quarta-feira, 19 de março de 2014

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

JUSTIÇA


Num tribunal de uma pequena cidade, o advogado de acusação chamou a sua primeira testemunha, uma avó de idade avançada.

Aproximou-se da testemunha e perguntou:

- D. Ermelinda, a senhora conhece-me?

- Claro. Conheço-te desde pequenino e francamente, desiludiste-me. Mentes descaradamente a todo o mundo, enganas a tua mulher com a  secretária, ainda fizestes um filho na tua cunhada, e deste-lhe dinheiro para se livrar da barriga, manipulas as pessoas e falas mal delas pelas costas. Julgas que és uma grande personalidade quando não tens sequer inteligência suficiente para ser varredor. É claro que te conheço. Se conheço...



O advogado ficou branco, sem saber que fazer. Depois de pensar um pouco, apontou para o outro extremo da sala e perguntou:

- D. Ermelinda, conhece o defensor oficioso?

- Claro que sim. Também o conheço desde a infância. É frouxo, não tem tomates para manter a mulher na linha, ela anda a fornicar com os empregados da casa, o motorista, o jardineiro e até o carteiro dorme com ela, todo o mundo sabe, tem problemas com a bebida, não consegue ter uma relação normal com ninguém e na qualidade de advogado, bem... é um dos piores profissionais que conheço. Não me esqueço também de referir que engana a mulher com três mulheres diferentes, uma das quais, curiosamente, é a tua própria mulher.Sim, também o conheço. E muito bem.

O defensor, ficou em estado de choque.

Então, o Juiz pediu a ambos os advogados que se aproximassem do estrado e com uma voz muito ténue diz-lhes:

-Se algum dos dois perguntar à puta da velha se me conhece, juro-vos que vão todos presos!




.
.



 O QUE NÓS



ESCUTAMOS





PAULO MORAIS NA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA



.
.
NÃO FOI SKU















.
.
SITUAÇÃO

ECONÓMICA
FINANCEIRA/2




CLIQUE EM "Programa OLHOS NOS OLHOS"

Se no dia indicado acima não teve oportunidade de ficar mais esclarecido sobre "SITUAÇÃO ECONÓMICA e FINANCEIRA, dispense-se tempo para se esclarecer agora, este programa é extenso mas terrívelmente claro e polémico."
Fique atento às declarações do Economista Alexandre Patricio Gouveia.

.
.

HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Libertada volta a roubar idosos

 Gabriela, que sedava e roubava idosos, foi condenada a pena suspensa há uma semana. 

Quando esteve no Tribunal de Vila Viçosa, no dia 11 deste mês, por ter sedado e roubado um idoso em Bencatel no passado mês de fevereiro, Gabriela Rafael, 31 anos, desempregada, foi condenada a uma pena de três anos suspensa. Tinha sido detida pela GNR, quando se preparava para fugir de autocarro, mas foi liberta pelo tribunal. 


A mulher seguiu para Lisboa e, uma semana depois, tal como o CM noticiou ontem, foi novamente detida, desta vez pela Divisão de Investigação Criminal da PSP, depois de ter feito mais vítimas. Ao todo, nos casos que a polícia já tem apurados, sedou e roubou ouro e relógios a doze idosos depois de responder a anúncios como empregada doméstica. 

Já depois da detenção no Alentejo, a GNR começou a receber denúncias de mais idosos que tinham sido roubados e drogados com soporíferos. 

Os idosos reconheceram a assaltante pelas imagens divulgadas pela comunicação social e deram conta aos militares de que também eles tinham sido vítimas. Mal soube que a sua condenação era a pena suspensa, Gabriela Rafael voltou a drogar e a assaltar idosos, em Lisboa. A PSP, tendo conhecimento dos antecedentes criminais da mulher, deteve-a.
Desta vez não escapou à cadeia. 

* Se ela tivesse dinheiro para pagar a um advogado da mesma qualidade do de Jardim Gonçalves, de João Rendeiro ou de Oliveira e Costa, bem podiam os idosos queixar-se.

