sexta-feira, 4 de outubro de 2013

UMA GRAÇA PARA O FIM DO DIA

.

EXPERIMENTEM !!!

Na cama, há uma nova posição a experimentar!

Chama-se "Posição de RODEO"

1º) Coloque a mulherde barriga para baixo na cama.

2º) Prepare-a para fazerem amor delicadamente.
3º) Apalpe firme mas suave o belo par de mamas que ela tem.
4º) Diga em voz bem alta: "São iguaizinhos aos da minha colega de trabalho."
5º) A partir daí é preciso aguentar-se no mínimo 8 segundos sem ir ao chão...

(SE CONSEGUIR MAIS QUE 9 SEGUNDOS ENTRA PARA O GUINESS)

BOA SORTE !

.
.
.

ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS/2013
CIDADE DA GUARDA

Partido  %       Votos       Mandatos   Pres.
 
PPD/PSD.CDS-PP  51,43%122225    1
PS30,39%722320
PCP - PEV3,89%92500
B.E.3,66%87100
PCTP/MRPP2,42%57600

 PRESIDENTE ELEITO - Álvaro dos Santos Amaro

 
CIDADE DE LEIRIA

Partido%                    Votos       MandatosPres.
 
PS46,31%2616671
PPD/PSD27,85%1573540
CDS-PP4,67%263900
PCP - PEV4,42%249500
B.E.3,3%186500

 PRESIDENTE ELEITO - Raul Miguel de Castro

.
.


5-MANIPULAÇÃO


















.
.
HOJE NO
" RECORD"

Moscovo recebe chama olímpica
 com forte presença policial 
Mobilizados cerca de 18 mil homens

A chegada da chama olímpica a Moscovo, com vistas aos Jogos de inverno em Sochi, vai mobilizar entre domingo e terça-feira 12.000 polícias, aos quais se juntarão mais 6.000 agentes, segundo informaram as autoridades locais.
UM ATLETA

"Cerca de 12.000 polícias, militares afetos ao ministério do Interior e voluntários serão mobilizados para manter a ordem pública e a segurança das pessoas durante o percurso da chama em Moscovo", revelou a polícia em comunicado. A chegada da chama, proveniente da Grécia, onde foi acesa a 29 de setembro, está prevista para domingo no aeroporto Moscovo-Vnoukovo, numa cerimónia em que estará presente o vice-primeiro ministro russo, Dmitri Kozak. No evento é esperado também o francês Jean-Claude Killy, presidente da Comissão de Coordenação dos Jogos Olímpicos de Sochi, que se disputam de 7 a 23 de fevereiro de 2014.

No momento em que a chama for acesa em território russo, na sua passagem pela praça vermelha junto ao Kremlin, estará então o presidente do país, Vladimir Putin. As festividades vão prosseguir entre segunda e terça-feira, com a chama a atravessar Moscovo sob fortes medidas de segurança, num percurso que envolve 31 veículos, animadores e os "portadores" do símbolo. Depois desta passagem, a chama percorrerá cerca de 65.000 quilómetros na Rússia, de carro, comboio, avião e mesmo em trenó, segundo informações da organização.

Mais de 14.000 pessoas irão segurar o símbolo da história do olimpismo, com o mesmo a passar em mais de 2.900 cidades e vilas do país, de Kaliningrado, enclave às portas da Europa, a Vladivostok, nas costas do Pacífico, e antes de chegar a Sochi, junto ao mar negro.

* A chama olímpica no país onde a democracia se chama KGB.

.
.


ONDE VOCÊ


MORA?


video



.
.
HOJE NO
" JORNAL DE NOTÍCIAS"

Prémio Nacional de Saúde 2013
 coube a Lévi Guerra

O Prémio Nacional de Saúde 2013 foi atribuído ao professor Levi Eugénio Ribeiro Guerra, nomeadamente pelo papel na divulgação da diálise renal no norte e centro de Portugal, foi anunciado esta sexta-feira. 
O júri considerou tratar-se "de uma personalidade que contribuiu inequivocamente para ganhos em saúde, ao ter um papel fundador e divulgador da diálise renal nas regiões do norte e centro do País", diz um comunicado da Direção-Geral da Saúde. 

