sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.


.

.
O QUE NÓS

AJUDAMOS!



 S. VALENTIM ECONÓMICO


video



.
.


 O POVO





















.
.
 D. VALENTIM/12











.

.
 I LOVE YOU










































.
.
HOJE NO
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

Dia dos Namorados ou Dia de São Valentim 
Apesar do mau tempo... 
o amor anda no ar!

 São Valentim é o santo que dá nome ao famoso Dia dos Namorados, um momento de ternura vivido intensamente em vários países. O amor anda no ar, de mãos dadas com a paixão, e este pode ser o momento ideal para o “cupido” ver nascer mais um maninho… Neste dia, de cor branco puro e encarnado vivo, ninguém fica indiferente e mesmo os que não têm namorado(a) imaginam como seria a sua “cara-metade” ideal! E nem o mau tempo afasta o par de pombinhos que, certamente devido à chuva e vento fortes, preferem o calor de uma reconfortante e romântica lareira em vez da fria e despida praia... 

 Denise Pessoa 

A história diz que o Imperador Cláudio II, durante o seu reinado, proibiu a realização de casamentos no seu reino, com o objectivo de formar um grande e poderoso exército. No entanto, um bispo romano, que se chamava Valentim, continuou a realizar casamentos mesmo sem o consentimento do imperador. 


Quando foi descoberto, foi preso e condenado à morte. Na prisão, recebeu apoio de milhares de pessoas que acreditavam no amor, sendo que uma delas era uma jovem cega, que se chamava Astérias. 

Esta era filha do guarda da prisão, que lhe concedeu autorização para visitar Valentim. Reza a lenda que os dois se apaixonaram, e que, por milagre, a jovem recuperou a visão. O bispo chegou, assim, a escrever cartas para a jovem dizendo “ De seu Valentim”, expressão que ainda se usa actualmente “ De São Valentim”. 

Valentim foi decapitado no dia 14 de Fevereiro de 270, e, em homenagem ao Santo, esta é a data em que se comemora o “Valentin´s Day”, na Europa e nos Estados Unidos. Hoje, a data é celebrada de várias formas diferentes, dependendo dos países e da sua cultura inerente. 

Em Portugal, as pessoas oferecem presentes à sua “cara-metade”, como simbolismo do seu amor por ela. É uma altura favorável para o comércio, e, quem anda nas ruas, pode observar as montras das lojas apetrechadas dos mais variados presentes, alusivos à data. Ursos de peluches, almofadas, canecas, relógios, porta-chaves e outros adereços muito em conta… 

Depois, existem as chamadas “ideias originais”, e os casais dispõem de um tempinho para estarem juntos, e para “reacender” a chama, uma vez que, com o stress alusivo ao quotidiano e a uma sociedade cada vez mais exigente e competitiva, não possuem de tanto tempo como gostariam para “usufruir” um do outro. 


Os filhos ficam em casa dos avós e os pais vão jantar fora. Os namorados acordam as namoradas com um pequeno-almoço na cama. Depois, existem os excêntricos, que dispõe do seu dinheiro para uma bela viajem a dois a Veneza, Roma ou outro local paradisíaco. 

Uma noite num hotel, num spa … Enfim, para quem quer aproveitar esta data ao máximo, existem mil e uma formas de o fazer, utilizando sempre a originalidade e o romantismo. No entanto, existem pessoas que, apesar de tudo, estão e gostam de ser solteiras. 

Para essas, o “espírito” da data pode ser mais banal. Ainda assim, existem os preferem oferecer presentes a amigos ou pais, como demonstração do seu amor por eles, ao invés dos namorados. No fundo, o Dia de São Valentim é o dia do Amor. 

É a data que celebra este sentimento que todos guardamos no coração e que se tornou tão importante na vida de cada um… 

* Amor aos molhos é o que é preciso.


.
.
 D. VALENTIM/11



.
.


INGRATIDÃO



video



.
.
HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS/
DINHEIRO VIVO"

Caixa fecha 2013 com prejuízos
 de 576 milhões de euros

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) anunciou hoje que fechou o ano passado com prejuízos de 575,8 milhões de euros, um agravamento face aos números negativos registados em 2012, de 394,7 milhões de euros.