.
.


MICHAEL KORS 

   SPRING/SUMMER
WOMEN'S FASHION
2014





.


.
.

 HOJE NO
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

Comissão Europeia aprova ajuda financeira
 Mil milhões de euros para a Ucrânia 

A Comissão Europeia propôs uma nova assistência macrofinanceira à Ucrânia de mil milhões de euros, no quadro do pacote de ajuda a Kiev aprovado pelos líderes da União Europeia na cimeira extraordinária de 06 de março passado. 

O executivo comunitário, liderado por Durão Barroso (foto), espera que esta assistência financeira, em empréstimos de médio prazo, seja formalmente aprovada pelo Conselho (Estados-membros) “nas próximas semanas”, e indica que visa apoiar economicamente a Ucrânia, num contexto em que a situação orçamental e a balança de pagamentos do país, já frágil, está a deteriorar-se rapidamente devido à atual crise. 


 Esta assistência – um instrumento extraordinário da UE de resposta à crise destinado a parceiros de vizinhança da União que experimenta problemas graves de balança de pagamentos – é concebida, designadamente, “para ajudar a Ucrânia a cobrir parte das suas necessidades urgentes de financiamento externo, no contexto do programa de estabilização e reformas que está a ser preparado com a ajuda do Fundo Monetário Internacional”. “É do interesse essencial da Ucrânia e da União Europeia manter a paz e a estabilidade financeira e política no nosso continente. Esta ajuda financeira irá ajudar a estabilizar a situação financeira debilitada na Ucrânia, e, como tal, será uma parte vital para alcançar uma solução para a crise”, comentou o comissário europeu dos Assuntos Económicos, Olli Rehn. 

A Comissão especifica que o desembolso da assistência será condicionada à implementação bem sucedida de um acordo financeiro que as autoridades ucranianas deverão concluir com o FMI, e a condições específicas de política económica que serão acordadas entre Bruxelas e Kiev. 

* É o mínimo que se pode fazer por aquele povo em sofrimento já que a UE não tem "testículos" para fazer frente à Putinice do Vladimir.


.
.


 VIII-OS SUPER
HUMANOS
 
1-O HOMEM
ELÉCTRICO






.
.


HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

85% dos casais inférteis
 doa embriões para investigação

A maioria dos casais inférteis (85%) doa embriões para investigação, colocando Portugal como um dos países no mundo onde os casais se mostram mais disponíveis para doar embriões para investigação, conclui um estudo realizado por uma equipa de investigadores do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP). 
 .
O estudo observou que "a responsabilidade individual no contributo para o desenvolvimento científico e para a melhoria dos tratamentos de infertilidade" surgem como os principais motivos para a doação, seguidos "da vontade de ajudar os outros". 

Por outro lado, "a falta de informação acerca dos projetos que pretendem usar os embriões, a convicção de que o embrião é um filho e o facto de o embrião ser necessário para o próprio casal foram os principais argumentos apontados pelos participantes para não doar embriões para investigação". 


Os resultados demonstram também que mais de 75% dos participantes defenderam a extensão do limite máximo da criopreservação de embriões em Portugal. Os participantes que não tinham filhos e aqueles que realizaram pelo menos um tratamento referiram, mais frequentemente, um período máximo de criopreservação superior a 3 anos. 

A coordenadora do estudo, Susana Silva, defendeu que é necessário fazer alterações na lei, nomeadamente "na conceção e implementação de políticas de saúde centradas nos beneficiários das técnicas de procriação medicamente assistida, bem como sobre os objetivos dos projetos de investigação com embriões".

O estudo incluiu um inquérito com 313 mulheres e 221 homens, envolvidos em tratamentos de fertilidade, e entrevistas a 34 destes casais.
Na apresentação das conclusões do estudo, responsáveis do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida e do Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida defenderam a apresentação e discussão desta investigação na Comissão Parlamentar da Saúde.

Eurico Reis, presidente do Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida (CNPMA), revelou que em 2012 havia 16 358 embriões criopreservados, dos quais cerca 25% estariam disponíveis para uso em investigação científica. 