Levi Eugénio Ribeiro Guerra nasceu em Águeda em 1930 e licenciou-se em Medicina. Foi diretor do Hospital de S. João, no Porto, entre outros cargos de direção, e em 1968 começou o programa de hemodiálises em doentes renais crónicos terminais no norte do país (Hospital de Santo António), onde criou o Serviço de Nefrologia. 

É membro de diversas sociedades científicas e associações não médicas e de diversos corpos editoriais de revistas nacionais e estrangeiras, diz o comunicado da Direção-Geral de Saúde.
O Prémio Nacional de Saúde do Ministério da Saúde visa distinguir, anualmente, pela relevância e excelência no âmbito das Ciências da Saúde, uma personalidade que tenha contribuído para a obtenção de ganhos em Saúde ou para o prestígio das organizações do setor, no âmbito do Serviço Nacional de Saúde. 

O júri foi constituído pelos bastonários da Ordem dos Médicos, dos Enfermeiros e dos Farmacêuticos, e pelo diretor do Instituto de Higiene e Medicina Tropical. 

* UM HOMEM!

.
.

 5.HISTÓRIA DA


 REDE GLOBO


video

 FONTE: TheDocsBr


Documentário mostra o lado obscuro da Rede Globo destacando algumas artimanhas que colocaram a emissora como uma das mais poderosas do planeta.
O documentário mostra as relações estreitas que a Globo levava com a ditadura militar, mostra também as práticas de manipulação jornalística na cobertura de fatos, como por exemplo, a 1º manifestação das "Diretas Já" em que o "Jornal Nacional" mostrava a aglomeração na Praça da Sé como sendo uma comemoração do aniversário de São Paulo, e não como um movimento pelo fim da ditadura.

Mostra também o envolvimento da Rede Globo na tentativa de fraude nas eleições de 1982 para impedir a vitória de Brizola no Rio de Janeiro e como a rede também manipulou a edição do debate das eleições de 1989, favorecendo ao candidato Collor e evitando o resultado que apontava Lula como vencedor. Mostra também como a Globo destruiu a que seria sua grande concorrente, a TV Jovem Pan, acabando com a sua parceira, a NEC.
Há depoimentos de várias personalidades, como Chico Burque, Leonel Brizola e Lula, entre outros.

A Rede Globo tentou impedir a veiculação do documentário no Reino Unido, mas não conseguiu, depois disso tentou comprar seus direitos autorais, mas também não teve sucesso. O governador de São Paulo, Fleury, demitiu o diretor do Museu da Imagem e do Som, que ousou apresentar o documentário em numa sessão.
Finalmente, conseguiu que o documentário fosse proibido no país. Mas a Internet veio a frustrar essa proibição. Hoje, mais de 700.000 downloads já aconteceram só no Youtube e no Google Video, sem falar nos outros meios, como Torrent, etc.

 .
.

HOJE NO
" JORNAL DE NEGÓCIOS"

Consumo de combustíveis 
cai mais de 7% em Julho

A queda do consumo de combustíveis continua. Em Julho, a redução foi superior a 7% quer no caso da gasolina quer no do gasóleo.
O consumo de gasolinas diminuiu 7,7%, em Julho, quando comparado com igual período do ano passado, de acordo com os dados divulgados pela Direcção Geral de Energia e Geologia (DGE). A queda mais acentuada neste segmento continua a ser registada na gasolina sem chumbo 98 octanas, em que a redução é de 15,9%. No caso da gasolina 95 octanas a descida foi de 7%.

As vendas de gasóleo também diminuíram 7,3%, adianta o relatório da DGE referente a Julho.
O consumo de combustíveis tem vindo a diminuir nos últimos anos, depois de períodos de aumentos de preços e de perda de poder de compra por parte das famílias portuguesas devido ao aumento de impostos e ao aumento do desemprego.

