segunda-feira, 19 de maio de 2014

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

.


O QUE NÓS 


INFORMAMOS!






.
.


PLASTINIZAÇÃO





.
.


ENTRE AS VEIAS


Centro de Dança Eliane Fetzer

video



.

HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Estudante multado por "loucura" 
em paixão não correspondida 

Movido por uma paixão não correspondida, estudante pontapeou o carro da colega de curso, ameaçou-a e ameaçou outros estudantes exibindo uma caçadeira do pai. 

Um estudante de Engenharia Civil foi condenado a pagar uma multa de 2.100 euros pelo Tribunal de Coimbra por exibir uma caçadeira à porta da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) e ameaçar colegas. 


O arguido foi condenado a 300 dias de multa, à taxa diária de sete euros, por detenção de arma proibida, ameaça de prática de crime e ameaça agravada, referiu o juiz, na leitura de sentença, que decorreu durante a tarde de segunda-feira no Tribunal de Coimbra. David Passadouro confessou "os crimes integralmente e sem reservas". 

O estudante de Engenharia Civil ameaçou os colegas à porta da FCTUC, a 17 de fevereiro, exibindo uma caçadeira que pertence ao pai, depois de ter pontapeado o carro de uma colega de curso e ameaçado a mesma, movido por uma paixão não correspondida por essa jovem. 

"Estamos convictos de que foi uma loucura que lhe passou pela cabeça", disse o juiz, dirigindo-se ao estudante, esperando que David Passadouro comprove que o Tribunal está "certo" em relação à sentença, ao ter dado "preferência à pena não detentiva". Contudo, "se chegar mais alguma coisa aqui, a situação muda de figura", alertou o juiz. 

O estudante de 26 anos, proibido de entrar na FCTUC, enfrenta ainda um processo disciplinar aberto pela Universidade de Coimbra que não está terminado. Atualmente estuda na Universidade de Aveiro, depois de ter pedido transferência. 

* Um belo candidato a protagonista de violência doméstica, é assim novinhos que eles começam.
E vivam os americanos dos hamburguers e dos estudantes ninja, belos exemplos.


.
.


 4-IGREJA

CATÓLICA


RIQUEZA, FORTUNA,
GLÓRIA, CRISTIANISMO


video



E também as lendas tão providenciais e a intriga política, todos os ingredientes que fizeram deste estado do Vaticano um dos mais poderosos e arrogantes do mundo, ainda hoje.


FONTE: HEPTA GRAN


.
.

HOJE NO
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

Mourinho apresentado como embaixador contra a fome
 “Sou um homem do terreno” 

O treinador de futebol português José Mourinho promete que será um "homem do terreno", ao ser apresentado em Londres como embaixador contra a Fome do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas. "Vou imediatamente onde estão os problemas e onde estiverem as crianças. Sou um homem do terreno e não do escritório, estou habituado a treinar jogadores no campo", garantiu em conferência de imprensa. 

Embora se tenha disponibilizado a visitar países com situação difícil e ter já uma viagem marcada para junho, a organização entende que o português deve seguir um processo gradual. "Os meus planos dependem deles. Tenho compromissos profissionais, mas nas férias tenho tempo livre e o meu plano é ir imediatamente a África. Não quero ir a sítios fáceis. Mas já me disseram que não irei a um lugar demasiado difícil, por isso será algo gradual", adiantou. 


O atual técnico do Chelsea junta-se a um grupo de celebridades e desportistas que usam a sua proeminência e influência para promover o trabalho do PAM no objetivo de erradicar a fome em todo o mundo, como o futebolista brasileiro Kaka, a atriz Drew Barrymore ou a cantora Christina Aguilera. Ao mesmo tempo, a esposa de Matilde, foi nomeada Embaixadora Especial para a alimentação escolar e deverá estrear-se nas funções nas próximas semanas, quando visitar alguns dos locais onde o PAM opera na África subsaariana, nomeadamente Angola. 