De acordo com a instituição financeira estatal, a margem financeira alargada registou uma redução de 31,4%, com origem quer na margem financeira estrita (-30,8%), quer nos rendimentos dos instrumentos de capital (-38,4%).

"Contribuíram para esta evolução, nomeadamente, a persistência em baixa das taxas de juro de curto prazo e os encargos associados aos CoCos", justifica a CGD.

O saldo dos depósitos de clientes continuou a crescer (+1,3%) face a dezembro de 2012, ascendendo a 67,6 mil milhões de euros, dos quais mais de 70% correspondiam a depósitos a prazo e de poupança. "A CGD mantém uma destacada liderança em termos de quota de mercado dos depósitos de clientes, situando-se em 32,6% no segmento de particulares", adianta o banco.

A CGD salienta ainda que "os recursos de clientes aumentaram 1,3%, atingindo 67,8 mil milhões de euros".


Na conferência de imprensa de apresentação dos resultados, José de Matos destacou que "2013 foi um ano muito importante para a CGD, concluímos as exigências do programa da troika, com a venda das participações financeiras não core como foi o BCP e a EDP e a preparação da alienação/privatização da atividade seguradora; o reforço da estrutura da governação, com a nomeação de um novo e alargado conselho de administração; e a clarificação da estratégia, com a aprovação do plano de reestruturação com a DGCom e as orientação da carta de missão".

"A venda da Caixa Seguros foi decidida pelo governo no início de janeiro e depois de já termos assinado o acordo, prevemos que possa estar concluída no primeiro semestre", revelou o presidente da CGD.

* Gestores públicos exemplares, xiça.


.
.
 D. VALENTIM/10





















.
..

COMO FUNCIONAM


O DINHEIRO


E OS BANCOS/2


video


SENTE-SE E PASME



.
.
HOJE NO
"RECORD"

José Mourinho: 
«Wenger é um especialista em fracassos»

José Mourinho, afirmou, esta sexta-feira, que o técnico do Arsenal, Arsène Wenger, é um "especialista em fracassos", pouco tempo depois de ter criticado o timoneiro do Manchester City, Manuel Pellegrini. 

"Wenger é um especialista em fracassos, eu não. Supondo que ele está certo e que eu tenho medo do fracasso, é porque eu não o conheço bem. Ele pode estar certo. Talvez porque eu não esteja acostumado a perder", disse o português, na véspera do jogo com o Manchester City, para os oitavos de final da Taça de Inglaterra.

Apesar de no sábado, o Chelsea, que lidera a Liga inglesa com 57 pontos, defrontar o Manchester City, terceiro com menos três pontos do que os "blues" mas menos um jogo disputado, Mourinho visou, na sua antevisão, o Arsenal, segundo colocado, e o seu técnico.

Wenger, o principal "alvo" de Mourinho durante a primeira experiência no Chelsea, entre 2004 e 2007, disse que os "blues" estavam fora do lote de favoritos ao título inglês, por receio do fracasso.

"A realidade é que ele é um especialista. Oito anos sem ganhar nada é um fracasso. Se eu fizesse isso no Chelsea, eu deixava Londres e nunca mais voltava", referiu Mourinho, que recentemente assumiu que estava ao comando de um "cavalo pequeno" numa corrida contra adversários mais poderosos. 

*   VIPERINO



.
.
 D. VALENTIM/9



.

FREI BENTO DOMINGUES O. P.

.





Código genético (2)

 Não existe nenhum carisma para abafar os outros.