No entanto, admitiu que neste momento é "muito complicado" avançar com o financiamento de projetos de investigação ao abrigo do protocolo estabelecido entre o CNPMA e a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), dados os constrangimentos políticos e económicos. Salientou, porém, que o CNPMA se encontra recetivo a propostas da comunidade científica.

* A maior parte dos ministros deste governo devia ter como exemplo a dignidade anónima destes casais, em vez  disso andam no baile mandado da troika.


.

JOANA BARRIOS

.










Fugir a boca para 
a verdade

É dois mil e catorze, e se os blazers assertoados de botões dourados ainda são capazes de excitar aspirantes a Lobos e Lobas de Wall Street à portuguesa, amanhados a preços baixíssimos na Primark, então estamos muito piores do que imaginava. Só era capaz de perdoar todos os modelitos à Suits e Mad Men, se houvesse alguém na plateia do último congresso do PSD a questionar-se sobre tudo aquilo que está implícito na celebérrima frase do líder do grupo parlamentar do partido, Luís Montenegro.

Embora seja muito mais tentador e divertido escrever sobre o fraquíssimo e demasiado datado sentido estético dos sociais democratas mesmo em alturas de congresso (certame mais importante que a missa de domingo), prefiro escrever sobre a falta de gosto que complementa, qual it bag, a ideologia actual do partido e citar uma das frases mais inacreditáveis dos últimos tempos, no entanto ainda não suficientemente viral: “A vida das pessoas não está melhor, mas a vida do país está muito melhor”. Luís Montenegro, líder parlamentar do PSD. 

O meu pai ensinou-me a reflectir sobre o sentido das coisas, a pensar naquilo que ouvimos e a questionar mesmo as fontes que temos como inquestionáveis.
Ensinou-me a arranjar problemas, vá. 

O país é feito de quê?
Porque no caso da frase de Montenegro, há uma noção claríssima e de altíssimo grau de abstracção relativamente à ideia de país, o que poderia ser muito interessante, porque nada como a evolução do pensamento para me deixar feliz, só que não, porque o país de Montenegro não se faz de pessoas, certamente. É um país frio. 

E por muito terrível que isto possa parecer, esta era a frase por que todos esperávamos, a assunção pública de que as pessoas, em Portugal, estão em último lugar na ideia de país que se tem vindo a praticar. Só faltava a redundância, a afirmação pública, a constatação do que já sabíamos.
É o chamado fugir a boca para a verdade.

No entanto, há uma linearidade ideológica no seio do PSD, e isso é de louvar, a concordância. Se já o nosso primeiro nos sugeriu a emigração e insistimos ficar, se o país está péssimo e continuamos cá, a culpa é inteiramente do povo que não concorda com o actual Governo, mas insiste ficar. Porque o país não é para, nem das pessoas. O país é de quem manda nele. E para esses, está muito bem.

IN "SOL"
11/03/14



.
.


124.UNIÃO


 EUROPEIA







.
.

HOJE NO
"RECORD"

Ucrânia renuncia à organização
 do Eurobasket'2015

A Ucrânia renunciou à organização do Campeonato da Europa de basquetebol de 2015, devido à situação de instabilidade política no país, anunciou esta quarta-feira o responsável pelo comité organizador da competição. 

JÁ ERA...
"Eu não consigo imaginar a preparação de um Campeonato da Europa com estas difíceis condições políticas e económicas", afirmou Markian Lubkivsky, citado por órgãos de comunicação social ucranianos.

Apesar desta renuncia, o mesmo responsável mostrou-se confiante na possibilidade de a competição ser disputada em solo ucraniano em 2017.

"Isso seria justo e honesto. Tendo em conta que já foi feito uma grande parte do trabalho, com a construção dos pavilhões (...) e estas obras não se podem perder. A organização de uma competição destas é um projeto de grande escala que requer uma organização e um conjunto de decisões importantes. Este tipo de projetos requerem anos de preparação e de esforços conjuntos de milhares de pessoas para ser coroado de sucesso", frisou Markian Lubkivsky.

