segunda-feira, 28 de abril de 2014

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.


DIÁRIO DE UMA MULHER FIEL NUM CRUZEIRO

Querido Diário... 1º Dia:
Já estou preparada para fazer este maravilhoso Cruzeiro, presente do meu marido... Vim sozinha e trouxe na mala as minhas melhores roupas! Estou excitada!

Querido Diário... 2º Dia:
Foi lindo, vi alguns golfinhos e baleias! Que viagem maravilhosa estou a começar a gostar...! Hoje encontrei-me com o Capitão, que por sinal é um belo homem!

Querido diário... 3º Dia:
Hoje estive na piscina. Fiz também um pouco de jogging e joguei mini-golfe. O Capitão convidou-me para jantar na sua mesa. Foi uma honra e a noite foi maravilhosa. Ele é um homem muito atraente e
culto.

Querido diário... 4º Dia:
Fui ao Casino do navio! Tive muita sorte, pois ganhei ¤80. O Capitão convidou-me para jantar com ele no seu camarote. A ceia foi luxuosa com caviar e champanhe. Depois de comermos ele perguntou se eu ficaria no seu camarote, mas recusei o convite. Disse-lhe que não queria ser infiel ao meu marido.

Querido diário... 5º Dia:
Hoje voltei à piscina para me bronzear um pouco. Depois, decidi ir ao Piano Bar e passar ali a tarde. O Capitão viu-me e convidou-me  para tomar um aperitivo. Realmente ele é um homem encantador.
Perguntou-me de novo se eu queria visitá-lo no seu camarote naquela noite. E eu lhe disse que não, que era casada! Então ele disse que se eu continuasse a responder não, que iria afundar o navio!

Fiquei aterrorizada! 
Querido diário... 6º Dia:
Hoje salvei 1600 pessoas...
Três vezes!

.
.

 O QUE NÓS


REBUSCAMOS!




 Kangamba


video



SINOPSE
A reportagem especial  no Fantástico,  denuncia uma rede de prostituição de luxo que você nunca viu nada parecido. Mulheres brasileiras eram levadas para fazer programas sexuais em Angola. Segundo as investigações, o principal cliente era um general, um dos homens mais poderosos da África. Ele chegava a oferecer US$ 100 mil por um programa. Veja na reportagem de Walter Nunes e Ernesto Paglia.
O Aeroporto Internacional de São Paulo é passagem frequente de muitos famosos. Artistas, celebridades, gente que viaja a trabalho para decolar nos palcos do Brasil e do mundo.

Agora, uma investigação da Polícia Federal revela que, durante os últimos sete anos, Guarulhos funcionou também como ponto de partida de uma ponte aérea da prostituição, que ligava Brasil e África.

Brasileiras - algumas, rostos conhecidos de programas de TV - embarcavam pelo menos duas vezes por mês com destino a Angola ou à África do Sul. Em certos casos, essas expedições incluíam Portugal.
Entre os envolvidos, não havia segredo. O objetivo das excursões era abertamente sexual.
Fantástico: Essas mulheres sabiam que iam para lá para se prostituir?
Stella Fátima Scampini, procuradora federal: Sim.
Fantástico: Então, isso não descaracteriza o crime?
Stella: Não. O fato de a pessoa se prostituir, isso não é crime. A pessoa que explora a outra sexualmente, que tira proveito da prostituição alheia, essa sim comete crime. O simples fato de você promover a saída de uma pessoa para o exterior para exploração sexual, isso por si só já é um crime, que é justamente o crime de tráfico internacional de pessoas.

O destino final desse tráfico de pessoas era, na maioria das vezes, a cidade de Luanda. A precária capital angolana, marcada por quase 30 anos de guerra civil, foi o improvável cenário de prostituição para algumas mulheres brasileiras.
Se Angola ainda luta contra a pobreza, o mesmo não pode ser dito do homem que a Polícia Federal aponta como o grande patrocinador deste esquema, que pode ter movimentado quase US$ 50 milhões desde 2007.

