sábado, 21 de dezembro de 2013

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.
SOZINHA NO AVIÃO
Só ela e o piloto.
Ele tem um ataque cardíaco e morre.
Ela, desesperada, começa a gritar por socorro: May Day! Help! Ajude-me! Socorro! Meu piloto teve um ataque cardíaco e morreu.
Eu não sei como pilotar. Ajude-me! Por favor me ajude!
Ela ouve uma voz no rádio dizendo pausadamente:

- Este é o Controle de Tráfego Aéreo e eu te escuto bem, alto e claro. Tenha calma. Eu vou falar com você através deste rádio e te trazer de volta ao chão. Eu tenho muita experiência com este tipo de problema. Basta ter muita calma. Já enfrentei vários.
Respire fundo.
Tudo vai ficar bem! Agora me dê a sua altura e sua posição.

Ela diz:
- Eu tenho um metro e setenta e dois e estou sentada no banco da frente.
- "OK", loirinha, diz a voz no rádio. Agora, repita bem devagar comigo:
” Pai nosso que estais no céu ..."


.


O QUE NÓS


APRENDEMOS!








.
.


6-HÁ SEMPRE




SOLUÇÃO





.
.
 CARUNCHOSO


.


 OS NORMAIS


 "É uma questão de química,
entende?"

Parte 3





.
.



5-HÁ SEMPRE




SOLUÇÃO





.
.


I-DISFUNÇÃO ERÉCTIL


11-EFEITOS DE
ENVELHECIMENTO

video


12-DIAGNÓSTICO/1


video



.
.


4-HÁ SEMPRE





SOLUÇÃO


 


.
.


 16.OS MESTRES


DO DINHEIRO



video


Como uma série de 1996 está tão actual, à parte algumas afirmações "datadas" tudo o resto ensina-nos a compreender o espírito da Troika. 

 FONTE: lucas84doc 


.
.



3-HÁ SEMPRE




SOLUÇÃO






.

CARLA HILÁRIO QUEVEDO

.



 
 
 
O meu reino 
por uma app

A ideia de aproximar o telefone do que nos interessa e deste modo preguiçoso obtermos a informação que queremos fascina-me

Quando há dias se falou de cozinhados natalícios, alguém sugeriu que devia haver uma app para saber quando é que o peru está pronto. Não sei se deva introduzir a questão, mas a partir de que momento começámos a comer peru no Natal? Mas voltemos ao que interessa. Com a app do peru, bastaria abrir o forno, aproximar o iPhone a uma distância segura, e logo a máquina dizia quanto tempo ainda faltava para o bicho estar no ponto. A ideia não parece tão estapafúrdia quanto o famoso iToilet, imaginado por George Costanza, na série Seinfeld, que usaria o GPS para indicar as casas de banho limpas próximas em qualquer parte do mundo. Curiosamente é a iToilet que existe, mas só se pode usar em São Paulo. Há uma iToiletFinder, mas temos de ir à Nova Zelândia. 

A app do peru, exoticamente imaginada por geeks portugueses, terá de ter em conta o mesmo mecanismo de catalogação que existe noutras aplicações, e assim incluir inúmeras variantes de peso e tamanho de perus. Talvez tudo se resuma, porém, a um cronómetro mais sofisticado com um aspecto shazamesco, mas que não passa de uma versão da App Cookit (0,89€), que tem a vantagem de nos permitir controlar vários tempos de cozedura ao mesmo tempo. Seja como for, a ideia de aproximar o telefone do que nos interessa e deste modo preguiçoso obtermos a informação que queremos fascina-me tanto quanto um truque de cartas impressiona uma criança. E porquê parar nos perus? Porque não inventar um Shazam das emoções humanas, por exemplo? No dia do lançamento da iLie, um detector de mentiras incorporado no telefone, até os fanáticos da transparência vão querer falar de privacidade. 

Mas até lá falemos de coisas boas. Duas, que entretanto descobri e que ando a explorar com entusiasmo. Uma é a app do "Times Literary Supplement" e a outra é a app do "Barrington Atlas of the Greek and Roman World", ambas concebidas para o iPad. Sobre a primeira, chamo a atenção para a excelente ideia do TLS por ocasião do seu lançamento. Durante o mês de Dezembro, o TLS oferece um iPad por semana à pessoa que melhor resumir a crítica a um livro num tweet de 140 caracteres. É com orgulho que anuncio que na semana passada ganhou Maria José Oliveira, portuguesa, com um tweet delicioso sobre "Green Hills of Africa", de Hemingway: "In the tall grass of the savannah, he saw an adjective. He aimed his rifle and shot it. Rain fell." Se quiser participar, não se esqueça de usar a hashtag #TLSAPP. Se tivermos em conta os milhares de participações, o concurso é um sucesso. Se metade tiver assinado uma subscrição do jornal, a ideia terá sido de arromba. Não sei os números, mas fui uma das novas assinantes. A app tem as imagens que faltavam na versão Kindle e junta a cada crítica uma etiqueta delicada, com pormenores de preço, etc., do livro recenseado. Daqui até haver um link demoníaco para a Amazon é um passinho. 

