sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA




.
.


O QUE NÓS



ANSIAMOS


É comum ficar-se deprimido no Inverno
 – ou ansioso!

Mas como perceber se essa ansiedade é normal ou um problema sério de saúde?


“A ansiedade é uma emoção normal, que quase toda a gente sente”, explica Lawrence D. Needleman, professor doutorado em psiquiatria clínica da Universidade do Ohio, acrescentando que “se for persistente, e interferir com a vida quotidiana, então deve prestar-se mais atenção”.
Actualmente, cerca de 40 milhões de adultos norte-americanos têm algum tipo de desordem ao nível da ansiedade. Mas estes são só os diagnosticados: muitos sofrem em silêncio, pois têm vergonha de pedir ajuda – ou nem sequer percebem que o problema põe em risco a sua saúde. Preste atenção aos sinais de ansiedade.



1. Reacção exagerada ao stress
Imagine uma tempestade na sua vida: se começa a preparar-se para ela muito antecipadamente, isso pode ser um sinal de ansiedade. 
“Muitos pensamentos ansiosos têm a ver com a antecipação negativa de acontecimentos catastróficos no futuro. E as pessoas com desordem de ansiedade tendem a subestimar esse acontecimentos e as suas causas”, refere Needleman, aconselhando maior atenção a esse tipo de pensamentos recorrentes.



2. Dificuldade em descontrair
Não conseguir descontrair nem limpar a mente de preocupações e sentir-se constantemente com stress pode ser um sinal de desordem ao nível da ansiedade, de acordo com o Instituto Nacional de Saúde Mental (EUA).
Se as técnicas habituais de redução de stress funcionam para outros, mas não para si, possivelmente é porque precisa de um tratamento mais forte, pois pode sofrer de um distúrbio de ansiedade crónica.



3. Propensão para se assustar
Dar saltos na cadeira quando está a ver um filme como ‘Actividade Paranormal’ é comum e pode não significar nenhum problema de ansiedade.
Porém, os especialistas consideram que uma propensão muito elevada para se assustar facilmente pode ser um sinal de ansiedade.
Sentir-se frequentemente perplexo e assustar-se ao mais pequeno evento repentino pode significar uma reacção exagerada à surpresa.




4. Concentração difícil
Um dos sintomas primários de desordens mentais é a incapacidade para se focar. E, na verdade, concentrar-se numa tarefa pode ser realmente muito difícil para pessoas com distúrbios ao nível da ansiedade.



5. Dificuldade em adormecer ou manter-se a dormir
Os problemas de sono e a ansiedade andam, muitas vezes, de mãos dadas. Se por um lado a falta de sono pode agravar os problemas de ansiedade, por outro a dificuldade em adormecer pode mesmo ser um sinal de desordem.
Tanto a dificuldade em adormecer como em manter-se adormecido (acordar várias vezes durante a noite, sem conseguir descansar o suficiente) podem ser sinais de que sofre de um distúrbio de ansiedade.



6. Sentimentos irrealistas
“Uma coisa que as pessoas com distúrbio de ansiedade muitas vezes têm é uma sensação de irrealidade”, afirma Needleman, sublinhando: “Sentem-se separadas de si mesmas ou até como se vivessem fora do próprio corpo.”




7. Dores de cabeça
Os distúrbios de ansiedade causam vários problemas dolorosos, partilhados tanto por doenças mentais como físicas. E por isso o diagnóstico nem sempre é fácil.
Identificar os sintomas de ansiedade é complicado mas uma combinação de factores pode realmente estar ligada à ansiedade crónica.
“Muitos sintomas físicos, vistos isoladamente, levam as pessoas a associar as dores de cabeça com qualquer coisa da vida ou as náuseas a um problema de estômago”, realça Needleman. Mas a verdade é que as grandes cefaleias, que provocam dores graves num dos lados ou em ambos os lados da cabeça, por detrás de um olho ou de um ouvido são sintomas gerais de distúrbio de ansiedade, de acordo com a Associação Americana de Ansiedade e Depressão.