Bento dos Santos Kangamba é general da reserva das Forças Armadas angolanas. Herói da guerra civil, líder político do partido do poder, o MPLA, ele é um dos maiores empresários do país. Com negócios na África e em Portugal, dono do time de futebol que é o atual campeão angolano, o general Bento tem forte ligação com o presidente José Eduardo dos Santos, no poder há 34 anos. Ele é, simplesmente, casado com uma sobrinha do chefe de estado de Angola.
Luiz Tempestini, delegado da Polícia Federal: Ele é uma pessoal muito influente naquele país.
Fantástico: Intocável?
Tempestini: Eu não diria intocável. Mas tem uma dificuldade maior sim.

De acordo com a Polícia Federal, as brasileiras eram enviadas em grupos de cinco ou seis para Angola. No auge do esquema, no meio deste ano, havia pelo menos dois grupos por mês. Em uma escuta feita com autorização judicial, uma das mulheres que já tinha visitado Luanda conta para outra como é a viagem. A conversa confirma: as moças sabiam muito bem com quem estavam lidando.

Mulher 1: Ele é famosíssimo. Esse cara é dono de tudo lá. Ele abre uma gaveta assim ó, cheio de dólares. Cheio. Milhões de dólares.
As moças eram contratadas por US$ 10 mil cada. O combinado: uma semana à disposição de Kangamba e seus amigos na África. Mas, para uma delas, a eleita, o cachê podia ganhar outra dimensão.


.
.
 NUM CINEMA EM CIMA DE SI







.
.
 INÉDITO-2

video




.
.
HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

"Troika" falhou previsões para
 défice e dívida pública

Desde que a "troika" chegou a Portugal em 2011, a dívida pública aumentou 35 pontos percentuais, uma tendência que se deverá inverter a partir de 2014, mas que mostra o falhanço das previsões iniciais em matéria de finanças públicas. 
 .
As previsões da "troika" feitas em 2011, tal como agora, apresentavam um cenário em que a dívida começaria a descer em 2014, mas o ponto mais alto era atingido em 2013 nos 108,6% do PIB. A realidade foi outra e no final do ano passado a dívida chegou aos 128,8% do produto.

A recapitalização da banca, défices orçamentais acima do esperado e a ausência de crescimento económico são alguns dos fatores que levaram a que a dívida pública portuguesa se encontre num patamar que representa mais do dobro do que os 60% do PIB exigidos no Tratado Orçamental.

Estas perspetivas foram sendo atualizadas ao longo das várias avaliações regulares ao programa de assistência económica e financeira de Portugal: na quinta avaliação estimou-se pela primeira vez que o rácio da dívida pública ia superar os 120% do PIB em 2013 e segundo o Instituto Nacional de Estatística este valor será mesmo de 129% do PIB. Para 2014, o valor da dívida deverá cair para 126,8% do PIB e em 2015 deverá atingir os 124,8% só caindo abaixo dos 120% do PIB em 2017.
Em matéria de défice orçamental, o falhanço das previsões da 'troika' também se fez notar já que esperava um défice abaixo dos 3% em 2013. No entanto, o défice só deverá ficar abaixo do limite de 3% definido no Tratado de Maastricht em 2015.

Valores muito diferentes daqueles que eram apresentados em 2011, com o executivo socialista de José Sócrates e os credores internacionais a estimarem que, nesse ano, o défice atingisse os 5,9%, caindo a partir daí para os 4,5% em 2012, para os 3% em 2013 e para os 2,3% em 2014.

Só em 2011 é que o défice foi menos negativo do que inicialmente se antecipava, ficando nos 4,3% do PIB. Um resultado que no entanto está 'maquilhado' por uma enorme receita extraordinária: a transferência dos fundos de pensões da banca para a segurança social num valor de quase 7.000 milhões de euros. Sem esta operação, o défice teria ficado acima de 7,5% do PIB.

Para 2012, a meta inicial era de 4,5%, mas foi revista em alta para os 5% na quinta avaliação regular ao programa, acabando por ficar nos 6,4% do PIB.

As metas do défice para os anos seguintes foram alargadas duas vezes ao longo do programa, na quinta avaliação, em outubro de 2012, e na sétima, em junho de 2013.

Assim, para 2013, a 'troika' começou por prever um défice de 3% e depois de 4,5% e depois ainda de 5,5%.

Para 2014, a previsão inicial apontava para um défice de 2,3%, depois ligeiramente superior, de 2,5%, e depois de 4% do PIB, esperando-se agora que só em 2015, Portugal consiga levar o défice para os 2,5% do PIB, abaixo do definido pelo Tratado de Maastricht (3%).

