm sofisticada tecnologia  frequentemente usada na versão vibratória.

Flatofilia
 Em termos leigos, flatofilia nada mais é do que ter tesão pela flatulência do companheiro. Isso mesmo a pessoa flatófila se excita ao escutar, cheirar e(ou) apreciar gases oriundos do orifício anal. Geralmente existem mais homens com esse tipo de parafilia e se excitam quando suas parceiras ou qualquer outra mulher se esvai gasosa junto ao seu nariz.

Hierofilia
Hierofilia é a atração sexual por pessoas ou objetos religiosos. Isto inclui penetração com cruzes, bíblias, e até masturbação durante os cultos. A fantasia da Hierofilia está associada com roupas de padres ou freiras, rosários, imagens e outros ícones religiosos, uma variante inclui uniformes de escolas católicas, protestantes e outras.
 De certa maneira o hierofiliaco inconscientemente associa a excitação sexual com uma experiência religiosa, e acredita que Deus está dentro de nós e que nós somos um com Deus, e que isto inclui o sexo. 

Por outro lado estas pessoas são tomadas por um imenso sentimento de culpa por terem tal comportamento, principalmente nas religiões monoteístas, estilo "peca & reza".

Capnolagnia
 Capnolagnia é a atração sexual por um(a) fumador, para alguns o fetiche envolve o parceiro(a) fumando, para outros o desejo é pelo cheiro, formato, pelas cinzas etc.
Muitas vezes o fumador(a) inclui o uso do cigarro durante o sexo, mesmo o sexo oral, com o cigarro ainda perigosamente perto dos genitais, com a fumaça sendo expelida para  a cara.
 
Hipofilia
O desejo sexual por cavalos ou éguas, pode-se dizer que é uma "ramificação" da zoofilia. Recusamo-nos a fazer juízos de valor, mas...é preciso???



.
.
HOJE NO
  "O PRIMEIRO DE JANEIRO"

IBMC da Universidade do Porto
 vê reconhecida a competência técnica 
Ensaios laboratoriais e atividades clínicas 

O Centro de Genética Preditiva e Preventiva, do Instituto de Biologia Molecular e Celular da Universidade do Porto (IBMC), anunciou que viu oficialmente reconhecida a sua competência técnica, através da acreditação de ensaios laboratoriais e atividades clínicas. 

Este reconhecimento, pelo Instituto Português da Acreditação (IPAC), segue os requisitos da NP EN ISO 15189, a norma de acreditação mais exigente para laboratórios clínicos, sendo o Centro de Genética Preditiva e Preventiva (CGPP) “o primeiro laboratório acreditado em Portugal para realizar testes genéticos em doenças neurológicas, além da hemocromatose”, explicou o coordenador desta unidade clínica, o médico geneticista Jorge Sequeiros. 


De entre os testes genéticos acreditados, destacam-se os para a paramiloidose (PAF TTR), a doença de Charcot-Marie-Tooth, doença de Huntington, doença de Machado-Joseph e outras ataxias espinocerebelosas (SCA1, SCA2, SCA6 e SCA7) e a hemocromatose. 

 Para Jorge Sequeiros, “o CGPP sempre se preocupou com a qualidade e segurança dos testes, cujos resultados podem ter grande impacto nos doentes e suas famílias”. De facto, explica Jorge Sequeiros, “a acreditação não alterou os procedimentos levados a cabo pelo CGPP e sempre existiu uma avaliação anual da qualidade por uma equipa externa de especialistas” mas, agora, “temos uma entidade oficial que veio acreditar o que é cá feito”. 

Jorge Sequeiros refere, a título de exemplo, que “as próprias colheitas de sangue e a extração de ADN foram acreditadas, o que é muito importante, pois estes são os primeiros passos essenciais para um teste genético e onde os erros são tão frequentes”. A acreditação é o processo pelo qual a entidade nacional autorizada (o IPAC, em Portugal) reconhece formalmente a qualidade na realização de tarefas específicas. Apesar das recomendações internacionais e ao contrário de muitos países europeus, a acreditação ainda não é obrigatória em Portugal. 

