quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA



.

.


  O QUE NÓS


APRENDEMOS!








.
.

DEMOCRATA










.
.

 NUVEM


INFORMÁTICA





NR: Um vídeo esclarecedor, para quem está num país  que não o Brasil,  deve seguir os procedimentos adequados aos padrões nacionais.



.
.
HOJE NO
"DESTAK"

Portugal vai participar em exercício NATO
. em 2015 com mais de 20 mil militares

 Portugal, Espanha e Itália vão acolher mais de 20 mil militares em 2015, enquanto anfitriões de um exercício da Aliança Atlântica, divulgaram hoje dirigentes da NATO.


 "Temos a boa notícia de já termos comprometidas mais de 20 mil pessoas, e, mais do que isso, temos o compromisso de capacidades cruciais, pelo que vamos conseguir o melhor deste exercício", afirmou o comandante supremo de transformação da NATO, o francês Jean-Paul Paloméros, durante uma conferência de imprensa, depois de uma reunião de dois dias dos chefes militares aliados. 

 O objetivo do exercício vai ser, entre outros, o de testar as capacidades da Força de Reação Rápida da NATO, em função de 2016, ano em que Espanha vai ter a responsabilidade da componente terrestre desta força. 

* Cowboyada...

.
 .
.
XII- O UNIVERSO


5 - GRAVIDADE









.
.
HOJE NO
"i"

Maddie. 
PGR recebeu pedido de auxílio judiciário
 de autoridades britânicas

A Procuradoria-Geral da República (PGR) revelou hoje que recebeu um pedido de auxílio judiciário das autoridades britânicas para realizar investigações em Portugal sobre o desaparecimento da criança inglesa Madeleine McCann, em maio de 2007, no Algarve.  


Uma informação enviada à agência Lusa refere que "deu entrada na PGR o original do pedido de auxílio das autoridades britânicas", após o qual foi analisado antes da execução do pedido de diligência. 
 Esclareceu a PGR que o pedido formulado pelas autoridades britânicas "será agora remetido ao tribunal competente". 

* As autoridades inglesas têm tido no caso Maddie um comportamento execrável desde Gordon Brown, ridicularizaram investigadores portugueses e agora pedem batatinhas. Apesar de termos com os ingleses uma aliança secular, não nos esquecemos do "mapa cor de rosa", devemos ser superiores, portarmo-nos com a dignidade que o rapto e talvez morte de uma criança merece.

..
.



Maysoon Zayid

Eu tenho 99 problemas...
a paralísia é apenas um 

.  


 "Eu tenho paralisia cerebral. Estou sempre a tremer" — anuncia Maysoon Zayid no início desta palestra estimulante e hilariante. (A sério, é hilariante.) "Sou como a Shakira e o Muhammad Ali, juntos." Com graça e inteligência, a comediante árabe norte-americana leva-nos numa viagem pelas suas aventuras como atriz, comediante de "stand-up comedy", filantropa e defensora dos deficientes.


 .


.


HOJE NO
"A BOLA"

 Dulce Félix eleita segunda 
melhor atleta da Europa

A portuguesa Dulce Félix, do Benfica, foi eleita a segunda melhor atleta europeia de dezembro passado, apenas batida pela francesa Sophie Duarte, campeã da Europa de corta-mato.

Durante o referido mês, Dulce Félix foi medalha de bronze no Europeu de corta-mato e venceu a São Silvestre de Lisboa.

 * Grande atleta.


.

HENRIQUE MONTEIRO

.








Pela coadoção gay, contra a adoção 

Em princípio sou contra referendos. Ou melhor, só os acho admissíveis em coisas muito concretas e que digam respeito à vida material de pequenas comunidades. 

É fácil um referendo num condomínio, num bairro, numa freguesia, numa autarquia (e mesmo assim nem sobre qualquer assunto). Num país, e sobre assuntos gerais, para mais fraturantes, é um erro. 

Esta minha convicção baseia-se no seguinte aspeto do referendo: não admite negociação nem consensualização de propostas; pelo contrário, presta-se à maior demagogia e populismo. E quem tem um espírito livre nem sempre está disposto a um simples sim ou não. 

Vejamos o caso da adoção gay (e sei que a minha posição é difícil de explicar). Eu sou a favor da coadoção e contra a adoção. Porquê? Não será isto bizarro? 

