quarta-feira, 16 de abril de 2014

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.























.
.



O QUE NÓS

PAGAMOS










.
.

O CAMINHO




.
.
O ESTADO DA
EDUCAÇÃO




CLIQUE EM "Programa OLHOS NOS OLHOS"

Se no dia indicado acima não teve oportunidade de ficar mais esclarecido sobre "O ESTADO DA EDUCAÇÃO", dispense-se tempo para se esclarecer agora, este programa é extenso mas terrívelmente claro e polémico.
Fique atento às declarações da Dra. Maria Filomena Mónica

.
.

HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Medicamento para cancro da mama
 foi falsificado

A Agência Europeia do Medicamento emitiu hoje um alerta a nível internacional depois de ter sida informada da existência de embalagens falsificadas do medicamento Herceptin (trastuzumab), para o cancro da mama. 
Segundo o Infarmed, não foi detetada a existência de medicamentos dos lotes afetados em Portugal. No entanto, a autoridade nacional emitiu também um alerta para que "as entidades que eventualmente tenham adquirido estes lotes" saibam que "não devem proceder à sua venda, dispensa ou administração".

O Herceptin não está à venda nas farmácias, sendo apenas dispensado nos hospitais. O medicamento é vendido em pó para concentrado, em embalagens de 150 mg.

De acordo com a Agência Europeia do Medicamento, os medicamentos foram roubados em Itália, incluindo de alguns hospitais, falsificados e reintroduzidos nos mercados de outros países. A polícia italiana está a investigar o caso e a tentar perceber se o problema se estende a outros medicamentos.

* À atenção de todos.


.
.

LOUIS VUITTON
    
SPRING/SUMMER
PARIS FASHION







.
.
HOJE NO
"RECORD"

Agência assume erro em teste
 a Campbell-Brown

A Agência Antidoping Jamaicana (JADCO) reconheceu, esta quarta-feira, ter cometido erros durante a recolha da amostra de urina da atleta Veronica Campbell-Brown em maio de 2013. 
 .
"A Jadco reconhece que alguns dos procedimentos realizados durante a recolha a 4 de maio de 2013, no 'meeting' em Kingston não estavam em conformidade com os regulamentos da Agência Mundial Antidopagem", afirmou em comunicado.

Campbell-Brown, que já venceu três medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos, acusou positivo a um diurético proibido na prova de maio.

* Não se faz isto a uma atleta, primeiro crucificam-na e agora querem ressuscitá-la, é por ser páscoa.


.
.


 IX-OS SUPER
  HUMANOS
 
2-MANDÍBULAS
  DE AÇO






.
.

HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Taxar produtos nocivos 
não é só medida orçamental

O Ministério da Saúde considera que a ideia de taxar produtos nocivos para a saúde deve ser encarada mais como uma política para melhorar o estado de saúde da população do que como uma medida orçamental. 
"Não gostaríamos que estas medidas fossem olhadas apenas numa perspetiva orçamental. O nosso primeiro objetivo com este tipo de políticas é melhorar o estado de saúde da população", afirmou o secretário de Estado Adjunto do Ministro da Saúde em declarações à agência Lusa.


Na terça-feira, a ministra das Finanças admitiu, na conferência de imprensa no final do Conselho de Ministros, que o Governo pode vir a aplicar taxas a produtos com efeitos nocivos para a saúde.
Hoje, em declarações à Lusa, o ministro da Saúde explicou que esta pode ser uma das vias para ajudar a resolver a acumulação de dívidas dos hospitais em termos estruturais.

"No Orçamento do Estado para 2015 há uma necessidade de resolvermos as dívidas que se vão acumulando ao longo dos tempos por parte dos hospitais. Entendemos que há também lugar a que haja receitas que possam estar ligadas à saúde que devam contribuir para este esforço", afirmou Paulo Macedo.

Como exemplos, citou a reavaliação do imposto sobre o tabaco e bebidas alcoólicas, bem como o estudo da tributação de alimentos ou bebidas com excesso de açúcar ou sal.

