sábado, 29 de março de 2014

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

PEDIDOS

Uma mulher estava a jogar golfe e atirou a bola para o meio do bosque...
Enquanto ela procurava a bola encontrou um sapo preso numa armadilha.
O sapo disse-lhe:
- Se me soltares conceder-te-ei 3 desejos!
A mulher, sem hesitar, libertou o sapo
Disse o sapo:
- Obrigado, mas esqueci-me de mencionar uma condição para te conceder os 3 desejos.

Disse o sapo:
- Qualquer coisa que pedires, o teu marido receberá 10 vezes mais!
Ah!
Não há problema nenhum…
Muito pelo contrário…
Eh! Eh! Eh!
Respondeu a mulher

Então ela, começou por pedir como primeiro desejo, o seguinte:
Quero ser a mulher mais bela do planeta!
Tem certeza?
Não te esqueças que o teu marido receberá 10 vezes mais…
O que fará dele um homem extremamente belo… Um deus grego por quem as mulheres se apaixonarão! 

 Avisou o sapo.

Isso não vai fazer mal, porque, sendo eu a mulher mais bela do mundo, ele só vai ter olhos para mim!
Disse animada a mulher...
E KAZAM!!!
O sapo concedeu-lhe o 1º desejo.
Transformou-a na mais bela mulher do mundo...

Como segundo desejo, a mulher pediu:
Quero ser a mulher mais rica do mundo!
Está certa? Não te esqueças que o teu marido vai ficar 10 vezes mais rico que tu... 
Avisou o sapo
Não faz mal… 
Porque o que é meu é dele e o que é dele é meu...
Respondeu a mulher
E KAZAM!!! 
O sapo concedeu-lhe o segundo desejo. 
Tornou-a na mulher mais rica do mundo...

Finalmente, chega a hora do terceiro desejo...
Diz a Mulher:
Agora quero ter um ataque de coração fraco.
Eh! Eh! Eh!

 E KAZAM!!! 
O sapo concedeu-lhe o terceiro desejo 
MORAL DA HISTÓRIA
As mulheres são espertas.
Não as subestime...

SE É MULHER
Este é o final feliz da história para Si.
Por isso, pare por aqui e aproveite o momento...

SE É HOMEM
Veja só o final da história...
O que aconteceu? 

A mulher, apesar de ter pedido um "ataque cardíaco fraco", mesmo assim, não aguentou...

Agora o homem, sem fazer nada... tornou-se o homem mais belo do mundo, o mais rico do mundo e teve um ataque cardíaco DEZ VEZES MAIS FRACO que a mulher e sobreviveu!! 


ESTA TEVE GRAÇA!?


 .
.


O QUE NÓS


APRENDEMOS!


MOBILIDADE






..
.
6.FALANDO COM 
OS BOTÕES








.
.
 PUTINIX







.
.
P O B R E



UMA PRODUÇÃO PORTA DOS FUNDOS


.
.
5.FALANDO COM 
OS BOTÕES















.
.

 12 - CLASSIFICAÇÃO DAS


DOENÇAS EM PSIQUIATRIA



NEUROSE


Uma interessante série conduzida pelo Prof. Dr. Miguel Chalub.
Uma produção: CANAL MÉDICO





NR: Todos os episódios anteriores de todas as séries podem ser vistos nas semanas antecedentes no mesmo dia e à mesma hora.

.
.
4.FALANDO COM 
OS BOTÕES



.
.

5A ILHA DO DIABO


ÚLTIMO EPISÓDIO


Alcatraz é uma ilha localizada no meio da Baía de São Francisco na Califórnia, Estados Unidos. Inicialmente foi utilizada como base militar, e somente mais tarde foi convertida em uma prisão de segurança máxima. Atualmente, é um ponto turístico operado pelo National Park Service junto com a Área de Recreação Golden Gate. 