De acordo com o responsável daquele centro de genética, “a mera certificação dos laboratórios não é suficiente”. A acreditação diferencia-se da certificação em vários aspetos, nomeadamente numa “muito maior exigência dos critérios e metodologias usadas, ensaio a ensaio, tendo como princípio a avaliação da competência técnica, bem como o facto de existir uma única entidade acreditadora em cada país”, sustenta. 

A acreditação contribui para a melhoria da qualidade dos processos laboratoriais, incluindo a redução dos tempos de resposta, com grande impacto para médicos e utentes. “A resposta mais rápida diminui a ansiedade dos doentes, bem como permite a confirmação do diagnóstico e aplicação atempada das medidas clínicas adequadas, incluindo o aconselhamento genético em familiares”, sublinha Jorge Sequeiros. 

O Instituto de Biologia Molecular e Celular (IBMC) da Universidade do Porto é uma associação sem fins lucrativos e um Laboratório Associado do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCTES), com ligação à Universidade do Porto. Atua no sector da saúde através do Centro de Genética Preditiva e Preventiva (CGPP), prestando serviços à comunidade na área dos testes genéticos, aconselhamento genético e formação científica, clínica e laboratorial a profissionais de saúde. 

* Ciência da Inteligência portuguesa, ciência a quem o governo virou as costas. Atente ao que ontem disse o prof. Carlos Fiolhais à comunicação social.


.
.


 IV- A INCRÍVEL


JORNADA HUMANA



4- AUSTRÁLIA



video


Nesta viagem a Drª. Alice vai à Austrália para entender como os humanos chegaram lá e o mais surpreendente é que, fizeram isso muito antes de colonizar a Europa.


.

.
HOJE NO
  "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Ajuda de avós aos netos 
pode comprometer velhice

A ajuda dos avós na criação dos netos pode comprometer as suas poupanças para a velhice, sobretudo numa altura em que as prestações sociais estão a ser reduzidas, alerta um estudo europeu que será hoje divulgado em Lisboa. 

O estudo "A prestação de cuidados pelos avós na Europa", financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, faz uma análise comparativa sobre as políticas familiares e a sua influência no papel dos avós, enquanto prestadores de cuidados infantis em vários países - Áustria, Bélgica, Dinamarca, França, Alemanha, Grécia, Itália, Holanda, Espanha, Suécia, Suíça, Portugal, Espanha Itália e Roménia.

Segundo o estudo, mais de 40% dos avós dos países europeus analisados prestam cuidados aos netos sem a presença dos pais, sendo os países do sul da Europa - Portugal, Espanha, Itália e Roménia - os que apresentam uma maior percentagem de avós a cuidarem dos netos diariamente.

"Em Portugal, Espanha, Itália e Roménia, onde as prestações sociais pagas aos pais e às mães que ficam em casa são limitadas e onde há pouca oferta de estruturas formais de acolhimento de crianças e poucas oportunidades das mães trabalharem a tempo parcial, os avós asseguram uma grande parte dos cuidados intensivos prestados aos seus netos", sublinha.

A percentagem de avós que presta cuidados diariamente ou quase diariamente aos netos varia entre os 30%, na Roménia, os 22%, em Itália, os 14% em Portugal e os dois por cento, ou menos, nos países escandinavos e Holanda.

Os autores do estudo advertem que o papel vital dos avós, "mas invisível, na prestação de cuidados infantis, seja de forma intensiva, regular ou ocasional, pode colidir com as suas próprias capacidades de autofinanciamento da sua velhice", sobretudo quando "as prestações de viuvez, tanto ao nível dos regimes de pensões estatais como das entidades patronais, estão degradadas".

"As avós mais jovens, em boa forma física, saudáveis e com netos mais pequenos - as que apresentam maiores probabilidades de prestar cuidados aos seus netos - são as mesmas mulheres que os Governos de toda a Europa pretendem incentivar a manter empregos remunerados durante mais tempo, de forma a aumentar a produtividade e a financiar as suas respetivas pensões, cuidados de saúde e assistência social numa fase posterior da vida", salientam.