Assim, depois de em Abril se ter verificado uma subida no consumo de combustíveis, pela primeira vez desde Dezembro de 2010, voltou a observar-se uma redução nas vendas. Desta forma, Abril terá representado um ligeiro interregno na queda do consumo de combustíveis, não se revelando uma inversão de tendência.

* Para o governo habilidoso deve ser um sinal de que o país está a recuperar.

.

ANA CRISTINA CORREIA GIL

.









Quarenta horas 


São seis da manhã. O despertador toca impiedoso, ignorando ser ainda noite lá fora. Amélia levanta-se sonolenta e acorda os filhos. Até chegar ao serviço, tem de os preparar para sair, levá-los às respetivas escolas, apanhar a camioneta e depois o metro, que a essa hora vai sempre a abarrotar.

Na repartição de finanças, o relógio de ponto não falha na sua precisão eletrónica, e cada segundo de atraso é registado com minúcia. Já sentada no seu posto, Amélia vê desfilarem à sua frente todo o tipo de pessoas: simpáticas, carrancudas, interrogativas, impacientes, desesperadas. Na maior parte dos casos, todas se queixam do tempo que demoram a ser atendidas, da burocracia a que são sujeitas, do roubo que são os impostos. Amélia até pensa como elas, mas não o pode dizer. Fecha-se em copas e tenta fazer o que pode, mas nada parece ajudar: o computador teima em demorar eternidades a abrir os programas de que necessita, cada folha mandada imprimir é arrancada a ferros da máquina infernal, os utentes que esperam começam a reclamar em massa… e a hora de almoço que não chega.

Isto num dia bom, porque há alturas em que lá aparecem aqueles casos bicudos a que Amélia, por muito que queira, não sabe dar resposta. É que, à conta da crise, ela não tem tido formação que lhe troque por miúdos a legislação que está sempre a mudar. Por brio profissional, e sabendo-se por conta própria, lá vai folheando os manuais em alguns serões em que os miúdos se deitam mais cedo e ela não adormece em frente à televisão. Mesmo assim, lá fica de vez em quando encavacada ao balcão, valendo-lhe a experiência de uma colega mais velha.

É por isso que Amélia sabe que mais uma hora de trabalho por dia não vai significar mais eficiência. Ela já faz o que pode, atura quem é mal-educado, socorre o desesperado, explica tudo tim-tim por tim-tim a quem parece perdido. A partir de agora sairá de casa ainda mais de madrugada, os filhos terão de ir para a escola ainda mais cedo, ficando no recreio ao deus-dará. Ficar mais sessenta minutos por dia no serviço só vai deixá-la mais extenuada, fazê-la ir buscar os filhos já de noite no inverno, chegar a casa a correr e aproveitar a alta velocidade o tempo que lhe resta até se deitar: orientar-lhes os tpc, dar-lhes banho, fazer o jantar, preparar as lancheiras para o dia seguinte, arrumar a cozinha, ler-lhes uma história, passar a ferro a roupa para o dia seguinte, lavar roupa, estendê-la… Em dias assim não há espaço para o lazer, para um pouco de descanso, para retomar a energia que precisa para continuar. Descansar só mesmo nas poucas horas em que se der ao luxo de dormir.

Amélia sabe que as quarenta horas que vai passar agora ao balcão não vão resultar em mais produtividade. Vão deixá-la mais exausta, mais desmotivada, menos reconhecida no seu emprego. Dessem-lhe mais condições de trabalho e de vida e ela faria muito mais em muito menos tempo. Nos últimos anos, Amélia tem trabalhado cada vez mais e tem recebido cada vez menos. É por isso que vai votar amanhã. É o único momento em que pode dizer de sua justiça.

IN "AÇORIANO ORIENTAL"
30/09/13

.
.
A DEFESA DE JESUS


Enviado por A. DIAS


.
.
HOJE NO
"DESTAK"

Conselho Economico e Social demarca-se do optimismo do Governo nas GOP 

O Conselho Económico e Social (CES) demarcou-se do otimismo manifestado pelo Governo na proposta de Grandes Opções do Plano (GOP) para 2014, referindo o aumento do desemprego, das falências de empresas e da pobreza.