8. Dores musculares e tensão
As pessoas com ansiedade sentem habitualmente dores musculares e problemas crónicos, incluindo doenças como a artrite e a fibromialgia. 
Os sintomas destas doenças passam por dores frequentes, tensão e rigidez, inflamação e danos nos tendões e cartilagens de ligação entre os ossos.




9. Problemas de garganta
Sentir-se como se tivesse alguma coisa entalada na garganta é um sintoma conhecido por globus hystericus (ou síndrome do caroço).
O stress e a ansiedade podem causar este problema, aliado a uma sensação de aperto na garganta. Isto pode contribuir para uma grande dificuldade em engolir.



10. Tremores
Tremer e abanar-se podem ser sintomas de ansiedade, especialmente se a pessoa sente que não consegue parar com as tremuras.


FONTE: Revista "SÁBADO"
.
.
 OS NOIVOS DE PORTUGAL


É este o belo casal,
Mais amado em Portugal
Inveja no mundo inteiro.
Dois olhares entrelaçados,
 Corações apaixonados,

Amor puro e verdadeiro!
A noiva achou que era justo
Resolveu pregar um susto,
Ao  bom Povo Português,
Fingiu  estar divorciada,
Esteve uns dias separada,
Mas  juntaram-se outra vez!
Parabéns para o casal,
  Brincadeira original,
 Causou tantas emoções,

 Têm a  categoria,
De conseguir … num só dia;

Esbanjar tantos Milhões!
Mas Portugal é  Nação,
Onde  os Portugueses estão,
Com dinheiro (Felizmente) …
Desde que haja amanhação;
Mais Milhão … Menos Milhão!

Não há gente … igual à gente!!



.
.
O AMOR É ARTE















.
.

HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

PCP vota contra condenação de crimes
 na Coreia do Norte

O PCP ficou hoje isolado no voto contra uma deliberação do PSD, PS e CDS-PP a condenar os "crimes contra a Humanidade perpetrados pelo regime da Coreia do Norte", e advertiu para "campanhas" de desestabilização da península. 
 .
O voto de condenação refere um relatório apresentado pela ONU na semana passada "onde se acusa o regime norte-coreano de cometer violações `sistemáticas, duradouras e graves" dos direitos humanos. 


"Entre estas práticas, o relatório destaca as execuções públicas, violações, torturas e outras atrocidades apelidadas de `indizíveis" que têm vindo a ser perpetradas", destacam os partidos, no voto. 

Com base em "testemunhos e relatos de sobreviventes e dissidentes norte-coreanos", o relatório da ONU demonstra que a "atuação da Coreia do Norte constitui evidentemente uma ameaça séria à paz nos limites das suas próprias fronteiras, como representa ameaça à segurança regional e internacional", refere o voto. 


A deliberação propõe que a Assembleia da República se associe à Organização das Nações Unidas na "condenação dos crimes cometidos pelo regime norte-coreano contra o seu próprio povo e lamenta as vidas perdidas às mãos de um regime autocrático e repressivo". 

Todas as bancadas aprovaram o voto, à exceção da bancada do PCP, que votou contra.
Numa declaração de voto, o grupo parlamentar do PCP justifica que "o relatório ainda não foi apresentado às Nações Unidas mas já teve a sua credibilidade internacionalmente posta em causa quanto à metodologia e conclusões". 

"Trata-se de um relatório elaborado a partir de quatro audições realizadas em Seoul, Tóquio, Londres e Washington, que se insere em campanha de permanente tensão e conflito com vista à desestabilização da Península Coreana e à justificação da presença militar norte-americana nesta região", defendeu o PCP. 


A bancada comunista frisou que o PCP defende um projeto de "liberdade, democracia, justiça e progresso social" e que é esse projeto que distancia o partido "de opções e orientações da República Popular Democrática da Coreia".

