segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.


.
.


 O QUE NÓS

APRENDEMOS!









.
.
 1.FELIZ NATAL





.
.

OS BRAVOS 
 DO PELOTÃO





.
.
NUANCE



Avec l'aimable autorisation de Planet Mu Records
Musique / "Ants" de Edit
Danse / Lucas Boirat
Coproduit par Supermouche Productions
Réalisé à l'E.S.A.L / Épinal
Marc-Antoine Locatelli / 2013
ON VIMEO



.
.
HOJE NO
"A BOLA"

«O futebol é a modalidade mais
 mentirosa dos desportos coletivos»
 - Manuel Machado

O treinador do Nacional reconheceu a superioridade do Paços de Ferreira e considerou a vitória (2-1) sobre a formação pacense um «resultado simpático» para a formação insular.
.
«Nos últimos nove jogos ganhei quatro, empatei quatro e perdi um, no Estádio da Luz, pelo que acho que o saldo é bastante positivo. Nenhuma equipa jogou tão bem aqui como o Paços fez nos primeiros 45 minutos, com uma excelente dinâmica e movimentações, mostrando muita qualidade de jogo. A grande realidade é que quase não vimos a bola no primeiro tempo, embora o Paços de Ferreira não tivesse grandes ocasiões para finalizar. O adversário esteve claramente por cima. Saímos duas ou três vezes e conseguimos marcar num penalty, que me pareceu inteiramente justo», disse Manuel Machado no final do encontro.

«Juntando as duas partes, reconheço que é um resultado simpático para as nossas cores. O futebol é a modalidade mais mentirosa dos desportos coletivos. Já jogámos muito bem e perdemos e já jogámos mal e ganhámos, nomeadamente neste jogo. O Paços merecia mais, pois vi qualidade individual e coletiva», atirou.

* Sem papas na língua.

.
.


5.NA CIDADE


VAZIA




Realização: Maria João Ganga
Um grupo de crianças refugiadas de guerra, acompanhadas por um freira, seguem num vôo rumo a Luanda, capital de Angola. Ao chegarem ao aeroporto, N'dala, um menino de 12 anos, consegue fugir do grupo e parte para descobrir a cidade. Enquanto a freira empreende uma investigação na tentativa de encontrá-lo, acompanhamos N'dala em sua jornada pelas ruas movimentadas da capital.

É lá que ele conhece o velho pescador Antonio, que o ajuda e com quem faz amizade. Também cruza com pessoas mal-intencionadas que tentam prejudicá-lo. O grande sonho do menino é voltar para a aldeia de onde teve de fugir e na qual seus pais foram mortos. O enredo proporciona um mergulho na conturbada situação política de Angola e nos efeitos da guerra para seus habitantes.


.
.
HOJE NO

"DIÁRIO DE NOTÍCIAS 
DA MADEIRA "

Meio milhão de euros para vítimas 
de tráfico de seres humanos

O Governo vai disponibilizar meio milhão de euros, provenientes das verbas dos jogos sociais da Santa Casa da Misericórdia, para as vítimas de tráfico de seres humanos.

A formalização dos novos apoios financeiros é realizada na terça-feira, pelas 11:00, na Assembleia da República, com três entidades que desenvolvem trabalho na área do Tráfico de Seres Humanos.

Este montante, proveniente das verbas dos jogos sociais afetas à área da Igualdade de Género, destina-se a reforçar e a garantir a proteção e a assistência às vítimas de tráfico, em 2014.

A Associação Para o Planeamento da Família, a Saúde em Português e a Associação de Apoio à Vítima são as entidades beneficiárias deste novo apoio financeiro.

Além de custear a sustentabilidade das equipas multidisciplinares especializadas para a assistência a vítimas de tráfico de seres humanos, os apoios permitirão a manutenção do funcionamento do Centro de Acolhimento e Proteção para vítimas de tráfico de seres humanos do sexo masculino, garantindo o acolhimento de homens vítimas, e a criação de um novo Centro de Acolhimento e Proteção para mulheres vítimas de tráfico.