 "O otimismo do Governo contrasta fortemente com os números do desemprego, com o número de empresas falidas, com a redução do poder de compra das familias e com o aumento da pobreza. Contrasta ainda com o continuado aumento da dívida pública", diz o projeto de parecer do CES, a que agência Lusa teve acesso, que vai ser discutido e aprovado segunda-feira pela Comissão Especializada Permanente de Política Económica e Social (CEPES). 

 Segundo o projeto de parecer, que será posteriormente aprovado pelo plenário do CES, as condições de financiamento da economia portuguesa "são extremamente penalizadoras" e, apesar da afirmação do governo de que estão a ser criadas as bases para uma economia mais competitiva e dinâmica, "estão a ser criadas preocupantes condições de rutura social". 

#######################################################

Conselho Económico e Social critica
 falta de estratégia e de soluções 
para a crise das GOP 

O Conselho Económico e Social (CES) manifesta preocupação com a "crescente irrelevância" da proposta de Grandes Opções do Plano (GOP) para 2014, com a sua falta de "visão estratégica" para economia e de soluções para o país sair da crise. 
"O CES encara, assim, com alguma preocupação a crescente irrelevância de um documento como as GOP, em especial num contexto em que as grandes opções se confundem com as do Memorando de Entendimento", diz a nova versão de parecer do CES, a que agência Lusa teve acesso. 

A Comissão Especializada Permanente de Política Económica e Social (CEPES) vai discutir e aprovar segunda-feira este projeto de parecer sobre as Grandes Opções do Plano para 2014, elaborado pela conselheira Adilia Lisboa.

* Estamos completamente esclarecidos

.
.

1-TRANSMONTANOS


video

Uma excelente produção, antiga, da RTP2, alguns conceitos devem ser interpretados à luz da data em que foi realizado este filme.
Todos os vídeos inseridos devem ser visionados com ecrã ampliado.

.
.
HOJE NO

"i"


Pacheco Pereira propõe listas 
de independentes na Assembleia

Pacheco Pereira propôs uma alteração da lei eleitoral, de forma a permitir listas independentes de deputados na Assembleia da República.

Para Pacheco Pereira, "o fenómeno dos independentes, com esta força, com estes votos, vai muito para além da mecânica interpartidária", acrescentando que "a grande lição que se devia tirar em termos de legislação eleitoral é que é necessário alterar a lei eleitoral para a Assembleia da República para permitir listas de independentes". Assim, defende, "também na assembleia, os partidos passam a pensar duas vezes antes de fazer as listas que têm feito".
O analista político considera que estas eleições "foram muito interessantem porque perturbaram o sistema político".
No programa "Quadratura do Círculo" na Sic Notícias, Pacheco Pereira salientou que "as listas de independentes deram uma lição aos partidos pelas suas más escolhas a nível local" e que "o fenómeno dos independentes mostra que os eleitores não estão satisfestitos com a hegemonia dos partidos na vida pública".

* Desde que somos pensionistas deste blogue que defendemos a criação de círculos uninominais eleitorais para o parlamento. 
Existem milhares de cidadãos honestos  e competentes para desempenhar melhor o papel de deputado que  os carreiristas dos partidos, vazios de experiência na sociedade civil e sem maturidade. É necessária a existência de partidos mas não estes que transformaram a Assembleia da República num covil  de nepotismo e falcatruas.
Existe outra aberração legislativa que impede o cidadão de comprar títulos  de dívida pública, enquanto os bancos  que colaboraram activamente na desgraça deste país o podem fazer.
.
.


BANDAS COM NOMES DE COMIDA


Smashing Pumpkins


video



São uma banda de Rock alternativo americana formada em Chicago em 1988.