O resgate de Portugal foi assinado a 17 de maio de 2011 e o Governo tem reiterado que termina a 17 de maio de 2014. Ainda assim, o executivo pediu um prolongamento do período do programa por mais seis semanas, até 30 de junho, argumentando que se trata de "uma extensão técnica" para "garantir tempo suficiente para avaliar o desempenho dos critérios de final de março e completar a revisão final".

* E são uns craques estes experts da troika, se fossem pela mediania o país já tinha afundado.

.
.


1-IGREJA


CATÓLICA


RIQUEZA, FORTUNA,
GLÓRIA, CRISTIANISMO


video

E também as lendas tão providenciais e a intriga política, todos os ingredientes que fizeram este estado do Vaticano um dos mais poderosos e arrogantes do mundo, ainda hoje.

FONTE: HEPTA GRAN


.
.
HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

 Falha no 'Internet Explorer' 
permite acesso de piratas 
informáticosa dados pessoais 

Microsoft já prometeu uma solução para esta falha e aconselha os utilizadores a actualizar o seu sistema operativo ou mudar de navegador de Internet. 

A Microsoft confirma a presença de uma falha de segurança no seu navegador 'Internet Explorer' e promete encontrar uma solução para o mesmo, informa hoje a agência Reuters. 


Face ao sucedido, a multinacional americana refere que irá investigar e aplicar “medidas apropriadas” aos piratas informáticos. A falha, revelada no sábado por uma empresa de segurança informática, está presente nas versões 6 a 11 do 'Internet Explorer', usado por mais de 50% dos computadores fixos segundo dados da NetMarketShare. 

A Microsoft explica que esta vulnerabilidade permite aos ‘hackers’ controlar um sistema afectado, apagar dados, instalar programas prejudiciais ou criar contas que permitem acesso aos dados dos utilizadores. O problema revela-se mais preocupante nos computadores com 'Windows XP', sistema operativo a que a Microsoft deixou de prestar apoio oficial no passado mês de Março. 

Perante a situação, a empresa de Bill Gates aconselha os utilizadores a actualizar o seu sistema operativo para uma versão mais recente ou a mudar de navegador de Internet. Também o Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos, em declarações divulgadas pela Reuters, pede aos utilizadores que procurem alternativas ao 'Internet Explorer' até que a situação esteja resolvida. 

* O pior é que estes falhanços podem acontecer em qualquer navegador e até podem ser "cíclicos".


.
.

I-A HISTÓRIA


DA PALAVRA

 

2-O DESAFIO SEM FIM


video



.
.
HOJE NO
"DESTAK"

Capela da Lusófona do Porto
. transformada em auditório alvo
. de acusação do MP 

O esvaziamento e venda de arte sacra da capela do século XIX da Universidade Lusófona do Porto, entretanto transformada em auditório sem consentimento do Igespar e à revelia da Direção Regional da Cultura, vai ser levado a tribunal. 

O Ministério Público (MP) no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) do Porto deduziu acusação contra o "representante legal" da Universidade Lusófona pela remoção e venda do recheio da capela, integrada no conjunto classificado como "Zona Histórica do Porto".
 
A QUERMESSE DE SANTINHOS
 "Os factos remontam ao ano de 2011, posteriormente ao 1.º trimestre, tendo o arguido determinado que o recheio da Capela de Nª Sr.ª das Dores, sita na Rua Augusto Rosa, Porto, nomeadamente as talhas douradas, os altares, os púlpitos, os nichos, quatro estatuetas de arte sacra, a pintura central e dois crucifixos, dela fosse removido e vendido para países estrangeiros", refere o MP do DIAP do Porto, na página da Procuradoria-Geral Distrital do Porto. 

* A Lusófona tem sido notícia pela piores razões, ele é licenciaturas "à la carte", praxes traumáticas e agora venda de santinhos, uma autêntica vigarófonia.


.

RUBINA SEQUEIRA

.




Eu mulher

A 21 de Agosto de 2006, a Assembleia da República decretou a Lei da Paridade. Segundo esse normativo, as listas de candidaturas apresentadas para a Assembleia da República, para o Parlamento Europeu e para as autarquias locais, são compostas de modo a promover a paridade entre homens e mulheres, entendendo-se por paridade a representação mínima de 33,3% de cada um dos sexos nas listas.

