sexta-feira, 8 de novembro de 2013

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

PROFESSORA SOFRE


Ao entrar na sala de aula, a professora vê um pénis desenhado no quadro. 

 Sem perder a compostura, apaga rapidamente o desenho e começa a aula. 
No dia seguinte, o mesmo desenho, só que ainda maior. 
Ela torna a apagá-lo e não faz nenhum comentário. 
No terceiro dia, o desenho já ocupa quase o quadro inteiro; 
Por baixo ela lê a seguinte frase : 'Quanto mais esfregar, mais ele cresce !'

.
. .
.
REFORMAS POR TEMPO DE SERVIÇO 

 Leia é importante

Vamos acreditar que é possível mudar este país.
Depende de nós começarmos este movimento, ou então achar que não vale a pena e ficarmos apenas reclamando
Atenção PORTUGAL tem de ser agora.

FAMILIARES, AMIGOS, COLEGAS, CONHECIDOS... VAMOS ADERIR À PRESENTE "PEC" ( PROPOSTA DE EMENDA CONSTITUCIONAL), DE INICIATIVA POPULAR
Se hoje todos nós temos que trabalhar 
35 anospara conquistar a reforma, 
eles também podem fazer por merecer...

É assim que começa.

Cada destinatário deve encaminhar este e-mail a um mínimo de vinte pessoas da sua lista de endereços, e pedir a cada um deles para fazer o mesmo.
Dentro de três dias, a maioria das pessoas em Portugal terá esta mensagem. Esta é uma ideia que realmente deve ser considerada e divulgada para o Povo Português.

Emenda à Constituição

No que respeita aos regulamentos do exercício,
 deveres e direitos do deputado

1. O deputado será assalariado somente durante o mandato. Não haverá 'reforma pelo tempo de deputado', mas contará o prazo de mandato exercido para agregar ao seu tempo de serviço junto ao INSS referente ao seu trabalho como cidadão normal.

2 A Assembleia (deputados e funcionários) contribui para o INSS. Toda a contribuição (passada, presente e futura) para o fundo actual de reforma da Assembleia passará para o regime do INSS imediatamente. Os senhores deputados participarão dos benefícios dentro do regime do INSS, exactamente como todos outros portugueses. O fundo de reforma não pode ser usado para qualquer outra finalidade.

3. Os senhores deputados e assessores devem pagar os seus planos de reforma, assim como todos os outros portugueses.

4 Aos deputados fica vedado aumentar os seus próprios salários e gratificações fora dos padrões do crescimento de salários da população em geral, no mesmo período.

5. Os deputados e seus agregados perdem os seus actuais seguros de saúde, pagos pelos contribuintes, e passam a participar do mesmo sistema de saúde do povo português.

6. A Assembleia deve igualmente cumprir todas as leis que impõe ao povo português, sem qualquer imunidade que não aquela referente à total liberdade de expressão quando na tribuna da Assembleia.

7. Exercer um mandato na Assembleia é uma honra, um privilégio e uma responsabilidade, não uma carreira. Os deputados não devem "servir" mais de duas legislaturas consecutivas.

8. É vedada a actividade de lobista ou de 'consultor' quando o objecto tiver qualquer laço com a causa pública. "
 
TAMBÉM É COM ESTAS REFORMAS 
QUE SE MORALIZA A VIDA PÚBLICA EM PORTUGAL


Por favor, faça circular esta mensagem 
Portugal precisa!
 NÃO SEJA ACOMODADO.....
NÃO ADIANTA SÓ RECLAMAR...
NÃO CUSTA NADA REENVIAR......
 REENVIE!!!


.
.

 O QUE NÓS



APRENDEMOS!




 COLTAN

























MUITO OBRIGADO A D.A.M.

.
.
 PAPARAZZI/7


 Aviso aos Srs. Visitadores 
Esta inserção  tem imagens sensuais talvez impróprias  para olhos sensíveis. No entanto temos todo interesse em divulgá-las pois consideramos ser  o corpo feminino  a sarça ardente e bela do erotismo e esta ousadia não faz mal a ninguém!
 .
Oxalá a vossa curiosidade 
seja mais forte que o pudor

.
ELAS SÃO TODAS ACTRIZES 
QUE SE PUSERAM 
A GEITO


 PARIS HILTON

 
Mischa Barton


Demi More

Eva Mendes

Halle Berry

Heather Graham


Keley Hazell



Lindsay Lohan



Madonna


Tara Reid



Sophia Cahill



.
.
HOJE NO
"CORREIO DA MANHÃ"

Fórmula 1 português nos EUA

Quatro alunos do 12.º ano representam Portugal na final mundial no Texas

Quatro alunos do 12º ano da Escola Técnico-Profissional de Cantanhede representam o nosso país no concurso F1 in Schools (Fórmula 1 nas Escolas), que começa hoje em Austin, no Texas (EUA), e se prolonga por uma semana. A equipa, com o nome Falcon Team, é constituída por Daniel Ribeiro, Ana Sofia Grilo, Daniel Alves e Mário Santos.