Este financiamento garantirá o trabalho das equipas multidisciplinares, que permite intervenção descentralizada e especializada na identificação e assistência a vítimas de tráfico de seres humanos, e reforçará a capacidade de acolhimento e proteção destas vítimas.

A Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género, coordenadora do Plano Nacional Contra o Tráfico de Seres Humanos, e as entidades competentes da Segurança Social procederão ao acompanhamento e verificação da correta aplicação dos apoios.

* Qualquer tipo de tráfico devia ser pesadamente punido.

.
.

2-CAÇADORES

DE VÍRUS





.
.
HOJE NO
"DIÁRIO ECONÓMICO"

Encargos com medicamentos 
inovadores crescem quase 35% em 2013

Os encargos com medicamentos inovadores, em ambulatório e em meio hospitalar, cresceram quase 25% neste ano comparativamente com 2012, referem dados do Infarmed.

De Janeiro a Setembro deste ano, os dados de projecção para a despesa do Serviço Nacional de Saúde (SNS) com medicamentos inovadores autorizados foi de 73 milhões de euros.
 
UM TÍTULO DESTE JORNAL
Até final do ano, o Infarmed perspectiva que esse montante supere os cerca de 98 milhões.
"Estes dados traduzem um claro crescimento na utilização do SNS de medicamentos inovadores, em benefício do acesso do cidadão à mais recente inovação terapêutica e dos ganhos em saúde gerados por estes medicamentos", refere comunicado o Infarmed.

Em 2011, a despesa total com medicamentos inovadores "com avaliação prévia aprovada foi de 55,9 milhões", enquanto fixou-se "em 74 milhões de euros em 2012".

No ambulatório, a despesa total encontra-se em 12,9 milhões de euros de Janeiro a Setembro deste ano, registo superior aos 11,3 milhões de euros em 2012 e aos 7,9 milhões de euros em 2011.
Até 31 deste mês, o Infarmed estima que a despesa com medicamentos inovadores em ambulatório atinja cerca de 17 milhões.

No conjunto da despesa, o Infarmed prevê no final de 2013 um encargo do SNS com medicamentos inovadores, em ambulatório e em meio hospitalar, de cerca de 115 milhões de euros, representando um aumento de cerca de 35% face a 2012 (85,3 milhões).

"A inovação terapêutica pode ter um impacto importante na evolução dos cuidados de saúde", referiu o Infarmed, acrescentando que "os doentes têm acesso aos medicamentos inovadores, por decisão clínica da unidade hospitalar onde o doente é seguido, através de autorizações excepcionais concedidas individualmente a cada doente".

No que concerne aos dois medicamentos para o tratamento da Hepatite C em avaliação no Infarmed, "o acesso tem sido garantido por este tipo de autorizações, as quais têm registado um crescimento face ao ano anterior".

O Infarmed esclareceu que, em 2012, foram concedidas 136 autorizações excepcionais para os dois fármacos, num valor total de despesa de cerca de 1,1 milhões de euros e, em 2013 (até Setembro), foram concedidas 203 autorizações num valor de despesa de cerca 2,4 milhões de euros.

* Diz o Dr. José Manuel Silva, Bastonário da Ordem dos Médicos: "Há doentes com hepatite C a serem condenados à morte".

.

NUNO SANTOS

.





O consumo da 
"nova" televisão

Um estudo divulgado esta semana pela Netflix nos Estados Unidos dá conta de que mais de 60% dos espectadores veem televisao online de forma maciça (binge watching). O padrão de comportamento não é exatamente uma novidade, confirma, antes, uma tendência já detetada em trabalhos universitários nos últimos anos.

A Netflix trabalhou com o antropólogo cultural Grant McCraken que acompanhou o estudo nas salas de estar ou noutros locais com acesso ao computador ou ao tablet, que são basicamente todos. O principal argumento usado pelos consumidores é o "controlo do que estão a ver e quando estão a ver", sendo que a maioria também revelou "preferir ter à sua disposição uma temporada inteira de uma determinada série do que esperar, como acontecia no passado, pelo ritmo semanal dos episódios".

