sábado, 7 de junho de 2014

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.


.
.

O QUE NÓS
 
VASCULHAMOS




PARA MEDITAR E COMPARAR 
 
Quando José Dias Ferreira, bisavô de Manuela (Dias) Ferreira Leite, chegou a chefe do Governo em 1892, encontrou um país de "tanga", por força de elevados investimentos ferroviários e em estradas e portos. 

A dívida pública representava 81% do PIB e o défice orçamental era de 2%.
 
Juntamente com o Ministro da Fazenda - Oliveira Martins, tio-bisavô do actual presidente do Tribunal de Contas, tomou medidas drásticas: subida de impostos, corte até 20% dos vencimentos dos funcionários públicos, suspensão de admissões no Estado, paragem das grandes obras, saída do padrão-ouro e desvalorização cambial.
 
Durante dez anos, não foi possível recorrer a empréstimos no estrangeiro, dada a situação de bancarrota verificada.
 
O desenvolvimento das infra-estruturas no "fontismo" baseou-se num modelo que se pode considerar como a génese das parcerias público-privadas. Eram concessões dadas a particulares que, muitas vezes, garantiam um determinado rendimento ao investimento e, se este ficasse abaixo desta garantia, havia compensação do Estado.

Em 1892 o rei D. Carlos doou 20% (!) da sua dotação anual para ajudar o Estado e o País a sair da crise criada pelo rotativismo dos partidos (nada de novo, portanto).
Se calhar foi por isso que, mais tarde, o mataram.
 
Não se pode consentir que alguém dê, num país onde é costume tirar... o melhor, se calhar, é ter cuidado..

Talvez também nos lembremos de certos estadistas que se queixam da reforma que recebem...


Enviado por CASSIANO


.
.


6.ESTÁ MELHOR



QUE EM 2011?

















.
.

TROTTOIR



























.
.

 
5inco Minutos



ANIVERSÁRIO



.
.


5.ESTÁ MELHOR



QUE EM 2011?

















.
.


9 -DOENÇA ARTERIAL


 CORONÁRIA




ANGIOPLASTIA

Uma interessante série conduzida pelo Prof. Dr. Antonio Luiz da Silva
 
 
Uma produção: CANAL MÉDICO


.
.


4.ESTÁ MELHOR



QUE EM 2011?




















.
.



III- VOZES CONTRA


A GLOBALIZAÇÃO

    
1 - O MUNDO 
DE HOJE


A Série Vozes Contra a Globalização combina as filmagens em diferentes lugares do mundo, com arquivos documentais, crônicas de informativos, trabalhos cinematográficos de diretores como WinWin Wenders, Avi Lewis, Pino Solanas, Jorge Drexler, poemas de Mário Benedetti e a atuação de Loucas de Pedra, de Pernambuco/Brasil.


Outras das vozes da série são os economistas Jeremy Rifikin (EEUU), ecologistas como o espanhol Ramon Fernandez Duran, o relator das Nações Unidas para a Fome no Mundo, Jean Ziegler, o ex-portavoz do Fórum Social de Gênova, Vitório Agnolletto, o Prêmio Príncipe de Astúrias, de Ciências Sociais, Giovanni Sartori, o especialista em Química Atmosférica, James Lovelock, o Analista Social José Vidal Beneyto, entre outros.


O mundo de hoje

Aborda o "medo" e suas consequências


.
.


3.ESTÁ MELHOR



QUE EM 2011?



















.

CLARA MACEDO CABRAL

.




Os dias que se seguem

A vitória do Ukip nas eleições europeias do Reino Unido teve aspectos positivos.

Subitamente, na BBC Radio 4, ouço os políticos ingleses mais euroentusiastas saírem do armário e ganharem tempo de antena. John Major, Ken Clarke e Tony Blair, embora a grande impopularidade de Blair possa ser mais maléfica que benéfica à causa. Estamos já a ouvir as questões que, caso o referendo vá avante, se levantarão a favor ou contra a permanência do Reino Unido da UE. Não seria mais inteligente para o Reino Unido reformar e liderar dentro da UE que bater com a porta?