Alcatraz foi uma base militar de 1850 a 1930. Posteriormente, foi adquirida pelo Departamento de Justiça dos EUA, em 12 de Outubro de 1933, quando sofreu a conversão. Em 1 de Janeiro de 1934, foi re-inaugurada como uma Prisão Federal. Durante seus 29 anos de existência, a prisão alojou alguns dos maiores criminosos norte-americanos, como Al Capone, Robert Franklin Stroud (o Birdman of Alcatraz), Alvin Karpis e Frank Morris. 

A prisão foi fechada em 21 de Março de 1963, menos de um ano após a primeira fuga realizada na prisão. O governo alegou que o complexo foi fechado devido ao seu alto custo de manutenção, e ao fato de que não garantia uma total segurança, em relação às prisões mais modernas. Era mais fácil e mais barato construir uma prisão nova do que melhorar as condições de Alcatraz. 

Em 1969, um grupo de nativos norte-americanos criou um movimento que ocupou a ilha, baseando-se num tratado federal de 1868, que permitia que os nativos utilizassem todo o território que o governo não usava ativamente. Após quase dois anos de ocupação, o governo os retirou da ilha. Durante 29 anos, a prisão de Alcatraz nunca registrou oficialmente fugas bem sucedidas de prisioneiros. 

Em todas as tentativas, os fugitivos foram mortos ou afogavam-se nas águas da baia de São Francisco. Três fugitivos, Frank Morris, e os irmãos John e Clarence Anglin, desapareceram das sua celas em 11 de Junho de 1962. Somente algumas provas foram encontradas, e elas levam a crer que os prisioneiros morreram, mas, oficialmente, ainda estão listados como desaparecidos e provavelmente afogados. 

Em 1979 foi feito um filme sobre essa fuga com Clint Eastwood chamado Escape from Alcatraz. A história chegou a ser testada no programa "Mythbusters-Os caçadores de Mitos" no episódio Fuga de Alcatraz.


NR: Todos os episódios anteriores de todas as séries podem ser vistos nas semanas antecedentes no mesmo dia e à mesma hora.


.
.
3.FALANDO COM 
OS BOTÕES

















.

JILL GALLARD

.

Energia, clima e 
indústria na UE

Há cerca de uma semana os líderes europeus reuniram-se em Bruxelas para mais um Conselho Europeu. Apesar da situação na Ucrânia ter dominado uma parte significativa da agenda, a reunião também abordou a forma como a Europa está a emergir da crise económica e financeira e a necessidade de respostas políticas adequadas.

Uma das principais preocupações económicas da Europa são os elevados custos da energia. Uma política europeia coerente em matéria de energia e alterações climáticas tem que garantir energia a preços acessíveis, competitividade industrial, segurança no abastecimento e procurar alcançar os objectivos climáticos e ambientais estabelecidos. Neste Conselho conseguimos progressos significativos relativamente ao novo quadro da EU em matéria de energia e clima, tendo sido acordado um roteiro claro para uma decisão final sobre as metas da UE para 2030 em Outubro deste ano, o mais tardar. Mas entendemos que é necessária ainda mais ambição europeia neste domínio.

O Reino Unido e Portugal, enquanto membros do *Grupo do Crescimento Verde, concordam com a necessidade de estabelecer um quadro ambicioso e economicamente viável, respeitando a soberania dos Estados-Membros em matéria de fontes energéticas. Isto inclui uma meta de 40% para a redução das emissões de gás com efeito estufa, vinculativa para cada país. Alguns E-Ms pretendem mais clareza sobre a partilha de encargos associados a este objectivo. O Reino Unido continuará a insistir num pacote ambicioso de medidas sobre o clima que seja benéfico simultaneamente para o clima, para a economia e para a segurança energética de todos os parceiros europeus.