 Este estudo devolveu-me, por instantes, à realidade portuguesa, onde existem, pelo menos, dois factos que ou despertaram a minha memória ou merecem reflexão. O primeiro é a sofisticação dos equipamentos das nossas operadoras de televisão paga - em particular ZON e MEO - que têm um conjunto de mecanismos que permitem já hoje ao espectador criar, de facto, a sua própria grelha.

Não se trata de uma realidade exclusivamente portuguesa, mas é bom sublinhar que Portugal esta muito dedesenvolvido do ponto de vista tecnológico e que apresenta serviços que encontramos em poucos sítios do planeta. O outro caso acompanhei-o de perto e foi o que se chama um sucesso de audiências. Há talvez cinco ou seis anos a RTP2, na altura liderada por Jorge Wemans e Bruno Santos (um hoje na prateleira e outro na TVI) programou verdadeiras maratonas da série 24. Eram fins de semana inteiros que permitiam ver toda a temporada num único fôlego.

O que a Netflix constatou agora com o seu estudo verificou-se nessa altura. Sobre a Netflix vale ainda a pena dizer que na América o seu papel na transformação do consumo de televisão foi significativo e que está a alargar a sua influência. Em breve estará em Espanha e muito provavelmente a seguir em Portugal.

1918-Forever
Acompanhar as cerimónias do adeus a Mandela foi um raro privilégio. A mobilização de meios dos canais de televisão nacionais e internacionais, o número de equipas operacionais e de jornalistas, deram a este acontecimento um carácter global sem precedentes na história. A partida de Mandela foi também um momento de exceção para o jornalismo com notáveis peças incluindo as dos enviados portugueses. Pela sua simplicidade, encontrei no Star sul-africano a mais bela despedida. Numa página inteira de fundo negro lia-se: Nelson Mandela - 1918-Forever.

Um país adiado
Longe da televisão portuguesa, não sei como tratou a RTP o caso dos refugiados sírios (?) que nos apareceram de surpresa em Lisboa. Acredito que tenha tratado o melhor possível fazendo jornalismo, como, aliás, é marca da empresa. Isso terá acontecido nas redações em Lisboa e no Porto e também na Delegação em Bissau, onde os profissionais locais se esforçam diariamente para produzir um trabalho digno que consiga refletir um país sem ponta por onde se lhe pegue. Resolver Bissau é um problema para Portugal e, noutro plano, para a RTP.

IN "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"
15/12/13

.
.

31.UNIÃO


EUROPEIA






 .
.
HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Presidente do BCE garante que 
Portugal terá mais um programa

O presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, afirmou nesta segunda-feira que Portugal vai ter um programa para o período de transição após a conclusão do atual programa de resgate da 'troika', mas que ainda não está decidida a sua forma.
 
"Sobre o período de transição, haverá um programa. Haverá um programa adaptado à situação durante esse período de tempo, e temos de ver que forma este programa irá assumir", afirmou Mario Draghi.

O líder do BCE respondia a perguntas formuladas pelo eurodeputado do CDS-PP Diogo Feio, durante uma audição na Comissão de Assuntos Económicos e Monetários do Parlamento Europeu, em Bruxelas.
O italiano não adiantou a forma do programa, mas garantiu perante os deputados europeus que esse programa acontecerá, numa altura em que o Governo português diz que ainda não começou a negociar com os parceiros europeus e que ainda irá avaliar se a estratégia a seguir será um programa cautelar, ou outro tipo de programa, ou uma saída do programa como a Irlanda decidiu recentemente, sem rede de segurança.

* Aquilo que Passos Coelho não sabe, Draghi esclarece e nós adiantamos que fica mais barato um 2º resgate do que um qualquer programa cautelar.

.
.