.
.
HOJE NO
"ABOLA"

Simone Biles campeã do mundo de
. ´All-Around´ com apenas 16 anos

A norte-americana Simone Biles sagrou-se, com apenas 16 anos, campeã do mundo de ´All-Around´ (todos os elementos) nos Mundiais de ginástica artística que decorrem em Antuérpia, Bélgica.
No final dos quatro elementos, Biles obteve a pontuação de 60.216, conquistando o ouro à frente da compatriota Kyla Ross (59.332), também de 16 anos.

A russa Aliya Mustafina, medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Londres, repetiu o lugar nos Mundiais (58,856 pontos).

Fora do pódio, em quarto lugar, ficou a romena Larisa Iordache, que conquistou duas medalhas de ouro na Taça do Mundo de Anadia, em junho passado.

A campeã olímpica de ´All-Around´ Gabrielle Douglas não participou.

* 16 anos com este desempenho que admiramos e respeitamos significa muita meninice perdida. Será feliz aos trinta?

.
.


SHOW


CELESTIAL 



video



.
.
HOJE NO
"PÚBLICO"

Dois europeus suspeitos de 
traficarem órgãos foram queimados 
vivos em Madagáscar

Um era francês. O outro era também europeu. Um terceiro homem, habitante da ilha, foi linchado.

Uma multidão queimou vivos dois europeus – um deles francês – na ilha de Madagáscar e linchou um habitante local. Os três eram suspeitos de traficarem órgãos humanos depois de uma criança ter sido encontrada morta numa praia, informou a polícia.

Residentes na ilha ouvidos pela AFP dizem que a tensão aumentou recentemente com crescentes rumores do desaparecimento de várias crianças.
"As pessoas suspeitavam que estes homens eram traficantes de órgãos", disse o chefe da polícia de Madagáscar, Desiré Johnson Rakotondratsima. "Parece que um dos estrangeiros o admitiu em frente a residentes locais." Um outro responsável da polícia afirmou à AFP que os dois estrangeiros teriam admitido "sob tortura" serem responsáveis por este caso. A criança de oito anos foi encontrada já depois de os seus órgãos lhe terem sido retirados.
Um terceiro suspeito, habitante de Madagáscar, também foi morto. "Foi linchado", disse o chefe da segurança, general Andrianazary, citado pela Reuters. “As forças de segurança chegaram demasiado tarde."
Um dos europeus era francês, de acordo com o Ministério francês dos Negócios Estrangeiros. O outro seria italiano, segundo testemunhas ouvidas que dizem que os homens eram conhecidos por Sébastien e Roberto.
O Ministério dos Negócios Estrangeiros de França aconselhou os seus 700 cidadãos a viver em Madagáscar a não se deslocarem no interior da ilha e pediu aos que planeavam viajar para a ilha do Índico para adiarem a viagem. "Pedimos também às autoridades de Madagáscar para nos elucidarem sobre as circunstâncias exactas [do que aconteceu] e para reforçarem as medidas de segurança para os franceses que se encontram na ilha", acrescentou um porta-voz do Quai d'Orsay.

* Tudo horrível!

.
.
9.ENRIQUEÇA A
 SUA BIBLIOTECA



 










.
.


HOJE NO


"DIÁRIO ECONÓMICO"

Primeiro 5 de outubro sem feriado regressa
 ao salão nobre da Câmara de Lisboa

O feriado de 5 de outubro foi eliminado no ano passado em conjunto com os feriados da Restauração da Independência (1 de dezembro), e os feriados religiosos de Corpo de Deus (60 dias após a Páscoa) e do Dia de Todos os Santos (1 de novembro).

A implantação da República será comemorada pela primeira vez desde que o 5 de outubro deixou de ser feriado, com as comemorações oficiais a prosseguirem na Câmara de Lisboa, regressando ao salão nobre dos Paços de Concelho.

O feriado de 5 de outubro foi eliminado através da aprovação de um novo Código do Trabalho, a 11 de maio do ano passado, em conjunto com os feriados da Restauração da Independência (1 de Dezembro), e os feriados religiosos de Corpo de Deus (60 dias após a Páscoa) e do Dia de Todos os Santos (1 de novembro).