Esta é uma questão de interesse estratégico vital para a Europa. A situação na Ucrânia apenas veio realçar mais esta evidência. Temos de diversificar as nossas fontes de energia de modo a estarmos menos vulneráveis a pressões externas. Melhorar as interligações energéticas, nomeadamente reduzindo obstáculos entre a Península Ibérica e o resto da Europa, continua a ser uma prioridade para Portugal. Entendemos que a segurança energética na Europa depende de melhores interligações, da conclusão do mercado interno, da diversificação de rotas de abastecimento e da facilitação da produção nacional. Estabelecer um quadro claro e de longo prazo em matéria de politicas de energia e clima é vital para atrair o enorme investimento que precisamos em energias de baixo carbono, eficiência energética e outras infra-estruturas, e reduzir a nossa dependência de combustíveis fósseis importados.

Numa perspectiva mais ampla, tanto Portugal como o Reino Unido encaram os sectores ligados à energia como um factor importante na recuperação, não apenas por razões de sustentabilidade, mas também pela geração de crescimento e emprego. Os líderes europeus reconheceram também que uma política energética e climática coerente faz parte integrante de uma política industrial forte, competitiva e eficaz em termos de gestão de recursos, produção e investimento. Com um enquadramento de políticas industriais adequado, regulamentação favorável ao investimento e à inovação, e uma política energética competitiva, será possível à Europa não apenas criar novos empregos, mas também aspirar a fazer regressar à Europa alguns dos postos de trabalho industriais que perdemos ao longo das últimas décadas. Como salientou o PM David Cameron em Davos "As economias da Europa têm uma oportunidade única para acelerar esta tendência de fazer com que os os postos de trabalho regressem "a casa". Devemos estar confiantes de que o conseguimos ."

Embaixadora do Reino Unido em Portugal

IN "DIÁRIO ECONÓMICO"
28/03/14


.
.



134.UNIÃO




 EUROPEIA















.
.

2.FALANDO COM 
OS BOTÕES



.
.


 FAMIGLIORRA


















.
.

  
V- COMO TUDO



FUNCIONA

   2 - CERVEJA





.
.
1.FALANDO COM 
OS BOTÕES




.
.

Fatoumata Diawara
Son Conlo



.
.


ONTEM NO
"i"

Gancho para cabelo equipado
 com sensores de impacto pode 
ajudar a combater violência 

Chama-se First Sign Hair Clip e é um gancho para cabelo concebido para recolher provas e pedir auxílio em situações de violência contra mulheres. De acordo com dados da OMS, 35% das mulheres em todo o mundo já foram vítimas de violência ou violência sexual
.
Se por fora parece ser um típico gancho para prender o cabelo, por dentro a história muda de figura - a presença de um acelerómetro de três eixos, um giroscópio e um módulo bluetooth, em combinação com uma aplicação complementar para smartphones, faz do First Sign Hair Clip um gancho muito pouco convencional.

Este pequeno dispositivo vem equipado com sensores de segurança e foi concebido para pedir auxílio, bem como para recolher provas, em situações de violência. Ao detectar um impacto violento na cabeça da sua utilizadora, o First Sign é capaz de activar um alarme e enviar as informações que recolheu para a um smartphone. A aplicação, por sua vez, envia dados recolhidos por GPS, vídeo e áudio (gravados pelo smartphone) para um serviço central de monitorização. Uma voz programada deixa ainda um aviso: “a ajuda está a caminho, foram recolhidas provas”.

Além da recolha e envio de dados, contactos de emergência são notificados e o smartphone é capaz de ligar automaticamente para os serviços de emergência à disposição. Os dados recolhidos poderão revelar-se especialmente úteis para as autoridades - médicas ou policiais - que chegarem ao local, facilitando a identificação e potencial perseguição do agressor.

Rachel Emanuele, fundadora do projecto, afirma ainda que os algoritmos desta tecnologia são capazes de distinguir entre um ataque legítimo e uma pancada acidental. “Os alarmes falsos serão raros. A nossa equipa de engenheiros está a trabalhar no duro, e cuidadosamente, para assegurar que o algoritmo do gancho [para cabelo] vai saber a diferença entre as forças mais comuns no dia-a-dia e aquelas [que actuam] durante uma situação de emergência”, afirma.