 AS CONSEQUÊNCIAS


DA REVOLUÇÃO


INDUSTRIAL


2- O MUNDO MATERIAL






.
.
HOJE NO
"O PRIMEIRO DE JANEIRO"

Operações para encontrar jovens
 desaparecidos no Meco 
Buscas retomadas terça de manhã 

As operações de busca por via marítima para tentar encontrar os jovens desaparecidos, no domingo, na praia do Meco, foram suspensas às 17h30 e serão retomadas na terça-feira, informou o capitão do porto de Setúbal, Lopes da Costa. 

 "As buscas por via marítima foram suspensas cerca das 17h30, mas serão retomadas na terça-feira de manhã, ao nascer do sol", disse Lopes da Costa, adiantando que durante a noite vão prosseguir as operações de busca com meios terrestres. 


 Os cinco jovens desaparecidos - quatro raparigas e um rapaz - integravam um grupo de sete alunos da Universidade Lusófona que tinha alugado casa em Alfarim para passar um fim de semana naquela zona do concelho de Sesimbra. Um dos jovens conseguiu sair da água por meios próprios e alertar as autoridades para a tragédia que terá ocorrido cerca da 1h00 da madrugada de domingo, e que provocou um total de seis desaparecidos. 

De acordo com relato daquele que, muito provavelmente, será o único sobrevivente da tragédia, os sete jovens terão sido arrastados para a água por uma onda, quando se encontravam à beira da água, na praia do Meco.

Os outros seis elementos do grupo foram dados como desaparecidos e, até agora, só foi recuperado o corpo de um jovem, encontrado no domingo de manhã, mas já sem vida. Junto à praia do Meco estão instaladas duas tendas da Proteção Civil, onde está a ser assegurado apoio psicológico aos familiares e amigos dos jovens por psicólogas do Instituto Nacional de Emergência Médica e dos Bombeiros de Sesimbra.

* É uma tragédia mas falta contar mais alguma coisa.

.
.

cantando ARY



CANÇÃO DE MADRUGAR

susana félix



.
.
HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Bispo da Guarda ficou 
"triste" com condenação  

Manuel Felício disse hoje, no final da leitura da mensagem de Natal, que a decisão judicial o "surpreendeu" e o deixou "triste".

"Com certeza que fiquei assim um bocadinho triste", disse o prelado diocesano, acrescentando que "a tristeza também pode ser imposta pelos factos".

A pena de 10 anos de prisão foi aplicada em cúmulo jurídico e o tribunal do Fundão deu como provados todos os crimes: abuso sexual de menores, abuso sexual de crianças e coação sexual.
A condenação teve em conta o número de atos praticados (19) e não o número de vítimas envolvidas, como pretendia a defesa.

De acordo com o que ficou provado em Tribunal, Luís Mendes, de 37 anos, abusou de seis crianças com idades entre os 11 e os 15 anos, cinco das quais alunos em regime de internato no Seminário do Fundão.

Os cinco seminaristas foram abusados entre 2011 e 2012 e a sexta vítima - aluno do padre no Colégio Nossa Senhora dos Remédios, Tortosendo, Covilhã - foi abusada em 2008.

A Diocese da Guarda anunciou, em comunicado, que a defesa do sacerdote iria recorrer da decisão, tendo o bispo optado por falar do assunto apenas no dia de hoje.

"Este é o meu primeiro pronunciamento sobre o assunto. Eu não tive nenhum pronunciamento antes, preferi não o fazer no dia, não o fazer no dia a seguir, porque [pretendi] permitir que outras posições fossem tomadas", justificou.
O bispo sublinhou que ficou "triste" com os acontecimentos e disse querer entender os factos com outro significado.

"Eu quero assumir estes factos como um convite a mim próprio, a nós padres e a nós Igreja, a aprofundarmos ainda mais a qualidade do nosso serviço".

Manuel Felício disse ainda que "os tribunais da Igreja estão empenhados em fazer justiça" e que esse empenho já o "obrigou a fazer duas deslocações a Roma para contactos com a Congregação da Doutrina da Fé, dicastério onde está sediado o tribunal que, por superior determinação da Santa Sé, julga estes casos".

