terça-feira, 7 de janeiro de 2014

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.


QUASE OFENDE







.
.


 O QUE NÓS


APRENDEMOS!




Dívida portuguesa 
foi das mais rentáveis

 A rentabilidade anual das obrigações do Tesouro ficou em 4º lugar no índice da Bloomberg para 2013, depois da Grécia, Irlanda e Espanha.

As obrigações do Tesouro (OT) deram em 2013 aos investidores em dívida soberana uma rentabilidade anual de 9,62%, segundo o Bloomberg Global Benchmark Sovereign Bond Index. Em 34 dívidas soberanas analisadas à escala mundial, a rentabilidade das OT situou-se em 4º lugar, depois das obrigações gregas, irlandesas e espanholas.
 .
Apesar de classificadas pelas agências de rating como dívida altamente especulativa, as obrigações gregas (reestruturadas em 2012) tiveram uma rentabilidade de 47,72%, a mais elevada naquele índice da Bloomberg. Seguiram-se Irlanda com 12,21%, Espanha com 11,41%, Portugal com 9,62% e Itália com 7,63%.
 .
Os piores retornos registaram-se com as obrigações britânicas e suíças, com rentabilidades negativas superiores a 4%. Os títulos do Tesouro norte-americano tiveram uma rentabilidade negativa de 3,37% e os Bunds (obrigações alemãs) de 2,05%.
.
O longo braço do BCE
O interesse de muitos investidores internacionais - para além dos domésticos, suscetíveis de serem cativos através de políticas de "repressão financeira" - em transacionar dívida soberana dos periféricos da zona euro, apesar do seu rating especulativo ou próximo em alguns casos, ou no grau médio inferior das notações de crédito, deriva da célebre frase de Mario Draghi, o presidente do Banco Central Europeu, no verão de 2012: "O BCE está pronto a fazer tudo o que for preciso para preservar o euro. E acreditem em mim, será suficiente" (26 de julho de 2012, discurso em Londres). 
 .
Draghi, em 2013, apesar das críticas do Bundesbank contra o "dinheiro barato", prosseguiu com a política monetária convencional de cortes nas taxas diretoras (uma em maio e outra em novembro, fixando em novo mínimo histórico de 0,25%) e afirmou em julho uma "orientação futura" de política "acomodativa" por um "período prolongado".
 .
Riscos para 2014 
 Entre os riscos para o primeiro semestre deste ano com previsível impacto na dívida soberana, os analistas sublinham dois: o efeito nos EUA e global do tapering (redução) dos estímulos monetários mensais pela Reserva Federal norte-americana já sob a presidência de Janet Yellen e os resultados das eleições para o Parlamento Europeu em maio, no caso de poderem gerar crises políticas nomeadamente em alguns países periféricos da zona euro. Os analistas destacam dois casos mais sensíveis: Grécia e Itália. 

No caso de datas domésticas mais próximas, em janeiro deverá iniciar-se no âmbito do Eurogrupo a discussão da modalidade de saída de Portugal do plano de resgate que terminará em 17 de maio; e em fevereiro está previsto fechar formalmente a 10ª avaliação pela troika do programa de ajustamento e iniciar-se a 11ª, a penúltima. O IGCP, a agência de gestão da dívida portuguesa, deverá até à saída do plano de resgate proceder a emissões de divida obrigacionista sindicada que complementem o financiamento por via das tranches da troika, a "almofada financeira" de que dispõe atualmente (8 mil milhões de euros) e as subscrições dos novos tipo de Certificados de Tesouro.

IN "EXPRESSO"
01/01/14

. .
.

 MAZAL TOV


 


Road Head: Distracted Driving PSA (Parody) 

from TheMexicanHockeyLeague on Vimeo.