Mourinho confessou que aceitou este cargo após pressão da mulher para fazer algo do futebol, mas reconheceu que o principal trunfo será a influência social que possui devido à popularidade mundial que o desporto rei tem. "O futebol parece muito importante, mas nós não somos ninguém comparados com muitas pessoas a fazerem este trabalho que os vossos colaboradores fazem", disse ao vice-diretor executivo do PAM, Amir Abdulla, acrescentando: "Tenho grande paixão pelo futebol, mas tenho por tudo o que faço e se não a sinto, não a faço. Sinto não só orgulho, mas paixão por este título". 

 O técnico português não quis ainda revelar outras ações de filantropia que faz, nomeadamente em Portugal e na cidade de onde é natural, Setúbal. "São coisas pequenas que fazemos com o nosso dinheiro. Não quero usar este título para me autopromover", justificou. O PAM estima que a má nutrição é responsável por metade de quase metade da mortalidade infantil abaixo dos cinco anos. Ao todo, 842 milhões de pessoas não têm o suficiente para comer. 

Amir Abdulla adiantou que o PAM ajuda 40 mais de 90 milhões de pessoas em mais de 80 países, muitas em situações de crise, como os seis milhões de sírios afetados pela guerra civil no país. "Estamos a gastar 40 milhões de dólares (29 milhões de euros) por semana. Parece caro, mas é quase o preço de um café para alimentar cada pessoa", enfatizou. 

* Será um excelentíssimo embaixador como homem de carácter que é.

.
.

2-A HISTÓRIA

DO NÚMERO UM

video

ÚLTIMO EPISÓDIO


.

.

HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Produção na construção regista
 as maiores quedas da UE

A produção na construção registou uma queda homóloga de 13,8% em março em Portugal e de 3% face a fevereiro, as maiores descidas entre os 28 países da União Europeia, adianta o Eurostat. 

Segundo as estimativas do gabinete oficial de estatísticas da União Europeia, na comparação como fevereiro, a produção no setor da construção diminuiu 0,6% na zona euro e 0,5% no conjunto dos 28 Estados-membros. 

Já em relação a março de 2013, a produção na construção aumentou 5,2% entre os países da moeda única e 5,3% na União Europeia.

Em termos mensais, as maiores descidas neste setor foram observadas em Portugal (-3%), nos Países Baixos (-2,6%) e na Alemanha (-2,2%), enquanto os aumentos mais significativos se verificaram na Roménia (10,3%), na Eslovénia (8,9%) e em Itália (1,9%).

Em termos homólogos, isto é, relativamente a março de 2013, as maiores subidas registaram-se na Eslovénia (44,9%), na Hungria (34,1%), em Espanha (19,1%) e na Polónia (18,4%).
Portugal foi o país da União Europeia com a maior descida homóloga, de 13,8%, seguindo-se a Suécia (-2,8%) e a Itália (-1,4%).

* Mais um registo do milagre económico dos santos padroeiros do governo.


.

MANUEL SÉRGIO

.


Marco Silva: 
um grande treinador, 
com toda a certeza!