No crescente mundo de superpotências económicas que nos traz o século xxi (China e Índia) talvez nunca tenha feito tanto sentido integrar a aliança do mercado comum. Poder, peso e influência não se ganham pelo abandono do maior mercado mundial. Afinal, este país está a recuperar melhor da crise económica que muitos por essa Europa fora; penalizar imigrantes não irá expurgá-lo de problemas internos.

É importante saber-se que uma vasta maioria de britânicos está descontente e ressentida com a eurocracia, o excesso de regulação, a alienação de soberania e poderes a que obriga Bruxelas e com as transformações que a UE sofreu, desde os dias fundadores do Mercado Comum. E não deseja, nem por sombras, Mais Europa, ou trilhar o caminho da integração, seja pela união bancária, seja pela supervisão dos orçamentos. David Cameron, que sempre foi a favor de Menos Europa, sente-se reinvestido de legitimidade e força para braços-de-ferro com a UE, mas está na difícil posição de não poder esticar de mais a corda, sob pena de a rebentar.

Margaret Thatcher afirmou em 1988 que a "Grã-Bretanha não sonha com uma existência confortável e isolada nas franjas da Comunidade Europeia". Valha-nos existir ainda neste país uma maioria progressiva e uma forte tradição pragmática que o proíbem de abraçar extremismos. Porém, as ilusões não são grandes; requer-se flexibilidade para salvar o sonho europeu, esse ideal supranacional cujo fim nos empobreceria a todos. Se um modelo e líderes pró-federalistas estão longe de ser consensuais, encontrem-se os líderes que, convivendo com as forças antieuropeístas, recentrem a UE nos assuntos centrais à sua existência e matérias em que o interesse europeu prevaleça.

 A UE terá de regular em menor extensão e imiscuir-se menos em assuntos que irritam e atrapalham as vidas dos cidadãos. Enterrará assim de vez o temido papão da soberania dos estados.


Escritora, a viver em Londres desde 2005 

IN "i"
05/06/14

.
.



204.UNIÃO



EUROPEIA




O piloto já não é o mesmo, mas 
a instrutora de surf parece eterna.

.
.


2.ESTÁ MELHOR



QUE EM 2011?





.
.


VII- COMO TUDO 


FUNCIONA

   4 - ÁRVORES





.
.


1.ESTÁ MELHOR



QUE EM 2011?

















.
.


Rodrigo Leão


VOLTAR



.
.
HOJE NO
"AÇORIANO ORIENTAL"

Sondagem que dá "queda" do PS 
aponta Costa como melhor líder

O deputado e dirigente socialista Marcos Perestrello, apoiante de António Costa, destacou este sábado que a sondagem que aponta para uma descida do PS também indica que o presidente da câmara de Lisboa será o melhor líder do partido.
 
"O mesmo universo considera de forma esmagadora que António Costa será melhor líder do PS", afirma Marcos Perestrello, num comentário enviado à Lusa a propósito da sondagem hoje divulgada pelo semanário Expresso e da acusação de membros da direcção do PS a António Costa por ser responsável pela descida do partido nas sondagens.


De acordo com os dados da sondagem da Eurosondagem para o Expresso e para a SIC relativos ao mês de junho, o PS tem uma queda de cinco pontos percentuais em relação à última sondagem do semanário, dos 38% para os 33% nas intenções de voto dos portugueses.
 A mesma sondagem indica que 56,2% dos inquiridos acham que o próximo líder do PS e candidato a primeiro-ministro deve ser António Costa, contra 36% que indicaram o nome de António José Seguro.

Já esta manhã, o secretário-geral do PS reagiu com indignação às sondagens do Expresso e do jornal i que dão "uma queda brutal" ao partido, dizendo num ‘post' publicado na rede social Facebook que "este é o resultado da irresponsabilidade do António Costa".

No comentário enviado à Lusa, Marcos Perestrello recorda que há 15 dias houve eleições para o Parlamento Europeu e que o PS obteve 31% dos votos, "menos do que o resultado" da sondagem do Expresso.