.
.
7-O MAIOR PRAZER










.
.
HOJE NO
"i"

O mau tempo continua a provocar
 danos de norte a sul do país

A Câmara de Ovar anunciou hoje que o ministro do Ordenamento e o secretário de Estado do Ambiente estarão esta quarta-feira no concelho para averiguarem os estragos causados pelo mau tempo e equacionarem medidas de urgência no Furadouro. 
O presidente da Câmara, Salvador Malheiro, admite que os prejuízos na costa de Ovar foram avultados e ainda estão a ser contabilizados, mas garante que "as autoridades superiores já foram sensibilizadas para a gravidade da situação" no concelho - onde há outras zonas ameaçadas, como a floresta de Maceda, mas os riscos são maiores em Cortegaça e na praia do Furadouro, onde vivem cerca de 2000 pessoas. 

Marginal da Foz do Douro fechada
A marginal da Foz do Douro , no Porto, estará fechada ao trânsito pelo menos até ao fim da tarde de hoje por prevenção e para que seja possível remover as "toneladas de lixo" que o mar galgou para terra.
A força das ondas, que na segunda-feira apanhou pessoas e carros, bem como deixou praticamente irrecuperável o restaurante da praia do Ourigo, não tem hoje o mesmo impacto, mas ainda assim, é preciso estar alerta.
O comandante da Polícia Municipal do Porto, Leitão da Silva, disse esta manhã à Lusa que "hoje está tudo mais pacífico", contudo, a agitação marítima é avaliada "a todo o momento com a autoridade marítima". 

Agitação do mar obriga à evacuação de escola primária em Gaia
Uma escola primária , frequentada por mais de meia centena de alunos, em Valadares, concelho de Gaia, foi hoje evacuada devido à agitação marítima e para "evitar o pânico", disse à agência Lusa o vice-presidente da Câmara Patrocínio Azevedo.
"Não se registaram feridos nem situações de alarme extremo, mas para evitar o pânico e uma vez que esta escola está junto à costa e o passadiço desta zona já foi destruído pela agitação do mar, decidiu-se prevenir com a evacuação das crianças", explicou Patrocínio Azevedo. 

Costa Caparica: restaurantes contabilizam prejuízos
Os restaurantes das praias da Caparica foram dos mais prejudicados pelo mau tempo dos últimos dias, quer devido à água que entrou nos estabelecimentos devido à forte ondulação, quer pela impossibilidade de estarem a funcionar. 


"Tive prejuízos provocados pela entrada de água no restaurante, que nos deixou sem energia elétrica, e vou ter ainda mais prejuízos porque estamos impedidos de trabalhar nestes dias", disse António Ramos, proprietário do restaurante "Barbas", na Costa da Caparica.
António Ramos disse que não tem ainda “uma estimativa dos prejuízos”, mas calculou que são “significativos”, não só pela água que entrou no restaurante mas também pelo facto de estarmos impedidos de trabalhar, são prejuízos significativos", acrescentou. 

Ericeira. Mar invade bar de praia e restaurantes
Um bar de praia e dois restaurantes da Ericeira , Mafra, sofreram danos significativos depois de terem sido atingidos pelas ondas durante a madrugada de hoje, informou o comandante da Proteção Civil municipal.
A Proteção Civil de Mafra fez hoje um levantamento dos estragos ao longo da costa do concelho, tendo verificado que o bar da praia do Algodio e o primeiro piso do restaurante da praia Sul "ficaram muito danificados" pelo mar, disse à agência Lusa Miguel Oliveira.
O mar destruiu vidros e causou estragos no mobiliário interior dos estabelecimentos, à semelhança do que aconteceu na sede do Clube Naval da Ericeira e no restaurante existente no primeiro piso do clube, na praia dos Pescadores. 

Proprietários de restaurantes na praia de Carcavelos contabilizam prejuízos
Vidros partidos, mesas reviradas, tetos caídos, areia e entulho são os principais estragos provocados pelo mar nos restaurantes e bares da praia de Carcavelos , em Cascais, aos quais os proprietários estimam prejuízos de milhares de euros.
O bar Fizz foi um dos que sofreu mais danos devido à força do mar esta madrugada, com a esplanada a ser engolida por ondas violentas.
"Há 30 anos que aqui estou e nunca vi nada assim. O mar já aqui tinha chegado algumas vezes, mas nunca com esta violência. Ainda não sei os prejuízos, será muito dinheiro certamente, mas estou à espera da avaliação dos técnicos", afirmou à agência Lusa o proprietário do bar, Paulo do Rosário. 