Na segunda-feira, a França manifestou, através do presidente da federação francesa da modalidade, Jean-Pierre Siutat, a disponibilidade para organizar o Eurobasket'2015.

Outros países também já revelaram o seu interesse em organizar a prova, tais como a Polónia, e os países bálticos, como a Lituânia, a Estónia e a Letónia.

A Rússia anexou na terça-feira a república autónoma ucraniana da Crimeia, de maioria russa, na sequência das tensões com a Ucrânia após a destituição em fevereiro do presidente ucraniano Viktor Ianukovich, considerado pró-russo, e a formação de um governo apoiado pela União Europeia e os Estados Unidos. 

* A decisão é acertada, Ucrânia vítima duma filha da putinice.


.
.

OS MAIAS
UM BELO RESUMO




Enviado por TÓ CUNHA

.
.


11.O MELHOR
 DA ARTE
OS BURGUESES 
DE CALAIS

AUGUSTE RODIN


Cada episódio é dedicado a um grande trabalho de arte da coleção dos museus do Louvre, Antiquities Museum of Saint Germain, Orsay, Rodin e Guimet. A série mostra obras como a Monalisa e os tesouros do budismo. Um trabalho único sobre história da arte.


.
.
HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Remover amianto criaria 40 mil empregos

O presidente do Sindicato da Construção de Portugal vai pedir uma reunião "urgente" ao ministro do Ambiente para reivindicar a remoção de amianto em Portugal, o que poderá criar "40 mil postos de trabalho". 

Vamos pedir uma reunião de caráter urgente ao ministro do Ambiente. Por um lado, para dar melhor qualidade de vida às populações, por outro lado para criar postos de trabalho. Em todo o país podem ser criados 40 mil postos de trabalho com a remoção de amianto, porque são precisos trabalhadores especializados", revelou Albano Ribeiro. 

O presidente do Sindicato da Construção de Portugal (SCP) falava à Lusa depois de visitar a fábrica Novinco, em S. Mamede Infesta (Matosinhos), que considerou ser a "capital da ameaça à saúde pública", uma vez que apresenta "milhares de metros quadrados com toneladas de amianto a céu aberto". 

Para o sindicalista, o amianto deve ser retirado do local "rapidamente".
A unidade fabril, que "durante décadas produziu amianto para todo o país", está atualmente "abandonada" depois de ter encerrado "em 2009" e aquele material encontra-se "já a contaminar as águas", alertou Albano Ribeiro. 

"A população deixou de ter qualidade de vida. A saúde pública está em causa", avisou.
Albano Ribeiro destacou ainda que "a cidade do Porto é a que mais amianto tem", nomeadamente junto ao hospital Joaquim Urbano. 

O sindicalista recordou uma reunião recente com o vereador da Habitação da Câmara do Porto, durante a qual Manuel Pizarro deixou a garantia de que a autarquia iria proceder à retirada gradual de amianto naquele local. "É uma iniciativa de louvar", afirmou.

* Este assunto ainda se vai tornar um escândalo. 
(clique na imagem e amplie-a para ler a informação que ele contém)

.
.


 Sergio Godinho


Love Minus Zero, No Limits





.
.
HOJE NO

"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Macedo critica “total opacidade”
 e “rendas excessivas” 
na indústria da saúde

Ministro da Saúde reclama mais transparência aos fornecedores de bens e serviços do sistema, que também têm de ceder quando se sentam à mesa negocial.
O ministro da Saúde insistiu esta quarta-feira que há "rendas, preços e margens que são, de facto, excessivas" na área da saúde, apontando mesmo "uma total opacidade" em algumas áreas por parte dos fornecedores do sistema, seja na área dos medicamentos ou dos equipamentos clínicos.

"Temos produtos farmacêuticos com variações de 6.000% quando passa de marca a genérico, temos margens de 500%, temos reduções no preço de 50%. Isto não é normal. Não é normal em algumas áreas haver uma total opacidade”, completou Paulo Macedo, em declarações à margem de um almoço do International Club of Portugal, no Porto.