"Iremos primeiro estudar as experiências dos diferentes países, depois iremos ver o que tem mais impacto em termos de saúde pública e depois o que poderá significar em termos de receita destinada aos hospitais. Temos até outubro para estudar estas medidas e tomar decisão sobre o que deve ser adotado", acrescentou o ministro, que falava à Lusa no final de um encontro com representantes das farmácias.

Por seu lado, o secretário de Estado Adjunto Leal da Costa afirmou que estas medidas vão ser tomadas com equilíbrio e sensatez.

"Estas perspetivas têm de ser vistas numa lógica de grande sensatez, equilíbrio e de ponderação científica. Vamos fazer as coisas ponderada e sensatamente, numa perspetiva de saúde pública, que deve ser mais valorizada do que uma lógica estrita de ganho de coleta", disse hoje o secretário de Estado Leal da Costa.

* A hipocrisia chegou infelizmente ao ministério da Saúde. Se o sr ministro  entende que o tabaco é um produto nocivo, que dá cabo da saúde dos portugueses, acabe com a produção do mesmo em Portugal! 
Acontece que a sua colega das Finanças não pode passar sem a pesada carga fiscal que incide sobre cada maço à saída da fábrica. DEMAGOGOS.


.

HELENA MATOS

.



O discurso que 
Cavaco devia fazer 
a 25 de Abril

Em primeiro ligar quero pedir desculpa aos portugueses por ter sido eleito.
 .
Não é possível que milhares e milhares de portugueses me tenham dado o seu voto quando há tanto poeta, sociólogo, jornalista, actor, militar e arquitecto de esquerda a dizer que eu não os represento.

Na verdade eu represento um País que a esquerda magnanimamente tolera. Um País que faz falta para que a esquerda possa governar em democracia. Pois apesar da imensa superioridade das teses revolucionárias, solidárias e resistentes da esquerda, este regime de partidos em que vivemos implica a existência de oposição. Mas uma oposição que saiba ser oposição. Ou seja que se adeque ao seu papel de oposição e assim sirva para confirmar a superioridade moral e intelectual da esquerda que é quem natural e constitucionalmente deve governar.

Inadvertidamente às vezes os líderes da não esquerda têm o topete de ir além desse seu papel histórico - eu mesmo padeci dessa ousadia - e ganham as eleições. Ou, igualmente contra natura, ocupam altos cargos em instâncias internacionais. Ora, senhores, como bem se tem visto, quando tal acontece perdemos todos: os líderes da oposição tolerada perdem aquele ambiente de simpática condescendência com que os brindais. Vossas Excelências perdem por momentos os lugares que são Vossos por direito natural - como esquecer que tantos dos Vossos irmãos já andaram ao lado do dr. Afonso Costa a explicar por métodos directos aos ultramontanos, aos reaccionários, aos monárquicos e aos jesuítas (os jesuítas daquele tempo não eram como os de agora que em hora bendita Vós já haveis apadrinhado!) esta ordem natural dos factos e sobretudo esta ordem natural de Portugal.

Porque a primeira regra a saber sobre Portugal é que aqui não se distingue o País de quem o governa e por isso os factos ora são valorizados ora depreciados consoante a cor do regime. E em boa verdade só nos podemos orgulhar quando a esquerda governa e do que a esquerda aprova: do fado à recuperação económica, do cozido ao futebol, o País só é motivo de orgulho quando a esquerda lhe põe o visto "Aprovado". Até lá não existe e se existe é fascista. Ou, numa versão mais benemérita, atávico e ignorante.

Quarenta anos depois do 25 de Abril a não esquerda deve aceitar com alegria o seu papel de legitimadora do poder. E sobretudo as almas conservadoras como a minha vêem-se obrigadas a pedir à esquerda que governe, que governe mesmo quando perder e, acrescento eu, após anos de experiência, sobretudo quando perder. Porquê? Porque só assim se podem salvar as instituições.

Veja-se a transformação desta mesma Assembleia da República de centro da democracia em espaço cercado, depreciado e onde entre correrias de polícias e sindicalistas, cantorias e gritos, todos os dias somos confrontados com este dilema: ou a esquerda volta rapidamente ao poder ou este parlamento acabará completamente desprestigiado. Não duvido que mal volte ao poder "quem de lá nunca deveria ter saído" não mais haverá qualquer tolerância para aqueles que ousarem tais performances.