O relatório em causa, divulgado no passado dia 17, foi elaborado por uma comissão de inquérito criada em maio de 2013 pelo Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas.
"A comissão descobriu que violações sistemáticas, generalizadas e graves dos Direitos Humanos foram e são cometidas pela República Popular Democrática da Coreia [do Norte], e em muitos dos casos, essas violações constituem crimes contra a Humanidade", refere-se no relatório, elaborado por três juristas internacionais.


O relatório foi rejeitado pela Coreia do Norte, com o ministério dos Negócios Estrangeiros a considerar que o documento "distorce a imagem real do povo coreano que goza de direitos autênticos e está salpicado de puras mentiras e falsidades".
Numa nota divulgada na semana passada, o ministério dos Negócios Estrangeiros da Coreia do Norte acrescentou que interpreta o documento como "uma provocação por motivos políticos. 

* Num partido, onde milita tanta gente séria, não se compreende este voto contra, que justifica as atricidades cometidas pela ditadura norte coreana. Não é preciso nenhum relatório da ONU para se saber o que sofre aquele desgraçado povo.

.
.

METAMORFOSE






.
.
HOJE NO
"RECORD"

Pentatlo: 
Lenine Cunha sagra-se 
campeão do Mundo

Lenine Cunha conquistou esta sexta-feira o título no pentatlo dos oitavos Campeonatos do Mundo de atletismo em pista coberta INAS (deficientes), que decorrem em Reims, França, até domingo, enquanto Ana Ramos conquistou a medalha de bronze. 
 .
O atleta luso conquistou ainda a medalha de prata no triplo salto, assim como Érica Gomes, com as marcas de 13,05 metros e 9,44, respetivamente. Ainda no setor feminino da mesma prova, Raquel Cerqueira foi medalha de bronze, com 8,58.

Na prova de 60 metros femininos, Raquel Cerqueira conquistou a sua segunda medalha de bronze, ao correr em 8,54 segundos, enquanto Érica Gomes foi quinta com o tempo de 8,66 segundos.

Entretanto, Cláudia Santos e António Monteiro apuraram-se para a final dos 400 metros, femininos e masculinos, respetivamente. Portugal conquistou no primeiro dia de provas uma medalha de ouro, duas de prata e três de bronze, sendo já o país com o maior número de medalhas.

* VALENTES, TODOS!


.
.

A IDEIA DE QUE O

TEMPO CHEGOU





.
.


HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Preço do quilómetro nas ex-scut
 vai baixar em função da zona

O preço das portagens nas antigas Scut - vias Sem Custos para o Utilizador - vai baixar em 2014, mas vai ser cobrado desde o primeiro até ao último quilómetro sempre que haja alternativa, disse, esta sexta-feira, o secretário de Estado dos Transportes.
 .
Sérgio Silva Monteiro, que presidiu esta tarde em Faro a uma sessão pública sobre o plano de infraestruturas consideradas prioritárias para o desenvolvimento económico e social do país, assumiu que a redução do preço das portagens nas vias Sem Custos para o Utilizador (ex-scut) ia ser concretizado ainda este ano de 2014, mas escusou-se a concretizar a partir de que data.

"O preço médio por quilómetro deve ser reduzido em função da zona onde essa cobrança está a ser feita" e "sempre que haja uma alternativa, nós consideramos que deve ser cobrado do primeiro até ao último quilómetro da estrada e não apenas nos sítios onde estão os pórticos", declarou hoje o secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações, em Faro, no Algarve.

* O sr. secretário de Estado sabe que está a enganar o povo, o preço por km será reduzido muito pouco mas o custo de passagem vai ser maior. Quando as SCUT foram construídas seria para não terem portagens nunca, foi uma promessa de políticos, o último governo de Cavaco Silva participou na fantochada.


.

MANUEL TAVARES

.