"Portanto, a mesma colaboração que, desde a primeira hora garantimos aos tribunais civis e lhes continuaremos a garantir até ao fim, estamos a dá-la também ao tribunal eclesiástico competente para se pronunciar sobre esta matéria", referiu.
Indicou que o processo canónico tem quatro fases - investigação prévia; investigação no terreno; julgamento e sentença - tendo já sido cumprida a primeira.

"Eu comuniquei à Congregação da Doutrina da Fé e agora o processo vai continuar e espero que em tempo útil tenhamos a conclusão final", disse, acrescentando que os elementos que vão julgar o caso serão indicados pelo Vaticano.

O bispo lembrou que o Código de Direito Canónico prevê, para casos desta natureza, a expulsão do estado clerical, considerada "a pena maior". 

* Lastimamos que o sr. bispo da Guarda tenha ficado surpreso e triste pela condenação do ex-vice reitor do seminário do Fundão e estranhamos que nada tenha referido sobre as vítimas! 
Justiças eclesiásticas.

.

.

ARRUMANDO OS CARROS





.
.
HOJE NO
"RECORD"

Kelly Slater: 
«Segundo lugar não é mau 
para um velho careca»

O norte-americano Kelly Slater, 11 vezes campeão do Mundo de surf, felicitou hoje o australiano Mick Fanning pela conquista do título de 2013, na 10.ª e última etapa do circuito, no havaiano Billabong Pipe Masters. 
.
"Perdi por pouco o título mundial. Isso pode ter-me custado algum dinheiro (não ter vencido o título), mas ser segundo não é mau para um velho careca. Tem havido muita conversa sobre as pontuações e sobre o que podia ter acontecido. Vamos acabar com isso. O que eu sei é que o Mick Fanning ganhou o título mundial depois de ter estado à frente todo o ano", escreveu Slater, de 41 anos, na sua página oficial na rede social Instagram.

O norte-americano venceu pela sétima vez na sua carreira em Pipeline, mas o triunfo foi insuficiente para reconquistar o título mundial, uma vez que Fanning, que já tinha conquistado os títulos em 2007 e 2009, chegou às meias-finais do campeonato havaiano, ao derrotar o compatriota Yadin Nicol, graças a uma onda de 9,7 pontos no último minuto do "heat".

"Muitas felicitações para ti, meu amigo [Mick Fanning]! Eu não surfei nada na Europa este ano e perdi terreno. No entanto, tive a felicidade de ganhar o Pipe Masters e vivido um dos melhores dias da minha vida", acrescentou.

Slater venceu a sua terceira etapa do ano no Pipe Masters, depois dos triunfos na Gold Coast, na Austrália, e nas Ilhas Fiji, ao derrotar na final o havaiano John John Florence, que conquistou o "Triple Crown", prémio atribuído ao surfista com melhor desempenho neste campeonato e nas duas provas havaianas do circuito de qualificação. Fanning, de 32 anos, sucedeu no historial ao seu compatriota Joel Parkinson, ao terminar o circuito com 54.400 pontos, mais 250 pontos do que Slater, segundo classificado. 

* Kelly Slater um grande atleta e sério.

.
.

PEDIDOS DE DESCULPA











- PEÇO DESCULPA POR ESTAR DE COSTAS
(CÚMULO DA DELICADEZA)


.
.
HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Ambiente explosivo na cadeia 
dos famosos por falta de tabaco

As máquinas de venda automática instalados no Estabelecimento Prisional da Carregueira estão há uma semana sem reabastecimento. O tabaco na cadeia onde estão Carlos Cruz, Isaltino Morais, Vale e Azevedo e outros famosos está a ser "emprestado" ao triplo do preço gerando tensão entre os detidos e levantando questões de segurança. 
 .
"As máquinas de venda automática, no Estabelecimento Prisional da Carregueira, estão há uma semana sem recarregamento. O tabaco, o primeiro produto a esgotar, está a ser 'emprestado' entre reclusos ao triplo do preço. O ambiente é de cortar à faca e se a empresa concessionária não fizer a reposição de stoque nas próximas horas, tememos pela nossa segurança". Quem o afirmou, esta segunda-feira, ao JN, foi uma fonte prisional, que descreveu o ambiente na cadeia onde estão Carlos Cruz, Isaltino Morais, Vale e Azevedo e outros famosos.