Se o algoritmo falhar e o alarme for activado desnecessariamente, o utilizador tem 15 segundos para poder reverter a situação antes que os serviços e contactos de emergência sejam notificados. Também é possível activar o alarme manualmente através de um botão de emergência localizado no próprio gancho.

O aparelho será alimentado por uma bateria de lítio e terá autonomia para vários meses de cada vez, de acordo com a empresa. Também poderá ser recarregado através de uma porta microUSB. Depois de ter estado envolvido numa campanha de crowdfunding no IndieGogo no início deste mês, onde conseguiu ultrapassar a meta de financiamento proposta (50 mil dólares). esperam-se que as primeiras unidades comecem a ser expedidas durante Novembro de 2014.

* SENSACIONAL

.
.
.
 A BELEZA DA POLINIZAÇÃO


VEJA EM ECRAN TOTAL

.
.
HOJE NO
"A BOLA"

Toyota multada em 1,2 mil milhões de
. dólares pela justiça norte-americana
 

A Toyota foi multada em 1,2 mil milhões de dólares, perto de 870 milhões de euros, pelas autoridades norte-americanas, num processo que envolve defeitos detetados em 10 milhões de viaturas da marca. A multa impede que o fabricante vá a julgamento.
 
O caso remonta ao início de 2010, quando 10 milhões de viaturas foram recolhidas devido a problemas com o cabo do acelerador. Citado pela Bloomberg, o Procurador-Geral, Eric Holder, explico que «a Toyota vai admitir toda a responsabilidade, pagar a multa e submeter-se a uma rigorosa auditoria de uma entidade independente».

O procurador criticou ainda a atitude da Toyota no início do processo de recolha de veículos tratando «um problema de segurança pública como se fosse um simples caso de relações públicas».

A Toyota já disse que vai assumir todas as responsabilidades pelos seus atos. «Voltámos aos procedimentos habituais na Toyota, para que coloquemos os nossos consumidores em primeiro», garantiu Christopher Reynolds, responsável na marca num comunicado, citado pela Bloomberg.

* Multa pesada para a marca que é considerada a mais fiável do mundo em todas as gamas.

.
.


14.CARTAZES


URBANOS















.
.


HOJE NO
"AÇORIANO ORIENTAL"

Investigadores detetaram térmitas 
em seis das nove ilhas dos Açores

Há registo de infestação de térmitas em seis das nove ilhas açorianas, segundo dados de uma equipa da Universidade dos Açores (UAç) que investiga a praga há cerca de dez anos.
 
"A térmita da madeira seca está confirmada em praticamente todas as ilhas, menos Graciosa, Flores e Corvo", frisou, em declarações à Lusa, Paulo Borges, coordenador da equipa da UAç.

Segundo o docente, foi identificada ainda a térmita subterrânea americana na Praia da Vitória (ilha Terceira), a térmita subterrânea europeia na Horta (Faial) e a térmita da madeira viva em Ponta Delgada (São Miguel), Angra do Heroísmo (Terceira) e Horta.

"A Universidade dos Açores, desde 2004, que iniciou uma colaboração, primeiro com a Câmara Municipal de Angra do Heroísmo e depois com vários

departamentos do Governo [Regional] para desenvolver uma série de trabalhos que permitiram que hoje conheçamos de uma forma mais rigorosa a situação da distribuição das térmitas, do seu impacto e, em alguns casos, como lidar com o seu controle", frisou.

A equipa do Departamento de Ciências Agrárias da UAç, pretende erradicar, dentro de quatro a cinco anos, a térmita subterrânea existente no chamado bairro americano da Praia da Vitória, em colaboração com a autarquia e com o Governo Regional.