Proprietários de barcos danificados em Peniche fazem contas à vida
O empresário de restauração em Sintra António Gonçalves começa a perder a esperança de voltar a ter outra embarcação de recreio, depois de o mar ter destruído por completo a que tinha, em Peniche.
“O barco era o meu escape na folga semanal do restaurante e isto está tão mau que não sei se volto ao mar”, afirmou à agência Lusa.
A sua embarcação, uma das seis danificadas pelo mar na marina de Peniche, ficou totalmente destruída, tendo em conta os estragos no motor, na instalação elétrica e no casco.
Em causa estão prejuízos “grandes” que avalia em 20 mil euros e que lhe retiram a esperança de conseguir voltar a ter um barco para a pesca desportiva nos tempos livres. 

Vila Nova de Milfontes
Um restaurante em Vila Nova de Milfontes (Odemira), situado na praia do Farol, ficou parcialmente destruído, na segunda-feira à noite, devido à agitação marítima, disse hoje a presidente da junta de freguesia. 

A força do mar arrancou algumas das estacas que servem de suporte ao edifício, construído em madeira sobre o areal, tendo também levantado tábuas do soalho, relatou Anabela Gamito.
Segundo a autarca, o restaurante terá de “ser reconstruído”, uma vez que, “como está, é impossível continuar a funcionar”. 

Mar destruiu mobiliário urbano em Vila Praia de Âncora
O mar galgou na última noite vários locais da costa do concelho de Caminha, tendo destruído nomeadamente mobiliário urbano na freguesia de Vila Praia de Âncora , disse à Lusa fonte da Polícia Marítima local.
Naquela freguesia, precisou a fonte, registaram-se os maiores problemas, nomeadamente no litoral a sul, até ao Forte do Cão, em que o mar tem vindo a "comer" parte da duna dos Caldeirões.
O mar galgou ainda a marginal de Vila Praia de Âncora, mas acabou por não provocar prejuízos de relevo, além de levar "lixo e areia" para aquela avenida principal da freguesia, indicou a mesma fonte.

Marés vivas acarretam "elevado risco" para habitações em Esposende
O vereador da Proteção Civil na Câmara de Esposende, Maranhão Peixoto, admitiu hoje que há no litoral do concelho “pelo menos” três habitações com “elevado risco de serem atingidas” pelas marés vivas.
Mau tempo: "Elevados danos" em apoios de praia e na via pública em Matosinhos
A forte agitação marítima registada na segunda-feira causou, em Matosinhos, “elevados danos” em estruturas de apoio de praia e na via pública, mas não provocou vítimas, informou hoje a autarquia local.

* Muita cautela, desafiar o tempo é loucura.

.
.


IV-OS SETE


PECADOS CAPITAIS




3- A PREGUIÇA


video


.
.
HOJE NO
"A BOLA"

Elisabete Jacinto segura segundo 
lugar na Africa Eco Race
 

A portuguesa Elisabete Jacinto (MAN TGS) segurou, esta terça-feira, o segundo lugar na classificação geral de camiões da Africa Eco Race.

Com José Marques e Marco Cochinho como companheiros de equipa, Elisabete Jacinto fez o 10.º tempo do dia, entre carros e motos, novamente segunda nos camiões, batida pelo checo Tomas Tomacek (Tatra), líder da geral.

Tomacek fez mesmo o terceiro tempo da etapa, reforçando por isso o primeiro lugar nos camiões, tendo 1.15,31 horas de vantagem sobre a equipa portuguesa.

* Um grande resultado


.
.

4-SOBRE AS 



DROGAS


  ECSTASY

video


NR: Quando o tráfico e a tóxico dependência atiram tanta gente para a degradação e miséria, apresentamos-vos uma nova série sobre este melindroso tema. Cada um que tire as ilacções que achar por bem.