Em Portugal, devido às medidas de austeridade impostas pelo programa de assistência financeira, os pensionistas têm sofrido cortes nas suas pensões e muitos outros perderam o direito à prestação solidária atribuído pelo Estado (Complemento Solidário para Idosos).

Isto acontece numa altura em que o desemprego dos filhos os leva a assumir encargos financeiros da família.

O estudo adianta que, em toda a Europa, "as avós são mais pobres do que os avôs o que reflete, em parte, o facto de as avós terem tendencialmente mais idade e de apresentarem maiores probabilidades de serem viúvas do que os avôs".

* Um retrato preocupante, a realidade das dificuldades das famílias numa europa com 192 milhões de pobres.


.
.
4-12 MULHERES
TAILANDESA

video


Maria Cândida foi até a Tailândia e lá conheceu incríveis mulheres, trabalhadoras, inteligentes e cheias de atitude, todas muito diferentes entre si, e cheias de histórias e vivências para nos contar.

A jornalista entrevistou uma diretora de escola que adotou costumes ocidentais e que faz parte da realeza da Tailândia. Encontrou uma faxineira de 44 anos que planeja daqui a seis anos virar monja e ir para um templo budista. Conversou ainda com uma vendedora de rua que sonha em ser médica e com uma costureira que faz as roupas da filha de 30 anos e decide o que a moça deve vestir.

No programa, Maria Cândida mostra também uma cineasta, uma médica, uma mulher membro do parlamento, uma agente de viagens, uma diretora de marketing, a proprietária de um hotel de luxo, uma professora universitária e uma jovem repórter de TV.

Da viagem à Tailândia Maria Cândida trouxe depoimentos e frases de cada uma dessas 12 Mulheres que melhor definem o que é ser mulher para elas.


* Infelizmente a reportagem sobre a mulher holandesa estava incompleta e com muito mau som, por isso não a editámos. Pedimos pois que não considere a alusão à mulher holandesa no início do vídeo.

.
.
HOJE NO
  "RECORD"

Marco Silva:
 «Temos de lutar por títulos»

Marco Silva revelou a ambição de conquistar troféus pelo Sporting e, para isso, promete "tentar ganhar todos os jogos". No final do primeiro dia de trabalho, o técnico marcou presença na Gala dos leões.

"Fui bem claro na minha apresentação. Vim do Estoril e este é o maior desafio da minha carreira. Todos lutamos para chegar a um clube desta dimensão, mas temos de lutar por algo mais, que é conquistar títulos por este clube", referiu à Sporting TV.

Sobre o primeiro dia de trabalho em Alvalade, o treinador gostou do que viu: "Fui bem acolhido por toda a gente. Tivemos uma conversa normal com os jogadores e na quinta-feira vamos começar mais a sério. Acho que o sonho faz parte da vida. Temos de ter os pés bem assentes. A nossa dimensão é enorme. O ano passado fizemos uma recuperação fantástica e este ano queremos algo mais".

"Os jogadores estão com vontade e preparados para trabalhar para começar o campeonato da melhor maneira. Quanto à Liga dos Campeões, será jogo a jogo. É importante estarmos lá", comentou.

Marco Silva explicou ainda que o facto de o início dos trabalhos coincidirem com o 108.º aniversário do Sporting traz vantagens: "É importante começar numa data como esta para os jogadores perceberem a dimensão do clube. É neste tipo de iniciativas que se percebe".

* Deseja-se que o Sporting suba ao palco do futebol mundial.

.

JOANA PETIZ

.




As 5 respostas que tem
 de saber de cor 
numa entrevista de trabalho

É quase impossível ir a uma entrevista de trabalho sem nervos, mas pode pelo menos preparar-se e prevenir-se de forma a saber responde certeiramente às perguntas mais difíceis. Se estiver pronto para enfrentar o desafio, conseguirá de certa forma conduzir os entrevistadores a seguir o caminho onde se sente melhor, em vez de improvisar. E isso é meio caminho andado para sair da entrevista lá com o emprego. 