"Envolve a montagem de cerca de 300 armadilhas numa área onde foi identificada a térmita e durante dois anos a colocação de um veneno que as vai matar gradualmente. Esperamos que no terceiro, quarto e quinto ano só tenhamos de atacar pequenos focos, onde detetemos que não houve sucesso de erradicação", explicou.

No resto do arquipélago será mais difícil controlar a praga, mas, de acordo com o investigador, no início de 2015 estará disponível, em Angra do Heroísmo, um novo método, alternativo aos químicos, para erradicar térmitas em edifícios, numa parceria de uma empresa local com uma empresa austríaca.

"O método do calor, bem aplicado, é capaz de erradicar todos os seres vivos de uma área: térmitas, caruncho e tudo. É 100% mais eficaz do que o químico, a desvantagem é que no dia seguinte as estruturas ficam novamente expostas a novas entradas de insetos", frisou, explicando que é recomendado também um tratamento preventivo, com tintas próprias, por exemplo.

Segundo Paulo Borges, as térmitas devem ter chegado ao arquipélago através de móveis, paletes ou plantas envasadas.

A Universidade dos Açores continua a monitorizar a densidade das térmitas na região, processo que tem permitido descobrir a praga em novas áreas.

A população pode também, em caso de dúvida, recorrer a técnicas certificadas pelo Governo Regional e pela Universidade dos Açores, para verificação de presença de térmitas nas habitações.

* Na Madeira o caruncho é autóctone, nos Açores a térmita é importada.


.
.
 ALENTEJO
TEMPO PARA SER FELIZ




.
.
HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Diminuição da criminalidade reflete "
papel importante" da PSP, diz ASPP

O presidente da Associação Sindical dos Profissionais de Polícia (ASPP/PSP) considerou hoje que os dados do Relatório Anual de Segurança Interna (RASI) refletem que a PSP tem tido um "papel importante" no combate à criminalidade em Portugal. 
 .
Em declarações à Agência Lusa, Paulo Rodrigues admitiu que os dados do RASI "não demonstram exatamente a realidade", até porque as cifras negras (crimes não participados) aumentam de ano para ano, mas observou que, de qualquer forma, refletem o "papel importante" que a PSP tem tido na prevenção e no combate à criminalidade.

Segundo os dados divulgados na sexta-feira, a criminalidade violenta e grave desceu 9,5 por cento, em 2013, com as forças e serviços de segurança a registarem menos 2.123 casos.

Quanto à criminalidade geral, o relatório revela que desceu 6,9 por cento, tendo a PSP, GNR e Polícia Judiciária recebido menos 27.375 participações no ano passado do que em relação a 2012.

Paulo Rodrigues salientou que os polícias continuam com o sentido de dever e de serviço público em "alta", apesar das "grandes dificuldades que atravessam" e de o Governo "não dar as condições necessárias", fatores que ameaçam e degradam o sentido de missão da PSP.

O presidente da ASPP realçou ainda que "grande parte da criminalidade" ocorre nas grandes cidades, onde é fundamental a atuação e o policiamento da PSP e onde a especialização é cada vez mais um desafio para o trabalho desta polícia.

Paulo Rodrigues notou que apesar de o crime de violência doméstica ter aumentado, a PSP tem "feito um trabalho extremamente importante", sobretudo nas grandes cidades, alertando que a mesma atenção a este tipo de crime deve ser dada nas cidades do interior.

Apesar dos dados do RASI evidenciarem o contributo da ação da PSP na prevenção e combate aos diversos tipos de criminalidade, o presidente da ASPP entende que o trabalho desta polícia é "cada vez mais difícil" e podia "ir muito além" se o Governo tivesse "outra atitude para com as forças policiais", nomeadamente com a PSP.

Na apresentação dos principais resultados do RASI, cujo relatório que vai ser entregue na segunda-feira, na Assembleia da República, o secretário-geral do Sistema de Segurança Interna, Antero Luís, afirmou que os "dados são francamente bons", tendo-se obtido, em 2013, "os melhores resultados dos últimos 11 anos".

