quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

.

Na sala de espera de um consultório veterinário, entrou o José Castelo Branco com um pastor alemão e sentou-se ao lado de uma senhora

que tinha um gato ao colo .O GATO, EM CONVERSA COM O PASTOR ALEMÃO :
       - Eu estou aqui para ser castrado - disse o gato        - Porquê ? - perguntou logo o pastor alemão .
       Fazia bacanais com as gatas da vizinhança e a minha dona, inconformada com o barulho que eu fazia todas as noites, resolveu castrar-me ...
       
-E TU, POR QUE é QUE ESTÁS AQUI ?

- Eu, estava em casa sem nada que fazer . O meu dono, acabado de sair do banho, baixou-se para apanhar o sabonete e eu, ao ver aquele
cuzinho ... perdi a noção do perigo, subi para cima dele e ... O pior é que, no auge da excitação, arranhei-lhe as costas todas ...
- Fod...sse! - espantou-se o gato - E também te vai castrar por isso?
- NãOOOOOO ... - VIM Só CORTAR AS UNHAS !



.
.



 O QUE NÓS


SIMULAMOS




Fornece uma expectativa de tempo de vida da pessoa.



.
.

 SEGURANÇA SOCIAL/2





















.
.



A FOME NO MUNDO


video





.






.
HOJE NO
"RECORD"

Maria Komissarova 
fica paraplégica após queda
A esquiadora russa Maria Komissarova nunca mais se esquecerá dos Jogos Olímpicos realizados este ano em Sochi, no seu país natal. Ainda antes de competir, a russa sofreu uma violenta queda num treino, que a deixou paraplégica, segundo a própria confirmou esta quarta-feira.

"Não sinto nada abaixo da cintura. Mas sou forte e talvez um dia consiga voltar a sentir os meus pés", escreveu a esquiadora no seu Instagram.

* Tem  de ser forte e determinada.


.
.
XIV- O UNIVERSO


  1- O LIMITE 

DO ESPAÇO



video




.
.
HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Milhões de utilizadores da Yahoo!
. espiados no Reino Unido

A agência de espionagem britânica GCHQ, com a ajuda da norte-americana NSA, intercetou as imagens de câmaras usadas na internet de milhões de utilizadores da Yahoo!, revelam documentos divulgados pelo informático Edward Snowden.
A informação foi publicada esta quinta-feira pelo diário britânico "The Guardian" e causou a indignação desta empresa da internet.
Durante um primeiro período de seis meses em 2008, um programa do GCHQ recolheu planos fixos de conversações via vídeo de mais de 1,8 milhões de utilizadores de contas Yahoo!, pormenorizou o jornal, citando documento secretos obtidos pelo ex-consultor da NSA.

Entre as imagens figura "uma quantidade substancial de comunicações explicitamente sexuais", acrescentou o jornal na sua edição digital.

O programa, batizado Nervo Ótico, começou a ser aplicado em 2008 e ainda estava operacional em 2012, segundo documentação interna no GCHQ. Selecionava imagens independentemente do perfil dos utilizadores da internet e salvava uma imagem de cinco em cinco minutos.

Um dos objetivos era experimentar o reconhecimento facial automático para vigiar os alvos do GCHQ da altura, mas também adquirir novos.
A utilização destes dados fazia-se através de um instrumento informático da NSA, adiantou o Guardian.

A Yahoo! já expressou a sua cólera, estimando que, se as informações fossem verdadeiras, constituíam "um nível sem precedentes de violação da vida privada dos utilizadores, o que é completamento inaceitável".

"Não conhecíamos e não toleramos" a atividade mencionada, se se vier a confirmar, disse uma porta-voz da Yahoo!.
"Apelamos aos governos do mundo inteiro a reformar a sua legislação sobre a vigilância para que esteja de acordo com os princípios que expusemos em dezembro", acrescentou.