A final mundial do concurso é disputada por 37 equipas, num total de 300 estudantes. Além do grupo de Cantanhede, Portugal contará também com uma equipa colaborativa de uma escola da Marinha Grande.

O concurso é organizado pela Federação Internacional do Automóvel e tem como objetivo a conceção e construção de um pequeno carro de Fórmula 1 em madeira (um modelo à escala), que atinja os 100 km/hora em apenas um segundo, propulsionado por uma botija de dióxido de carbono comprimido.

Os carros criados pelos estudantes vão tentar bater o recorde estabelecido em 2007 por uma equipa da Irlanda do Norte, que precisou de apenas 1,02 segundos para percorrer 20 metros.

Os estudantes de Cantanhede, do curso técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos, criaram o seu F1 com recurso a software CAD/CAM. Para construírem o carro e viabilizarem a participação no concurso, montaram um stand e prepararam um portefólio com os diferentes designs e testes ao carro, desenvolveram uma estratégia de marketing e fizeram uma apresentação oral. O concurso é exigente, pois além de desenvolver o espírito de equipa, trabalha conceitos de aerodinâmica, engenharia e design.

A ida aos EUA acontece depois de terem ganho a final nacional, em julho, em Famalicão, perante 14 equipas, em que conquistaram os prémios de Carro Mais Rápido e de Engenharia. 

* BOA SORTE!

.
.
A REDE

video




.
.

HOJE NO
"O PRIMEIRODE JANEIRO"

Ministro da Saúde garante vacinas
 para toda a população
 “O Infarmed começou hoje 
uma ação de fiscalização"

 O Ministro da Saúde garantiu que a população que se quer vacinar vai poder fazê-lo, avançando que o Infarmed deu hoje início a uma ação de fiscalização para saber o que se passa junto das farmácias e dos distribuidores. 

 “O Infarmed começou hoje uma ação de fiscalização para saber o que se passa junto dos distribuidores e das farmácias e vai ser analisado. O que queremos é que as pessoas que se queiram vacinar tenham acesso às vacinas”, disse Paulo Macedo à margem do Seminário Demografia, Natalidade e Políticas Publicas, realizado no Auditório Novo da Assembleia da Republica. 


 No início do mês o responsável pela pasta da Saúde já tinha estranhado as falhas de distribuição das vacinas contra a gripe nas farmácias, anunciando a investigação que teve hoje início. A 01 de novembro, a presidente da Associação de Farmácias de Portugal afirmava que os 150 estabelecimentos que representa, bem como outras que não pertencem à associação, estavam em rutura, indicando haver muitos utentes à espera da vacina. 

 Paulo Macedo recordou hoje que foram adquiridas “mais de um milhão de vacinas pelo Serviço Nacional de Saúde para os Centros de Saúde”, alertando ainda para o facto de as pessoas terem aderido “em massa à vacinação”. “Estamos com índices melhores do que no ano passado. Na parte privada, a oferta das vacinas nas farmácias, o que vemos é que também há um número significativo de pessoas para se vacinarem, mas nessa parte o Infarmed começou hoje uma acção de fiscalização”, explicou o ministro.

* É bom que alguém explique a razão da falha existente,  quem beneficia com o negócio da ruptura de stocks???

.
.

3- ACELERADOR


DE PARTÍCULAS


video


 FONTE: wcodfs

.
.
HOJE NO
"DIÁRIO DE NOTÍCIAS"

Proposta de Rui Tavares
 para o emprego jovem rejeitada

A comissão de Desenvolvimento Regional do Parlamento Europeu rejeitou hoje uma proposta do eurodeputado Rui Tavares, que pretendia incluir Portugal num conjunto de países beneficiados por fundos contra o desemprego jovem. 
A proposta do eurodeputado português foi apresentada por ocasião da discussão, que concluiu pela aprovação, de um texto da Comissão Europeia sobre "dotação financeira do Fundo Social Europeu para certos Estados-membros". 