.
.
HOJE NO
"AÇORIANO ORIENTAL"

Supermercados argentinos vendiam 
bolos com rótulo que incluía cocaína

Um supermercado na Argentina colocou bolos à venda cujo rótulo anunciava entre os ingredientes 12 gramas de cocaína, o que provocou uma avalanche de reações irónicas nas redes sociais da Internet.
 
Os bolos estiveram à venda na cadeia francesa Carrefour, com mais de 500 lojas na Argentina, e que já pediu desculpas pela “piada de mau gosto” feita por um funcionário de um dos fornecedores.
VERDADEIROS

“Desejamos transmitir tranquilidade aos nossos clientes, assegurando que não existe qualquer componente estranho nos bolos da marca Carrefour”, lê-se num comunicado da empresa, que garantiu ter-se tratado de uma “adulteração de uma etiqueta”.

A adulteração resultou de uma “piada de mau gosto por parte de um empregado de uma empresa que fornece os bolos da nossa marca”, explicou a empresa, que referiu os controlos de qualidade que efetua.
"No céu, Pablo Escobar deve pensar: porque não pensei nisso antes", foi um dos comentários que surgiram no Facebook, enquanto no Twitter se leu “Para o Carrefour, a cocaína é legal”.

Outros utilizadores destas redes já questionaram qual pode ser o destino do funcionário, que terá iniciado a brincadeira.

* A verdade é que o consumidor não sabe quase sempre o que vai comer e a data limite de consumo, porque etiquetas e impressões podem ser alterados por empresários sem escrúpulos.


..

MANUEL TAVARES

.






Sempre os seniores

A ideia de que reformados e pensionistas representam um segmento social disponível para a poupança e, por isso mesmo, explorável para gastar não é nova. Antes desta crise se instalar com armas e bagagens (sobretudo armas, diga-se), bancos e seguradoras fartaram-se de vender os chamados serviços para seniores (nova designação dada à terceira idade), designadamente nos campos da saúde, da hospedagem e do lazer. 
 .
Tanto na esfera pública como na privada, cresceram que nem cogumelos instituições e empresas cujo foco era o de vender o que quer que fosse para tornar a velhice mais saudável, mais aprazível e, numa palavra, mais feliz.

Nesse tempo, que não vai assim tão longe, a economia agradecia porque essas poupanças dos seniores eram libertadas ajudando a criar riqueza e emprego.

Agora, em tempos de vacas magras, em que não conseguimos pagar o que devemos e, pior, a economia deixou de poder garantir a sustentabilidade dos sistemas sociais em que assenta o nosso modelo de sociedade, eis que o Estado, também ele, se volta para os reformados e pensionistas.
Porém, desta vez, não é para tornar reprodutivas as poupanças dos seniores e colocá-las ao serviço da economia e do bem-estar social. 

Desta vez, trata-se de confiscar essas poupanças para garantir a contenção da despesa do Estado e que o défice não sobe acima dos 4 por cento do PIB. Ou seja: parte das pensões e reformas, que eventualmente eram injetadas na economia para felicidade coletiva, é pura e simplesmente subtraída a esse antigo ciclo virtuoso do dinheiro porque o Estado deixa de pagar.

No plano político, que é disso que se trata, tão importantes quanto as medidas em si serão seguramente as razões e os argumentos que possam sustentá-las. Só para dar um exemplo: certamente que todos gostaríamos de ser elucidados quanto às razões que a Irlanda apresentou para sair do seu plano de ajuda financeira e regressar aos mercados com um défice de 4,8 por cento, enquanto nós parecemos agrilhoados a uma previsão de défice de 4 em vez de 4,2, sendo certo que são precisamente essas 2 décimas que vão provocar este suplemento de sacrifício entre os mais velhos.
Em boa verdade, só parece existir uma ideia clara: a de que temos de nos livrar da troika, custe o custar.

Acontece que uma ideia dessas carece de demonstração sobre os benefícios futuros que possa albergar. E não chegam proclamações sobre a soberania financeira recuperada a partir de maio. É preciso que essa soberania possa vir a ser usada politicamente para o melhor bem possível distribuído pela maior maioria possível de portugueses. Ora, nesta perspetiva, tirar aos rendimentos disponíveis dos seniores não parece a melhor ideia para a nossa economia. 