A porta-voz da Yahoo! aludia ao apelo lançado por oito gigantes da internet para que o Presidente dos EUA, Barack Obama, enquadrasse as práticas de espionagem, depois de as revelações de Snowden terem diminuído fortemente o seu capital de confiança junto dos utilizadores.

"Estamos determinados a preservar a segurança (dos nossos utilizadores) e a continuar os nossos esforços para aumentar a codificação de todos os nossos serviços", assegurou.

Desde há vários meses que o norte-americano Snowden originou múltiplas revelações sobre a NSA e o GCHQ, que embaraçaram profundamente os dirigentes de Washington e Londres. Em agosto a Federação Russa atribuiu-lhe o estatuto de refugiado por um ano.

*  Quando é que acreditamos que o conceito de privacidade se esboroou, somos espiados até a lavar os dentes, em todos os países do mundo.

.
.


Eddy Cartaya

As minhas descobertas nas grutas de gelo


video

Dragão da Neve. Imaginação Pura. Minotauro Congelado. Estes são os nomes que Eddy Cartaya e o seu companheiro de escaladas Brent McGregor deram a três grutas em glaciares que foram os primeiros a explorar. 
À medida que o Glaciar Sandy lentamente se desloca pelo Monte Hood no Oregon, as grutas e os túneis no seu interior alteram-se todos os anos graças à água quente que vem do topo e ao ar quente que surge por baixo. No TEDYouth, Cartaya conduz-nos ao interior destes espaços mágicos em que o gelo brilha em tons azuis e verdes, e em que objectos chovem do tecto.



.
.
HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Refeições nas cantinas da Universidade
. de Lisboa baixaram 28% num ano

A percentagem de refeições servidas nas cantinas da Universidade de Lisboa diminuiu 28% entre Janeiro de 2013 e Janeiro de 2014, revelou o reitor da instituição, António Cruz Serra, que entende os números como "sinal da crise".

"Constato, com muita preocupação, que no corrente ano se verifica uma forte quebra na procura de refeições nas nossas cantinas. Comparando os meses de Janeiro de 2013 e 2014 verificamos um decréscimo de 28% no número de refeições servidas. Esta tendência de descida mantém-se no mês de Fevereiro e reforça a tendência que já vem de 2012", disse o reitor, na cerimónia oficial de abertura do ano académico 2013-2014 da Universidade de Lisboa, que hoje decorreu na Aula Magna da Reitoria da instituição.

Em declarações aos jornalistas no final da cerimónia, Cruz Serra, que já tinha afirmado no seu discurso que "urge acompanhar a situação, apurar as causas e, caso seja necessário, implementar medidas que invertam esta tendência", explicou que se pode tratar de um reajustamento dos estudantes ao momento actual de crise económica, que os esteja a forçar a fazer refeições em casa, evitando as cantinas, apesar dos preços baixos praticados nas refeições.

Cruz Serra admitiu que mesmo com esses preços os alunos não tenham capacidade de suportar o pagamento diário de refeições nas cantinas, e disse que uma das soluções poderá passar, por exemplo, por disponibilizar mais micro-ondas para os estudantes que optam por levar as refeições de casa.

*  Mais uma notícia que desmente a propaganda eufórica da retoma económica dos ministros do folclore nacional.


.

HELENA GARRIDO

.




Desemprego pela vida

São os herdeiros da classe média, que se sacrificou para garantir a ascensão social dos seus filhos. Hoje, muitos deles, estão desempregados ou a saltar de emprego em emprego sem perspectivas de construir uma carreira, um lar e uma família com filhos. 
.
É o mais grave problema de Portugal, dos europeus em geral, dos norte- -americanos e dos países que no Norte de África apostaram na educação e formação e hoje não têm emprego para os seus jovens. Do emprego para a vida, chegámos ao desemprego pela vida. Ou para toda a vida, como vai inevitavelmente acontecer a muitos dos jovens que acabaram a sua formação em plena crise das dívidas soberanas e intervenção da troika.