A paz pelo gás 

A guerra civil instalada na Ucrânia assenta certamente em divergências culturais, religiosas e políticas locais, mas seria inocente não avaliar na sua real dimensão os interesses estrangeiros que alimentaram ódios e procuram agora ganhar posições no quadro da solução de paz que está a ser negociada. Esses interesses exteriores são por ordem de grandeza a Federação Russa, a União Europeia e os Estados Unidos da América. 
 .
Para a Federação Russa, apoiar o atual poder político na Ucrânia é basicamente a fórmula para não dar de mão beijada os corredores por onde transporta o seu gás natural até à União Europeia, bem como as prerrogativas marítimas de que goza no mar Negro e que lhe dão acesso ao Mediterrâneo, o qual permanece como a maior porta para as suas exportações.

Depois de ter apanhado um grande susto com a Revolução Laranja que quase colou a Ucrânia à União Europeia, o acordo de parceria que estava negociado e, ao fim e ao cabo, acabou por ser o motivo próximo desta guerra civil, era para a Federação Russa um protocolo vital para os interesses da sua economia.

Para a União Europeia, por mais que o atual poder russo lhe mereça críticas democráticas, verdadeiramente importante é continuar a assegurar os fornecimentos em gás, de que depende a Alemanha em primeiríssima mão. Ora, um terço desses fornecimentos são transportados através do território ucraniano.

Por isso é que estamos a ver a diplomacia alemã a comandar as negociações para a paz no terreno e com um vigor que não mostrava desde o fim da Guerra Fria.

Sabendo melhor que ninguém que o fim da Guerra Fria em vez de ter criado o paraíso na terra acabou por se transformar num problema europeu, a Alemanha gostaria muito de ver a Ucrânia entre os seus pares da União, mas manda a sua congénita "realpolitik" que tal desígnio político não chegue ao ponto de colocar em xeque o aprovisionamento em energia de que tanto necessita para consumo dos seus cidadãos e das suas empresas. Preferirá, pois, manter o quadro de relações de confiança mútua entre a sua economia e a da Federação Russa.

Por último, os EUA continuam a considerar a Federação Russa como um elemento de duas faces - parceiro dado o seu poderio, mas também adversário temível dada a conflitualidade potencial das ambições geoestratégicas mútuas -, pelo que proclamam alinhar-se com a União Europeia segundo o jogo dos princípios políticos, mas, tal como a Alemanha, gere a sua diplomacia com todo o pragmatismo, o que inclui o conveniente mal menor. Ou seja: com problemas na Síria, no Iraque, no Afeganistão, no Irão [sem esquecer as eternas Coreias], Obama não tem espaço político para uma nova operação militar de grande porte.

Por isto, e não pelos princípios, é que haverá paz.


IN "JORNAL DE NOTÍCIAS"
22/02/14

.
.


105.UNIÃO

 
EUROPEIA






.
.

HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Graham’s, Pintas e Soalheiro 
no “top” dos vinhos portugueses

Douro e Alentejo dominam lista dos melhores do ano, avaliados durante a Essência do Vinho, o maior evento português do sector, que termina no domingo. O hotel Yeatman, em Gaia, venceu prémio internacional de enoturismo.
 .
O vinho do Porto “Graham’s The Stone Terraces Vintage 2011”, produzido pela Symington, o tinto do Douro “Pintas 2011”, elaborado pela Wine & Soul, e o branco da região dos Vinhos Verdes “Soalheiro Primeiras Vinhas 2012”, do projecto VinuSoalheiro. São estes os vencedores do “Top 10 Vinhos Portugueses”, escolhidos esta sexta-feira no Palácio da Bolsa, no Porto.

Em prova e avaliação por parte de 18 jurados – críticos, “sommeliers”, líderes de opinião e jornalistas de Portugal, Brasil, Dinamarca, Espanha, Finlândia, Suécia e Reino Unido – estiveram um conjunto de 55 vinhos: dez Porto Vintage 2011, 13 brancos e 32 tintos, que foram pré-seleccionados pela revista “WINE” de acordo com as classificações obtidas ao longo do último ano.