A aprovação do Código do Trabalho na Assembleia da República não foi pacífica entre os diferentes grupos parlamentares, incluindo os da maioria PSD/CDS-PP, e a questão dos feriados não esteve fora da discussão.

Ainda antes da votação final global da proposta do Governo, o deputado Pedro Delgado Alves, então líder da JS, pediu a palavra para "recomendar" a "retirada da estátua da República do plenário uma vez que esta assembleia a não respeita", intervenção que recebeu o aplauso das bancadas da esquerda.
Pedro Delgado Alves foi um dos nove deputados do PS que violaram a disciplina imposta pela direção do grupo parlamentar, no sentido da abstenção, e votaram contra o Código do Trabalho, não tendo a questão dos feriados sido a única apontada pelos parlamentares rebeldes.

No 5 de Outubro do ano passado, o secretário-geral do PS, António José Seguro, disse que quando for primeiro-ministro fará do dia da implantação da República feriado novamente.
"Quero anunciar ao país que, quando merecer a confiança dos portugueses para governar Portugal, tomarei a decisão de fazer com que o dia 05 de Outubro, dia da República, volte a ser feriado nacional", afirmou.

Apesar de ser o 1º de Dezembro que mais o moveu, o deputado centrista Ribeiro e Castro votou contra o Código do Trabalho precisamente por se opor à eliminação dos feriados, chegando a sugerir que teria problemas de constitucionalidade, mas o Tribunal Constitucional veio a declarar este aspeto do Código do Trabalho conforme à Lei da Fundamental.

Os deputados do CDS-PP João Almeida, Telmo Correia e José Manuel Rodrigues defenderam, por seu turno, numa declaração de voto, que a eliminação dos feriados deve ser "temporária", discordando, em qualquer circunstância, do fim do 1º de Dezembro, e preconizando antes "mobilidade" para eliminação de "pontes".

Os deputados centristas disseram explicitamente que apenas votaram favoravelmente a eliminação dos feriados incluída da revisão do Código do Trabalho por "razões de disciplina de voto, respeitando o programa de governo, o memorando de entendimento e o acordo tripartido estabelecido em sede de concertação social".

Este ano, no primeiro 5 de Outubro que não será feriado, os discursos oficiais ao salão nobre dos Paços do Concelho, Lisboa, o que não acontecia desde 2005, antes do Presidente da República ter aberto as celebrações ao público na Praça do Município.
Segundo o alinhamento das celebrações, os discursos do presidente da Câmara da capital, António Costa (PS) e do Presidente da República, 

Cavaco Silva, serão no salão nobre, depois do tradicional hastear da bandeira nacional pelo Chefe de Estado na varanda da Câmara de Lisboa, onde foi proclamada a República em 1910.

No ano passado, quando as comemorações foram ensombradas pela imagem da bandeira nacional a ser hasteada ao contrário, os atos oficiais dividiram-se entre a Câmara de Lisboa e, pela primeira vez, o Pátio da Galé, onde decorreram os discursos.

* Só um governo pindérico é que acaba o feriado comemorativo do dia da implantação do regime em que vivemos, aguardamos esperançados que um novo governo, brevemente, reponha a verdade da história.

.
.


A CAIXA


video


.
.
HOJE NO


"CORREIO DA MANHÃ"

Pornografia infantil: 
PJ defende base de dados

Dados de 2011 demonstram que Portugal não foi eficiente na transmissão de dados de criminosos e das vítimas de abusos sexuais à Interpol.

O inspetor-chefe da Brigada de Investigação de Pornografia Infantil da Polícia Judiciária, Jorge Duque, defendeu esta sexta-feira a criação de uma base de dados nacional com imagens de crianças abusadas sexualmente, por forma a permitir uma cooperação mais eficaz com a Interpol.

 "É difícil investigar a nível global sem uma base de dados nacional", adiantou Duque, explicando que esta ferramenta iria permitir saber várias informações, como se a vítima e o abusador já foram identificados, a data em que ocorreram os factos e a idade da vítima.