IN "JORNAL DE NOTÍCIAS"
04/01/14

.
.



 53.UNIÃO


EUROPEIA




















.
.

HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Hipermercados temem 
fim das promoções com nova lei

Distribuição e fornecedores em desacordo quanto aos efeitos da lei das práticas restritivas do comércio numa altura em que as promoções representam 27%do total de vendas.

Até ao final do primeiro semestre de 2013, 27% das vendas do sector da distribuição foram realizadas com base em campanhas promocionais, descontos em cartões, talões ou iniciativas como "leve três, pague dois".


Mas a Associação Portuguesa das Empresas de Distribuição (APED) receia que a entrada em vigor do novo regime aplicável às práticas individuais restritivas, em vigora a 25 de Fevereiro, ponha em causa esta tendência, levando a um aumento dos preços nos bens de grande consumo. 

* UMA TRETA.!!!! As empresas de distribuição comportam-se como vampiros em relação aos pequenos fornecedores, compram barato, exigem reposições anormais e pagam quase quando lhes apetece. Esta lei propõe-se regular um sector vampiresco. Não é por acaso que os donos da distribuição pertencem ao grupo dos "donos do dinheiro" em Portugal.


.
.

Ao largo

das Selvagens




















.
.


3-OS GATOS


video



.
.
HOJE NO

"CORREIO DA MANHÃ"

OVNI perturba aeroporto alemão

O objeto desapareceu dos radares ao fim de três hora sem ser identificado

Um objeto voador não identificado (OVNI), captado pelos radares locais, obrigou esta terça-feira ao cancelamento e adiamento de vários voos no aeroporto de Bremen, no norte da Alemanha, disseram fontes oficiais. 
 
OVNI LUSITANO
"Não sabemos o que era, mas alguma coisa era", disse um porta-voz da polícia local aos meios de comunicação social. De acordo com os controladores aéreos responsáveis pelo serviço do aeroporto de Bremen, o objeto desapareceu ao fim de três horas de presença nos radares, sem que pudesse ser identificado. 

Um voo procedente de Frankfurt foi cancelado, um aparelho de Munique com destino a Bremen foi desviado para o aeroporto de Hannover e um voo com origem em Paris (França) foi informado que devia abortar as operações de aterragem em Bremen, mas foi posteriormente autorizado a aterrar, com 15 minutos de atraso, de acordo com a agência Lusa.
As hipóteses mais prováveis das autoridades apontam para que fosse um drone ou um objeto semelhante a uma esfera, referiu a agência noticiosa espanhola EFE. 

* Agora que os drones vão ser comercializados à balda não vão faltar extraterrestres.

.

.



Rui Veloso e Mariza


Não Queiras Saber de Mim



video



.
.



HOJE NO
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

DECO alerta consumidores 
Não celebrem contratos 
com a empresa Luxo24 

A Deco alertou hoje os consumidores para não celebrarem contratos com a empresa de venda de artigos de relojoaria e joalharia Luxo24, na sequência de reclamações que recebeu sobre incumprimento de prazos de entrega e de reembolso. 

A Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor refere, em comunicado, que as situações que mais afetam os consumidores que lhe pediram ajuda são o “incumprimento de prazos de entrega” e os “atrasos e irregularidades nos reembolsos”. 



Segundo a Deco, a empresa “não cumpre a lei que determina o prazo máximo de 30 dias para reembolso em caso de indisponibilidade dos produtos e pressiona os consumidores a aceitarem créditos para futuras compras naquela empresa”. 

A associação adverte que “a situação tenderá a agravar-se com o desenrolar do processo de insolvência” da empresa. Apesar disso, o portal na Net da Luxo24 mantém-se operacional, adianta, salientando que, nos termos e condições do portal, consta agora uma outra empresa com sede na Alemanha como entidade vendedora. 

A Deco desaconselha “a celebração de qualquer contrato” com a empresa “dadas as condições contratuais abusivas em clara desconformidade com a lei e a conduta da empresa lesiva para os interesses dos consumidores”. 