Em Portugal, quase 40% da população activa com idades entre os 15 e os 24 anos está desempregada. Ou seja, e porque só assim constam das estatísticas, declara-se à procura de emprego e disponível para trabalhar. Já foi pior. Está a melhorar. Mas quem olhar para o problema do desemprego dos jovens - como para o desemprego em geral - apenas com a visão curta da evolução das estatísticas a curto prazo não compreende o problema na sua totalidade. E assim não conseguirá perceber os riscos que o país enfrenta.

Os jovens adultos que chegam ao mercado de trabalho em períodos de recessão económica "tendem a considerar que o sucesso individual depende mais da sorte do que do esforço e tendem a apoiar mais as políticas redistributivas do Estado e a ter menos confiança nas instituições". A conclusão é de um estudo de 2009 de Paola Giuliano e Antonio Spilimbergo e o alerta foi feito pelo governador do Banco de Portugal, numa conferência da ACEGE em 25 de Janeiro.

Os desequilíbrios do mercado de trabalho, consequência da crise e do choque tecnológico, são mais um factor que alimenta o agravamento das desigualdades na distribuição do rendimento e que ameaça seriamente a classe média, exactamente aquela que suportou a estabilização das democracias ocidentais.

A edição desta terça-feira, que olha para o desemprego jovem nas suas diversas perspectivas, dá um retrato do que é hoje o mercado de trabalho para os jovens. Empregos há, para quem é qualificado em áreas como a engenharia, tecnologias de informação, gestão, marketing e saúde. E aos jovens não se pede hoje apenas conhecimento puro e duro. É preciso que possuam também aquilo que se designa como ‘soft skills’. Ou seja, capacidades de comunicação, de trabalho em equipa, de relacionamento interpessoal e de resolução de problemas.

Não há empregos para qualificações médias, sejam estas medidas em anos de escolaridade ou em qualidade média. Há empregos pouco qualificados ou muito qualificados.

Com o actual retrato do mercado de trabalho, a resolução do problema do desemprego jovem exige uma intervenção de elevada qualidade das políticas públicas. É preciso actuar nos conteúdos da educação e, especialmente, na formação profissional. Tudo aquilo que o Estado faz mal.

A intervenção dos governos tem sido catastrófica ao nível da formação profissional - nada sabemos sobre os efeitos das verbas europeias. E as políticas que hoje existem limitam-se a distribuir dinheiro ou a reduzir os custos salariais das empresas.

O emprego para a vida deu lugar ao desemprego pela vida fora desde muito jovem. Se este for o futuro, haverá jovens e pais de jovens que não o vão querer aceitar. Quando a classe média, pilar das democracias, se começa a desfazer, o futuro não pode prometer prosperidade e bom senso.

Directora

IN "JORNAL DE NEGÓCIOS"
24/02/14


.
.



104.UNIÃO



EUROPEIA





 .
.
HOJE NO
  "DESTAK"

Professor suspeito de abuso sexual 
de alunas em prisão preventiva 

O professor do ensino básico de uma escola em Mem Martins, Sintra, detido por suspeitas de abuso sexual de duas alunas, ambas de sete anos, ficou hoje em prisão preventiva, informa a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL).


O homem, de 51 anos, ficou sujeito à medida de coação mais gravosa depois de presente a um juiz de instrução criminal para primeiro interrogatório judicial. A PGDL acrescenta, na sua página da internet, que as duas vítimas foram inquiridas para memória futura. 

Em comunicado divulgado na quarta-feira, a Polícia Judiciária (PJ) refere que o suspeito, "aproveitando-se do facto de ser professor", terá praticado os crimes de abuso sexual das duas meninas, suas alunas, "na sala de aulas". 

* Energúmeno!

.
.

 SEGURANÇA SOCIAL/1


























.
.