Não passo de um estudioso do “fenómeno desportivo”, mormente do futebol. Sou, há 46 anos, um aprendiz desta modalidade desportiva (tantos são os anos que levo de professor, em cursos universitários de Desporto) e com uma vantagem sobre muitíssimos adeptos do “desporto-rei”: fui discípulo, em matéria de treino desportivo, do Dr. David Monge da Silva e, no que o futebol tem de específico, de José Maria Pedroto, do Dr. José Mourinho e do Jorge Jesus.
.
Com o André Villas-Boas, conversei com ele uma única vez, sobre o futebol, durante um longo jantar, num hotel do Porto. Com José Mourinho, Pedroto e Jorge Jesus beneficiei, de facto, de horas sobre horas de frutuosa aprendizagem... que prosseguem, hoje ainda, com o treinador do Benfica. Tentei (e tento), com a consciência dos meus enormes limites, criar uma ciência onde o desporto se fundamente.
.
Mas, uma atividade científica, qualquer que seja o domínio considerado e para desenvolver-se, precisa de um questionamento constante da sua prática e da metodologia utilizada. Nas ciências, multiplicam-se as interrogações à medida que se encontram as respostas. Por isso, muito teria a perguntar a um treinador, como Marco Silva, que já provou, mesmo aos mais descrentes, que tem um conhecimento do futebol, que merece admiração e respeito. 
.
Na revista do Expresso, de 10 de Maio de 2014, levanta-se também uma interrogação pertinente. “Onde está o segredo do êxito do Estoril Praia que há dois anos regressou à primeira Liga de futebol e conquistou logo o 5º lugar, com direito a disputar a Liga Europa e que este ano só ficará atrás dos três grandes (4º lugar), garantindo novo apuramento europeu?”.
.
A jornalista Alexandra Simões de Abreu, continua o texto da reportagem, com mais interrogações: “Estará nos jogadores? No treinador Marco Silva? Na SAD liderada pelo brasileiro Tiago Ribeiro, representante da Traffic Sports, que comprou o Estoril Praia, há quatro anos? Entre os sócios, as opiniões dividem-se. Se, para uns a injeção de capital, que salvou o clube de uma morte anunciada e fez crescer a vontade de ganhar, é a razão do sucesso, outros veem no treinador o salvador que soube incutir união e espírito ganhador no balneário, pelo que a sua eventual saída é agora a maior dor de cabeça para os adeptos”.
.
“A Verdade é o Todo” (Hegel) e portanto o Marco Silva é um dos elementos do Todo. E não sei até se o mais importante. Mas de importância indiscutível – não restam dúvidas! Esfuzia caloroso e vivo entusiasmo, ouve-se o estralar das palmas, soam aclamações, quando a claque estorilista escuta o nome ou divisa a figura de Marco Silva. 
.
Para os adeptos do Estoril Praia, designadamente os mais jovens, ele é a “causa das causas” dos êxitos que, nas duas últimas épocas desportivas, têm distinguido, de forma sempre crescente, o seu clube do coração. Em duas épocas de atividade constante e trabalho proficiente, Marco Silva não deixou que a lógica da inércia ou, por outras palavras, o absentismo, o conformismo e o conservantismo tomassem conta do departamento de futebol que atualmente lidera. 
 .
Com 36 anos de idade, tudo nele é mocidade, coroada de esperança. Por isso (são palavras suas, extraídas da reportagem do Expresso) tem dois treinadores de que gosta: “Villas-Boas e José Mourinho, que são diferentes. Há algo que me fascina no Mourinho, nunca abdica da sua identidade. No Villas-Boas, gosto do estilo alegre que as suas equipas praticam”. Conheço o Mourinho, há mais de 30 anos e o que o distingue não é saber mais de futebol do que os seus colegas de profissão - é intelectualmente um superdotado, o que o torna inimitável! O Mourinho pode estudar-se, não pode imitar-se!
.
Uma outra frase do Marco eu quero distinguir: “Por vezes, a melhor forma de um treinador melhorar é através da partilha do conhecimento. Temos de ter relações abertas com os jogadores, ouvi-los, mas sendo que a decisão será sempre nossa. Temos de explicar o caminho e não obrigá-los”. Em 1983, em conversa na cidade de São Paulo com o brasileiro Sócrates, extraordinário jogador de futebol (e mais tarde médico) não esqueço o que me disse: “ O treinador de futebol que não escuta os seus jogadores tem medo deles. É um inseguro, não pode ser líder”. De facto, revela flagrante imaturidade metodológica o treinador que desvaloriza as opiniões dos seus jogadores.
.
Antigamente, um trabalho científico era disjuntivo, analítico, isolava cada uma das partes de uma totalidade. A dispersão era a sua marca mais evidente. Hoje, sabe-se, que o futuro do pensamento é a síntese de uma pluralidade de saberes. Este é o enunciado primeiro de uma epistemologia não-cartesiana: para um fenómeno, não há uma causa, mas muitas e em relação constante. O simples não existe, porque um fenómeno, qualquer que ele seja, é complexo. E, sobre o mais, uma complexidade em constante movimento, porque tudo, neste mundo, é tempo e interferência dos vários elementos entre si. 
Nem sempre as desorganizações são um erro, dado que podem ser a reorganização típica de um novo conhecimento. 
 .
A ciência, hoje, é a unidade da complexidade. 
O treinador desportivo só tem um conhecimento objetivo da modalidade que treina, quando encontra a complexidade em tudo o que faz. E por isso sente a necessidade de relacionar o desporto, com outras áreas do conhecimento! O conhecimento tradicional era mecânico, determinista, eterno, imóvel. Como o futebol dos meus tempos de rapaz. Muito antes do nascimento do Marco Silva e do grande treinador que ele é hoje...  