Não me parece, por um motivo essencial. Se um casal gay tem filhos (naturais, por exemplo) e com eles coabita, é natural que se um membro desse casal falecer (ainda que seja o pai ou mãe natural) deixe os filhos à guarda do cônjuge ou coabitante. Mais: em tempos (há mais de 20 anos) insurgi-me contra um tribunal que recusava entregar os filhos a um pai com a única alegação de este ser homossexual (quando, a alternativa era a mãe que tinha vários problemas, incluindo com a Justiça). No caso da coadoção, o Estado, por via legal, limita-se a reconhecer uma situação de facto. 

 Diferente é o Estado ter à guarda crianças institucionalizadas e uma lei obrigar a que não haja qualquer distinção entre núcleos familiares heterossexuais, homossexuais e monoparentais em matéria de adoção. Aqui, o Estado não está a proceder naturalmente, mas a criar uma situação não natural (de engenharia social) por via da lei. Em consciência sou contra. 

De qualquer referendo, quer responda sim ou não à coadoção, retirar-se-á sempre ilações políticas (erradas, do meu ponto de vista) para a adoção. 

Se me coubesse votar no Parlamento, seria contra o referendo, a favor da coadoção e contra a adoção homossexual. Serei o único a pensar assim? Não creio. Não acredito que toda a gente seja tão simplista como os nossos partidos querem crer. 

 IN "EXPRESSO"
17/01/14


.
.



 69.UNIÃO




EUROPEIA







.
.
HOJE NO
"AÇORIANO ORIENTAL"

Mulheres têm menos acidentes mas
 estão mais sujeitas a doenças profissionais

As mulheres têm menos acidentes de trabalho mas estão mais sujeitas a doenças profissionais e à dificuldade do seu reconhecimento, revelam vários estudos que vão ser divulgados hoje e na sexta-feira na Faculdade de Psicologia da Universidade do Porto.
 
“Os homens são mais vítimas de acidentes de trabalho, mas as mulheres têm, pelo tipo de exposição a certos riscos, mais doenças profissionais. Os dados estatísticos nacionais e europeus mostram claramente esta diferença”, adiantou à Lusa Marianne Lacomblez, professora daquela instituição e coordenadora do Seminário “Eles e Elas no emprego e no trabalho: questões de justiça e de saúde”.
Em causa estão “lesões musculoesqueléticas” provocadas por “trabalhos repetitivos” e ainda “dificilmente reconhecidas pelas empresas”, pelo que o objetivo do encontro na Faculdade de Psicologia é reunir profissionais de várias áreas em torno desta abordagem “pouco trabalhada e valorizada” da desigualdade de género, explicou a docente.

“O problema maior é que existe um estereótipo que diz que as mulheres têm trabalhos com menos arriscados. Não é verdade. Não são os mesmos riscos, mas também há riscos importantes no trabalho das mulheres. Isso vê-se também com as doenças”, alertou Laurent Vogel, responsável pela investigação sobre temas de saúde laboral do Instituto Sindical Europeu (ETUI – European Trade Union Institute).

O representante do ETUI explica que, analisando as doenças das trabalhadoras, se encontram “muitas coisas relacionadas com o seu trabalho”, nomeadamente “muitos transtornos musculoesqueléticos”.
“Estamos a falar de dores ou patologias das articulações devido a movimentos repetitivos. É muito comum nas trabalhadoras”, descreveu.

De acordo com Laurent Vogel, “muitas vezes as instituições negam” as patologias femininas.
“Reconhecem mais facilmente a doença de um homem que trabalhou na construção civil do que de uma enfermeira ou trabalhadora da limpeza”, afirmou.

“A tendência geral na Europa é que a divisão de trabalho entre homens e mulheres nunca é neutra. Essa divisão significa, em geral, uma invisibilidade dos problemas de saúde das mulheres. E isso significa menos prevenção para as mulheres”, vincou.

Também Marianne Lacomblez alerta que, para elas é “particularmente difícil dar a ver os riscos que correm e avançar com os processos de declaração de doença profissional”.
“Os casos de reconhecimento de doença profissional são inferiores à realidade”, afiançou.

Daí a realização de um seminário com o objetivo de “reunir pesquisadores, docentes, estudantes e representantes de organizações sindicais e profissionais da área da saúde ocupacional que pretendem estar mais atentos à exposição diferenciada dos homens e das mulheres aos riscos profissionais”, esclareceu Marianne Lacomblez.