Num comunicado dos serviços do parlamentar português, que integra o grupo Verdes/Aliança Livre Europeia, é pormenorizado que "esta proposta prevê a atribuição de fundos adicionais para ações contra o desemprego única e exclusivamente a três países da UE: França, Itália e Espanha".
A proposta de Tavares, apresentada com a alemã Elisabeth Schroedter, permitiria alargar o apoio a Portugal, bem como aos restantes países sob programa da 'troika', que diz terem sido "excluídos por um acordo feito no seio do Conselho da UE".

O eurodeputado argumentou que "a atribuição exclusiva à França, Espanha e Itália destes fundos adicionais para combater o desemprego é, na realidade, uma forma de os compensar pelo Reino-Unido ter saído beneficiado do acordo sobre o Quadro Financeiro Plurianual da UE".
"Em suma, foi o resultado de um acordo tácito entre governos nacionais que não foi motivado por prioridades sociais e regionais", refere. 

Este alegado acordo tácito traduziu-se na exclusão dos países sob programa de assistência financeira destes fundos, pelo que Tavares e Schroedter propuseram a inclusão no grupo de Portugal, com uma verba de 10 milhões de euros, Chipre (800 mil), Grécia (11 milhões) e Irlanda (3,5 milhões).

* Na U.E. existem filhos e enteados e é uma "união".

.

NUNO CUNHA ROLO

.


Porta-guião

A palavra "guião" pode significar pessoa ou estandarte que segue à frente das tropas numa batalha, ou, mais recentemente, roteiro, argumento. Em rigor, o "guião da reforma do estado" (GRE) corresponde ao primeiro. 

Portas e o GRE, respectivamente, são os protagonistas deste filme negro de acção governamental. Mas a metáfora é imparável. O Porta(s)-guião deste Governo simula que o segura, o estandarte é brandido sem crença das tropas e a batalha (eleitoral) que o justifica está a ano e meio de se travar.

Resta o significado do argumento, embora os actores tenham decidido fazer greve da sua aplicação no filme que protagonizam e vinculá-lo em jeito de guia de marcha para o próximo que se segue. Um derradeiro acto de rendição e desespero deste governo, que procura apagar os prejuízos da crise que agravou, inculpar o veto responsável dos opositores e sobreviver eleitoralmente ao falhanço da sua capacidade reformista. A audácia não tem limites: o documento parece feito de "cola de gabinete", desprovido de orientações políticas tecnicamente contextualizadas e imbuído de contradições e armadilhas retóricas estendidas à oposição, e aos cidadãos. Exemplos: diz-se "aberto", mas só se dirige aos partidos e parceiros sociais; afirma o "gradualismo", mas quer "mudar de modelo" de estado; acusa a necessidade de se pensar no "produto", mas defende que a redução do défice é o "único caminho" para dar esperança aos portugueses.

Mais, omite-se o pai político do "estado pós-burocrático" (David Cameron) e o pai jurídico do "estado simples" (Cass Sunstein), sem conhecer dos pressupostos ideológicos antagónicos de ambos.

 O documento não resiste, por último, a uma análise de conteúdo típica de um "GRE": redução/reduzir aparecem 50 vezes, financismos 47, espesa/défice/dívida 70, porém, motivar, esperança ou igualdade, apenas uma vez! Pior, não há qualquer menção a liderança, estado-empreendedor, bem-estar ou co-produção de serviços públicos, imperativos de um estado sustentável e "confiável". Concluindo, a "boa governação" é, mais do que nunca, um desígnio soberano de reforma do nosso Estado.

IN "DIÁRIO ECONÓMICO"
05/11/13


.
.
SIMILITUDE



 .
.
HOJE NO
"RECORD"

Ginástica: 
Mafalda Prazeres na final do 
Mundial de trampolins

O português Bruno Nobre foi;esta sexta-feira o melhor atleta nas qualificações de duplo mini trampolim dos Campeonatos do Mundo de trampolins, que se disputam em Sofia. Bruno Nobre venceu as qualificações com 74.500 pontos e segue na liderança para a final de oito, em que também estará André Lico, sexto com 72.800. Portugal e Estados Unidos são os únicos países com dois atletas apurados para a final.

A excelente prestação de Nobre e Lico foi determinante para Portugal se apurar coletivamente para a final, com 219.300 pontos, logo atrás dos Estados Unidos, que chegaram aos 220.100. Tiago Lopes, em 17.º, e André Fernandes, em 33.º, terminam a sua prova na competição individual, acompanhando agora Portugal na luta pelas medalhas por equipas. Na final por equipas de trampolim, Portugal entrou em com o quarto resultado da classificação, mas acabou por descer para o quinto lugar final, atrás de China, Rússia, Austrália e Japão.
 