 4-SOCIOLOGIA


video

 
A sociologia é a parte das ciências humanas que estuda o comportamento humano em função do meio e os processos que interligam os indivíduos em associações, grupos e instituições. Enquanto o indivíduo na sua singularidade é estudado pela psicologia, a sociologia tem uma base teórico-metodológica voltada para o estudo dos fenômenos sociais, tentando explicá-los e analisando os seres humanos em suas relações de interdependência. Compreender as diferentes sociedades e culturas é um dos objetivos da sociologia.


Este telecurso com o patrocínio dos industriais de S. Paulo - Brasil, ensina de uma forma cativante os princípios básicos desta ciência, sem peneiras e com eficácia.

.
.
HOJE NO
  "i"

Mau Tempo. 
"Recuar é a palavra de ordem" 
para políticas para o Litoral

Os Verdes defenderam hoje que “recuar é a palavra de ordem” para as políticas relativas ao litoral, num debate no parlamento sobre a adoção de medidas de urgência para reparar estragos provocados pelo mau tempo.

“Recuar é a palavra de ordem que se impõe na política do litoral”, defendeu a deputada Heloísa Apolónia, hoje no parlamento, durante a discussão sobre sete projetos de resolução para a adoção de medidas de urgência para reparar estragos provocados pelo mau tempo, a nível nacional e nos casos do Porto, Aveiro, Costa da Caparica (Almada) e Esposende.

A deputada acusou o Governo atual e os anteriores de serem “coniventes de políticas de confronto com a Natureza” e alertou para a necessidade deixar de se encarar “as intempéries como imprevistos”.

Para Heloísa Apolónia, é necessário “exercer políticas que vão de encontro a esta realidade” que nos é traçada, através de estudos que provam que os fenómenos meteorológicos extremos serão cada vez mais frequentes.

“A palavra de ordem deve ser recuar, com o investimento adequado”, disse, acrescentando que os “317 milhões de euros” anunciados pelo ministro do Ambiente, para o Plano de Ação de Proteção e Valorização do Litoral (PAPVL) 2012-2015, “não dá para remendar o que é fundamental, é para remediar”.

E para Heloísa Apolónia: “com remendos não vamos lá”.
O PS, através do deputado Renato Sampaio, exigiu “medidas urgentes e excecionais”, como a “agilização de procedimentos, a criação de linhas de crédito para empresas e a recuperação de infraestruturas” afetadas pelo mau tempo, bem como “a reconstrução e consolidação do cordão dunar”.

Também o Bloco de Esquerda, cuja porta-voz foi a deputada Catarina Martins, pediu “medidas urgentes e concretas”, como “apoios urgentes às famílias com baixos rendimentos, para recuperação das suas habitações, a abertura de linhas de crédito a juros baixos para as empresas afetadas“ e “a criação de um regime específico de apoio aos municípios afetados”.

Antes de apresentar o seu projeto de resolução, o PCP exigiu que o ministro do Ambiente esclareça “cabalmente quais as intervenções que vão começar já”.
A deputada Paula Santos disse ser “urgente que o Governo tome medidas concretas de apoio” aos cidadãos e municípios afetados e apela para que este “intervenha junto da União Europeia para obter fundos comunitários para a preservação da orla costeira”.

O PSD, que forma governo com o CDS, e apresentou um projeto de resolução conjunto com os centristas, garantiu que se “procedeu ao levantamento exaustivo dos estragos de janeiro e está em curso o levantamento dos estragos deste mês”.

O deputado Bruno Coimbra assegurou também que “está em curso, ou em vias de, algumas intervenções”, anunciando que está “em criação um grupo de trabalho” para estudar medidas de mitigação deste tipo de situações.

O CDS, através da deputada Otília Gomes, acusou os partidos da oposição [PS, BE e PCP] de “recomendarem ações específicas”, como o Porto, Esposende, a Costa da Caparica ou Aveiro, “esquecendo-se de outras zonas igualmente afetadas”.
“É necessário que o Governo na sua ação tenha em atenção todo o país”, afirmou.