“Temos sobretudo homens no setor da construção civil e mulheres na indústria ou setores que recorrem a um trabalho repetitivo, com ritmos intensivos que provocam lesões musculoesqueléticas”, descreveu.
“Podemos ver nas estatísticas claramente um número muito superior de mulheres que sofrem deste tipo de doenças profissionais”, destacou.
O tema “Mulheres Trabalhadoras e as doenças musculoesqueléticas” serve precisamente de mote para a intervenção de Paula Sobral, da CGTP, na sexta-feira às 11:30.

As restantes apresentações vão falar de assuntos como “A dimensão do género no reconhecimento das doenças profissionais na Suíça”, “Incorporar a análise de género na avaliação de riscos” ou “Mulheres e doenças profissionais na Bélgica”.

* O nosso profundo respeito às mulheres!



.
.


ALTA FINANÇA
























.
.


5- A VIDA NA 


IDADE MÉDIA





Mike Loades, historiador e especialista em armas, vai nos levar através do mundo medieval, numa viagem cheia de ação e emoção. Separaremos os mitos da realidade e teremos a experiência de viver, trabalhar e lutar durante esta época extraordinária.



FONTE:ConradZiegfried 


.
.
HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Prémios do Euromilhões passam
 a ser pagos por transferência

Os prémios de todos os jogos sociais do Estado entre 150 e 5.000 euros vão ser pagos através de transferência bancária a partir do próximo domingo, informou hoje a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

O modelo único de pagamento de prémios entra em vigor na próxima semana, "numa estratégia de modernização e unificação de procedimentos", justifica a entidade, que salienta como vantagens do novo método a segurança, a rapidez e a comodidade.


A partir do novo método os apostadores de jogos como o euromilhões, totoloto ou totobola que ganhem um montante acima de 150 euros e abaixo de 5.000 só têm de fornecer o número de conta no estabelecimento onde compraram o boletim premiado (ou outro) e o dinheiro é creditado "num limite máximo de 72 horas úteis", diz a Santa Casa.

Até agora, para montantes idênticos os mediadores passavam uma ordem de pagamento e o apostador tinha de ir a um banco. Acima de 5000 euros vai continuar a ser necessário, como o é agora, a presença do apostador.

O novo sistema "acumula ainda uma grande mais-valia bilateral ao apostador e ao mediador na medida que garante maior segurança e comodidade para o primeiro, evitando deslocações desnecessárias e transporte do valor do prémio, e aumento de eficácia para o segundo, uma vez que reduz drasticamente os processos administrativos, diminuindo custos e tempo despendido com remuneração de prémios", segundo Fernando Paes Afonso, administrador executivo do Departamento de Jogos e vice-provedor da Santa Casa.

Para os que jogam "online" a página na internet dos jogos da Santa Casa já exige o número de identificação bancária (NIB).

* Milhonex

.
.


Rita Guerra


No meu canto





.
.
HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Brasil terá 160 milhões de pessoas
 na classe média em 2016

Em 2016, a classe média representará 75% da população brasileira.

O Brasil terá daqui a dois anos, até final de 2016, 160 milhões dos seus habitantes na classe média. A previsão foi apresentada em Davos, na Suíça, durante uma sessão do Fórum Económico Mundial, por Ricardo Villela Marino, chefe-executivo para a América Latina do Banco Itaú-Unibanco, do Brasil.
 .
Segundo Marino, o número de brasileiros que já conseguiram e vão conseguir até ao final de 2016 fugir da pobreza, representará, nessa altura, 75% de toda a população do país. 


Atualmente, de acordo com dados do IPEA, Instituto de Pesquisa Económica Aplicada, o Brasil tem 121 milhões de pessoas na classe média, o que significa que, para a estimativa do banco se confirmar, 39 milhões de pessoas terão que sair da pobreza nos próximos 24 meses.
Marcelo Neri, ministro brasileiro de Assuntos Estratégicos, reforçou a previsão de Marino revelando dados sobre a saída em massa de milhões de brasileiros das classes D e E.

Segundo Neri, entre 2003 e 2013, 54 milhões de pessoas subiram de classe, das D e E para a C e da C para as B e A.
De acordo com os parâmetros definidos pelo governo brasileiro, fazem parte da classe média famílias cujos membros têm um rendimento per capita entre os 90,9 euros e os 318,4 euros mensais.

Mais 39 milhões de pessoas nessa situação significam, como foi realçado aos participantes no Fórum, formado por governos e investidores de todo o mundo, mais consumo, mais crescimento, mais oportunidades e, claro, mais estabilidade política. 