Para o “top 10” foram então escolhidos o melhor Porto Vintage, o melhor branco e os oito tintos que ficaram mais bem classificados. Da lista constam ainda o “Monte da Ravasqueira Vinha das Romãs 2011” (Alentejo, Sociedade Agrícola D. Diniz); “Quinta de São José Grande Reserva 2011” (Douro, João Brito e Cunha); “Quinta da Touriga Chã 2011” (Douro, Jorge Rosas); “Estremus 2011” (Alentejo, J. Portugal Ramos); “CV – Curriculum Vitae 2011” (Douro, Lemos & Van Zeller); “Marias da Malhadinha 2010” (Alentejo, Herdade da Malhadinha Nova); e “Procura 2011” (Alentejo, Susana Esteban).

Os vencedores vão ser distinguidos esta noite durante um jantar em que a Câmara do Porto, que integra as “Great Wine Capitals” – rede de grandes vinhedos do mundo, vai também atribuir os prémios de enoturismo “Best of Wine Tourism 2014”. O Centro Multimédia Porto Cruz (Gaia, na categoria “Experiências Inovadoras”), Morgadio da Calçada (Douro, “Arquitectura e Paisagem”), Quinta do Tedo (Douro, “Serviços”) e o VINUM (Gaia, “Restaurantes Vínicos”) obtiveram as distinções nacionais, enquanto o hotel Yeatman conquistou o prémio internacional na categoria de alojamento.

Despesa diária de 270 euros
Estas distinções fazem parte do programa da 11.ª edição do “Essência do Vinho”, que arrancou na quinta-feira e decorre até domingo no Porto, onde 350 produtores esgotaram o espaço disponível para dar a conhecer (e a provar) mais de três mil vinhos aos perto de 20 mil visitantes esperados.

Um inquérito do ISAG - Instituto Superior de Administração e Gestão, realizado durante a última edição, mostrou que, entre os visitantes que pernoitaram no Porto, 83% ficaram alojados em hotéis – e um em cada três dormiram em unidades de quatro estrelas –, e contabilizaram fazer uma despesa média diária de 270 euros na cidade Invicta durante os dias deste evento.

Provar vinhos (53,1%), motivos profissionais (38,5%) e curiosidade (34,6%) são as principais motivações da visita a esta que é considerada a mais relevante iniciativa do sector a nível nacional. O visitante tipo tem 44 anos, formação superior (77% dos inquiridos) e afirma-se “conhecedor” do produto (52% das respostas). Apenas 14% se assume “grande conhecedor”, ao passo que 30% admite ter um “conhecimento limitado”.

* Nos vinhos portugueses há muitos de qualidade elevada. As casas produtoras mencionadas e que exibem o seu topo de gama, têm na linha de produtos outros nectares de excelência. 
O hotel Yeatman é uma maravilha com uma espectacular vista sobre o Douro e a cidade do Porto, um deslumbramento.


.
.


O PODER





"Na Venezuela quem manda é um morto.

Na Coreia do Norte quem manda é o filho do morto.

Em Cuba quem manda é o irmão do morto.

Na Argentina quem manda é a mulher do morto.

E no Brasil quem manda é um 
que se finge de morto."


E em Portugal quem manda é um 
grupo que deveria estar morto 
( ou nunca ter nascido).

OBRIGADO JOPÊ



.
.


1- A INDÚSTRIA


DO PESCADO



Reportagem da BBC. investigação sobre a indústria do pescado. O que nós podemos comer por bacalhau, as gambas do Bangladesh e muito mais...aterrador e a não perder!!!!!!!!!
Exibido no programa "TODA A VERDADE" da "SIC NOTÍCIAS"


.
.
HOJE NO
  "DESTAK"

Medidas de austeridade para 2015
. apresentadas até abril 

A ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, afirmou hoje que haverá medidas de austeridade em 2015, as quais serão discutidas na última avaliação ao resgate e incluídas no Documento de Estratégia Orçamental (DEO), que será apresentado em abril.