Entre a apresentação e discussão dos projetos de resolução, um do PS, um do Bloco de Esquerda, quatro do PCP e um do PSD e CDS-PP, os deputados gastaram cerca de vinte minutos, tendo as votações dos mesmos sido marcadas para sexta-feira.

* Engraçado, nenhum deputado referiu as imensas alterações aos PDM's dos concelhos do litoral para propiciar negociatas várias aos amigos dos autarcas, porquê???
É como diz António Barreto, não há reforma do Estado sem mexer nas autarquias, um cancro.



.
.


 Jennifer López


Homenagem a Celia Cruz






.
.

HOJE NO
  "A BOLA"

FC Porto empata em Frankfurt (3-3) 
e segue para os oitavos de final 
O FC Porto está nos oitavos de final da Liga Europa, depois de ter empatado a três golos em Frankfurt. Os dragões estiveram a perder 2-0 mas Mangala bisou e empatou.

Os alemães voltaram à frente do marcador mas Ghilas marcou o terceiro do FC Porto, que deu a passagem à equipa portuguesa.

*  Ainda bem que o FCP se apurou, desejamos o mesmo ao Benfica, não somos adeptos de nenhum destes clubes mas somos tugas.


.
.
LIGAÇÃO FILIAL

video



.
.

HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS
DA MADEIRA "


Miguel Sousa apresenta candidatura à
. liderança do PSD-M a 20 de Março

Miguel Sousa confirmou ao final da manhã que será candidato à liderança do PSD-Madeira, prometendo apresentar um programa "para saírmos desta dificuldade financeira e económica que nós temos e que depois se repercute num pesadelo social muito forte". A apresentação formal da candidatura deverá acontecer a 20 de Março - primeiro dia de Primavera.
 
O DEDO DEMOCRATA
Miguel Sousa demarca-se da última década de governação jardinista, "uma década muito pesada, que trouxe à Madeira uma dívida extraordinariamente pesada, impossível quase de suster e para qual precisamos de políticas capazes de fazer com que a Madeira não só caminhe com viabilidade económica, com prosporidade para todos, e depois tenha que honrar os seus compromissos. E é essa tarefa que me proponho apresentar", assegurou.

Quanto ao congresso electivo, lembra que foi o primeiro a propor a sua realização o quanto antes. Defende que seja no Verão, logo depois das eleições Europeias, marcadas para Maio.

De resto manifesta-se critico a posição , para já, intransigente do partido manter a eleição para Dezembro. "Tenho dificuldade em perceber o que é que um líder do Governo em Janeiro vai fazer durante nove meses com um Orçamento aprovado antes por outro Governo. Portanto, não dá sequer para ter um programa de Governo. Vamos fazer um programa para três , quatro ou cinco meses, porque entretanto entra-se em campanha eleitoral ?", questionou.

* O sr. Alberto lixa o povo a céu aberto!


.
.

DOUTRO SÉCULO



AS POSES SEDUTORAS



DOS ANOS 50/2
























.
.

HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

UTAO 
Défice de 2013 fica nos 
5% em contas nacionais

Na análise à execução orçamental de janeiro, a que a agência Lusa teve acesso, a Unidade que dá apoio aos deputados calcula que o défice das administrações públicas, em contas nacionais (a ótica que conta para Bruxelas), se tenha situado entre 4,8% e os 5,2% do PIB (Produto Interno Bruto), o que significa que o valor central da projeção é de 5%.

"De acordo com a informação disponível, a estimativa da UTAO aponta para que o valor central do défice de 2013 tenha ascendido a 5% do PIB", lê-se no relatório da UTAO.


Depois de em 2012 o valor do défice orçamental ter ficado nos 6,4% do PIB, a proposta de Orçamento do Estado para 2013 previa uma meta de défice de 4,5% do PIB, valor que foi revisto para os 6% no primeiro Orçamento Retificativo e para 5,9% no segundo Retificativo.