"O ambiente é explosivo. A esmagadora maioria dos cerca de 700 presos fuma. Ora, sem tabaco, anda tudo nervoso. Ninguém pode dizer nada a ninguém que recebe logo uma resposta torta, muito mais agressiva e contundente do que é normal. Uma simples palavra mal dita pode espoletar uma agressão. É disso que temos medo", contou a mesma fonte.

"Alguns reclusos que andam agora a implorar por tabaco, não vão ter dinheiro para pagar o 'empréstimo'. E isso vai acabar, como é normal, com agressões/vinganças entre presos. E como é costume, ninguém se denuncia. É que, quer o vendedor, quer o comprador, estão a cometer uma ilegalidade. E se fizerem queixa, haverá um inquérito, um processo disciplinar e a ficha individual manchada, o que prejudica os infratores em casos de saídas precárias ou liberdade condicional", afirma uma outra fonte prisional.

Ao JN, fonte da empresa concessionária das cerca de 30 máquinas de "vending" instaladas no Estabelecimento Prisional da Carregueira (EPC) explicou que "não está em causa a falta de pagamento dos produtos (tabaco, café, alimentos) por parte da Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais".

"Responsáveis da cadeia disseram-nos para, a partir do dia 9, não voltar lá para recarregar as máquinas porque não nos deixariam entrar, por causa da greve dos guardas. E nós assim fizemos. Contamos ir lá até às 19 horas desta segunda-feira. Esperemos que nos deixem entrar, porque estamos a ter prejuízos com a greve dos guardas. Foram tantas, este ano, que os prejuízos já nem justificam ter lá os equipamentos ", diz o responsável da empresa.

Ao JN, fonte do Sindicato Nacional do Corpo da Guarda Prisional (SNCGP) confirmou a ocorrência de greve, mas apenas nos dias 12 e 13.

* Para que conste temos uma cadeia de famosos que tem máquinas de vender tabaco e quando este falta há contrabando e especulação de mercado negro e porrada...
Os presos não estão detidos para serem reeducados?

.
.

ENFORCADO





.
.
HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Preços de chamadas de telemóveis mais caras em Portugal que a média europeia

Portugal apresenta, nos perfis de consumo analisados pela Autoridade da Concorrência, preços acima da média europeia. E nos últimos anos até se distancia dos preços mínimos praticados na Europa, sendo os preços agravados a um valor superior em Portugal. 
Os preços, nos últimos anos, em Portugal das chamadas móveis têm aumentado. A Autoridade da Concorrência (AdC), na análise regular que faz ao mercado das comunicações móveis, concluiu, mesmo, que as tarifas nos perfis de consumo analisados são em Portugal mais elevadas que a média europeia.

Foram analisados tarifários para 30, 100, 300 e 900 minutos mensais. "Da análise dos cabazes móveis, em Novembro de 2012, observa-se que, para qualquer perfil de utilização, os preços em Portugal foram sempre superiores à média da União Europeia, situando-se entre os mais dispendiosos do conjunto de países analisados", revela a Autoridade da Concorrência (AdC) num estudo divulgado esta segunda-feira, 16 de Dezembro.

No pacote com 30 chamadas mensais o preço em Portugal era, mesmo, o terceiro mais caro, reflexo de um preço em 41% superior ao da média europeia. Já no cabaz de 100 minutos Portugal tinha o quinto preço mais elevado. Mas quem utiliza mais é, apesar disso, mais prejudicado. Quer para o cabaz de 300 minutos, quer para o cabaz de 900 minutos, Portugal detinha os segundos preços mais elevados.No primeiro o preço era 97% superior à média e no segundo era mais do dobro.