O mesmo se passará com tantos outros problemas - o flagelo da emigração voltará a ser a mais-valia da diáspora; os escritores voltarão a fazer discursos redondos quando receberem os respectivos prémios; as confederações falarão baixinho que o respeitinho é muito bonito; a fome tornar-se-á um desajustamento alimentar resultante das assimetrias induzidas no lar pelas questões de género e acentuadas pela proliferação do ‘fast-food'. E sobretudo, senhores, a Presidência da República, que me obstino em ocupar, apesar de tantos de vós tão oportunamente me dizerem que a devo deixar, voltará a ser tratada com o respeito republicano que lhe é devido.

Caros senhores, quarenta anos depois do 25 de Abril estamos politicamente no Verão de 1975: a legitimidade das urnas é inferior à da rua e à dos estúdios de televisão?

IN "DIÁRIO ECONÓMICO"
14/04/14


.
.



152.UNIÃO



EUROPEIA

















.
.
HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

30 mil trabalhadores do calçado
 em greve na China

Fábrica produz para marcas internacionais como a Nike ou Adidas. Organização não-governamental fala em situações de agressão aos trabalhadores em protesto por parte das autoridades.
Mais de 30 mil trabalhadores de uma fábrica de calçado no Sul da China, que produz para marcas internacionais como a Nike ou Adidas, estão em greve desde a semana passada.

Os funcionários reivindicam um aumento de 30% no salário bem como maior protecção social. A possibilidade de deslocação da produção da fábrica para outro país é também uma das preocupações.

Segundo avança a Bloomberg, a situação foi tornada pública pela China Labor Watch, que aponta para uma paralisação de três quartos da unidade fabril. A organização não-governamental revelou ainda que se encontra instalado um acentuado dispositivo policial na área, falando em agressões por parte das autoridades a alguns trabalhadores em protesto.

Na sua página na Internet, a fábrica Yue Yuen afirma ser o primeiro fabricante mundial de calçado desportivo. Além da Nike e da Adidas, a fábrica produz ainda para marcas como a Puma, Asics ou Converse. Em declarações à Bloomberg, a Adidas diz estar a acompanhar a situação. Já a Nike, mostrou-se “preocupada” com a situação no sul da China.

A Yue Yuen, controlada por capitais de Taiwan, não confirmou o número de trabalhadores em greve ou o impacto na produção, mas já se comprometeu a pagar os salários em atraso até ao final de 2015. A administração recusou negociar com o sindicato e está agora em conversações com funcionários do Governo que representam os trabalhadores.

* Aguardemos mais greves noutras fábricas para ver se o regime chinês abana.


.
.

A GUERRA DA SUCATA






.
.


15.O MELHOR
 DA ARTE

A DANÇA



JEAN BAPTISTE

CARPEAUX


Cada episódio é dedicado a um grande trabalho de arte da coleção dos museus do Louvre, Antiquities Museum of Saint Germain, Orsay, Rodin e Guimet. A série mostra obras como a Monalisa e os tesouros do budismo. Um trabalho único sobre história da arte.

.
.
HOJE NO
"DESTAK"

Pessoas com incapacidade física vão
 ter coleção de roupa "funcional" 

A IMOA, projeto de S. João da Madeira, quer lançar uma coleção de vestuário com peças "acessíveis" e "funcionais" para pessoas com incapacidade ou limitação física com o objetivo de facilitar o dia-a-dia deste público-alvo e a sua autoestima. 


"Constatou-se que uma pequena alteração na roupa poderia ter um impacto enorme na qualidade de vida de doentes vítimas de Acidente Vascular Cerebral (AVC) e Traumatismo Crânio Encefálico (TCE), entre outras patologias, doenças ou necessidades como pessoas algaliadas", referiu à Lusa Célia Monteiro. 

A atual responsável do departamento comercial e relações públicas da IMOA constatou dificuldades, tanto em pessoas com limitações físicas como enfermeiros e cuidadores, quando trabalhava numa instituição do Porto no âmbito do seu mestrado em psicologia clínica. 