A Unidade explica ainda que apresenta uma estimativa do défice "sob a forma de intervalo" devido a ainda não estar disponível "toda a informação necessária para o apuramento do défice em contas nacionais, o que implica a existência de uma margem de incerteza razoável em torno do valor central da estimativa".

Os técnicos que dão apoio ao parlamento lembram ainda que "o défice público será divulgado no final do mês de março, pelo INE, no âmbito da notificação ao Eurostat do Procedimento dos Défices Excessivos".
Segundo a UTAO, ajustando o cálculo do impacto da recapitalização do Banif (negativo em 700 milhões de euros) e da receita extraordinária decorrente do perdão fiscal do final do ano (positivo em 1.277 milhões), o valor do défice sobe para um intervalo entre os 5,1% e 5,5%, ficando o valor central nos 5,3%.

Os técnicos independentes que apoiam o parlamento referem ainda que, a concretizar-se esta projeção para o défice ajustado de 5,3%, o défice ficará 0,5 pontos percentuais abaixo do limite definido nos dois orçamentos retificativos, "mas 0,7 pontos percentuais acima do [definido no] Orçamento do Estado inicial".
O Orçamento do Estado para 2013 previa inicialmente um défice de 4,6% do PIB em termos ajustados, valor que foi revisto em alta para os 5,7% no primeiro Orçamento Retificativo e depois novamente corrigido para os 5,8% no segundo Retificativo.

A redução do défice (em termos ajustados) de 5,8% em 2012 para 5,3% em 2013 deve-se à "execução favorável da receita fiscal e contributiva (já ajustada do perdão), induzida pela recuperação acima da esperada da atividade económica, mas também da contração das despesas de capital e de juros", justifica a UTAO.

Os especialistas alertam, porém, que há riscos tanto positivos como negativos à concretização destas projeções: do lado negativo, a UTAO destaca o apuramento de novos compromissos assumidos mas ainda não contabilizados e, do lado positivo, salienta a contabilização de uma parte da receita fiscal do mês de Fevereiro que ainda é relativa à actividade económica de 2013.

"A eventual concretização destes riscos poderá originar um défice diferente do estimado pela UTAO, à semelhança do que já se verificou no passado", advertem os técnicos.

* Este resultado, apesar de não ser bom, nem o previsto, deve-se em grande parte ao assalto fiscal de que os portugueses foram alvo, o governo em vez de gerar riqueza  produziu miséria.


.
.


 QUEM SAI AOS SEUS...


video

A neta de Nadia Comanecci


.
.

HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Chegaram 30 mil portugueses ao
 Reino Unido no ano passado

Emigração para terras de sua majestade aumentou 50%.

São cidadãos nacionais que procuram melhor qualidade de vida, do que aquela que levavam no nosso país. A maioria vai para trabalhar. E foram mais de 30 mil os portugueses que procuraram em terras britânicas mais oportunidades. O número é bastante alto, ultrapassando mesmo os valores registados em 2012. É um aumento de quase 50%, segundo números oficiais sobre as inscrições na Segurança Social.

A inscrição na Segurança Social daquele país é obrigatória. Tanto para a própria sustentabilidade da estrutura, como também para o estudo dos padrões migratórios a longo prazo. Em 2012 tinham-se inscrito cerca de 21 mil portugueses. E o ano passado foram mais 10 mil cidadãos nacionais. Um aumento de 47%.
Apesar de ser um número elevado, muitos dos que emigraram para terras de sua majestade apenas realizaram trabalhos sazonais e temporários. Mesmo assim, estes valores colocam Portugal entre os cinco países com maior número de inscrições na Segurança Social, atrás apenas da Polónia (111 mil), Espanha - com 51 mil inscritos - Itália, contabilizando 44 mil inscritos e ainda a índia, com 30,62 mil inscritos.
Emigraram para o Reino Unido, no total, cerca de 532 mil pessoas. Destes, metade são europeus. O valor mais alto desde a década de 60 do século XX. Esta escalada migratória já levou David Cameron a pedir uma restrição à entrada em Inglaterra de cidadãos que se possam aproveitar dos subsídios oferecidos pelo Estado Social Britânico.