A Armeets Arena de Sofia também assistiu hoje ao apuramento de mais três portugueses para as finais: a dupla Diogo Abreu/Tiago Lopes, no trampolim sincronizado, e Mafalda Prazeres, no duplo mini trampolim, em femininos. Diogo Abreu também se apurara na quinta-feira para as semifinais de trampolim (a disputar no sábado), tal como Diogo Ganchinho e Ana Rente.
A este grupo se juntará Tiago Lopes, 26.º nas qualificações, e que estava na lista de reserva - hoje, foi repescado para as meias-finais, o que faz com que Portugal iguale a China como países com três apurados para as semifinais, de 24. Hoje, fazendo par com Tiago Lopes, Abreu chegou ao nono lugar, com 84.400 pontos, ocupando a última vaga para a final. Mais atrás, Diogo Ganchinho/Ricardo Santos, são o 15.º par da classificação final. Em duplo mini, Mafalda Prazeres também foi nona, com 67.300, e também fechou o grupo das oito apuradas para a final. Sílvia Saiote terminou em 10.ª e é a primeira reserva para a final.

Portugal teve em prova Joana Pereira (16.ª) e Ana Robalo (17.ª), sendo que coletivamente as quatro lusas asseguraram a passagem à final, em quarto lugar. Em tumbling os resultados foram comparativamente menos bons - Denise Pieters foi 23.ª, em femininos, e em masculinos estiveram em ação Frederico Rodrigues (25.º), Paulo Cruz (27.º), Nuno Silvano (29.º) e Ruben Soares (31.º), com a equipa a ficar fora da final, em 9.º

* Muitas vezes nem imaginamos as dificuldades por que passam muitos destes atletas de grande rendimento, devemos respeitá-los e dar-lhes apoio.

.
.

I-LIÇÕES DE


HISTÓRIA


2.AUGUSTO



video





.
.
HOJE NO
"JORNAL DE NOTÍCIAS"

Portugal é o sexto país 
mais envelhecido do mundo

 Portugal é atualmente o sexto país mais envelhecido do mundo e em 40 anos passou de país com a maior taxa de natalidade da Europa para detentor da taxa de natalidade mais baixa. 

40 MIL PASSAM FOME EM PORTUGAL
Durante uma conferência realizada pelo Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida (CNECV) subordinada ao tema "Demografia, Natalidade e Políticas Públicas", a investigadora Anália Torres e a especialista em demografia Maria João Valente Rosa traçaram o retrato do país em termos de fecundidade, natalidade, envelhecimento e do papel da mulher no trabalho e na família. 

Maria João Valente Rosa partiu dos dados estatísticos da Pordata para fazer o retrato da realidade portuguesa, através das mudanças demográficas ao longo dos anos.
Apesar de a população portuguesa ter aumentado 1,7 milhões entre 1960 e 2010, "no ano passado batemos o recorde da mais baixa natalidade de sempre, com 89841 nascimentos", bastante menos do que os ainda assim poucos 107598 registados em 2011, revelou a socióloga. 

Também a investigadora do Instituto de Ciências Sociais e Políticas Anália Torres revelou que Portugal foi o país onde mais desceu a natalidade entre 1990 e 2011 na Europa. "Era o país com a maior taxa de natalidade e agora a menor", sublinhou. 

Por isso, "nascer em Portugal é nascer num país envelhecido", refere Maria João Valente Rosa, salientando que em Portugal se "envelhece de forma acelerada".
Em 1970, Portugal era o país menos envelhecido da Europa e embora todos tenham envelhecido de uma maneira geral, Portugal foi o que mais subiu na tabela, tornando-se em 2011 "um dos mais velhos do mundo", ocupando a 6ª posição.
A idade média da população portuguesa era em 2011 de 42 anos, ao passo que em 1960 era de 28 anos. Atualmente o número de pessoas com menos de 15 anos é inferior àquelas com idade igual ou superior a 65 anos. 

Portuguesas trabalham "muito mais tempo"
Anália Torres, por seu turno, revela que entre 1990 e 2011 todos os países nórdicos, em particular os escandinavos, começaram a subir no índice de fecundidade, enquanto o padrão se manteve sempre baixo nos países do sul, a ponto de atualmente o ponto mínimo de fecundidade nos países nórdicos ser o ponto máximo de fecundidade nos do sul. 

Esta mudança teve na base políticas sociais adotadas naqueles países, que têm por base a ideia de que "mulheres e homens têm direito ao trabalho e à família e que as crianças devem ser protegidas por todos e são uma responsabilidade da sociedade", explicou a investigadora. 