Professor catedrático da Faculdade de Motricidade Humana e Provedor para a Ética no Desporto

IN  "A BOLA"
12/05/14


.
.



185.UNIÃO



EUROPEIA

ABC DA EUROPA
LETRA "I"

O Negócios lançou em parceria com a Universidade Católica uma nova ferramenta para nos ajudar a percorrer os caminhos da União Europeia e a descodificar o seu jargão.

O trabalho foi coordenado pelos professores Armando Rocha e Luís Barroso, e pela jornalista Eva Gaspar, tendo envolvido directamente alunos da Católica.

Reproduzimos com o devido respeito
.

Impostos -
Não existem impostos europeus cobrados aos cidadãos da União (exceto os que são cobrados aos seus funcionários). Ainda assim, há quem considere que a sua introdução (i.e., de impostos cobrados pelo simples facto de os indivíduos integrarem a comunidade política da União) pode fomentar a integração política europeia, na medida em que promove uma dimensão participatória e de reciprocidade nas relações entre os cidadãos e a União.
 .
Integração (— política) -
Processo contínuo de transferência de competências e políticas para a União, que porventura passará pela criação de uma estrutura de tipo federal. Pressupõe que, antes da sua efetivação no plano económico e jurídico, se aprofunde a aproximação cultural entre os povos e cidadãos dos Estados-Membros.
 .
Interpretação conforme -
Decorre do princípio do primado e implica o dever de todo o direito nacional ser interpretado de acordo com as normas de direito da União (ex. o ato nacional de transposição deve ser interpretado à luz da diretiva). No interior da União, este princípio determina o dever de os regulamentos, diretivas e decisões (entre outros atos) serem interpretados de acordo com os Tratados.
 .
IVA -
O IVA é um imposto indireto que incide sobre o consumo (i.e., sobre o valor acrescentado com a aquisição de bens e serviços consumo). O IVA é encarado como um imposto neutro e eficiente na obtenção de receitas fiscais. Foi introduzido por meio da União Europeia em 1967, estando atualmente em vigor a Diretiva de 2006. Apesar de o sistema ser harmonizado, os Estados-Membros conservam o poder de fixar a taxa de imposto.



.
.
HOJE NO
"RECORD"

Tricampeão Jack Brabham 
morre aos 88 anos

O histórico piloto de Fórmula 1 Jack Brabham morreu de doença prolongada, informou esta segunda-feira a família e a federação automóvel australiana. 

"É um dia muito triste para todos nós. O meu pai morreu serenamente em casa, aos 88 anos, esta manhã", disse David Brabham, em comunicado.

"Ele viveu uma vida incrível, alcançando mais do que alguma vez alguém poderia sonhar, e irá continuar a viver através do enorme legado que deixa", acrescentou.

Já a federação automóvel australiana (Australian Grand Prix Corporation) disse que Brabham morreu após doença prolongada. "Ele estava a travar uma longa batalha com uma doença hepática", disse um responsável da federação à AFP.

* Um grande piloto que vale a pena homenagear.


.
.


TURISMO




















.
.