"Curiosamente ainda, nesta mesma sondagem, com os mesmos portugueses a responderem, 60% das pessoas dizem que o PS sairá mais forte deste processo de escolha do líder e candidato a primeiro-ministro", acrescenta o deputado e dirigente, sublinhando que os eleitores "sabem bem o que está em causa, a escolha de uma liderança forte para o PS".

António Costa anunciou dois dias depois das eleições europeias que queria disputar a liderança do PS e, na sexta-feira, apresentou no Porto as linhas programáticas de uma candidatura às primárias do partido, marcadas entretanto para 28 de setembro, e a secretário-geral.

 * Uma fantochada coreografada por Socrates e estrelando António Costa. 

 Apreciámos o sarcasmo de Mário Soares quando referiu que Seguro não é um homem de esquerda, não nos esquecemos da sua grande amizade com Carlucci da CIA americana, da sua coligação com o CDS para viabilizar o 2º governo constitucional, de ter metido o socialismo na gaveta e de lhe ter faltado coragem para transformar PORTUGAL num país verdadeiramente laico. 
Seguindo o léxico da presidente da Assembleia da República, é de uma coerência inconseguida.
Costa, se acontecer, será o líder da traição.


.
.

MILAGROSA




.
.

HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Empresa recusa-se a indemnizar
 doente com cancro

Doente oncológico em estado terminal foi o único trabalhador a não ser despedido após o encerramento de ourivesaria 

Carlos Silva tem um cancro no fígado em estado avançado. Aos 48 anos, tem poucas perspetivas de sobreviver à doença que lhe foi diagnosticada em novembro de 2011 e nenhuma esperança de voltar a trabalhar. A ourivesaria onde trabalhava fechou em dezembro mas Carlos não foi integrado no despedimento coletivo. Os patrões dizem esperar pelo seu regresso e que era um "dos melhores funcionários". A família dá voz à indignação do doente: a empresa está à espera que ele morra para evitar pagar-lhe a indemnização.

A ourivesaria Ferdior fechou a sua única loja, localizada no NorteShopping, maior área comercial do Grande Porto, em dezembro último. Na ata da reunião de 8 de janeiro deste ano, em que foi acordada a cessação do contrato de trabalho dos outros quatro funcionários, a empresa justifica a decisão por não ter "perspetivas imediatas e concretizáveis para a abertura de uma outra loja".

 Mas Fernando e Fátima Carvalho, donos da Ferdior, querem manter o vínculo laboral com Carlos Silva argumentando que esperam ter uma loja aberta quando ele voltar ao trabalho.

* Uma filha da ..tice.


.
.


DARWIN NÃO

PREVIU













.
.
HOJE NO
"RECORD"

Cristiano Ronaldo e
 Raul Meireles reintegrados

Cristiano Ronaldo treinou este sábado pela primeira vez sem aparentes limitações na preparação da Seleção Nacional para o Mundial'2014, a nove dias da estreia do torneio. Um dia após o triunfo sobre o México (1-0), no segundo encontro de preparação para o Mundial do Brasil, o capitão da equipa das quinas não mostrou qualquer limitação nos exercícios com bola durante os 15 minutos de treino abertos à comunicação social. 

No regresso ao centro de treinos dos New York Jets, em Florham Park, New Jersey, também o médio Raul Meireles integrou a sessão de conjunto, enquanto Pepe voltou ao relvado, mas para fazer trabalho limitado, acompanhado pelo fisioterapeuta António Gaspar. Dos quatro jogadores que ficaram de fora do encontro com os mexicanos, apenas o guarda-redes Beto não subiu ao relvado, por ter ficado a fazer tratamento no hotel.

Os 11 titulares no encontro de sexta-feira, em Foxborough, Massachusetts, fizeram apenas treino de recuperação, correndo em redor do relvado sob a supervisão do preparador físico João Aroso. 

A seleção portuguesa volta a treinar no domingo, às 17:00 locais (22:00 em Lisboa), numa sessão que será antecedida por uma conferência de imprensa de um jogador. Portugal defronta a República da Irlanda, a 10 de junho, em New Jersey, no derradeiro encontro de preparação antes da partida para o Brasil, onde Portugal vai defrontar a Alemanha (16), os Estados Unidos (22) e o Gana (26), no Grupo G do Mundial'2014. 