Esta realidade está traduzida nos dados estatísticos da Pordata, que mostram que as mulheres portuguesas trabalham "muito mais tempo" dos que as mulheres da União Europeia a 27.
"Nos países de referência em termos de fecundidade (como os escandinavos, os países baixos ou a Bélgica), as mulheres estão acima da média da União Europeia (UE) em termos de trabalho a tempo parcial", indicou Maria João Valente Rosa. 

Contrariamente, em Portugal, o trabalho a tempo parcial representa 17%, metade da média da UE (33%), acrescentou.
A realidade do mercado de trabalho em Portugal faz com que as mulheres adiem cada vez mais a idade de ter o primeiro filho e tenham como opção ficar apenas com um filho, embora desejassem ter mais se as condições fossem outras, disse a socióloga. 

Segundo Maria João Valente, entre 1986 e 2012 a idade materna aumentou em média seis anos, para os 30 anos, e hoje em dia são menos jovens, mais escolarizadas e mais ativas.
No entanto, essas características não são reconhecidas em termos de mercado de trabalho, uma vez que a carga de horas de trabalho (incluindo tarefas domésticas) das mulheres é maior do que a dos homens, mas a remuneração média destes é superior à das mulheres, o que se torna mais evidente, quanto mais escolarizada é a mulher, disse Anália Torres. 


A investigadora salientou ainda que a mentalidade dominante ainda no trabalho é que "as mulheres são trabalhadoras com família e os homens são trabalhadores 'livres'".

* Vivemos num terceiro mundo maquilhado.

.
.

Leonard Cohen


Everybody knows


video



.
.
HOJE NO
"JORNAL DE NEGÓCIOS"

Preços de venda de casas 
descem em Setembro

Os preços de venda de casas, em Portugal Continental, voltaram a descer em Setembro, registando uma diminuição mensal de 0,8% e homóloga de 3,9%, segundo o Índice Confidencial Imobiliário, com base em dados de 1.400 mediadoras imobiliárias.
.
As casas novas foram as que mais desvalorizaram em Setembro, mostrando uma queda mensal de 0,9% e uma diminuição homóloga de 3,9%. Nas casas usadas, essas variações foram de -0,7% e -3,9%, respectivamente.

Entre os destaques do índice, na Área Metropolitana do Porto, a tendência acompanhou os números nacionais, com uma baixa mensal de preços de 0,7% e homóloga de -3,3%, mas a nível das casas usadas, a variação mensal foi positiva em 0,6%.

Nos imóveis novos, a desvalorização foi de -2,1%, enquanto em termos homólogos, os preços das casas novas agravaram-se 4,2% face a Setembro de 2012 e os custos nas usadas desvalorizaram 2,8%.

Estes dados mostram uma recuperação face à taxa homóloga observada em agosto.
Já no Algarve, os preços das casas subiram em Setembro, apresentando uma valorização de 2 % face ao mês anterior.

No caso da habitação nova, essa subida foi de 2,3% e nas usadas de 1,7%.

"Esta performance influenciou positivamente a taxa de variação homóloga, que melhorou no total do mercado, embora mantendo-se em terreno negativo (-2,0%)", lê-se no comunicado que divulgou o último índice.

O índice tem por base o portal LardoceLar.com, que agrega a carteira de mais de 1.400 empresas de mediação imobiliária, numa oferta total acumulada de cerca de 500 mil imóveis.

* Por vezes estes números não são muito esclarecedores, a realidade é que existem casas que valem menos 1/3 do que o valor pago pelos compradores.


.
.
CAMPEÕES EUROPEUS
DE GINÁTICA ACROBÁTICA

LEONOR OLIVEIRA
GONÇALO ROQUE

video




.
.
HOJE NO
"DESTAK"

Estados Unidos e Israel perdem 
direito de voto na UNESCO 

Os Estados Unidos e Israel perderam hoje automaticamente o seu direito de voto na UNESCO, após terem falhado o pagamento da contribuição financeira à organização das Nações Unidas, indicou uma fonte da entidade. 


 "Na lista de países que irão perder o direito de voto vão estar os Estados Unidos e Israel", afirmou a fonte da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), citada pela agência noticiosa francesa AFP. 

Os dois países "não apresentaram hoje de manhã a documentação necessária para evitar a perda do direito de voto", indicou a mesma fonte, que preferiu o anonimato.

* Os donos do mundo e o fiel lacaio ferram o calote.


.
.


 KAMA SUTRA

DE CASADOS













.