1. Nada é inocente, nada está irremediavelmente perdido, tudo precisa de nascer de novo, a começar pelas palavras da fé cristã e dos seus rituais. A dignidade essencial do ser humano manifesta-se, precisamente, na capacidade de se interrogar, de se corrigir, de mudar de rumo, de não se conformar com o mundo tal como se apresenta. A história do cristianismo está carregada de ambiguidades, de equívocos, de pecados, mas a conversão faz parte do seu caminho de reencontro com o seu “código genético”.
É legítimo dizer, ainda que de modo esquemático, que o cristianismo foi-se afirmando face à cultura e à religiosidade antigas, seguindo um duplo caminho, nem sempre linear, como afirma Isidro Lamelas. Em relação ao judaísmo, rompeu com as práticas rituais e prescrições legais impostas pela religião da Lei, mas não deixou de assimilar muitos dos seus hábitos litúrgicos e cultuais. A prioridade da fé sobre as obras, pelo menos na perspectiva de S. Paulo, implicava, segundo uns, uma ruptura total com a religião de Moisés, enquanto outros preferiam sublinhar a continuidade entre a fé de Abraão e a nova fé em Cristo. No extremo da primeira tendência, temos Marcião e os seus seguidores; no outro extremo, encontramos o judeo-cristianismo persistente, em muitas versões.
No respeitante ao mundo pagão, também foi duplo o critério seguido. Por um lado, foram rejeitadas as suas práticas e convicções religiosas, na medida em que não eram compagináveis com a revelação bíblica. Por isso, os primeiros cristãos foram acusados de ateísmo. Por outro lado, foi assumida a natural religiosidade pagã como preparação para acolher a “verdadeira religião”, identificada com o cristianismo. Enquanto, porém, no paganismo a religião se resume ao culto que, por sua vez, não se distinguia da cultura (vida social e política), no cristianismo, a fé precede o culto, sem se confundir com nenhum tipo de cultura ou sistema religioso (1).

2. O duro e persistente conflito que opôs o cristianismo ao judaísmo e ao paganismo explica-se pela clara destrinça que Jesus Cristo e a sua herança vieram estabelecer entre fé e religião.
A fé cristã não assenta, de facto, nem num Livro sagrado nem na observância da Lei e na reverência ao “Deus dos Pais”, dos antepassados. A sua referência existencial é a experiência do encontro com Jesus real reconhecido como Cristo, Filho de Deus (Abba) e que partilha connosco o seu Espírito de amor filial ( Rom. 8, 14-17).       

Como lembrei no Domingo passado, é num credo trinitário que renascem, por uma radical transformação espiritual, os que acedem ao Baptismo cristão: ”Eu te baptizo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”. Essa invocação é tão decisiva que, no começo da Eucaristia, é sempre com ela que marcamos o nosso corpo celebrante. O desejo de quem preside à Eucaristia retoma as palavras de Paulo (2Cor.13,13): A graça do Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco!
Compreende-se que para o Judaísmo e para o Islão, o Cristianismo continue a ser considerado uma religião politeísta ou, pelo menos, um monoteísmo impuro. No cristianismo de rito latino, tirando a atracção que a fé trinitária exerce em algumas correntes místicas, não vai muito além de uma misteriosa fórmula abstracta, de uma matemática estranha, sem influência real, concretizada apenas no nome ligado a algumas pessoas, igrejas ou hospitais. A rede de subtilezas dos teólogos parece o fruto de uma ociosidade mal empregue. O grande filósofo da modernidade, I. Kant, confessava a inutilidade religiosa e ética do dogma da Trindade.
3. Resta portanto a questão de fundo: adianta ou não a fé trinitária das igrejas cristãs implicada na Incarnação do Verbo? Sem ela que perdem os cristãos, as igrejas e a sociedade? Será mesmo assim tão essencial para viver e entender o sentido da vida?

Segundo o filósofo, teólogo e politólogo dominicano, Paul Blanquart (2),a simbólica trinitária é um modelo social e uma forma de pensar e repensar o mundo e a sociedade. É o modelo da perfeita democracia: na indestrutível unidade de Deus, as pessoas são todas iguais, todas activas, todas diferentes, sem subordinação e em comunhão. É a existência simultânea do uno e do múltiplo.

Se o ser humano, no mundo, é criado à imagem de Deus, não é indiferente que esse Deus seja pura solidão ou uma comunhão de pessoas. Na experiência humana, se insistimos apenas na unidade, esquecendo as diferenças, temos uma unidade vazia. Se, pelo contrário, insistirmos nas diferenças, pomos em causa a igualdade. A simbólica trinitária serve para, no plano mental e na realidade social, promover a máxima unidade na máxima diversidade. Se nesse modelo, não existe a subordinação das pessoas, também não existe a vontade de poder de umas sobre as outras, existe a alegria da comunhão nas diferenças.
Não é por acaso que Paulo, nas suas cartas, é pela unidade da Igreja na multiplicidade de carismas. Não existe nenhum carisma para abafar os outros.
Não podemos deixar de ouvir a voz de Leonardo Boff, que entende a Trindade como a melhor comunidade. Fica para a próxima.