* Boa notícia, faltam Pepe e Beto, fazem falta na sua melhor forma.


.
.

TENTANDO A ENTREVISTA




.
.
HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Tenente-coronel trafica armas de guerra 

Usava loja de caça e pesca como fachada para venda ilegal. Tinha pistola-metralhadora. 

A fachada do negócio era uma loja de venda de artigos de caça e pesca, situada nas imediações de Abrantes. 


Herdado de um familiar, o estabelecimento era usado pelo tenente-coronel da Força Aérea reformado – que acabou preso anteontem pela PSP – para ocultar um lucrativo negócio de tráfico ilegal de armas de guerra.

Foi apanhado com uma pistola-metralhadora Tokarev, quatro pistolas transformadas, uma pistola 7,65 mm, 14 caçadeiras, mais duas espingardas, dois revólveres, quatro armas de ar comprimido, 42 mil munições de diversos calibres, oito facas, duas bestas, 27 flechas, três sprays e miras telescópicas, sovaqueiras, coldres e carregadores. 

A loja, em Alferrarede Velha, estava aberta há 10 anos sem licenciamento para a venda de armas. À localidade acorriam clientes de todo o País. "Normalmente as armas chegavam-lhe às mãos por via de quem se queria desfazer delas", disse ao CM o intendente Pedro Moura, diretor do Departamento de Armas e Explosivos da PSP. A investigação foi iniciada em novembro do ano passado, após uma fiscalização ao estabelecimento. 

Ontem, nas três buscas domiciliárias, a PSP apreendeu mais de 300 declarações de vendas de armas, "que depois não deram origem ao necessário livrete". 

* A tropa, uma escola de virtudes, é na tropa que se fazem os homens!


.
.


 TrEnS  
mArAdOs















.
.

HOJE NO
"i"

Incêndios. 
Verão de 2014 pode ser 
um dos piores de sempre

Temperaturas altas conjugadas com combustíveis finos resultantes das fortes chuvas do Inverno dificultam a vida aos bombeiros - que não vão ser aumentados nem terão as roupas especiais prometidas pelo governo

O Verão de 2014 poderá vir a ser um dos mais complicados dos últimos anos em matéria de incêndios. A fase Charlie, o período mais crítico, começa dentro de três semanas e os bombeiros estão já a contar com a conjugação de dois factores que costumam revelar-se problemáticos. O último Inverno foi bastante chuvoso, o que propiciou o crescimento de combustíveis finos nas florestas. Por outro lado, são esperadas temperaturas muito elevadas. O ano de 2013 foi o sexto mais quente de sempre e a Organização Meteorológica Mundial prevê que este Verão faça ainda mais calor. 

 "Estamos preocupados. Este ano há muito combustível, o que ajuda na propagação dos incêndios", admite o presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses. Jaime Marta Soares até sublinha que o investimento do governo é "maior" este ano, mas acrescenta que há muito por fazer para evitar que as florestas ardam. A começar pela prevenção. "Continua a haver um mau planeamento e um mau ordenamento da floresta, resultado de más políticas nacionais", aponta o responsável, defendendo a criação de um observatório nacional para ajudar o governo a definir estratégias de prevenção e a ainda reactivação da comissão nacional especializada de fogos florestais. Jaime Marta Soares chama também a atenção para o tipo de floresta que tem sido plantado nos últimos anos. "Não tem havido plantação de espécies resilientes ao fogo, como folhosas", exemplifica, recordando que o eucalipto - espécie facilmente consumida pelo fogo - ocupa actualmente quase 30% da mancha florestal portuguesa. 

MAI afasta câmaras 
 Além disso, aponta o presidente da Liga, boa parte das matas continua por limpar. O secretário de Estado da Administração Interna anunciou esta semana que as câmaras municipais vão deixar de ser responsáveis pela aplicação e cobrança das coimas relacionadas com a falta de cumprimento da gestão de combustíveis (limpeza). A fiscalização no terreno continua a ser feita pela GNR, mas caberá à secretaria-geral do MAI dar seguimento aos processos. "É uma forma de responder a algo que estava identificado: o número de autos levantados e as instruções de processos que existiam resultavam num número de coimas muito reduzido", justificou João Almeida. 