O governante deu o exemplo dos sectores da electricidade, banca ou seguros em que, "bem ou mal, sabe-se quais são os custos, o que fazem os operadores, o que se faz no mercado, pode-se comparar, há simuladores, de tudo um pouco". Já na área da saúde, acrescentou, há "ainda muito a fazer para, cada vez mais, haver dados mais transparentes".

Como medidas concretas para combater essa opacidade, Paulo Macedo referiu a codificação dos dispositivos clínicos feita pelo Infarmed. "Temos umas centenas de milhares de dispositivos clínicos, em que pequenas variações têm preços completamente diferentes. Só haver uma codificação, um catálogo em que se possam comparar [preços], haver negociação em bloco, são coisas que podem dar poupanças enormes”, resumiu.

Questionado pelo Negócios sobre o nível de desequilíbrio desta balança que pende para o lado dos “players” privados, face ao Estado, o ministro disse sentir “que há possibilidades, em diversas áreas, de ter margens mais adequadas àquilo que são as possibilidades dos portugueses e aquilo que todos queremos, que é o acesso à saúde em termos razoáveis”.

“Obviamente mantendo as empresas, os ‘players’, as farmácias, mas também que as pessoas possam ter acesso aos medicamentos, aos dispositivos clínicos, com margens razoáveis” e “a valores que os cidadãos possam suportar”, acrescentou, notando que “obviamente a indústria tem de ser rentável porque tem de continuar a poder investigar e a ter inovação”.

Operadores também têm de ceder
Porém, Paulo Macedo preferiu não comentar directamente se é por este tipo de dificuldades que ainda não foram concretizados vários acordos para a comparticipação de medicamentos. “Às vezes põe-se a questão de ser o Governo que não quer comparticipar, quando a única coisa que estamos a dizer é se os contribuintes podem ou não pagar aquele preço, e em termos sustentáveis”.

“Repare: se este Governo aprovasse um medicamento a qualquer preço durante um ano, certamente que havia possibilidade de o pagar. A questão é o médio prazo e, por outro lado, tem de haver razoabilidade dos dois lados”, avisou.

É que “são precisos dois para chegar a um acordo” e “o que todos os contribuintes esperam é que se faça a melhor negociação possível”. “Se me chega a pessoa com a proposta de preço e nós dissermos que sim a tudo nós estamos a defender os interesses do Estado e a sustentabilidade do Serviço Nacional de Saúde”, concluiu Paulo Macedo.

* A opacidade de que o ministro fala é a geradora da corrupção e cambalachos na saúde, onde profissionais de todas as classes se transformam em sucateiros da cura e  muitas vezes ficam impunes.


.
.


ARTE E TRABALHO




.
.
HOJE NO
"DESTAK"

Investigadores portugueses relacionam alimentação
. materna com imunidade dos filhos 

Uma equipa de investigadores portugueses descobriu que o que a mãe ingere durante a gravidez determina a forma como o filho conseguirá combater as infeções, uma descoberta que hoje é publicada na revista científica Nature. 
 
LEITE MATERNO COM Mc SABOR
 "Ao contrário do que se pensava, o que nós viemos demonstrar é que esse período de formação do sistema imunitário está absolutamente dependente dos fatores ambientais, sendo a dieta um dos mais importantes", disse à Lusa o investigador Henrique Veiga Fernandes, do Instituto de Medicina Molecular (IMM). 

 A equipa de Henrique Veiga Fernandes concluiu que, quando as mães são sujeitas a uma dieta sem vitamina A, os seus descendentes vão ter órgãos linfoides (do sistema imunitário) muito pequenos e terão problemas ao longo da sua vida adulta a combater as infeções a que serão sujeitas (virais ou bacterianas). 

* Tem toda a lógica mas  importante é salientar o trabalho dos cientistas portugueses.