Segundo os dados apresentados, o crime que mais subiu, no ano passado, foi a violência doméstica (mais 3,1 por cento) e "furto de oportunidade de objetos não guardados" (mais 19,8 por cento).
No que toca a criminalidade violenta e grave, Antero Luís afirmou que os crimes que mais subiram foram os assaltos a postos de combustíveis, estações dos correios, transportes públicos e farmácias, assim como situações de rapto e sequestro.

Segundo Antero Luís, as medidas desenvolvidas no ano passado ajudaram na descida de alguma criminalidade que estava em grande subida, como o furto de metais não preciosos e ouro.
O mesmo responsável sublinhou que o aumento da população reclusa, que subiu de 9.000 para 14.000 entre 2009 e 2013, tem contribuído para a descida da criminalidade.

* Já demonstrámos  várias vezes sentirmos respeito pelas forças policiais portuguesas, sabendo que más prácticas individuais não podem beliscar as corporações.
Não queremos deixar de alertar para a manchete de 1ªa página deste mesmo jornal:


Homicídios descem em Portugal...

...porque Governo "apaga"34 mortes, é a manchete de hoje no DN. A notícia explica como os dados oficiais da criminalidade indicam 116 homicídios em 2013, mas na realidade foram assassinadas 150 pessoas, segundo a PJ.



.
.
MERECEM SER
FELIZES? 














.
.
HOJE NO
"RECORD"

Frederico Silva na final em Antalya

Frederico Silva, número 579 do ranking mundial, qualificou-se este sábado para a sua primeira final da temporada no Future de Antalya, na Turquia, evento que distribui 7.500 euros em prémios monetários. 

O jovem de 19 anos superou nas meias-finais o russo Richard Muzaev, número 862 ATP, por duríssimos 7-5, 4-6 e 6-2, num encontro com quase três horas de duração.

Na final do evento turco, o português vai medir forças com o brasileiro Wilson Leite, 380.º colocado ATP, naquele que será o primeiro encontro da carreira entre ambos. 

* Vá a luta Frederico.


.
.


 FALHANÇOS





.
.
 HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Tortura filha por não ajudar 

Escola frequentada pela menor denunciou as violentas agressões às autoridades.

Duas irmãs eram obrigadas pela própria mãe a fazer praticamente todas as tarefas domésticas em casa, na zona da Reboleira, na Amadora. Na terça-feira, pelas 20h30, a mais nova, de 16 anos, após uma discussão, foi espancada pela mãe com cabos elétricos, ferramentas e uma faca. 


Anteontem, a escola frequentada pela vítima alertou a PSP. A jovem foi retirada à mãe e entregue a outra irmã, que já não vive na residência onde decorreram as agressões. 

Quando foi vista no Hospital Amadora-Sintra, a jovem apresentava várias marcas no corpo. Foi chicoteada com cabos elétricos, agredida na cabeça com um castiçal e ferramentas de ferro. Apresentava ainda cortes nas mãos e hematomas na cara. Só dois dias depois as colegas na escola se aperceberam do sucedido. 

A direção do estabelecimento de ensino contactou o programa Escola Segura, denunciando as agressões e maus -tratos. A menor foi levada ao hospital. 

O caso foi então comunicado à Comissão de Protecção de Crianças e Jovens, que decidiu retirar a jovem à mãe. Ficou a viver em casa de outra irmã. A mãe, de 43 anos, foi ouvida pela PSP e constituída arguida neste processo de violência doméstica. 

* À ATENÇÃO DOS DEPUTADOS QUE VOTARAM CONTRA A COADOPÇÃO!
Parece uma história de faca e alguidar, a verdade é que em Portugal centenas de crianças são espancadas todos os dias pelos pais, heterossexuais!


.
.


 BOA PINGA














.