 "As medidas para o próximo ano serão discutidas na próxima avaliação e serão incluídas no Documento de Estratégia Orçamental", afirmou Maria Luís Albuquerque, na conferência de imprensa de apresentação dos resultados da 11.ª avaliação ao Programa de Assistência Económica e Financeira (PAEF) a Portugal. 

A governante afirmou que "não há, neste momento, medidas - quaisquer que elas sejam - a serem discutidas com a 'troika' para o próximo ano", mas esclareceu que as medidas relativas a 2015 vão ser incluídas no DEO, que - de acordo com o calendário orçamental - é apresentado em abril.

* Uma falácia gigante, as verdadeiras medidas de austeridade serão anunciadas depois das eleições europeias.

.
.


Beyoncé


If I Were A Boy





.
.

HOJE NO   "i"


Co-fundador da Greenpeace diz que 
não há provas de causa humana 
das mudanças climáticas

O cofundador da Greenpeace Patrick Moore considera que não há “nenhuma prova científica” para que o mundo fique alarmado com o aquecimento global e afirma que as mudanças climáticas “não são causadas por ação dos seres humanos”.
Falando aos senadores norte-americanos, o ecologista canadiano considerou que há “pouca correlação” para apoiar uma “relação causal direta” entre as emissões de dióxido de carbono (CO2) e o aumento das temperaturas globais.

“Não há nenhuma prova científica de que as emissões humanas de dióxido de carbono são a causa dominante do maior aquecimento da atmosfera da Terra ao longo dos últimos 100 anos”, disse Patrick Moore, citado hoje pelo jornal Independent.

“Se houvesse a tal prova, que fosse escrita para todos verem. Nenhuma prova real, como é entendido pela ciência, existe”, acrescentou.

A posição de Patrick Moore está a criar inquietação na comunidade científica mundial, segundo o jornal britânico.

Contactado pela Lusa, o ambientalista da Quercus Francisco Ferreira considerou que as declarações do ecologista canadiano “não fazem sentido”, até porque, assinalou, “não é um cientista do clima”.
“Têm sido documentados vários interesses de personalidades que têm vindo a ter este tipo de discurso e ficou provado cada vez mais que, ou caem no descrédito, ou mudam de opinião. Acho que ele vai mudar. Se acreditarmos nele vai-nos sair muito caro depois de todo o mal ter sido feito”, considerou Francisco Ferreira.

O ativista ambientalista criticou igualmente o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), organismo das Nações Unidas, por afirmar que "é muito provável" que a atividade humana seja a “causa dominante” para o aquecimento global, observando que “extremamente provável” não é um termo científico.

Patrick Moore sublinha que as estatísticas apresentadas pelo IPCC não são o resultado de cálculos matemáticos ou análise estatística, pelo que podem ter sido “inventadas” para apoiar “opinião especializada” do Painel da ONU.

Para o cofundador da organização internacional de defesa do ambiente, o aumento da temperatura atmosférica na superfície da terra remonta a Idade do Gelo, quando o CO2 foi “10 vezes maior do que é hoje, mas a vida humana floresceu" naquela altura.

“Estou consciente de que os meus comentários são contrários à grande parte da especulação sobre o nosso clima que é hoje frequente”, disse o ecologista, mostrando-se no entanto confiante que a história lhe dará razão ao demonstrar que “as temperaturas mais quentes são melhores do que as temperaturas mais frias para a maioria das espécies”.

Patrick Moore, doutorado em ecologia, é cofundador do principal grupo pró ambiente do mundo, a Greenpeace, que abandonou em 1986 por considerar que o grupo se tornou mais interessado em política do que na ciência.

* EM JULHO DE 2013 EDITÁMOS ESTA ENTREVISTA

.


 ESTARÁ


EXPLICADO?





OU AUMENTA A CONFUSÃO?


.
.
.
 AVALANCHE NO TIROL



 SEM PALAVRAS



.
.
HOJE NO
  "A BOLA"

«Recuperação de Schumacher a 100 
por cento é improvável», diz especialista

Mesmo que Michael Schumacher saia do coma e inicie a recuperação, o alemão muito dificilmente voltará a ser o que era, defende um especialista.
 