.
.
 BELEZAS



































Estes belos rostos pertencem a jovens que já participam em filmes pornográficos, por detrás de cada olhar estará talvez muito sofrimento, ou então o consumismo devorou-lhes os neurónios, lamentável e triste.



..
.
HOJE NO
"i"

Pedófilo descoberto pela PJ 
alegadamente relacionado com 
desaparecimento de Maddie 

A informação divulgada hoje pela Metropolitan Police corresponde à linha de investigação descoberta pela equipa da PJ liderada por Helena Monteiro

O pedófilo suspeito revelado hoje pelas autoridades policiais britânicas de ter atacado cinco crianças no Algarve foi investigado pela Polícia Judiciária (PJ) e está alegadamente relacionado com o desaparecimento de Madeleine McCann, em 2007.

Fonte da PJ disse à agência Lusa que "a informação divulgada hoje pela Metropolitan Police corresponde à linha de investigação descoberta pela equipa da PJ liderada por Helena Monteiro".
A mesma fonte precisou que “a reabertura do inquérito” judicial surgiu na sequência da investigação do suspeito pela PJ.

"Essa linha de investigação foi dada a conhecer à polícia inglesa e aos pais de Maddie [Gerry e Kate McCann], em reunião realizada em outubro de 2013, nas instalações da PJ, em Lisboa", referiu.
Esclareceu ainda a fonte que "o inquérito continua aberto e a PJ prossegue a investigação com a reserva e discrição que a tem caracterizado", acrescentando que "a identificação de cinco situações com idêntico 'modus operandi' permitem admitir como possível que estes crimes tenham sido cometidos pelo mesmo autor e que este possa estar relacionado com o desaparecimento de Madeleine".

O detetive inspetor-chefe da Metropolitan Police Andy Redwood disse hoje que a polícia britânica está a investigar o desaparecimento de Madeleine McCann pelo alegado pedófilo que atacou cinco crianças no Algarve.

Um apelo transmitido nas televisões britânica, alemã e holandesa revelou vários retratos robô de homens suspeitos e apelava a informação sobre uma série de furtos a apartamentos na Praia da Luz, entre janeiro e abril de 2007.

Três famílias britânicas contactaram a Scotland Yard com informação de um intruso nas suas casas de férias no Algarve, que tinha entrado nos quartos das filhas.

Só depois a polícia britânica descobriu que outros nove casos envolvendo famílias britânicas tinham sido reportados à polícia portuguesa, que nunca descobriu o culpado, revelou o detetive inspetor chefe Andy Redwood durante um encontro com jornalistas hoje em Londres.

Ao todo, os doze casos têm em comum um intruso, que se introduziu nas casas de férias sem forçar a entrada e entrou nos quartos de meninas entre os seis e 12 anos.

Em nove dos casos, o intruso saiu sem roubar valores, o que leva os investigadores a pensar que o seu principal interesse é em "fêmeas brancas jovens britânicas".

Maddie desapareceu poucos dias antes de fazer quatro anos do quarto onde dormia juntamente com os dois irmãos gémeos, mais novos, num apartamento de um aldeamento turístico na Praia da Luz, no Algarve.

* Informar sem folclore é muito positivo.



.
.


 DESPORTIVISMO





.
.
HOJE NO
"A BOLA"

Cem dos melhores surfistas invadem
 os Açores em setembro

Os Açores vão receber, entre dois a sete de setembro, o SATA Airline Açores Pro, onde vão marcar presença 100 dos melhores surfistas da atualidade.

A ASP (Associação de surfistas profissionais) confirmou a sexta edição da prova, pontuável para o Campeonato do Mundo.
«É uma prova preferida entre os atletas que competem nos circuitos de classificação da Europa. Pelas suas belas praias de areia negra e ondas limpas e poderosas, São Miguel vai mais uma vez ser palco de algumas trocas dramáticas na busca dos cobiçados 6.500 pontos no “ranking” e prémio em dinheiro», escreveu o ASP.

* Açores,um sítio ideal para disfrutar  a montanha, o oceano e competir, claro.


.
.