 3-LOUCOS POR 


CARROS


video



 NO JORNAL DA BAND

FONTE:TheReallyJhonny


.
.
HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Mulheres que ousaram romper 
o ciclo da violência doméstica

Grupo de mulheres sobreviventes de violência doméstica dá voz às necessidades das vítimas, participa em ações de sensibilização e quer divulgar mais os apoios que existem para que outras se consigam libertar do pesadelo em que vivem. 
 .
Maria, 50 anos, é a prova de que é possível "recomeçar do zero". Há cerca de 10 anos, teve de deixar tudo para trás para se libertar de um casamento de 18 anos de violência psicológica, verbal e física. Primeiro foi o afastamento da família, passou a viver "isolada". Depois, o controlo sobre os horários, os pedidos de autorização para comprar o que quer que fosse. Um dia arranjou um emprego estável, a ganhar mais do que o marido, "e aí as coisas começaram a piorar". Os filhos chegaram a pedir-lhe que saísse de casa, mas ela deixou-se ficar. 


"A esperança é sempre a última a morrer mas chega a um ponto que não dá mais. Com tantas ameaças de morte não é fácil". A gota de água foi o dia em que o marido a violou. "Se o meu marido e pai dos meus filhos me faz isto uma vez, pode voltar a fazer", pensou. E decidiu que era altura de pôr um ponto final naquela história. Só a filha, então com 11 anos, a quis acompanhar. Para trás ficou o filho de 17 anos, com quem entretanto retomou contacto.

"Caí em Lisboa do nada, de paraquedas. Mal conhecia a cidade". Trazia apenas um recorte da revista "Maria", com um número de telefone de uma linha de apoio, para onde ligou de uma cabine telefónica a pedir ajuda. Esteve primeiro três noites num abrigo de emergência, depois cerca de nove meses numa casa abrigo, tempo necessário para pedir a mudança de emprego e arranjar uma casa nova onde recomeçar.

"É uma mágoa muito grande termos de abandonar o nosso casamento, uma pessoa de quem gostamos bastante. Começar do zero não é nada fácil, por isso estou aqui hoje para mostrar às outras mulheres que é possível, seja em que idade for, começar uma vida do zero e refazer a nossa vida". Na carteira traz uma foto tipo passe para nunca mais se esquecer do estado a que chegou: tinha 42 quilos quando decidiu sair de casa e parecia uma velha. Hoje está bonita, bem cuidada, mas nunca mais se conseguiu envolver com ninguém. Há uma mágoa que não passa. 

Maria é uma das 10 mulheres que faz parte do grupo de mulheres auto-representantes sobreviventes de violência de género, dinamizado pela Associação de Mulheres contra a Violência (AMCV) e que dá voz às mulheres vítimas de violência, faz acções de sensibilização em escolas, universidades, junto de magistrados e polícias e tenta combater o desconhecimento que muitas mulheres ainda têm sobre os apoios que existem. Escolheram "Hipátia" para o nome do grupo, inspirado numa egípcia, nascida no ano 370, que estudou matemática e se manteve sempre solteira, declarando-se "casada com a verdade". 


Outra Maria, 61 anos, só agora teve força e coragem para sair do pesadelo. Durante 40 anos, todos os que esteve casada, viveu cercada pelos "ciúmes doentios" do marido. Obrigada a casar-se por ter engravidado, Maria foi rejeitada pelos pais e acabou por sujeitar-se aos maus-tratos do marido, que a proibia de sair de casa, de falar com vizinhos e obrigava a ter relações sexuais sob ameaça. Pediu várias vezes ajuda ao médico de família e à assistente social, que não valorizaram as suas queixas, e só em fevereiro deste ano, apoiada pela psicóloga que a acompanha, conseguiu finalmente pedir ajuda para sair de casa.

Telefonou para a Associação de Mulheres contra a Violência, um dos dois contactos que a psicóloga lhe dera, e de imediato dispuseram-se a acolhê-la numa casa abrigo. Na noite anterior chorou muito. Pensou: "Eu não tenho saída. Ou tento suicidar-me, ou então vou de férias". Ir de férias foi a melhor justificação que encontrou para explicar aos netos o seu súbito desaparecimento da aldeia, localizada num concelho rural nos arredores de Lisboa. Está na casa abrigo desde 6 de março e já tem a certeza de que não quer mais voltar para casa.