Estas são as cinco principais perguntas para as quais deve preparar uma resposta. 

1. O que posso esperar de si nos primeiros três meses?
Além de ajudar a perceber como o candidato pensa sob pressão, esta pergunta é feita para apurar o espírito com que entraria na equipa. Seja realista na resposta. Prometer mundos e fundos não é bom para si - ninguém acredita que é um super-homem e mesmo que tente sê-lo, não poderá aguentar muito tempo a fazer um esforço sobre-humano. E quando abrandar, como já expliquei aqui, vão tomar a mudança de ritmo como desânimo ou preguiça súbita.

2. O que sabe sobre a nossa empresa?
É de esperar que você saiba alguma coisa sobre o emprego a que está a candidatar-se, mas convém que, antes da entrevista, se prepare um pouco mais. Tente saber mais, junto de amigos ou conhecidos que por lá tenham passado, sobre as prioridades e valores da companhia, sobre a pessoa que vai chefiá-lo e a equipa com quem vai trabalhar, sobre os pontos fortes da empresa e os departamentos onde poderia ganhar eficácia. Não precisa de debitar toda a informação, mas mostrar que tem um conhecimento aprofundado sobre a companhia e o lugar a que concorre é sinal de que a sua decisão foi pensada e não um acto desesperado para conseguir emprego a qualquer custo.

3. Não precisa de mencionar nomes, mas diga-me como era o melhor chefe que teve na vida e o que tornava mau o pior chefe que já teve.
O que querem arrancar de si não são simples críticas aos ex-patrões para depois lhe dizerem que ali vai ser tudo diferente. Uma pergunta destas serve antes para perceber que tipo de qualidades valoriza e o que considera defeitos imperdoáveis, quanta responsabilidade está disposto a aceitar pelas suas acções e qual o seu nível de tolerância para com os erros. Prepare uma resposta em que reconheça alguns erros seus, em vez de apenas apontar os maus comportamentos do chefe anterior, ou em que pelo menos se mostre compreensivo para com algumas falhas. É a melhor forma de mostrar que é compreensivo e capaz de perdoar, que se concentra mais em encontrar soluções para o que correu mal do que em dizer mal de todos até os deixar no lodo. Nos elogios, deixe a manteiga em casa e foque-se em características reais para descrever o melhor chefe que já teve - "profissionalismo, capacidade de decisão e justiça na liderança" em vez de qualquer coisa como "era fantástico porque nunca nos apontava o dedo nem se aborrecia se chegávamos tarde ou não conseguíamos cumprir um prazo".

4. Descreva uma situação em que tenha tentado lidar com coisas a mais e que não tenha corrido bem. E como se resolveu?
Há aqui duas vertentes que o entrevistador quer explorar. Por um lado, ele pretende saber o que é que você considera areia a mais para a sua camioneta e como funciona sob intensa pressão; por outro, está a tentar apurar quais são as suas capacidades de resolução de problemas. Antes de mais, seja honesto - não invente um filme que nunca aconteceu pois corre o risco de o entrevistador ter pedido referências sobre si na empresa de onde vem. Descreva uma situação real e explique porque foi de mais para si naquele momento - pode ser porque tinha falta de experiência na altura ou porque era uma área fora da sua zona de conforto ou até porque estava a atravessar uma fase complicada na sua vida privada. Conte brevemente o que foi mais difícil para si ao lidar com essa situação. E por fim inclua na história a sua quota de ajuda na resolução do problema, nem que se tenha resumido à capacidade de reconhecer o erro e a responsabilidade - acredite que mesmo isso é muito importante.

5. Fale-me sobre si.
Não é bem uma pergunta, mas é o mais complicado que podem obrigá-lo a dizer numa entrevista. Falar dos seus defeitos seria trazer atenção indesejada para o pior de si; alongar-se sobre como é um empregado fantástico vai fazê-lo passar por pretensioso. Como responder, então? Com situações concretas. Conte um episódio em que saiu especialmente bem no último emprego e, mais importante, explique detalhadamente porque acredita que seria um profissional excelente na posição para a qual está a ser entrevistado.