Não sejam hipócritas! A não ser que alguém conheça um Partido Feminista, que vede a filiação a machos inteiros, esta lei foi criada para garantir às mulheres 1/3 de representação na política, e não o contrário.

Há quem ainda vá mais longe e considere que as mulheres não são iguais a 1/3, mas a 1/2 (refiro-me ao Bloco de Esquerda).
É de rir e chorar por menos…

Eu, mulher, sou uma pessoa completa e considero o legislador um sexista! A meu muito humilde ver, reduzir o ser humano ao sexo, e limitar mulheres e homens a uma quota, não garante a competência dos candidatos e é tão só o maior retrocesso político-social de que há memória… Se não, repare: como integrar nesta lei a questão do terceiro sexo (ou sexo não definido)? E, seguindo o mesmo raciocínio, não merecem igualdade de representação os anões, os judeus, os gordos, os celíacos, os cegos e as louras?

Eu, mulher, consideraria de muito melhor tom introduzir na formação das listas a obrigatoriedade de uma quota máxima para idiotas e incompetentes. Podíamos, vá lá, estabelecer um limite de 5% (só para assegurar o respeito pelos direitos, liberdades e garantias daqueles…).
E – retórica em jeito de conclusão – alguém sabe o que pensam, sobre a UE, as candidatas regionais ao Parlamento Europeu? 

IN "DIÁRIO DE NOTÍCIAS DA MADEIRA"
25/04/14

.
.



164.UNIÃO


EUROPEIA






.
.
HOJE NO

"i"

Prestações de desemprego deixaram de
. fora 445 mil desempregados em Março

O Porto é o distrito com o maior número de beneficiários com prestações de desemprego, tendo sido em março atribuídos subsídios a 78.422 pessoas
O Estado português apenas atribuiu prestações de desemprego a 367 mil desempregados em março, deixando sem estes apoios cerca de 445 mil desempregados, segundo dados divulgados pela Segurança Social. 


De acordo com os últimos dados disponibilizados na página da Segurança Social ( www.seg-social.pt), em março existiam 366.914 beneficiários de prestações de desemprego, menos 6.741 pessoas do que em fevereiro e o equivalente a 45% do último número total de desempregados contabilizados pelo Eurostat. 

Os últimos dados divulgados pelo Eurostat contabilizavam, em fevereiro de 2014, um total de 812 mil desempregados, com a taxa de desemprego a situar-se nos 15,3% pelo terceiro mês consecutivo.
Os números da Segurança Social incluem o subsídio de desemprego, subsídio social de desemprego inicial, subsídio social de desemprego subsequente e prolongamento do subsídio social de desemprego, prestações que atingiram em janeiro o valor médio de 468,93 euros, face aos 491,25 euros observados um ano antes. 

O Porto é o distrito com o maior número de beneficiários com prestações de desemprego, tendo sido em março atribuídos subsídios a 78.422 pessoas. 

Segue-se o distrito de Lisboa, com 72.246 desempregados a receberem prestações de desemprego e o de Setúbal (com 31.713 desempregados com direito a subsídio). 

Os beneficiários do sexo masculino são em número superior (194.058 pessoas), em relação aos do sexo feminino (172.856). 

* E o país está a melhorar, diz o governo....

.
.

NADA DE EQUIVALÊNCIAS





.
.

 18.AS FORMAS DO

INVISÍVEL



PEIXE


video



.
.
HOJE NO
"A BOLA"

Robertson à beira da imortalidade

O australiano Neil Robertson, número um do ‘ranking’ mundial da World Snooker, ficou esta segunda-feira a um passo da histórica marca das 100 entradas de mais de 100 pontos (‘centuries) nesta temporada de 2013/15, durante o Mundial, que decorre até 5 de maio em Sheffield (Inglaterra).

No encontro dos oitavos de final, frente ao norte-irlandês Mark Allen, o número um da hierarquia mundial (e campeão em 2010) chegou às 99 entradas (ou tacadas) superiores a 100 pontos esta época, num encontro em que venceu por 13-7.

A histórica marca deverá ser atingida terça ou quarta-feira, no encontro dos quartos de final que oporá o australiano ao vencedor do encontro entre o inglês Judd Trump e o galês Ryan Day, que será retomado ainda esta segunda-feira, com vantagem, para já, para o primeiro, por 10-6, à melhor de 25 partidas (‘frames’): vence o primeiro a chegar a 13.