1)Sim, Cremos. O credo comentado pelos Padres da Igreja, UCP, 2013

2) Paul Blanquart, Une Histoire de La Ville, Découverte, 2005


IN "PÚBLICO"
09/02/14


.
.


91.UNIÃO


EUROPEIA




















.
.
HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Um quarto dos norte-americanos 
ignora que a Terra gira em torno do Sol

Um quarto dos norte-americanos ignora que a Terra gira em torno do sol, e mais de metade desconhece que o homem descende do macaco, revela um inquérito da Fundação Nacional das Ciências dos Estados Unidos, divulgado esta sexta-feira. 
De acordo com uma sondagem efetuada junto de 2200 pessoas, 74% dos interrogados sabem que o planeta Terra gira em torno do sol e 52% ignoram que o ser humano descende do macaco.
Em nove questões relacionadas com conhecimentos elementares em física e biologia, a média de respostas certas foi de apenas 6,5%. 

Apesar dos resultados muito medíocres relacionados com os conhecimentos científicos dos norte-americanos interrogados pela Fundação Nacional das Ciências (FNC), mais de 90% declararam-se "muito interessados" ou "moderadamente interessados" pelas novas descobertas médicas. 

No entanto, os Estados Unidos parecem relativamente bem colocados no que se refere à "educação científica informal". Assim, perto de 60% dos norte-americanos já visitaram um jardim zoológico, um aquário, um museu de história natural ou de ciências e de tecnologias, e um terço opina que a ciência e a tecnologia devem beneficiar de mais investimentos. 

Por sua vez, perto de 90% dos participantes no inquérito consideram que os cientistas "ajudam a resolver os problemas difíceis" e "trabalham para o bem da humanidade", sublinha John Besley, professor adjunto de relações públicas na universidade do estado do Michigan, que analisou os resultados da sondagem.
Realizado de dois em dois anos, este inquérito está incluído num relatório de ciência e engenharia que a FNC envia regularmente ao Presidente e ao Congresso. 

Besley apresentou os resultados deste inquérito à conferência anual da Associação Americana para o Avanço da Ciência (AAAS), reunida em Chicago de 12 a 17 de fevereiro.


* A verdade é que a terra gira em volta da América.
80 milhões de boçais e ignorantes. A América é grande em tudo.


.
.
 DE OLHOS EM BICO



.
.
 D. VALENTIM/8

 
.
.


  8 - CIENTISTAS E
APOCALIPSE

video


Este documentário maravilhoso apresentado há alguns anos pelo History Channel, banido de diversos provedores, possui uma pesquisa profunda para uma situação pós-catástrofe. O objetivo do vídeo não é criar pânico algum, mas levar à reflexão de situações que experimentamos sejam elas climáticas, espaciais, sísmicas entre outras. Se puder, mantenha-o nos seus arquivos.


.
.
HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Passos: 
"Eu como gestor sempre me dei bem 
com a avaliação de desempenho"

Pedro Passos Coelho defendeu hoje o critério de avaliação de desempenho em casos de despedimento por extinção do posto de trabalho, fazendo uso da sua experiência de gestão em empresas privadas. 

“Eu como gestor sempre me dei bem com a avaliação de desempenho”, afirmou esta manhã o primeiro-ministro, numa resposta ao Bloco de Esquerda durante o debate quinzenal com o Governo na Assembleia da República. “Em várias empresas que administrei, a avaliação de desempenho foi sempre um critério objectivo para melhorar resultados e poupar nos resultados de exploração.”

Passos Coelho acrescentou ainda que as empresas portuguesas que “pretendam ser mais produtivas” possam também passar a utilizar processos de avaliação de desempenho.

A intervenção serviu como resposta a Catarina Martins, líder do Bloco de Esquerda, que questionou o Executivo sobre o número de empresas em Portugal que tem instalados mecanismos de avaliação de desempenho, argumentando que a maioria dos despedimentos acabarão por ser executados sob o terceiro critério: despedir o trabalhador que tem o salário mais elevado.