A outra app é dirigida a alunos e professores de Humanidades, aos que gostam de mapas e àqueles que querem ver por onde certas pessoas andavam em tempos antigos. Chama-se Barrington Atlas of the Greek and Roman World e merece os 17,99€ que custa. É uma obra colossal da Princeton University Press, onde tenciono passar o Natal e o fim de ano. Não tenham pena de mim. 

IN "i"
21/12/13


.
.

36.UNIÃO


EUROPEIA









.
.



2-HÁ SEMPRE


SOLUÇÃO


 

 .
.
6.FELIZ NATAL

video


.
.

 
 I- COMO TUDO


FUNCIONA
3-MOTOCICLOS

video



.
.


1-HÁ SEMPRE




SOLUÇÃO





 .
.

cantando ARY



Canção do Tempo

Luanda Cozetti e Mafalda Arnauth




.
.

HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS 
DA MADEIRA"

Partido Livre a 3.000 assinaturas de um
. congresso fundador a 31 de janeiro

O futuro Partido Livre, dinamizado pelo eurodeputado Rui Tavares, ex-Bloco de Esquerda, já garantiu 4.382 assinaturas, em contagem parcial, para a sua fundação, segundo a organização da sua assembleia constitutiva, realizada hoje, em Lisboa.

Ao mesmo tempo, o projeto de estatutos, entre outros documentos, foi hoje aprovado e contempla a instituição de vários "porta-vozes", consoante as temáticas e as ações em causa, bem como do "grupo de contacto" (órgão executivo), eleito por lista, e uma "assembleia" (órgão político entre "congressos"), "completamente aberta" e com "reuniões públicas", "combinando aspetos modernos e tradicionais de fazer política", segundo Tavares.

"Há uma proposta [para a data do Congresso fundador]: Será no dia 31 de janeiro, no Porto. Uma data simbólica, da primeira tentativa de instauração da República em Portugal, que foi falhada. Ao mesmo tempo, é um lembrete a nós mesmos de que estas coisas fazem-se, com voluntarismo. Podem resultar. Podemos falhar também. Há uma dimensão de risco que não pode ser ocultada", disse à Lusa o dinamizador do futuro partido político.

Uma papoila será o símbolo desta força política, identificável também pela letra "L" e que está agora a cerca de 3.000 assinaturas de cidadãos para poder formalizar, junto do Tribunal Constitucional, a sua formação (são necessárias 7.500).

"Uma contagem total seria impossível porque há muitos voluntários a recolhê-las (assinaturas), inclusivamente na diáspora. Temos uma ideia das que temos na mão e uma estimativa das que estão para chegar", esclareceu Rui Tavares.

* O país precisa de uma renovação partidária pois são os actuais partidos os centros nevrálgicos dos dislates nacionais, livres de qualquer resposabilização criminal. Agora é o"Livre", são precisos mais para banalizar os existentes.

.
.
SE NÃO HÁ CAMIÃO .....

CARRINHO DE SUPERMERCADO TAMBÉM DÁ!!!!


video



.
.
HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Piloto de voo da LAM 
despenhou-se "intencionalmente"

O comandante do avião moçambicano que se despenhou na Namíbia no final de novembro precipitou "intencionalmente" o aparelho contra o solo, provocando 33 mortos, sete dos quais portugueses, revelou o inquérito preliminar hoje divulgado. 
.
As caixas negras do avião comprovam que o comandante Hermínio dos Santos Fernandes tinha a "intenção clara" de fazer despenhar o avião que pilotava, indicou em conferência de imprensa João de Abreu, presidente do Instituto moçambicano da aviação civil (IACM).

As investigações preliminares à queda do Embraer da companhia de bandeira moçambicana LAM, em dia 29 de novembro, já tinham descartado a possibilidade de falhas mecânicas terem originado o desastre.

Na ocasião, João de Abreu, assegurou que os elementos retirados das caixas negras e do local do acidente, na Namíbia, revelaram a inexistência de falhas mecânicas no aparelho.

O acidente ocorreu na floresta da zona fronteiriça entre a Namíbia e o Botsuana, matando todas as 33 pessoas que nele viajavam - 27 passageiros e seis tripulantes. Entre as vítimas do acidente, havia sete portugueses, dois dos quais com dupla nacionalidade.