"Não quero ir para casa. Não quero o meu marido. Quero o divórcio, mas não quero queixa-crime. Os meus filhos têm um pai e o meu marido precisa dos filhos, porque o desprezo e ele ficar sozinho já bastam". Maria não esquece as relações sexuais à força, os reparos pela forma como se vestia, o controlo do marido para ver com quem falava no café ou se havia homens no local de trabalho, as acusações de que tinha "amantes". Às vezes, quando viam na televisão os documentários da National Geographic, ela bem lhe tentava dizer que até os animais precisam de "cumplicidade" e de "namoro" para ter vida sexual. Mas ele não a ouvia. Sentia que a procurava "como se fosse uma mulher da estrada" e que ela tinha de estar "sempre disposta". 

Sonha em voltar à sua terra, mas não à casa do marido. "Juntar-me a ele não. Quero-me divorciar, já tenho as coisas a andar, quero ter a minha casa. Estou feliz por isso". "Vou ser senhora de mim. Vou ser livre".

Teresa, 56 anos, traz nos braços as marcas de anos e anos de agressões. Mesmo assim, não foram suficientes para que o marido fosse condenado no processo que ela lhe moveu. Eram as únicas provas que tinha dos 30 anos de angústia em que viveu. "A juíza disse que ia ter isso em conta mas não valeu de nada". 

Teresa esteve ano e meio numa casa abrigo até que conseguiu voltar a ter a sua independência. Mas o ex-marido, militar, ainda a persegue e ameaça, apesar das sucessivas queixas dela na polícia. "Vai gozando", disse-lhe, há dias, quando saía do autocarro no regresso a casa. Ela diz já não ter medo, mas as colegas avisam-na que não deve menosprezar a "raiva" do ex-marido.


Eva, 48 anos, mãe de dois filhos, libertou-se há oito de um casamento que foi uma tortura de violência psicológica. Era constantemente vítima de humilhação, ameaças, culpabilização. Coisas pequenas, como por exemplo haver pó no móvel ou a comida não estar pronta. Por ciúmes, foi proibida de falar com o pai, com o irmão. Foi várias vezes posta fora de casa e só uma vez fez queixa à polícia, com medo de ser acusada de abandono do lar e de perder os filhos. Foi por eles que ousou sair de casa, quando lhe disseram que o filho já não falava na escola. Aí percebeu que a situação os estava a afetar "demasiado". Viveu três anos entre casas abrigo e só recentemente conseguiu finalmente tratar da regulação do poder paternal e da pensão de alimentos. Mas há traumas que dificilmente se recuperam: "a pessoa acaba por se convencer que é culpada e demora anos a sair da cabeça essa culpa que eles nos incutem. É uma coisa que destrói a nossa auto-estima e demora anos a reconstruir. É muito difícil".

Também ela teve dificuldade em descobrir a quem podia pedir ajuda. E admite que esse, juntamente com algum preconceito e inércia das autoridades, é um dos maiores problemas que estas mulheres enfrentam. "Muitas vezes ouvem-se coisas estúpidas como "Porque é que está nisso? Porque é que não sai?" Ou então "Volte para o seu marido. Volte para o seu lar e para os seus filhos."

A falta de respostas foi uma das dificuldades que Marlene, 29 anos, sentiu. Tem três filhos de um primeiro casamento, em que foi vítima de violência sexual e psicológica, e está grávida, de uma menina, de uma segunda relação de quatro anos, da qual entretanto fugiu porque o companheiro bebia e a maltratava. 