São esperadas outras novidades. O Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais de 2014 conta com um reforço de mais 250 bombeiros e quatro meios aéreos em relação ao ano passado e terá um custo de 85 milhões de euros - mais 14 milhões que em 2013. E vão ser entregues 32 500 guias de bolso e manuais de segurança a todos os operacionais contendo informação básica sobre como proceder nos teatros de operações. 
 
GANHA 1,8 € À HORA PARA COMBATER O FOGO

Na fase mais crítica dos fogos, entre 1 de Julho e 30 de Setembro, estarão no terreno 2220 equipas de diferentes forças, 9697 elementos, 2027 veículos e 49 meios aéreos. Haverá um reforço especializado de máquinas de rasto e as corporações contarão com mais dinheiro para combustíveis e para a reparação de veículos. Por outro lado, a esmagadora maioria dos bombeiros vai dispor de rádios SIRESP - Sistema integrado de Redes de Emergência e Segurança. 

Concursos falhados
  Pelo caminho ficou a entrega da maior parte dos equipamentos de protecção individual anunciados em Março de 2013 - e que deveriam ter chegado às corporações no mês passado. O objectivo era dotar as corporações de fardamentos e botas mais seguras e à prova de fogo. A Autoridade Nacional de Protecção Civil entregou às comunidades intermunicipais a responsabilidade de tratar dos concursos e das candidaturas a fundos comunitários (que iriam financiar 85% do investimento). Mas a maioria falhou os prazos e Jaime Marta Soares admite que não há data para que a entrega ocorra. "Houve um grande descuido, para não chamar outra coisa, e é grave. Trata-se de equipamento certificado e que garante maior segurança aos operacionais", critica. 

Já a compensação paga aos bombeiros não sofre, este Verão, qualquer alteração. A Liga ainda tentou negociar com a tutela um aumento de dois euros, mas sem sucesso. "O MAI preferiu aumentar o número de equipas no terreno", explica o presidente. 
Cada bombeiro receberá, à semelhança do ano passado, 45 euros por cada período de 24h no combate aos incêndios. O valor foi actualizado no ano passado: em 2012 era de 41 euros.

* Este deve ser o pior dos ministros da Administração Interna que o país teve, nem o "carago" do Fernando Gomes foi tão mau.
Este ministro que até ser denunciado na comunicação social recebia subsídio de deslocação quando vivia em casa própria na zona de Algés,  paga a cada bombeiro 1,8 € à hora para combater o fogo!
XIÇA!


.
.


NÃO AGUENTOU!!




.
.
HOJE NO
"A BOLA"

Presidente da Federação Alemã
 ataca Blatter: 
«Disse que seria o último mandato»

O presidente da Federação Alemã de Futebol (DFB), Wolfgang Niersbach, voltou a atacar o atua presidente da FIFA, Joseph Blatter, pela intenção manifestada de voltar a candidatar-se ao cargo, em 2015. Niersbach lembrou que em 2011, o suíço assegurara que este seria o seu último mandato.

«Para a DFB e para todos os europeus continua a valer o que Joseph Blatter disse oficialmente no congresso da UEFA em Paris, em 2011. Na altura disse que o atual seria o seu último mandato», afirmou Niersbach, a poucos dias do congresso da FIFA, que decorrerá entre 10 e 11 deste mês, em São Paulo, no Brasil.

Recorde-se que em maio Blatter anunciou a sua intenção de candidatar-se a um quinto mandato à presidência da FIFA, em 2015.

O líder da DFB negou, contudo, haver um «acordo entre [países] europeus» para um boicote simbólico a Blatter, como por exemplo, não o aplaudindo durante o congresso.

* Um fantoche troca-tintas, estamos  habituados.


.
.


 NAS RUAS DO JAPÃO/2
















.