* Uma desgraceira!

.
.


ELEGÂNCIAS



 RIHANA


 ROONEY MARA



 JESSICA ALBA



 JESSICA BIEL



 KIRSTEN DUNST


 CAMERON DIAZ


 BEYONCÉ


 BLAKE LIVELY


 LEA MICHELLE


ANNE HATHAWAY


.
.
HOJE NO
"RECORD"

Belga tenta suicidar-se 
após controlo antidoping

O jovem ciclista belga Jonathan Breyne tentou suicidar-se na quinta-feira, depois de saber que tinha tido um controlo antidoping positivo a clembuterol, noticiaram vários jornais da Bélgica.

O ciclista, de 22 anos, teve uma "análise anormal" a 5 de novembro, durante a Volta ao Lago Taihu, na China. De acordo com familiares, Breyne tentou suicidar-se com uma grande dose de medicamentos, tendo sido internado num hospital de Gent. 

MILAGROSO...
Depois de ter passado uma noite em observação, o ciclista, que na última temporada correu pela Crelan (Continental Pro), recebeu alta. "Não compreendo.Não fiz nada. Sinto-me desanimado, desolado", disse, em lágrimas, a um jornalista do jornal La Dernière Heure, depois de saber do controlo positivo.

O clembuterol é uma droga de uso veterinário para o tratamento de asma em cavalos, mas funciona como broncodilatador e ajuda a criar músculo e queimar gordura. 

* É óbvio que o ciclista tem responsabilidades e sabe-se já muitoda utilização da substância indicada por atletas de várias modalidades, mas os principais agentes e que ficam impunes, são os dirigentes e técnicos que "traçam" a carreira dos atletas.


.
.
CLINTON
GRANDE JOGADOR





. .
.
HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Deficientes têm de avisar CP 48h 
antes de viajarem

Horário em que estas pessoas podem recorrer aos serviços da transportadora também é limitado. 

As pessoas com deficiência motora têm de avisar a CP com 48 horas de antecedência quando pretendem andar de comboio e não podem viajar a qualquer hora do dia. Marisa Lino, uma mulher de 29 anos residente em Alverca, denuncia a situação. 

Marisa sofre de artrogripose múltipla congénita, uma doença rara que lhe atrofia as extremidades do corpo, pernas e braços, obrigando-a a deslocar-se numa cadeira de rodas. Como vive em Alverca, e porque mora próximo da estação, a mulher elegeu o comboio como o seu transporte público de eleição, sempre que precisa de se deslocar a Lisboa.

Contudo, isso obriga a um planeamento das deslocações com pelo menos 48 horas de antecedência. E mesmo assim, nem sempre é garantido que realize a viagem sem problemas: Marisa já ficou esquecida numa carruagem.
"Já tive duas situações em que os revisores esqueceram-se de me fazer sair do comboio. Uma das vezes era para sair em Entrecampos, fui parar a Benfica, duas paragens à frente, noutra cheguei a Alverca e foi por segundos que não voltei para Sintra", contou à agência Lusa.

SITUAÇÃO DE INJUSTIÇA
Segundo Marisa, as situações foram prontamente resolvidas, mas decidiu mesmo assim reclamar junto da CP. Posteriormente, um revisor da empresa deixou-lhe uma mensagem no seu mural de Facebook, criticando a sua postura e aconselhando-a a ter apoio psicológico por ter um "problema mental".
Em nome do revisor, o Sindicato Ferroviário da Revisão Comercial Itinerante explicou que a atitude daquele funcionário da CP foi resultado da frustração sentida por entender que está a fazer o melhor trabalho possível e não compreender as reclamações apresentadas por Marisa.
Para Luís Bravo, do sindicato, a mensagem do revisor "é o desabafar de uma situação de injustiça", sublinhando que a utente "teve sempre toda a atenção" por parte dos revisores e funcionários das bilheteiras.
"Estes trabalhadores estão diariamente disponíveis para ajudar e não compreendem o descontentamento da Marisa face ao serviço da CP", apontou o sindicalista.
Segundo a CP, a mensagem deixada pelo revisor "está a ser alvo de averiguação interna" e "caso se comprove violação de dever laboral, serão retiradas as devidas consequências".