Na primeira vez chegou a viver na rua, no Porto, porque não tinha para onde ir, e agora está há alguns meses numa casa abrigo em Lisboa. Mas não poupa nas críticas às técnicas de apoio social que a acompanharam. "Tive sete técnicas no Norte e só ao fim de sete técnicas houve uma que ligou para a linha de emergência social. Perguntaram-me se estava disposta a ir para longe e eu nem pensei duas vezes. Peguei nas coisas e vim." Agora só espera pelo nascimento do seu bebé, quer ganhar autonomia e conseguir ir buscar os outros filhos que foi obrigada a deixar para trás com a mãe, também ela vítima. Marlene apresentou queixa contra o agressor, mas acredita que "não vai dar em nada". "Porque as agressões que eu tive foram só pisadelas, não me partiu nenhum dente. E isso só é considerado quando se chega lá com o nariz desfeito ou uma costela partida". Ou quando a agressão acaba em morte e já nada há a fazer. 

* É muito difícil avaliar a vida de terror por que estas mulheres passaram, respeitá-las ao máximo, apoiá-las, é o nosso dever, inscreva-se numa ONG vocacionada para dar apoio a estas verdadeiras mártires.


.
.


 Maria Rita


Cupido

video


.
.

HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Refer investe 4 milhões na Linha do Sul

A gestora da infra-estrutura ferroviária adjudica obra que vai reforçar as condições de exploração de comboios de mercadorias com origem e destino no porto de Sines.
 .
A Refer anunciou esta segunda-feira a adjudicação da obra de construção da nova estação técnica de cruzamento de comboios, ao quilómetro 118,5 da Linha do Sul, entre a estação de Canal Caveira e o apeadeiro de Azinheira dos Barros.

Um investimento de cerca de quatro milhões de euros para reforçar "as condições de exploração de comboios de mercadorias com origem e destino no porto de Sines", anunciou a empresa em comunicado.

A obra vai permitir aumentar a capacidade do itinerário Sines – Ermidas – Grândola e viabilizar o cruzamento de comboios de 750 metros de comprimento.

O projecto engloba as empreitadas de construção da estação técnica, adjudicada ao consórcio Somafel/Conduril por 1.690.546,60 euros, a empreitada de concepção, fornecimento e montagem de sinalização electrónica adjudicada à Siemens por 959.665,04 euros e a concepção e fornecimento/montagem do sistema de controlo automático de velocidade, adjudicada à Bombardier Transportation Portugal, pelo valor de 192.261,29 euros.

A prestação de serviços de instalação dos sistemas de telecomunicações, com um valor associado de 20.300 euros, será assegurada pela Refer Telecom, empresa do grupo.

Os trabalhos vão decorrer até ao final deste ano.

* Uma boa notícia


.
.

TRANSFORMER

video



.
.
HOJE NO
"DESTAK"

CNE recomenda adiamento de 
seminário com Assunção Esteves 
em dia de reflexão 

 A Comissão Nacional de Eleições, em resposta a um pedido de parecer do PS, recomenda que um seminário, marcado para sábado com a presença da presidente da Assembleia da República, seja adiado para depois das eleições, foi hoje divulgado. 


O PS pediu à Comissão Nacional de Eleições (CNE) um parecer sobre o III Seminário de Assembleias Municipais, agendado para sábado, em Mirandela, com a presença de Assunção Esteves, numa iniciativa do Núcleo de Estudos do Direito das Autarquias Locais da Universidade do Minho. 

Em resposta, a CNE refere que a "realização de eventos em vésperas do dia de eleições não é proibida, contudo, é proibida a utilização dos mesmos para fazer propaganda, direta ou indiretamente, por qualquer meio".

* Ao menos que se aparente a isenção que não existe.


.
.
 GADGETS DE MAIO
2014



 128GB SanDisk Ultra microSDXC
O micro cartão SD original, lançado em 2004, tinha 128MB. Uma década depois, a capacidade maxim é de 128GB- tendo uma capacidade de armazenamento 1000 vezes mais que o seu progenitor. Criado para Androides o cartão pode conter 24 horas de videos HD.


 The Insect Cookbook: 
Food for a Sustainable Planet
A ingestão de insectos para proteína é uma crescente probabilidade para todos nós. Porque não começar já? Este livro tem 32 receitas desde  kabobs de gafanhotos a ravioli de larva de farinha.