Novos critérios para despedir
O Governo português aprovou ontem em Conselho de Ministros os novos critérios para despedimento por extinção de posto de trabalho. Quando tenham que escolher entre pessoas com a mesma função neste tipo de despedimentos, as empresas terão que utilizar, em primeiro lugar, a avaliação de desempenho. Só que a lei não regulamenta a avaliação de desempenho, o que se por um lado dá mais margem ao empregador, por outro abre a porta a procedimentos díspares.

Apesar de os juristas contactos pelo Negócios terem dúvidas sobre esta matéria, o ministro garantiu que não é possível criar um sistema de avaliação só para despedir. "Se a empresa iniciou o processo de extinção de posto de trabalho, e não tem avaliação, não pode avaliar nesse momento em concreto porque os critérios têm que ser conhecidos previamente pelo trabalhador", sustentou. Nesse caso, passa-se aos critérios seguintes. A antiguidade, que hoje prevalece, é remetida para último lugar e os primeiros critérios – habilitações ou salário – acabam por ter o efeito inverso: privilegiam os mais jovens.

Da proposta foi retirado o critério relativo à situação económica e familiar, que apesar de ter vindo a perder peso, era ainda um dos mais criticados.

* Como gestor foi fraquinho, mesmo muito fraquinho, nem as abébias de compadrio do Relvas lhe valeram. O padrinho Correia lá o ia safando.


.
.
 D. VALENTIM/7



















.
.


Helena Caspurro


Rio De Nuvens


video



.
.
HOJE NO
"DESTAK"

Trabalhadores dos impostos 
denunciam situação "degradante 
e desqualificante" da atividade 

O Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos (STI) decide até final do mês "formas de ação", que "poderão passar" por uma nova greve, em protesto contra a situação "completamente degradante e desqualificante" vivida na Autoridade Tributária e Aduaneira. 


"Neste momento, e face à ausência de respostas da tutela aos nossos pedidos, estamos a ponderar outras formas de ação que vão ser discutidas nas reuniões que temos agendadas com todos os dirigentes do sindicato até ao final do mês. Aí, vamos tomar decisões sobre esta matéria que poderão passar pela greve, não pomos nada de lado neste momento", afirmou o presidente do sindicato, Paulo Ralha, em declarações à agência Lusa. 

Em causa está a situação denunciada, a vários níveis, pelos trabalhadores da Autoridade Tributária e Aduaneira (ATA) e que afetam desde as condições das instalações onde laboram, aos equipamentos e falta de recursos humanos, cortes salariais e problemas de segurança.

* Esta denúncia é absolutamente verdadeira.


.
.
 D. VALENTIM/6


.
.
 TESTANDO A PISTA

video



.
.

HOJE NO
"i"

Atlas genético inédito. 
À caça da história no ADN

Investigadores europeus desenvolveram método que permite mapear cruzamentos genéticos na história recente. Mapa já está online

É uma novidade para espreitar em dia de S. Valentim, mas Garret Hellenthal, um dos investigadores por detrás do primeiro atlas das misturas genéticas à escala global, divulgado ontem ao final do dia, admite que alguns cruzamentos como os que resultaram das invasões terão sido pouco românticos. "Esperamos que tenha havido histórias de amor mas em alguns casos é pouco provável." 


Em causa está um mapa produzido por cientistas do Instituto Max Planck, na Alemanha, e das Universidades de Oxford e College London, no Reino Unido, com base num software que permite vasculhar no ADN à procura de segmentos que resultaram do cruzamento de grupos populacionais distintos, identificando as origens e as datas dos primeiros acasalamentos. Desta forma, e num processo que dizem ser relativamente simples, torna- -se possível verificar no ADN aquilo que vem nos livros de história. Mas mais que uma revisão da matéria, explicam na revista "Science", um dos objectivos é aprofundar resultados e perceber se podem ajudar a compreender algumas doenças e se é vantajoso incluir populações distantes nos estudos clínicos. 

"Definitivamente é andar à caça da história no ADN", explicou ao i Hellenthal, investigador em Londres. A ideia do software partiu de estudos em que mostraram ser possível distinguir indivíduos de diferentes países com base em alguns trechos do ADN. "Começámos a pensar se isto poderia ser aplicado ao passado para perceber como é que diferentes grupos se cruzaram para formar as actuais populações e quando é que isso aconteceu." 