* Ficamos felizes pelos brasileiros, tristes pela pulverização da classe média portuguesa.


.
.


Hans Klok


15 Grandes Ilusões

em 5 minutos





.

ONTEM NO
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

Transferência de competências e meios 
previstos na reforma administrativa 
Câmara de Lisboa assina acordo 
com 18 das 24 juntas de freguesia 

 A Câmara Municipal de Lisboa assinou hoje um acordo, com 18 das 24 juntas de freguesia e o Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública (SINTAP), para a transferência de competências e meios previstos na reforma administrativa. 

 À assinatura do acordo tripartido, que aconteceu à tarde nos Paços do Concelho, faltaram representantes das juntas presididas pelo PSD (Areeiro, Avenidas Novas, Belém, Estrela e Santo António) e pelo PCP (Carnide). 


O presidente da Junta de Freguesia do Areeiro, Fernando Braamcamp (PSD), chegou a estar no local, mas acabou por se ausentar antes da assinatura do acordo, celebrado no âmbito da transição de recursos humanos que acompanham a atribuição de novas competências às juntas de freguesia, prevista na reforma administrativa da cidade. Entre estas novas competências estão, por exemplo, a varredura das ruas e a gestão de algumas bibliotecas. 

O vereador social-democrata António Prôa, à margem da assinatura, explicou aos jornalistas que os cinco presidentes de junta “entendem que é precipitada a assinatura, para já, deste acordo tripartido”. “[Estes autarcas] têm algumas dúvidas relativamente ao conteúdo do acordo, que tem que ver no essencial com a transferência de pessoal da câmara para as juntas de freguesia”, disse. António Prôa lembrou que, “dos 13 sindicatos envolvidos, apenas um assinou”, considerando que “há um conjunto alargado de trabalhadores que, aparentemente, não estarão de acordo com o conteúdo do tal acordo tripartido”. 

 “É preciso salvaguardar com segurança as condições que estão ali descritas”, defendeu. O vereador social-democrata sublinhou que “o PSD continua comprometido com esta reforma, mas para continuar comprometido tem que estar também envolvido”, reiterando que “este ato hoje seria uma precipitação, porque ainda não há dados suficientes para que os presidentes se sintam seguros da assinatura do acordo”. 

Na cerimónia de assinatura, o presidente do município, António Costa (PS), sublinhou “a importância do acordo”, que faz parte de uma reforma que tem “como objetivo fundamental melhorar a qualidade do serviço público”. O autarca recordou que o acordo hoje assinado “garante direitos adquiridos a quem já os tinha e estende-os a quem não tem”.

 O PSD lidera cinco das 24 juntas de freguesia da capital, enquanto o PS preside a 17, o PCP a uma e o movimento Parque das Nações por Nós a outra. Além dos presidentes de junta do PSD, o presidente de junta de Carnide, eleito pela CDU, recusou-se a assinar o acordo. "Não vamos assinar, não vamos assinar, não vamos assinar", afirmou o presidente daquela junta de freguesia, Fábio Sousa, opondo-se ao acordo e mostrando-se solidário com os sindicatos.

* O tempo dirá se António Costa tem razão.

.
.



DOUTRO SÉCULO



ESTES 
PUBLICITÁRIOS

















.
.
HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Liberdade no mundo recuou
 pelo oitavo ano consecutivo

O estado da liberdade no mundo declinou em 2013 pelo oitavo ano consecutivo, conclui hoje a organização Freedom House, que destaca ainda o fenómeno do 'autoritarismo moderno', mais subtil e mais eficaz do que o tradicional.
 .
No seu relatório anual, intitulado 'Liberdade no Mundo 2014' e hoje divulgado, a organização de defesa da democracia escreve que no ano passado 54 países registaram declínios das suas liberdades, enquanto 40 tiveram ganhos.


"Pelo oitavo ano consecutivo, o relatório 'Liberdade no Mundo' registou mais declínios na democracia no mundo do que ganhos, o mais longo período do género nos 41 anos de história do relatório", pode ler-se no documento. 

No prefácio do relatório, que analisa as liberdades políticas e civis em 195 países e 14 territórios, o vice-presidente de investigação da Freedom House, Arch Puddington, lamenta que o último ano da vida de Nelson Mandela, "um verdadeiro gigante da luta pela liberdade", tenha ficado marcado por uma série de recuos perturbadores das liberdades.