Preparação é tudo. 
Não vá para uma entrevista de trabalho a seco. Estude as respostas que pode dar a perguntas difíceis, a postura a adoptar, os gestos a evitar. E a probabilidade de sair com um emprego subirá muitíssimo.


Chefe de redacção adjunta 

IN "DINHEIRO VIVO"
30/06/14


.
.
.


228.UNIÃO


EUROPEIA






.
.

HOJE NO
  "JORNAL DE NOTÍCIAS"

Fadista Carlos do Carmo 
distinguido com um Grammy

O fadista Carlos do Carmo, a celebrar 50 anos de carreira, vai receber um "Lifetime Achievement Grammy", que distingue carreiras de referência no panorama internacional, sendo o primeiro artista português a recebê-lo, foi anunciado esta terça-feira.

O galardão, que será entregue no dia 19 de novembro no MGM Grand Garden Arena em Las Vegas, no estado norte-americano do Nevada, distingue as carreiras que constituíram contribuições criativas de excecional importância artística.

"O 'Board of Trustees' da Latin Academy of Recording Arts and Sciences [LARAS] decidiu, por unanimidade, atribuir a Carlos do Carmo o "'Lifetime Achievement Award', galardão que distingue a obra das grandes referências do panorama musical internacional", indica a produtora do fadista em comunicado.

Carlos do Carmo, de 74 anos, tem sido distinguido ao longo da carreira com vários galardões, entre eles, o Prémio Goya da Academia de Artes Cinematográficas de Espanha, pela interpretação de "Fado da Saudade".

Em comunicado, a academia norte-americana considera Carlos do Carmo "um dos maiores fadistas do seu tempo", referindo que é filho da "lendária fadista Lucília do Carmo, que teve um papel importante na sua carreira, que se prolonga há mais de 50 anos".

A academia aponta Carlos do Carmo como uma das "mais emblemáticas vozes da música portuguesa".

No mesmo texto a LARAS refere que o fado tem sido o "cerne da sua música, mas a sua forma distintiva de interpretar, o seu timbre, e a sua afinidade com a canção francesa e a bossa nova brasileira" permitem-lhe "criar um estilo inconfundível".

Do vasto repertório do fadista, a LARAS cita os fados "Duas lágrimas de orvalho", "Lisboa menina e moça" e "Canoas do Tejo", e discrimina alguns palcos de referência que o fadista pisou, designadamente o Olympia, em Paris, a Alter Oper, em Frankfurt, e o Royal Albert Hall, em Londres.
Carlos do Carmo "desempenhou um papel fundamental na candidatura do fado a Património Cultural Imaterial da Humanidade através dos seus inúmeros concertos, gravações e a participação, em 2007, no filme "Fados", de Carlos Saura", lê-se na mesma nota.

O Lifetime Achievement Award já distinguiu entre, outros nomes, o brasileiro Roberto Carlos, Mercedes Sosa, Rocío Durcal, Chavela Vargas, Alberyo Cortez, Linda Ronstadt, María Dolores Pradera, Toquinho, Hebe Camargo, Juan Carlos Calderón e Luz Casal.

Segundo a produtora do fadista, em novembro está prevista a estreia de um documentário sobre a carreira do criador de "Os Putos".

* Toda a gente fala da excepcional voz de Carlos do Carmo, toda a gente fala das sábias escolhas do seu repertório e músicos, poucos falam da sua gigantesca inteligência que lhe permite uma vida privada longe da coscuvilhice e da poeira da maledicência, genial.
Quanto ao prémio achamos pequeno para tão grande talento, parabéns.

Os Putos
video


.
.

 I-FILOSOFIA SOCIAL

2 - CONFÚNCIO

video




.
.
HOJE NO
  "JORNAL DE NEGÓCIOS

Porque não têm as farmácias 
todos os medicamentos?