Para se ter uma noção da estrondosa proeza de Roberston, é forçoso referir que o anterior recorde, estabelecido pelo inglês Judd Trump em 2012/13, era de 61 `breaks` centenários (`centuries): o australiano já leva mais 36, e está nos quartos de final da última prova da temporada...

Os oitavos de final, ou segunda ronda, trouxeram ainda provavelmente o jogo mais difícil dos últimos três anos para o pentacampeão mundial, Ronnie O’Sullivan, diante do compatriota inglês Joe Perry.

Numa batalha memorável, com Perry a exibir-se a níveis desconhecidos e o ‘Rocket’ abaixo do seu valor nas duas primeiras sessões, Perry chegou ao último dia sempre em vantagem (5-3 e 9-7).

Mas na manhã de domingo, Ronald Antonio O’Sullivan mostrou porque é considerado o mais dotado e predestinado da modalidade, campeão mundial em 2001, 2004, 2008, 2012 e 2013: venceu a última sessão por 6-2, e o encontro por 13-11. E festejou efusivamente, o que dá bem a ideia de como viu a eliminação surpresa bem perto.

Pelo caminho ficou já, também, o tetracampeão mundial (em 1998, 2007, 2009 e 2011) e número nove mundial, o escocês John Higgins, às mãos do compatriota Alan McManus, por 7-10.

Com estrondo caiu o segundo do ‘ranking’, Ding Junhui, já vencedor de cinco provas ‘major’ esta época: o chinês foi sensacionalmente derrotado por Michael Wasley na ‘negra’ (9-10).

Das qualificações não passaram o hexacampeão mundial (em 1981, 1983, 1984, 1987, 1988 e 1989), o inglês Steve Davies, mas também Mark Williamsn, bicampeão mundial (2000 e 2003) e número 18 da hierarquia.

O conquistador do Crucible Theatre em 2002, Peter Ebdon (Inglaterra), e o campeão mundial de 2006 e número 17 do Mundo, o escocês Graeme Dott, também não ultrapassaram o ‘qualifying’.

Já Shawn Murphy, campeão mundial em 2005 e número cinco do mundo, trava dura batalha com o chinês (natural de Hong-Kong) Marco Fu, sétimo da hierarquia: 9-7 para o inglês, a batalha continua a partir das 19 horas desta segunda-feira, altura em que Judd Trump e Ryan Day decidem, também, a outra das duas vagas nos oito melhores.

Nesta altura, todos começam a sonhar com uma final entre o ‘Rocket’ e Neil Robertson, sendo certo que o australiano terá um caminho bem mais difícil até ao jogo decisivo: depois de ultrapassar Trump ou Day, espera-o, muito provavelmente, o número três mundial, o inglês Mark Selby.

O Campeonato do Mundo iniciou-se a 19 do corrente mês e decorre até 5 de maio, no Crucible Theatre, em Sheffield (Inglaterra). A prova distribui um total de 1,3 milhões de euros em prémios, com o vencedor a embolsar 360 mil euros e o finalista vencido 140 mil euros.

Ronnie O’Sullivan é o principal favorito a revalidar o título, que conquistou já um total de cinco vezes mas nas duas últimas edições.

O ‘Rocket’ procura a sexta coroa, e assim igualar o compatriota Steve Davis ao conseguir o ‘hexa’. Ficará a um do escocês Stephen Hendry, único a vencer o Mundial sete vezes, e cinco consecutivos: 1990, 1992, 1993, 1994, 1995, 1996 e 1999.

Os quartos de final serão jogados, tal como os ‘oitavos’, ainda, à melhor de 25 ‘frames’ (vence o primeiro a chegar a 13, de 13-0 a possíveis 13-12), as meias-finais à melhor de 33 partidas (vence o primeiro a somar 17 vitórias, de 17-0 a possíveis 17-16) e a final à melhor de 35 partidas: o campeão tem de vencer 18 ‘frames` (18-0 a possíveis 18-17). 

* Percebemos muito pouco de snooker, mas o autor desta notícia é um expert, portanto os resultados indicados devem ser mesmo fenomenais. Fica a notícia para os entendidos.