* Uma excelente notícia.


.
.

Sacerdote Grego cantando




.
.

 HOJE NO
"i"

Governo prepara criação de operador 
para mudança de fornecedor de luz e gás

“A própria ‘troika’ tem exigido e sugerido diferentes tipos de medidas e alterado o seu discurso em relação à energia. E nós fomos adaptando as prioridades às que a ‘troika’ refere”, afirmou
 .
O Governo está a trabalhar na criação de um operador independente que ficará responsável pela mudança de comercializador no mercado livre de gás e eletricidade, o que ainda não avançou porque outras medidas foram consideradas prioritárias pela ‘troika’.

ENERGIA
“Neste momento, ainda não avançamos para o processo legislativo. Continuamos a trabalhar, está definido e é para cumprir”, disse à Lusa o secretário de Estado da Energia, Artur Trindade.

O governante explicou que “têm surgido prioridades em cima de prioridades”, que têm obrigado a adiar o processo para a criação de um operador independente que ficará responsável pela mudança de comercializador no mercado livre de eletricidade e de gás, processo que agora é assegurado pela EDP e pela REN, respetivamente.

“A própria ‘troika’ tem exigido e sugerido diferentes tipos de medidas e alterado o seu discurso em relação à energia. E nós fomos adaptando as prioridades às que a ‘troika’ refere”, afirmou.

A figura de um operador independente de serviços logísticos de gás e eletricidade está prevista na legislação que marcou o arranque do processo de liberalização do mercado energético em 2006 e volta a ser mencionada no documento da Comissão Europeia que prepara a aprovação da 11.ª avaliação regular ao Programa de Ajustamento Económico e Financeiro (PAEF), datado de 19 de março, que foi divulgado no domingo.

Na prática, esse operador agiliza todo o processo de transição do mercado regulado para o mercado liberalizado e de mudança de fornecedor no mercado livre, fazendo a ponte entre os clientes e as empresas fornecedoras de eletricidade e de gás.

* A criação deste operador servirá também para "abafar" a actual entidade reguladora e para criar mais uns "tachos", os "boys" precisam. O PS foi o rei das fundações, PSD está com mais subtileza do que era de esperar no "conseguimento" de "tachos", no meio da boçalidade laranja.



.
.


BOXES-F1


1950 versus 2013





.
.
HOJE NO
"A BOLA"

Candidato Jérôme Champagne quer 
evitar que futebol se transforme na NBA

Jérôme Champagne, até agora o único candidato conhecido à presidência da FIFA, alertou esta quarta-feira para o perigo de o futebol de tornar semelhante à liga norte-americana de basquetebol (NBA), com «uma quinzena de clubes sozinhos no topo».
.
 «O dever da FIFA é lutar pela preservação da universalidade do jogo e assegurar incerteza nos resultados para evitar que o futebol se transforme numa NBA», disse o ex-secretário-geral adjunto da FIFA, em entrevista ao jornal francês Le Parisien.

Champagne defendeu, ainda, a criação de um fundo mundial para a redistribuição de dinheiro entre clubes.

Para o candidato, a FIFA precisa de «alguém que compreenda o funcionamento do futebol num mundo cada vez mais globalizado» e não de um «comentador televisivo nem de um treinador».

As eleições para a presidência da FIFA estão marcadas para maio de 2015.

* Falou acertado



.
.
 ANDRÓGINOS


Androginia refere-se a dois conceitos: a mistura de características femininas e masculinas em um único ser, ou uma forma de descrever algo que não é nem masculino nem feminino.


  Isto quer dizer que uma pessoa andrógina identifica-se e define-se como tendo níveis variáveis de sentimentos e traços comportamentais que são quer masculinos quer femininos.


 Andróginos que prezam por sua androginia normalmente utilizam  adereços femininos, no caso de homens, ou masculinos, no caso de mulheres, para ressaltar a dualidade


Por isso, tende-se a pressupor que os andróginos sejam invariavelmente homossexuais ou bissexuais, o que não é verdade, uma vez que a androginia ou é um caráter do comportamento e da aparência individual de uma pessoa ou mesmo sua condição sexual psicológica, nada tendo a ver com a orientação sexual.