Na análise aos pacotes pós-pagos e pré-pagos, a conclusão não se altera muito. Ainda assim, para pequenos utilizadores os pré-pagos são mais baratos que os pos-pagos e estão mais dentro da média europeia. Estão, no entanto, longe dos preços mínimos praticados na Europa. Além disso, enquanto em Portugal o preço aumento 12% entre 2008 e 2012, na média europeia o preço decresceu 8%.E para 2014 os operadores já informaram os clientes que iriam voltar a subir os preços.

Já para uma utilização média, os preços pós-pagos desceram em Portugal, mas menos que na Europa, continuando as tarifas acima da média. Ainda nos pós-pagos, os grandes utilizadores viram os preços descerem cerca de 40% de 2008 a 2012, o que se traduziu numa aproximação à média europeia.

Isto são os preços aos consumidores que não têm, assim, relação com os preços grossistas (que os operadores pagam uns aos outros), que estão abaixo da média europeia.

Outra das conclusões deste estudo prende-se com a elevada concentração do mercado nos dois principais operadores, que têm 83% do negócio. Os operadores móveis virtuais detinham apenas 1,4% em 2012, "o que ilustrava bem o reduzido impacto concorrencial da sua entrada no mercado".

* Um assalto com base legal.

.
.
OS POSTAIS PARA 
DEPOIS DA RUPTURA













.

HOJE NO
"DESTAK"

Preço dos transportes 
aumenta 1% em Janeiro

 O preço dos transportes públicos vai aumentar, em média, 1% em janeiro de 2014, em linha com a inflação prevista no Orçamento do Estado, avançou hoje à Lusa o secretário de Estado dos Transportes. 


 "A inflação estimada no Orçamento do Estado é de 1% para 2014 e, assim sendo, o ajustamento tarifário que entrará em vigor a partir de 01 de janeiro de 2014, e que será autorizado por portaria a publicar muito brevemente, é de 1% para os títulos das empresas de transporte", disse Sérgio Monteiro.

* 1% ali, mais 1% acolá e os portugueses vão ver quantos por cento o custo de vida vai aumentar.

.
.

GINCANA






.
.
HOJE NO
"i"

Juiz responsável pela libertação
 de Isaltino nunca teve avaliação 
inferior a Bom

Desembargador tinha antecedentes disciplinares e é acusado de "retardar injustificadamente" decisão sobre se admitia ou não recurso interposto por Isaltino Morais

O juiz desembargador responsável pelo imbróglio jurídico que permitiu a Isaltino Morais ser libertado 23 horas depois de ser detido, em Setembro de 2011, e que acabou condenado a 20 dias de multa por ter violado "reiteradamente" o dever de zelo, já tinha tido anteriormente duas sanções disciplinares. 


Essa circunstância, a par das consequências "especialmente danosas" que a sua actuação trouxe ao processo do autarca, contaram como agravantes na hora de determinar a que sanção seria condenado. 

Apesar dessas sanções disciplinares, o juiz Carlos Espírito Santo, com 26 anos de carreira, nunca teve menos de Bom nas suas avaliações - as três mais recentes foram até de Bom com distinção -, mostra o acórdão do plenário do Conselho Superior da Magistratura, a que o i teve acesso. 

* Só contaram p'ra você.

.
.
 ONTEM E HOJE












.
.

 ECO-CONDUÇÃO



 Começamos agora uma viagem pela eco-condução. Diz lhe alguma coisa? Para além de mais segura é mais eficiente; reduz as emissões de gases com efeitos de estufa e outros poluentes, bem como o consumo de combustível. Não esqueçamos a diminuição do desgaste do veículo e mais importante: o conforto e a segurança dos passageiros aumenta de forma significativa.


 Enviado por

.
.

 SOLUÇÃO ENGENHOSA






.
.
13.Não Senso
d'hoje

DUARTE PIO DE BRAGANÇA


.

JORNAIS DE HOJE

.
COMPRE JORNAIS














 .