No segundo semestre do ano passado houve 24 milhões de registos de embalagens de medicamentos em falta nas farmácias. O Negócios, em poucas palavras, explica o que se está a passar.
 .
Mais de 60% das farmácias registaram 23,8 milhões de embalagens de medicamentos em falta no segundo semestre do ano passado.

Especialistas da saúde alertam para as falhas no abastecimento.

Marlene Carriço, jornalista do Negócios, explica-lhe, em poucas palavras, o que leva a esta situação.


video


* Terrivelmente esclarecedora a jornalista Marlene Carriço



.
.


 Janita Salomé


Em Nome da Rosa

video


.

HOJE NO
  "DESTAK"

Missão científica documenta pela 
primeira vez diversos ecossistemas
. marinhos nos Açores 

 Uma missão científica que envolveu investigadores das universidades dos Açores e do Algarve documentou pela primeira vez, nos últimos dias, diversos ecossistemas marinhos nos mares do arquipélago açoriano. 


A missão integrou-se no "Projeto Baseline", da organização não governamental (ONG) Global Underwater Explorers, que pretende documentar ambientes marinhos e assim perceber a sua evolução e eventuais consequências da atividade humana. 

O projeto gere iniciativas em 23 países e está neste momento a fazer uma "expedição global", com um barco que está a atravessar o Atlântico, desde a Florida, nos EUA, e que tem como destino o Mediterrâneo.

* Açores, o paraíso marinho do Atlântico Norte.


.
.
MUDANDO A CASA
video


.
.
HOJE NO
  "i"

Proibição do véu islâmico 
não contraria direitos humanos

Para o tribunal, a interdição “não é explicitamente baseada sobre a conotação religiosa das roupas, mas apenas no facto de as mesmas esconderem o rosto”. 
.
A lei proibindo o véu islâmico integral em França não contraria os direitos humanos e tem um objetivo legítimo, declarou hoje o Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, rejeitando o pedido de uma defensora da 'burqa' e do 'niqab'.
ESCLARECEDOR
Num veredito definitivo, o tribunal sublinha que “a preservação das condições do ‘viver em conjunto’ é um objetivo legítimo” das autoridades francesas, que dispõem a esse respeito de uma “ampla margem de análise”, e que, consequentemente, a lei aprovada no final de 2010 em França não é contrária à Convenção Europeia dos Direitos Humanos.

No dia de entrada em vigor daquela lei, em abril de 2011, foi apresentado ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos (TEDH) um pedido de parecer sobre a mesma por uma mulher que se declarava adepta quer da burqa – que tapa todo o corpo incluindo os olhos – quer do niqab – que deixa apenas os olhos à vista.

A mulher, de 24 anos, contestava e considerava contra a liberdade de religião a lei que determina que, “no espaço público, ninguém pode usar vestuário que esconda o seu rosto”. Os infratores incorrem numa pena de multa de 150 euros e/ou de lições de cidadania.

Segundo os seus advogados, a queixosa considerava ainda “degradante” não usar o véu integral nos locais públicos e via na lei uma discriminação e uma violação da sua liberdade de pensamento e de expressão.

Para o tribunal, a interdição “não é explicitamente baseada sobre a conotação religiosa das roupas, mas apenas no facto de as mesmas esconderem o rosto”.

O governo francês sublinhou que a lei não é “antirreligiosa”, tendo a ver com a dissimulação do rosto no espaço público por qualquer meio e proibindo assim também o uso de um capuz ou de um capacete de motorizada.

De acordo com a Assembleia Nacional francesa, apesar de viverem em França mais de cinco milhões de muçulmanos, a questão da interdição do véu islâmico integral apenas “envolveria cerca de 1.900 mulheres no final de 2009”.

A Bélgica, que em 2011 aprovou uma lei semelhante à francesa, associou-se ao processo.

* Recusar a "EURÁBIA" não é xenofobia mas sim cidadania.!


.
.
22/MENSAGENS
SEM DÓ
















.
.
HOJE NO
  "A BOLA"

Australiano de 19 anos surpreende
 Nadal em Wimbledon

Rafael Nadal deixou a liderança do ranking mundial em risco depois de falhar o acesso aos quartos de final do torneio de Wimbledon.