Embora reconheça que a quebra não é severa, o responsável alerta que alguns dos países que recuaram são Estados económica ou estrategicamente significativos, cujas trajetórias políticas influenciam muito além das suas fronteiras, como o Egito, a Turquia, a Rússia, a Ucrânia, o Azerbaijão, o Cazaquistão, a Indonésia, a Tailândia ou a Venezuela.

O relatório recorda que o ano ficou também marcado por um aumento da lista de países afetados por guerras civis ou campanhas terroristas sangrentas: República Centro-Africana, Sudão do Sul, Afeganistão, Somália, Iraque, Iémen e Síria.

A organização sediada em Washington alerta no entanto para um fenómeno igualmente relevante: "a utilização de técnicas mais subtis, mas em última análise mais eficazes, por parte daqueles que praticam um 'autoritarismo moderno'".

Esses líderes, explica a organização, dedicam-se intensamente ao desafio de estropiar a oposição sem a aniquilar e de violar do Estado de Direito enquanto mantêm uma aparência de ordem, legitimidade e prosperidade.

Para estes regimes, é central capturar as instituições que protegem o pluripartidarismo político e dominar, não só os braços executivo e legislativo, mas também os media, a justiça, a sociedade civil, a economia e as forças de segurança, acrescenta a organização.

"Os nossos dados mostram que nos últimos cinco anos, os mais graves declínios na democracia se deveram a maiores restrições à liberdade de imprensa, aos direitos da sociedade civil e ao Estado de direito", disse Arch Puddington.

"Os limites aos média e ao debate público permitem às pessoas no poder ganhar eleição após eleição através da distorção do ambiente político antes da própria votação", acrescentou.
Este fenómeno, escreve a Freedom House, está a vingar em países como o Zimbabué de Robert Mugabe, na Venezuela de Nicolas Maduro, no Equador de Rafael Correa, na Rússia de Vladimir Putin, na Ucrânia de Viktor Yanukovych, na China ou na Turquia.


Apesar do tom marcadamente negativo, o relatório destaca alguns pontos positivos, como a melhoria das liberdades civis na Tunísia, "o mais promissor dos países da Primavera Árabe"; a realização de eleições bem sucedidas no Paquistão; as melhorias em países africanos como o Mali, Costa do Marfim, Senegal, Madagáscar, Ruanda ou Togo.

Além disso, sublinha o relatório, o número de democracias eleitorais aumentou em quatro, para 122, no ano passado, com as Honduras, o Quénia, o Nepal e o Paquistão a alcançarem a designação.

 * Porque as democracias se tornaram em cárceres???

.
.

COM O MAR NÃO SE BRINCA


 



.
.

HOJE NO
"RECORD"

Real Madrid novamente no topo
 da Money League 

Merengues líderes pelo 9.º ano consecutivo

O Real Madrid está novamente no topo da Money League, da consultora Deloitte, que avalia os rendimentos dos principais clubes europeus. Os merengues estão no lugar mais alto do pódio pelo nono ano consecutivo, um recorde, depois de registarem receitas totais na ordem dos 518,9 milhões de euros.

O rendimento da equipa de Cristiano Ronaldo resulta de receitas comerciais de 211,6 milhões de euros, que subiram 7.8 milhões (4%) em 2012/13, e de 188,3 milhões de transmissões televisivas, que cresceram 5,7 milhões (3%). O rival Barcelona manteve-se no segundo lugar, enquanto a temporada vitoriosa do Bayern de Munique catapultou os bávaros para o 3.º lugar, ultrapassando o Manchester United.

Um dos outros grandes destaques da lista é o 5.º lugar do Paris Saint-Germain, que quadruplicou as receitas para 398,3 milhões de euros desde 2010/11, incluindo 245,7 milhões de euros de receitas comerciais, a fonte mais elevada de sempre de um clube de futebol.

No total, a receita dos 20 primeiros chegou aos 5,4 mil milhões de euros na época passada, o que representa um aumento de 400 milhões de euros (8%), de acordo com a 17.ª edição da Football Money League.

* Slot machine

.


TANTO PARA

   FACILITAR  

COMO PARA

 

GRAÇA ACHAR














.
.
HOJE NO

"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Investigadores compararam Facebook a
. doença infecciosa em vias de desaparecer

Investigadores da universidade norte-americana de Princeton compararam a rede social Facebook a uma doença infecciosa que se espalhou e está agora em vias de desaparecer, podendo perder até 80% dos utilizadores até 2017. 
A conclusão é de dois estudantes de doutoramento em engenharia mecânica e aeroespacial daquela universidade e os resultados estão agora abertos a avaliação pelos pares antes de serem oficialmente publicados.