* O "feliz" crescimento das exportações também passa por este sector, "exportação de desempregados qualificados".


.
.
TANTO PARA
 RAPARIGOS
COMO PARA

RAPAZES















.
.

HOJE NO
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

Proposta sobre coadoção e adoção
 de crianças por casais do mesmo sexo
Assunto reapreciado depois
 das Europeias

O grupo parlamentar do PSD defendeu a reapreciação da proposta de referendo sobre coadoção e adoção de crianças por casais do mesmo sexo, considerada inconstitucional, só depois das eleições europeias.

Caso a iniciativa legislativa de alguns deputados socialistas, referente apenas à coadoção, seja entretanto alvo de votação final global em plenário, o líder da bancada "laranja", Luís Montenegro, confirmou a liberdade de voto dos deputados social-democratas, como já sucedeu num primeiro momento, em maio de 2013, após reunião do grupo parlamentar. "O assunto deve ser apreciado após a realização das eleições europeias.

Em princípio, se se realizarem em 25 de maio, deve ser depois", afirmou o deputado social-democrata, acrescentando que "se, e quando, houver uma votação no Parlamento a propósito das matérias da adoção e coadoção, os deputados do PSD votarão como sempre, com liberdade de voto, relativamente às matérias substantivas que estão em causa". Montenegro esclareceu que a posição do grupo parlamentar do PSD relativamente à reformulação do referendo ou simples abandono da iniciativa se mantém em aberto, adiantando que apenas foi debatida a questão pragmática dos prazos, algo que deseja ver resolvido na próxima conferência de líderes, lembrando que o líder da bancada socialista, Alberto Martins, afirmou que o assunto não é prioritário.

 "Se o entendimento for forçar essa votação, os deputados do PSD assumirão a sua responsabilidade e votarão aquilo que for agendado. Estou em crer, pelo impedimento legal e pela afirmação política de que este não é um assunto prioritário, que o Parlamento se deve dedicar a ele após a abertura do espaço legal (eleições europeias)", disse. Segundo o líder parlamentar do PSD, a reapreciação depois do "chumbo" pelo TC "deve ocorrer a partir do 15.º dia seguinte à devolução do projeto", algo que apresenta a "dificuldade legal que é não ser possível ao Presidente da República convocar um referendo a partir do momento em que há um ato eleitoral convocado".

"O Presidente da República tomará a decisão de convocar as eleições, seguramente, nas próximas duas a três semanas. Nesse período, manifestamente, não é possível o Parlamento reapreciar este projeto, que implica devolvê-lo ao Presidente da República e consequentemente, nova análise pelo Tribunal Constitucional", previu. O Tribunal Constitucional (TC), ao qual recorreu o Presidente da República, declarou inconstitucional a proposta para que os portugueses fossem questionados da seguinte forma: "1. Concorda que o cônjuge ou unido de facto do mesmo sexo possa adotar o filho do seu cônjuge ou unido de facto? 2. Concorda com a adoção por casais, casados ou unidos de facto, do mesmo sexo?".

 O referendo apresentado por parlamentares do PSD, foi aprovado em 17 de janeiro, com os votos favoráveis de sociais-democratas, sob disciplina de voto, a abstenção dos deputados do CDS-PP e ainda dois deputados socialistas, enquanto todas as restantes bancadas rejeitaram a iniciativa.

* A hipocrisia pode esperar, a criança não tem importância nenhuma.
Psicodramas de pilas e vaginas que fazem filhos para em seguida os abandonarem.


.
.

MAGIA

video



.