 Contigo Autoseal Pitcher
Este é o único jarro que fecha automaticamente entre despejos.


 Tribord Easybreath Snorkeling Mask
Ao contrário das outras máscaras de mergulho, o Easybreath não se embacia. Tanto a boca como o nariz estão ligados ao tubo de respiração, que tem canais separados para inspirar e expirar. Estes canais ajudam os mergulhadores a respirarem normalmente, dissipando a condensação.



ike Spike
Usando a camera do telemóvel, este dispositivo baseado no laser pode capturar a altura, largura, e distância de qualquer objecto com uma precisão de 2%. Com estas especificações, uma aplicação pode calcular  o volume do objecto e modelá-lo em 3-D .




 Hexbug Aquabot 2.0
O aquário Aquabot não vem com o aviso de não bater no vidro!. Bater no vidro é o que faz com que o peixe nade; um sensor de movimento apanha a vibração e acorda o robot do modo adormecido.


 Callaway Big Bertha Alpha
O Big Bertha Alpha é o primeiro driver com centro de gravidade que é ajustavel tanto horizontalmente como verticalmente. Isso significa que um golfista pode ajustar a rotação da bola independentemente do ângulo do lançamento - algo antes não possivel.

 Samsung Power Sleep
Com esta aplicação Android, pode contribuir para a pesquisa do cancro enquanto dorme. Por usar o poder de processamento, não utilizado, por um smartphone ou tablet, ela  descodifica as sequências de proteínas fornecidas pelos cientistas da Universidade de Viena.


O-Grill Portable Gas Barbecue Grill
Este grelhador portátil tem pernas retrateis e uma área de grelha maior que a maioria dos modelos de campismo com o mesmo peso: 0,15m2.

Philips Norelco BeardTrimmer 9100
Conheça o primeiro aparador de barba com laser. O laser serve de guia para pré-alinhar a lâmina com precisão e simetria.


.
.


HOJE NO
"i"

Duzentas e duas transacções suspeitas comunicadas em 2013 no Vaticano

O número de denúncias passou de uma em 2011 para seis em 2012 e 202 em 2013
 .
Duzentas e duas transações suspeitas foram comunicadas no ano passado à Autoridade de Informação Financeira (AIF) do Vaticano, mas apenas cinco casos foram transmitidos à justiça da Santa Sé, anunciou o diretor do organismo. 
Em conferência de imprensa, o diretor da AIF, René Bruelhart, transmitiu pelo segundo ano consecutivo aos jornalistas os principais dados do "relatório anual sobre a atividade de informação e vigilância para a prevenção e luta contra 'lavagem' (de dinheiro) e financiamento do terrorismo". 

O número de denúncias passou de uma em 2011 para seis em 2012 e 202 em 2013. "Isso não significa que tenham sido cometidas mais infrações, significa apenas que o sistema de sinalização funcionou e funciona. A tomada de consciência foi bem maior", sublinhou. 

"Uma suspeita não é uma prova, é uma distinção muito importante. Uma suspeita é registada assim que alguns indicadores mostrem que dada transação não foi plenamente conforme" às normas internacionais, disse Bruelhart. 

O responsável atribuiu este número elevado ao novo sistema de controlo mais rigoroso e eficaz, em vigor no Instituto para as Obras Religiosas (IOR), conhecido como "banco" do Vaticano, e também a uma maior "cooperação internacional possível devido a uma série de acordos bilaterais". 

O IOR gere contas bancárias de departamentos e funcionários do Vaticano, ordens religiosas e diplomatas da Santa Sé, tendo lançado uma série de reformas para aumentar a transparência, ao mesmo tempo que encerrou contas suspeitas. 

Uma nova lei adotada no outono do ano passado pelo Vaticano reforçou as competências da AIF, depois da nomeação de Bruelhart, em 2012. 

* Quem diria que o papa Francisco é chefe de Estado dum país corrupto.



.
.
DIVERSÕES

video

.