Baseando-se na expansão e posterior desaparecimento do MySpace, precursor do Facebook, John Cannarella e Joshua Spechlere estimam que a rede social mais importante do mundo, que reuniu mais de 1,1 mil milhões de utilizadores nos seus quase dez anos de existência, dirige-se para uma queda brutal.

"Está provado que as ideias, como as doenças, se propagam de forma infecciosa entre as pessoas, antes de morrerem, e isso foi descrito com sucesso pelos modelos epidemiológicos", escreveram os investigadores.

Os cientistas aplicaram um modelo epidemiológico modificado para descrever a dinâmica dos utilizadores das redes sociais, utilizando dados do Google que são do domínio público.
A conclusão do estudo é que o Facebook, cujas ações alcançaram na terça-feira os 58,51 dólares, alcançou o seu pico em 2012, e deverá agora "conhecer um rápido declínio", corroborando estudos segundo os quais os mais jovens utilizadores da rede social começaram a deixá-la em 2013.

"O Facebook deverá conhecer um declínio rápido nos próximos anos, diminuindo 20% face ao seu tamanho máximo até dezembro de 2014", escrevem os autores do estudo.
Segundo os investigadores, a rede social deverá perder "80% da sua base de utilizadores máxima entre 2015 e 2017".

Até agora, a rede parece estar de boa saúde e o aumento do preço das ações do Facebook fez de Sheryl Sandberg, a diretora de operações da empresa, uma milionária.
Mark Zuckerberg, de 29 anos, criador e presidente da empresa, tem uma fortuna estimada em 19 mil milhões de dólares.

* Apesar de nos considerarmos "infoimberbes" sempre considerámos o "feissebuque" como o caminho mais rápido para se perder a privacidade e se embrutecer, há quem fique muito rico com este fanatismo.


.
.


ABANANDO O CÉREBRO





.
.
HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Portugal vai ter de responder no
 Tribunal europeu por discriminação fiscal

Em causa está a tributação imediata aplicada a pessoas que pretendem sair de Portugal ou transferir os seus activos para fora do território. 
 .
A Comissão Europeia decidiu levar Portugal ao Tribunal de Justiça da União Europeia por discriminação dos contribuintes que deixam de ser residentes fiscais no país. A Comissão considera que as disposições portuguesas são incompatíveis com o direito de livre circulação consagrado nos Tratados.

JUSTIÇA DE LUXO
Em causa está o facto de, ao abrigo da legislação portuguesa, os contribuintes que deixam de ser residentes em Portugal serem "sujeitos a uma tributação imediata em caso de permuta de acções. Os contribuintes são igualmente sujeitos a tributação imediata em caso de transferência, para uma empresa localizada no estrangeiro, de activos e passivos relacionados com o exercício de uma actividade económica ou profissional".

De acordo com um comunicado divulgado nesta quinta-feira, a Comissão considera que essa tributação imediata "penaliza as pessoas que pretendem sair de Portugal ou transferir os seus activos para fora do território, na medida em que lhes reserva um tratamento menos favorável em comparação com o que é dado às pessoas que permanecem no país ou transferem activos internamente". Isto porque os contribuintes que deixam de ser residentes em Portugal são tributados com base no valor dos seus activos nesse momento, independentemente da evolução futura desse valor, ao passo que os contribuintes que continuam a residir no país são tributados apenas quando os activos são realizados, com base no respectivo valor no momento da realização.

A Comissão enviou a Portugal pareceres fundamentados em Novembro de 2009 e, depois, em Novembro de 2012, exigindo formalmente às autoridades portuguesas que alterem esta legislação. A resposta de Portugal aos dois pareceres fundamentados não foi considerada satisfatória, razão pela qual Bruxelas entrega agora o caso à justiça europeia.

* Portugal é pródigo em discriminações, no caso da pedofilia as vítimas é ficam a arder, as penalizações são bençãos, no caso da corrupção é o cidadão que paga as trafulhices, no caso da má governação e da má  fiscalização, os responsáveis arranjam tachos melhores, ex: Barroso, Constâncio e Guterres, para não falar do Silva, portanto a discriminação fiscal é mais uma na lista.

.
.
 SOBRANCELHAS












TIRE O MODELO



.