.
.
Gisela João

Meu amigo está longe

video




.
.
HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS
DA MADEIRA"

CDS-PP quer punir praxes académicas
. "humilhantes e degradantes"

O CDS-PP quer criminalizar as praxes académicas violentas, humilhantes ou degradantes, propondo a criação de um regime sancionatório num projeto de resolução que será debatido, na quarta-feira, em plenário no parlamento. 


O texto do grupo parlamentar centrista recomenda ao Governo "um conjunto de medidas de combate a todas as formas de violência escolar", entre elas o agravamento do quadro sancionatório "aplicável aos crimes cometidos em ambiente escolar e estudantil, ou nas suas imediações, envolvendo a comunidade escolar". 

A pensar no caso concreto das praxes académicas no ensino superior, o CDS-PP propõe a criação de "um regime sancionatório aplicável sempre que alguém leve outrem, [de forma] voluntária ou involuntária, à prática de atos humilhantes ou degradantes". 

No final de fevereiro o Parlamento aprovou uma resolução da maioria PSD/CDS-PP que propunha uma campanha contra a "praxe violenta", e chumbou uma iniciativa do Bloco de Esquerda para criar uma rede nacional de apoio a estudantes vítimas de práticas abusivas. 

A resolução do PSD/CDS-PP, aprovada por unanimidade, propunha a realização de uma "campanha institucional de sensibilização pela tolerância zero à praxe violenta e abusiva". 

Recordando esse processo, o texto do projeto de resolução agora apresentado pelos centristas sublinha que "já nesse debate, contudo, os signatários assumiram a necessidade de ir mais longe no atual quadro legislativo". 

"Não há, certamente, dúvidas de que se têm verificado, sob o pretexto da integração no meio estudantil e académico, fenómenos que vão desde a simples falta de bom senso e educação ao desrespeito pela urbanidade, pelas regras básicas da sociedade e, no limite, a práticas degradantes e atentatórias da dignidade humana", lê-se no documento. 

"A propósito das praxes surgem, por vezes, manifestações em que os alunos mais velhos, valendo-se de uma pretensa superioridade decorrente do conhecimento do meio académico, ou de um suposto prestígio decorrente da experiência nesse meio, impõem aos alunos recém-chegados comportamentos e penalizações reprováveis", acrescentam os deputados do CDS-PP, acrescentando que "é fundamental" que "fique clara a separação entre aquilo que é a receção aos caloiros e a praxe".
Seis estudantes da Universidade Lusófona morreram no dia 15 de dezembro de 2013, na praia do Moinho de Baixo. Os seis, tal como um outro que sobreviveu, terão sido surpreendidos por uma onda. Até hoje não foram esclarecidas as circunstâncias da morte dos estudantes. O caso está a ser investigado pelo Ministério Público. 

O caso motivou um debate alargado na sociedade sobre as praxes académicas, a sua legitimidade e o enquadramento legal aplicável a casos de abusos. 

O Ministério da Educação e Ciência promoveu reuniões com associações de estudantes e federações académicas, para além de instituições que representam as universidades e politécnicos, públicos e privados, para discutir a questão das praxes, tendo essas reuniões contado com a presença do ministro Nuno Crato. 

* O documento do CDS/PP é um nojo, os estudantes praxados não são obrigados a nada, são voluntários para no ano seguinte se "vingarem" e praxarem os mais novos. 
A praxe é anacrónica e reacçionária, é uma forma de  que o poder se aproveita para alienar a juventude universitária.


.
.

 DANÇANDO COM HULA-HOOP
video



.
.
HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Insolvências baixam 16% 
no primeiro trimestre 

O número de insolvências de empresas em Portugal foi de 1.440 no primeiro trimestre de 2014, o que representa uma descida de 16% face ao mesmo período de 2013, indica uma análise da Cosec, divulgada hoje em comunicado.
A construção continua a ser o sector mais atingido, representando 26% do número total de insolvências nos primeiros três meses deste ano, apesar de beneficiar de uma descida de 17% face ao primeiro trimestre do ano passado.


Em termos de importância, seguem-se os serviços, com um peso de 20% no total de insolvências e menos 3% de casos registados em termos homólogos, e o sector do retalho, que representou 16% do número de insolvências.