 Na psicologia, androginia é uma disfunção de gênero rara que é responsável por uma condição psíquica em que o indivíduo se identifica como não sendo nem homem nem mulher, mas como uma pessoa de sexo mentalmente híbrido, o que se reflete em seu comportamento.



Para a Psicologia Analítica, de Carl Gustav Jung, andrógino se refere a uma integração dos pares de opostos anima und animus, respectivamente o feminino e o masculino ambas características ao mesmo ser.



 Andrógino é, também, segundo o livro "O Banquete", de Platão, uma criatura mítica proto-humana


  No livro, o comediógrafo Aristófanes descreve como haveria surgido os diferentes sexos. Havia antes três seres: Andros, Gynos e Androgynos, sendo Andros entidade masculina composta de oito membros e duas cabeças, ambas masculinas, Gynos entidade feminina mas com características semelhantes, e Androgynos composto por metade masculina, metade feminina.

 Eles não estavam agradando os deuses, que os resolveu separar em dois, para que se tornassem menos poderosos. Seccionado Andros, originaram-se dois homens, que apesar de terem seus corpos agora separados, tinham suas almas ligadas, por isso ainda eram atraídos um por o outro.



O mesmo ocorre com os outros dois. Andros deu origem aos homens homossexuais, Gynos às lésbicas e Androgynos aos heterossexuais. Segundo Aristófanes, seriam então dividos aos terços os heterossexuais e homossexuais.


IN "WIKIPÉDIA"
(PORTUGUÊS DO BRASIL)


.
.
HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS
DA MADEIRA"

Confraria Gastronómica da Madeira
. assinala 14 anos de existência

A Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira realiza o seu XIV Capitulo (14.º aniversario) entre os dias 25 e 28 de Abril de 2014, evento na qual estarão presentes várias confrarias nacionais e europeias.

Segundo a direcção da AMC/CGM, "neste momento estão confirmadas a presença de 16 confrarias", sendo que quatro são de Itália, um da Estónia, dois de Espanha, nove de Portugal continental e uma dos Açores. "Acreditamos e estamos convencidos de que nos próximos dias iremos ter mais confirmações de presenças de outras confrarias nacionais quer europeias", frisa a nota de imprensa.

Pela importância do evento, a direção da Confraria lembra que, em 14 anos, esta tem defendido a herança cultural, gastronómica e báquica da Madeira no espaço europeu ou mesmo na América e África.

* E como se come e bebe bem na Madeira, de chorar por mais! Parabéns Confraria.


.
.

PARKOUR A DOIS




.
.
HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Assunção Esteves manifesta "carinho 
e gratidão" pelos capitães de Abril 
A presidente da Assembleia da República tentou hoje atenuar a polémica com os capitães de Abril sobre a sua participação nas cerimónias comemorativas do 25 de Abril no Parlamento, ao manifestar "carinho e gratidão" pelos militares que levaram a cabo a revolução de 1974. Partidos reúnem-se hoje com a presidente para analisar a possibilidade de "capitães e coronéis" poderem intervir na sessão solene.
.
"A minha intenção é deixar claro no espaço público que o carinho e a gratidão que o Parlamento deve aos capitães nunca esteve nem pode estar em causa. Para que não haja confusões: as diferentes interpretações sobre o que quer que seja não podem perturbar a opinião pública e a relação inquebrantável entre o criador, que são capitães, e a criação, que é o Parlamento", referiu Assunção Esteves em declarações aos jornalistas, depois de um encontro com a Associação 25 de Abril, liderada por Vasco Lourenço.


A presidente da AR tentou assim colocar um ponto final na polémica iniciada há cinco dias quando, referindo-se à recusa dos capitães de Abril de participarem nas comemorações por lhes ter sido negada a possibilidade de usarem da palavra, respondeu "o problema é deles".
No final do mesmo encontro, Assunção Esteves anunciou que analisará hoje ao final do dia, com os partidos com assento parlamentar, a hipótese de ser dada a palavra aos capitães na sessão da sexta-feira da próxima semana, depois de um pedido do PS.