PREGUIÇA













.
.
HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS
DAMADEIRA"

David Cameron propõe discussão 
da expulsão da Rússia do G8

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, afirmou hoje que os países do G7 deve discutir "a exclusão permanente da Rússia" do G8 no caso de serem tomadas mais ações que desestabilizem a Ucrânia.

ALLÔ ALLÔ
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, convocou uma cimeira do G7 para segunda-feira, à margem da cimeira sobre segurança nuclear que se realiza em Haia, para discutir a escalada provocada pela anexação da península ucraniana da Crimeia pela Rússia.

"Penso que é importante agirmos em concertação com os nossos aliados e parceiros e penso que devemos discutir sobre se excluímos ou não a Rússia de forma permanente do G8 se forem tomadas outras medidas", disse Cameron no parlamento.

"É essa reunião que vamos ter na segunda-feira e é essa a forma correta de proceder", acrescentou.
Cameron respondia a uma pergunta do líder da oposição britânica, o trabalhista Ed Miliband, durante a sessão semanal de perguntas ao governo na Câmara dos Comuns (câmara baixa do parlamento).
O primeiro-ministro britânico afirmou também que qualquer avanço da Rússia no leste da Ucrânia deve ter como consequência sanções económicas e diplomáticas "o mais duras possível".

David Cameron referiu que o Reino Unido foi um dos primeiros países a suspender o processo de preparação da cimeira do G8 marcada para junho em Sochi, na Rússia.

O G8 é constituído pela Rússia e pelos membros do G7 -- Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido.

A Rússia anexou na terça-feira a república autónoma ucraniana da Crimeia, de maioria russa, na sequência das tensões com a Ucrânia após a destituição em fevereiro do presidente ucraniano Viktor Ianukovich, considerado pró-russo, e a formação de um governo apoiado pela União Europeia e os Estados Unidos.

* David Cameron a dar um arzinho de graça mas a frouxidão dos seus pares vai ditar a nulidade. Para que serve a NATO??? Simples, para sustentar tachos.


.
.



ALUCINANTE




.
.

HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Portugal volta a registar maior
 queda da União Europeia

Os maiores crescimentos mensais no sector ocorreram na Eslovénia, em Espanha e na Alemanha.

Em Janeiro Portugal voltou a registar, pelo segundo mês consecutivo, a maior queda homóloga da produção na construção na União Europeia (UE). 

De acordo com o gabinete oficial de estatísticas da UE, Eurostat, o recuo na produção no sector ascendeu a 14%, quando em Janeiro de 2013.


Em termos mensais, Portugal registou uma queda na produção da construção de 1,7%, enquanto em Dezembro a descida situou-se em 2,4%. De acordo com o Eurostat os maiores crescimentos mensais da produção no sector ocorreram na Eslovénia (22,4%), em Espanha (5,8%) e na Alemanha (4,4%). Enquanto as maiores quedas aconteceram na Roménia (-4,3%), Eslováquia (-3,9%) e França (-2,2%). 

A mesma entidade revela que em Janeiro, face ao mesmo mês de 2013, a produção na construção cresceu 8,8% na Zona Euro e 7,3% na Europa a 28.

* E continua o milagre económico do governo.

.
.

2-EXAME DE DNA
DESNECESSÁRIO
































.


NOVE EM CADA DEZ PORTUGUESES ESTÃO DE ACORDO QUANTO À NECESSIDADE DE PARTICIPAREM EM ACTIVIDADES VOLUNTÁRIAS DE SOLIDARIEDADE SOCIAL, MAS NA REALIDADE UM EM CADA DEZ PORTUGUESES AS PRACTICA!!!!

COMO NOS PODEMOS ADMIRAR DOS POLÍTICOS QUE TEMOS????

.
.


DESCOBRINDO ÁGUA




.
.

104.
Senso d'hoje

ANÓNIMO SEC XXI
MAS SEM DÚVIDA INTELIGENTE




“E é somente quando vês um mosquito aterrar nos teus testículos que te apercebes que existe sempre uma maneira de resolver os problemas sem recorrer à violência.”


.