«O facto de ele não ter ainda acordado significa que as lesões são muito graves e que uma recuperação a 100 por cento é improvável», afirma Tipu Aziz, professor de neurocirurgia na Universidade de Oxford, citado pelo Expresso.

Segundo os especialistas, é possível que Schumacher não volte, por exemplo, a comunicar.

* Uma tristeza!

.
.


6.TORRES
 
FANTÁSTICAS



THE BERIMBAU 

ECO TOWER



A música inspira tudo desde a moda até à arquitectura, e isto é especialmente verdade na concepção da Eco-Torre  Berimbau, um arranhacéus concebido de acordo com o arco musical brasileiro, o berimbau.



Concebido por Luis Garrido, a Eco-Torre Berimbau situa-se no Rio de Janeiro, Brasil, e oferece um edifício auto-sustentável para albergar o sistema de telecomunicações do país.


Esta torre inspirada num instrumento apresenta uma esfera de cinco andares, suspensa no ar, que alberga escritórios, lojas uma sala para conferências e um miradouro.



Segundo Evolo, está pensada para ser utilizada durante o Campeonato Mundial de futebol de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016.



A estrutura também foi construída com materiais recuperáveis, os quais se a estrutura fosse desmontada poderiam ser reciclados e reutilizados. Além disso, a esfera da Eco-Torre Berimbau alberga uma estufa aquecida, uma bomba de calor geotérmica e uma dupla pele de vidro composta por lonas e persianas que asseguram o isolamento e uma baixa perca de energia durante o inverno.



O interior da parte superior da estrutura em desenho.



.
.

HOJE NO

"AÇORIANO ORIENTAL"


Mulheres europeias trabalham 
mais 59 dias/ano para ganhar o 
mesmo do que os homens

As mulheres na União Europeia (UE) trabalham mais 59 dias do que os homens para conseguirem ganhar o mesmo salário, sendo Portugal um dos países em que as disparidades salariais se agravaram, segundo dados hoje divulgados em Bruxelas.
 
As disparidades salariais entre homens e mulheres - diferença média entre a remuneração horária dos homens e das mulheres no conjunto da economia - quase não sofreram alterações nos últimos anos, continuando a situar-se nos 16%, sem alteração em relação a 2013.

Esta percentagem, segundo a Comissão Europeia, significa que as mulheres europeias continuam a trabalhar de graça 59 dias.

Os dados mais recentes revelam, em média, disparidades salariais de 16,4% entre homens e mulheres, em 2012, a nível da UE.

Segundo Bruxelas, na Dinamarca, República Checa, Áustria, Países Baixos e Chipre regista-se uma tendência contínua para a diminuição, ao passo que outros países, como a Polónia e a Lituânia, inverteram esta tendência em 2012.

Portugal é um dos Estados-membros, a par da Hungria, Estónia, Bulgária, Irlanda e Espanha, onde as disparidades salariais entre homens e mulheres aumentaram nos últimos anos.

No caso português, a subida foi de cerca de 9%, em 2008, para os 12% em 2012, abaixo da média europeia.

Entre as boas práticas para combater a diferença salarial entre géneros, a Comissão europeia destaca uma resolução aprovada por Portugal em 8 de março de 2013 que inclui medidas destinadas a garantir e a promover a igualdade de oportunidades e resultados entre homens e mulheres no mercado do trabalho, inclusive a eliminação das disparidades salariais.

As medidas abrangem a apresentação de relatórios sobre as disparidades salariais entre homens e mulheres, repartidas por setor.

Hoje é o Dia Europeu da Igualdade Salarial, sendo a data assinalada no dia a partir do qual as mulheres começam efetivamente, por comparação com os homens, a ser remuneradas pelo seu trabalho.

* Se todas fossemos capazes de, solidariamente, fechar as pernas...  já pensaram em constituir o movimento cívico da "perna cruzada"?



.