O espanhol foi surpreendido por Nick Kyrgios, australiano de 19 anos que venceu em quatro sets pelos parciais de 7-6 (7/5), 5-7, 7-6 (7/5), 6-3.
Na próxima ronda, Kyrgios vai defrontar o canadiano Milos Raonic.
Nadal cederá o estatuto de número um do Mundo a Novak Djokovic, caso o sérvio vença o torneio.

* Os verdadeiros campeões também perdem, não deixam de ser grandes.



.
.
ARTE ESCONDIDA

video


.
.

HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS
DA MADEIRA"

Inquérito à compra dos submarinos
. aprova audições a 40 personalidades

A comissão de inquérito à compra de equipamentos militares aprovou hoje as propostas de deputados da maioria PSD/CDS-PP, PS e PCP para ouvir cerca de 40 personalidades, devendo começar pelos chefes militares e ex-ministros da Defesa.

As propostas daqueles três partidos foram aprovadas por unanimidade na reunião de hoje. O presidente da comissão de inquérito, Telmo Correia, irá agendar o primeiro lote de audições aos chefes militares, com o objetivo de ouvir o maior número de pessoas possível durante o mês de julho. 

 Na reunião, o deputado do PS José Magalhães propôs que a comissão de inquérito solicite à justiça alemã o despacho de acusação do ministério público da Alemanha e a sentença que condenou alguns responsáveis por corrupção no caso das contrapartidas pela venda de submarinos.

"Tendo havido condenações por crime de corrupção e tendo sido punidos os autores de atos de corrupção é importante analisar o como e em que circunstâncias e eventualmente, com base nesses dados, interrogá-los sobre quem corromperam em Portugal", afirmou o deputado do PS José Magalhães, em declarações à Agência Lusa.

Na reunião, o deputado José Magalhães argumentou que para além dos decisores políticos será necessário ouvir consultores e peritos que fundamentaram juridicamente as necessidades contratuais, os responsáveis ministeriais com intervenção na contratação e entidades privadas.

A lista de audições propostas pelo PS centra-se nos intervenientes ligados aos contratos dos submarinos e viaturas blindadas PANDUR durante o governo de coligação liderado por Durão Barroso e no qual Paulo Portas era ministro da Defesa, que era o âmbito do inquérito inicialmente proposto pelos socialistas.

O objeto da comissão de inquérito sofreu depois modificações por proposta da maioria PSD/CDS-PP para abranger todos os contratos desde há cerca de 15 anos: P3 Orion, helicópteros EH101, Torpedos, C295, aviões F-16, submarinos e viaturas blindadas PANDUR.

A lista de audições proposta pelo PSD/CDS-PP inclui o almirante Luís Macieira Fragoso, chefe do Estado-Maior da Armada, o general Carlos Jerónimo, chefe do Estado-Maior do Exército, o general José Pinheiro, chefe do Estado-Maior da Força Aérea.

A lista inclui também os ex-ministros da Defesa António Vitorino, Jaime Gama, Júlio Castro Caldas, Rui Pena, Paulo Portas, Luís Amado, Nuno Severiano Teixeira, Augusto Santos Silva, José Pedro Aguiar-Branco.

Os ex-presidentes da comissão permanente de contrapartidas Francisco Barroso de Sousa Gomes, José de Melo Torres Campos, Pedro Brandão Rodrigues, Rui Neves e Pedro Catarino, o ex-diretor-geral do Armamento e Infraestruturas de Defesa, vice-almirante Carlos Viegas Filipe e o atual, major-general Gravita Chambel, serão também ouvidos.

O ex-administrador da Ferrostaal Johann-Friedrich Haun e o ex-procurador Hans-Peter Muehlenbeck, julgados por suborno, integram a lista proposta pelo PS, entre outros.

A comissão parlamentar de inquérito irá analisar os programas relativos à aquisição dos EH-101, P-3 Orion, C-295, Torpedos, F-16, submarinos e viaturas PANDUR II.

* Será mais um inquérito ou finalmente será "o inquérito"?



.