IMPOSSIVEL VIAJAR DEPOIS DAS 20H30
A 30 de setembro, Marisa fez um pedido junto da CP para, a 7 de outubro, poder ir a Lisboa assistir a uma aula de dança adaptada.
"A hora de ida de Alverca para Entrecampos marquei para por volta das três e tal da tarde. O regresso marquei para as 20h37. No dia seguinte, recebi a resposta por e-mail e foi-me negado essa viagem. Não pude viajar depois das 20h30 da noite", informou a mulher.
Segundo a própria, a explicação por parte da CP é que depois das 20h30 as bilheteiras estão fechadas e não há ninguém para colocar a rampa que possibilita o acesso ao comboio das pessoas em cadeiras de rodas. Marisa refere que o facto de não poder andar de comboio à noite limita as possibilidades de encontrar um novo emprego, de fazer uma formação ou até mesmo de sair à noite com os amigos.
De acordo com a empresa, não é possível prestar este serviço a todas as horas porque está dependente das "disponibilidades humanas e materiais" da CP. Foi ainda explicado que os recursos humanos não são iguais em todas as estações e que, por isso, há estações onde o serviço funciona até às 23h30. Contudo, há outras em que o "horário tem outras limitações".
Marisa Lino tem, assim, alguns desejos que gostava de ver cumpridos: poder viajar depois das 20h30, não ter de organizar a vida com 48 horas de antecedência e receber um pedido de desculpas pelos inconvenientes causados pela transportadora.

* Afinal a CP não está ao serviço do cidadão, porque um cidadão deficiente, que devia ser mais considerado, não pode frequentar um curso nocturno, porque um cidadão deficiente tem de prever por exemplo,  que um amigo ou familiar vai morrer dois dias depois porque 48 horas antes tem de avisar a CP que vai ao velório, este país democrático está recheado de ditadoreszecos.

.
.


 ADORÁVEIS 
CRIANÇAS













.
.

HOJE NO
"i"

Supremo Tribunal do Canadá declarou inconstitucionais leis contra a prostituição

As leis canadianas também proíbem a existência de bordéis e que uma prostituta comunique com um eventual cliente na rua, o que o Supremo Tribunal também considerou injusto para as prostitutas
 
O Supremo Tribunal do Canadá declarou na sexta-feira inconstitucionais as leis contra a prostituição e ordenou a sua alteração pelo parlamento nos próximos 12 meses. 


Os nove juízes do Supremo Tribunal consideraram, de forma unânime, que no Canadá “vender sexo por dinheiro não é um delito” e declararam que as atuais leis canadianas contra a prostituição colocam em perigo a vida das pessoas que cobram dinheiro por relações sexuais. 

No Canadá, a prostituição não é ilegal, mas as autoridades locais proibiram que alguém receba dinheiro por este meio. 

O Supremo Tribunal indicou que, apesar de o objetivo da lei ser evitar que as prostitutas sejam exploradas por proxenetas, ela “castiga, porém, todos os que vivem da prostituição sem distinção”.
As leis canadianas também proíbem a existência de bordéis e que uma prostituta comunique com um eventual cliente na rua, o que o Supremo Tribunal também considerou injusto para as prostitutas. 

“O impacto negativo da norma sobre a segurança e a vida das prostitutas de rua, que, pela proibição de comunicar, não podem antecipar clientes potencialmente bêbados e propensos à violência, é uma resposta extremamente desproporcionada”, considerou o tribunal. 

As leis existentes, acrescentaram os juízes, “preveem que as pessoas envolvidas numa atividade arriscada, mas legal, tomem medidas para se proteger desses riscos”. 

Por estas razões, o Supremo Tribunal canadiano considerou que as leis locais relativas à prostituição violam a Constituição do país, mas suspendeu a sentença durante um ano para o Governo alterar as normas. 

O Governo canadiano do primeiro-ministro conservador, Stephen Harper, manifestou o seu desacordo com a decisão do tribunal e disse que “estudará todas as opções possíveis para garantir que a lei continue a responder aos danos significativos que a prostituição causa à comunidade”. 

* As prostitutas dão muito a troco de  pouco dinheiro.


.
.


DESPORTISTA???



video



.
.
HOJE NO
"A BOLA"

Vencedor da Volta a Espanha 
não encontra equipa para 2014
 

O norte-americano Chris Horner, que venceu, em setembro último, a Volta a Espanha, não renovou contrato com a Trek, antiga RadiioSchack, e está com dificuldades em arranjar equipa para 2014.

«Eu só trato de correr, tenho um agente que está atento ao telefone. Os meus amigos perguntam-me: olha, o que vais fazer? Por quem vais correr? Eu tenho de lhes responder que não sei», afirmou o ciclista norte-americano em declarações ao site especializado Velonews.

Depois de sete semanas parado, Horner diz que dentro de duas ou três estará em forma e aponta à vitória no Giro e novamente na Vuelta. Na Volta a França é que não: «O Tour não, porque os contrarrelógios são demasiado longos.»

* Um paradoxo, ganha a volta a Espanha e ainda não tem equipa e no Tour tem receio dos contrarrelógios.

.
.


 Casais 
Perfeitos
















.