Aos jornalistas, Vasco Lourenço reforçou a recusa em participar se não puder haver intervenção: "Mantemos a nossa posição, de estar presente nas comemorações do 25 de Abril, menos na sessão solene, a menos que nos seja permitido usar da palavra". 

Assunção Esteves disse ainda que sempre foi manifestado aos "capitães e coronéis" a importância da sua presença nas comemorações do 25 de Abril no Parlamento e que "não é o mesmo estarem ou não estarem", responsabilizando ainda o "ruído" no "espaço público" pela "confusão" que se seguiu às suas declarações, "o que é negativo para a esperança".

* Ruído no espaço público? Problema dela.


.
.
 O FUTURO











.
.

HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

IPO como “casa de esperança” 

 Unidade portuense assume-se como "maior prestador de cuidados de saúde em oncologia".

Se há uns anos o IPO era um pequeno centro de aplicação de cobalto em doentes terminais, hoje é o maior prestador de cuidados de saúde em oncologia", afirmou ao CM Laranja Pontes, administrador do IPO do Porto, unidade que celebra amanhã 40 anos. 


"É uma casa de esperança", referiu Maria José Névoas, 64 anos, diagnosticada com cancro da mama há dez anos. "Quando soube que tinha cancro, fiquei chocada, mas consegui superar graças à dedicação dos médicos do IPO", explicou a antiga utente, hoje voluntária na instituição. 

O IPO do Porto adotará amanhã o nome de Instituto Português de Oncologia e Esperança. "É a mensagem que queremos passar aos doentes e o sentimento que deve ter quem vem aqui ser tratado", indica Laranja Pontes. Arminda Machado, 60 anos, foi das primeiras funcionárias do IPO do Porto. 

"Quando os doentes entravam aqui, há 40 anos, vinham amedrontados e nem o pessoal queria ser transferido de outras unidades de saúde, mas este é agora um hospital de referência", acrescentou a secretária administrativa. 

* Toda a gente que trabalhe na luta contra o cancro é um anjo de esperança, em qualquer parte do mundo. Parabéns ao IPO do Porto pelas maravilhas conseguidas

.
.

 HABILIDADES DE BIKE



.
.
HOJE NO
  "PÚBLICO"

Em Munique, andar nu deixou de ser crime

Cidade alemã legaliza nudez pública e cria seis zonas onde é permitido o nu total.

A cidade alemã de Munique legalizou a nudez pública e tem agora seis zonas exclusivamente destinadas a quem gosta de estar ao ar livre sem roupa.

JUNTO AO RIO ISAR
Banhos de sol, piqueniques, passeios. Tudo isto é permitido nas seis zonas distribuídas por Munique — Flaucher, Brudermuhlbrucke, Mittlere-Isar-Straße, Eisbach, Schwabinger Bucht e Feldmonchinger See —, todas em áreas de parques, sem vedações ou isoladas da população. Fora destas zonas, os nudistas arriscam ser detidos.

Uma das zonas urbanas de nudez, como são designadas, fica a apenas dez minutos a pé da principal praça da cidade alemã, Marienplatz.

A delimitação de espaços para a nudez surge depois de ter expirado, em 2013, a legislação que impedia banhos de sol a pessoas nuas em locais públicos na Baviera, apesar de se ter mantido um debate aceso sobre o assunto entre os alemães.

A nudez é uma prática comum em Munique mas que não podia ser publicamente assumida. Há muito que é comum ver pessoas despidas em locais como o Englischer Garten, um dos maiores parques da cidade, e nas margens do rio Isar. Na Alemanha, existe desde 1920 uma praia destinada a nudistas.

* O hábito não faz o monge

.
.
 ALMOFADINHAS












.
.

"SOCORRO"
















.
.
ASNEIRADA




.
.


132.
Senso d'hoje

BAGÃO FÉLIX
EX-MINISTRO DAS FINANÇAS



"Os velhos não fazem greves, são um conjunto mais vulnerável a cortes em quantidade".



.

NOTÍCIAS PARA HOJE

.
COMPRE JORNAIS











.