No colóquio "As crianças e a Internet – uso seguro, abuso e denúncia", o inspetor-chefe da PJ acrescentou que "cada país tem de fazer o seu trabalho e entregar essas imagens na base de dados da Interpol de modo a que as polícias não se dispersem a investigar" situações já identificadas e centrarem-se nas imagens em que as vítimas ainda não estão identificadas.
Para Jorge Duque, esta base de dados permitiria uma "investigação muito mais sólida" e "uma acusação muito mais forte". "Algo está a falhar relativamente à informação que é transmitida à Interpol, que só é possível com uma base de dados", frisou, aludindo a dados de 2011 da polícia internacional sobre este crime, nos quais Portugal não consta dos relatórios.
O responsável alertou também para os factos de que este tipo de crimes "não se previne, não se investiga e não se iliba um cidadão sem esses dados" de comunicações eletrónicas. "O acesso ao local do crime está interdito não só pelos circunstancialismos inerentes à origem da comunicação com relevância criminal (domicílio, empresas, cibercafé, rua) como pela delonga inerente ao circuito burocrático na obtenção dos dados", justificou. 
Devem ainda ser reforçados "os esforços na investigação e perseguição penal de abuso de crianças online" e aumentar a consciencialização pública sobre "os riscos colocados pelas atividades das crianças na Internet, incluindo a produção de imagens pelas próprias crianças".

* Somos inimigos viscerais de violadores e de promotores de pornografia infantil, temos pena de o legislador português ser tão brando para com estes energúmenos, quando vemos  um pobre que furta no supermercado 4€ de produtos alimentares é considerado um criminosos e punido.

.
.

 ESCOLHA UM MACHO













.


HOJE NO
" O PRIMEIRO DE JANEIRO"

Ministro Jorge Moreira da Silva anuncia 
redução no custo de 1400 milhões de euros 
 "Medidas muito exigentes 
para o setor eletroprodutor” 

 O Governo apresentou à ‘troika’ um segundo conjunto de medidas que permitirão uma redução de custos do sistema elétrico que pode atingir os 1400 milhões de euros, avançou hoje o ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia. 


“Por nossa iniciativa e não por iniciativa da ‘troika’ apresentamos um conjunto de cortes adicionais”, disse Jorge Moreira da Silva, adiantando que são “medidas muito exigentes para o setor eletroprodutor”. O ministro, que falava numa conferência de imprensa, em Lisboa, disse que este conjunto de medidas permitirá “uma redução adicional de custos que pode ir até 1400 milhões de euros”. 

 O pacote de medidas anunciado hoje segue-se a um primeiro, aprovado no âmbito da sétima avaliação ao cumprimento do Programa de Assistência Económica e Financeira (PAEF) português e que representa uma poupança de 2080 milhões de euros. 

As medidas incluídas neste segundo pacote foram apresentadas pelo secretário de Estado da Energia, Artur Trindade, e incluem a eliminação da distorção de mercado provocada pelas medidas fiscais introduzidas em Espanha, com a qual o Governo estima uma poupança entre 300 a 500 milhões de euros, no período 2014-2020.

 Fazem ainda parte deste conjunto de medidas a introdução de incentivos à eficiência de custos no mecanismo de harmonização de tarifas aplicável às regiões autónomas dos Açores e da Madeira (com uma poupança estimada de 160 a 200 milhões de euros), a revisão da remuneração dos terrenos hídricos (poupança entre 100 e 120 milhões de euros) e a correção das distorções no mercado de serviços de sistema (poupança entre 300 a 400 milhões de euros). 

A contribuição das centrais a carvão para o sistema elétrico nacional, com a qual o Governo espera arrecadar 150 a 170 milhões de euros entre 2014 a 2026, é a última das medidas do pacote anunciado hoje.

* O ministro também anda a propalar que o consumidor não será afectado por esta receita cobrada aos produtores de energia, mas só um lorpa é que acredita. Até Catroga, o chairman da EDP, diz que esta medida não pode ser executada.

.