A associação já denunciou a situação à Autoridade de Segurança Alimentar e Económica e exige “uma melhor fiscalização da atividade”. A empresa em causa ainda não emitiu qualquer reação pública. 

 * ALERTE AS PESSOAS DE QUEM GOSTA!



.
.


INOVAÇÃO





.
.
HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

4 mil reclusos fazem voluntariado
 nas prisões em 2012

Perto de 4.000 reclusos participaram em 2012 em 214 projetos de voluntariado nas prisões portuguesas, que envolveram 724 voluntários, segundo dados da Direção-Geral dos Serviços Prisionais (DGSP). 
 .
De acordo com os dados do relatório "Voluntariado em meio prisional", publicados no site da DGSP, foram realizados menos 21 projetos nesse ano face a 2011.

Os projetos, que deram origem a 4229 ações de voluntariado, foram promovidas por 95 instituições, abrangeram 46 prisões e envolveram 3.889 reclusos, refere o relatório.

"Apenas quatro estabelecimentos prisionais não registaram atividade nesta área", entre os quais o Estabelecimento Prisional Regional de Vale do Sousa e as zonas prisionais da Polícia Judiciária de Lisboa e do Porto, acrescenta.

Em média, participaram nas ações de voluntariados nove reclusos e dois voluntários.
Houve reclusos que participaram em várias projetos, totalizando 39.162 presenças nas 4.229 ações de voluntariadas realizadas em 2012.

Desde 2009, ano em que o voluntariado foi dinamizado com a implementação do Manual de Gestão do Voluntariado em Meio Prisional, os projetos realizados em meio prisional tinham vindo a crescer, passando de 74 em 2008, para 233 no ano seguinte e para 236 em 2010.

Em 2011 foram realizados 235 projetos de voluntariados nas prisões, número que desceu para 214 em 2010.
O maior número de ações (1.080) visou o "desenvolvimento de competências pessoais e sociais", seguindo-se o "desenvolvimento de atividades culturais e artísticas" (816), a "visita solidária" (593), a "oferta de bens" (468) e a "promoção do desporto e estilos de vida saudáveis" (391).

Do total dos projetos, 303 foram ainda dedicados ao relaxamento e meditação", 300 à "ligação com a comunidade de origem ou inserção", 248 ao "apoio a atividades educativas e formativas", 22 à "melhoria dos espaços prisionais" e oito projetivos foram de "apoio a necessidades jurídicas".

Em 31 de dezembro de 2012, as prisões portuguesas acolhiam 13.614 reclusos, dos quais 2.661 eram presos preventivos e 130 inimputáveis.

* Reclusos em acções de voluntariado, é digno de registo.


.
.
  
NÃO VÁ DESTA MANEIRA

PARA O TRABALHO
 


CHINELOS



MEIAS DE REDE



ROUPA DEMASIADO JUSTA 
E SAIA CURTA


CABELO MOLHADO




CALÇÕES DE GANGA



ROUPA TRANSPARENTE



CALÇAS JUSTAS E COM A ROUPA 
INTERIOR VINCADA


SNEAKERS



BONÉS






.
.
HOJE NO
"RECORD"

Corinna Schumacher: 
«Deixem a nossa família em paz»

Cansada do circo mediático junto ao hospital onde o marido está internado, Corinna Schumacher, mulher de Michael Schumacher, divulgou esta terça-feira um comunicado a pedir à comunicação social que deixe o seu marido e os médicos que o estão a seguir em paz. 
 .
"Por favor apoiem-nos na nossa luta comum com Michael. É importante para mim que dêem tranquilidade aos médicos e ao hospital para que eles possam trabalhar em paz. Confiem nas declarações deles e deixem a clínica, por favor. Deixem também a nossa família em paz", pode ler-se na nota assinada por Corina.

Recorde-se que as últimas informações clínicas dizem que o antigo piloto continua em estado crítico, mas estável. 

* Como nós a entendemos....Schumacher está a ser um negócio para os media.

.
.

 BREAK DANCE PIROTÉCNICA





.