De acordo com a análise divulgada pela Cosec, empresa seguradora nos ramos de seguro de créditos e caução, o sector do retalho é também aquele que regista uma maior queda no número de insolvências, com uma descida de 21% face ao primeiro trimestre do ano passado.

A administradora da Cosec Berta Dias da Cunha considera que os dados destes primeiros três meses vêm confirmar as expectativas da empresa "de melhoria do indicador após o elevado número de insolvências registadas nos últimos anos".

Citada no comunicado, a administradora diz também que se mantém "uma expectativa positiva para os indicadores para este ano".

Em termos geográficos, destacam-se Lisboa, Porto e Braga como os distritos com maior número de insolvências ocorridas, com 26% do total, 21,3% e 10,8%, respectivamente. Em contraste surge o distrito de Beja, com apenas 0,2% do número de casos registados.

Em termos de dimensão, as microempresas foram as mais afectadas pelas situações de insolvência, uma vez que representam 66% das situações ocorridas no primeiro trimestre deste ano.

Ainda de acordo com uma análise mais pormenorizada feita pela Cosec, por subsectores, dentro da construção o maior número de insolvências deu-se na construção de edifícios (residenciais e não residenciais), que representou 42% do total de casos neste sector.

No que respeita aos serviços, é no subsector de restauração e hotelaria que se continuou a dar o maior número de insolvências (36%), destacando-se ainda o subsector saúde, com 12%. Do lado contrário, estão as empresas de turismo, de serviços financeiros e de publicidade e comunicação, com 3% e 4% das insolvências no sector, respectivamente.

No retalho foi o comércio de têxteis e calçado o mais afectado pelas insolvências neste primeiro trimestre, com cerca de 22% do sector, seguido pelos bens industriais, com 21%. As empresas vendedoras de produtos de uso doméstico foram as menos afectadas (4% do total).

* É uma notícia boa mas alvo de reparo, ao ritmo do número de insolvências  de 2012 e 2013 ficaríamos sem empresas num instante, as que existem, ainda em risco de falir, por serem já em menor número, têm um pouco mais de tempo.
Os dados não constituem indicador sólido de recuperação



.
.

TORRES DE "PC"












Os gloriosos malucos das máquinas informáticas passaram-se dos carretos e criaram estas obras de arte, "torres", difíceis de imaginar, um espanto.

.
.
HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Ex-PSP condenado por 
abusar de crianças 

Idoso pagava às famílias para estar com os menores.

Arlindo Oliveira, PSP reformado de 71 anos, foi esta tarde condenado a nove anos e seis meses de prisão efetiva pela prática de vinte e seis crimes sexuais a menores. 


O tribunal de Castro Daire não teve dúvidas de que Arlindo agiu com o propósito de satisfazer os seus instintos sexuais. Os crimes ocorreram entre 2008 e 2012. 

O ex-PSP aliciou seis crianças, entre os 10 e os 13 anos, oriundas de famílias desfavorecidas a quem pagava entre 5 e 20 euros para realizar as suas fantasias. O condenado seguiu para o Estabelecimento Prisional de Évora onde já estava preso preventivamente. 

* E as famílias ficam impunes??? E o gajo só apanha 9 anos???

.
.
NUNCA DÁ CERTO

video



.
.
HOJE NO
"PÚBLICO"

Moscovo ameaça resposta "dolorosa" 
às sanções contra dirigentes
 e empresas russas 

 Nos EUA, as medidas que a Casa Branca tomou contra empresas e dirigentes não satisfazem republicanos. Nomes da lista de sanções da UE são divulgados esta terça-feira. Canadá também tomou decisões.

As sanções aprovadas pelos Estados Unidos contra a Rússia, devido à situação na Ucrânia, incluem medidas que visam dirigentes próximos do Presidente Vladimir Putin, mas o Governo de Moscovo não parece preocupado e reagiu dizendo que a sua resposta terá um "efeito doloroso". A União Europeia também aprovou medidas contra 15 pessoas, que devem ser divulgadas na terça-feira.

 No caso norte-americano são visados sete dirigentes governamentais russos, alguns do círculo próximo de Putin, e 17 empresas, anunciou a Casa Branca.
Os cidadãos russos vêem congelados os bens que possuam nos EUA e não lhes serão concedidos vistos para se deslocarem ao país. No campo empresarial fica suspensa a exportação para a Rússia de tecnologia que contribua para  reforçar a capacidade militar e os activos das companhias no país são também congelados. Os departamentos de Estado e do Comércio revogarão as licenças existentes sobre a matéria.