É isso que consegue fazer Globetrotter, que para já analisou amostras de ADN de 1490 indivíduos de 95 populações, o que permitiu datar cruzamentos nos últimos 4500 anos ou 160 gerações. No mapa disponível em admixturemap.paintmychromosomes.com Portugal não aparece e o investigador do College London diz que não foi por esquecimento mas por não haver dados comparáveis. "Infelizmente não conseguimos obter amostras de portugueses com as mesmas variantes que usámos", justifica. 

Para encontrar marcas dos cruzamentos, os cientistas não usam todo o genoma mas 474 491 marcadores genéticos, ou segmentos de letras de ADN. A boa notícia é que o atlas não ficará encerrado com este trabalho. "Seria interessante incluir populações de outros países, como Portugal, e como planeamos disponibilizar gratuitamente o software poderemos ser nós a fazê-lo ou outros." 


Um dos resultados mais surpreendentes por agora foi descobrir como a expansão do império mongol é visível no ADN de populações: não só dos paquistaneses hazara, como já tinha sido demonstrado - aliás um dos factóides da genética é que 0,5% da população mundial será descendente do líder mongol Gengiscão - mas em seis outras populações, a mais distante na Turquia, com marcadores que sugerem enlaces na altura em que Gengiscão mandava na Eurásia. Outra foi a conclusão de que o povo tu, na China moderna, terá resultado do encontro entre chineses e europeus antepassados dos gregos, que coincide com viagens pela rota da seda no século ii.

Em matéria de saúde, as doenças raras são as que geram mais interesse, já que se pensa que terão uma origem recente, explica o investigador. "Podem ter sido particularmente afectadas pelo tipo de cruzamentos que identificámos." 

* VIVA A CIÊNCIA


.
.
 D. VALENTIM/5

















.
.


 4.TORRES



FANTÁSTICAS


CASCADING

CYLINDRIC

TOWER








Para um próximo projecto para a Canary Wharf Development em Londres, o estúdio Suiço Herzog & De Meuron criou e apresentou 'Fase Um' do projecto de desenvolvimento urbano. 
O plano principal  apresenta  uma torre cilíndrica com multi-andares cujos apartamentos são destacados por se sobreporem num caos organizado. 

A torre arranha-céus residencial será um dos cinco edifício que a Canary WharfDevelopment se propõe criar.

Trabalhando em conjunto com o estúdio de projectos Stanton Williams, situado em Londres, o estúdio de projectos Suiço propôs 884 casas para a zona, enquanto uma outra firma de projectos Allies e Morrison projectou dois edifícios de escritórios para firmas de tecnologia, de mídia criativa e de telecomunicações.
O projecto total chamado de 'Mixed-Use Development' quando estiver concluído fornecerá 3.000 unidades para residência e 240.000 metros quadrados de espaço para escritórios comerciais.
.
.

HOJE NO
"A BOLA"

Sauber contrata Simona De Silvestro
 para piloto de testes

A Sauber anunciou, esta sexta-feira, que contratou a suíça Simona De Silvestro para ser piloto de testes, com a possibilidade de vir a ganhar um lugar efetivo na equipa em 2015.
A piloto, de 25 anos, mudou-se para os Estados Unidos há sete anos, tendo competido na Formula BMW, no Campeonato Atlântico e, nos últimos quatro anos, na IndyCar Series. Em 2010 foi eleita rookie do ano.

«Depois de quatro anos na IndyCar, a ambição da Simona é a de se estrear na Fórmula 1 em 2015. Vemos nela uma piloto muito talentosa e vamos apoia-la no caminho para o topo do automobilismo», referiu a diretora-geral da Sauber, Monisha Kaltenborn.

Simona, por sua vez, assumiu tratar-se de um grande passo para atingir o maior sonho da sua vida: «Por isso, estou muito feliz por ter esta oportunidade com uma grande equipa como a Sauber.» 

* Somos de opinião que a F1 devia ter mulheres pilotos, mas este desporto ainda é terreno minado pelo machismo. 

.
.
 D. VALENTIM/4





.
.

TECNOLOGIA

video



.