Entre os visados pelas sanções norte-americanas estão Igor Sechin, presidente da petrolífera estatal russa Rosneft, e Sergei Chemezov, que dirige a Rostec, empresa estatal de produtos de alta tecnologia. São ambos considerados aliados próximos de Putin. A lista divulgada pela Departamento do Tesouro não menciona explicitamente a Rosneft, em que a britânica BP tem uma participação de 19,5%, mas o anúncio provocou, segundo a Reuters, uma queda imediata do valor das acções da empresa.

O vice-primeiro-ministro da Federação da Rússia, Dmitri Kozak; Viatcheslav Volodin, vice-chefe da administração presidencial; e Oleg Belavencev, enviado de Putin à Crimeia, são outros nomes da lista de sanções norte-americana.

A Mastercard anunciou que em breve suspenderá os serviços prestados a cartões emitidos pelos bancos russos SMP e InvestCapitalbank, controlados pelos irmãos Boris e Arkadi Rotenberg - visados na anterior leva de sanções norte-americanas.
Quase em simultâneo com o anúncio dos EUA, diplomatas da União Europeia disseram à AFP que foi alcançado um acordo sobre uma lista de 15 nomes a juntar aos 33 russos e ucranianos que foram objecto de congelamento de bens e interdição de vistos de entrada após a anexação da Crimeia pela Rússia. Mais tarde, um comunicado do Conselho Europeu informou que as sanções visam "responsáveis por acções que comprometem ou ameaçam a integridade territorial da Ucrânia".

A lista europeia foi pré-aprovada antes das negociações de Genebra, de 17 de Abril, mas as sanções não foram imediatamente adoptadas para não condicionarem o diálogo. O acordo alcançado nesse dia – para o desarmamento de grupos ilegais e desocupação de edifícios públicos no Leste da Ucrânia - não produziu até agora resultados.

O Canadá anunciou também esta segunda-feira sanções a dois bancos e nove cidadãos russos. A aplicação de sanções à Rússia foi decidida no final da semana passada pelos países que compõem o G8 (EUA, Reino Unido, Alemanha, Japão, França, Canadá e Itália).

A Rússia é considerada pelos países ocidentais responsável pela instabilidade no Leste da Ucrânia, onde pró-russos controlam mais de uma dezena de cidades e esta segunda-feira ocuparam mais edifícios públicos. Os Estados Unidos invocam explicitamente "a contínua intervenção ilegal da Rússia na Ucrânia".

"Falta de compreensão"
Numa primeira reacção ao anúncio norte-americano, o vice-ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Sergei Riabkov, disse, segundo a agência Interfax, que as sanções “demonstram a total falta de compreensão” pelos “colegas” de Washington “do que está a acontecer na Ucrânia”. Acrescentou que a resposta russa terá um "efeito doloroso" em Washington.

Antes ainda de conhecidas as sanções americanas, Putin afirmou que a Rússia estaria em condições de substituir por produção própria eventuais importações de material de defesa cuja venda lhe fosse cancelada.

Do lado norte-americano, as sanções são consideradas muito leves pelos republicanos. Não passam de "uma palmada na mão", afirmou Bob Corker, que lidera o partido da oposição no comité de relações exteriores do Senado. O seu colega Dan Coats comentou que não acredita em mudanças no posicionamento russo até que sejam atingidas entidades como a empresa Gazprom, “que o Kremlin usa para coagir a Ucrânia e outros vizinhos”, relata a Reuters.

No final da semana passada, o secretário do Tesouro americano, Jacob Lew, disse que o objectivo das sanções é “atingir a economia russa provocando os menores danos possíveis à economia americana e mundial”. O conselheiro adjunto da segurança nacional dos EUA, Ben Rhodes, declarou que as medidas não esgotariam as hipóteses de sanções, mantendo-se em aberto outras possibilidades de “aumentar a pressão”, em caso de agravamento da situação no terreno. Também a UE deve manter em aberto a possibilidade de adopção de sanções de maior envergadura, como um embargo comercial.

* Vale mais tarde do que nunca.



.
.
 23- GPS
























.